Jeep Renegade: Preços das revisões têm aumento expressivo

22/03/2016

jeep-renegade-sport-flex-avaliação-NA (106)

O Jeep Renegade chegou ao mercado brasileiro há um ano e trazia, entre as várias propostas, revisões com preços competitivos, a fim de atrair clientes novos para a marca americana. O plano de manutenção das versões Flex somava R$ 3.429 até 60.000 km, embora no lançamento tenha sido divulgado o valor de R$ 3.399.

No entanto, agora esses valores já alcançam R$ 3.754. Até aí, o aumento não parece tão expressivo quanto o título da matéria sugere, mas se observarmos as versões diesel, a coisa muda de figura. O valor para as três revisões (20.000 km cada) até 60.000 km era de R$ 2.748. Agora, pulou para R$ 4.806!

Até 120.000 km ou seis anos, o proprietário pagará R$ 6.429 conforme a tabela de lançamento, disponibilizada para a imprensa na época. Agora, consultando-se o site, o valor pulou para R$ 10.961! Ou seja, um salto de R$ 4.532 em apenas um ano. Detalhe: nenhum item foi adicionado ao serviço.

Confira abaixo os preços das revisões do Jeep Renegade após o lançamento e em março de 2016:

Flex

• 12.000 km – R$ 327 para R$ 385
• 24.000 km – R$ 677 para R$ 747
• 36.000 km – R$ 794 para R$ 832
• 48.000 km – R$ 684 para R$ 754
• 60.000 km – R$ 947 para R$ 1.036
• Total – R$ 3.429 – R$ 3.754

Diesel

• 20.000 km – R$ 559 para R$ 1.237
• 40.000 km – R$ 1.012 para R$ 1.705
• 60.000 km – R$ 1.177 para R$ 1.864
• 80.000 km – R$ 765 para R$ 1.702
• 100.000 km – R$ 929 para R$ 1.619
• 120.000 km – R$ 1.987 para R$ 2.834
• Total – R$ 6.429 – R$ 10.961

Agradecimentos ao Marcus Vinícius Campos.













  • Mr. On The Road 77

    Parabéns ao envolvidos!

    • Isso é pra quem acha que andar de marca “chique” é apenas pagar os R$ 100.000 do carro. Revisões depois são beeem mais caras do que marcas comuns.

      Agora vai ser um festival de Renegade fora de garantia rodando por aí. Se o povo nem seguro não faz, revisão de mais de R$ 1.000 na concessionária muito menos.

      • duduEAS

        O negocio serao os segundos donos, pois a grande maioria vende carro antes dos 50 mil km.

        • Mario

          Uma pessoa que compra um carro de 100mil e não faz seguro nem revisões, me desculpem, é um alienado.

          • Tripé

            As vezes o cara faz a revisao fora da autorizada. Aqui em casa quando acaba a garantia o carro nunca mais visita uma concessionária. Fazemos as revisões em um mecânico de maior confiança que os da concessionária.

            • João Cagnoni

              Exato, mas muita gente não entende isso.

            • GPE

              Fazer fora da garantia é normal. Mas perder a garantia pra fazer fora é loucura

            • Após a garantia, ok, mas hoje as garantias costumam ser de três á seis anos, normalmente o tempo útil normal que cada família costuma ficar com um carro gira de três á cinco anos, logo, o tempo em que estará com o carro será na garantia e necessário utilizar a concessionária.

              • Eliezer

                Interessante esse comentário, a Ford por exemplo vai oferecer 6 anos de garantia na nova Ranger… no fundo quanto mais tempo de garantia mais se força a fazer as revisões na concessionária, o que acaba fazendo o proprietário pagar pela garantia…

          • ViniciusVS

            Ou tem muito dinheiro para rasgar.

          • Leandro

            Sim, Gasta cem mil e não quer pagar 100 reais a mais pela manutenção na concessionária e prefere perder a garantia, vai entender… Juntou todos as moedinhas em casa para chegar a cem mil e não tem grana pra fazer revisão na concessionária.

            • AlemãoMoreira

              Juntou as moedinhas para pagar a entrada o resto vai no carnê.

          • João Cagnoni

            Esperto é quem se submete à margem de lucro de 80% das seguradoras? E se a pessoa puder bancar o acidente do carro, por que precisaria de seguro? E por que a pessoa precisa fazer revisões em concessionária? E se ela preferir um mecânico de confiança?

            • Linkera

              “E se a pessoa puder bancar o acidente do carro, por que precisaria de seguro?” – Isto se chama gerenciamento do risco.
              Se você bater em um poste e ter que pagar o conserto do seu carro e do poste… tranquilo! Agora e se você batesse com força na traseira de uma Porsche, que por sua vez, batesse na traseira de uma BMW e que, esta, batesse numa Mercedes? E agora? Será que o dono de um carro popular, de classe média, vai poder arcar com tamanha despesa pra ressarcir todo mundo? Acho que não né…
              Por isto que nós gerenciamos o risco e fazemos isto o tempo todo sem ao menos perceber.

              • Leandro

                Exato Linkeira, deixa ele com 1 milhão no banco guardado pra essas eventualidades… Um taxista já bateu na traseira do meu carro e foi com tanta força que o meu bateu no da frente e o da frente bateu no outro. 4 carros pra consertar. Uma pessoa física vai pagar esse prejuízo? O que é mais provável acontecer no Brasil? O cara falar que não tem seguro, tá sem dinheiro e cada um que pague seu prejuízo, e se não gosta vai pra justiça perder anos pra conseguir ressarcimento. Realidade é diferente da teroria João Cagnoni. Só pra esclarecer o taxista tinha o seguro, que pagou o prejuízo de todos..

                • pgoytaca

                  Outro fator a ser observado é quAl o valor de cobertura de danos materiais a terceiros. Vejo muita gente achando que o seguro cobre tudo e com coberturas bem baixas, 50k ou menos. Detalhe, aumentar essa cobertura aumenta muito pouco o valor a ser pago pra seguradora, vale a pena se atentar a isso quando for renovar o seguro.

                  • GPE

                    Exatamente. O meu é de 100mil, mas vou passar p 200mil esse ano

              • SDS SP

                Perfeito. Deixa ele andar diariamente pela Av Europa aqui em Sampa (repleta de carrões de luxo), e ver que a probabilidade de se envolver em um acidente com um carro de alto valor agregado será enorme…

              • Perfeita resposta!

            • Leandro

              Margem de lucro ou risco assumido? Ela assume o risco de você provocar um acidente ou ser roubado. Aqui no RJ inclusive as pessoas fazem seguro mais pelos assaltos do que pelas batidas… E já bateu em alguém sem seguro? Eles falam, deixa que eu banco? O que eles falam é perguntar logo se você tem seguro que ele paga a franquia, por que se não for assim ele não tem dinheiro pra pagar…. Uma coisa é o discurso, outra coisa é a prática. Ninguém aqui falou pra não fazer em mecânico de confiança, só estamos discutindo o risco de perda de garantia…

              • SDS SP

                Na boa, se o cara não quer bancar o seguro, seja por não querer alimentar “as gordas margens de lucros das seguradoras” ou por simplesmente não poder bancar, melhor ficar sem carro mesmo, pois mostra que não tem capacidade financeira para tal.

                • O cara não bancar seguro por não querer alimentar margem de lucro de seguradora não quer dizer que ele não tenha capacidade financeira.

                  • SDS SP

                    Na verdade me expressei mal. Essa de não querer bancar os lucros das seguradoras” é como se fosse uma desculpa ou justificativa…

            • SDS SP

              O problema é se envolver em um acidente com um carro de luxo onde as despesas podem superar o valor do seu carro.
              As margens de lucro das seguradoras devem ser altas mesmo, mas se o cara não pode bancar uma apólice de seguro, melhor nem se dar o trabalho de ter um carro.
              Um dos motivos de uma apólice de seguro ser tão cara no Brasil é o fato de haver poucos segurados.

            • Se ninguém fraudasse seguro eles poderiam recorrer a margens mais modestas. Não lembro onde vi, mas a cada 4 segurados, 1 frauda o seguro. Quem paga? Os outros 3.

              • João Cagnoni

                Sim Alessandro, isso é verdade. Mas o que nesse país não é fraudado? As pessoas matam até por 10 reais, imagina fraudar algo pra ganhar uma grana… Acho que a nossa situação política ainda ta muito boa para o povo que temos. Eu mesmo conheço várias pessoas que já deram golpe em seguro, assim como conheço seguros que arrumam pêlo em ovo pra não pagar o valor. Ontem mesmo tocaram aqui em casa perguntando se eu conheço um vizinho que tem (tinha) um Civic preto, pois o mesmo se envolveu em um acidente e deu PT no carro. Eu disse que não conhecia, mas eles insistiram em perguntar se ele costumava parar o carro na calçada, pois nesse caso teria problemas em receber o valor do seguro.

                • É brasileiro tentando se dar bem em cima de brasileiro. As vezes parecemos um balde de caranguejos.

          • leandro

            E quem faz é um explorado, não acho q justifica pagar mil reais pra trocar óleo e filtros..

          • Vagnerclp

            Tem muitos. O objetivo é ficar com o carro apenas 1 ano e depois passam pra frente, então gastar dinheiro pra quê? Só colocam o combustível mesmo e bota o bicho pra rodar, nem a calibração do pneu é feita.

          • Ricardo

            Tenho dúvidas se “alienado” é o adjetivo mais apropriado para o caso.

        • Leonel

          Somando ao comentário do Mario, com todo respeito, o cara que paga mais de R$100 mil em um Diesel para não andar nem 50 mil KM tem que gostar de rasgar dinheiro…100 mil em um carro a gasolina ou flex é muito pouco nas mãos de quem sabe cuidar, imagina em um Diesel…

          • Gustavo73

            O pior é que pagar.mais no modelo diesel com a justificativa de gastar menos depois com o combustível vai embora quando se roda pouco.

            • ObservadorCWB

              Sempre citei isso….até no caso de carros maiores como as picapes….. pessoal esquece maior custo inicial, maior valor de seguro, maior valor em peças…..e se prende a alguns poucos Km/l a mais. Porque será que nos EUA as enormes SUVs deles, e seus V8 são gasolina ????

              • Lucas Machado Silva

                pq a gasolina lá é 1 dollar o litro, e um tanque nao representa quase nada com relação ao salario do proprietario. mas concordo com vc, no final das contas nao vale ter carro a diesel no brasil se andar pouco, vendendo o carro em poucos anos

                • Luiz

                  Em Dallas, $1,50 por 3,6L de gasolina premium.

                  • Lucas Machado Silva

                    kkkkkk, deve sair da refinaria da petrobras ai nos states, ahuhauaha
                    tem que rir para nao chorar, e um renegade esta por volta de 12mil doletas

                    • Luiz

                      Da vontade de chorar kkkkk

              • anderson

                E sério cara? Já viu o preço da gasolina lá? P mim, se vc tem condições de bancar o carro diesel, vá de diesel, independente de qnts km, ao menos aqui, VC tem mais autonomia, mais torque e mas robustez, tem seu preço. Mas se tiver o dinheiro vale a pena, sem contar a depreciação q eh menor, no caso de pick up muito menor. Tente vender uma pick up flex.

          • duduEAS

            Isso e mais comum que se imagina, basta ver o tanto de pick-up com 1 ano, dois anos a venda e km baixo. Sobre o renegade, muita gente pega o diesel pela diferenca de desempenho e nao so pela durabilidade. Essa questao de durabilidade de motor diesel tbm e muito relativo, o motor dura varios e varios km, mas vai ver bomba injetora, bicos e turbina se acompanham a mesma durabilidade…

            • Não só isso, mas a suspensão, câmbio, acabamentos em geral. Nada disso dura centenas de milhares de km.

            • Nostress

              Fiz o teste nos dois Renegade, e não achei tão grande assim a diferença de desempenho para uso comum, com 1 ou 2 pessoas. A versão Diesel tem sim uma força de arrancada muito empolgante, mas assim que o giro chega no meio do contador a empolgação passa. Só compraria a Diesel se realmente precisasse. A 1.8 flex atende bem este tipo de uso. Lógico que um motor melhor seria interessante, mas vamos partir do que tem disponível.

              • anderson

                Oq acontece eh q os motores a gasolina q são vendidos são sofríveis em desempenho, tem um renegade na família, eh muito fraco com 4 pessoas e bagagem, definitivamente na minha opinião se tem o dinheiro para bancar o diesel vá de diesel, eh outro desempenho em questão de estrada,

          • Binho_DF

            Meu caro leonel, isso depende de alguns fatores. No caso do Ssangyong korando, o governo interveio com o ”Decreto nº 7.819/2012, que regulamenta o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, o Inovar-Auto, o novo regime automotivo brasileiro”. “São beneficiárias do novo regime as empresas que produzem veículos no país, as que não produzem, mas comercializam, e as empresas que apresentem projeto de investimento no setor automotivo. Para habilitarem-se ao novo regime, as empresas terão de se comprometer com uma série de metas. Uma vez habilitadas poderão fazer jus a crédito presumido do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de até 30 pontos percentuais”. Com isso a importadora não comercializou o Korando nos anos de 2012, 2013 e 2014. Tinha ano 2011 modelo 2012 apenas. Voltou a trazer no final de 2015 o modelo já reestilizado. Neste caso muitos venderam o Korando com menos de 50 mil Km rodados. Um bom produto, porém governo e importador não ajudaram já que também os preços das revisões eram bem abusivos no caso de Brasília, tanto é que muitos clientes passaram a faze-las em Anápolis, pois era até 50% mais em conta. Um Abraço.

      • Murilo Soares de O. Filho

        Isso mesmo, tudo tem o seu preço e o Brasileiro reclama, então quando lançam uma carroça, reclamam também…antes sustentar uma carroça de forma decente, do que andar de carrão sem manutenção,,,infelizmente é a realidade deste país…

        • Matthew

          O importante é aparecer pras menininhas, né. Um colega meu comprou uma BMW X1 ano 2009, sempre que eu saio com ele fica pedindo pra “fazer a dele” na hora de pagar a conta no bar. Um outro amigo nosso em comum, pra não ficar atrás, comprou um Cruze Sport6 zero quilômetro. Usou o nome do tio pra aprovarem o crédito e meteu as 60 prestações de mais de 1,4k. Foi cotar o seguro, mais de 5 mil no perfil dele. Outro dia ele me chamou pra ir sair, perguntei se iríamos no meu carro ou no dele, aí o maluco responde: “ah, melhor no seu, o meu eu não paguei o IPVA e o licenciamento ainda”. O trouxa da história sou eu que anda de Sanderinho 2010 1.0-16v. Se eles nem dão conta nem de pagar as obrigações tributárias do carro, imagina a manutenção de um BMW.
          Sempre fico na dúvida se sou eu o incompetente que não consegue o sucesso desses caras e mereço andar de carroça, enquanto eles esnobam com esses puta carros, ou se eles estão dando o passo maior que a perna.

          • Murilo Soares de O. Filho

            Isso é muito comum, e fica tranquilo você não é trouxa não, o tempo é a melhor resposta para isso. Amigo que paga de fodão eu também tenho…vontade de ter carrão todo mundo deve ter, mas tem que ter pé no chão, outra, não gosto de ser escravo do carro, ou melhor, trabalhar pra bancar carro. Prefiro investir na minha casa ou com estudos…

          • oloko

            Cara, o certo ta você, você com o sandero faz a mesma coisa que o cara de x1 e cruze, enquanto que um não paga o ipva e o outro não paga nem a gelada no boteco, deplorável isso

          • EuMeSmObYmYsElF

            sou muito mais andar de Sandero (no meu caso um Cruze LT 2015 usadinho que paguei 14 mil doletas em dezembro – é, a pessoa não ficou nem um ano com o carro) e poder sair e me divertir do que pagar de fodão numa BMW (M5 no caso de um conhecido, que arrebentou o runflat num buraco – é, meus amigos, Canadá também tem buraco nas ruas – e não tem grana pra comprar outro) e não ter um puto na carteira pra pagar um chopp…

          • Leandro

            Você que está certo, sabe onde sua mão pode alcançar… A história deles não vai acabar bem, com o tempo vão ter que vender o carro e voltar pra realidade..

            • Vagnerclp

              A mesma realidade da classe média criada pelo PT.

          • Vagnerclp

            E outra, acredito que o seu sanderinho está quitado, o que adianta andar de carrão e estar vendido até as cuecas? Eu tenho um sandero também, minha ideia era pular para um médio após 5 anos, mas quer saber? Os médios estão o olho da cara, fiz um propósito que enquanto não terminar minha casa, não troco de carro, só me preocupa um pouco a insegurança do sandero (bateu, morreu).

          • Leonardo C.

            Concordo em gênero, número e grau com você. Vejo vários ostentando com seus carrões e não ter dinheiro pra gasolina, por isso fico com meu Corsa Hatch 2008 e o seguro sempre em dia. Prefiro engordar os lucros da seguradora, do que correr riscos e andar sempre tenso.

      • Franco da Silva

        Depois a pessoa renega (ehehe) a manutenção, só troca as peças que estragam e ainda usa peças do paralelo. O resultado é esse mercado de usados que temos por aí, com tanta “qualidade”.

      • Mario

        Mas isso não é privilégio do Renegade. Façam uma pesquisa com os concorrentes e nos digam, quanto custa cada revisão. No Tracker, a revisão já é de $1mil.

        • GPE

          Estranho, viu… A GM não costuma ter revisões absurdas. Essa de mil reais deve ser a de 40 ou 60mil km

          • Marcelo Henrique

            O concorrente do Renegade é o Tracker, para falar a verdade não sei o valor da revisão pois faz muito tempo que não vou mais a concessionária, mas lembro que a diferença de valor das revisões entre um Vectra e um Cruze eram bem expressivas só por causa do óleo usado (5w30 API SL no Vectra e 5w30 API SN para o Cruze).

            Também lembro que a nova S10 turbo diesel tinha as revisões mais caras.

      • Leonel

        Não é só este o caso. Quando fui segurar meu segundo carro, ele tinha molas esportivas, conforme manda a lei e o seguro foi recusado. Questionei meu corretor sobre isso, porque vejo carros como Civic, Jetta entre outros andando rebaixados e etc. Ele pergunto “Quantos destes você acha que tem seguro ? A maioria compra em tantas parcelas, que mal consegue pagar o combustível, imagina seguro”. Pois é…

        E o mercado agradece, brasileiro, em geral, não sabe comprar e se endivida até os fios dos cabelos só para desfilar de carro novo…inacreditável.

      • Matheus Cavalheiro

        Quando comecei a ler achei que você falaria das marcas premium, que é o que vi comentar: comprar um premium de entrada já não está tão distante, nem na manutenção! Pois, para mim, Jeep não tem nada de “chique” em seu modelo Renegade.

        • Murilo Soares de O. Filho

          Mas está longe de ser um modelo para as massas…

      • Felipe

        Comentário do nível do site… Parabéns!!

      • Kaian Reis

        Será que a Fiat vai fazer o mesmo com a Toro daqui a algum tempo?

      • ObservadorCWB

        Mas cuidado NA para não cair no “senso comum” e deixar a análise mais fria de lado. O site da Toyota coloca o Corolla assim REVISÃO-CUSTO: 10-240, 20-528, 30-371, 40-737, 50-360, 60-504. Dando o total de SEIS revisões a R$ 2740,00. Mil reais em 60000Km rodados joga a diferença em um centavo por quilômetro. E pega desde o simples até o Caris (ops…Altis). Então a revisão do Altis estaria barata ou a do GLi 1.8 estaria cara ? Daí você descobre que as revisões do PRIUS possuem exatamente os mesmo valores ????? como assim ??? Quer dizer que revisar um combustão ou um híbrido é a MESMA COISA ? A verdade é que o consumidor é enganado sempre, as vezes um pouco mais, as vezes um pouco menos…….

      • wandsberg

        Acho bem pouco provável alguém comprar um carro de R$100 mil, 0KM e não fazer seguro. Agora, que sacanagem esses preços de revisões mudarem tanto. Imagina os clientes que pesquisaram o preço das revisões antes da compra, acharam razoáveis, compraram o carro e agora o valor sobe 200%!!!

        • Leandro

          Teve uma matéria aqui no N.A de um cara com um Camaro que bateu e não tinha seguro. Conheço gente com carro caro que não tem, prefere correr o risco.. enfim, cada louco com sua mania.

          • SDS SP

            Menos de 1/4 da nossa frota é coberta por seguro. Povo quer ostentar de carrão, mas na hora de honrar os compromissos sai pela tangente. Com essa crise, pessoal não perde a a vaidade, deixa o carro sem seguro, mas não troca o possante por um mais barato.

        • SDS SP

          Segundo um levantamento feito pelas seguradoras, apenas 22% da nossa frota é coberta por seguro. Não me admira em ver um carro de 100 mil sem seguro.

      • SDS SP

        É o que mais vejo por aqui. Isso também vale para a galera que gosta de comprar aquele usado de categoria superior por 30k (ex um Fusion daqueles 2006/2007) e se esquecer de orçar o seguro e preço das peças básicas.

      • Daniel

        Quando saí do meu Polo Sedan 2009 pra minha atual ASX 2011, a primeira coisa que fiz foi ligar para o meu corretor para ver quanto era o seguro do carro no meu perfil. Em seguida, pesquisei o preço de peças avulsas, como radiador, sonda lambda, discos de freio, amortecedores, filtros, retrovisor, para-choque, etc, justamente para não dar um passo maior que minhas pernas.

    • carnero

      Falou tudo caro amigo, ops, “Jeep” amigo…

  • Fernando S.

    12 mil = 385 reais

    Para trocar óleo e filtro de óleo/ar está no mínimo o dobro do valor pago em qualquer oficina de confiança. As montadoras resolveram aumentar a garantia para ganhar dinheiro com isso.

    • th!nk.t4nk

      Esse valor nao é só óleo e filtro. Embutido vai o custo da garantia da manutençao. É uma espécie de seguro disfarçado, pra diminuir o prejuízo da montadora caso você precise acionar a garantia. E o pior é que pro consumidor ainda vale a pena, já que sai muito mais caro se você fizer a revisao fora, perder a garantia e o carro apresentar problema.

      • Lukoh

        Me explique pq nos EUA vc pode trocar óleo/filtro, e tb checar demais itens da revisão fora de uma autorizada, mas nem por isso perder a garantia???

        • Leandro

          EuA não é Brasil amigo, outra realidade.

          • Ernesto

            Resposta simples e direta! Parabéns!

    • Louis

      Será que nestes valores mais pesados não estão incluídas trocas de correias, amortecedores, pastilhas, etc ?

      • carlos rodrigues

        Acho muito difícil, meu caro, todas essas peças que vc citou são consideradas de desgaste natural e nenhuma CCS as inclui no valor da revisão, a menos que apresente algum defeito de fabricação.

        • Nostress

          Os Renault consideram a correias, velas, aditivos e fluido de freio no custo fechado da revisão. Obviamente que outros itens, como pastilha não estão, pois a durabilidade é afetada diretamente pela severidade de uso e modo de condução.

    • duhehe

      Pode até ser, mas ainda vale a pena ter um carro com muitos anos de garantia.
      Meu carro fez agora 3 anos de uso, tive um problema com a boia de combustível que entrou em curto e fritou outras coisas pelo caminho.
      Foi trocado na garantia, na nota da css que sera paga pela montadora um valor nada simpático de R$ 1402,00 ( peças + mão de obra).
      A montadora ganha dinheiro vendendo os insumos e a concessionaria com os insumos e mão de obra.
      Desde que sejam valores justos e coerentes, continuarei nessa ciranda.

  • duduEAS

    Cara concessionaria e uma piada. Fui ver quanto ficava a revisao do meu 408 THP de 70 mil km ( que so contempla troca de oleo e filtros de ar, combustível ) e eles me cobraram a sandice de R$ 703,00. Fui na oficina da Seguradora porto Seguro que é do lado a minha casa e o mesmo serviço ficou por R$ 293,00.

    • th!nk.t4nk

      Mas tava na garantia o carro? Pois se tava, a diferença no valor é justamente a garantia da manutençao. Nao é somente o custo da revisao em si.

      • duduEAS

        Garantia da manutencao? De qualquer forma eles dao garantia na manutencao independente se o carra esta ou nao na garantia. Nao concordo muito com seu ponto de vista ainda mais por se tratar de uma simples e pífia troca de oleo.

        • Hélio

          a Peugeot mantem a garantia se você fizer a revisão em outro estabelecimento?

          • Leandro

            Claro que não, rs

            • Hélio

              então esse cara está completamente maluco

          • duduEAS

            Creio que nao, mas meu carro ja esta fora da garantia. Fiz o orçamento e me deparei com isso

        • Leandro

          Amigo, o raciocínio é bem simples: A concessionária e montadora cobram mais por que elas tem um risco envolvido em manter a garantia do seu carro. Se o carro der algum problema elas vão ter que cobrir. Na oficina da esquina eles não tem quase risco/ custo. Abçs

          • Fábio

            Eu acredito que o seu raciocínio está correto, em partes. Pq a oficina “da esquina” tb tem que dar garantia em seu serviço. E isso é assegurado pelo código do consumidor e Procons. Isso na teoria, pq a prática depende do estabelecimento, infelizmente. Quem não garante seu serviço eu nem discuto, procuro outro.

            • Leandro

              Sim, “na esquina” também dão garantia. A diferença é que a garantia é só nos serviços executados, enquanto que na concessionária é no carro todo. Tem montadora que tira a garantia só dos itens que você não fez revisão, mas tem umas que não fez revisão perde toda a garantia. Todo mundo é livre para fazer o que quiser.. Mas pra mim não faz sentido comprar um carro zero e querer economizar na manutenção sob risco de perda da garantia.

              • th!nk.t4nk

                Não é garantia do serviço pessoal. É a garantia do carro mesmo. É como uma apólice que você renova anualmente, pra limitar seu prejuízo caso tenha problemas mecânicos. Sério que alguém ainda entende que o valor alto das revisões é só pra pagar óleo e filtro?

          • MMM

            Exatamente mas isso deveria ser proibido, pois é uma venda de garantia. Nos Estados Unidos nunca precisei fazer revisão na ccs pra manter a garantia. E é por isso q fazer lá custa só 10-15% a mais q em uma oficina.

            • Fábio

              O que fazem no Brasil tem um nome, venda casada! Te vendo a garantia se vc me comprar a revisão programada que eu posso alterar o valor a hora que eu bem entender. Eu tb acho que deveria ser proibido.

    • Leonel

      Brasileiro tem um sério problema em fazer uma avaliação financeira correta ao adquirir um bem, em particular carro. Não considera valor das revisões, seguro, IPVA e afim…só olha “consigo pagar X nesse carro, ótimo”.

      • duduEAS

        Ué amigo, se voce acha normal pagar 703 reais numa simples troca de oleo tudo bem. Quando comprei meu carro sabia muito bem onde estava entrando e sei muito bem do valor das peças e manutenção do veiculo. So que nao pago 703 numa troca de oleo pois consigo o mesmo servico com os mesmos insumos por 293. Isso pra mim nao é desconsiderar os custos do carro.

        • Leonel

          Calma, não foi para ti duduEAS, me refiro a notícia em questão. Porque eu acharia insano alguém pagar 100 mil em um carro e depois perder a garantia de fábrica porque achou caro a revisão, só isso.

      • duhehe

        “Brasileiro tem um sério problema em fazer uma avaliação financeira correta”
        Concordo em gênero, numero e grau, o povão não sabe fazer contas, isso é um fato.

    • João Cagnoni

      A revisão do 408 THP de 70 mil km não é só isso, segue a lista: Verificação/atualização do software de injeção e câmbio, troca de óleo, troca dos filtros de óleo, combustível e ar, 1 bardahl, troca do filtro do ar condicionado. O primeiro serviço não sai por menos de R$150~200 em outras oficinas, o restante vc deve saber o preço. Outro detalhe é que existe um abismo entre a qualidade dos filtros originais da Peugeot/Citroen e aqueles vendidos em outros lugares, basta comparar o filtro de ar que tem quase o dobro das “dobras”. Eu normalmente faço a manutenção do meu carro fora de concessionária, mas não abro mão de peças originais.

      • duduEAS

        Cara, esse serviço era so para troca de oleo e filtros e nada mais. Meu carro ja fez essa atualização de software . A troca do filtro do ar condicionado foi feito na de 60 mil km. Sobre as peças, se as mesmas custarem o dobro das similares, o orçamento ainda fica em abismaticos R$ 300,00.

    • Linkera

      A hora técnica da PSA está em absurdos R$250, no mínimo te orçaram 2 horas técnicas + as peças e o óleo não é?
      Eu tenho PSA a 6 anos e hoje só faço manutenção em especializada, que presta um ótimo serviço por conhecer do carro e por ter as ferramentas necessárias (scanners específicos e etc)

      Obs: Parece que mta gente aqui ainda não entendeu que seu carro não está mais na garantia e que por isso vc optou por fazer fora da CCS…

  • Michel Soares Pintor

    Brasil! Onde somente o salário das pessoas, exceto políticos, segue a infração mascarada!

  • Leandro

    O grande problema é que para manter a garantia temos que fazer revisão na concessionária. Tem que escolher: pagar mais barato, perder a garantia e assumir o risco, ou pagar mais caro e continuar com a garantia…

    • Fernando S.

      Sabendo fazer manutenções preventivas, dificilmente terá problema. Tive 2 carros tirados zero e jamais fiz manutenção na css pq o valor é no mínimo o dobro das oficinas de confiança.

      • Vc diz que nunca fez revisão ou manutenção?

        Se for revisão,melhor comprar um usado mesmo… um dos motivos do zero km é a garantia.

        Pagar mais pelo zero pra não ter garantia pra economizar 100 reais por troca de óleo?

        • Fernando S.

          Sim, nunca fiz revisões da css, fiz todas em mecânica de confiança, seguindo as recomendações do fabricante

          • Pra mim isso não faz sentido nenhum. Melhor comprar um usado então.
            As primeiras 4 revisões geralmente nem são tão caras para justificar um economia dessa.
            Enfim, boa sorte!

            • Fernando S.

              Mas no caso do usado eu não sei como o dono anterior cuidou do veículo. No meu caso de tirar zero e fazer por conta, eu executo todos os serviços recomendados pelo fabricante só que fora do estabelecimento, uso o óleo sintético recomendado no manual (e não o mais baratinho semissintético que mais da metade dos donos de carros fazem já que pra muitos “óleo é óleo, tanto faz”), troco preventivamente as peças, fluídos e demais itens na km indicada etc. Fora que vale ressaltar que a garantia dos meus dois carros que tirei zero (um em 2007 e outro em 2013) eram de apenas 1 (um) ano. Abraço.

      • Leandro

        Até o dia que você for agraciado com um problema de fabricação, for acionar a garantia e ter o pedido negado em função da falta de revisão na concessionária. Desculpe, mas é uma economia bem porca comprar um carro zero e não fazer as revisões na concessionária. Se não tem grana pra manter um carro novo, compre um seminovo.

        • Fernando S.

          Problema de fabricação é recall, amigo. E recall independe de vc ter feito as revisões da css. Falo isso com toda certeza pq passei por isso com meu Fiesta e o recall do servo freio en 2014.

          • Hélio

            recall é só quando tem risco à saúde e/ou segurança…
            vê a galeria ai do powershit se lascando…

            • Ernesto

              Pensei o mesmo. Imagina se ele tivesse comprado um Focus ou Fiesta PS? Ia recorrer a quem? Ao mecânico de confiança?

              • Fernando S.

                O caso do PowerShift entra no recall pois trata-se de um vício oculto, inclusive a Ford já começou a chamar os proprietários.

          • alexandre

            Ih Fernando, não é bem assim não… Problema de fabricação “em série” é caso para recall. Se o problema de fabricação for, por exemplo, na bomba de combustível do seu carro, um abraço… se não fez as revisões na cc, perdeu a garantia e vai ficar com o prejuízo.

          • Leandro

            Beleza, vai nessa. Quantos problemas aparecem que as montadoras não fazem recall? Até a instalação de rádio no carro fora da concessionária a concessionária alega para negar pedido de garantia na parte elétrica, você não sabe a selva em que vivemos…

            • Fernando S.

              Eu não acho que você está errado e eu certo por fazer isso, apenas optei por fazer minhas revisões fora de lá devido a achar exorbitante pagar 80% a mais por um serviço só para manter o carro na garantia mais 6 meses (minha garantia era só de 1 ano). Eu não quero que a montadora trabalhe de graça, mas não precisa duplicar (quando não triplicar) o valor de um serviço como se só ela soubesse fazê-lo, visando, claramente, extorquir dinheiro do consumidor com a história da perda da garantia. Mas, como disseram, cada um é livre para fazer com seu carro aquilo que acha correto. Abraço!

        • Matthew

          Eu não vou nem a um extremo nem ao outro. O último carro zero daqui de casa tinha 3 anos de garantia. As duas primeiras revisões eu fiz na concessionária (num período de um ano e meio). Porque se o carro tiver algum problema de fabricação grave, ele aparecerá logo no primeiro ano ou nos primeiros 10 mil quilômetros rodados. Se depois desse tempo eu vejo que não deu nenhum pau, aí eu passo a fazer revisão fora mesmo. E muitas vezes a diferença é bem superior a 100 reau. Na concessionária metem 500 pratas pra trocar óleos e filtros e “inspeção do veículo”. Faço o mesmo serviço por fora pagando quase a metade disso e comprando as peças originais na mesma concessionária.

          • Leandro

            Sim, a mão de obra na concessionária é bem cara, tem algumas montadoras que cobram bastante pela hora trabalhada, daí a diferença de preços. Pr

          • Nostress

            Tivemos carros na frota que apresentaram problemas de fabricação próximo ao vencimento da garantia e até mesmo após, e que foram cobertas por terem feito as revisão corretamente. Exemplo de um gol que, por problema de fundição, a parede do bloco ficou com espessura menor e furou o bloco. O problema ocorreu aos 96.000km, com 2 anos. Trocaram o motor inteiro. Se fosse fora, gastaria seguramente mais de R$ 5.000,00, pois o bloco teria que trocar mesmo, e não é coerente reaproveitar peças móveis com esta quilomentragem. Isso é um exemplo, tenho vários similares.

            • Matthew

              Como você bem disse, um carro de frota que roda quase 100 mil quilômetros em 2 anos. Acho que é bem diferente do uso de um consumidor comum, não? E outra, quantos carros tinham na frota? Só este apresentou problema?

              • Ernesto

                E se o cara comprou um Fiesta ou Focus com PS e nunca fez revisões em concessionária? Aí dá pau no câmbio. A quem ele vai recorrer?

                • Matthew

                  Eu tô falando o que eu pessoalmente faço com os carros em geral. É claro que há vários casos particulares que eu não arriscaria fazer isso. Com exceção dos primeiros proprietários, com pouco tempo de mercado já era sabido dos problemas no PS. É óbvio que neste caso eu não arriscaria perder a garantia. Até porquê, quem tem grana pra comprar qualquer carro da Ford com PS (acho que o mais barato deve ser o Fiesta), provavelmente teria grana pra bancar as revisões dele.

      • carlos rodrigues

        Entendo sua colocação, Fernando S., tbm sou adépto de manutensões preventivas fora da CCS, O problema é quando ocorre um defeito de fabricação em alguma peça ou sistema do veículo, daí é um risco estar sem garantia. Aconteceu recetemnte com a Ford que reconheceu que o câmbio power shift tem problemas e que é necessário ser trocado todo o kit de embreagem dod modelos 13/13 e 13/14 em garantia. Agora imagine ter que arcar com esse prjuízo, uma vez que esse kite custa a bagatela de 3500 dilmas…

    • th!nk.t4nk

      Mesmo pagando mais caro pela revisao na concessionária, vale a pena. O risco de defeito de fabrica é enorme. Alguns dao sorte, mas no Brasil a coisa mais comum é ter que acionar a garantia. Some toda a diferença no custo e considere isso como o que é, um seguro de manutençao, e nao meras revisoes.

      • Leandro

        Exatamente, é como um ‘seguro”, pagamos esperando não precisar usar, mas quando precisamos ele estará lá.

        • th!nk.t4nk

          Sim, e sinceramente me assustei com o fato de algumas pessoas não entederem isso. O valor da revisão é muito mais pra manter a garantia (um seguro de manutenção) do que pra pagar pelo serviço em si.

  • Adriano

    O que isso importa? Brasileiro compra carro e acha que só pagando o carro já ta bom, muito nem olham isso

  • duduEAS

    Cara concessionaria e uma piada. Fui ver quanto ficava a revisao do meu 408 THP de 70 mil km ( que so contempla troca de oleo e filtros de ar, combustível ) e eles me cobraram a sandice de R$ 703,00. Fui na oficina da Seguradora porto Seguro que é do lado a minha casa e o mesmo serviço ficou por R$ 293,00.

  • EJ

    Tão fazendo poupança antecipada pra acabarem de desenvolver o Tigershark e tirar o E-Torq de linha.

  • Bruno Silva

    Acho que o carro deveria permanecer com o plano de revisões equivalente à época em que foi comprado.

    • BillyTheKid

      Acho que vai rolar muitos processos de quem comprou o diesel. E isso seria lindo, pra FCA aprender a não ferrar propositalmente com o consumidor.

      • th!nk.t4nk

        O motor é importado. Estranho seria se nao subisse. Agora, subiu MUITO.

        • BillyTheKid

          Ué, mas o motor é trocado a cada 20 mil km? Pensei que fosse trocado só o óleo e outras peças…

          Além do mais, o dólar está abaixando nos últimos meses, em especial nas últimas semanas. Essa desculpa de “é importado, por isso aumentamos os preços a cada mês” não cola mais.

      • Cristiano_RJ

        Pode rolar processo a vontade. Não ganha. vai alegar o quê? Desde quando existe lei para coibir reajuste de preço, seja de peças, seja de serviços?

        • BillyTheKid

          Alegar publicidade enganosa, mostrando um serviço que você será obrigado a fazer futuramente (até mesmo para manter a garantia) a um preço, e quando você for efetuar o serviço descobrir que ele custará quase o dobro do preço originalmente ofertado.

          O valor original pode inclusive ter pesado na hora da decisão da compra do veículo e, com essa brusca alteração de preços, lesar o consumidor que optou propositalmente pela opção menos onerosa a longo prazo.

          • Ernesto

            Num País com inflação próxima a zero poderia colar, mas aqui no Brasl, com inflação em dois dígitos…sei lá se colaria essa de propaganda enganosa. Até porque na divulgação de valores de revisões, duvido que a Jeep tenha colocado algo como “valores que não terão reajuste”.

    • thewes

      E a economia como fica? inflação, variação do câmbio e por aí vai… Isso seria um congelamento de preço.

      • Bruno Silva

        Ué, então a FCA já planejou revisões que nunca foram feitas custarem baratas só para lançamento, afinal, alguém já rodou mais de 60mil km com um Renegade?

  • The Monster Man

    Eu ainda considero um bom preço para a Diesel, em 3 anos e 60mkm eu gastei 5.300,00 na Frontier.

  • Leandro Santos

    Kkkkkkkkkkkk… Não comprou? Agora se f* aí.

  • Bruno Brasil

    ¯_(ツ)_/¯

  • Vicente

    E o período de garantia cada vez aumentando mais, para nos fazer reféns desses criminosos. Me dá raiva daqueles comerciais que anunciam a “grande vantagem” de garantia de 5, 6 anos…
    Hoje é o Renegade, amanhã será outro.

    • Rafael

      Quando a correia dentada do meu Bravo Tjet arrebentou a 100 km/h eu dei graças a deus de ter pago mais caro nas revisões. Imagina quanto seria o conserto do motor que é importado da Itália.. garantia é uma opção oferecida pela fábrica. Eu acho uma boa.

    • Renato Dias

      Se você não acha vantagem, é só deixar de fazer as revisões com 3 anos ou quando quiser.

  • Leonel

    É a tecla que eu sempre bato no que tange compra de carro Diesel e porque eu critico tanto esse motor 1.8 Mancoflex. Pessoal vai e comprar um carro desses a Diesel, paga mais de R$30 mil de diferença e se acham espertos. Está aí o resultado…Fora seguro e afins.

    • Mr MR8

      Quer um carro a diesel bom e barato? Pega uma Hilux velha, de 2003 pra trás!!

      • Perez AvGas

        ..

  • carnero

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Felipe

    Motor importado + componentes importados + aumento do dólar = Toma que o filho é teu.

    • Maçaranduba o Porradeiro.

      Esqueceu do custo Brasil.

    • Matafuego

      Pelo menos no caso do modelo flex, o motor é o mesmo que equipa outros modelos da Fiat no brhuehue.

      • Felipe

        Sim, mas considerando o aumento de tudo no Brasil, é natural que as peças de reposição e a mão de obra (que inclui custos com oficina, mão de obra e infraestrutura), sofram um ligeiro aumento, como houve.
        A justificativa mais plausível pro aumento astronômico da revisão do modelo à diesel não tem outra explicação além dessa e do aumento significativo do valor do dólar.

        • Lucas086

          Justificar 40 % de aumento no diesel? Isso é roubo, só no huezil mermo acontecer negócio desse, o renegade já tá caindo nas vendas, com mais essa, o negócio vai complicar.

          • Felipe

            Falei de uma justificativa plausível, Lucas. Claro que somado às altas
            (do preço de peças, fretes, custos com oficina, mão de obra e
            infraestrutura, dólar) pode haver também um sobrepreço. Não mencionei o valor do combustível (diesel)

            • Lucas086

              Eu errei, o “no diesel” era na versão a diesel, e não no combustível.

  • Rodrigo

    Por que manutenção de carro diesel é (tão) mais cara assim, sendo que em teoria é um motor mais robusto e de mecânica mais simplificada?

    Quanto ao Renegade, acredito que o que pesou aí foi a alta expressiva do dólar. O motor multijet é importado, não?!

  • Agora que HR-V se isola, na minha preferência.

    • ObservadorCWB

      E o que muda ? Entre Jeep (Fiat) e Honda ? Hoje ainda um cara falando mal do HRV no site da 4 patas…….

  • Tinho Tenório

    Vai ter Golpe!!! fazem um lançamento com preços competitivos depois enfiam a faca no consumidor

  • Jose Xavier de Gouveia

    Noticias Automotivas vcs entraram em contato com a montadora?

  • Kaian Reis

    Só falta a Fiat fazer o mesmo com a Toro daqui a algum tempo

  • carlos rodrigues

    Sendo assim já deixa de ter um bom custo benefício… Se bem que o consumidor brasileiro não liga pra esses custos extras que vêm agregados à aquisição do veículo. A maioria só observa se a prestação cabe no boldo e seja o que Deus quiser…

  • JCosta

    Fosse um país sério, a montadora deveria honrar a propaganda que fez, ao menos para quem comprou antes do reajuste…

  • João Cagnoni

    Pra mim é indiferente, nunca fiz nada em concessionária. Me interessam sim os preços das peças do carro, isso faria total diferença na escolha do meu próximo carro.

  • iamdix

    essas revisoes do diesel poderiam ser da Bentley pelo preço praticado

  • Ítalo Figueirôa

    Isso é pura pilantragem da FCA… No lançamento essa história de CxB do Renegade era isca pra atrair a clientela, agora com um volume razoável de vendas eles dobram o preço… Cada vez mais a pilantragem fica evidente.

  • zeh

    ?lava jatos das revisões?…quem faz…paga por aqueles que não fazem…

  • Lucas086

    Os da Fiat também subiram, me cobraram 388 na revisão de 20 de um uno 1.4, era 364, a sorte que ainda não tinham atualizado no site, ai conseguir pagar 364 ainda. Acho absurdo dizerem que compra carro zero tem que tá disposto a pagar revisão no valor que a montadora empurra, ou é justo pagar 364 pra trocarem oleo, filtro oleo, filtro de ar do motor e filtro de combustível? Paguei pq sempre faço revisão na concessionária até 30 mil, que é o tempo que julgo que algum vício pode aparever, agora que é roubo, é sim.

  • Airplane

    Pilantragem: propaganda enganosa !

  • fbl

    E o mais legal é saber que ta pagando pela manutenção de um motor de fiat! Que Delícia! kkkkkkkkk

  • Decio Antonio Bozo

    VAMOS AGUARDAR quando o mercado for inundado de renegades com 1-2 anos de uso, oque vai acontecer com esse pos venda do “jipinho sucesso”

  • valter

    sei não mas acredito que isso se encaixe como propaganda enganosa, visto que não tem qualquer justificativa para um aumento expressivo como este, mas isso é problema dos riquinhos donos de renegade, tem muito advogado pra isso.

  • Rbs

    De de R$ 2.748 para R$ 4.806 tudo isso? Será que eles vão trocar o motor?!

  • Runner

    Acho que este carro é um mico. Sinceramente, a cara de Jipinho moderno e simpatico nunca me enganou. Moro em uma cidade de 180.000 habitantes, e grande parte das lojas de semi novos tem um Renegade, já o HR-V, eu nunca vi. Isso não é normal…

  • Ernani Moschin

    Isto e um absurdo total, estou me sentindo roubado pela Jeep

  • leitor

    Isso é um assalto! Mas é claro, o dólar disparou aqui e os americanos não têm nada a ver com isso. Dilmão!

  • Marcelo Ceno Dutra

    Eeeeeee vai chover ações na justiça

  • Jorge

    Impossivel justificar esse aumento de preços tão expressivos em tão pouco tempo, 80.000 km – R$ 765 para R$ 1.702 o que pode ter acontecido pra uma revisão aumentar quase mil reais em poucos meses?

    Essas revisões com preços tabelados só servem para enganar o cliente, já tive um new fiesta e desde que comprei ate a ultima revisão o preço aumentou bastante sendo que as revisões ford são divulgadas como “preço fixo” apesar de terem ajuste anual.

  • Vattt

    Carro de “rico” né!!!! kkkkkkkkkkk, quem pode, pode. SQN

    • Rodrigo

      Sério mesmo? O cara ia gastar 3400 em 5 revisões pro motor flex e agora vai gastar 3700. Nossa… caiu a casa…
      Creio que só quem comprou o diesel é que se deu pior, ia gastar 6400 em 5 revisões, e agora passará a 10900.
      Mas, sinceramente… o cara que escolheu o motor diesel pagou praticamente mais de 25000 em cima do mesmo modelo Flex. A diferença na revisão nem será tão alarmante para este tipo de consumidor.

  • Luis Brasileiro

    Isso e permitido ? Cade o Procon ? era um beneficio na hora da compra , e agora os carros que precisarem de revisao , estao sujeitos a quase 80% de aumento ? isso ai e legal .
    Que decepcao …

  • oscar.fr

    Preço da revisão é tabelado.
    Mas a tabela é revisada anualmente.
    Consumidor continua com poucas garantias sobre os custos de manutenção de seu bem, e isto não é uma crítica exclusiva à Jeep, pois se aplica para todas montadoras.

  • vinicius

    Ñ vejo nenhum problema em deuxar a garantia de lado e fazer revisão em mecânico de confiança, com peças originais! Garatia ñ serve pra nada! Revesão em css é até 20 mil km, pois nesse período pode aparecer algum problema de fábrica, depois disso é revisão no mecânico.

  • Rodrigo

    Não entendi o aumento “expressivo” para as versões Flex…
    O aumento médio foi de 9,47%. Nada de mais. Aliás, foi abaixo da inflação dos últimos 12 meses.

    Agora para o Diesel, aí foi uma facada seguida de martelada… 70,5% de aumento médio!
    Aí sim dá pra justificar o chororô nos comentários! A Jeep exagerou nessa!

  • Leozeradf

    Estão querendo inviabilizar a versão Diesel.

  • Cesar Mora

    não tem uma troca de óleo intermediária? trocar a cada 12.000 km na flex eu acho temerário….

  • Daniel Alves

    Manutenção cara é furada em dobro: pra quem precisa pagar vai doendo no bolso, e na hora de revender é mais depreciação.

  • Eliezer

    20.000 km – R$ 559 para R$ 1.237, puts….