Google começa a contratar para iniciar produção de carro autônomo

16/02/2016

google-car-1

O Google iniciou a contração de 37 engenheiros de automação e gerentes de manufatura. O objetivo é começar a produção de carros autônomos. Os contratados irão trabalhar em estações de montagem na fábrica, onde instalarão os componentes eletrônicos do sistema de condução.

Até pouco tempo acreditava-se que o Google iria trabalhar apenas no desenvolvimento de tecnologia para condução autônoma, mas agora parece que o gigante de Montain View vai partir para produção seriada. O veículo deve ser baseado no subcompacto de dois lugares testado atualmente. No entanto, a empresa avalia também um Lexus RX450h.

Um dos objetivos do Google é ter um carro compartilhado como alternativa ao Uber e Lyft. Anda não há detalhes do projeto, mas podemos imaginar uma plataforma Android com a tecnologia incluída no Google Play Services, por exemplo, utilizando o Google Now para busca de destinos e localização automática de veículos. Por exemplo, o trajeto até em casa, bastando apenas concordar.









  • delvane sousa

    Eu gosto muito de dirigir e quero fazer isso por muitos anos. Mas vai chegar um tempo que todos os carros serão elétricos e autônomos. É provável que a geração que esta nascendo agora viva isso.

    • Chicão ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Eu gosto de dirigir, mas não gosto de trânsito.
      Pra andar em engarrafamentos, eu prefiro ir no banco do passageiro.

      • invalid_pilot

        Espero que tenha opção de autônomo ou não

        • Louis

          Carro para quem gosta de dirigir sempre vai existir.

          • Mr. Car

            Eu não teria tanta certeza, Louis. Vai que algum futuro governozinho esquerdopata resolve que só os autônomos são seguros pois “eliminam 100%” as falhas humanas. Isso com o apoio dos eco-histéricos, que vão alegar que sempre trabalharão em faixas de menor emissão de poluentes, sem a interferência de um condutor.

            • th!nk.t4nk

              Gosto muito de dirigir, mas no Brasil o ato de dirigir é uma mistura de prazer e raiva. Aqui na Alemanha é teoricamente só prazer, porém mesmo aqui é cansativo pra quem precisa se deslocar muito todos os dias (mesmo com um carro muito bom você precisa ficar muito ligado igualmente). A condução autônoma é o complemento perfeito pro transporte público no dia-a-dia. O prazer de dirigir você deixa pro fim de semana.

    • Franco da Silva

      Com certeza a nova geração, mesmo que já é criança atualmente, não vai dirigir.
      Eu amava estar ao volante, mas perdi todo o tesão com a quantidade de tráfego e a baixa qualificação dos motoristas em geral. Hoje, dirigir só dá dor de cabeça, infelizmente.

    • Gurgelando

      Sim a revolução na condução está preste a acontecer e é inevitável. Seremos a geração da transição, mas não sabemos como a coisa irá se assentar lá na frente. Digo, acho provável que as pessoas ainda vão querer ter um carro para viajar, para curtir a direção. Mas por hora tudo é achismo, vamos ver como as coisas se conformarão no futuro. Como afetará de frente a indústria automobilística o impacto a médio prazo será monstruoso. Quem viver verá…

  • Mr. Car

    Não precisa nem começar, Google. Carro meu dirijo eu. Simples assim.

    • Tosoobservando

      É bem provavel que eles façam igual a Apple e digam que esse tipo de tecnologia nao é para o Brasil.

  • Louis

    Acho que, nos países desenvolvidos, este é o futuro. Carros autônomos compartilhados. Precisou? Só chamar pelo smartphone, o carro mais próximo disponível irá te buscar. Vai diminuir congestionamentos, necessidade de vagas de estacionamento, poluição, acidentes…Mas na Banânia, não funciona.

    • Thales Sobral

      Vai chegar aqui também. Banânia por Banânia, conseguimos (não por conta própria) sair dos cavalos e ir pros carros… Iremos a reboque, como sempre, mas iremos.

  • sigma7777777

    Aguardando a galerinha da última discussão sobre carros autônomos que não vingarão nem em 12 anos kkk