Elétricos Europa Governamental/Legal Manutenção Mercado

Itália define regras para conversão de carros comuns em elétricos

panda-eletrico

O governo da Itália definiu regras para conversão de carros comuns em elétricos. A transformação em si já era feita, mas não regulamentada. Agora, o serviço só poderá ser realizado em oficinas autorizadas e inclui qualquer veículo movido por gasolina, diesel, GLP ou metano.

A Portaria 219 do Ministério de Infraestrutura e Transporte possibilita a criação de uma rede de oficinais especializadas, que venderão kits elétricos de acordo com as exigências dos clientes.

A transformação basicamente agora segue os seguintes critérios: substituição do motor a combustão por um elétrico, substituição do tanque por um conjunto de baterias, adaptação do câmbio (marcha à frente e ré), instalação do chicote elétrico apropriado e mudança na instrumentação com o devido controle sobre os sistemas originais do veículo.

O serviço para conversão de um carro comum em elétrico com baterias de chumbo-ácido para 50 km de autonomia sai na faixa de € 1.500. Se o cliente optar por um pacote de lítio e alcance de 100 km, o valor pode chegar a € 6.000. O valor vai depender do que o proprietário do veículo necessitar.

Na Itália, o custo de recarga total de uma bateria de carro elétrico fica em torno de € 5 e o veículo tem isenção de rodízio ou restrição de circulação de carros, estacionamento gratuito na zona azul, vias de trânsito rápido exclusivas e isenção ou redução de impostos em algumas regiões do país. A vantagem é não ter que pagar por um carro elétrico novo, mas converter o próprio. Com a nova lei, o governo quer organizar um setor da economia que ainda está começando.

[Fonte: Omni Auto]





  • Allan Victor Kaiser da Silva

    N.A, o título está “conversação”, não seria conversão?
    Obrigado :D

    • Obrigado, corrigimos.

      • kravmaga

        Só que a URL permanece com “conversacao”.

  • Allan Victor Kaiser da Silva

    Acredito que por mais que seja vantajoso pra andar na cidade, apesar de pouca autonomia. Alguém sabe dizer +/- em quanto tempo o dinheiro “voltaria”? (aquela conta de por economizar combustível e tal).

    • duhehe

      Partindo do principio que o carro que recebera a conversão faz 10km/l na gasolina, e esta por sua vez custa R$ 3,49 por litro.
      Ainda no campo da suposição, suponhamos que para carregar a bateria do carro para rodar 50 km, você gaste R$ 5,00 e para instalar o sistema, outros R$ 1.500.
      Você precisaria rodar só 7000 km para pagar o sistema.

      • Angelo_RSF

        E quando tiver que substituir a bateria (sim a bateria depois de um tempo tem que ser trocada) vai mais uma grana que deve ser parte dos € 1500 ou dos € 6000 ….

        • Gustavobrtt

          bateria de chumbo ácido é barato, uma alternativa são as baterias de óxido de ferro dos chineses que estão aparecendo por aí. Acho que não vai ser tão caro assim.

  • Senhora Liberdade

    Isso e nada mais que regulamentação em um setor que ainda esta crescendo no cenário europeu.

  • inuyasha

    E no BR?

    • th!nk.t4nk

      BR nem ponto de recarga tem direito. E se contruírem na rua é capaz de vandalizarem.

      • kravmaga

        Vão fazer gato para alimentar algum quiosque de camelô.

        Aqui no Rio eles fazem gatos dos postes e alguns deixam até uma tomada no poste para facilitar…

    • RafaelC

      Regulamentar não vai sumonar uma oficina, muito menos um motor elétrico em um carro. O mínimo que vai fazer é dificultar

      • Tiago Romano

        Concordo!

  • Zé Mundico

    Não deixa de ser boa a intenção, mas tem que ver na ponta do lápis de vale mesmo a pena fazer a conversão. Eu acredito que o ideal seja um carro elétrico original, já devidamente projetado e construído para ser elétrico. Conversão tem que ser muito bem feita e o preço me parece meio alto. Aqui no Brasil a coisa iria custar o triplo e o dono do carro iria ser “punido” com taxas, impostos e todo tipo de dificuldade. Acho mais fácil o carro a lenha dar certo.

  • zekinha71

    Será que dá pra converter Chevette, Brasília, 147?

    • Zé Mundico

      Só se for em máquina de caldo de cana.

      • zekinha71

        kkkkkkkkkkkkk

  • Lucas Moretto

    Não deixa de ser uma boa solução para carros mais antigos

  • Edson Fernandes

    Poxa, achei pouco rodar 50km. Só para exemplo, quando preciso ir para alguns clientes rodo mais de 20km ida e 20km volta. Então como tudo depende da temperatura e a forma de rodar, esses 50km diminuem para menos de 40km.

    E ainda assim 100km é pouco. Esperaria algo de no minimo 200km. Já que é para pagar caro, que tenha uma quilometragem que faça rodar pelo menos até metade ou 4 dias na semana.

    • shdn2010

      Mas já alguma coisa para quem nao necessita de rodar tanto.

    • Wellington Myph13

      Mas 100km por dia seria o suficiente então no seu caso, assim como no meu… Eu pra atender cliente o dia todo rodo só na cidade por volta de 40~60km por dia… mais uns 15km no máximo se precisar sair a noite ou coisa do tipo, depois coloca pra recarregar e usa no próximo dia…
      Agora se precisa pra mais que isso, tem que fazer a conta se não compensa ter um Hibrido do que ter 2 carros, 1 assim elétrico pro “trabalho” e outro pra lazer a combustão msm que precisa de mais rodagem…

    • DiMais

      depende como vai utilizar o carro, europeus tem transporte público eficiente para não precisar depender do carro e um ‘brinquedinho’ elétrico desse ficaria para coisas como ir ao mercado ou trajeto casa-trabalho, desde que atenda a esta distância.

    • Guilherme Batista

      No meu caso seria mais do que necessário para o dia a dia e até nos fins de semana que não precisasse viajar, mas concordo que no geral é bem pouco

  • DiMais

    inteligente a proposta do governo, vai estimular o crescimento de uma indústria de autopeças para o segmento. agora, só por curiosidade, quanto está custando um kit de conversão para GNV no Brasil?

    • Ric

      Um de última geração para pickup na casa dos 4.000 reais + documentação do carro e vistoria.

  • Guilherme Eduardo

    Dúvida: quanto custa o carro elétrico 0km mais barato na Itália, com frete, impostos e documentos?

  • Thiago

    Interessante. Se não me engano há um cara em Uberaba que faz conversão em carros novos e usados.

    • 0terceiro

      Interessante saber disso.
      Tem idéia de quanto custa, em média, a conversão de um carro usado??

    • leandro

      Digita electro no YouTube que vc acha os vídeos desse cara de Uberaba, parece muito boa a transformação o cara é caprichoso.. Só falta saber o preço

  • zeh

    …? mas a Ford não estava testando um sistema mais simples …na qual trocaria a roda do veículo por rodas com motores elétricos + baterias?…

  • zekinha71

    Esse Fusca consegue rodar quantos km?

  • MIN💀S

    Enquanto isso na Banania…..

  • rodrigomalc

    MUITO bacana! 50km por recarga, para muitos casos é o suficiente… Rodo cerca de 45km por dia para ir e voltar do trabalho.. Bastaria a empresa botar tomadas no estacionamento, e o condomínio idem. E Voilà!

  • Júnior

    Seria muito bom se pudéssemos ter essa possibilidade aqui no Brasil. Sonhar , ou ousar e fazer por conta. Pensei em usar um motor de empilhadeira