Honda Minivans Recalls

Honda Fit 2015 é chamado para recall no Brasil

honda-fit-2015-impressao-NA (92)

A Honda anunciou nesta terça-feira (15) um recall para o Fit de ano/modelo 2015 no Brasil. Ao total, são 13.965 unidades do modelo envolvidas no chamado de segurança, produzidas entre 27 de janeiro de 2014 e 22 de abril de 2015, devido a um problema que afeta o software da Unidade de Controle Eletrônica (ECU).

Segundo o divulgado da montadora japonesa, uma falha na programação no software responsável por controlar a transmissão automática pode gerar a quebra de um dos componentes do sistema, conhecido como eixo da polia motora, interrompendo assim a tração do veículo. Por conta disso, há riscos de colisão que, em casos extremos, poderá causar danos materiais e lesões físicas aos ocupantes e/ou terceiros.

Os modelos envolvidos tem chassis não sequenciais 93HGK58*0FZ de 200031 até 258686.

O reparo consiste na atualização do software e será realizado em qualquer concessionária de automóveis Honda, mediante agendamento. No entanto, o proprietário deve confirmar a necessidade de reparo de acordo com o número do chassi, uma vez que nem todos os veículos dentro dos intervalos relacionados acima estão envolvidos na campanha.

Para maiores informações, como conferir a situação do veículo e fazer o agendamento, a Honda disponibiliza o site http://www.honda.com.br/recall/autos ou a Central pelo 0800-701-3432 (segunda a sexta-feira, das 08h às 20h – horário de Brasília).





  • Lucas de Lucca

    O HR-V também. Problema no aperto dos cubos traseiros. Até tu Honda com linha de montagem deficiente.

    • Gomes

      Hahahaha……se fosse uma das marcas da PSA, já teria uns 1000 comentários e todo mundo estaria dizendo que a marca é uma m…

      • Bruno Wendel Marcolino

        normal kkkk

    • Matheus Lelis

      kkkkkk, calma, aqui funciona assim, quando é recall da fiat, gm, chinês, PSA, é porque o produto é ruim, linha de montagem não presta e tal. Quando é recall toyota/honda, é porque a marca tem compromisso com o cliente, e que nenhuma outra montadora tem esse compromisso.

      • ALVIN_1982

        Nunca fui fã de Honda/Toyota, mas pelo que eu sei de não poucas pessoas, é que um cliente dessas marcas dificilmente são insatisfeitos.

      • Bruno Wendel Marcolino

        muitos realmente falam isso, mas eu sempre afirmo que o Recall é uma forma boa de mostrar ao cliente que a marca se preocupa com o pós venda.

        Agora, a Ford ta de brincadeira, não faz nunca o recall do Powershift, ta ficando chato pra marca, coitado de quem pegar seminovo, pode pegar uma legitima bomba.

        • Matheus Lelis

          Qual o problema do Powershift? Não to por dentro, poderia me falar? É só o powershift no brasil que está dando problemas ou no mundo todo?

          Realmente recall é bom por um lado, mas por outro mostra a deficiencia na linha de montagem, quando é gm, fiat ou qualquer outra, a linha de montagem da montadora não presta, mas quando é toyota ou honda, é porque é compromisso com o cliente, só acho que deve tratar igualmente as montadoras. Se fossemos olhar isso como compromisso com o cliente, a GM é perfeita, nunca vi uma montadora com tanto compromisso com o cliente kkkk

    • Bruno Wendel Marcolino

      pelo menos corrige, algumas ficam omissas perante os defeitos. Cito novamente a Ford com seu cambio Powershift de exemplo, total descaso com pós venda.

      • Lucas de Lucca

        Mas eu não falei nada sobre não corrigir o problema. Apenas apontei o fato de que nem as aclamadas japonesas, que sempre foram/são referências na qualidade, estão escapando de um mal controle de qualidade na linha de produção.

        • Bruno Wendel Marcolino

          Claro, entendi, porém que bom que elas fazem recall quando vêem uma falha.

          Pode ser falha em algum fornecedor de peças também, porém realmente, era mais difícil ver recall na Honda nos modelos mais antigos.

      • Para haver convocação o problema tem que afetar a segurança, no caso do Honda Fit claramente o problema no câmbio coloca em risco os ocupantes do carro e terceiros, já no caso da Ford com o Powershift não.

        • Bruno Wendel Marcolino

          discordo veementemente.

          QUALQUER problema cronico deve ser passível de recall em qualquer marca. Obviamente os que afetam segurança devem ser prioridade, mas todos devem passar por recall.

          • É claro que a Ford tem que resolver o problema do câmbio Powershift ou indenizar os consumidores, mas não seria um “recall” que só se aplica em caso de “alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança”.

  • João Carlos

    O que achei legal neste CVT é que ele é mais progressivo com aceleração total do que acontecia antigamente com estas caixas: não joga a rotação lá em cima e depois sai alongando a transmissão.

    E pra partir da imobilidade fica mais rápido que o automático “normal”, por deixar a rotação subir mais na saída.

    • Zeca Piroto

      É porque ele foi ajustado para um transito urbano, já num percurso de estrada não é tão legal, porque acaba roubando potência do carro, deixando ele meio besta, mas nada que seja um absurdo, também.

      • João Carlos

        Não guiei ele na estrada. Mas pelo que notei, ele sempre responde ao solicitado no acelerador. Esse era meu receio, mas está perfeito.

        Fica até mais rápido que o New Fit AT 5 marchas em algumas situações. Exemplo: neste, se vc está em segunda pouco acima dos 3 mil rpm, pode pisar no fundo que não cabe mais a primeira. Então vc terá que ganhar desempenho assim mesmo. No CVT, na mesma situação, ele adequaria a relação de transmissão e ganharia velocidade mais rápido.

        • Zeca Piroto

          Em teoria sim, mas na pratica o cambio CVT tem uma leve tendência a roubar potencia do carro, pois o torque chega antes num cambio AT… o guiar com o CVT é mais confortável, mas desempenho mesmo é com cambio AT ou Automatizados de dupla embreagem.
          Atualmente acho que conseguiu uma melhor relação potência X conforto foi o atual cambio do corolla, é o cvt mais atualizado da categoria.

          • João Carlos

            Foi na prática mesmo, o desempenho ficou melhor que no meu New Fit At 5 marchas.

            Seja CVT ou automático, vão perder alguma coisa devido ao conversor. Automatizados sempre vão entregar mais desempenho por não terem as perdas inerentes a todo conversor de torque. Único CVT sem conversor era o do Fit primeira geração.

    • Mauro Schramm

      “E pra partir da imobilidade fica mais rápido…”

      Engraçado, minha experiência com o City lá de casa é justamente o contrário: quando o carro está parado e acelera-se fundo para arrancar (tem um cruzamento perto de minha casa que exige isso sempre) há um “lag” para que o carro efetivamente arranque. Não sei se é em função do conversor de torque ou de outra característica qualquer do câmbio. O Fit mk I CVT que tínhamos também era lerdo em arrancadas, mas de um jeito um pouco diferente (ele não demorava tanto para responder, mas era lento no início da arrancada). Como comparação, o Fiesta Powershift (o outro carro lá de casa) é bem mais rápido nessa situação.

      • Bruno Wendel Marcolino

        Podiam colocar nesse CVt da Honda uma simulação de marchas, semelhante ao Corolla, onde no modo manual, mesmo sendo CVT, pode ser feito troca de marchas para respostas mais rápidas, nesse ponto o Corolla ficou show de bola.

        • Mauro Schramm

          O City tem isso. Só uso para aumentar o freio motor em ladeiras…

          • Bruno Wendel Marcolino

            mas na aceleração que falou ser necessário no cruzamento, isso não ajuda a diminuir o lag?

            • Mauro Schramm

              Nunca tentei isso. Nem sei se o “sistema” acata um comando de troca de marchas pela borboleta com o carro parado. Soa estranho, ao menos para mim. hahaha

              • Bruno Wendel Marcolino

                de repente essa solução “cola” hehe

      • João Carlos

        Pode até ser que tinha algum leve retardo, mas não notei.
        Vou ver se guio esse dupla embreagem da Ford, deve ser muito bom.

        Legal no CVT é os seguinte, comparando com o New Fit AT 5 marchas. Exemplo: neste, se vc está em segunda marcha pouco acima dos 3 mil rpm (não sei a velocidade de cor), pode pisar no fundo que não cabe mais redução à primeira (esta entraria acima do regime de corte). Então vc terá que ganhar desempenho assim mesmo. No CVT, na mesma situação, ele adequaria a relação de transmissão e ganharia velocidade mais rápido.

        • Mauro Schramm

          Sim, as retomadas são muito boas no CVT.

  • Deve haver algum erro na matéria. Desde quando marca japonesa realiza recall? Quando se depara com um dono desses “carros” pela conversa “engana q eu gosto” a impressão que da eh q a primeira troca de óleo eh feito após 100 milhões de km rodados. E ainda assim na revenda desvaloriza apenas 5%.

    • Mauro Schramm

      A Honda tá abusando da quantidade de recalls neste ano.

    • Bruno Wendel Marcolino

      Melhor fazer recall do que ficar omissa perante a um problema de pós venda, realmente pode ter bastante recall esse ano na marca mas pelo menos não deixa os clientes com um problema cronico.

      Reclamo mesmo é da Ford que não faz recall do cambio Powershift, essa sim totalmente omissa.

  • Popdogue

    O HR-V tb está no recall.

  • Rodrigo

    Não entendi a razão da omissão quanto ao recall do HRV.
    Deve ser anunciado por aqui também!

  • Kadu Bentley

    Ué carro Japonês é “perfeito”em mecânica! Bla bla bla! Carro feio da p*! Honda e Toyota fazem carros feio e mal acabados (e caros), e por suposta fiabilidade mecânica todo mundo compra! Eu só rio.