Elétricos Europa Governamental/Legal Mercado

Holanda pode autorizar somente carros elétricos e hidrogênio a partir de 2025

renault-zoe-1

A Índia e alguns países europeus já apontaram nessa direção, mas parece que agora podem receber um reforço importante por parte da Holanda. O parlamento do país está discutindo um Projeto de Lei que proíbe a comercialização de veículos não-ecológicos no país a partir de 2025.

Por enquanto a ideia está em debate acirrado na câmara baixa holandesa, mas se virar lei, somente veículos elétricos ou movidos por hidrogênio serão liberados no mercado dos Países Baixos. A oposição do atual governo acha que o plano é ambicioso demais e ameaça votar contra.

Apesar da resistência instalada na Holanda, a introdução de uma frota 100% ecológica parece ser uma tendência cada vez maior em alguns lugares, forçando assim o início da mudança para uma frota sustentável. Para os partidos que apoiam a ideia, o país é ambicioso o suficiente para colocar o projeto em execução já em 2023.

[Fonte: Dutch News]





  • Bruno Pereira

    A questão é: como é gerada a energia para alimentar os veículos? Se for matriz não renovável trocou 6 por meia duzia.

    • Cleiton

      Pesquise sobre eficiência energética de um motor a combustão de automóvel e compare com uma termoelétrica atual, verá que a troca não é 6 por meia duzia. Além disso, a cadeia de distribuição do combustível consome boa parte de recursos enquanto a distribuição de energia elétrica já esta consolidada e tem perdas minimas.

      • Bruno Pereira

        Concordo em partes. Grande parte das térmicas tem como combustível o carvão mineral e óleo combustível. Não é uma conta simples. A maneira menos suja de se conseguir energia é através da fissão nuclear, mas depois de Fukushima diversos países estão fechando suas usinas, o Japão, por exemplo desligou o último reator em Março. Existem meios mais limpos, como solar e eólica, mas durante algumas décadas eles ainda serão complementares e não a base da matriz energética da grande maioria dos países. Pode ser que dê certo num país relativamente pequeno e com frota pequena como a Holanda, mas ainda vai demorar para o grosso dos mercados realmente ficarem “mais limpos” por alguns dos motivos expostos. Sobre a estrutura da distribuição, sim, realmente é um modelo oneroso, mas a rede elétrica atual, e falo de geração, transmissão e distribuição também não está pronta para receber anualmente milhões de veículos sem pesados investimentos.

        • Considerando que a maior parte das recargas podem ser feitas de madrugada, não vejo um impacto muito grande no sistema elétrico.

          • Não haveria “picos” de demanda neste caso, gerando apagões, mas o aumento da demanda em si poderia gerar mais poluição por conta da geração dessa energia adicional.

            • Ahn?

              A produção de energia elétrica no Brasil é predominantemente baseada em hidrelétricas.

              E durante a madruga a demanda cai tanto que costumam até diminuir a produção de energia.

              • Marcello Machado Eiras

                lembre-se estamos falando da Holanda um pais com muito mais estrutura que o Brasil no brasil eu duvido que tenha uma discussão nesse sentido antes de 2040

              • André Pessimista

                Um carro elétrico carregando puxa quase tanto que um chuveiro. Imagine um monte desses ligados de noite. Mais um apagão.

              • Alfredo Araujo

                Em que momento a discussão saiu da Holanda e veio para o Brasil ?

              • No Brasil sim, mas a matéria fala da Holanda e outros países desenvolvidos onde a proibição de carros não ecológicos deve chegar muito tempo antes. Mas ainda no Brasil estamos usando muita termo elétrica pra suprir a demanda atual, ou seja, o sistema hidrelétrico não atende 100% da demanda de hoje, que dirá com centenas de milhares de carros elétricos.

              • invalid_pilot

                O que falta aqui no Brasil é a gestão do recurso, que como tudo é mal feita

                Lembro que falavam de implantar um sistema de cobrança conforme demanda, nos horários de pico se cobraria mais… estamos no meio de 2016 e nada.

                Estamos mais preocupados se o PMDB ou PT vão ficar no poder do que na evolução do nosso país. Mais um 7 x 1

            • Bruno Pereira

              Exatamente, Thiago.

        • Martini Stripes

          Nenhum dos dois está errado. Mas o ponto não é só esse. As empresas querem lucrar, e se vc não obrigar a mudar, elas não mudam. Muito pelo contrário, continuarão como estão para continuar lucrando. Assista ao documentário “Quem matou o carro elétrico ” fala bastante desse debate lei-indústria e lobby.

  • Casa de ferreiro, espeto de pau.

    E terra da Shell quer abolir o uso de combustíveis fósseis na frota de veículos. Quem diria.

    • kravmaga

      Mas a Holanda é tão pequena que se o carro acelerar muito pode parar no mar… :-)

      Carros 100% elétricos ainda são inviáveis em muitos países por vários motivos. O que não entendo é os governos não incentivarem desde já os carros híbridos.

      • Zoran Borut

        Híbridos seriam os ideais para grandes metrópoles brasileiras, nas quais os congestionamentos acabam com o consumo de qualquer carro. Deveria haver políticas específicas para diferentes regiões, tornando mais viável a aquisição de um carro híbrido pequeno em metrópoles, por exemplo, e facilitando o uso de modelos com baixo consumo rodoviário (e principalmente, segurança) em regiões do interior do país nas quais o que mais existem são cidades pequenas em que a população precisa usar muita estrada (híbridos são mais econômicos em trânsito urbano apenas). Faz tanto sentido o uso rodoviário de carrinhos que sofrem para se manter a 100 km/h na estrada quanto ficar parado em SUVs nas avenidas congestionadas.

  • Mr. Car

    Já vi um destes Zoe de perto. Carrinho muito legal. Quanto ao plano, não sei o tamanho da frota holandesa, mas também me parece muito ambicioso.

    • Alfredo Araujo

      “O parlamento do país está discutindo um Projeto de Lei que proíbe a comercialização de veículos não-ecológicos no país a partir de 2025”
      .
      O texto fala em comercialização, e não na troca imediata de toda a frota.

      • Marcos Medeiros

        Verdade e acredito que seja bem mais fácil pois a venda de carros no pais é bem menor que os vizinhos, vende na casa dos 450 mil unidades por ano.

  • André Pessimista

    Hum……….ao meu ver o único meio de fornecer energia pra bancar um futuro de carros elétricos seria o nuclear. A não ser que cubram o saara com paineis solares……………

    • Matthew

      Pode-se adotar também o sistema descentralizado de geração de energia fotovoltaica, comum na Alemanha. Cada residência tem seu próprio painel solar (cada vez mais eficientes) que geram energia para o imóvel. O excedente é “jogado” pra rede pública. Ainda que em alguns países europeus a insolação não seja estável ao longo do ano — no inverno o dia é curtíssimo –, no caso do Brasil, não seria um problema. E mais do que o aumento de energia em si, imagino que o pico de consumo possa vir a derrubar o sistema se, por exemplo, todo mundo que chegar do trabalho às 18h00 ponha seu elétrico para carregar.

  • Cidadão

    A intenção é boa. Mas acho que deve se estimular o consumo de carros ecológicos ao invés de proibir os outros. Quem quer ter um carro a combustão deve ter essa opção, nem que pague mais caro ou tenha restrições

  • André Pessimista

    Ora, mas e os tantos motores magnéticos que funcionam sem qualquer combustível no Youtube? Tudo culpa dos donos das petrolíferas reptilianos alienígenas!

  • Khusller

    E os híbridos ? Superesportivos musicais -> GAME OVER.

  • Etiosfit

    vai ser bom pra Toyota

  • zekinha71

    Holanda país pequeno, praticamente plano, e com a cultura do ciclismo, pra eles vai ser fácil implantar uma lei assim.

  • Vattt

    Interessante! Mas e o carro elétrico popular for igual a celular, a população vai gerar ainda mais lixo no planeta. A obsolescência programada vai ser muito mais fácil de manipular em um carro 100% eletrônico e digital.

  • Luiz Felipe Mello

    Carro elétrico/híbrido não polui no uso, mas vai ver o impacto causado na produção das baterias deles…

    • Matthew

      Nada que seja impossível de se resolver. As baterias tendem a ser cada vez mais eficientes em durabilidade e autonomia. E há uma série de resíduos oriundos do uso do motor a combustão que também são um problema ambiental, como, por exemplo, o descarte do óleo usado no cárter a cada troca, além de outros fluídos, como os do sistema de arrefecimento e do de freios. Nem por isso é uma propulsão inviável. Trocamos óleo na oficina justamente porque ela tem condições de dar um destinado adequado à ele. Bateria de carro imagino que será a mesma coisa. Ao fim de sua vida útil, vc não vai poder simplesmente tirar ela e jogar no lixo comum de casa.
      Enfim, eu também sou fã do motor à combustão e tenho certa resistência aos elétricos. Pra mim deixa de ser carro. Mas é um processo irreversível.

  • thi

    Carros a combustão é algo muito antiquado . o petróleo já está morto.

  • Rmx

    Vejo tantos carros holandeses indo para o sul da EU na primavera/verão.
    Como será que essas familias vão fazer se não puderem comprar carros para fazer 1000km ou mais nas férias?? Muitas possuem ou alugam casas e levam tralhas até o teto, mais um ski box lotado. Mesmo sendo um Tesla da vida, esperar carrega as baterias é, e será um belo sofrimento para viagens desse tipo!!

    • Bruno Leite

      A tecnologia avança rápido. Daqui a um tempo vamos ter baterias bem melhores que as atuais que suportam 200-300km por carga

    • Marcos Medeiros

      Na EU já é possível viajar com carros elétricos entre países graças aos pontos de recargas nas rodovias, o mesmo acontece com o model S nos estados unidos que você pode cruzar de uma ponta a outra sem ficar no prego.

      • Rmx

        Sei que é possível, mas na EU cruzando a Alemanha e Suiça para chegar na Itália é mole fazer mais de 1000 km em um dia. Parando para comer e abastecer.
        É aí que dificulta um elétrico vc descansa almoça e a bateria ainda está em 30% !!! Fica tudo muito mais demorado.
        Outro problema que vejo nesses pontos de recarga.
        É se estão ocupados e restam assim por horas????
        Já vi muitos assim, a vaga no posto de combustíveis fica livre muito mais rápido.

  • Ricardo

    Lá não existe a máfia do petróleo, por isso o incentivo!

  • Jackson

    Há projetos de painéis solares no espaço e na lua enviando os feixes de energia para a Terra. Quando o ser humano quer, ele é capaz de criar muita coisa “boa e………..ruim”.