Geely Preços Sedãs

Geely EC7 subiu de preço – Sedã chinês volta a custar R$ 49.990

geely-ec7-avaliacao-NA (7)

O Geely EC7, sedã médio da marca chinesa, chegou ao mercado brasileiro com preço sugerido de R$ 49.990. Pouco tempo depois, o valor do modelo foi reduzido para R$ 44.990, tornando-se assim o modelo mais barato em seu segmento. Confira a Avaliação NA deste asiático.

Agora, o Geely EC7 volta a custar R$ 49.990. Oferecido em versão única, o sedã tem motor 1.8 16V com 130 cv e 16,9 kgfm, utilizando somente câmbio manual de cinco marchas. O pacote de equipamentos inclui ar condicionado digital, bancos em couro, rodas de liga leve aro 16, sensor de estacionamento, lanternas em LED, entre outros.

Agradecimentos ao Leandro Souza.





  • Emerson

    subiu porque tá vendendo muito

    • CignusRJ

      Subiu pq é importado. O custo do Dólar subiu muito, a marca não iria aguentar o preço de 44.900,00 por muito tempo.
      Lembrando que muitos carros nacionais tem peças importadas e a tendência é que subam preços tb.
      .

      • Franklin Diego

        Só queria ver uma coisa: Hipoteticamente, num universo paralelo, em outra dimensão, vamos supor que o dólar ficasse amanhã na casa dos R$ 3,00. EU DUVIDO que o preço desse carro fosse ficar abaixo da casa dos R$ 45 mil reais.

        Só acho, rs.

        • Rodrigo Pasini

          Não precisa duvidar, tenha certeza disso.

        • Bruno Wendel Marcolino

          nem esse e nem qualquer outro.

        • _William

          Variação do dólar só serve na hora de aumentar o preço mesmo, quando o dólar cai eles arrumam outras desculpas para os aumentos.

        • Pedro Rocha

          Esse universo paralelo do dólar a R$3,00 foi destruído por Dilma e Toffoli em outubro/14.

        • RyanSX

          Nem se o dolar ficar 1 real, se brincar fazem é aumentar o preço.

          • Ainnem Agon

            Tem que aumentar o preço pois é necessário cobrir o custo do funcionário que muda na planilha de cálculo da margem a cotação do dólar em uso.

        • Minerius Valioso

          Não dá, aqui tem oligopólio forte formado. A máfia não deixa.

        • anderson

          O preço não vai cair, mas o lucro de quem importa vai subir kkkkkkk

      • _William

        É, mas se o dólar, hipoteticamente, caísse pra R$ 1,50 amanhã ninguém iria baixar o preço…só acho.

        • Rodrigo Aguiar

          Estive na CCS hoje e continua R$44900 completo, não há previsão de quando e se realmente irá subir.

          • Tosca16

            possivelmente quando vir o visual restilizado com alguns equipamentos à mais .

            • Edson Fernandes

              Se esse carro viesse na variante topo de linha e tivesse op~ção de cambio automatico, ele venderia melhor sim.
              Pior qeu mesmo o ajuste entre cambio e motor do carro não é ruim.

              • Tosca16

                seria a volta ao preço original, mas se vier a nova restilização sabendo que o atual voltou a custar R$ 49.990,00 possa ser um indício que a nova versão não virá abaixo dos R$ 50.000,00 .

                • Edson Fernandes

                  Então, mas volto a dizer sobre o que conversamos outro dia: Está faltando um chines que cause impacto como aconteceu qdo vieram para o Brasil.
                  O Celer CVT poderá alcançar isso a dpeneder do preço. Ele até R$45000 pode ser muito interessante.

                  • Tosca16

                    A Chery prometeu, vamos esperar … acredito que por R$ 39.990,00 poderia vir uma versão CVT e uma versão ainda mais equipada por R$ 44.990,00 (quem sabe a Desert, CVT) .

                    • Edson Fernandes

                      Se fosse, eu teria um real interesse na aquisição. Seria sem duvida um preço pra lá de chamativo.

                    • Tosca16

                      Sério Edson com toda essa crise e aumento do dólar só a Chery que manteve as promoções e consequente os preços; sério a Chery merecia melhores vendas, e eu analisei o produto anterior e esse nacional, um colega tem um Celer importado, e aqui na universidade um rapaz do departamento de matemática tem um nacionalizado, sério a diferença é muito grande para um mesmo carro, e já tive a oportunidade de rodar em ambos, não o desse rapaz da matemática mas o da concessionária. Bom ele é um carro ao meu ver bem ao nível dos Dacia Sandero, e com um motor que responde bem e menos ruidoso que os do J3. Creio que se fosse um Fiat poderia por esse preço vender até mais que o Pálio, visto que acho o Chery Celer bem superior . Outra que na época do lançamento fui ver um sedã ACT que custava 41 mil reais, o mesmo valor na época da versão de entrada do Nissan Versa 1.0, eu comparei mais um colega, sério eu e ele concordamos que a primeira vista o Celer era melhor e tinha um aspecto de montagem superior, perdia em comparação a outras versões mais equipadas do Versa mas a básica vs o Celer sedã ACT não, não perde não .

                    • Edson Fernandes

                      Mas é uma marca ganhando mercado. Ela precisa demonstrar que tem produto. As vezes não necessariamente com propagandas chamativas,mas com propaganas que demonstrem robustez e até talvez, com os clientes falando do produto.

                      Da forma que fica, está complicado pq a marca está apagada. A ultima propaganda é do Chines pedindo para comprar os carros da marca… assim fica dificil (ainda que seja para dizer sobre nacionalização).

                    • Tosca16

                      Eu não sou do marketing mas poderia fazer campanhas bem melhores que as atuais da Chery; a Chery tem que colocar no consumidor que no passado coreanas e até mesmo japonesas sofreram o mesmo que as chinesas sofrem hoje, e mostrar que semelhante tais montadoras as montadoras chinesas estão cada dia crescendo mais e com investimentos gigantescos . Mas o maior comercial que a mesma poderia fazer é trazer de fato a linha mais atual, mesmo que com preços altos, mostrar um patamar acima dos atuais produtos e tentar elevar a marca Chery aqui semelhante é a Hyundai hoje no país . Trazer o Tiggo 5, Arrizo 7, Arrizo 3 , Arrizo M7 e quem sabe conseguir algum grupo interessado, que já tenha concessionárias de alguma marca de luxo pra assumir as operações da Qoros no Brasil. A Chery trazer a Qoros ao mercado, poderia deixar o grupo Chery e suas marcas mais em evidência, mostrando também a última linha de motores da subsidiária ACTECO .

          • anderson

            Exato Rodrigo, ainda não subiu o preço, acredito que quando chegar a versão 2016 deverá custar 55 mil, segundo o vendedor. Já com câmbio automatico e central multimidia

      • De uns dias pra cá, a tendência do dólar é de queda. Não faz muito tempo que a moeda americana chegou ao pico de R$4,20. Hoje, já está em R$3,85.

      • anderson

        Não amigo, subiu porque esta vendendo muito sim, os veículos já encontram-se no Brasil, e já foram pagos então a alta do Dólar não interfere no valor.

  • Guilhe

    Parece ser um bom carro, mas não teria coragem de comprar ainda, vou esperar mais uns anos o amadurecimento da marca e observar o que vai ocorrer.

  • Fanjos

    Vendeu quantos esse ano? Uns 5?

    • Algo de 30 por mes.

      • Fanjos

        Então está certo aumentar, superou em mais de 100x a expectativa

        • zekinha71

          Agora com aumento vai vender uns 60 por mês, estão gourmetizando o produto.

          • Guily

            45 mil era preço de sedã brasileiro desengonçado 1.0 e nem tão completo, espaçoso ou seguro! Bom negócio se não fosse a desvalorização, o mercado de peças e assistência. O carro provou ser seguro em 2011 no EuroNCap, com 4 estrelas.

    • Bruno Wendel Marcolino

      mês passado um deles foi pra garagem do meu compadre.

      O carro é muito bom por sinal, dirigi ele ontem, gostei bastante.

      O que ocorre é que esse sedã é para consumidor de compactos, ou seja, o consumidor que não tem grana pra dar 70k num médio e quer comprar um carro 0km.

      Quem já tem Jetta, C4, Sentra, Corolla, Civic, etc obviamente não vai gostar desse carro.

      Pra quem tem CCS na cidade ou perto vale a pena sim, o motor é o 1.8 do Corolla monocombustivel das antigas, extremamente confiável e tem peças no mercado.

      • Diego

        O Lifan 320 tinha um motor japonês, porem é um péssimo carro e desvalorização muito além do Suportável, 1 ano de uso e custava 40% do que foi pago.

        Cuidado com esses Chineses.

        • Bruno Wendel Marcolino

          sim, o 320 terrível, além do 620, clone do Corolla antigo.

          Porém são carros distintos desse Geely, pode acessar a pagina da Fipe e verá que a desvalorização não passa de 4.000 no primeiro ano além de ser uma marca em crescimento ao invés das demais que já fecharam CCS por todo Brasil esse ano, enquanto isso a Geely abre e vai se adequando ao mercado aos poucos.

          • Edson Fernandes

            A estrategia dela foi vir aos poucos. Mas nõa se engane: Vender até 2 anos esse Geely gerará sim uma revenda muito ruim. O negocio é ficar com o carro por alguns bons anos para aproveitar isso.
            E ele realmente não é ruim e o interior não deixa a desejar, só deveriam ter trazido a variante completa com 6 air bags e ESP, além de cambio CVT (que imagino, deve fazer bem em economia para esse motor).

            • Bruno Wendel Marcolino

              o motor do Corolla Brad Pitt é bem robusto, acho acertado o uso dele nesse carro, pois já dá certa confiabilidade ao modelo.

              O meu compadre comprou um e a vendedora já informou que no inicio do ano vem a versão automática por 54.900, só não sei se virá com os itens de segurança que citou, mas seria interessante.

              • Edson Fernandes

                Se custar em desconto R$50000, eu terei interesse em conhecer.

                • Bruno Wendel Marcolino

                  ai já é acreditar em papai noel kkkkk, de repente alguma promoção cola.

                  50k não paga nem Gol Rallye mais kkkkk

                  • Edson Fernandes

                    Mas é bem possivel! Esse carro é comercializado desde sempre a R$45000 mesmo com aumentos. E no lançamento era até mais caro…rs

                    Se o automatico seguir essa receita… eu vou ter interesse em conhece-lo.

  • André

    Perdeu relação custo beneficio, não sei se ainda é interessante. Apesar de ser um legítimo sedã médio, considero seus principais concorrentes os sedãs compactos grandes, como Versa 1.6, Cobalt 1.8, City, Logan 1.6 e Etios Sedã. Comparando igualdade de equipamentos, estes são mais caros, mas algumas versões são até mais baratas.

    • Bruno Wendel Marcolino

      perdeu? Ainda é o sedã médio mais barato e a maioria dos compactos “similares” em equipamento custam mais do que ele, acho que o CxB permanece.

      • André

        Não sei, um Versa SL ou Logan Privilege (ambos completos) custam os mesmos 50mil. Cobalt LT 1.8 também. Etios Sedã XS custa 47mil. Não sei se vale a pena comprar um chinês que vende 30 unidades por mês antes do aumento, com pouquíssimas ccs e riscos de ter que casar com o carro, apesar de eu conhecer o carro e ter gostado bastante, meu cunhado comprou um já faz algum tempo e está muito satisfeito.

        • Rodrigo

          Estive na concessionária e não subiu (ainda pelo menos). R$ 44.900 completo e sem previsão concreta de suba.

        • Guily

          Os carros que você citou não são médios, e sim compactos, diferença que se evidencia principalmente pela largura. Possuem montagem de baixo custo e com acabamento inferior. Mas tenho que assumir que o grau de satisfação e qualidade de revenda e assistência são mais do que médios: até altos!

  • Bittencourt

    Eu acho seu design bem interessante!

    • Guily

      Realmente, bem clássico, o que peca são os detalhes prateados que nos rementem a brinquedos, a carros tipicamente chineses. Mas nada de grande incômodo, Toyota Hilux apresenta esse material de maneira bem estranha! Abraço!

  • Marcos Vinicius

    Até tu Geely!!!

  • Brasil_MG

    Esse motor 1.8 é de alguma montadora conhecida?

    • Thiago

      Esse motor 1.8, apesar da Geely jurar que é novo, é o velho 1ZZ-FE do Corolla, em sua versão monocombustível e com mapa de injeção mais conservador.

      • Cesar Mora

        se for isso, eles deveriam estampar no porta malas, no vidro, no painel… pois é um excelente motor, e ainda traria o peso da confiabilidade Toyota…

        • Caue

          Esse motor não é o que tem problema de fumar mesmo com baixa KM?

          • Cesar Mora

            Não conheço nenhum caso.. já pode ver alguns Corollas com este motor com mais de 200.000 km e esbanjando saúde…

          • Bruno Wendel Marcolino

            nunca ouvi falar disso.

          • Paulo_Lustosa

            Não mesmo, esse motor é o mesmo dos Corolla Brad Pitt até 2007 e conheço muitos Corollas acima dos 200 mil km esbanjando saúde.

        • Lean_

          Só uma observação. Usar um projeto da Toyota por si só não significa que o motor seja durável e confiável. Se os fornecedores e materiais não forem os mesmos, se a qualidade de montagem não for a mesma, não tem o que fazer. Mas realmente, um projeto da Toyota, mesmo ultrapassado, passa mais sensação de segurança que um chinês.
          Abrç

          • Ubiratã Muniz Silva

            isso é fato. tem muita moto chinesa aí que dizem que usa o “motor da yamaha virago 250” mas só o projeto é o mesmo.

            • Tosca16

              Não ví nenhuma dizer isso, aliás as chinesas geralmente usam motores bicilíndrico em linha; e se for dizer algo é que são motores Honda como das antigas CB 400 … Jialing pode dizer até com propriedade isso, pois montava as motos da Honda na China, Jialing é a TRAXX aqui .

              • Ubiratã Muniz Silva

                Não era declaração oficial do fabricante, mas papo de vendedor… estou falando especificamente de dois modelos que usavam motor V2: a velha Sundown V-Blade e a Dafra Kansas 250 (foram vendidas pouquíssimas dessa antes do lançamento da Horizon – essa sim da safra boa da Dafra que produz sob licença da taiwanesa SYM).

                Situação similar se aplicava à Amazonas AME 250 que todo mundo que vendia ou tinha jurava de pé junto que era o mesmo motor (monocilindro) da Suzuki Intruder 250. É aquela história, podem até ser peças compatíveis, mas o padrão de qualidade, sei não…

                a Jialing eu sei que montava as motos honda na China, mas acho que a parceria acabou faz tempo e hoje só cópia. Mas as Traxx até que vendem bem no NE.

          • Cesar Mora

            isso é verdade, haja visto as inúmeras peças de reposição paralelas que temos no mercado que são iguais as originais em projeto, porém com qualidade bem inferior…

          • Edson Fernandes

            Só um adendo: A Toyota vende os motores para essa fabricante. Logo, esse produto é sim o mesmo motor confiavel que conhecemos.
            O memso pode-se dizer para o motor multijet 1.3 da Fiat. Se uma empresa demonstrar problema com o motor (generalizando claro), as demais também sofrerão.

            • Lean_

              Nesse caso pode-se então considerar confiável, já que os métodos/materiais e fornecedores são os mesmos.
              Vi sua réplica ao meu outro comentário, porém a notícia foi apagada por conta do erro. Estava relacionado à distorção do mercado. Espero que não se importe se eu responder aqui, afinal gosto de escutar e observar o ponto de vista de alguns usuários desse fórum. Gostaria de comentar sobre a irracionalidade que você alega na compra de Unos, Palios e Gols por grande parte da população.

              Nós que aqui escrevemos e lemos diariamente acabamos sabendo das notícias, atualizações, podemos comparar, identificar bons e maus negócios. Somos capazes porque gostamos do assunto, nos interessamos pelos detalhes e notícias. Somos mais informados que a maioria nessa área.

              Há alguns que adoram computadores. Conhecem todos os modelos, placas-mãe, conhecem os fabricantes, recursos, etc. Quando veem alguém comprando aquele PC com design fantástico e com hardware porco a preço de ouro, devem pensar: “como esse ser pode fazer isso?” Ou aquele que paga R$1.000 a mais pra ter um Sony com especificações idênticas ao Acer, as vezes até piores. Pensam assim porque, dentro do conhecimento deles, aqueles são péssimos negócios. Mas e quem está comprando? Se é um pai querendo agradar uma filha com um presentão bonito e compra o que acha que mais vai agradar é aquele Notebook rosa. Ou então aquele que acha que só vale a pena comprar equipamentos de melhores marcas, pois já teve problemas ou ouviu de amigos que tiveram, e pensa: melhor gastar 1.000 e não correr riscos, afinal preciso muito disso.

              Para quem vê de fora e tem conhecimento, algumas coisas são absurdas, mas se pensar bem, na maioria dos casos há racionalidades mesmo onde não podemos observar.

              No caso dos que compram Fiats, Unos e Gols. Muitos que compram esses carros estão provavelmente em seu primeiro veículo 0km. Provavelmente passaram por algum desses veículos ou viram em concessionárias de usados. Lá estavam os Unos, Gols e Palios, barulhentos, mal acabados, mas funcionando. Davam problema? Sim! Mas achavam peça quando precisavam, e o mecânico ali do canto sabia resolver. E não ficava caro. Quer vender? Em duas semanas já tinham passado, num valor não tão ruim. Aí, quando vão comprar o zero km isso tudo vem à cabeça, e são pontos bem positivos para esse perfil de compradores. Por conta disso acabam comprando. Eu não vejo isso como irracional, pelo contrário, ele só está comprando o que acredita ser o melhor para ele. Pode ser que acabe abrindo mão de um veículo superior até mais em conta, mas razões há, ainda que não sejam suficientes para entendedores.

              E pra quem compra Corolla? Que absurdo pagar 100k naquilo!!! Vou de Fusion, Jetta TSI, Golf Variant…(como se custasse 100k sempre). Pode parecer não haver nenhuma razão para se adquirir esse veículo, já que “se você fizer as manutenções em dia qualquer carro dura”(centenas dizem isso, por isso as aspas), o que faz desabar a “tese” de que Toyotas são confiáveis e duráveis. Então você vira e olha os equipamentos, e novamente tem uma grande decepção. Não há ESP que Ka de 40k tem! Absurdo isso, péssima compra. E compara o preço aos rivais – ou está ruim ou péssimo… mais um ponto negativo. Mas há algo a mais. Você já teve problemas na sua internet, ou celular, problemas com conta de luz ou banco? já deve ter tido. já deve ter ligado lá e passado horas para não resolver nada, e ficar p**** com tudo. Pode ter acontecido isso com seu veículo, nesse caso a situação é muito pior, já que o bem é caro e geralmente é essencial para sua locomoção. Há muitos casos em que você é deixado no banho maria – dias e dias a espera de uma solução, mas há casos que você é prontamente atendido, e isso faz uma diferença enorme. Tudo que você quer é que você seja atendido e de maneira rápida e educada. A satisfação, nesses casos, é enorme. É o que eu vejo com o pós-venda da Toyota. Isso amarra o consumidor, e não pode ser considerado irracional optar por aquilo que, quando você precisa, te atende bem e resolve rapidamente seu problema. Aquele que se preocupa com seu conforto e te oferece uns agrados. isso é serviço extra, custa dinheiro e a Toyota oferece.
              Olha ficou muito extenso, desculpe, nem sei se você vai ler tudo. Em outra oportunidade, respondo a alguém motivos para comprar o Renegade e HR-V kkk. Abrç

              • Edson Fernandes

                Eu li sim…rs
                Eu gosto de respostas longas, porque é bom para me basear na resposta quando necessário e aprender também ;)
                Mas eu entendo o que vc diz. O problema é que eu sempre pesquisei demais para comprar algo. Para vc ter ideia, para eu adquirir um sedan médio foram 2 anos de pesquisa real de interesse de compra (pois considerando que são 3 considerando todo e qualquer tipo de carro).
                Eu iria comprar 0km e parti para um usado. Mas o que eu quero dizer é, não estou dizendo para deixarem de comprar um carro 0km, mas ver aquele que vc pode encontrar interesse que sirva para seus propositos mas que consiga ter o minimo de conforto esperado por ti.
                Quando a pessoa compra cegamente apenas porque é um carro robusto sem ser problematico, ela não tem a noção do que compra. Vamos para coisas que eu faço normalmente: Precisava comprar uma furadeira.
                Eu demorei 1 MES pesquisando. E na dificuldade dentre o que precisava, preferi comprar uma mais cara e mais robusta. Mas explico: Poderá ser usada com facilidade para qualquer trabalho amador (é furadeira profissional) e ainda de mandril de 1/2. (nem sabia o que era mandril!)
                E então, fomos comprar um estojo de brocas para uso em parede, madeira, etc. Comprei um conjunto da Hitachi, cujo tinham tratamento nas ferramentas para melhor corte (pontas, posição do encaixe), sendo que se encontra qualquer coisa a preços absurdos.
                Preço? R$84,00. Um conjunto igual de algumas marcas até por vezes inferiores, custa para cima de R$200,00.
                Demorei 15 dias. Planejado do meu apartamento… foram 6 MESES de pesquisa, considerando qualidade, se é modulado ou planejado (que fazem do tamanho que vc desejar, obviamente de tamanho aproximado pois o trabalho é manual) se tem qualidade, se é MDF, madeira-de-lei, aglomerado, compensado….
                Isso só falando da madeira…. sem falar dos acabamentos, do tipo de gaveta com ferramental telescopico (para abertura total da gaveta podendo suportar um peso maior de roupas entre outros).
                Ou seja, perceba que era leigo em tudo isso, mas pesquisei para considerar uma melhor compra. Quer ver outro só para dar mais exemplo? Piso. Eu paguei sim caro em alguns porque gostei do que vi visualmente (e era primeira linha), mas fui racional e coloquei na cozinha um conjunto bonito, de qualidade e barato. Tempo? 1 ano e meio!!!!! Sim! Vi durante 1 ano e meio pisos!!! Para escolher quais ficariam nos preferidos e claro que em 1 ano e meio vc perde, porque eles vivem mudando os modelos.
                Vc acha que eu conhecia de marcenaria, alvenaria, mecanica, afazeres da casa (para a casa e não fazer a casa) entre outras coisas? Aprendi, demorei… batalhei, pesquisei, me cansei… mas economizei muita grana….. e no final? O que eu teria gasto comprando tudo a parte (moveis), entre outros detalhes, eu pude fazer tudo ao meu gosto com MENOS dinheiro!
                Hoje tenho um Apto que me orgulho de ter passado por algumas dificuldades, mas ter feito como eu queria. E hoje tenho um carro igualmente sonhado como desejo curiosamente longe de realizar. E sabe do mais legal?Nos meus objetivos estava que iria conquista-lo até dezembro. Conquistei em Setembro!
                Ou seja, não sou de chamar de burro quem compra carro 0km (afinal comprei um usado de alguem que comprou zero), mas critico a compra sem criterios, apenas para atender a uma necessidade.
                Sabe aquela de “precisar” fechar uma compra no mesmo final de semana? Esse eu critico se o negocio não está bom, porque na negociação, as duas partes precisam sair satisfeitas, caso contrário não foi uma negociação. E esse brasileiro que esta indo comprar o primeiro carro deveria ter essa atenção (quando 0km) porque justamente está ali “aplicando” um dinheiro que ele suou para conseguir obter.
                Abraços! :)

        • Marcelo Amorim

          Tipo a Ssangyong que tinha no vidro:Powered by Mercedes-Benz.

          • Junoba

            Lembrando que a Ssangyong está “as moscas” no Brasil.

          • Cesar Mora

            Exatamente, e que de fato, você saber que aqueles motores a Diesel são Mercedes-Benz, anula qualquer receio de comprar um Ssangyong em relação a confiabilidade, aliás, é interessante ver como mesmo com pouco mercado, as Rexton tem um otimo valor de revenda na faixa de 8-12 anos de uso…

            • Mas um carro vai muito além de motor. Existe tanta coisa que pode parar um carro que não está nesse bloco de metal…

          • Edson Fernandes

            Mas é porque quem fabricava e forneciam os motores era a MB!
            Assim como é a Toyota que faz o mesmo para esse produto.

            • Rubem

              acho que a MB só autorizava a produção e não fornecia. Não tenho certeza mas em lembro de uma reportagem a respeito disso.

              • Edson Fernandes

                No caso da MB, ela tinha uma linha de produção cujo o controle de qualidade eram dos alemães mas de fato quem fabricava era terceiro.

        • Mas se fosse de outro fabricante seria jurássico, arcaico, antiquado…

          • Cesar Mora

            ai depende… este motor é moderno, possui variador de válvulas, é conhecido pelo ótimo consumo de combustível, grande confiabilidade e funcionamento liso… então fosse ele Toyota, GM, Vw, para um carro chines é motivo de destaque, uma vez que diminui bastante os riscos de “ficar na mão” no quesito mecânico.

            • Tão moderno e com essas especificações? A conta não fecha.
              Qual a diferença dele para o Toyota atual?
              E não sei essa questão de “mesmo motor”. Já tentou comprar peças para o “mesmo motor” de outros carros? Do mesmo fabricante, na mesma litragem, um motor de um ano para o outro muda, especificações fornecedores e muitas vezes isso nem chega para o consumidor. Aí você chega lá e pede “Peça para meu Vectra 2.0 8V?”. E aí vém “é 98, 99, 2000?”.
              E tem tantas peças periféricas de um motor… Virabrequim, cilindro, bloco… É difícil de dar manutenção… E bobina, injeção, sensor… São Toyota também?

              • Cesar Mora

                Meu amigo Alessandro, pessoa esclarecida que está sempre aqui comentando de forma contundente, sejamos práticos, rs….

                Para entendimento geral, o termo motor é todo o conjunto bloco/cabeçote/periféricos, caso este Geely utilize o motor Toyota, entendemos que existam apenas pequenas diferenças como pontos de fixação, chicote elétrico e posição de alguns componentes, se os periféricos não são de fábrica dos mesmos fornecedores mundiais da Toyota, são no mínimo compatíveis, o que é uma grande vantagem, vamos combinar…

                além de que seria de fato um atributo muito bom ter neste carro um motor Toyota, ou projeto Toyota, qualquer coisa que ligue a pequena chinesa á uma das maiores fabricantes do mundo é bom para a Geely! até mesmo a Lotus utiliza motores Toyota sem medo de ser feliz, nem de esconder isso rs…

                • Sim, eu reconheço que usar motor conhecido é um trunfo para uma marca desconhecida (E quem seria eu para julgar, se foi isso que pautou minha escolha atual de carro?). Só ressaltei que o que é um trunfo para uma, torna-se motivo para criticar um fabricante. Quer um exemplo? Pega esse mesmo carro e troca o por um “V” e um “W” ou um oval azul. Sem mudar nenhuma peça, esse motor torna-se defasado, problemático, de manutenção complicada e ineficiente. Acho que acabei me enrolando ao explicar que de forma alguma seria uma crítica ao carro.

                  • Cesar Mora

                    Isso é verdade, embora apenas nesse nosso “mundinho” de “conhecedores” de carros, haja visto que vemos muitos aqui que apenas propagam algumas besteiras rs… esse mesmo carro com um motor EA111 1.6 8v e o maravilhoso câmbio da VW seria muito legal… mesmo sendo um motor simples, ele é bom, satisfatório… claro que os motores de vanguarda que vemos aos poucos chegando aqui enchem os olhos e representam uma evolução, mas sou contra a linha de pensamento de que se o novo é melhor, o velho necessariamente é ruim rs…

                    • Edson Fernandes

                      Poxa, mas a transmissão MQ200 seria uma que a FIAT deveria urgentemente usar em seus carros!!! rsrsrssrrsrrsr

                    • Cesar Mora

                      Sim! ela deveria ser vendida como as automáticas são para varias marcas… os câmbios da Fiat são tristes! é a melhor transmissão de carro popular fácil…

              • Junoba

                Fiquei sabendo que utilizam peças da Toyota na manutenção dos carros da Lifan, por causa da mecânica ser a mesma. Assim como no caso das motos Shineray e da Honda.

                Então pelo visto não deve ter problema.

                • Ahan… Para você vê que o mesmo fornecedor (Peças Toyotas? Sei sei) não garantem a mesma qualidade. Aliás que “peças Toyotas” são essa que não quebram em um japonês mas vão quebrar em chinês (Já que o assunto é manutenção)?

          • Edson Fernandes

            E olha que interessante? Ele não é tão ruim assim qto os atuais. Quero dizer… ele está em pé de igualdade com os motores Honda, tirando o Ecotec é superior aos motores GM, em pé de igualdade com os motores 1.0 e 1.5 da Ford…. e olha a idade.

            • Mas você diria Edson, pelo menos pelas especificações, que esse motor é o destaque do carro? Acho ele cumpridor apenas. Carros onde o motor são destaques para mim são: Qualquer versão do up!, mesmo as aspiradas. Qualquer versão do HB20. Qualquer versão do Ká. Fiesta 1.6. Punto Tjet. 500 Abarth. Sandero RS. Versa 1.6. PSA THP (do 2008 ao Lounge). Qualquer versão do Golf. Jetta TSi. Focus 2.0. Fusion Ecoboost e Hybrid. E aí as pessoas podem dizer “mas o motor 1.5 do Ka é igual ao 1.5 do Fiesta! Sim, mas para categoria do Ka esse motor é destaque. Para o Fiesta é apenas cumpridor.

              • Edson Fernandes

                Eu concordo contigo quando falamos de ser apenas cumpridor. O problema é que vejo também o preço que ele se encaixa e então não só enxergoque é cumpridor mas superior a alguns compactos do mercado.
                Eu entendo que para compactos um motor 3 cilindros possa ser interessante, mas o desempenho não é tudo isso do HB20 ou KA para se dizer arrebatador. Ao contrário dos 1.6 e 1.5 de ambos consecutivamente.
                Versa e March podemos dizer que tem bom desempenho e se fazem bem pela leveza dos modelos, mas carece apenas de melhor revestimento acustico.

        • Edson Fernandes

          Não podem fazer isso. Aqui mesmo, quando muitos falam de chineses, vem com a cisma de ser copia de algo, nesse caso o uso do otimo motor 1.8 não estrangulado.
          Não entendo essa necessidade do brasileiro em querer a todo custo, maior potencia possivel. Eu pelo menos com os 20,3kgmf de torque em um motor de 143cv (alcool) é impressionante como ele puxa muito bem.
          Ao menos eu, não preciso mais do que isso. No maximo aderir ao downsizing para um aumento ainda maior na economia.

          • Cesar Mora

            O seu Fluence é CVT né? eu tive um Sentra Mec. 6marchas com esse mesmo motor e sem duvida ele era mais que suficiente, retoma bem, acelera fácil, muito gostoso de guiar, assim como esse 2.0 do Corolla também não faz feio…
            acredito que isso venha do passado, quando a diferença de potência entre os carros populares e os carros maiores era muito grande.. a discrepância entre um fusca 1300L e um Dodge v8 formou gerações de consumidores que acreditam que carros superiores precisam ter um desempenho muito acima da média ( mesmo esquecendo que os carros modernos tem um comportamento dinâmico muito melhor) que gera um pensamento meio: ” como assim eu com meu sedan médio não vou arrancar no semáforo deixando para trás aquele 1.6 que custa a metade do meu carro… ”

            uma pena esse pensamento pequeno de boa parte dos consumidores…

            • Edson Fernandes

              É uma pena mesmo. Alias, já que vc tocou nesse assunto, me vem um questionario no grupo do Golf de ultima geração: Jetta TSI x Golf TSI (1.4)?
              EU particularmente iria no Golf. Para meu tipo de uso, seria vantagem ser um hatch, um carro mais completo, melhor acabado e bem economico. O Jetta é uma delicia de se usar. Muito agil, espaçoso e posição de dirigir na minha opinião, sendo a melhor posição dos sedans médios.
              Só que o Golf trouxe um nivel de acabamento do interior bem superior ao Jetta, os itens de mimos, iluminação, tudo muito bem pensado. Além do som ter uma qualidade digna de carros que apresentam sons de marcas conhecidas como opcional.
              Então eu traria o melhor dos mundos, já que o desempenho do Golf é mais do que o suficiente (e ainda assim anda bem mais que o Fluence…rs)
              Mas ainda voltando a essa conversa, me vem uma pessoa e diz: “Eu prefiro um Gol quadrado de 300cv a uma BMW da mais manca possivel, independente da marca e modelo.”
              Bem… para mim, me lembro da epoca dos meus amigos de bairro com seus Gols quadrados 1.6 e até GTS existia dizendo que eu deveria também ter carro 1.6. Na epoca tinha um Uno 1.0 e realmente manco, mas me levava para qualquer lugar. Nunca me deixou na mão e eu me diverti com aquele carro. Esses mesmos amigos, viviam arrumando os Gols pq viviam mexendo neles. Alguns sem documentação sequer saiam do bairro. Qual a graça? Qual é o prazer de sequer fazer uma viagem gostosa com o carro?
              Quando adquiri o Fluence, já tinha um carro considerado manco: C3 1.4. Para mim, ele conseguia ter a mobilidade de sobra para qualquer situação. Tinha força em subida, era bem gostoso em rotação baixa e silencioso. Realmente… se vc for tirar racha com ele, numa reta, pode ter certeza que andará junto de alguns modelos 1.0 (incluindo os 3 clindros), mas uma subida qualquer e vc percebe a força que ele possui. Mas o grande ponto não é avaliar nesse aspecto, mas nos mais comuns… como uma retomada (que sim, faz uma enorme diferença perante os 1.0), na economia (porque não precisa ficar encurtando marcha para andar bem) e no conforto (porque não te obriga a ficar mudando tanto de marcha).
              Agora com o Fluence? Eu dou risada. Pisou, andou. Sem frescuras.
              Se eu me preocupo que ande menos que uma serie de rivais ? Nem ligo… Alias, digo novamente: É um carro que qdo se precisa, tem uma retomada impressionante, mas anda muito bem em qualquer situação.
              Até acho engraçado ler por muitas vezes que alguns carros downsizing ou 2.0 (que tem sobra para o modelo, como por exemplo o Corolla 2.0… sobra motor para o carro) tem umpessoal que diz faltar motor para uma viagem cheio de pessoas no carro. Poxa, exagero!!! meu pai viaja de Siena 1.0 com o carro cheio! Com o Fluence sequer sinto qualquer tipo de falta de performance com ele cheio!! Por isso falo…. muitas vezes as pessoas esperam carros 1.0 andando igual a 2.0 turbo e carros 2.0 andando igual a V6 biturbo, mas tudo isso fazendo 30km/l… dificil entender a necessidade de andar mais que todo mundo.

              • Cesar Mora

                Realmente uma escolha difícil… o Golf é superior ao Jetta em tudo ( menos no motor ) a não ser que vc tenha um uso muito específico ( necessita de fato do porta-malas) ou o seguro tenha uma diferença substancial, só o motor do Jetta não me faria escolhê-lo ( talvez se fosse um TSI azul com interior bege e teto solar hahaha)

                Me parece muito uma necessidade de autoafirmação essas pessoas que compram algo por ficha técnica.. do tipo: meu Lancer tem 160cv ( mesmo não andando mais que outros sedans de 145cv por diversos motivos) ou Meu celular x tem um processador de 8 núcleos ( e empata em desempenho com outros de 4) são pessoas que se prendem no que leem e não no que sentem em uso…

                Sobre o C3, tenho dois amigos que tem, ambos 1.4 e acho um carro muito gostoso.. pode empatar com os 1.0 modernos numa reta, mas como você disse tem uma retomada muito melhor, é bem mais suave, além de mais econômico que muito 1.0, mesmo na estrada ele vai bem… Também não entendo quem fala que carro x é manco, ou “É inseguro para ultrapassagens”, cara, se você não for prudente, até mesmo uma Mercedes AMG com seu V8 e um mundo de potência pode ser inseguro em uma ultrapassagem… tive uma Megane Grand Tour 1.6 16v, carro grande, viajava cheio, e o desempenho era muito bom, nada esportivo, de colar no banco, mas andava bem, retomava bem e ainda era muito econômica! ai o cidadão compra um astra 2.0, com seus 140cv que dão um desempenho legal para ele, mas cobra no consumo, e reclama… realmente é difícil entender esse povo rs..

                • Edson Fernandes

                  Pois é…. é exatamente o meu sentimento!!!

                  E assim como vc com o Lancer (cujo já andei algumas vezes), ele está longe de ser manco. Por outro lado, anda muito bem.

                  Tanto que hoje em especifico, vinha um C3 1.4 e eu estava na direita…. foi eu subir mais o giro e o carro ganhar velocidade brincando. Nisso o C3 não fazia, mas tbm não esperava isso dele. Mas não devia em subida desde que soubesse utilizar ocambio, que parece que o brasileiro tem um problema sério com isso.

                  O cara quer cambio curto para ter que ficar estrangulando em quinta para dizer que não tem redução, mas paga combustivel a mais (pelo consumo) e o ruido interno (totalmente desconfortavel).

                  Quem já andou de C3 sabe que o carro é absurdamente silencioso. E é isso que sempre me impressionou nele.

            • Edson Fernandes

              E não respondi sua pergunta: Sim o meu é o Privilege CVT.

              • Cesar Mora

                Que legal! baita carro!! para ficar perfeito só faltava ser azul marinho rs…

                outro dia fui com um amigo ver uns usados na Armando de São Bernardo, e tinha dois GT 2013 a venda.. que carro lindo por dentro, por fora… por cima.. hahahaha

      • Brasil_MG

        Se esse motor 1.8, for realmente da Toyota, é ponto positivo para o carro

        • Curioso que o 1.8 do Cruze e o 1.8 do Palio bem mais modernos são criticados aqui.

          • Brasil_MG

            Acho que são mais criticados pelo consumo…Esse 1.8 Toyota tem fama de não quebrar e ser mais econômico..

            • Não, são criticados serem de Fiat e Chevrolet.

              Edit: Coincidentemente, na litragem 1,8 tivemos diversos modelos no Brasil (Escort, Monza, Gol, Corolla, Civic, Marea, Palio, Corsa, A3, Passat, Del Rey e outros que me esqueci). Não lembro de nenhum senão na concepção desses motores (O que ouvi mais burburinho foi justamente um dos mais modernos, e-Torq). Pois bem, se Ford ainda usasse o Zetec 1.8 16V, VW 1.8 AP ou até o da Audi sobrealimentado, ou a GM e/ou Fiat o da família 1 será que a avaliação seria a mesma?

              • Edson Fernandes

                Mas esse motor Toyota, é mais moderno que o Etorq.
                Já o Ecotec é mais modeerno que o Toyota.

  • Cesar Mora

    Pode parecer assunto velho e amplamente discutido aqui já, mas comprar um carro que vende MUITO pouco de uma marca chinesa e quase desconhecida é uma aposta, então eu pergunto:

    Não é mais negocio um Sentra 2013 ( modelo antigo ), um Civic 2012, um corola 2011, ou até um Focus Sedan 2013 em relação a este carro? é difícil apostar tendo concorrentes tão bons e conhecidos por mesmo usados entregarem um conjunto competente e tranquilo..

    • Bruno Wendel Marcolino

      ai acho que depende da KM, do estado do veiculo, se a manutenção foi rigorosamente em dia ou não. Sempre haverá discussão, carro 0km ou usado, mas o usado a chance de pegar problemas é maior, tem que pesquisar muito mais.

      • Cesar Mora

        concordo… assim como entendo que em um universo de uns 50.000 Corollas mais ou menos vendidos em 2011 por ex, existam diversos em bom estado, além de que comprar o Geely é uma aposta maior do que comprar um usado… embora eu considere um carro bem legal e com preço bom.

        • Bruno Wendel Marcolino

          sim, é possível achar carros usados em bom estado, porém no geral, ao adquirir um usado se gasta em manutenção já de cara para não ter surpresas futuras, como troca de óleo, filtros, correia, pastilhas, etc.

          Digamos que uns 1.000 de revisão, mais uns 700 de transferência só pra sair com o carro sem medo, claro que é só um exemplo, jjá que, dependendo do carro 0km, o custo de emplacamento e licenciamento pode custar uns 2.000.

          Tudo tem que ser analisado.

          • Cesar Mora

            exatamente, tem muito cupim de ferro nesse mundo, claro, mas sempre que se compra um usado ( pq semi-novo é eufemismo né rs.. ) é legal ter uma verba para revisão e manutenção preventiva.. e assim rodar tranquilo…

            • Edson Fernandes

              Mas é como vc disse… é uma aposta.
              Eu acho legal que as pessoas optem por marcas novas em nossomercado. Só assim para torna-las mais uma concorrente das demais.

              • Cesar Mora

                Isso é verdade… mas para apostarmos temos que sentir uma vantagem né… nesse caso, o preço é muito bom… mas talvez trabalhar um pós venda de alto nível, mesmo com um público pequeno, trabalhar esse público para fidelizá-los…

    • Fernando S.

      Eu também não gosto dessa discussão, acho que não leva a lugar nenhum. Carro zero é uma coisa e precisa ser comparado com outros zeros, carro usado idem. O maior problema desse chinês é a revenda e a rede de assistência ínfima, mas o preço é muito convidativo, mesmo com esse aumento.

  • Fernando S.

    O problema é unicamente o risco da marca ir embora e rede pequena de atendimento, mas o preço é excelente e o carro vem bem mais completo que o Corolla de 69 mil. Eu consideraria esse carro numa compra se estivesse atrás de um sedã médio com certeza, o peço da desvalorização na revenda já está inclusa no preço pago na aquisição.

    • Junoba

      Mas quem vende a Geely no Brasil, é a Gandini, os mesmos que vendem a Kia, sendo considerados uma empresa séria. Lembrando que a mecânica dele é do Corolla.

      • Ubiratã Muniz Silva

        mas ainda falta um pouco mais de divulgação e ampliação da rede de venda (vide JAC que na época que chegou ao mercado vendeu feito pão quente). A Geely é considerada uma das marcas chinesas “decentes”, mas só o pessoal mais “antenado” como nós já ouviu falar.

    • Edson Fernandes

      Mais completo entre aspas. Ele pode ter itens de conforto a mais que o Corolla de R$69000, só que o Corolla tem mais itens de segurança.

      • Fernando S.

        Fui rapidamente conferir itens do Corolla de 69 mil. Realmente ele tem 5 airbags (versus apenas os 2 obrigatórios do chinês), porém cobra 20 mil reais a mais e ainda não oferece rod de liga (apesar de eu achar isso somente estético e que não interfere nada) um carro desse valor deveria vir de série

        • Edson Fernandes

          Eu concordo. Por isso disse entre aspas. Não dá para aceitar Corolla desse valor tão simples, mas tbm não aceito muito dos concorrentes simples também. Mas felizmente há opções melhores e com um conteudo condizente.

  • Tosca16

    Este é um dos únicos carros que acho que poderia subir de preço com ou sem o aumento do dólar; R$ 44.990,00 neste produto era um preço até inacreditável, e passou bastante tempo à esse valor.

  • Guido Ferreira de Almeida

    Se for o mesmo motor e câmbio que a toyota usava é um bom negócio, meu irmão teve um até os 190mil km e o carro nunca deu dor de cabeça. E esse motor, ao menos com o câmbio curto do corolla, deixava o carro muito esperto.

  • RyanSX

    Pelo menos dos chinas este é bem seguro, pelo menos é o que mostra o EURO NCAP

  • pedro rt

    por melhor q seja nesses tempos de crise ninguem e louco de gastar 50mil num carro chines

  • Rodrigo

    Estive agora na concessionária, o preço não subiu não, está 44900,00 O carro é excelente, luxo, ótimo acabamento e fiz um test drive e gostei. Não sou fã dos chinas mas este carro é outro padrão,tecnologia compartilhado Volvo ( Geely é dona da Volvo) não há nada nem perto no mercado, estou fechando negócio e pesquisei, clientes 100% satisfeitos. Falta acabar o preconceito, assim como havia com os coreanos há alguns anos.

    • Sam86

      Faz uma avaliação para a gente depois de usar o carro por um tempo.

      • Rodrigo

        Com certeza farei a avaliação é bem imparcial, em outros comentários falaram sobre o motor, e sim é o mesmo do Corolla1.8 monocombustivel, e sobre segurança é o mesmo carro que recebeu na Eurocap 4 estrelas.

        • Cesar Mora

          O acabamento é legal? pois este é um ponto que sempre me decepciona nos Chinas… principalmente os bancos de tecido e os botões do painel, todos parecem frágeis.. ( certa vez conhecendo o Cielo sem querer afundei um botão para dentro do painel na concessionária )

          • Rodrigo

            Sempre tenho pé atrás com os chinas, mas achei o carro muito interessante por dentro, couro sintético de boa qualidade, banco traseiro um pouco duro é verdade,, acabamento sem rebarbas e com sinais de robustez, bastante itens como porta objetos e etc. Realmente me surpreendi com ele e descobri que há uma central multimídia opcional muito boa, com câmera de ré, tv e outras funções, que não foi citada em nenhum site especializado.

            • Cesar Mora

              Olha só.. uma boa surpresa… se essa aparência se refletir em durabilidade de fato, tudo fica muito bom para esse carro.. pena a marca ser tão tímida ainda por aqui…
              e a CMM além de tudo deve ser bem mais barata que as concorrentes, uma vez que ela pode vir junto com o carro, da terra das Centrais multimídias hahahaha

              • Rodrigo

                Comprei o meu ontem por R$44900 adicionei central multimídia com câmera de re, computador de bordo, TV e Bluetooth por 1500 reais a mais. Deram licenciamento e primeira revisão grátis. Em breve colocarei uma avaliação de pós venda e comportamento do carro .

                • Junoba

                  O Rodrigo, cadê a avalição do Geely !? Desistiu !?

                  • Rodrigo

                    E aí Junoba, estava esperando algum post mais recente pois acho que aqui ninguém mais lê, mas vamos a algumas considerações. O carro está com quase 3mil/km e liguei e já agendei facilmente a revisão de 3mil( gratuita) para a próxima semana, o comportamento to do carro é excelente até aqui, consumo na cidade 10km/l na estrada 15,5km/l, não tive nenhum problema de nenhuma ordem até agora, o motor amaciou bem e sinto firmeza no carro, boas retomadas e bom fôlego, tenho uma casa na serra e o motor nas subidas mesmo carregado é muito eficiente, a suspensão parece muito bem ajustada também. Nenhum barulho chato de peças soltas ou acabamento deficiente também, silêncio e boa rodagem, li comentários sobre barulho do motor invadir a cabine e isso não procede de forma alguma. Ou seja, tudo que eu havia pesquisado se confirmou e arrisco a dizer que foi a melhor compra de carro que fiz até hoje( apesar de ser ainda um pouco cedo). O que me preocupa é o futuro da marca pois até hoje ainda vendem os 14/14 sem previsão de chegada dos 2016, o que convenhamos é bastante estranho. Mas no geral o carro vale muito a compra e no momento não trocaria por nenhum outro no mesmo valor ou até mesmo mais caros.

                    • Junoba

                      Faça um relato aqui pro N.A, no Opinião do Dono.

    • Tosca16

      tanto é que até pouco tempo era o sedã de origem chinesa mais vendido na China.

  • Peter Bishop

    A Geely dá mole. Devia vender esse carro aqui como Volvo. Dar os 5 anos de garantia da Volvo. Ia arrasar.

    • Por que eles queimaram a imagem premium da Volvo? Não faria o menor sentido fazer isso.

      • Peter Bishop

        Eles são donos da Volvo. A Fiat vende no México – com sucesso – o Dodge Forza que é o nosso Siena.

        • Mas Dodge só é premium no Brasil por causa de um único modelo da década de 70 (Tudo bem que era o modelo, mas só)! Tanto que o Polara era concorrente do Corcel, o Fiesta para pobre brasileiro.

        • Qual é a relação da Dodge com a Volvo?
          Nem concorrentes são, Dodge não é marca premium, não fez sentido sua colocação. Sua colocação faz sentido se compararmos Renault e Dacia.

    • Ubiratã Muniz Silva

      nem precisa disso. bastaria vender a marca mesmo, ampliar a rede de concessionárias e fazer uma boa campanha de marketing e pronto. afinal de contas, na época áurea isso não deu certo para a JAC?

    • Marcello Caetano

      E os itens de segurança dos Volvo?

      • Edson Fernandes

        Pior que esse produto possui nas suas versões de topo. Aqui que ele não veio com. No Chile ele possui 6 air bags, ESP, entre outros itens.

  • Bruno Silva

    A marca parece ser sólida. Vamos aguardar as próximas gerações…

    • Louis

      É sólida na China. Aqui, com esta crise, até a Peugeot tá perigando vazar…

  • Como a Geely tem bons carros pelo que vemos nas avaliações, o.ideal seria aumentar a rede de suporte da marca e contratar a agência de marketing que fez os comerciais da Caoa para divulgar os carros aqui, aliando a Geely com a Volvo…

  • Marcello Caetano

    Por 44.900 vendeu 26 unidades em agosto…

  • Leandro Santos

    O único lugar que já vi esse carro foi na interwebs.

  • Minerius Valioso

    Vou falar a verdade: o preço está bem competitivo. Mas o problema ainda fica por conta de alguns pequenos ajustes, o que implica que não custariam muito à Geely. A começar pela opção por câmbio automático, um emagrecimento…

    • Rodrigo Aguiar

      Conversei hoje na CCS e o câmbio automático já esta homologado e chega em 2016, já foi definido mas não sabem o mês certo ainda, estão aguardando uma investida de marketing prevista também para o próximo ano quando o número de CCS aumentar.

      • Junoba

        Na verdade o EC7 estava previsto para chegar esse ano, então pelo visto teve mudança de planos.

  • Paulo Henrique

    Engraçado, tem uma turma que critica o Corolla mas na hora de falar que esse Chinês vale a pena vem lembrar que usa o motor Corolla.

    • É que na verdade criticam o preço da Toyota. Se bem que falta coerência mesmo. Muita gente diz que o Corolla não presta. Já perguntei tantas vezes porque mas a resposta é sempre a mesma: É que ele á carro de mendigo no EUA.

  • Guilherme Martins

    Faltou informarem nos comentários que a versão à venda no mercado é 2014 modelo 2014. Fui conferir e isso foi o único empecilho na hora da compra. O seguro pra mim fechou em 3 mil reais. Não cheguei a fazer o test drive. Achei o acabameno bom, porém o banco traseiro duro e uma coisa que me chamou a atenção é que o cromo aplicado na chave canivete estava descascando no carro de mostruário. Fora isso, achei no geral o carro muito bonito. Só tem em estoque unidades de 2014 ainda. Por que será?

    • Rodrigo

      Quanto ao ano acredito não ser empecilho pois na concessionária informaram que passará direto para o 2016, segundo eles houve uma produção acelerada no início pois a estratégia de vendas seria mais agressiva mas o plano de marketing interno da empresa mudou e ficaram com muitas unidades 2014/2014. É bem estranho mas o carro segue sendo 0KM e pela tabela FIPE, praticamente sem desvalorização, e como não teremos o 2015, não muda em praticamente nada.

      • Junoba

        Já fechou a compra !? Se possível faça uma avaliação pra ser divulgado aqui no N.A, como opinião do dono. E você foi ver o carro por causa desse post !?

        E só lembrando que a CAOA também resolveu desovar o Sonata feito no ano passado aqui no Brasil. Mas eram 14/15.

        • Rodrigo

          Se tudo der certo fecho na semana que vem( se realmente não subir o preço). Eles tem uma central multimídia bem interessante que não falam aqui, como único opcional do modelo. Não vi o carro por causa do post, já estava interessado nele há algumas semanas. Assim que tiver algumas impressões suficientes do carro vou fazer uma avaliação bastante imparcial e rigorosa.

          • Junoba

            Rodrigo, acredito que foi erro do site da Geely. O modelo agora voltou a ficar com o preço de 45k.

            • Rodrigo

              Comprei o meu ontem, ainda está por 44900 adicionei central multimídia com câmera de re, computador de bordo, TV e Bluetooth por 1500 reais a mais. Em breve colocarei uma avaliação de pós venda e comportamento do carro.

              • Junoba

                Estou no aguardo da avaliação ! Será muito útil aos leitores do N.A.

      • Guilherme Martins

        Chegou a adquirir o carro Rodrigo? Quantas unidades será que foram vendidas até agora? É que adquirindo um carro 2014, por mais que seja zero km, sempre será um carro 2014, ou seja, parado desde a sua fabricação, em 2014. Quase 2 anos no pátio.

        • Rodrigo Aguiar

          Sim claro, se fosse 2015 com certeza seria melhor, estou negociando, se o preço não subir como anunciado aqui até a próxima semana devo fechar o negócio. Deve fechar o ano com 300-350 unidades vendidas em 2015 e mais umas 300 do GC2 , muito pouco, mas não sei se o plano inicial deles era vender mais que isso.

  • Alan Fernandes

    Nunca ví nenhum nas ruas do Rio de Janeiro.