Esportivos Lamborghini Mercado

Lamborghini Huracan com tração traseira deve atrair novos clientes para a marca

Lamborghini Huracan LP 580-2 1

Mostrado durante o Salão de Los Angeles, em novembro do ano passado, o novo Lamborghini Huracan LP 580-2 se prepara para fazer sua estreia no mercado. E diferente de seu antecessor, o Gallardo LP 500-2, que teve produção limitada a 250 unidades, o novo superesportivo de tração traseira quer registrar números de vendas elevados.

Durante uma entrevista, o gerente geral da Lamborghini para a Ásia-Pacífico, Andrea Baldi, a expectativa da marca é que o Huracan em sua versão de tração traseira consiga atrair uma nova geração de clientes.

“O novo LP 580-2 irá atrair um novo tipo de cliente para a marca. O mais provável é que sejam clientes que têm uma história com carros esportivos de tração traseira e não necessariamente considera a tração nas quatro rodas como um ‘plus’. Eles gostam de ser desafiados”, disse o executivo.

A nova variante deverá responder por 30 a 40% das vendas do Huracan. Ainda segundo o executivo, caso houver maior demanda, a produção do modelo será ampliada.

Lamborghini Huracan LP 580-2 6

O Lamborghini Huracan LP 580-2, além da nova tração, se diferencia pelo motor V10 aspirado de 5.2 litros com mudanças para entregar uma dose a menos de potência para “enfatizar o comportamento autêntico da tração traseira”, de acordo com a marca italiana. São 580 cv e 55 kgfm, sendo que 75% do torque aparece já a 1.000 rpm.

O modelo consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos, ou 0,2s mais lento que a versão com tração integral. A velocidade máxima é de 320 km/h, ou 5 km/h a menos. Já a relação peso/potência é de 2,4 kg/cv, contra 2,33 kg/cv do LP 610-4.

O LP 580-2 será oferecido na Europa por 150 mil euros, o que representa uma redução de cerca de 53 mil euros em relação ao LP 610-4.

[Fonte: CarAdvice]

Galeria de fotos do Lamborghini Huracan LP580-2





  • Ricardo Blume

    Na verdade a Lambo lançou o Huaracan com tração traseira para conquistar clientes pelo preço. A matéria não diz mas o preço deve ser consideravelmente menor. A grande maioria dos supercars de hoje possuem tração integral e milhões de dispositivos eletrônicos que facilitam a pilotagem. A propósito, prefiro o Lambo V10 ao V12. Seria muito interessante se, ao invés de somente a tração traseira, o carro viesse com câmbio manual, redução de peso e sem artifícios eletrônicos. Ai sim seria um legítimo esportivo. Pilotar a máquina no pelo.

    • Perse

      Quem paga uma valor absurdo quer além de esportividade, tecnologia.

  • PEDAORM

    Huracan Valentino Balboni.

  • Cassio

    Uma opção interessante, pelo “desconto” de 1/4 do preço sendo tração traseira.
    Só lamento pelo visual desse para-choque dianteiro, que ao meu ver, não ficou tão bom quanto o original, mas aí, já é gosto pessoal.

  • Cassio

    Uma opção interessante, pelo “desconto” de 1/4 do preço por ser tração traseira.
    Só lamento pelo visual desse para-choque dianteiro, que ao meu ver, não ficou tão bom quanto o original, mas aí, já é gosto pessoal.

  • GPE

    Preço excelente. Redução absurda de valor!

  • Gian

    lembro do pessoal do Top Gear Inglês (o verdadeiro) dizendo que o Huracan era “engenheiristicamente” fantástico, mas não tinha aquele visual arrebatador que toda Lambo tem (digno de poster de parede).

    Mas acho ele com visual sensacional sim. É questão de gosto. Eu acho o design perfeito.

  • Celso

    Longe do Huracan ser feio, mas para minha subjetividade, o seu antecessor, o Gallardo, é o carro mais lindo da história da produção mundial. Achei uma involução de design.

  • Ricardo

    Tração traseira = diversão