Sedãs Segurança Trânsito Vídeos

Homem depreda dois carros parados em fila dupla (vídeo)

furia

Um homem depredou dois carros parados em fila dupla. O caso ocorreu em uma avenida de Goiânia. Os dois veículos – um Logan e um Onix – estavam bloqueando a saída de um Palio, pertencente ao agressor.

Ele utilizou pedras para quebrar os vidros dos dois carros e ao desengata-los, conseguiu move-los a fim de liberar espaço para a saída do Palio. Os alarmes são acionados, mas nenhum dos donos apareceu.

Após a retirada do Logan e do Onix, o motorista do Palio entra e seu carro e sai normalmente, não se importando com a gravação feita por uma testemunha no local. Confira o vídeo abaixo:

[youtube id=”https://www.youtube.com/watch?v=qadqJIBWqQA” width=”600″ height=”350″ autoplay=”no” api_params=”” class=””]





  • Victor Hugo

    Que isso? Os 3 estão errados. Procedimento: chamar a polícia e guinchar os dois carros.

    • Bruno Souza

      Procedimento correto, mas pelo visto isso ocorre ali todos os dias, ou seja, a policia não faz o seu trabalho adequado… infelizmente nos vivemos em um pais onde o procedimento correto não funciona como deveria, logo esse tipo de ação ocorre…

      • Leonel

        @disqus_GcgRN6Zxdr:disqus eu bato na tecla que o maior causador desse tipo de situação (assim como amarrar bandido em poste, “justiça com as próprias mãos” e afins) é uma palavrinha muito simples: impunidade.

        O nível de corrupção elevadíssimo e impunidade para os mais diversos crimes e comportamento geram este tipo de revolta. É muito triste ver o que está acontecendo com nosso país.

        • Léo Hung

          Nosso país já era há pelo menos 20 anos (ou mais). Vivemos no caos, com resquícios cada vez menores de civilidade, e maiores de desigualdade e cultura materialista.

          • Raul Cotrim de Mattos

            Nosso país já era assim há pelo menos uns 515 anos e uns meses a mais…

      • Pedro Rocha

        Já vi isso acontecer até e estacionamento rotativo, onde provavelmente o dono/responsável para ganhar mais dinheiro autorizou fazer isso. Invariavelmente, apareceu o dono do carro que foi fechado, teve um surto e disparou a usar a buzina. Vendo essa situação, informei o fato a um guarda de trânsito, que foi verificar a questão.

      • !Marcelo Surf!

        Exatamente, e ainda acrescento que ninguém sabe as causas que influenciaram o Motorista fazer isto e, em certas urgências não dá para esperar o dia todo.

      • Matheus_P

        Teve um dia q estava esperando quase um minuto para q uma pessoa saisse de uma vaga pra eu entrar e estacionar. Aih um engracadinho embicou o carrou antes e entrou na vaga. Fui de boa reclamar e o cara deu de ombros. Nao sou de fazer nada, mas a empafia, desconsideracao e nariz empinado fizeram com que ele tivesse de gastar mais de mil reais em funilaria pq risquei paralamas e as duas portas do lado do motorista. Fiz errado sim, mas o jeito q o cara agiu me tirou do serio

      • Hen_Par

        Já fiz isso: o cara trancou minha garagem e chamei a polícia. Eles disseram que não tinham guincho…

    • Louis

      Eu achei que ficou barato, pois trocar o vidro deve sair mais em conta do que pagar multa, guincho e pátio…

      • Guilherme Eduardo

        Kkkll verdade! Só o valor do pátio já paga o vidro!

        • leandro

          Verdade, e os donos dos carros se tiverem seguro pagam a franquia de 80 reais dos vidros.. Sai mais barato ainda

    • Raphael Julião Corrêa

      Sinceramente, da vontade de fazer mesmo perdendo a razão. Passei por uma sitação parecida: Um Ford Ka branco parou em frente a minha garagem e não pude entrar com o veiculo e não tinha onde estacionar, pois moro em uma principal. Perguntei a um vila ao lado se conheciam o dono ou se o mesmo se encontrava e ninguem soube dizer, até um outro morador me informar que a mulher (dona do veiculo) havia ido a loja nextel ‘faz um tempinho’. Estacionei longe de minha residencia e liguei para a prefeitura. Mandaram um reboque após 40 minutos, mas nao levaram o veiculo, apenas multaram o mesmo. Resultado: Fiquei com o carro fora de casa, não pude entrar durante horas. Fiquei com raiva e esvaziei os quatro pneus. Estou errado, talvez sim, mas e liguei pra prefeitura e não levaram o veiculo, apenas multa nao resolve meu problema.

      • Guilherme

        está errado sim, porém pensando no stress que você passou sua atitude está justificada! |
        Se o poder público não te ajudou fazendo o seu papel, quem poderia fazer?!
        Situação complicadíssima!

      • Acho que esvaziar o pneu foi uma boa. Nao quebrou o carro e ela teve um pouco de trabalho depois…

        • radiobrasil

          Será que ao esvaziar o pneu ele cometeu alguma infração/crime? Pq não causa um “dano” se os pneus foram enchidos no lugar…

        • DaniloRHF

          o único problema da murchar os 4 pneus é que a pessoa vai demorar mais pra ir embora kkkkkkk porém concordo com o que você fez

      • !Marcelo Surf!

        Deveria ter feito o mesmo, quebrado o vidro e entrado no carro para liberar passagem, mas antes de murchar os pneus, só assim certas bactérias aprendem a lição.
        Ainda assim é bem capaz da proprietária achar que foi tentativa de furto, kkk

        • Rodrigo Alves Buriti

          Comentei algo parecido no outro site sobre esse vídeo, já veio gente dizendo que é crime e merece ir para a cadeira pois viu gente indo por razões menos críticas.
          Poxa, mas é o que digo, ele tá errado em quebrar os vidros e tirar os carros mas estava com razão, já imaginou ir socorrer um familiar, por exemplo?

          Eu dou razão visto a impunidade crescente no país, as vezes a gente fica mais aliviado em passar a lição na marra que ficar tentando ensinar de forma “pacífica” para alguém que não tá nem aí.

          Assim como esses dois carros acham os donos da rua, outra coisa que irrita é o pisca-parada-universal.

          • !Marcelo Surf!

            Com certeza um dos motivos da falta de cidadania dos brasileiros é a impunidade mas a falta de cultura ajuda.
            Por exemplo, o brasileiro quando vai para Miami, ele não estaciona na vaga de deficientes, não joga lixo ou bituca na rua, entre outros, mas aqui a maioria faz, por que? Por que lá ele tem medo e aqui ele sabe que não vai pegar nada.
            Aqui se você ver alguém estacionar em uma vaga de deficiente e for falar alguma coisa com o direito de cidadão, a primeira coisa que você escuta é quem é você pra falar o que eu não devo fazer, e depois é insultado, xingado, etc. isso quando eles não partem para o tapa… ou seja, além do cara não ter razão nenhuma ele age como se você fosse o errado, então meu amigo, não vale a pena agir pacificamente com este tipo de gente.
            Outro dia eu vi o vídeo do rapaza retirando o carro estacionado na faixa de bicicletas no braço e arrastando o carro no meio da rua, e ele foi aplaudido por todos que estavam em volta.

      • Jackson

        Fizeste certo. Parabéns.

      • Léo Hung

        Você deveria ter feito um BO, além de processado a dona do veículo, alegando algum tipo de dano moral.

        Só para seguir a lei e não dar em nada (talvez desse, vai saber). Melhor encurtar o bla bla bla e fazer justiça rápida (e ser criticado por idealistas de internet, que fazem a mesma coisa no mundo real). :P

      • Matheus_P

        Teve um dia q estava esperando quase um minuto para q uma pessoa saisse de uma vaga pra eu entrar e estacionar. Aih um engracadinho embicou o carrou antes e entrou na vaga. Fui de boa reclamar e o cara deu de ombros. Nao sou de fazer nada, mas a empafia, desconsideracao e nariz empinado fizeram com que ele tivesse de gastar mais de mil reais em funilaria pq risquei paralamas e as duas portas do lado do motorista. Sei q fiz errado mas o jeito que o cara agiu me tirou do serio

    • Blessa

      Até o policia chegar e guinchar acabou o dia.

      • Rodrigo Alves Buriti

        Mano, acabou o mês pois a maioria tá compensando folga por trabalhar no carnaval kkkkkkkkkkkk

    • zekinha71

      Se fosse chamar a polícia ele ia estar até hj esperando pra tirar os carros.
      A polícia não aparece nem quando tem assalto imagina pra carro estacionado em fila dupla.

    • Victor Hugo

      Raiva dá, mas perder a razão é prejuízo do mesmo jeito. Um erro não justifica o outro, o cara filmou a placa dos 3 carros, o que pode acontecer? Os dois carros podem tomar uma multa e o e stressado que não contou até 10 pode responder processo cível e criminal. Quem é o mais prejudicado agora? Então, mantenho minhá opinião e recomendo aos sem controle que mantenham a calma e chamem a polícia. Já passei por esta situação várias vezes quando morava em frente a bar badalado da minha cidade, várias vezes chamei polícia e apareciam para ferrar com o cara. Polícia gosta mais disso do que trocar tiro, podem ter certeza.

      • Gilberto Silva

        Não só isso, pensa se o cidadão dono de um dos carros aparece na hora e armado?? hoje morre-se por qualquer coisa, uma vez estava dirigindo e sem querer fechei um corolla, alguns metros a frente dei passagem pro cara, mesmo assim, ele puxou o freio de mão na minha frente e me mandou descer do carro, subi no canteiro central e fui embora, vai saber… a vida tem valido muito pouco hoje em dia!!

        • Victor Hugo

          Concordo plenamente.

    • Artur

      Concordo plenamente.

    • Alvaro Guatura

      Até a policia chegar, pelo menos aqui, vai tempo… isso se ela atender.
      Tá todo mundo errado, mas esse materializou a vontade de muitos.

  • oscar.fr

    A pessoa filmando teve mais sorte que juízo. Ela está vendo que o cara está fora de si (para fazer o que fez, por mais que os(as) motoristas de Logan e Onix estivessem extremamente errados) e ainda foi pedir para ele mandar abraço pros donos dos carros que estavam em fila dupla! Por sorte a pedra não voou nele!

  • Adriano Tochio

    Imagina a treta se os donos chegassem na hora ??

  • Murilo Soares de O. Filho

    A intolerância desse senhor, reflete bem como estão as coisas neste país, ninguém respeita nada…não justifica sua atitude, mas falta educação e bom senso nas pessoas, e o exemplo vem de cima. Talvez se todos nós Brasileiros, uma única vez, tivéssemos essa mesma reação coo nosso governo, quem sabe alguma mude neste país.

    • Fábio Alisson

      E os donos dos carros que fecharam o Palio respeitam? No mínimo se acham mais importantes que os outros e no direito de estacionar em fila dupla, atrapalhando o trânsito, e ainda fechando outros carros.

      • Fábio

        Acredito que os que estacionaram na fila dupla acham que não tem problema, que a falha deles é suportável (é rapidinho). Eu fico puto qdo isso acontece, comigo já aconteceu e olha que eu estava dentro do carro para sair, o cara estacionou me trancando e saiu. É o cúmulo do desrespeito. Estamos virando terra sem lei, daqui a pouco aparece os pistoleiros.

      • Léo Hung

        Eles simplesmente não se importam, sinceramente.

        Para eles, seu tempo é mais valioso e o “otário” que ficar preso tem mais é que esperar, pq “não custa nada”.

        Aposto qualquer dinheiro com você que eles pensaram exatamente isto.

    • Léo Hung

      Já eu penso que este senhor representa o brasileiro sério, que não aguenta mais tanta “putarya”. Você é roubado legalmente pelo Estado (impostos, desmandos administrativos, taxas…), abusado legalmente pelas autoridades (já esteve em alguma situação contrária envolvendo algum advogado ou até mesmo um policial?), refém de vagabundos (roubam e matam a luz do dia, impunes) e ainda tem de lidar com os ufanistas que acham que vivem em Nárnia, onde “tudo dará certo quando Aslan retornar”…

      Este cara do vídeo representa o sentimento de cansaço do brasileiro honesto e por um fio de explodir (mesmo que ele tvz seja um fdp na vida real).

  • Fábio Alisson

    Não estou falando que o Sr. do Palio está certo, mas as pessoas precisam parar de ser egoístas e se acharem mais importantes que os outros ao estacionar em fila dupla ou fechando outros carros. Não custa deixar o carro mais distante e andar uma quadra a mais. Que fique a lição do que pode acontecer…

  • Zé Mundico

    Na boa, mas isso não se resume a achar quem está certo ou quem está errado. Isso é visão de criança que ainda acredita num mundinho de bonzinhos e malvadinhos.
    Na minha humilde opinião, todos estão errados. Os donos do carro que trancaram a saída estão errados, mas nada justifica esse ato de depredação que poderia ter terminado em coisa pior. Um erro não justifica o outro e ainda acredito que o correto é tentar resolver a coisa numa boa. Perderam todos.

    • Clovislauro

      Zé, sou radicalmente contra atitudes como o que o Sr. do Palio teve e também acho que a melhor opção é sempre negociar uma saída razoável para todos, Mas o problema é que os donos dos carros em fila dupla, trancaram os carros, engatados e com freio de mão puxados e foram embora, abandonaram os carros sem dar a chance que alguém faça qualquer intervenção razoável. Ou seja, o dono do Palio não teve a chance de pedir para tirarem os carros, de empurrar os carros porque estavam em ponto morto e sem freio puxado ou ao menos se os carros não tivessem trancados, poderia ele desengatar, soltar o freio de mão e empurrar os carros sem necessidade de quebrar o vidro. Esses motoristas dos carros de fila dupla não tiveram a menor preocupação em minimamente oferecer alguma opção, poderiam ao menos ter deixado um número de celular para contato, alguma coisa. Foi simplesmente o total descaso e falta de civismo. O dono do Palio respondeu apenas com a mesma postura. Ainda não concordo com a postura, não teria feito o mesmo, mas não condeno tanto não.

      • Guilherme Eduardo

        Concordo com o colega. Se os donos do carro tracaram o carro e foram embora como o senhor do Palio iria conversar com eles? E pela “tranquilidade” que fez isso não é a primeira vez que travam o carro dele!

    • Léo Hung

      Como resolve, sinceramente? Faz “o certo” e aciona as autoridades, correndo 97% de chance de não dar em nada? Ou faz o errado, como o cara do vídeo, e resolve a situação, mostrando aos outros que suas ações sem consideração tem repercussões para eles mesmos?

      • Matheus_P

        Teve um dia q estava esperando quase um minuto para q uma pessoa saisse de uma vaga pra eu entrar e estacionar. Aih um engracadinho embicou o carrou antes e entrou na vaga. Fui de boa reclamar e o cara deu de ombros. Nao sou de fazer nada, mas a empafia, desconsideracao e nariz empinado fizeram com que ele tivesse de gastar mais de mil reais em funilaria pq risquei paralamas e as duas portas do lado do motorista.

  • Fabio

    Apoiado.
    Hoje em dia está cada vez pior, o jeito é apelar pra ignorância.
    Bonzinho só se ferra no Brasil.

    • Willian

      É um país de picaretas, tem que se adaptar mesmo.

  • Louis

    Todo folgado um dia encontra um louco pelo caminho…

  • Olhem pro lado positivo. Com a divulgação do vídeo , ao menos por uma semana ninguém mais estaciona em fila dupla na cidade…..o pior é que se chamar a polícia uma hora depois tem outros carros parados em fila dupla no mesmo local.

  • Redpeak77

    Brasil: O país do respeito e da tolerância #sqn

  • Marcelo SR

    O exemplo vem de cima, de baixo, do lado, de todo lugar. A “lei Gérson” é o que ainda prevalece nessa porcaria de país… Os corruptos que estão no poder tem milhões de suplentes. Quem ainda não chegou no poder, quando chegar, roubará tanto ou mais que aqueles que o precederam. O que tem que mudar é a cabeça das pessoas, as leis tem que mudar, tornando-se muito mais rígidas e serem cumpridas para acabar com a maldita impunidade… Mas como mudar as leis se aqueles que as fazem são todos FDP´s?!? Estamos inseridos em um ciclo vicioso sem fim… Só uma revolução para mudar as coisas aqui.

    • Leonardo César

      Se começassem a cumprir rigorosamente as atuais leis já teriam muitas mudanças!

  • Clésio Luiz

    No meio de tanta raiva, ele ainda puxou o freio de mão dos outros carros. Teve mais consideração que os seguidores da Lei de Gerson :-)

  • Guilherme

    nosssaaa sei que o cara está incorreto, porém aqui em SP seria da seguinte forma.

    Ligar para polícia ou CET, previsão para remoção dos veículos até 1 hora e meia.
    Vamos olhar pelo seguinte prisma…O cara brigou com a mulher na noite passada, acabou de perder um contrato no emprego ou foi demitido, sai e vê o carro nessa situação… Liga para a CET e polícia e tem uma previsão desanimadora…
    Não digo que ele fez certo, longe de mim, porém é muito fácil julgar sem estar na pelo.
    Talvez eu em um dia ruim fizesse isso, claro que em plena consciência nunca faria isso!

    E vamos concordar também que só no primeiro carro ele já saia…auhsuhashuhushu estragou o segundo de birra..huashusauhasuh

  • Parabéns pra ele. Gente que não respeita as leis e os outro tem que tomar prejuizo para aprender.
    Aposto que esse dois vão pensar bem antes de fazer essa palhaçada de novo.

    • BillyTheKid

      “Parabéns pra ele. Gente que não respeita as leis (…)”

      Bom, o dono do Palio também não respeitou as leis, visto que depredou bem de outra pessoa. Logo, ele também deve tomar prejuízo para aprender, e ele pensará bem antes de fazer essa palhaçada de novo.

      • Aristeu Junior

        Ele não depredou nada colega, ele apenas removeu o carro que estava estacionado em local impróprio e algo que ninguem comentou foi a lona cobrindo o painel, sinal de que o dono do carro não tinha a menor pressa em voltar logo pro seu carro e resolveu cobrir o painel pra proteger o mesmo do sol e de possíveis cacos de vidro que pudessem cair sobre ele.
        Da mesma forma que ele quebrou apenas o vidro do carro pra movimentar, tbm poderia quebrar pra salvar uma criança ou um animal que estivesse dentro do carro. Isso não é depredar!

        Depredar: Fazer depredações, devastar, tirar ( a outrem) com artimanha a propriedade de alguma coisa.

        • BillyTheKid

          “Danificar” também é sinônimo de depredar. Logo, ele danificou dois carros, os quais não tinham bebês ou animais que precisassem ser salvos, e os quais não eram de sua posse. Por mais revoltante que a situação seja, ele não tinha direito de fazer isso, bem como os outros dois não tinham direito de estacionar onde estacionaram.

        • EuMeSmObYmYsElF

          e se eu entendi bem, o Logan tava até com a trava de volante

      • Ele não tinha como contatar os donos dos carros (que estavam alí ilegalmente). Ele fez o necessário para sair da vaga. Não vejo como depredação.

        • BillyTheKid

          Sim, ele fez o necessário para sair da vaga. Mas, até onde sei, ninguém tem o direito de danificar bem de outra pessoa. Sendo assim, ele também infringiu a lei. Os outros dois motoristas infringiram a lei também, mas um erro não justifica outro.

        • Victor Hugo

          Fazer o necessário era ligar para a polícia.

          • Quando a situação não é com a gente é facil dizer isso. Mas duvido que tu esperaria horas de burocrocia para ter os carros guinchados para liberarem o teu. Paciência tem limite.

            • Jose Tosto

              Morava em frente a um prédio, por diversas vezes prendiam a frente da minha garagem, na época meu pai estava gravemente doente, e muitas vezes tive que sair as pressas com ele para socorre-lo, e INÚMERAS vezes isso aconteceu, pessoas sem nenhum respeito travanda minha saída, aos moralistas eu pergunto, o que deveria fazer, chamar a CET, policia, chapolin? Só um detalhe, nesses casos eles, policia e CET nem aparecem, por isso palmas ao Sr que deu uma lição nesse bando de filhos de uma put…, coisa que por sinal eu já fiz e não me arrependo.

            • Victor Hugo

              Já aconteceu comigo. Fiquei roxo de raiva, com vontade de matar esperando a polícia. Fazer o que? ! Cometer um crime por causa de uma infração de trânsito?

        • Artur

          “Ele fez o necessário para sair da vaga. Não vejo como depredação.”

          Na verdade, ele cometeu, no mínimo, crime de dano qualificado e exercício arbitrário das próprias razões. Isso sem contar que, provavelmente, vai ser processado civilmente pelos danos que causou.

          O que o cara deveria ter feito é chamar a polícia e ponto. Imagine se todo mundo resolver fazer o que der na cabeça nesse país (que já é um lixo, por sinal)…

          • Rodrigo Alves Buriti

            Mano, se coloca no lugar do senhor e um agrave: sua filha indo ao hospital de trauma (situação hipotética), queria saber se ia ligar para os guardas para depois averiguar e ligar para o guincho.

            Você iria sentar e esperar conformado com a situação, lendo os “direitos” no Brasil?

            Sei não ein…..

            • Artur

              Nada justifica o que esse senhor fez. Mesmo nessa situação. Se acontecesse isso, chame uma ambulância ou peça ajuda a alguém. O cara destruir a propriedade alheia só porque “tem razão” é a mesma coisa de dar carta branca pro povo linchar ladrões, como já aconteceu por aí.

            • Guilherme Eduardo

              Desculpas?!?!? É bem provável que os donos iam voltar, rir da cara dele que ficou esperando 1h no sol e dizer “problema seu”

            • É o que penso. O pessoal aqui quer dar uma de certinho, mas duvido que ficariam esperando horas para ter seu carro liberado por causa de dois retardados sem educação. Na teoria tudo é lindo

          • Bernardo Fernandes

            Discordo. Respondido abaixo.

            • Artur

              Você tem todo o direito de discordar. Já estar certo ou errado é outra coisa.

          • Amigo, chamar policia? Até uma viatura chegar, registrar ocorrência, chamar um guincho e puxar os carros, se foram 2 horas, pelos menos. Tu iria sentar no cordão da calçada e esperar? Duvido!!!

            • Leonardo César

              além que, nessas duas horas, os cidadães dos carros iriam chegar, ir embora e não iam nem se lamentar pelo seu tempo perdido.

              • Com certeza. Gente que faz isso está se lixando para as leis e os outros.

            • Artur

              Sim, como qualquer cidadão de bem, mesmo se tivesse de esperar o dia todo. Um erro não justifica o outro. Ou então voltamos pra era do “olho por olho, dente por dente”?
              Não sei o que vocês têm na cabeça pra defender a atitude do cara. Esse país está um lixo, mas ainda há leis e regras a serem seguidas.
              Então se o carro do cara estivesse no meio de um protesto, por exemplo, como mencionei aí embaixo, ele poderia arrancar e atropelar as pessoas?

              • Um protesto ou passeata é um direito legal, Estacionar em fila dupla, não.

                • Artur

                  Claro, e já existem infrações administrativas para isso no Código de Trânsito Brasileiro (multa e remoção do veículo).

  • Fábio

    Ele fez o que todo mundo que tem seu carro fechado dessa forma tem vontade de fazer. Que jogue uma pedra (no carro) quem nunca pensou nisso. Uns pensam até pior.

  • William

    Ja pensei em arranhar a lataria de vários carros que estão estacionados de forma irregular. Em cima da calçada, faixa de pedestre, na frente de outros carros….
    Brasileiro adora reclamar da política, porém além de não saber votar, não tem respeito por ninguém. No mínimo são mais 500 anos no subdesenvolvimento.

  • Baltazar Pittaco

    ta certissimo…! kkkkkkk…faria o mesmo, o cara chega para ir embora, cansado e dois
    folgados tampa o carro dele, faria o mesmo, nao chamava o guincho pq
    leva horas para chegar, procedimento correto e castigo para quem tira
    habilitação e não aprende a dirigir e as obrigações legais que temos com
    o transito um dirigindo para o outro, então ele não tava errado nao, ta
    mais que certo…Parabéns…!!! Nada de 3 ta errado, errado quem
    trancou ele, e ele nao deve esperar ninguem e ter dor de cabeça por
    pessoas folgadas…tinha que ser em goiânia, tipico de lá, cidade de
    folgados..!

  • Vattt

    Impossível aceitar que ele foi correto, mas foi a única solução encontrada no momento para ele sair. E que não precisava mexer no Onix.

  • Eduardo

    O “cinegrafista” não deveria ter filmado a placa do carro dele.

    • Alvaro Guatura

      Exato, aí seria perfeito

  • Diego

    Totalmente errado !!! O video vazou, agora vai responder perante a justiça.

    • Fernando S.

      Amigo, estamos no Brasil. Isso aí não vai dar em nada.

      • Artur

        Pra quem é rico, normalmente não dá em nada mesmo. Mas pros pobres “ladrões de galinha”, aí a Justiça funciona! Rsrs

    • Guilherme Eduardo

      Depende. Ele pode alegar que estava numa emergência e que era a única opção disponível. Temos que lembrar que não sabemos o por que ele quebrou. Será que o senhorfo Palio vonhece os donos, foi atrás e escutou um “tenta empurra meu carro, se vira, o problema é seu”.

  • Bittencourt

    Sem querer entrar no mérito dos motoristas terem travado o carro do cara, principalmente parando em fila dupla, o que todos nós sabemos que é um saco; mas é assim que as pessoas levam um tiro ou uma paulada na cabeça no meio da rua (não estou defendendo ou acusando ninguém, apenas relatando uma triste realidade do trânsito no MUNDO).
    Ps1: muitas vezes os próprios flanelinhas incentivam estacionar o carro dessa forma.
    Ps2: o agressor tem pinta de que tem as “costas largas” com alguma instituição / corporação; mas pode ser apenas um desequilibrado mesmo…

    • Fernando S.

      “muitas vezes os próprios flanelinhas incentivam estacionar o carro dessa forma”

      Discordo. Quem dirige tem que saber as leis de trânsito. Flanelinha só quer receber dinheiro.

      • Bittencourt

        Fernando, quem precisa estacionar em determinados locais, principalmente por motivos profissionais, conhece as leis de trânsito, mas eventualmente (por sua conta e risco, obviamente) se sujeita a estes riscos, como ir na do flanelinha e estacionar em fila dupla.
        Não concordo com essa prática, mas às vezes é muito fácil ficar criticando (não estou dizendo que é seu caso, ok?), achando que os infratores estão apenas sendo “folgados”; às vezes é do momento mesmo.
        De qualquer forma, cabe à autoridade de trânsito multar e recolher o veículo; não o sujeito sair apedrejando e invadindo veículos alheios.

      • Rodrigo Alves Buriti

        Concordo, já vi flanelinha pedindo para estacionar o carro debaixo da placa “proibido estacionar e parar” e ainda argumentar “aki naum teim guarda naum dotô, pódxi fikar sucê”.

        Tirou CNH e não sabe o básico das leis e placas? Que vergonha….tsc tsc….

  • Lipe

    Kkkkkk
    Que vida de bost4 esse cara deve ter
    Pra não ter paciência de chamar a polícia e aguardar os procedimentos corretos
    Coitado…Ta precisando se tratar com psiquiatra e coração, pq desse jeito morre logo
    Ainda mais qdo tiver de responder pelos danos que causou

    • Retrato do Papai

      e você o que faria? hipocrisia não vale…

  • Jaderson

    O pior de tudo se ele espera os dono dos carros virem, acho que seria pior, pois viraria discussão certeza.
    Ai só Deus sabe onde iria parar ( na Delegacia, onde o cidadão iria perder mais tempo de vida ainda). Então pra diminuir seu estres ele pegou o caminho mais curto de tirar seu carro.

  • Carlos

    Eu nao suporto enxergar carro parado em fila dupla. A questao é a seguinte: Se a fiscalização e repreensao nunca aparecem, surgem as filas duplas, filas triplas.. estacionam na frente de garagem, de calcadas rebaixadas, por cima das calcadas. Se duvidar, ate na entrada de hospital sao capazes de trancar. Todo mundo reclama quando o “direito sagrado universal de ir e vir ” é afetado por algum bloqueio, protesto, etc.. mas uma paradinha em fila dupla é só uma… paradinha em fila dupla.

  • Davyson Costa

    Acho engraçado o pessoal falar de intolerância aqui diante da situação no vídeo.

    • Felipe

      Entre essa galera, o que deve haver de gente se achando esperto e que deve repetir o desrespeito que é mostrado no vídeo…

  • zekinha71

    E pelo jeito nessa avenida é bem normal fazerem isso, no vídeo apareceram outros carros em fila dupla.
    Vai saber quantas vezes o dono do palio teve que ficar esperando aparecer o dono do outro carro pra ele poder sair.

    • Leonardo César

      e fica mais obviamente que não há fiscalização ou se há, fazem vista grossa.

    • Ao lado da rodoviária onde tem uma feira absurdamente grande nos finais de semana ( o movimento começa na quinta com ambulantes). Se for com a feira ( parece que não é ) é muito dificil achar vaga. Já nos outros dias é até fácil a uns 30 a 40 metros de distância. E se não tiver vaga na rua na rodoviária sempre tem.

      E chamar a polícia ou SMT por ali não acho que vai ser atendido fácil ( sendo otimista).

  • Bruno Brasil

    Certíssimo, faria o mesmo fácil, o q acontece é q ninguem aguenta mais a falta de respeito com o próximo, eu to cansado ja, brasileiro precisa a aprender q não é dono de tudo, vivemos numa sociedade. Pode ter certeza q nenhum dos 2 carros param novamente em fila dupla.

  • Rodrigo

    O que era aquilo dentro do Logan que dificultava o acesso ao carro? A princípio achei que fosse um airbag de cortina, mas depois lembrei que o Logan não tem airbag de cortina ¯_(ツ)_/¯
    Seria uma boia ou piscina inflável?

  • Youssef Iskandar

    Moro na cidade onde isso ocorreu e posso afirmar que chamar o orgão competente seria perda de tempo. Eles não aparecem! Nesta região onde ocorreu o caso as pessoas estacionam por horas e horas. Provavelmente este senhor esperou muito antes disso. Não sou a favor disso, só que provavelmente foi a única solução. Ele quebrou o vidro para desengatar os carros, não simplesmente para danificar o bem dos donos, do contrário ele teria estragado o carro todo. Deixar um bilhete com o telefone para que a pessoa ligasse pedindo para retirar o carro não custaria nada né?

    • Eduardo Canedo

      foi exatamente isso que eu pensei …..nao sei qual a cidade do ocorrido.
      qtas vezes isso aconteceu com esse cidadão ….qtas vezes ligou para as autoridades competentes, e nao obteve respostas ….e mais …talvez foi até motivo de gozação dos que pararam em fila dupla …..
      A atitude do dono do Palio pode nao ser a correta, mas num pais onde as autoridades competentes é falha, foi a unica opção do dono do Palio, sem passar por um stress maior. Afinal de contas se os caras (donos do Logam e onix/prisma) gostam de atrasar a vida dos outros, nao podem reclamar que atrasem a vida deles ….

  • Marcelo Ceno Dutra

    Eu pagava qualquer valor para que os donos dos dois carros chegassem na hora, ia ser uma treta maligna!

    • Artur

      kkkkkkk boa!

    • Alvaro Guatura

      Eu pagaria pra ver quando eles chegassem, mas com o dono do carro fechado bem longe e ninguém pra dizer que viu a placa.

  • Bruce Wayne

    Um bando de hipócritas comentando. Os órgãos publicos não funcionam, o bom senso das pessoas se perdeu e o cidadão certo não pode de modo algum perder a paciência.

  • Ricardo

    kkkk, só assim pra dar o recado para os folgados, que se acham os donos da rua! O que mais tem é isso aí nas nossas ruas. Além daqueles que ligam o pisca-alerta no meio da rua, como se fosse uma autorização para parar o carro quando e como bem entenderem.

  • Victor Hugo

    Aposto que o senhor do palio eh um cidadão de bem que não aprendeu ter auto controle. Por isso me pergunto se a população brasileira pode ter porte de arma. Eu sou a favor, mas essa ira só demonstra o despreparo para conduzir o stress. E se você está armado e não sabe lidar com isso vai cometer uma burrada. Só minha opinião…

    • Aristeu Junior

      e se fizer a burrada, vai pagar pelo que fez
      da mesma forma que pagam hoje uai. cada uma ¬¬

      • Victor Hugo

        Aí que tá. Por um momento de bobeira vai pagar anos pelo que fez por falta de orientação

  • AndersonRomeiro

    Quero ver se é uma situação de emergência e volto pego uma peste dessa fazendo isso no meu carro, eu quebro o carro dele inteiro e de brinde a cara dele.

    • EuMeSmObYmYsElF

      e se o cara que precisasse sair também estivesse numa emergência? não que ele esteja certo mas emergência não é motivo pra trancar os outros… e, pelo visto, o cara tentou empurrar os carros na boa antes mas os dois estavam travados..

    • Fernando S.

      Haja situação de emergência, hein. Só de ver um pedaço do vídeo vi 3 caros parados em fila dupla. kkkkk

      • Rodrigo Alves Buriti

        kkkkkkkkkkkk só faltou a sinal de parada universal: O pisca alerta

      • Leonardo César

        Só faltou uma terceira fila ali, esse cidadão não passou por isso apenas essa vez, tenho certeza que não é a primeira e nem a ultima que irá acontecer com ele.

  • Boleta7

    Eu sei que é errado, mas quando o sangue ferve…
    Teria baixado os 4 pneus e deixado o carro lá, mas não teria estourado os vidros não

  • Fernando S.

    Na verdade, eles não “pararam” em fila dupla. Eles ESTACIONARAM em fila dupla. Parar em fila dupla geralmente se dá em um curto espaço de tempo, especialmente parar embarcar alguém no carro (situação que ocorre muito em escolas/faculdades) Pode ter certeza que os dois animais que pararam o carro travando a saída do dono do Palio nunca mais vão ESTACIONAR em filha dupla.

  • Bernardo Fernandes

    Pessoal, não interpretem esse senhor como errado. ELE ESTÁ CORRETO.
    O nome disso é DESFORÇO POSSESSÓRIO. No caso, ele possui um bem móvel e foi cerceado em sua posse, na medida em que não pode utilizá-lo regularmente (o exercício da posse envolve o uso, e não apenas ter o bem em seu poder).
    Sua conduta está amparada no art. 1.210, § 1º do Código Civil:
    “Art. 1.210. O possuidor tem direito a ser mantido na posse em caso de turbação, restituído no de esbulho, e segurado de violência iminente, se tiver justo receio de ser molestado.
    § 1º O possuidor turbado, ou esbulhado, poderá manter-se ou restituir-se por sua própria força, contanto que o faça logo; os atos de defesa, ou de desforço, não podem ir além do indispensável à manutenção, ou restituição da posse”.
    Observem que a lei, neste raro caso, permite, sim, a AUTOTUTELA, sem necessidade de se socorrer ao Estado (polícia ou judiciário).
    Na situação vista, ele não excedeu o necessário para deslocar os carros; não se vingou secando pneus ou arranhando os carros, por exemplo.
    Logo, na minha humilde opinião, seu proceder está amparado pela lei e, portanto, não pode ser tido como errado.

    • radiobrasil

      Tomara que ele não leve um processo civel/criminal pelo ato.

    • Artur

      Nada a ver, meu caro. Isso daí serve para bem imóvel e somente na esfera cível.
      Ele cometeu, na verdade, no mínimo dois crimes previstos no Código Penal: dano ou dano qualificado (art. 163 do CP, dependendo das características) e exercício arbitrário das próprias razões (art. 345 do CP).
      Se ele queria retirar os carros de lá, deveria ter chamado a polícia ou o órgão de trânsito e ter esperado, como qualquer cidadão de bem cumpridor da lei.

      • Bernardo Fernandes

        Discordo, amigo. Posse se exerce sobre bens móveis e imóveis. O dispositivo citado, ou mesmo o seu contexto em que está inserido, não faz qualquer distinção de aplicabilidade entre bens móveis ou imóveis.
        Não se trata, portanto, de exercício arbitrário das próprias razões pelo fato de o Código Civil amparar a conduta. Trata-se, sim, de exercício regular de direito. Não houve excesso.
        Comentário pessoal: queria ver se houvesse alguém passando mal, precisando do carro para ir ao hospital.

        • Artur

          Não sei se você é formado em direito, mas se for está completamente errado.
          O dispositivo regula as ações possessórias, aplicáveis somente em relação a bens imóveis.
          Aliás, mesmo se assim não o fosse, ninguém está atrapalhando a posse do sujeito sobre o veículo dele. Apenas bloquearam a sua passagem.
          Imagine então a mesma situação, só que o cidadão se encontra com o seu carro no meio de um protesto, lotado de gente em sua volta. Então seria “exercício regular de direito” ele atropelar as pessoas que estivessem no seu caminho pra poder passar, mesmo se tivesse alguém passando mal? Óbvio que não né amigo!

          • Bernardo Fernandes

            Não tenho problema nenhum em ser convencido do contrário, só preciso de argumentos técnicos, o que não me parece haver em sua colocação.
            Em primeiro lugar, gostaria de saber onde há, no código civil, precisamente no art. 1.210 e seguintes, a distinção de sua aplicabilidade para bens móveis e imóveis. Não creio que eu esteja enganado a respeito, pois já atuei em inúmeras ações possessórias de bens móveis cuja regência sempre se deu por tais dispositivos.
            Em segundo lugar, seu exemplo não é análogo ao caso e não pode ser utilizado como referência. No caso de um protesto, as pessoas estão se valendo de um direito constitucional, estão no exercício regular de um direito, o qual não pode ser obstado por um atropelamento em massa. Aí sim haveria crime. Este mesmo exemplo é idêntico ao próprio trânsito do dia-a-dia:se eu estiver em um engarrafamento, não me é permitido jogar o automóvel em colisão para fugir do trânsito, pois os demais estão na mesma situação, em exercício regular de um direito.
            No caso do vídeo é diferente. Pessoas, através de instrumentos (não importa qual), bloquearam indevidamente a utilização de seu automóvel, cometendo ilícito, cerceando abusivamente o direito de uso do automóvel, atingindo, inclusive, o direito de locomoção.
            Em resumo, não entendo como estou “completamente errado” se, de fato, o exercício da posse do cidadão foi cerceado indevidamente e este, por sua vez, não estaria amparado pelo art. 1.210, § 1º, do Código Civil, na medida em que tal dispositivo se aplica, sim, aos bens móveis (ao menos não foram apresentados argumentos técnicos que digam o contrário).

            • Artur

              De fato, tenho de admitir que estou errado quanto à aplicação das ações possessórias em relação aos bens móveis: é possível sim, e peço desculpas por insistir no contrário. Mas o instituto do desforço imediato (art. 1.210, § 1º, do CC) é muito difícil – senão impossível – de ser caracterizado em relação a esses bens.

              Em relação aos bens imóveis, é muito fácil você distinguir o que é turbação (um grupo de sem terra na frente de sua propriedade rural, pronto para invadir, por exemplo) e o que é esbulho (após a invasão dos sem terra, que já estão dentro da sua propriedade).

              Já em relação aos bens móveis, se você, por exemplo, acertar uma paulada na cabeça de um indivíduo que está tentando furtar seu automóvel parado em uma via pública (suposta turbação), esse ato vai ser considerado legítima defesa da posse/propriedade (assim como atirar em um cidadão armado que está invadindo a sua casa, por exemplo) e não desforço imediato. Portanto, o caso vai para a esfera criminal, extrapolando o âmbito da área cível.

              Se fosse o caso (de aplicar o desforço imediato sobre bem móvel), um banco fiduciário poderia muito bem arrombar e levar embora um automóvel alienado fiduciariamente se o fiduciante se tornasse inadimplente. Mas todos nós sabemos que a lei não lhe autoriza a fazer isso: o banco tem de ajuizar ação de busca e apreensão ou de reintegração de posse para reaver o bem.

              Assim, é praticamente impossível você ver um interdito proibitório de bem móvel, mas é até comum uma ação de reintegração de posse, por exemplo.

              Agora, você equiparar o exercício do direito de posse com o fato do cara estar sofrendo suposta limitação no seu direito de locomoção é dose! Rsrs

              Nisso você está, sim, completamente equivocado. Não existe qualquer violação ao direito de posse do cara do Palio nesse vídeo. O que existe é uma violação da lei por parte de quem estacionou em fila dupla – nesse caso, o Código de Trânsito Brasileiro, mas precisamente em seu art. 181, XI:

              “Art. 181. Estacionar o veículo:
              (…)
              XI – ao lado de outro veículo em fila dupla:
              Infração – grave;
              Penalidade – multa;
              Medida administrativa – remoção do veículo;”

              Então, o que o cara pode fazer, no máximo, é chamar a polícia ou as autoridades de trânsito e esperar sejam tomadas as providências cabíveis. Nunca utilizar-se do exercício arbitrário das próprias razões e destruir o patrimônio alheio sob o pretexto de que seu “direito de posse” está sendo violado, até porque nunca existiu essa violação.

              Não adiante tentar criar artifícios jurídicos para justificar o injustificável. Se qualquer um pudesse fazer o que bem entender, atropelando as leis e as autoridades instituídas, com o subterfúgio de que está agindo sob “exercício regular de um direito”, ninguém mais nesse país miserável vai querer cumprir as leis! :D

              • Bernardo Fernandes

                Artur,
                Compreendo seu ponto de vista e entendo que isso vem muito de nossa cultura, a de que precisamos do Papai-Estado para tudo.
                Entendo igualmente que pode haver uma dificuldade, quanto a bens móveis, do momento de aplicação do desforço possessório. Porém, no caso do vídeo, está muito claro que a pessoa está impedida de usar o automóvel por ato ilícito de terceiros. E o uso é, sim, uma tradução da posse, é o genuíno exercício da posse, a bem dizer.
                Há casos menos invasivos, inclusive, em que a lei permite o manejo de ação possessória. Exemplo disso é quando há suspeita de que o sindicato dos bancários, através de movimento grevista, obstará a entrada e saída de clientes das agências bancárias. A isso é conferido um direito possessório, como já se vê muito na prática forense.
                Bom, a despeito de suas colocações, entendo que o desforço possessório está bem caracterizado no caso, de modo a afastar o exercício arbitrário das próprias razões.
                Sei que a imagem é forte, porém, para mim, mais forte e agressivo é o egoísmo dos dois proprietários dos carros estacionados (e não simplesmente parados) e fila dupla, que simplesmente – com o perdão da expressão – cagaram e andaram para quem ficasse preso, sabe-se lá por quanto tempo, não fosse a ação daquele senhor de buscar a remoção dos objetos que impediam (indevidamente) o bom uso de seu equipamento.
                Direito é legal por causa disso. Mas não é por discordar de você que o interpreto como completamente equivocado. Sei que situações como essa podem ter outras vertentes e visões.
                Obrigado pela oportunidade de debater.

                • Artur

                  Claro, respeito sua opinião. Mas ainda acho que não é viável o cara alegar exercício do direito de posse nesse caso. É claro que, se ele tiver algum prejuízo, pode ajuizar ação de perdas e danos em face dos proprietários dos veículos que bloquearam a saída do seu carro, mas fazer o que ele fez passou dos limites do bom senso.

    • Zé Mundico

      Cara, se você fosse ministro da justiça, já teria sido convidado para participar do big brother…….kkkkkkkkkkkkk

      • Bernardo Fernandes

        Olha que eu ainda ganhava o programa! Rsssss!

    • Alexandre Maciel

      A questão é polêmica no que se refere à turbação da posse. O fato é que, apesar de o uso do bem ter sido prejudicado, a posse do veículo não foi diretamente afetada. A jurisprudência tem inúmeras decisões sobre uso de vagas de condomínio, caso clássico de esbulho/turbação, referindo-se à impossibilidade de uso da vaga de garagem pelo titular da unidade habitacional a que está vinculada. Nesse tipo de situação, quando o condomínio passa, por exemplo, a utilizar, ainda que parcialmente, a vaga pertencente ao condômino, há, sim, esbulho, visto que o condômino é o titular da posse daquele espaço destinado ao estacionamento do veículo.

      No caso do senhor do vídeo o que se fere diretamente é o direito de ir e vir. Há de se considerar também que a vaga está situada em logradouro público, o que afasta a condição de possuidor da mesma pelo proprietário do carro.

      Então, apesar de haver a possibilidade de a Justiça adotar uma interpretação diversa, eu não acredito que o Judiciário venha a reconhecer a existência de esbulho/turbação da posse que não foi diretamente ameaçada.

      • Bernardo Fernandes

        Alexandre,
        Interessante seu ponto de vista e obrigado por expô-lo de forma razoável, coisa rara hoje em dia.
        Concordo que há ferimento ao direito de ir e vir, contudo, o fato de o carro estar em logradouro público não afasta o exercício da posse direta sobre o bem móvel. Não estou a considerar que o proprietário do veículo exercia posse de área pública, mas de seu próprio patrimônio, o bem móvel.
        Fato que a posse não foi de todo cerceada. Ele poderia, por exemplo, adentrar no veículo e ficar ouvindo música. Contudo, a função precípua do automóvel é o deslocamento, de maneira que o ato ilícito de terceiros impediu que aquele senhor utilizasse seu bem de forma plena.
        E aí está o ponto: o exercício da posse se traduz, sim, no uso da coisa. Tanto é assim que a nossa lei permite o manejo de ações possessórias quando há mera ameaça da posse, quiçá quando esta já foi afetada por ato ilícito de terceiro.
        Mesmo discordando do amigo, agradeço a oportunidade de me fazer refletir a respeito. Mais uma vez, obrigado pela exposição polida de suas ideias.

  • Gustavo

    Parece o filme Bad Ass

  • Túlio Carmo

    Sou uma pessoa bem calma no trânsito, nunca faria o que o cara ai fez. Entretanto, não o culpo, ainda mais sabendo como a SMT aqui em Goiânia funciona. Guinchar o carro aqui é quase impossível, pois só existem dois guinchos e esses não sao usados. O máximo que a prefeitura faz é multar, e mesmo assim uma vez ou outra. Quem mora em Goiânia sabe que aqui é terra sem lei, quem passa próximo ao DETRAN aqui vai observar um monte de carros estacionados irregularmente e nada é feito pra resolver isso. E eu, otário que sou, sou desses “motoristas panacas” que estacionam quadras de distância só pra não atrapalhar ninguém…

    • 1945_DE

      Não é panaca não Amigo. Continue a fazer a tua parte. Sua consciência tranquila vale muito, e manifestar o amor ao próximo não tem forma pre-definida.

    • Alexandre Maciel

      Não é otário. Faço a mesma coisa: ou estaciono longe ou pago estacionamento, coisa de que muitos proprietários de veículos fogem quando, na verdade, nem deveriam possuir carro já que não querem arcar com o ônus que se agrega ao uso do veículo.

    • Leonardo César

      Então também sou um panaca, minha cidade é “pequena”, e quando necessito ir ao centro, estaciono onde não é o centro, e ando a pé, para evitar esse tipo de problema, estacionar no centro é um puro teste de paciência, as pessoas não dão espaço para se fazer a baliza, buzinam igual loucos, e quando acha aquela vaga perfeita, vem dois motociclistas e estacionam a menos de 10 cm do seu para-choque traseiro e dianteiro

  • Henrique Flávio Castro

    Como diria o Macaco Simão: “O brasileiro é cordial!”

    • Claudio Abreu

      … da mesma ‘cordialidade’ que matou Tiradentes, não?..

  • Daniel

    Ja aconteceu a mesma coisa comigo no Brasil. Uma pessoa parou o carro na porta da minha garagem e quando cheguei da faculdade nao consegui parar o carro. Esvaziei os quatro pneus. Depois o dono chegou e eu ajudei a ele. A conciencia pesou. Moro hoje no EUA e vejo aqui que as pessoa respeitam uma as outras. Um dia deste caiu muita neve aqui e fiquei quatro horas tirando neve da drive way, passeio(vc é resposnavel por tirar a neve da calçada e se acontecer qualquer coisa com o pedestre vc é responsavel) e de outro carro que estava na rua. Depois disso a vaga que eu estava estacionado sempre estava vazia nenhum vizinho parava no lugar que estava o meu carro.
    Não adianta falar que sao americanos pois a maioria que moram neste condominio sao pessoa estrangeiras de todo o lugar do mundo.

  • Cebobina

    Me lembrou o excelente filme Falling Down, em português “Um Dia de Fúria”, onde Michael Douglas resolve seus problemas “na mão”. Quem ainda não assistiu, baixem da locadora “Paulo Coelho”.

    • Zé Mundico

      Legal esse filme, no fim ele mete uma bala na cabeça……

  • Leandro Balmant

    Um erro não justifica outro. Vivemos em uma sociedade onde a violência é gratuita e se mata por nada. Nesse simples vídeo o dono de um dos carros poderia ter aparecido e atirado no cara.
    Se em uma próxima esse cara aí das imagens para em local proibido e tem o carro depredado como fica? irá agir numa boa ou vai repudiar as autoridades por terem permitido isso?!

  • Guilherme Eduardo

    Deem uma olhada de novo no vídeo. Tem vários carros parados em fila dupla.

  • Lucas Soares

    Conheco bem a regiao, envolta da rodoviaria de Goiania, pesquisa ai no google feira hippie Goiania, vcs vao ver o inferno que e começa no sabado a tarde e vai ate o domingo, vem gente de td Brasil comprar la, agora o coitado deve ter madrugado para encontrar a vaga e na hora de sair acontece isso e complicado viu.

  • Ramon Oliveira

    Belo e moral

  • Claudio Abreu

    Mais triste que ver a gente se engalfinhando em saber quem está certo ou errado é lembrar do que acontece / acontecia com frequência na Europa (e mesmo no Rio de Janeiro, há até poucos anos atrás): as pessoas deixavam os carros desengatados pra casos como esse.
    Alguém aí de Goiânia pode dizer se há espaço previsto adequado pra tanta demanda? Afinal, não eram só estes dois aí em fila dupla. Será que há vagas razoáveis perto da Rodoviária? Ou estão todas em posse de alguma máfia de estacionamentos (como acontece em quase toda cidade razoavelmente grande desse brazil)?
    Se a demanda é muito maior que a oferta, certamente a polícia já está de saco cheio de tanto ter que ir resolver esses casos – que, então, não teriam solução.
    E então restaria apostar na boa educação dos cidadãos que não têm escolha – sério, isso?
    Não são só os dois ou três envolvidos nesse caso: é muuuuto mais gente que está errada nessa fita.

  • Guilherme Batista

    Olha esse cara fez tudo errado!

    Gente vocês tem que saber que os vidros laterais dos carros são vidros temperados, logo para quebrar mais fácil, vocês devem atingir mais próximo de alguma extremidade do vidro que ele quebrara com facilidade.

  • Laercio Alves

    pelo que vi ali é o terminal rodoviário isso acontece direto ali tem policiamento e não fazem nada.

  • Leonardo César

    Não culpo o Sr do Palio. Pela tranquilidade não é a primeira vez que isso acontece, e pelo local, como mostra a filmagem, ele não era o único trancado ali, me pergunto onde está a fiscalização? e mesmo que tenha, afirmo tranquilamente que fazem vista grossa, por isso o País está como está, falta punição. Se eu presenciasse isso, eu bateria palmas para o sr, não sei se antes de fazer isso ele tentou a policia e afins, e mesmo que tentasse, teria que esperar, nunca tem viatura disponível no 190.
    Abriram um maldito bar quase ao lado de casa e são sempre as mesmas pessoas que o frequentam, estacionavam na minha garagem sempre, pedi umas 5 vezes ou mais ao dono do bar para pedir aos seus clientes que não o fizessem, mas não adiantou, até o dia que realmente atrapalhou sair de casa e com muita paciência (quase 2 horas de espera) a viatura solicitada apareceu, fiz todo procedimento, b.o , multa, guinchou o carro, e o dono do veiculo veio a mim falar que não precisava disso, que não sabia que era garagem, pois não tinha placa avisando que havia garagem, que era só procurar ele pra mover o carro.
    São por pessoas estupidas que aparecem pessoas para fazer coisas “estupidas” como esse Sr. Como diz o ditado, “pimenta nos olhos dos outros é refresco”.

  • Ander33x

    Tiozão mó de boa…kkkkkkk
    Pegou leve ele com esses HUEs einn..kkkkk

    No mais, corretíssimo em sua atitude.

    #ChoraMais

  • Alexandre Maciel

    Goiânia não tem agente de trânsito? Não tem reboque? Quem financia o gerenciamento do trânsito são os proprietários de veículos automotores/ciclomotores exatamente para que situações como essa do vídeo sejam solucionadas com celeridade ou, ainda, sequer ocorram.

    Apesar do crime de dano, não tiro a razão do proprietário do Palio visto que, mesmo pagando para o Município incompetente fazer valer seu poder de polícia, o cidadão cumpridor das normas e dos regulamentos não raro se vê nesse tipo de situação, como se fosse normal ou natural. Não! Não é!

  • Léo Hung

    Tá errado, mas compreendo perfeitamente e tenho de fazer uma grande força pra não apoiar e achar correto.

    O País tá uma merda pq nos mantemos omissos e quem deveria fazer o certo, só faz merda (e tem todo o sistema corrupto por trás pra apoiar). Enquanto isso, no “mundo real”, as pessoas normais perderam a noção de civilidade há muito tempo. Vivemos em uma terra sem lei, só que insistimos em achar que “ainda tem jeito”. Não tem. Só revolução mesmo (mas é difícil, pois o povo é leniente e corrupto, além da falta de organização dos que não são).

  • Tosoobservando

    EU ja vinha visto para em fila dupla agora estacionar?? Estas pessoas tem alguma noção? Esse kra fez o certo, era isso ou sair pela calçada (ele seria multado).

  • Rodrigo

    Nao foi correto, nao foi legal, foi um tanto exagerado.
    Mas esses caras NUNCA MAIS vao estacionar em fila dupla.
    Que sirva de licao para os “espertinhos”!

  • Sandro

    Está certíssimo o que o camarada fez. Se os donos dos carros não quisessem que coisa do tipo acontecessem que seguissem as leis de trânsito. Aqui em minha cidade vejo bastante carros parados em fila dupla principalmente em porta de escola e nunca vi nenhuma fiscalização. Resta ao prejudicado fazer coisas desse tipo ou mofar ali esperando o jumento que parou em fila dupla aparecer.