Crossovers Geely Lançamentos

Geely revela novo crossover Bo Yue para 2016

geely bo yue 2016 2

A Geely revelou nesta terça-feira, 27, o novo Bo Yue, sua proposta para o segmento de crossovers que deve chegar ao mercado no primeiro trimestre de 2016. O nome do automóvel significa “ganhar facilmente” e foi selecionado através de um concurso online entre os fãs da marca em fóruns e em uma rede social, com 1,26 milhão de votos – de acordo com a marca, o modelo deve ter outro nome para alguns mercados.

O novo Geely Bo Yue se destaca pelo visual imponente, com direito a faróis espichados na dianteira, grade com elementos cromados, vincos marcantes no capô e nas laterais, abundante área envidraçada e lanternas elevadas com iluminação em LED.

De acordo com a montadora, o utilitário-esportivo vai dispor da tecnologia CarPlay para conexão com smartphones da Apple, se posicionando como o “veículo mais tecnológico” da marca e representa os planos para “se concentrar cada vez mais na integração com tecnologias da internet”.

Ainda não se sabe se o novo Bo Yue será lançado no Brasil, mas com o crescente aumento nas vendas de crossovers no País, é provável que a Geely ofereça o novo modelo por aqui.

Galeria de fotos do Geely Bo Yue





  • edgar__rj

    Muito bonito… Queria ver mais a Geely por aqui… Parece ser uma das melhores montadoras chinesas…

  • ALVIN_1982

    Realmente está lindo, porém continua sendo chinês…

    • Isso seria demérito em 2011. Hoje a realidade de lá evoluiu bastante, em especial a das grandes montadoras, como Geely, Great Wall, Lifan, Chery, BYD e JAC. As demais montadoras deverão aos poucos ir sendo reduzidos, unidas ou simplificadas.

      • Junoba

        O que eu não entendo, é o preconceito generalizado pelas marcas chinesas. Grande parte das coisa que usamos, é fabricado na China ou tem insumos daquele país.

        A Fiat por exemplo, comprou o aço da China para os carros feitos por aqui, durante uns 3 anos, e ninguém falava nada….

        • RicardoP

          Geralmente as marcas chinesas (não me refiro somente às de carro) substituem componentes caros de seus produtos por componentes mais baratos e menos duráveis, não é somente preconceito, é uma realidade, justamente por isso seus produtos são mais baratos (não economizam só na mão de obra). Os carros são mais bonitos, mas continuam abaixo da média.

        • Fernando S.

          Os produtos chineses em geral são pessimamente montados. Pessimamente. Uma coisa é comprar peças da China, outra é ser montado lá. Isso sem contar na garantia né. Chinês acha que vendeu o produto para vc e se ele quebrar 10 minutos depois sem mais nem menos, o problema é seu.

          • Alligator

            Quase todos eletrônicos e equipamentos de informatica são fabricado lá, salvo exceções que são montados em Manaus para abater os impostos.

            • Fernando S.

              Certo. Mas quem coloca a logomarca é LG, Samsung, Sony etc. Empresas que prestam pós-venda e tem assistência técnica. Fora, que,, convenhamos: comprar um celular (ou qualquer outro aparelho eletrônico) é diferente de comprar um carro.

        • Gabriel M. Vieira

          Junoba, dá uma olhada nessa matéria (se a moderação permitir). As conclusões são de que, no geral, os chineses ainda pecam muito em qualidade… talvez um dia isso mude, assim como foi com os coreanos num passado mais recente.

          http://revistaautoesporte.globo.com/Analises/noticia/2015/10/testamos-um-jac-j3-turin-usado-de-83-mil-km.html

          Talvez o fato de você ser bastante jovem e ainda não ter tido a oportunidade de comprar o próprio veículo, sem ter tido ainda a vivência de dirigir e manter um carro que você mesmo comprou com o seu dinheiro, te dê esse “feeling” de que o chinês é um bom negócio. Pode até ser que seja, mas é muito complicado assumir esse risco à partir do momento que é o seu dinheiro ali na hora de assinar o contrato.

          É uma percepção geral quase unânime (com base em fatos e também em preconceito, é verdade) que os produtos ainda estão longe de ter um bom custo x benefício. Em princípio ele até pode parecer atrativo (considerando todo o contexto atual de mercado), mas minha opinião é que nem de longe vale o “investimento” (entenda como compra). Eu digo AINDA, porque eu acho que a tendência é que isso melhore ao longo do tempo. Só não sabemos quando. Mas hoje, tem que ter coragem para bancar um carro chinês. Eu não vejo nada de errado nisso, mas quem pode e quer assumir o risco, tem que saber do tamanho dele. Eu sou um dos que não compra carro pensando só em revenda, mas nesse caso o tombo é grande. E isso é o mercado que dita a regra.

          Pode ser que em breve, quando você comprar seu primeiro carro, isso já tenha mudado. Mas hoje……… (pra mim) sem chance!

          Meu primeiro carro foi um Escort Hobby 1996 pelado, mas eu amava aquele carro…. você ainda vai ter esse gostinho. Se será num chinês, ou não, aí você vai saber na hora de botar sua grana num bem de consumo caro como um carro. Quem sabe?

          Mas, isso é só a minha opinião! hehehe abs!

          • Junoba

            Cara, eu não compraria um carro aqui na banânia. No máximo, uma moto, tipo uma CG, Fazer, por ai. Infelizmente somos roubados quando compramos um, principalmente na questão do financiamento, com taxas abusivas. Quem for adquirir um automóvel, só mesmo se tiver família.

            Já pensei em pegar uma moto de leilão, mas iria ficar irregular, então a minha consciência ´´pesou“ um pouco, e deixei isso de lado.

            E quanto ao Auto Esporte, você sabe que a mídia é comprada, sendo tendênciosa, mesmo apresentando alguns fatos. Por isso por exemplo, não compro mais revista da Quatro Rodas, justamente por causa de tanto exagero sem ´´anexo“. Mas claro, nem tudo deve ser descartado.

            • Stark

              Então compre sua moto insegura e ande com ela por aí, pois eu tenho mais amor a minha própria vida e ao conforto do que ao dinheiro, mas não condeno quem gosta de moto ou quem não pode pagar um carro.

              Independente de ser um bom piloto ou não, na moto você está bem menos protegido da barbeiragem alheia. Além disso, tem o problema do sol, calor e chuva.

              O que não pode é condenar quem compra carro no Brasil, insinuando que somos todos enganados e que o que deveríamos todos fazer era comprar uma moto ou fugir do país. Com esse pensamento eu não concordo. Sim, tudo é caro por aqui, mas há uma tendência de valorizar demais as coisas negativas e esquecer das coisas boas que este país tem. Até o cara que mora no Canadá (Roger) enumerou os pontos positivos em cada país, mas você continua insistindo nesse raciocínio. E provavelmente este meu texto terá sido em vão.

              Ah, e a compra do carro não é somente racional. O gasto com combustível, manutenção, IPVA, seguro e imprevistos é muito grande. Em muitos casos, a saída racional seria andar de bicicleta, ônibus, caronas, táxis e alugar carro. Mas felizmente, com o próprio carro você tem muito mais liberdade e conforto para ir onde quiser, tem o prazer em dirigir, em esticar o motor naquelas (poucas) retas livres, e ainda ouvindo a música que quiser, com ar condicionado enquanto faz o maior calor do lado de fora. Considerar única e exclusivamente o aspecto racional é um erro.

              • Junoba

                Não, não foi em vão. Ele explicou muita coisa, sim. Mas os preços de eletrônicos, veículos e outros, são bem mais acessíveis ao consumidor.

                O problema é que aqui no brasil, a empresa tem margem de lucro abusiva e o governo tem impostos altos. Porque não poderia ser igual ao Canadá !?

                • Stark

                  Sim, Junoba, é tudo muito caro aqui, o governo e muitas empresas metem a mão sem dó, mas isso não justifica esse ódio todo pelo país. Não estou dizendo para ser patriota no estilo cidadão estadunidense, mas amar pelo menos as coisas boas que nossa terra oferece.
                  Como o Roger bem explicou, não acho que vale a pena morar em outro país apenas por bens materiais, sem ter necessariamente uma vida melhor.

                  Nunca fui pro EUA, Canadá ou Europa, mas já fui pro Chile, e é impressionante o padrão de desenvolvimento daquele país, não parece ser América Latina, é coisa de primeiro mundo mesmo (obs.: essa divisão de primeiro e terceiro mundo é uma classificação defasada e era muito utilizada nos tempos da Guerra Fria. Com o fim da URSS, hoje não há país de segundo mundo, mas alguns ainda adotam essa distinção entre primeiro e terceiro), carros que nem sonhamos em ver por aqui, transporte público que funciona, avenidas largas e alguns bens com preços convidativos, mas comida lá é bem cara. É um país que gostaria de visitar novamente, e se tivesse que morar fora daqui, consideraria como opção.

                  Mas o fato é que é possível ter uma vida de qualidade no Brasil, por mais que sejamos extorquidos. Espero que com o tempo passe a ver isso, assim como eu mudei de opinião sobre vários assuntos, por adquirir mais conhecimento, experiência e maturidade. É algo natural e todos passam por isso.

                  • Junoba

                    Sim, entendi perfeitamente. Mas para ter uma vida mais ´´digna“ aqui no brasil, precisa ter pelo menos um ensino superior com um bom salário, porque de que adianta estudar uns 4 ou 5 anos, e receber no máximo uns 2k dependendo da profissão. Até na hora de fazer a faculdade, tem que saber escolher. Li em outro post que você está fazendo Direito, e é sim uma boa coisa.

                    Quanto ao ódio pelo país, nem é tanto assim. O que me deixa chateado, é a corrupção generalizada. Em Matipó/MG, por exemplo, que fui lá a alguns meses atrás, fiquei sabendo cada coisa absurda sobre a cidade. O prefeito (ele é do PP – Partido Progressista) manda em tudo, eles possuem um Supermercado com os preços inflados, possuem a própria marca de alimento deles, e pagam uma merreca a os funcionários, tipo uns R$300~R$400 por mês. E também não deixam outras Redes entrarem para competir na cidade. Fiquei sabendo que compraram o Juiz de uma cidade próxima, por causa de uma enrolação de um concurso público que teve. Também mataram um prefeito que tinha ganhado as eleições, pra ficarem no lugar dele. O atirador foi preso mais meia hora depois saiu da Delegacia pela porta da frente e fugiu pro Acre. Eles fazem festas, chamam os cantores TOP do brasil, tipo Paula Fernandes, Ivete Sangalo, e outros, pra ´´comprar“ o povo pra achar que o prefeito é bonzinho. O povo também é tapado de aceitar algo do tipo.

                    Enfim, a corrupção reina nas cidades pequenas, e até o lugar de morar, tem que escolher direito pra morar na banânia.

              • Junoba

                Lembra também que eu te falei da história la da Espanha. Tudo tem seu prós e contras.

              • leomix leo

                Stark meu querido, eu comprei uma Biz125 para reduzir o tempo perdido no transito de minha cidade, não vou te mentir, vc fica refém das barbeiragens dos loucos mais a economia que faço de combustível é de quase R$ 800,00 por mês. Comprei a vista e o carango fica em casa, dificilmente saio com o carro, gasto 10 minutos para o trabalho de moto e com o carro chega a 30 minutos. Gastava um tanque por semana no civic e agora um a cada 1314 dias na motoca. Para o sol existe protetor solar, para a chuva tem capa de chuva. Na minha cidade não chove todos os dias, e o sol maltrata (Feira de Santana – Bahia), estou bem adaptado as duas rodas e sei bem o que é a falta de conforto que vc fala. Mais é como te disse são somente 10 minutos montado nela, isso não é sofrimento. Agora pra quem vai trabalhar o dia todo em uma moto tá lascado.

                • Stark

                  Reconheço que a moto é necessária para muita gente, seja por questão de gosto, por ser mais rápida ou por ser mais barata. Porém, não troço meu carro de jeito nenhum por uma moto, por melhor que ela seja. Já andei muito de moto como passageiro no interior e em zona rural, mas na cidade não me arrisco mesmo.

                  O que eu não concordo é defender que a moto seja uma excelente alternativa para fugir dos preços abusivos dos carros, pelos motivos já mencionados. Espero que esse pensamento do Junoba seja coisa da idade, acredito que todos podemos mudar nossa forma de pensar e enxergar com mais clareza e ponderação.

                  Para finalizar, tenho um tio que resolveu comprar uma moto pelos motivos que você falou: economizar tempo e dinheiro. Não deu outra: continuou com a percepção de insegurança e logo voltou pro carro.

        • Pedro Henrique

          realmente grande parte dos produtos que consumimos vem da china, não existe mundo capitalista sem a china hoje, mas existe uma diferença entre ser fabricado na china e chinês.
          Eu não tenho preconceitos contra produtos chineses, desde que provados serem tão bons quanto de outras marcas. O controle de qualidade dos chineses aumentou bastante nos últimos anos, mas ainda está abaixo das marcas estrangeiras, e é essa a diferença, o controle de qualidade!

          Eu continuo consumindo produtos fabricados na china, normalmente pois o controle de qualidade das marcas que fabricam lá é mais elevado que de marcas chinesas.

        • André

          A Geely com a mão da Volvo realmente deve começar a fazer coisas boas, foi pra isso que os chineses a compraram.

        • Fsantana09

          Vai chegar um ponto em que a indústria chinesa vai alcançar um alto patamar na fabricação de carros. Antigamente os smartphones chineses eram uma piada, não passavam de cópias descaradas, mal feitas e de péssima qualidade. Hoje em dia a Lenovo é a empresa que mais vende computadores no mundo e juntamente com a Xiaomi fabrica smartphones top de linha com materiais premium e design original.

          • CignusRJ

            Em se tratando de smartfones os 5 principais fabricantes são.
            A primeira Samsung, depois Apple, Huawei, Xiaomi e Lenovo(Lenovo, Motorola, CCE e outras marcas que não conheço).
            Se vc considerar que não e a Apple que fabrica e sim uma empresa chinesa então 4 dos 5 maiores fabricantes são chineses.

            Em se tratando de Xiaomi tenho o celular deles e é ótimo, por 500 Reais comprei um celular que rivaliza com o Moto G 3ª geração.
            .

    • arzanette

      e vc acha que maioria dos produtos que estão em sua volta foram feitos aonde nos States ???

  • ep2014

    Show, compro fácil, sendo acessível é claro.

  • Rodrigo Queiroz.

    A traseira ficou bonita, cadê a frente ?

  • Vattt

    Depois fala que brasileiro tem preconceito com China, é mais fácil eles terem preconceito com a gente. É notório ver a diferença dos produtos que existem por lá ao que se vende por aqui. Sem falar no preço que se paga e o monte de tributos imbutidos para sustentar vagabundo. Belo conceito!!!

    • Alligator

      No mínimo esse carro deve custar lá uns 40.000 dólares agora imagina aqui quanto custaria

      • Vattt

        Engraçado que no Brasil se acrescenta mais uma casa decimal em nossa moeda, e tudo fica mais caro pra nós, mas para o mercado exterior fica ainda mais barato !!!
        Essa é a política da boa vizinhaça de cabaré!!! E tome bolada nas costas dos brasileiros!!! :o

  • Vanderley Almeida

    Muito linda e parece bem original!

  • Jorge Osório Cortese Magalhães

    Dependendo do preço, eu encarava!

  • Andre Cupertino

    C5 Break ligou pedindo as suas linhas de volta.

  • Gustavogm

    Lindo! Será que já é feito sobre base da Volvo?

  • Bittencourt

    Lindo!

  • Rodrigo

    Eu nunca tive carro chinês e tinha certo preconceito, mas após pesquisar bastante comprei o Geely EC7 por 45k, 4 estrelas no teste da Euro NCap preço de qualquer carro pequeno e pelado de montadoras tradicionais, com 1 estrela no LatinCap. Faz pouco tempo é verdade mas até agora nenhum problema, bom acabamento, motor 1.8 do Corolla, e claramente já há tecnologia Volvo no acerto da suspensão que é muito diferente dos outros chineses que testei, muito mesmo, sem contar no ótimo pós venda. Essa novo carro parece bem desenhado e com certeza já fruto da tecnologia volvo associada a Apple, mas faltam detalhes como motorização, suspensão, câmbio, preço. Só não generalizem os chineses pois é fácil criticar dizendo que é porcaria e depois ir comprar as reais porcarias que o mercado nacional nos oferece sendo enganados e achando que estão fazendo um ótimo negócio.



Send this to friend