GM vai reduzir plataformas e preparar terreno para sistema modular

29/01/2016

gm fabrica orion eua

A GM vai reduzir o número de plataformas, conforme plano estabelecido no início da gestão de Mary Barra. O presidente Dan Ammann disse à Reuters que com o menor número de bases, a empresa poderá estender a vida útil de cada uma delas por doze ou mais anos.

A ideia não é apenas poupar milhões de dólares na criação de uma nova plataforma, mas também adaptar a GM para um processo com blocos de construção modular, que está sendo adotado por outros fabricantes.

Enquanto isso não á alcançado, a GM pretende fazer mais facelift dos modelos em produção, estendendo assim sua vida comercial. A atualização de multimídia e acesso à internet farão parte das principais mudanças que ocorrerão nos produtos entre cada geração.

No entanto, para investidores e analistas de mercado, a manutenção de um mesmo modelo por mais de uma década preocupa. Mesmo com atualizações, o produto deverá ficar envelhecido diante da concorrência. No Brasil, a GM já passou por uma fase assim.

[Fonte: Reuters]













  • Matthew

    Realmente não sei qual é a novidade nisso, a GM faz isso aqui no Brasil há décadas. Da atual gama de veículos de passeio da marca no Brasil, pelo menos 4 usam a mesma base (Onix, Prisma, Cobalt e Spin), o que é praticamente a metade do portfólio deles aqui no país. Sobra o Cruze sedã e Sport6, além do Classic e da Monstrana que utilizam plataforma que está em linha há mais de 20 anos. Não sei como vão conseguir deixar isso ainda mais enxuto e estender a vida útil dessas peças de museu..

    • Clovislauro

      Mas o povo adora uma carroça com uma CMM, agora com esse On Star então………
      P.S O Classic parou a produção em dezembro 2015.

    • pedro rt

      pior e na argentina q diziam q iam tirar de linha o classic e o agile pra produzir o novo cruze sedan e hatch e agora parece q querem continuar a produzir esses modelos antigos por data indeterminada. o agile ja saiu de linha ha 2 anos e o classic saiu de linha mes passado no brasil

    • pedro rt

      vc se esqueçeu da captiva, camaro e tracker onde cada um tem uma plataforma diferente, o tracker tmb e da familia do sonic, onix… o camaro tem parentesco com o omega australiano e a captiva tem parentesco com o cruze. dizem q o novo cruze vai ganhar um suv e este sera uma nova captiva

      • Matthew

        Considerei apenas o carros de passeio, não Crossovers e Esportivos que são produzidos fora do Mercosul e têm vendas insignificantes no mercado local. Mas ainda que seja este o caso, como você bem lembrou a Tracker também utiliza a plataforma do Onix, que nada mais é que uma versão empobrecida do Sonic. O que reforça o meu argumento de que na gama atual da marca aqui no Brasil, metade dos modelos utilizam a mesma base.

      • 320i

        Errado: O Camaro já abandonou aquela antiga plataforma Zeta. Atualmente, divide plataforma com as Cadillac’s ATS e CTS. Plataforma Alpha.

    • David

      Matthew, desculpa liga o ventilador na sua farofa mas a Berra esta falando da GM, uma empresa global e internacional e nao da Chevrolet do Brasil. Pensa. Carro pequeno chassis pequeno, carro grande chassis grande, carro medio chassis medio em toda a gama de produtos produzidos no mundo inteiro e nao so no Brasil como vc relatou acima.

  • Dafomg

    Essa GM é mesmo uma brincalhona, só que brinca com coisa séria.
    Estender mais a vida de suas carroças, só se for igual ao que a VW fez com Kombi, porque mais de 20 anos já tem a plataforma do Corsa B e mais de 30 anos os motores F1 e F2. Fora a notificação que a sra. “preocupadíssima” Mary Barra recebeu do LatinNCAP. Só o Brasil mesmo pra aceitar tanta porcaria.

    • pedro rt

      os F1 fzeram 22 anos agora nao mais de 30… eles sao de 1994

    • 320i

      Notícias são boas para quem tem conhecimento. No teu caso, não entendeu nada. Irei te explicar: Usarão as atuais plataformas (lançadas recentemente, e que não há nenhum produto com elas no Brasil – o primeiro será o novo Cruze, com a novíssima D2XX, que começou a se comercializar no ano passado, 2015).

      • Dafomg

        Cara, vc é o sabichão mesmo hein. Se vc não me fala, eu nunca iria saber disso.
        O NA tá ficando cheio de chatos que acham que sabem mais do que os outros, mas que no fundo não passam de fanboys.

    • David

      Dafomg. Acho que vc e um desses que quando ve uma certa marca ja comeca a baba de raiva. Cara vc nao pode fazer esses tipos de comentarios e achar que o pessoal daqui que sao super bem informados vao simplesmente aceita como verdade. A Barra esta falando sobre visao. Mudanca pra se torna uma empresa multinacional e global com capacidade para adaptar rapidamente as mudancas que os mercados diferentes exigem. Antes que vc pule da janela de uma olhada. Onix e campeao de vendas. Pode dizer o que quiser mas a Chevrolet sempre soube reagir mesmo que um pouco demorado. Ela produz o que o cliente quer e nao o contrario. Olha o Up um super moderno Europeu que nao vende bem. Isso se chama capacidade de adaptacao.

      • Dafomg

        Primeiro, eu comento o que eu quiser.
        Segundo, se vc tá satisfeito com o mercado automobilístico do Brasil, azar o seu. Eu critico e sempre vou criticar, QUALQUER MARCA.
        E não diga que sou X ou Y, vc não me conhece.

  • Ailton Maschio Gomes

    Nem me preocupo. Oferecem velharia? Compro do concorrente kkkkkk

  • GM adotando a filosofia da fiat e VW (no Brasil): usar a mesma plataforma por 15 anos.

  • Marcos Souza

    Não entendo. Quando a VW faz isso pra compartilhar a mesma plataforma entre VW, e audi. A galera acha sensacional. Quando a GM faz isso, acham que é pra fazer velharias.
    Na minha opinião, se deixar os carros mais baratos, melhor pra mim.

    • Matthew

      Então, né… uma coisa que a Volkswagen utilizar uma moderníssima MQB que reduz o peso dos carros no qual ela é empregada. Isso é uma tendência mundial. Outra é ficar majorando plataforma com mais de 20 anos como a GMB faz no nosso mercado, ou então faz 5 variações de um mesmo carro depenado, vide a linha nacional da empresa. Pra não dizer que só a GM faz isso, podemos citar o caso da Volks também, que na linha nacional também usa plataformas com uns 12 anos (como é o caso do Fox) e a Fiat que tá quase chegando no nível da GM, com os jurássicos Palio Fire e Siena EL, ambos datados também.

      • 320i

        Amigão, apenas a Monstrana tem plataforma com mais de 20 anos. Família GSV (Onix, Cobalt, Spin e Prisma, com plataforma de 2010), Tracker (versão melhorada da GSV, de 2012) e Cruze (Delta II, de 2008)… Acho que teu conhecimento é bem limitado…

        • Matthew

          Montana e o Classic que foi produzido até 2015. E eu disse que GSV (Global Samll Vehicle) é utilizada pra 5 diferentes modelos da marca, o que é praticamente metade da gama dela aqui no Brasil. Meu conhecimento não é limitado, só tenho humildade em expôr a minha opinião, ao invés de ser arrogante e menosprezar os outros. Pra não falar dos motores utilizados também em nosso mercado. À exceção do Ecotec 1.8, são todos jurássicos. Enfim, se você se sente satisfeito em levar gato por lebre, cada um sabe o que é melhor pra si… E antes de falar que eu tenho conhecimento bem limitado, olha os outros comentários que eu fiz nesta matéria e verá que não é bem assim.

          • Marcos Souza

            Cara, VC não entendeu a notícia. A GM vai fazer plataformas novas para utilizar nos seus novos carros e elas duraram até 12 anos. A VW faz isso com a mbq. Ninguém crítica, acham sensacional o golf usar a mesma plataforma do a3 e etc. Aí a gm fala q a plataforma do novo cruze vai ser utilizada pra vários outros veículos e a galera já fala em velharia…pó.. Isso é um preconceito gigante com a GM. Ta certo q ela ta desatualizada na motorização, mas parece q ta tentando melhorar e a galera já vem com pedra na mão.

      • David

        Matthew, ja ouviu falar de um veiculo produzido pela Volks aqui no Brasil chamada de Komki? A ideia da GM nao e continuar com esses chassis que temos hoje e sim migrar para os chassis D2XX (referencia e reconhecimento ao 320i acima) que foram introduzidas no Cruze de 2015. Levando em conta a sua tese esse chassis daqui 12 anos ainda vai ser relativamente novo.

    • kravmaga

      Concordo plenamente. A Chevrolet vai lançar um novo Cruze em breve com redução significativa de peso e um motor turbo.

    • 320i

      É por dois motivos: 1-99% dos comentaristas de internet (péssimos, por sinal) são apaixonados por VW; 2-Ninguém sabe interpretar uma notícia.

      • David

        Putz 320i, suscinto como um machado mas altamente eficiente. Foi na jugulaar. As vezes quando penso em responder alguns comentarios que leio ai penso duas vezes e deixo pra la exatamente por esse motivo. O cara nao quer aprender. Quer que todos pensem igual ele e gostem das mesmas coisas que ele goste sejam elas boas ou nao.