EUA GM Governamental/Legal Manutenção

Ignição: GM deve pagar US$ 900 milhões para encerrar caso nos EUA

gm-sede-2

Um acordo com a justiça americana pode encerrar o caso da GM, envolvendo defeitos de ignição, que teriam provocado a morte de 124 pessoas nos EUA.

A investigação do governo americano deve – nesse caso – acusar a GM criminalmente, responsabilizando-a por ter ocultado o defeito e enganado os consumidores.

Com o acordo, que prevê um pagamento de US$ 900 milhões, a GM assume a culpa, mas o processo não terá mais andamento e nenhum dos envolvidos será indiciado no processo.

A expectativa é de que o acordo seja anunciado amanhã (17). A GM não se pronuncia sobre o assunto. Dessa forma, o caso da ignição defeituosa deverá ser encerrado, mas apenas se a montadora cumprir com o estabelecido perante a justiça.

Apesar do valor, esse montante não é o maior já pago por causa de defeito ocultado por fabricante de automóveis. Há algum tempo a Toyota teve de pagar US$ 1,2 bilhão. Em 2014, a GM chamou nada menos que 30 milhões de carros nos EUA por diversos motivos.

[Fonte: Reuters]





  • Roberto

    Se fosse no Brasil, após 20 anos na justiça, aconteceria um acordo ou processo seria anulado como foi o caso da White Martins no CADE.

  • V12 for life

    Isso significaria que ninguém será indenizado? Se for isso é uma corrupção autorizada judicialmente pois paga para a corte calar a boca.

    • GPE

      Creio que não. Uma parte deve ir pra família das vítimas

    • Junoba

      É como se fosse uma forma de multa…

  • Lu RS

    Agora chama os haters da FCA…..pra babarem ovo na GM….

  • Inside

    Aqui no Brasil se fosse com qualquer uma das montadoras “Nacionais” não aconteceria nada…
    Agora se fosse uma chinesa….