_Destaque Europa Hatches Kia Salões do Automóvel

Kia Motors divulga teaser do Novo Rio 2017

novo-kia-rio-teaser-1

Com participação dos centros de estilo da Alemanha e Califórnia, a Kia Motors apresenta os primeiros esboços do Novo Rio 2017. O compacto foi desenvolvido na Coreia do Sul e será oferecido no mercado global.

Esperado para o Salão de Paris, o Novo Kia Rio 2017 apresenta linhas mais robustas, carroceria mais baixa e larga, além de grade tigrada sem fechamento nas extremidades e faróis com LEDs diurnos envolventes.

novo-kia-rio-teaser-2

Na traseira, as lanternas são grandes e retangulares, dotadas de LEDs em formato de “L”. O conjunto ficou bem mais europeu, mais notadamente alemão. Por dentro, o painel tem linhas arredondadas, multimídia e difusores destacados, assim como climatização com comandos circulares e cluster compacto.

Ainda não se sabe quais serão as medidas do Novo Rio 2017, que deve chegar ao Brasil no final do ano que vem, de acordo com a representante da marca. Em termos de motor, o 1.0 T-GDI deve ganhar mais importância nesta quarta geração do compacto.

novo-kia-rio-teaser-3





  • Franco da Silva

    Esse faria sucesso no Brasil. Quando a HB conseguir produzir que chega, poderiam fazer o Rio por aqui. Seria uma ótima opção, muito próxima dos HB20 mais caros…
    Ah, esquece! É melhor vender o HB com aquele interior de plástico feio por 58.000 do que um Rio por 60.000… Nunca será nacional, viajei!

    • Angelo_RSF

      “Quando a HB conseguir produzir que chega, poderiam fazer o Rio por aqui.”

      Desculpe…não entendi a frase.

      • Darlon Anacleto

        Ele quis dizer “quando a Hyundai conseguir produzir o suficiente para atender a demanda”.

        • Angelo_RSF

          Ok…Mas as operações da Kia são bem independentes da Hyundai embora pertençam ao mesmo Grupo. Ao menos no Brasil. Seria bom…mas acho que não acontece

      • Tomtilt

        Ele deve ter se referido ao fato de que Hyundai e Kia são a mesma empresa, como a PSA Peugeot e Citroën.
        Isso até seria possível se a própria matriz assumisse a operação da Kia aqui, o que acho improvável, se a matriz quisesse já teria feito isso, mas o foco deles parece ser o México, onde podem produzir para os EUA e de quebra mandar pro Brasil também. O Grupo Gandini representa a Kia há 24 anos e não acho que vai deixar de representar tão cedo.
        Em um futuro próximo Sportage, Cerato e Rio virão do México, liberando a cota de 4.800 carros por ano para outros modelos importados da Coréia do Sul.

      • Franco da Silva

        é tudo do Hyundai Kia Automotive Group

    • Kia Rio operaria em um mercado aproximado do que o Polo ocupava no Brasil, de um compacto com nível construtivo bem próximo dos hatches médios.
      Problema é que a indústria vê com receio o fato de que esses modelos nunca tenham emplacado de verdade no mercado por aqui. O consumidor ou vai de compacto, ou vai de médio. Modelos compactos com proposta diferenciada costumam ficar em um patamar modesto de vendas.

      • Rodrigo

        O problema é que aqui o “compacto premium” não vingou por duas razões (ao meu ver):
        1. O consumidor brasileiro confunde compacto com popular, por isso acaba achando caro um carro compacto mais equipado / melhor construido levando em conta o preço de seu similar popular, que só guarda semelhança em porte / tamanho.
        2. Espaço aqui no Brasil, salvo raras e pontuais exceções, ainda não é um problema, como na Europa. Portanto, um compacto mais completo e diferenciado acaba concorrendo em preço com alguns médios até dentro da mesma marca; em dúvida, o consumidor acaba preferindo um médio por oferecer mais espaço e mais status.

        • Perfeita a análise.

          • Rodrigo

            A única exceção a essa regra é o camaleão Honda Fit que tecnicamente é um compacto, tem preço de médio, mas o mercado enxerga como minivan, e vende relativamente bem e sozinho.
            Mas isso por pura incompetência das marcas concorrentes, pois Nissan tem o Versa Note e Toyota o Yaris, ambos já fabricados no Mexico, mas não trazem sabe-se lá o porquê.

        • Bruno@BRN.CS

          Tenso é quando a montadora faz a confusão do item um kkkk, mas concordo com a análise.

  • Marcelo Paiva

    Se me dissessem que era um simples facelift, eu teria acreditado… Esperando para ver o resultado IRL!

  • vicegag

    O Rio que não está no Brasil.

  • Daniel Wingeter Rodrigues

    “O conjunto ficou bem mais europeu, mais notadamente alemão.” Ou seja, sou o VW Scirocco disfarçado de KIA. hehe

  • Martini Stripes

    Traz na faixa do Fiesta e melhora o motor do Cerato que acerta dois segmentos. Manteria apenas os picantos top. Fim.

  • É um carrinho muito interessante. Já tive contato pessoal com ele em uma viagem ao exterior, muito bonito e atraente em sua proposta. Faltava a Kia resolver investir com firmeza no Brasil. Se já não o fez nas “vacas gordas”, imagine nas “magras”…

  • Diego Ávila Monteiro

    Está tão atrasado que vai chegar uma serie especial Olimpiadas Rio 2016.

  • Adriano Tochio

    No brasil, ta mais atrasado que o Rubinho Barrichello !!

  • Diogo Oliveira

    Tomara que tenha bastantes curvas e seja bem moderno. Pois o modelo atual, além de ter uma traseira horrível, tem um design exterior muito simples que lembra um carro pé-de-boi.

  • Rodrigo

    Todos os Kia de agora em diante vão ter essa cara de sapo? Esse será o novo family-face da marca?

  • Poperon

    Se a Kia fosse esperta, eles tentariam emplacar esse carro como um Gol da vida aqui no Brasil, pois o nome pegaria fácil na cabeça do povo. Mas os entendo, depois das taxações que o Governo HUE fez nas montadoras, a situação pra eles ficou feia mesmo.

  • Leo

    Acertaram a mão no design desse carro mais uma vez. Simples e bem bonito. A Kia precisa levar a sério sua rede autorizada no país e sua política de revisões e reposição de peças, porque o produto é bom!

  • Omega

    Novo Gol 2018??

  • Júnior Nascimento

    Esse tal do Peter Schreyer é um gênio mesmo… todo carro que ele desenha é bonito. Eu acho que, particularmente, se a Kia quer crescer no Brasil, tira o Picanto, que não vende quase nada, coloca esse Kia Rio com preços semelhantes aos atuais praticados pelo Picanto, e pronto. Uma versão mt por 45k, uma at por 50k. Acabamento padrão carro de entrada mesmo. Coloca o 1.0 turbo do HB 20 e adeus concorrentes. Só precisa de duas versões, como acontecia com o cerato antigamente.

    • Leo

      Acho que vai brigar lá com o Fiesta Ecoboost, infelizmente…

  • Iago Rodrigues

    Pelo que eu vi desse carro aqui na Ásia eu diria que se fosse para o Brasil chegaria no patamar do Cruze, apesar de que provavelmente deveria ser concorrente do Fiesta.

  • NandoDias9

    Nao se esqueçam que quanto mais bonito mas caro é