Honda Montadoras/Fábricas Sedãs

Honda comemora 18 anos de produção do Civic no Brasil

civic-18-anos-1

A Honda está completando 18 anos de produção do Civic no Brasil, cujo volume acumulado alcança 590 mil unidades. A marca japonesa se instalou em Sumaré/SP e começou a operar em outubro de 1997, iniciando a fabricação do Civic, que era importado desde 1992.

O Civic nacional nasceu em sua sexta geração, que era bem completo e tinha motor VTEC. Em 2011, a Honda lança a sétima geração, cujo motor passa a ser 1.7. O piso plano traseiro é outro destaque. É a geração mais elegante do modelo.

civic-18-anos-2

Em 2006, a Honda lança o New Civic, oitava geração do sedã, que mudou completamente a filosofia do produto. Com design arrojado e jovial, o modelo bateu recorde de vendas com 67 mil emplacamentos em 2008. Junto com ele surgiu o Si, que tinha motor 2.0 de 192 cv. Motor 1.8 e painel análogo-digital em dois níveis são destaques.

No ano de 2011, a Honda passa a produzir no Brasil a nona geração, que aproveitou parte da jovialidade e esportividade da geração anterior, mas agora mais conservador. Multimídia com navegador, i-MID e modo Econ são destaques.

civic-18-anos-4

Dois anos depois surge a versão 2.0 Flex e recentemente um leve facelift. Agora a expectativa é pela chegada da décima geração, mais sofisticada e eficiente, que resgata a esportividade e a jovialidade do famoso New Civic.

Confira abaixo todas as gerações e atualizações do Honda Civic no Brasil:





  • Itallo

    Ótimo carro, já tive um Lxs 2008 MT, um LXL 2011 AT e um LXR 2.0 AT. Todos deixaram saudades, nada como pegar a estrada com um Civic, ótima posição de dirigir, e toda esportividade que o modelo passa.

    • Pacheco

      A Honda foi aprimorando o carro e deixando ele ao gosto dos Brasileiros. Foi o modelo que tirou do Vectra B o dominio do mercado e só foi destronado pela Toyota com o Corolla em 2005. E hoje a briga é boa….

    • Bruno

      Gostaria de uma opinião. meu pai está vendo um LXR zero km por 74.5k na cor prata ou 73.5k no branco… considerando que logo vai sair de linha, vocês acham um bom negócio nesse preço?

      Valeu galera!

  • C.A.

    Carrinho honesto. Gostei muito da Honda ter trazido o Civic canadense…Torcem o nariz, mas eu achei lindo. Apesar de ser um carro de imagem, bem que o volume de vendas poderia justificar a continuidade da importação dele.

    • Alfredo Araujo

      Volume de vendas ?
      Vc tem alguma informação sobre isso ? Me interessa… rs

      • RafaCtba

        Que eu me lembre, ainda não vi um SI 2015 rodando nas ruas. Custar mais de R$120mil fica complicado.

        • zekinha71

          Então eu sou sortudo, já ví dois.

          • Lucas Moretto

            Vi um na concessionária, conta? hehe

            • zekinha71

              Se contar, então eu ví 3, um no salão do automóvel.

          • radiobrasil

            Na minha cidade, interior do SC, tem um branco.

        • leomix leo

          Rafa, aqui em Fsa na Bahia já vi um como esse da foto e um branco na BR 116sul.

          • Bittencourt

            O cara que tem “a voz” das propagandas do Festival de Verão tem um desses laranja.

        • Bruno Wendel Marcolino

          eu vi 1 nessa cor mesmo. Talvez seja o test drive da CCS…kkkkk

        • Pacheco

          Eu já vi varios… em SP tem preto e os coloridos. E o ronco dele é sensacional.

      • Rafael Kleinert Giovannini

        Pelo o que sei, trouxeram apenas 100. Confere?

        • C.A.

          Acho que sim.

    • dogmarley

      hahaha honesto hahaha

  • Pedro Henrique

    2011? wat?

    • Foxtrot

      De volta para o futuro.

    • radiobrasil

      Faltou um simples revisor para o texto rss

  • Matthew

    A sacada da Honda com o Civic no Brasil foi genial. Oferecer um carro americano popular como premium, o que permite a ela cobrar um valor relativamente alto pelo carro e os proprietários ficam felizes da vida com o baixo custo de manutenção. Quando este modelo começou a ser fabricado na época (1998), o Vectra ainda era o líder do mercado. Era muito mais carro que o Civic, para o qual as pessoas torciam o nariz. Foi nessa brincadeira que começou a estratégia de vender carro médio como médio-grande de luxo, e até mesmo a GM entrou na roda. Percebeu que era besteira vender um carro de alto custo de produção como o Vectra (ou Insignia atual) num mercado em que você pode vender um modelo médio mais bem equipado, pelo mesmo preço.

    • Rico & Orgulhoso

      Que papagaiada… Enquanto a Honda vendia o New Civic aqui a GM vendia Astra com nome de Vectra

      Achei que nem existia mais fã-boy da Chevrolet

      • Matthew

        Eu disse em 1998. À época o Vectra vendido no Brasil era idêntico ao modelo europeu, anos-luz à frente dos japoneses de gama média. Civic era tipo um carro coreano que todo mundo estranhava. Não tem nada com fã-boy, amigo. A GMB entendeu essa estratégia de vender um carro médio como se fosse um modelo de luxo e fez isso aos poucos. Primeiro tentou vender um Astra alongado como Vectra, conforme você mesmo disse. E quem sucedeu o Vectra? O Cruze, que nada mais é do que uma leitura da escola asiática (coreana) do Opel Astra alemão (um carro médio). E esse movimento no mercado brasileiro começou há muito tempo. É só observar os carros nacionais que eram considerados o topo do mercado em cada período. O Opala (porte grande) sucedeu o Ford Landau (barca americana). O Omega (grande para os padrões brasileiros) foi substituído pelo Vectra (médio-grande), e este pelo Cruze (médio, sucessor do Astra a rigor). Percebe o “apequenamento” dos carros de alta gama produzidos no Brasil? Este mês a 4 patas chegou ao cúmulo de classificar o City como sedã médio nas avaliações e nos “eleitos”. Enfim, acho que o meu ponto de vista está suficientemente claro.

        • Rico & Orgulhoso

          Ok, que o Vectra em 1998 era excelente eu concordo. Mas deu o primeiro facelift (no início dos anos 2000, já sem forças pra lutar contra os orientais) e começou a decadência

          • Matthew

            Pois, foi o que eu disse. Acho que o Vectra segurou pau a pau até 2001, quando a Honda lançou o Civic de 7a geração. Mas a pá de cal mesmo foi com a chegada do Corolla Brad Pitty em 2003.

            • Foxtrot

              Corolla Brad Pitt?! De onde saiu isso? kkkkk

              • Matthew

                Sim, o Corolla lançado em 2002 e que sacudiu o mercado de carros médios. Não lembro a qual geração corresponde. Mas o comercial dele era protagonizado pelo Brad Pitt, daí ficou o apelido dessa geração.

              • Bruno Wendel Marcolino

                não sabia desse apelido? Foi por causa do comercial.

                • Bittencourt

                  Isso!
                  Eu mesmo tenho um Brad (2006).

                • MG

                  No filme Clube da Luta, se reparar, o personagem do Brad Pitt não destrói um Corolla na rua, mas outros. O filme é da mesma época.

                  • Bruno Wendel Marcolino

                    não tinha reparado nisso, é um baita filme digas-se de passagem.

                  • Rodrigo Cherigatto

                    impossível isso o filme e de 1999 e ele foi lançado anos depois!em 2002!

              • Bittencourt

                A galera do Corolla chama aquela geração de Corolla Brad (inclusive eu, que tenho um, rs).

                • Bruno Wendel Marcolino

                  o teu é automático? Quero uma Fielder AT, mas tenho medo de comprar porque normalmente é um carro que foi “surrado” no uso…hehe

                  Medo maior é a manutenção corretiva, principalmente do cambio caso haja problema.

                  • Bittencourt

                    Cara, tenho um XL AT.
                    Recomendo demais a compra!
                    Se o dono cuidou da manutenção dela (mesmo que não seja em autorizada), trocou óleo do câmbio com 80.000km (caso não tenha trocado, mas o carro tenha uns 90.000, sussa, barganha o preço de compra e troca vc mesmo, não é tão caro!) vc não vai ter dor de cabeça.
                    Uma coisa ou outra menor aparece, mas nada que vá lhe deixar pobre, rs.
                    Faça uma inspeção legal, veja se o câmbio dá trancos andando ou nas trocas com ele parado, se não está patinando, etc; mas de qualquer forma, é um câmbio muito robusto, por isso que a Toyota o utilizou por tanto tempo.
                    Na oficina que faço as revisões dele, existem kits para cada marcha que apresente defeito, mais ou menos uns R$ 1.200,00 cada, mas deixa o câmbio novo.
                    Os para-choques que têm as fixações meio frágeis, é meio difícil encontrar um Brad com elas intactas, rs.
                    Para finalizar, eu tinha um Uno Economy 1.4 2011 com 35.000km; troquei pelo meu Corolla 2006 com 80.000km, e estou COMPLETAMENTE satisfeito com a troca, o carro é muito bom.
                    Só não tem pegada esportiva, é um carro para andar rápido quando precisa, mas que prioriza o conforto.
                    O meu é 1.6 e faço 10km/l na cidade, mas quando andava bem cedo pela manhã, com trânsito livre, ele já fez 11,5km/l.
                    Vou ficar no aguardo das novidades! RS
                    Um abraço!

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      Então, quero uma Fielder, porém é 1.8 em todas as versões, além do medo da manutenção tem o medo da economia de combustível, não sei se o carro é muito econômico, um colega meu tinha uma que fazia 4 ou 5 na cidade, porém ele andava sempre esticando as marchas, em locais abertos colocava 180, isso dentro da cidade :O
                      mas nem considero essa opinião porque ele é maluco mesmo, ele mesmo dizia que não servia de parâmetro pra consumo…kkkk

                      enfim, to pesquisando, uma hora aparece uma bacana, queria uma SE-G 2008, porém acho absurdo pagar 35k nessa versão, tudo bem que é um carro bom, mas tem que ser realista hehe.

                    • Bittencourt

                      Bruno, o 1.8 não é beberrão não, mas tem de andar na manha, claro.
                      Pois quando o o bicho passa das 3.500 rpm, vira outro carro, encapetado, e o consumo sobe bastante.
                      Quanto ao preço, é isso mesmo.
                      Estou procurando um da geração após o Brad, a partir de 2009, e todos os AT partem de R$40.000.
                      40.000 são os que estão quase ou já passaram dos 100.000km, que, dependendo do histórico de manutenção, pode ser um bom negócio.
                      Só fica a ressalva para o câmbio dos 2012, e os problemas com a barra/coluna de direção de todas as gerações, excluindo essa atual.
                      Abraço!

              • Cesar Mora

                Por causa do comercial de lançamento… era com o Brad Pitt, depois no facelift de 2005 era o Rodrigo Santoro rsrs…

                o Fato é que o Corolla 2003 chegou chutando o Civic que na sétima geração não repetiu o sucesso mundial do EG e EK e ainda pegou o Vectra B fazendo hora extra… era muito bom e moderno.

              • Rodrigo Cherigatto

                po cara não lembra mais da propaganda do carro era feito pelo brad e com canção de roy Orbinson(o mesmo de pretty woman)

                • Foxtrot

                  Nada, eu tinha 10 anos na época, então eu só assistia Fox Kids, Cartoon Network e etc. O público alvo da Toyota não costuma assistir esses canais kkk

            • Rodrigo Cherigatto

              corolla brad pitty?dias mais bonitos???kkkkkkkkk!!!!!!!!!hj eu acho horrível esse corolla,alias o Vectra 1996,5 o b era lindo e muito moderno e despertava a paixão de ter lo na garagem!eu nunca gostei do civic sei la carro sem graça!

          • Pacheco

            Em 2002 o Vectra Europeu virou um Concorrente do Passat e não mais de Civic e Corolla. O Concorrente dele é o Astra… o problema da Chevrolet foi tentar usar o Nome Vectra num carro que ele não era.

            Porem ela tambem tentou promover o Astra e não teve resultado. O tapa q deu em 2003 no Astra não melhorou as vendas. Pra mim faltava equipamentos e versões naquele carro. Era simplesmente Normal e não ousado ou atrativo.

            • radiobrasil

              Mas o Vectra por lá sempre foi de uma categoria superior aos Corolla e Civic. Aqui no Brasil que o “Vectra B” competia na categoria médios.

              • Pacheco

                Mas o C era muito maior. Aquele lá iria chegar aqui pra brigar com Accord, Passat…

                Lembro de uma vez q falaram que a GM chegou a pensar numa versão V6 do Vectra B pro Brasil.

                • Thiago

                  Pelo que sei vieram 2 vectras V6 ecotec para o Brasil. Um era pace-car e outro era da própria GM, que acabou no museu da ULBRA. O pace-car recebeu roll-cage e os símbolos da Opel foram substituídos pelos da GM (que crime). O museu foi fechado e os carros leiloados. O pace-car foi transformado em carro civil e vendido também (existe uma matéria sobre esse carro).

                  • RafaCtba

                    Consegue a fonte dessa matéria para mim? Fiquei curioso sobre esse Vectra V6. Abraços!

                    • Thiago

                      Escreve no google:

                      “vectra motor v6 a venda no brasil”

                • Thiago

                  Vieram 2 vectra V6 ecotec para o Brasil, um virou pace-car e o outro, que era de uso interno da GM, foi parar no museu da ULBRA/RS

              • Rodrigo Cherigatto

                me lembro que um Vectra gls 2.0 1997 custava uns 22-23 mil,bem barato!

        • Thiago

          Corretíssimo. Em 1998 o vectra CD (meu pai tinha um) possuía ar digital, teto solar, controle de som no volante, bancos em couro natural, inclusive nas portas, controle de tração (antecessor do ESP), modo do câmbio automático para neve, acabamento do painel todo em espuma macia, motor 2.0 16v do calibra só que com o cabeçote mais manso, piloto automático.
          O corolla e o civic de 1998 eram carros low coast, mais baratos e simples, com manutenção mais em conta.
          Meu pai teve omega CD 3.0, vectra GSI, calibra, suprema CD 4.1 e vectra CD, depois a GM desandou cruze (daewoo lacetti), malibu e o omega fitipaldi era muito caro. Resultado: meu pai acabou no fusion, primeiro o V6, depois o 2.0T FWD.

          • Rodrigo Cherigatto

            se e playboizinho hein fio!seu pai so tinha os mega cars!

    • RafaCtba

      Me lembro que o Vectra nesta época era o Top em design. (Vulgo Vectra “bicudo”). Porém, a Honda também impactou, quando lançou o New Civic, em 2007. Épocas bem diferentes, impacto visual semelhante.

      • Bittencourt

        Esse Vectra beira (se não chega) à perfeição!

        • Rafael Kleinert Giovannini

          Calma rs

          • Bittencourt

            Minha opinião, amigão…

            • Rafael Kleinert Giovannini

              Desculpe amigo, não quis ser rude. Esqueci que hoje em dia o nível de tolerância com humor está na casa dos – 30. Novamente perdoe-me pelo inconveniente.

              • Bittencourt

                Tranquilo meu brother, cuca fresca…
                Abraço!

        • radiobrasil

          Eu ainda me lembro quando vi um pessoalmente, não parecia um carro “nacional”, era MUITO SUPERIOR a qualquer concorrente. Tive um 2000 por 8 anos, NUNCA deu problema, confiável demais.
          Carros que causaram paixão a primeira vista (na minha opinião) Vectra 97, Civic 2006 e Fusion 2013.

          • José Eduardo Borba

            Esse fusion vai ser difícil ser melhorado. É aquela coisa, vão mexer pra trazer novidade, mas é capaz de ficar menos lindo. Outro q chamou a atenção foi o Lancer!

            • radiobrasil

              A Ford tá conseguindo manter segredo sobre as mudanças do Fusion. As supostas imagens que vazaram segundo alguns boatos não são do Fusion, mas sim do Taurus… tá demorando pra lançar, se for 2017.

          • Daniel

            Esqueceu do Monza, que foi líder de vendas na época.

            • radiobrasil

              O Monza apesar de gostar, não foi como nos que citei, na minha opinião! rss

            • MG

              Quando eu era criança meu pai tinha um Fusca, ele chegou e disse que tinha vendido… Fiquei bem triste na hora… Mas dae ele contou que tinha comprado um Monza… PQP que alegria para um criança, carrão pra época… fazia questão que me deixasse na frente da escola kkkk

              • radiobrasil

                Lembro que o Monza era um dos primeiros com abertura do porta malas interna, ao apertar de um botão. Era criança também e babava os mimos do carro.

                • MG

                  Tinha vidro elétrico bicho… era o suprassumo da tecnologia…

                  • radiobrasil

                    E também antena elétrica! rss

                  • Pacheco

                    Aqueles Monza Classic SE. Tinha econometro, Medidor da tensão da bateria, abertura do porta-malas, bancos em veludo. Era um carro de Elite mesmo.

                    Lembro quando entrei em um pela primeira vez e achei q era o maximo do mundo.

                    Até hoje vc acha uns inteiros q são uma delicia de andar. Super Confortavel e Completos.

          • Iran Borges

            Eu colocaria o fusion anterior, o monza e o omega também nessa lista. Eu era moleque e pirava nesses carros.

        • alemãoVP

          Eu concordo contigo… esse é um dos carros mais bonitos já produzidos em todos os tempos. O design não tem uma linha perdida sequer, de qualquer ângulo que se olhe ele é muito equilibrado, com detalhes que surpreendem como esse capô que se emenda aos retrovisores…. e pode não ser mais “moderno” nos dias de hoje, mas não deixou de ser bonito… quando você vê todas essas características aplicadas a um carro de alto volume (considerando o mercado mundial), acessível, etc e não a um modelo de alto luxo de alguma marca “premium”, realmente é de se admirar… eu acho esse Vectra atemporal, lembro-me de quando lançou eu era adolescente e apaixonado por carros e torcia para ver um desses na rua… Em tempo: esse veículo era caro na época e figurou durante mto tempo entre os 10 mais vendidos do ranking!

          • radiobrasil

            Em 2000 um GLS zero custava 36k.

            • 0terceiro

              Mas se bobear, com 36 mil em 2000 você comprava um apê!

              Quanto seriam esses 36k hoje?

            • RafaCtba

              Tinha o GLS 2.2 com 16v também, que foi também viatura da Polícia de São Paulo.

        • oscar.fr

          Concordo, acho ele semelhante com um outro sedã médio da época que eu admiro muito e teria a maior felicidade de ter na minha garagem, o Peugeot 406. Ambos, ao meu ver, beiram a perfeição e nenhuma geração posterior destes modelos foi capaz de igualá-los em beleza.

          • Bittencourt

            Caraca Oscar, bem lembrado!!!!
            Ele é lindo demais também! O Coupé então…S3

            • oscar.fr

              Toda a família 406 era demais. Pena que nunca foi ter um desses :(

        • Rodrigo Cherigatto

          belo mesmo pena que a gm não quis mais lançar as novas gerações!

    • E Corolla, Sentra, e outros, por acaso não são carros de entrada nos EUA, e por aqui pagamos mais caro? Aliás, tirando gastos com saúde, o que pagamos mais barato que os EUA? E você, como compra carros? Importa por conta?

  • Rico & Orgulhoso

    Quem já teve HONDA CIVIC, seja de que geração for, sabe que o carro é BOM.
    Alguns carros são bons mesmo, como CIVIC, GOLF, COROLLA etc e permanecem sendo, gostem os interneteiros gladiadores de teclado ou não.

    Claro que alguns desses, em razão da grande procura, sofrem aumentos repentinos no preço e perda de equipamentos de série para reduzir custos (e maximizar lucros), mas isso não os torna carros ruins – até porque isso se dá em razão da patetice do consumidor brasileiro.

  • RafaCtba

    Tenho um LX 2000 M/T comigo. Um ótimo carro. Tirando o desempenho mediano, o resto não tenho do que reclamar. Mas logo estarei dando Adeus para ele e indo para um mais novo. Estou “namorando” um LXL 2013 A/T cinza (fotos). Banco de couro, cambio A/T com paddle-shift no volante, etc…Muito lindo!

    • Bittencourt

      Ta lindo mesmo!
      Não deixe passar a oportunidade!

  • zekinha71

    Mais uma vez um texto todo bugado, fala em 6ª geração de 1998, sétima em 2011, depois volta no tempo e muda as gerações e anos.

  • Darwin Luis Hardt

    na Kaizen RS, concessionária Honda em Porto Alegre, tem lá o PRIMEIRO Honda Civic vendido no Brasil. é um prata igual o da foto. Se é verdade mesmo eu nao sei, mas se for, legal, porque tá bem conservado mesmo

  • dogmarley

    texto que transcende ao tempo! kkkkkkkk
    fora o erro de formatação, no qual cita o motor do New Restart após citar o do Si. doidera.
    impressionante como caiu a qualidade por aqui…e olha que acesso o site fazem anos. se não me engano, a primeira notícia que li por aqui foi em meados de 2006. O Site ainda era um bebê. Vídeos da Avaliação NA se foram.. as matérias de trocas de carros a cada 1 ano também se foram. Uma Pena.

    • Pacheco

      Perdeu o diferencial.

  • Bruno Brasil

    É o tipico carro/marca que ao ser proprietário vc se apaixona, estou com o meu New Civic da 8ª geração a 5 anos e 150mil/km rodados inteiramente por mim e até hoje apaixonado ! Parabéns Honda !

    • Pacheco

      Eu tenho a meta de comprar um EXS 1.8 da geração atual… antes do motor 2.0. Porem para daqui uns 2 anos. Quero achar um inteiro e ficar até ele desmontar… uns 10 anos mesmo. Sou apaixonado pelo interior dele.

  • Bruno Wendel Marcolino

    O que eu mais gosto é a geração 7, de 2001.

    Acho o visual bem bacana.

    Pena que hoje, que tenho condições de ter um, é difícil achar um em bom estado.

  • Bittencourt

    Tem algum erro na data de lançamento do “mais elegante” dos Civics…

  • Zé Mundico

    Civic e Corolla, os melhores sedãs do Brasil em qualidade, confiabilidade e valor investido. O resto é Fiat e Volks.

  • Fábio Alisson

    Excelente carro! Atualmente tenho um EXR 2.0 AT 2014 e antes tive um LXL 2011 MT. Carro seguro, dirigibilidade excepcional, custo baixo de manutenção, robustez, e mescla perfeitamente a proposta de um sedan com esportividade, exatamente o que procuro. Parabéns Honda.

    Aos que reclamam do preço, vejam o valor dos concorrentes também.

  • Cesar Mora

    Podem falar o que quiser, mas Civic e Corolla reinventaram a forma da classe média brasileira se locomover, carros simples e pragmáticos, mas extremamente confiáveis e resistentes, com um pós venda que não se tinha por aqui… hoje colhem os louros merecidamente.

    • radiobrasil

      Gm dominou com o Vectra B entre 1997 e 2001 mas dormiu no ponto quando chegou o Corolla Brad. Foi lançar a GAMBIARRA Vectra C em 2005 apenas, aí o Corolla ja tinha feito estrago e feito nome.

      • Cesar Mora

        Exatamente a balança se inverte quando sai o Corolla quadradinho ( muito bom mas muito discreto) e entra o Brad, o Vectra B já necessitava de um sucessor em 2000 quando foram conservadores no facelift até porque o desenho atemporal do Vectra não aceitava muitas mudanças, á começaram a “subir de patamar” o Astra quando lançaram o “Locomotiva” em 2003, mas não tinha como bater de frente com a dupla japa… o “Vectra” C é um carro legal, mas como Astra.. ali ja mostrava que a GM não estava bem das pernas e o começo da mudança de alinhamento com o lineup da Opel…

        • Pacheco

          O problema foi que o Vectra C só chegou em 2002. E se tivesse vindo, ele não tinha design para competir com o Civic e Corolla. Eu sempre achei ele meio estranho e quadrado demais.

  • Marcos Vinicius

    O meu preferido é o EXS 2008, tem um pacote interessante.

  • Minerius Valioso

    “O Civic nacional nasceu em sua sexta geração, que era bem completo e tinha motor VTEC. Em 2011, a Honda lança a sétima geração, cujo motor passa a ser 1.7. O piso plano traseiro é outro destaque. É a geração mais elegante do modelo.”

    Opa, erraram ali no ano.

  • gveralonso

    Prefiro o de 2006 do que o 2015, visual me agrada mais.