Home Marcas Chevrolet Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)


Chevrolet Sonic 085 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)




O lançamento do Chevrolet Sonic ocorreu em Búzios, litoral norte fluminense. O evento de apresentação contou com show da cantora Fernanda Abreu, que teve entre os convidados o cantor Toni Garrido.

Com o novo compacto Premium da General Motors, percorremos mais de 360 km por rodovias no estado. Tivemos a oportunidade de dirigir tanto o sedã com transmissão automática, quanto o hatch com câmbio manual. Cada um mostrou um comportamento distinto e com foco em clientes bem definidos.

O Chevrolet Sonic Sedan apresenta aspecto geral muito bom, mas com detalhes que o tornam apto a agradar famílias e pessoas que privilegiam um comportamento mais manso no dia a dia, traduzindo-se em maior conforto.

Com bom espaço no porta-malas (477 litros), o objetivo do Sonic Sedan, no entanto, não é oferece o máximo em espaço para bagagens e pessoas, visto que essa tarefa é cumprida com folga pelo Cobalt, um modelo já até bastante apreciado pelos taxistas.

Com 2,52 metros de entre eixos, o espaço interno é bom, sendo que mesmo dois adultos de 1,80 metro podem sentar-se na frente e atrás sem prejuízo para as pernas. No entanto, a largura não permite um terceiro ocupante com conforto no banco traseiro, a não ser que seja uma criança.

Chevrolet Sonic 151 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)

A impressão geral é muito boa. O painel regulável junto com a coluna de direção tem aspecto jovial, mas não convida a acelerar mais. O conjunto em duplo cockpit é bem resolvido, e é interessante a quantidade de porta-objetos para motorista e passageiro.

No entanto, atrás falta um segundo porta-revista e pelo menos dois porta-copos. Faltam também luzes de leitura na frente, bem como iluminação de teto na parte traseira. O teto lembrou o Cobalt, que também carece destes itens. Há, no entanto, um porta-ocúlos na lateral.

Os bancos são macios e não castigam o corpo em viagens mais longas, mas são firmes e possuem ótimo aspecto, tanto com couro, quanto com tecido. Este, aliás, possui costuras duplas aparentes. A posição de dirigir agrada e quem tem 2 metros, não vai se preocupar com o Chevrolet Sonic.

O banco possui regulagem que “afunda” o assento, fazendo com que mesmo alguém de 1,90 metro se sinta baixo demais, e regule o banco para uma posição mais alta. Detalhe muito diferente de um dos concorrentes deste sedã, o Honda City.

Chevrolet Sonic 014 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)

A alavanca de transmissão está em ótima posição e para ampliar o conforto do motorista, controle de cruzeiro com comando no volante e apoio de braço central e individual estão presentes (LTZ). A visibilidade é boa, não deixando grandes espaços ocultos, embora haja o sensor de estacionamento para ajudar nas manobras.

A ergonomia é muito boa, mas temos uma ressalva em relação ao botão de mudança de marchas no modo manual. Poderia ter sido instalada uma alavanca móvel no lugar deste botão, que tira a agilidade nas trocas manuais. De resto, tudo está à mão e sem dificuldades.

Já no Chevrolet Sonic Hatch, igualmente em versão LTZ, o espaço para bagagens é apenas razoável com 265 litros. Pode ser aumentando para 665 litros com o banco traseiro rebatido. Falando nele, e estendendo a mesma impressão em relação ao sedã, falta também um útil terceiro apoio de cabeça, caso alguém resolva ocupar o espaço central.

Chevrolet Sonic 253 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)

Sonic On The Road

A maior parte do trajeto feito entre Rio e Búzios foi por boas estradas, embora na região dos Lagos, existam estradas mais sinuosas e que exigem pouco mais de cuidado. O Chevrolet Sonic Sedan tem comportamento muito suave com transmissão automática.

A 100 km/h a rotação está em 2.500 rpm, enquanto que a 120 km/h o ponteiro está bem perto de 3.000 rpm. Isso garante maior conforto ao dirigir, reduzindo os ruídos. No entanto, as retomadas foram um tanto lentas no modo automático.

No manual, dá para extrair mais do Ecotec 1.6, mas em trocas rápidas é necessário manter atenção, pois uma das mãos quase sempre ficará em uma posição estranha (com um dos dedos no botão de trocas). Muito mais confortável é a alavanca da versão manual nesse sentido.

A suspensão é firme e garante conforto na estrada. Na cidade absorveu a maioria das imperfeições e buracos. Em curvas mais fechadas, a boa estabilidade se mostrou e garantiu conforto e segurança.

Chevrolet Sonic 250 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)

Os freios são muito eficientes e garantiram a tranqüilidade em algumas situações. O ruído interno é bom, sendo gerada pouca turbulência. Já a direção, se mostrou leve em manobras e firme na estrada.

Dados mais apurados de consumo ficarão para uma avaliação de uma semana. Mesmo assim, pudemos registrar média de 8,9 km/litro na estrada, com quatro adultos e mais bagagem. Média semelhante foi registrada com o hatch manual.

Falando no Chevrolet Sonic Hatch, o modelo na versão LTZ tem bom comportamento dinâmico. Tal como o sedã, ofereceu conforto e boa dirigibilidade. Com câmbio manual, o Ecotec 1.6 não tem descanso, sendo obrigado a entregar tudo que tem ao condutor.

Mesmo sem as seis marchas do automático, a caixa mecânica garante conforto nas trocas de marchas, todas precisas e de engate macio. No entanto, sentimos certa lerdeza em retomadas, principalmente devido ao veículo estar quase com “lotação” máxima. Faltou apenas uma criança ou um adulto magro para completar os espaços. O porta-malas estava totalmente ocupado.

Chevrolet Sonic 105 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)

O Chevrolet Sonic não é exatamente leve, mesmo na versão hatch, o que também contribui para essa sensação, embora o Ecotec entregue a maior parte do torque a partir de 2.200 rpm. Mesmo assim, é bom trabalhar com ele acima dos 3.000 rpm, caso queira um desempenho melhor. Na estrada e com quinta marcha, o conforto é garantido.

Mas se o condutor prefere andar cuidando do consumo de combustível, o Chevrolet Sonic manual possui um aviso inteligente de troca de marchas no painel, indicando a melhor oportunidade para se obter maior economia. A embreagem tem acionamento macio e garante eficiência nas trocas.

O Chevrolet Sonic se mostrou um carro ágil para sua proposta, tanto no trânsito pesado quanto na estrada. Será um duro rival para tanto para o New Fiesta, quanto para a dupla japonesa City/Fit. O pacote de equipamentos é bom e o estilo agrada bastante.

Chevrolet Sonic 135 Chevrolet Sonic: confira nossas impressões (125 fotos)

Começando por R$46.200, o Sonic não distante dos rivais e conta a uma rede de 600 pontos de venda para ganhar potenciais clientes de Ford e Honda. A GM fala em 1.200 carros por mês. Acreditamos em algo acima de 2.000 por mês. Afinal, o Sonic tem potencial para ir muito além. Aguarde a avaliação completa que só o NA faz, com vídeos e fotos, para conhecer ainda mais sobre este novo modelo da GM.

Galeria de fotos da apresentação e test drive do Chevrolet Sonic:

Viagem a convite da General Motors.


Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.