Combustíveis EUA Gadgets Mercado

Gasolina delivery: Empresas apostam no reabastecimento de automóveis em qualquer local

gasolina-delivery-2

Um novo tipo de serviço está chamando atenção e provocando polêmica nos EUA. Diversas empresas estão atuando no segmento de abastecimento de combustíveis no local onde estiver o veículo do cliente.

O serviço funciona como o já conhecido “delivery”, onde o cliente contata a empresa prestadora do serviço e esta vai até o local. No caso de empresas desse novo negócio, tais como WeFuel, Purple ou Booster Fuel´s, por exemplo, o cliente utiliza um aplicativo de smartphone para pedir o reabastecimento do veículo.

gasolina-delivery-1

A taxa geralmente é de US$ 5,00 e o valor do galão é o menor encontrado na região onde está o carro do usuário do aplicativo. Com antecedência mínima de 1h, em média, o cliente deixa o bocal do tanque aberto e um pequeno caminhão-tanque para junto ao veículo, sendo que seu condutor o abastecerá conforme o volume pedido.

No entanto, algumas empresas, tais como a Purple, permitem que motoristas comuns façam esse serviço, que legalmente é atribuído a condutores devidamente autorizados. Essa e a própria questão do serviço em si, já está levantando uma grande polêmica, pois alguns estados alegam que isso é ilegal.

gasolina-delivery-3

O setor movimenta anualmente mais de meio trilhão de dólares e a concorrência com os postos tradicionais pode levar a uma guerra parecida com aquela entre Uber e taxistas. O negócio, apesar dos detalhes, parece estar indo bem, pois só a Purple tem 80 caminhões-bomba. Já a WeFuel desenvolve um sistema que permitirá saber quando os carros dos clientes entrarão na reserva. Esse tipo de serviço daria certo no Brasil?

[Fonte: Blooberg/Razão Automóvel]

Agradecimentos ao Filipe Melo.





  • Mr. Car

    Se daria certo no Brasil? Chamariam o caminhão para um lugar ermo, e o resto vocês já sabem. Isto sem falar no ataque histérico dos sindicatos. Lembram quando foi permitido que o próprio cliente reabastecesse seu carro nos postos de combustível, dando alguns centavos de desconto no litro?

    • V12 for life

      Faço minha suas palavras.

    • Pedro Henrique

      alias, isso deveria voltar
      afinal não dizem tanto sobre por etanol pra baixar o preço? deixe ter os postos self-service também ué
      tem muita gente que prefere a comodidade de ficar só sentado no carro e pagar sei lá, 10 centavos a mais na gasolina, mas grande maioria preferiria abastecer o próprio carro, ter o desconto e mais segurança inclusive.

      perdi a conta de quantas vezes falei pro frentista “só até o clique” e o miserável ficou botando gasolina até quase transbordar ¬¬
      nessas horas a vontade de da uma voadora no cara é grande, parece surdo

      • Eduardo Alvim

        Me gera o ódio quando a bomba dá o clique e o diagramado quer “arredondar” o valor. Só que eles nunca conseguem, sempre vira 140,04 por exemplo. Bando de filhos da puta! Deixem o valor “quebrado” original!

        • Pedro Henrique

          o legal é que da tipo 131,73 e o cara quer arredondar pra 140
          quando acontece algo assim (como frequento o mesmo posto geralmente) eu troco de frentista, nem que eu tenha que esperar outra bomba ficar livre..
          eu espero!

        • arzanette

          eu fiz isso em um posto da rede ipiran.. pedi pra abastecer 150 de diesel que cabe na minha van. e eles colocarão 150,40 quando fui pagar veio o 150.40 . falei pedi 150 se foi a mais problema e de vcs senão tira todo combustível abastecido e deu …… caras são espertos se tu não ficar ligado.

        • saosao

          Calma cara, vc prefere isso ou ouvir da menina do caixa da padaria: “posso ficar te devendo 4 centavos?”…

          • Eduardo Alvim

            Pior é “Posso te dar uma BALINHA?”

            • saosao

              E nem é 7Belo! kkk

          • Mas aí vai da empresa. Se a guria do caixa pergunta isso é porque o gerente do posto exige que a contagem de dinheiro feche 100%. Se der 4 centavos para 100 clientes dia da 4 reais e se o gerente cobrar ela precisa pagar. Muitos acham que funcionários tem liberdade nas empresas, nem sempre é assim.

            • saosao

              Acho que vc não entendeu a situação.
              Quando eles dizem “posso ficar te devendo 4 centavos?”, é pq o caixa “não tem” 4 centavos para devolver, e aí “ficam devendo”. Ou seja, quem não vai receber é o consumidor. E no final, eles acabam com mais dinheiro no caixa do que os produtos que saíram.

      • Alvaro Guatura

        Também gostaria de ter o prazer de abastecer meus próprios veículos, os frentistas não tem o menor cuidado.

      • Felix Sehnem

        ja aconteceu comigo de colocar alem do clique, da uma raiva que eles não aprendem mesmo so fazendo isso

      • Alberto Sergio Chagas

        Concordo com vc, Pedro Henrique. Tb acho ruim qdo ficam oferecendo produtos pro carro tipo limpadores e tal

    • Aristeu Junior

      Quem lê teu post acha que um posto de combustível é super seguro e impossível de ser roubado…

      • Mr. Car

        Quem lê querendo distorcer as coisas, acha mesmo.

    • Ricardo Blume

      Tem esse risco sim mas o delivery é muito semelhante a entrega de gás aqui no Brasil. Talvez o risco seja o mesmo, sei lá.

      • Mr. Car

        Pode até acontecer, mas entrega de gás tem outras peculiaridades que fazem os riscos menores. Ou um caminhão segue um roteiro pré-determinado anunciando sua presença para os moradores de uma rua enquanto passa por ela, ou leva um ou dois botijões por pedido para locais mais próximos da distribuidora. Não mandam um caminhão lotado de bujões para entregar dois “no meio do nada”, onde estariam mais sujeitos a serem assaltados e ter a carga toda roubada.

    • pgoytaca

      Acho que não daria certo se os caminhões fossem obrigados a cumprir tantas exigências quanto os postos fixos. A questão do lobby dos sindicatos, tanto funcionais quanto patronais, também pode ser um empecilho. Quanto aos chamados em locais ermos não acho que aconteceria, as empresas simplesmente delimitariam sua área de atuação. Exemplo, nenhuma empresa atenderia nas áreas perigosas da baixada fluminense, essas mesmas empresas atenderiam de bom grado os chamados em bairros nobres do Rio e as praias lotadas da região dos lagos no verão.

    • V12aero

      Concordo com vc.

  • Douglas

    Que coisa mais sem noção.
    Qual a dificuldade em ir até ao posto?

    • Pensei em uma utilidade no Brasil. Imagina cidades pequenas que possuem dois postos. Só que essas cidade tiver eventos turísticos que aumenta muito a população (época de praia , festas regionais ). Nesse caso o caminhão poderia ficar em um ponto fixo. PS . Quem vai ao litoral catarinense ou gaúcho em determinadas datas sabe o quão insuficiente é a infraestrutura quando o número de turistas supera o da população de uma cidade.

      • Matheus Marques da Silva

        Fora a falta de confiança nos postos que não são seus habituais.. no litoral do RS pelo menos abasteço sempre meio preocupado.

    • fabricioaguirre

      Tempo + Dinheiro = Mais dinheiro.
      Aqui é comum morarmos a mais de uma hora (ida e volta) de um posto barato.

    • Alvaro Guatura

      Eu vejo utilidade no caso do carro ficar sem gasolina, como se fosse uma espécie de socorro. Melhor do que pegar gasolina com galão.

    • Marcelo Ceno Dutra

      Pensei a mesma coisa. Aqui em Vitória-ES onde moro só em uma avenida tenho 3 postos pra escolher e olha que não moro em nenhuma região tão movimentada.

  • e_angel

    É possível que tenha mercado para isso no Brasil, entretanto, é preciso avaliar os riscos. Gente pra comprar e vender tem em todo lugar.

  • Eu nem precisaria deixar a tampa aberta. Meu carro não tem tampa ;)

  • Além do risco do roubo do caminhão bomba como alguns mencionaram, há no Brasil o risco de colocarem menos do que você pagou. Já fazem isso na sua cara, imagina pelas costas.

  • 1945_DE

    Se tivesse esse serviço aqui no Brasil eu não ia mais em posto. Minha mulher principalmente. Hoje eu sou obrigado a abastecer o meu carro e o dela.

    • saosao

      Que saco hein. Tira ela de casa só pra abastecer para ela ver que não é nada divertido pra vc.

  • Mumm Rá

    As Panicats vem junto ?

  • Zé Mundico

    Taí uma excelente ideia! Dependendo do preço cobrado, faria muito sucesso para aquisiçao de combustível em grupo de pessoas, tipo um condomínio onde num determinado dia o caminhão iria lá abastecer os carros dos moradores. Ou mesmo numa determinada empresa ou no estacionamento de um supermercado, por exemplo. Se tivesse um desconto que valesse a pena, seria uma boa opção.
    O problema é que vivemos num planeta chamado Brasil, onde tudo é difícil, caro e perigoso.
    Logo o poderoso sindicato dos donos de postos iriam atacar a ideia, amparados pelo não menos nocivo sindicato dos frentistas. Sem falar na prefeitura que iria cobrar “taxas” exorbitantes e iria inventar tanta coisa que se tornaria inviável.
    Claro que a segurança não poderia ser esquecida, e tudo teria que ser feito dentro do mais estrito controle, afinal estamos falando de um posto de gasolina ambulante. Claro que tem seus riscos, mas se a coisa fosse feita com seriedade teria tudo para dar certo.
    Mas aqui no Brasil tudo é direcionado para melar a concorrencia e desanimar novas iniciativas. Para alegria das patotas, panelinhas e círculos de amigos. Viver em pais atrasado é complicado…..

  • Cláudio Lima

    Achei muito bom!!! Funcionando pelo aplicativo é muito mais seguro principalmente para empresa, assim o funcionário não precisaria perder tempo num posto de combustível .. Gostei dessa idéia !

  • MIN💀S

    Se daria certo no Brasil? Claro que não!!!!
    A máfia dos postos de combustíveis, muitos deles de políticos, não deixariam esse negócio ir pra frente.

  • Louis

    Qual a eficiência energética disso? Andar com um caminhão carregado de combustível ao invés de ir com o carro bem mais leve até o posto. Ademais, os carros sempre passam em frente de postos, nem é necessário desviar do caminho.

  • saosao

    Se deixar o bocal aberto, é capaz de roubarem antes rs

  • Renato Alves

    Isso ajudaria a acabar com o cartel dos postos de gasolina, igual o uber fez com os taxistas. Eu só vi vantagens ai:
    1) Cliente não precisa ir ao posto e nem ficar perto do carro durante o abastecimento, ou seja, mais seguro;
    2) Pagamento via aplicativo;
    3) Provavelmente preços melhores

  • EJ

    Se deixar o bocal do tanque aberto, um pirangueiro taca fogo em 5 minutos. Ou o flanelinha cobrará 20 reais pra “vigiar enquanto o senhor abastece, porque a região aqui é perigosa”.

  • V12aero

    Difícil dar certo, os postos de gasolina já adulteram o
    combustível e praticamente não tem fiscalização, imagina em caminhão andando
    pra todo lugar.

    Eu não seria usuário desse serviço.

    E outra vão chamar o caminhão para abastecer, o
    cara chegando no local o freguês fala “coloca dez real”. kkk…

  • Guilherme Borella

    Não vejo onde está a polêmica uma vez que no Brasil esse serviço existe a anos, ou alguém já viu uma empilhadeira no posto de combustível? Máquinas e equipamentos pesados são abastecidos em canteiros de obra. Se alguém quiser abastecer seu carro no supermercado, basta se sujeitar ao preço, maior que no posto, obviamente.

  • CanalhaRS

    No Brasil se juntariam os taxistas aos donos de postos e teríamos o início do apocalipse.

  • Diogo Oliveira

    Aí sim que a Gasolina vai chegar nos R$ 5 o litro fácil, fácil.

  • Nícolas Trindade Ramos

    daria certo sim, e seria muito bom para quebrar os sindicatos petistas.

  • Sandro

    Sempre me pareceu que só tem pessoas mal intencionadas por trás de algum desses aplicativos, tanto os criadores quanto os parceiros/usuários, pois sempre querem fazer algo à margem da lei como essa PURPLE permitindo que pessoas comuns façam esse tipo de serviço. Para transportar combustíveis nos EUA é necessário ter uma carteira de motorista comercial que exige no mínimo 21 anos de idade, teste anti drogas, verificação de antecedentes criminais e um curso de Hazmat. Imagina que festa isso vai virar se popularizar que nem Uber e pipocar caminhões de combustível sendo dirigidos por pessoas desqualificadas. Vai virar uma bomba relógio.



Send this to friend