América Latina Chevrolet Ford Honda Segurança Vídeos Volkswagen

Latin NCAP divulga seis novos resultados – Destaque para modelos da Honda

hr-v-ncap

O Latin NCAP divulgou hoje seis resultados de testes de segurança. Três envolvem carros da Honda, sendo eles Fit, City e HR-V, enquanto os demais foram o Volkswagen Vento (Polo Sedan), Ford Ka e Chevrolet Aveo.

O destaque ficou para os modelos da Honda. Os Fit e City ganharam cinco estrelas para proteção de adultos e quatro para crianças. O Latin NCAP destacou atuação de cintos, airbags e Isofix. O HR-V teve o melhor resultado com cinco estrelas para adultos e crianças. O ponto alto foi a estrutura estável da carroceria.

O Volkswagen Vento – Novo Polo Sedan vendido na Argentina – ganhou cinco estrelas para adulto, mas apenas três para crianças. Perdeu pontos porque o SRI – Sistema de Retenção Infantil – é de difícil instalação. O item foi elogiado quando em funcionamento. O Isofix estava mal sinalizado.

O brasileiro Novo Ford Ka+ ganhou quatro estrelas para adulto e três para crianças, sendo que estas estavam com SRI e Isofix. Perdeu pontos por causa do cinco central subabdominal.

Por fim, o Chevrolet Aveo vendido no México sem airbags foi avaliado e não levou estrelas para adultos e apenas duas para crianças. As críticas foram para estrutura instável, falta de airbags e O Latin NCAP lembra que em 2006, o mesmo modelo com airbag duplo sofreu críticas do Euro NCAP.

Honda Fit

Honda City

Honda HR-V

Volkswagen Vento

Ford Ka+

Chevrolet Aveo Sedan





  • Marco Schneider

    Parabéns à Honda.

    • H.O.N.D.A

      • Rodrigo

        Opa, não sabia que dava pra colocar GIFs nos comentários!

      • Murilo Soares de O. Filho

        Pelo menos estruturalmente seus carros são globais.

    • Hiboria

      Será que é por isso custa mais ou custa mais por causa disto?

      • Pedro Henrique

        por isso custa mais, uma empresa privada não é burra, ela visa o lucro e se o cidadão está disposto a pagar a mais pelo produto da empresa por ele ser mais seguro ou por ter qualidade melhor que da maioria da concorrência, que mal tem?

        • Hiboria

          Foi uma provocação aos odiadores, tive um civic e um fit, gostei dos veículos (um pouco menos do segundo), tenho hoje outro japonês, um corolla.

          • Gustavo73

            Será que é por isso que o Up é caro?

            • Leandro Balmant

              Comparado aos concorrentes Palio Economy, Uno, Clio e Celta (que enfim se foi) não acho nem um pouco caro.

              • Gustavo73

                Pois é, mas o pessoal não lembra disso.

            • Hiboria

              Pois é, penso em comprar um TSI para a esposa e futuro filhote!

              • David Ferreira

                compre

        • Eu vejo por outro angulo. Não é a Honda que custa mais caro, e sim os concorrentes que depenam a segurança para vender mais barato em troca do preço menor e mais equipamentos (firulas). Porem a segurança é a base para mim, depois disso vem os equipamentos. Se bem que hoje, os carros da Honda estão custando menos que a concorrencia. Só ver o preço do Fit vs Idea, City vs Cobalt, Civic vs Cruze.

          E toda e qualquer empresa tem um publico alvo diferente, se não fosse assim, o J3 é o melhor carro. hehehe. Assim quem quer firulas, vai de Onix/Prisma com 3 estrelas, motor velho, rodas de liga, e tautiscrim. Mas agora temos o Ford KA, por sinal finalmente testado. Porem por pouco nao ficou com tres estrelas na pontuação, mas nao culpa da estrutura do carro, e sim por alguns detalhes nos cintos, e partes internas do carro. Pena que não conseguiu cinco estrelas, aí desbancaria o Up, estrutura o Ka tem, só falta a Ford caprichar na montagem interna. Lembrando que o teste vale tanto para o Ka sedan e Ka hatch.

          “No impacto frontal, a cabeça do motorista, que tocou o fundo do airbag, contou com proteção adequada. A parte do peito do motorista teve proteção adequada. Apenas o cinto de segurança do motorista estava equipado com pretensores. As áreas dos joelhos do motorista e do passageiro mostraram estruturas críticas. A cabeça, o peito e o pescoço do passageiro ofereceram boa proteção. A estrutura foi qualificada como estável, sendo capaz de suportar maiores cargas.”

          • fofis

            Trabalho na área automotiva, já trabalhei em montadora e também como fornecedor para a maioria das marcas aqui no Brasil. A percepção que eu tenho é que a dupla nipônica é a menos propensa a fazer concessões em relação aos projetos originais, que na maioria das vezes significa em propostas de redução de custo com impactos maiores ou menores para o cliente final. Alem de serem na maioria dos casos as que possuem menor defasagem em relação ao lançamento dos projetos la fora. Por outro lado são as que oferecem versões mais peladas em relação a concorrência. Mas as que mais investem em pos venda, e também quanto a negociação com fornecedores não são dos que mais esfolam.

            • Suspeitei desde os principios. hehehe. Bom comentario. O ADG disse algo parecido uma vez.

              • Paulo Reis

                estou em um fornecedor de um importante item, da Toyota e da Ford, é notável a manutenção do ciclo de vida do item pela toyota, que nos fez fornecedor “master”, á partir do momento que seguimos a politica exigida por eles. Note que é um trabalho mútuo, a empresa faz o seu produto mesmo não sendo fabricada por ela. O da Ford é excelente, com respeitável documentação, porém, sem o mesmo nível de exigência (Corola vs Ka). Também percebi que a estrutura do ka ficou estável, a gente nota no vídeo, houve um pequena trinca no parabrisa, e parece que as portas não travaram. Se a Ford alterar o tipo de cinto central entre outros detalhes interno, o Ka sobe para 5.

            • carnero

              Esses esfoladores… sei de quem está falando..
              kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

            • Pedro Henrique

              porém amigo, não se engane, todos são depenados, independente se é niponico, alemão ou estadunidense, é depenado alguma coisa, até os chineses depenam…
              canso de ver lançamentos “globais” em que o carro lá fora parece outro de tão recheado de tecnologia, chega aqui e a primeira coisa que se nota são os faróis, parábola simples com led pisca de natal e coisas do tipo…

              • fofis

                Concordo, nenhuma delas esta imune aos malditos cortadores de custos. Mas digo que em algumas essa pratica é muuuito mais agressiva do que em outras, e quase nunca em favor ao consumidor final.

            • Ainnem Agon

              Eu penso que investir em “capação” para diminuir custo de produção é um tiro pela culatra: você tem um modelo pronto, pesquisa, pesquisa, investe, investe, depena, depena, daí lança ele, e daí ele começa a dar problemas, gera mais recall, mais manutenção na garantia… Tem que ver isso aí.

          • xyzR2

            Que outro modelo oferece maçanetas que choram óleo? É uma exclusividade do onix, indiscutível!

            • Lucas Kopereck

              Não é exclusividade do Onix,já vi Prisma e Cobalt na mesma situação.

            • Coloque o “ironic” ou “sarcasmo”, se nao sempre tem alguem que nao vai entender. hehehe

            • Matheus Conrado

              Rapaz eu tenho o prisma, e aquilo não né óleo não, é poeira em forma de lama dissolvida, que junta nas macanetas… e muito chato de tirar, mas agora eu to mais precavido, quando lavo a máquina de pressão por 1 minuto por maçaneta, pois se lavar sem esse cuidado,na primeira chuvinha ficam aquelas coisas lindas escorrendo…

          • Pedro Henrique

            pode se ter esse ponto de vista também…
            porém tem coisas em que o custo de produção é idêntico entre as marcas, vamos supor o motor, independente da marca vai custar basicamente o mesmo, a diferença pode ser o modo como a honda o constrói (apesar de ter o mesmo custo) e esse modo acaba por gerar um motor menos defeituoso e ela obviamente vai cobrar a mais por isso, mesmo que gaste o mesmo que se produzisse um motor meia boca.

          • 4lex5andro

            “em troca do preço menor e mais equipamentos ..” nem sempre, as vezes nem acrescimo de equipamentos tem, como o corola altis comparado ao civic por exemplo ..

            isso é “folga” dos fabricantes e governo pra cima do contribuinte, que mandam bala nas margens de lucro e impostos no lugar de dar uma qualidade minima nos carros,em especial, os compactos 1,0 ..

          • André Castan

            Motores que precisam ficar regulando válvula são modernos?

          • Ainnem Agon

            É o que eu sempre falo: os departamentos de P&D aqui do Brasil trabalham para PIORAR os carros buscando um menor custo de produção à fábrica, e não para fazer um MELHOR PRODUTO ao consumidor.

      • Marco Schneider

        Custa mais por causa de vários fatores, tanto de conceitos já formados na cabeça das pessoas (por ex: carro japonês é bom, não quebra) quanto por aspectos técnicos, pois os motores são de fato bons, não quebram à toa e agora sabemos que eles investem em bons projetos de segurança, o que é custoso também. Eu não critico quem compra e admito ter um pouco de raiva quando leio os comentários dos fanáticos por carros usados, até porque se eles pararem pra pensar, o preço do usado também é abusivo, principalmente quando comparado com o preço dos carros lá fora, coisa que eles adoram fazer.

        Abs!

  • Interessante que a versão do HRV testada tem apenas 2 airbags (a top EXL tem 4, e nos outros países essa versão tem 6).

  • Túlio Leal

    Não esperaria menos da Honda.

  • E o Ká finalmente tem suas 4 propaladas estrelas.

  • Franco da Silva

    A Ford quase acertou. Eles mesmos chutavam 4 estrelas, mas com essas 3 para crianças, ficou meio baixo. Aceitável. Mas ficou pra trás da concorrência.

    • Depende. Superior ao Ônix e Palio, no mesmo nível do HB20 e Étios e inferior ao do up!, ou estou enganado?

      • Franco da Silva

        Acho que igual ao Palio (novo, com air bag). Mas é por aí. Na média. Não vai comprometer mas tbm não vai ser destaque.
        O novo Fiat (que eu chuto o nome Mille) acho que vai ter isso ou mais pelo que se fala tanto nos reforços estruturais. Só dá medo o peso do carro, pois ninguém fala em aços leves. Ainda mais que agora falam na morte definitiva do novo motor, vai só o EVO por tempo indefinido.

        • Diego

          Em estrelas a nota é a mesma entre Palio e Ka, mas em valores reais é levemente maior o do novo Ka.

          Editado: Seria bom refazer o teste do “Fiat Novo Uno Evo sem airbags” q só conseguiu 1 estrela para adultos e duas para crianças (o último teste foi em 2011), desta vez com o air bag.

          • Edson Fernandes

            *Sem Air bags.

          • E lá vai eu denovo kkkk. Palio é 3 estrelas (via pontuação, sem o acrescimo “nojento” de 1 ponto por aviso de cinto)

            • Diego

              Essa ai da muito pano pra manga …
              Por que pode-se dizer tbm que como a grande maioria dos carros 4 estrelas tem esses tipos de avisos, então eles já contavam com este ponto a mais em suas notas.

              • Nao, pois antes nao recebiam a nota por avisos. O mesmo caso pro Euroncap, Asean Ncap, etc.

                • Diego

                  Eu desconheço sobre a metodologia de ratings do Latin NCAP, mas é comum removerem pontos por ausência de tecnologia X ou Y, assim como adicionam pontos por inovações (a Volvo adora isso).
                  Mas uma coisa eu sei, como leigo, as fotos do teste do Palio não me inspiram muita confiança independente da nota.

            • tiago

              O palio tinha quatro, ficou com três pela falta do aviso…
              Colocou o aviso recebeu as quatro estrelas…s.m.j, é o correto a se fazer, melhorar e colher os frutos.

              • Nao acredite no que sites desinformados postam. Já vi muita coisa pior. O latinncap nao retira pontos por ausencia de aviso. Quem faz isso é a Euroncap. O latinncap nao retira, mas adiciona se estiver presente, por esse fato, a nota maxima que era de 16 pontos, agora sao 17 pontos.

                • tiago

                  Mas a falta do aviso sonoro, no primeiro teste, custou alguns pontos.
                  Com a correção efetuada estes pontos foram somados.
                  No primeiro teste, sem o aviso, a nota foi de 10,84, após a instalaçao do aviso subiu para 11,34, ou seja, 0,5 pontos que haviam sido descontados pela falta do item foram adicionados, a não ser que o Latin n cap não siga as mesmas regras para todos os carros, este implemento de nota está plenamente justificado.

                  • Uai, mas voce mesmo já está dando a resposta. hehehe. Tanto no primeiro teste, como no segundo teste, a nota maxima é 17 pontos. Pois já tinha implementado essa regra.

                    Pense assim: A nota maxima da sua prova na escola, é de 10 pontos. Se voce me dar um beijo, te dou nota 11. Se nao der, vai continuar com nota 10. Mas ai voce vai pensar: “como vou receber nota 11, se isso nao existe”. A latinncap criou essa nota hehehe. Entende o porque eu meto tanto pau nessa piada? A euroncap nao faz isso, e nenhum outro ncap faz isso.

                    A latinncap aumentou a nota maxima de 16 pontos para 17 pontos ao introduzir essa piada de adição de aviso. Ela NAO retira a pontuação na ausencia, ela adiciona caso tenha.

                    • Eu acho que o Tiago não precisa te beijar..

                    • Digamos que o Ecosport de hoje venha na versão 2017 sem o bendito aviso: vai perder um ponto na nota que tem e voltar para 4 estrelas, simples assim. É muita lenga-lenga por uma coisa tão óbvia e simples, por Deus. kkkk.
                      Problema é que é praticamente impossível um modelo que venha com este tipo de equipamento (aviso de cintos desatados) venha a perdê-lo em um nova versão, aí fica esse argumento de que o quesito só soma nota, não subtrai. Subtrai, se a montadora resolver limar o dispositivo do carro.

                    • Caraiiiiiiiiiiiiii, porque é tao dificil de entender issooooooooo!!!! kkkk. O Ncap foi feito para ter nota MAXIMA 16 pontos. Apartir de 14 pontos voce recebe 5 estrelas. Se voce aumenta a nota maxima para 17 pontos (o que já nao deve existir), voce automaticamente passa a dar upgrade nas estrelas. Caraiiiiiii, povao é ruim demai de matematica, meu Deussssssssssssss.

                      Toda e qualquer teste, tem a pontuação MAXIMA determinada, e se o caro nao corresponder, vai sendo subtraido. Mas a nota MAXIMA permanesce. A latinncap ALTEROU essa nota maxima, devido a isso, carro com baixa qualidade estrutural passa a receber upgrade!!!!!! Ainda nao entendeu issuuuuuuuuuuuu???

                      Por causa de um aviso, o Palio ficou seguro no nivel do HB20, e Etios??? NAO MESMOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!

                      Entao faz assim, pega o Palio, coloca ESP nele e recebe mais 1 ponto, 6 airbags e recebe mais 1 ponto, frenagem automatica e recebe mais 1 ponto, resultado um carro com ais de 14 pontos, e nota 5 estrelas. OHHHH ki legalllll!!!!

                      Ai o capacho compra esse Palio de 5 estrelas, todo bam bam bam, bate de leve na rua, e sai todo torto ou morto. Ué??? Cade as 5 estrelas?? É ri-i-cu-lo esse raciocionio mega bizarrooooooooooo. Entao o Gol já pode dar upgrade e dizer que tem 4 estrelas. Aliasss, para que fazer crast test??? Só contar os equipamentos de segurança, e pronto recebe 5 estrelas na Euroncap…… NAOOOOO, a Euroncap nao tem essa put#ria. Nota maxima, e vai retirando os pontos de acordo com a AUSENCIA.

                      Meu Deus, isso é obvio, nao precisa nem ser matematico. Como que eu posso aumentar a nota maxima de um crash test, por ter um aviso, ou mesmo o ESP, frenagem automatica etc. No que isso muda no crash testttttt????????? A nota MAXIMA é nota MAXIMA, nota de 5 estrelas. E nao sair inventando uma 6 estrelas, reprova no impacto e fica com 5 estrelas??? De onde saiu essa nota de 6 estrelas??? Ou seja, de onde saiu esses 17 pontos???????????

                      GOL em 2017 (obrigatorio ESP), vai ter 5 estrelas. UHUUUUU!!. AH VAHHH.

                      Já me estressei com essa PORCARIAAAAAAAA kkkkkkkkkk, de explicacao. É taooo obvio, mas taoooooooo obvio. Olhe a pontuação das crianças, é MAXIMO 16 pontos. Todo NCAP é 16 pontosssssssssssssss. “ah maz idai enventah un 17 pontos?”….Entao inventa logo um 20 pontos por cada equipamento adicional. Palio 5 estrelas com aviso, ESP, 6 airbags e frenagem automatica. OHHHH!!!!!! Te encontro no hospital, claro, eu medico, voce o paciente. kkkkkkkkkkkkk

                      Eu acho mega interessante, o dummie sai lesionado, mas recebe 4 estrelas por ter aviso de cinto. kkkkkk. Quando voce for atendido no hospital, fala assim: “mas cade as 4 estrelas dessa budega??”. Vou te atender dizendo: “a dilma te enganou denovo né?? kkkkkkkk”.

                    • Vamos lá, menos nervosismo e mais atenção na argumentação: questão não está na matemática (sou engenheiro, pode saber que de números eu entendo), que é básica e bem simples: passaram a pontuar um acessório que antes não pontuava, somaram o danado na nota máxima anterior, ponto final. Se o veículo tiver o danado, ponto pra ele, se não tiver, zero, se tinha o aparato e retirar, vai PERDER o ponto, e é só.
                      Agora, se você não concorda com o fato de que aumentaram esse ponto e não subiram a régua na compartimentação das estrelas, aí são outros 500, e eu concordo contigo que deveriam mexer nisso, rever os limites de cada classificação. Ocorre algo semelhante com aquilo que falei em outro post, onde você coloca carros com duplo airbag com 5 estrelas, juntinho com outros de mesma resistência estrutural que forneçam um punhado de bolsas a mais, por exemplo, o que é uma distorção clara.
                      Portanto, questão de critérios (e não de matemática, todo mundo entendeu essa continha besta do um ponto do sinal do cinto, você não precisa se achar um gênio por essa bobagem), cuja a parametrização do aviso de cintos é o de menos. A questão dos airbags laterais, de cortina e de joelho significarem absolutamente nada no número de estrelas para mim são uma distorção muito maior do que essa do aviso de cintos que você tanto bate na tecla.
                      Agora, relaxe um pouco, procure fazer uma revisão ortográfica nos seus textos antes de postá-los, ok? Fica muito difícil de conseguir lê-los do início ao fim com tantos problemas de português e tantas figuras de linguagem desnecessárias.

                    • Nao vou relaxar nao. Vou é tomar um banho, comer algo, ver seriado que eu ganho mais. Vou apenas encerrar esse assunto com ironia, e sarcasmo.

                      Ironia = Compre o Ecosport com supostos 5 estrelas, e eu vou de Malibu com os supostos 4 estrelas. (Muita gente acha que o Malibu recebeu 4 estrelas por falta de aviso de cinto. Assim, foi publicado em todos os sites automotivos que manja NADA. Ele recebeu nota acima de 14 pontos, ou seja, tem nota para receber 5 estrelas, contudo nao recebeu por nao ter feito o teste lateral)

                      Sarcasmo = Ano que vem terá o novo protocolo da latinncap, diz eles que vai acabar com esse metodo de pontuação, ai eu quero ver shows de carros tirando 3 estrelas, mesmo tendo mais equipamentos. Ai diliça!!!

                    • Nem a pau que eu compro um Ecosport! kkkkk.

                    • Tomei banho, e partindo pro meu rango. Enquanto eu tomava banho, lembrei de um exemplo mais pratico e realista que do Joaozinho. E ai vai:

                      Global Ncap diz que carros minimamente seguros, tem que possuir 11 pontos no crast test. Tendo isso em mente, vamos a seguir;

                      Palio e C3 recebeu menos de 11 pontos no crast test, logo foi REPROVADO, mas ainda assim recebeu 4 estrelas, pois foi adicionado 1 ponto SOBRE a pontuação do crast test. Ou seja, um carro reprovado, mas com 4 estrelas. Isso é B-i-z-a-r-r-o.

                      Agora vamos ao Euroncap, entidade mais séria. Lá funciona por score/ porcentagem, por categoria, sem ficar somando pontos um encima do outro. Vou explicar em miudos. No LatinNcap, eles somam a pontuação do aviso de cinto encima da pontuação do crast test. O que é obvio nao ser justo, pois um carro reprovado no crast test pode passar a receber 4 estrelas e ser considerado carro seguro.

                      Então para não ser injusto, como a EuroNcap faz? Simples, invez de usar pontos, ela usa score (porcentagem). Os equipamentos adicionais (tais como aviso de cinto, esp, etc) estão na categoria de “Safety Assist”, totalmente separado do score do crast test. Assim, a EuroNcap testa primeiro se o carro foi APROVADO nos testes de impacto, e depois ela olha se o carro possui equipamentos de segurança exigidos pela entidade. Caso nao tenha tais equipamentos, ela diminui o score na categoria do “Safety Assist”, assim o carro no score total passa a nao receber 5 estrelas. Mas o score do crast test permanece inalterado. Muito justo né?

                      Já na jamanta da latinncap é uma zona, parece coisa da Dilma com aumento da classe media. Resumindo, somar pontos do aviso de cinto encima da pontuação do teste de impacto é piada. Só a latinncap faz isso. Depois o povao fica falando que C-Ncap (chines) é duvidoso.

                      Ano que vem começa a valer o ESP. A pergunta: entao vai adicionar mais 1 ponto encima da pontuação do teste de impacto? Latinncap tambem nao é burr#. Se fazer isso, muitos dummies lesionados vao receber 4 estrelas. A Latinncap disse que vai usar o score, e nao mais pontuação. Ou seja, acabou a mamata, e vai ser chuva de reprovação. kkkkkk. E como a Honda nao é loka, testa todos os carros da marca antes de mudar. kkkkk. Embora, nao sei se foi escolhido aleatorio (3 carros da mesma marca), mas é só eu enviar um email para o diretor do latinncap que ele me responde se foi patrocinado ou nao.

                    • Beleza, isso passa pela revisão dos scores limite para cada estrela a ser computada. A adição de pontos em si não é um problema prático. Fazê-la sem as devidas correções nos parâmetros de aplicação de estrelas, sim.
                      A bem da verdade, esse lance de estrelas é meio fora de propósito. Se o consumidor estivesse acostumado somente com as notas, acho que seria mais válido do que dividir os carros em “castas” dentro de limites pré-fixados.

                • Mas todo critério de pontuação é assim: tem determinado equipamento, ganha os pontos referentes a ele, não tem, não ganha. Normal, não?

                  • NAO, nem euroncap faz isso, NEM a latinncap faz isso. Apenas no aviso de cinto que a latinncap inventou essa mercadoria, devido a isso teve que inventar tambem 17 pontos. Nao vou mais explicar NADAAA. Google é GRATIS, sempre foi, e acho que sempre vai ser. Protocolos da ncap tem no google (se bem que estava fora do ar meses atras). Cansei de explicar. Nunca vi na minha vida, nenhum teste, nem na escola, onde aumenta a nota maxima, para passar de ano. kkkkkkkkkk.

                    – Meus queridos alunos, apartir de hoje, a nota maxima da escola é 12.
                    – Professora, entao vai aumentar a nota minima para passar de ano?
                    – Nao Joaozinho, a nota minima continuará 7, e voce passa de ano.

                    kkkkkkkkkkkkkk. Aí está o jeitinho brasileiro de passar de ano. Vou mandar email para Dilma, aposto que ela vai adorar.

                    Cansei, nao sou nem pago para explicar. Link explicando tudo bunitinho, já postei varias vezes. Ao menos a latinncap vai mudar ano que vem. Me abstenhuuuuu, isso aqui está parecendo um facebook. Cada um posta o que quer, mas ninguem traz fontes. NINGUEM, exceto eu, que posso falar com propriedade, afinal, sempre tenho fontes.

                    • Uia… mudou nada. Se o carro perder o acessório (aviso de cinto desatado), vai perder um ponto. Se não tiver o acessório e colocar, vai ganhar um ponto. Questão de semântica pura, e não de vastos conhecimentos técnicos. Só está em discussão essa parada porque a entidade resolveu introduzir a pontuação para o bendito acessório em determinado momento. Se essa pontuação para o alerta já existisse desde o começo, a discussão seria esdruxula.
                      Veja bem, não estou discutindo contigo fontes, parte técnica, ou os critérios do Latin NCap. Também acho superestimado 1 ponto pelo aviso de cintos, mas ao mesmo tempo acho que ele deva ser pontuado (quantas vezes, numa distração a gente deixa de atar o cinto e o aviso nos alerta? E se um acidente acontece nessa situação?), pois é sim um item relativamente barato, mas de importância indiscutível na segurança passiva do veículo. Se foi introduzido na pontuação, acho positivo.
                      Seria a mesma coisa de o Latin NCap introduzir hoje em sua pontuação mais alguns pontos por um novo acessório. Vou citar como exemplo o airbag para pedestres que a Volvo lançou em um de seus modelos. Ora, soma-se a nota que este aparato terá na pontuação total, os modelos que passarem a contar com o mesmo, levam a nota, e ponto final. Qual é o erro na medida? Na minha opinião o erro estaria antes, quando não se pontuava nada pelo aviso de cinto desatado.

                    • Ai meu Deus, juro que é meu ultimo reply nesse artigo. kkkkkk. Nao estou criticando o aviso, e sim de ter AUMENTADO a nota maxima de 16 para 17, para poder encaixar um carro com dummies LESIONADOS receber nota 4 ou 5 estrelas. É preciso desenhar isso?? Quer dar pontos, ou retirar pontos? Faça isso sem alterar a nota maxima.

                      Segundo o protocolo do ncap, todos os carros começa com a premissa de nota maxima. Em caso de ausencia, voce vai subtraindo. Ou seja, nao se pode alterar a nota maxima, e adicionar um ponto com aviso. Se ainda assim a latinncap quer fazer isso, entao que altere a nota minima. Mas ela MANTEU a nota minima. Por isso eu chamo de UPGRADE de estrelas. Nao consigo dar exemplo melhor que o do Joazoinho na escola.

                      FUIIIIII!

                    • Não precisa desenhar, kkkkk. Eu entendi o seu ponto de vista desde o começo, só não concordei com a forma de expô-lo. No cerne da questão nós estamos de acordo desde o início.
                      O que é preciso arrumar nos critérios da entidade é a compartimentalização de estrelas: se aumentou a nota máxima, aumente o patamar de divisão entre cada estrela a mais. Também não concordo com o Ecosport ter ganho uma estrela por ter o aviso de cinto.
                      Só que nos critérios do Latin NCap ainda tem coisa muito mais significante que essa do alerta dos cintos para concertar ainda. A entidade é “jovem”, tem muito o que amadurecer.

                    • ….

                    • Tu é engraçado, homi! Gostei. kkkkkk.
                      Mas deu pra notar desde o primeiro post que a nossa opinião principal sobre o assunto convergia. Tu focou tanto na questão da pontuação do aviso de cinto que não viu que eu não estava discordando de que era injusta a ascensão de um modelo só por uma luzinha, e sim do fato de que não acho que seja injusta a pontuação do aparato, ela só deve ser feita de maneira apropriada. Quanto aos critérios do Latin NCap, fui o primeiro a dizer que eles misturam muito “joio com trigo”, seja por pontuar demais uma luzinha, seja por não pontuar airbags adicionais, seja por um outro punhado de coisas que ainda precisam evoluir muito na entidade.
                      Bom, é nas discussões mais acaloradas que a gente aumenta mais nossos conhecimentos.
                      Grande abraço.

          • João Martini

            E o HB20 com uma boa margem à frente do Ka. Se não me engano a partir de 14 é 5 estrelas, HB20 teve 13,8

            • Clovislauro

              Voce se enganou, o HB20 ficou com 4 estrelas na frente e 3 atrás, como no Ka.

              • Ele está falando da pontuação, e nao de estrelas.

              • João Martini

                HB20: 13.80 adulto 34.52 criança
                Ka: 12.17 adulto 30.58 criança

                • Alligator

                  a nota do HB 20 inclusive foi maior que Fiesta e Peugeot 208

        • Sabe qual a questão, Franco? Eu olho para o HB20 como a forma certa de fazer um carro (Independente do sucesso comercial dele, que acaba sendo uma consequência): Eles olharam a concorrência e atacaram o pontos críticos que eles tinham, como uma base moderna que seria mais fácil atualizar no contra ataque dos concorrentes (Fácilmente foi implementando um câmbio de 6 marchas nele por exemplo).
          Hoje as pessoas não ligam muito para segurança, de modo que hoje tanto faz se esse novo carro fosse monoestrelado ou 5 estrelas. Mas e daqui a dois anos por exemplo? Será que o nível que o up! estabeleceu em segurança daqui a dois anos será o mínimo aceitável? A própria Fiat viveu a história de um carro que foi de inovador a antiquado em poucos meses (Tipo). Eu espero sinceramente que o novo Mille venha preparado não só visando os concorrentes atuais, mas os futuros. Se a Fiat pensa que as pessoas não ligarão para segurança daqui a dois anos como não liga hoje, podem se surpreender negativamente e investir milhões em um produto já datado..

          • Rodrigo

            O que eu admiro na Hyundai (mais notadamente na Hyundai Brasil) é a sua velocidade em promover melhorias / mudanças. Se vc pega o HB20, por exemplo, menos de 5 anos de mercado já saiu uma atualização estética. Em menos de 1 ano de lançado já passou oferecer multimídia e outros acessórios que o segmento valorizava. Foi mal no primeiro teste de colisão, imediatamente implementaram melhorias construtivas e solicitaram realização de novos testes.
            Pode parecer pouco, mas mudanças de projetos (ainda mais em veículos) levam tempo, consome esforços e dinheiro.
            Pra quem é um pouco mais “antigo” já viu a Fiat ser assim em sua melhor época (anos 90 e inicio do 2000). Depois que virou líder, parece que deitou em berço esplêndido, tanto faz…

            • Sem querer ser chato, mas é muito difícil qualquer modelo de nosso mercado atual passar 5 anos sem uma atualização estética. E convenhamos, a do HB20 foi muito, muito sutil. Não acho que isso seja uma “vantagem” da Hyundai.

              • Nesse aspecto você está certo. Mas a questão de modernidade da base é uma vantagem da Hyundai para alguns lançamentos.
                A Renault conseguiu colocar uma multimídia legal no Sandero… Mas a posição dele mostrou que o projeto não previa isso. Um exemplo simples, banal que mostra as diferenças de concepção dos projetos. E olha que o Sandero é razoavelmente moderno, embora tenha um objetivo diferente do i20, base do HB20

              • Holandês Louco

                Exato, nem na época de Opalas, Chevettes, Mavericks e Darts eles ficavam iguais por 5 anos consecutivos. Agora então…

            • FocusMan

              Você acha isso rapido? Putz…. rapaz… como se contenta com pouco. o normal é uma mudança de meia vida com 3 anos. A Hyundai fez apenas o que todas as empresas fazem, tirando a VW que é louca…

          • FocusMan

            Vejo da mesma maneira.

            Só não sei se eles estão fazendo o lucro esperado com o carro. E no final, isso é o que importa dentro do mundo dos negócios. O sucesso não se mede em número de veículos vendidos, mas em profit por veículo.

      • Alligator

        HB20 teve uma nota 1,5 maior que a dupla Fiesta(mexicano) e KA

        • tech76

          É verdade, mas é preciso observar que o teste do New Fiesta foi com a versão de 2 airbags, a versão top de linha possui 7 airbags, o que inclui o airbag de joelho e a pior avaliação tanto do Ka como do New Fiesta foi em relação ao joelho. Então, provavelmente a versão do New Fiesta com 7 airbags tiraria 5 estrelas.
          Concluindo: se pegarmos HB20 top e New Fiesta top, o New Fiesta é bem mais seguro pois o airbag de joelho resolve a falha demonstrada no crash test e ainda adiciona airbags laterais e de cortina, e além disso possui controle de estabilidade, ou seja, muito mais seguro que o HB20, não tem nem comparação.

          • Alligator

            todos os testes são feitos com versões de entrada!!!! …..não existe isto de o carro ter uma versão mais completa e levar uma nota maior, já que as versões testadas são sempre as básicas.

            • tech76

              Nunca disse o contrário, só disse que esse teste só pode ser levado em conta nas versões de entrada! Na versão top de linha com 7AB e ESP o New Fiesta da um banho no HB20.

            • A metodologia do teste não impede que sejam testadas versões mais completas, questões mais ligadas aos custos dos testes e sua forma de patrocínio é que acabam levando à utilização corriqueira das versões mais em conta. E mesmo que impedisse, a constatação do amigo Tech76 é válida: nas versões topo de linha, o New Fiesta é um carro mais seguro que o HB20, em especial pela oferta de mais equipamentos de segurança passiva.
              Entretanto, convenhamos: o HB20 é um carro feito para concorrer no mercado na faixa de preço de Gol, Pálio, Onix, Ka. Por falta de outros modelos na gama da Hyundai, acaba oferecendo versões mais equipadas que entram na seara de preços dos compactos premium, que é para onde o Fiesta acabou deslocado na sua última remodelação.

      • Junoba

        Uma pergunta, qual o porquê de colocar acentos nos nomes dos carros !?

        • Junoba, todo carro tem assento! Heheh
          Aliás, Hyundai tem Accent (ok, forcei a amizade)?
          Graças ao seu comentário fui pesquisar. A pedra ônix tem acento. O carro não tem. Outro que eu sempre acentuava incorretamente era Ka, nome egípcio. Acreditei que seria similar a Rá. Mas Rá tem acento. O deus Ka não. Valeu Junoba!

    • 3 estrelas para crianças, devido a cheio de frescuras da latin em relação a manuseio, instruções de uso, etc. A nota em si do teste de impacto para criança, foi SUPERIOR até a do Golf que recebeu 5 estrelas para crianças.

      • Gustavo73

        Como 30 pontos são mais que 44?

        • Voce está falando da pontuação total, eu estou falando é do teste dinamico.

          Para crianças:
          Ford Ka = 15.41 (max 16)
          VW Golf = 15.30 (max 16)

          • 4lex5andro

            pois é, a nota final leva em conta aviso de cinto, ou alarme de porta aberta, ou similar, que nao necessariamente seja um equipamento de segurança literalmente ..

            logo, o comportamento em si, do carro, no crash, é parte da nota no final ..

      • Não é frescura.

        • Nao estou dizendo que as instrucoes, ou manuseio sao frescuras. Eu estou dizendo é que outras entidades tais como IIHS, NHTSA, aprovam, mas a latinncap diz que “para mim nao”.

    • FocusMan

      O 3 estrelas para crianças não é uma nota ruim.

  • tjbuenf

    Essa corrida pelo test do NCap seria para fugir de novas regras que começarão a valer no próximo ano????

    • Chicão

      Corrida??

      • tjbuenf

        Com Honda testando 3 veículos, o que seria?

        • Chicão

          Vc acha que a Honda bate na porta do instituto com os carros a tiracolo?
          Leia sobre a metodologia do teste pra entender…

          • tjbuenf

            A metodologia irá mudar ano que vem e não será tão fácil conseguir 5 estrelas. O Fit nas condições de hoje já não conseguiria por não ter ESP.

            • Chicão

              Sim. Mas o que isso tem a ver com o que estamos falando?

              • tjbuenf

                Ué. Claro está para mim que Honda não perdeu tempo para testar seu portfólio antes da mudança de metodologia. Não é bater no NCap a tiracolo como insinua porque isso não foi feito de qualquer maneira.

                • Chicão

                  De novo?
                  Repetindo: Vc acha que a Honda bate na porta do instituto com os carros a tiracolo?Leia sobre a metodologia do teste pra entender…

                  • tjbuenf

                    Então, se você está com dificuldade, não precisa responder meu post.

                    • Chicão

                      Tô tentando te ajudar a tender.
                      Mas se vc não quer…

                  • Gustavo73

                    Ela pode patrocinar os testes (a imensa maioria na Europa é assim). E testou antes das colisões laterais e esp obrigatórios. Acho que é sobre isso o comentário dele. Antes disso desde que a Latin Ncap existe (5 anos) só o City tinha sido testado.

              • Clovislauro

                Tem haver que a partir de 2016 será obrigatório ter ESP para tirar 5 estrelas, ou seja, se a Honda liberasse os carros apenas no ano que vem para o teste, Fit e City ficariam com 4 estrelas, uma vez que não tem ESP, nem como opcional.

                • Rodrigo

                  Não é a montadora que libera carros para esta avaliação. O instituto age de forma independente e aleatória.

                  • Alligator

                    pode ser sim que a montadora libere os veículos, e nesse caso da Honda tenho quase certeza que o teste foi patrocinado

                    • Rodrigo

                      Certo. .. baseado em quê, afirma isso?

                    • Alligator

                      3 carros do mesmo fabricante

                    • Rodrigo

                      Isso não quer dizer que foi patrocinado. Foge totalmente da diretriz independente do NCAP.
                      Se ocorreu mesmo isso , pede-se a credibilidade.
                      As montadoras fazem crash virtual e físico dos veículos durante o desenvolvimento, e não é em apenas um. Ocorrem vários crash test.
                      Portanto elas não “chutam” quantas estrelas podem tirar, já há idéia do resultado.
                      Portanto não esperam ansiosas pra ver como será. Por isso não há razão para patrocinar tal evento.

                    • Alligator

                      UP foi patrocinado
                      Renagade foi patrocinado
                      Palio foi patrocinado
                      pelo menos esses 3 que eu me lembre…. fora na Europa que quase todos os testes são patrocinados

                    • Rodrigo

                      Estamos falando de Latin NCAP.
                      Se há evidências do que diz, apresente – as! Fico curioso em saber como ocorreu.
                      Agora se é algo em que acredita, aí é só especulação.

                    • Alligator

                      links vão para a moderação levam horas as vezes dias para serem aprovados

                    • Rodrigo

                      Sei…

                    • Rodrigo

                      A informação que tenho de dentro da montadora onde trabalho é que é aleatório. Mas aqui os custos são extremamente controlados e minguados, pois a recessão está brava!
                      Realmente há coerência no patrocínio destes testes! Por exemplo o do EcoSport pelo visto não foi patrocinado, pois foi o primeiro a obter 5 estrelas mas nunca se valeu disso para vender. Tanto que nas css não há nem menção disso, nem nas propagandas, pelo o que me lembro.
                      Já o up! tem adesivo e propaganda deixando isso bem claro, com o label LAtin NCAP!
                      Já o Renegade eu não sei, comprei-o antes da avaliação NCap. Não sei se agora utilizam isso na propaganda ou nas css.
                      Aprendi essa desta vez! Valeu!

                    • Alligator

                      mas põe no Google crash test do UP patrocinado e crash teste Renagade e Palio patrocinados

                    • Rodrigo

                      Vi do Renegade apenas um link do EXTRA. Mas já foi suficiente para perder a integridade, já que o Latin NCAP sempre indicou independência externa.

                    • Gustavo73

                      70% dos testes na Europa são patrocinados. Patrocínio significa pagar pelos custos dos testes. A Latin faz a compra e o resto até o teste. No mundo todo é assim. Cada teste custa em torno de 300 mil euros.

                    • cepereira2006

                      Não vejo problema no teste ser patrocinado, desde que continue isento.

                    • Etios…

                    • tjbuenf

                      Ocorre testes patrocinados a todo instante, e isso não é ocultado, nas próprias transmissões o Alejandro Furas já falou de modelos que estavam sendo testados por patrocínio. Seat, Ford também já patrocinaram testes.

                  • Clovislauro

                    Rodrigo, o instituto age de forma independente, mas se uma montadora quer patrocinar o crash test para divulgar seu suposto bom resultado, pode, sem nenhum problema. Uma entrevista com um gestor do Ncap deixou isso bem claro, inclusive eles incentivam essa prática para poder testar os carros as dispensas do fabricante. Ficaria difícil eles testarem todos os carros as próprias dispensas, pois tem o valor do carro, transporte até a Europa etc…..
                    O LatinNcap testou o up! brasileiro antes mesmo de seu lançamento, justamente porque a VW quis patrocinar o teste porque ela já sabia que o resultado ia ser muito bom e seria um diferencial de mkt para o lançamento. Isso ainda não quer dizer que as montadoras “comprem” os resultados.
                    Porque voce acha que Celer, Uno com air bag, Cobalt, Spin, Classic e outros ainda não foram testados? Esses terão que esperar o instituto bancar o teste, porque as montadoras não tem interesse em faze-lo.

                  • Daysan Medeiros

                    Aleatoriamente… escolheram 3 carros da Honda… Boa…

                    • Rodrigo

                      Aonde será que eu estava com a cabeça? Estatisticamente isso é impossível!!!
                      Ainda bem que há os gênios da Internet para clarear nossa visão!

                    • kkkkkkkkk. Poe o bendito modo [ironic]. Mas é só enviar email para o diretor da latinncap que ele responde.

  • Acho impressionante ver o funcionamento do monobloco nesses impactos: na filmagem pelo ângulo superior, o teto até parece feito de pano, é como se uma onda percorresse sua superfície.
    Agora, eu não acho que deveria ser possível carros sem ao menos airbags laterais obterem 5 estrelas. É bem visível como há danos significativos nos dummies nos impactos laterais. Masmo com o Latin NCap tendo regras menos rígidas que entidades dos países desenvolvidos (vá lá, não é desejável mas se compreende), essa questão é primária, e não deveria ser aceita.
    Aí eles vão e testam um carro com proteções laterais e de cortina e vem as mesmas 5 estrelas daquele equipado só com airbag duplo. Isso passa uma “informação” enganosa ao consumidor mais desavisado (a maioria, convenhamos), que vai acabar tendendo a achar que as demais bolsas podem ser descartadas sem maiores problemas.
    Agora o Aveo… impressionante ver a diferença de rigidez dele para os outros carros testados. Sua cabine praticamente se desintegra.

    • Ubaldir, entendo seu ponto. Como leigo no assunto, pergunto: e, se de repente, os airbags laterais/cortinas/joelhos tiverem eficiência reduzida quanto comparados aos frontais? (Ou seja, TALVEZ tragam uma melhoria irrisória – apenas um palpite, me corrijam se eu estiver errado).

      E no Euro NCap, quantos airbags são preciso para se ter 5 estrelas? (Eu realmente não faço idéia).

      • Sem os laterais e de cortina, sei que no Euro é inviável a obtenção de 5 estrelas. Mas não sei precisar o critério.
        Uma boa medida para você observar o comportamento das bolsas laterais e de cortina é ver alguns desses filmes de testes de impacto em modelos que contam com as mesmas. A diferença é enorme em casos de impactos laterais. Nos frontais, realmente muda pouca coisa.

        • Obrigado pelas respostas! :)

        • Gustavo73

          Não é bem assim o Up e Fusca só tem 4 Airbags e tem 5 estrelas.

          • Mas é aquele airbag lateral do tipo que protege a cabeça tambem né.

            • Edson Fernandes

              É sim.

              Ele infla até o teto. Se eu não me engano esse sai da lateral do carro e não dos bancos.

          • Ficou meio ruim meu escrito, né… seria mais correto “carros sem nenhum dispositivo de proteção lateral”. Sei que os de cortina fazem muita diferença na pontuação da proteção a crianças no banco traseiro, mas não impedem 5 estrelas para adultos, contanto que se tenha os airbag laterais. Carros com airbag duplo somente não obtém pontuação máxima no Euro.

      • radiobrasil

        Um conhecido sofreu um acidente com um HB20. Ele estava circulando numa avenida de madrugada ha uns 30 por hora no maximo e 2 moleques bebados num Audi A3 em alta velocidade bateram na traseira do Hyundai. O impacto frontal contra o volante , cintos e airbags amorteceram, MAS a cabeça dele chicoteu e bateu na coluna B causando sérias lesões neurológicas. SE tivesse airbags lateriais hoje tenho quase certeza que ele estaria bem. Mas como não tinha, está ha 2 meses numa UTI, quase vegetando.
        Os moleques bebados? 800,00 de fiança e serão processados apenas por homicidio CULPOSO!

        • Chicão

          Quem tem a partir de 1,70m já bate com a cabeça na coluna B.
          Ai precisa mesmo de air-bag de cortina.

        • Airbag lateral nao protege a cabeça. (exceto alguns modelos que usam outro tipo de airbag lateral).

          • radiobrasil

            Realmente.. o de cortina lateral que proteje.

          • Fusca e up! (Esse na Europa) e pasmem: Palio e Punto!

          • Para esses casos, o ideal seria que tivessem airbag de cortina. Mas em impactos laterais, os sidebags acabam protegendo a cabeça, também. Ao afastarem o corpo do ocupante, acabam por deixar a cabeça afastada da estrutura do teto, pode observar em testes de impacto em carros que contam com aibags laterais e não contam com o de cortina.

      • Edson Fernandes

        Rael,
        Os disparos de airbag tem que ser em conjunto. Quero dizer, aquele carro que estoura todos os air bags numa colisão frontal (os coreanos e alemãess tem esse arranjo geralmente), há um tempo de disparo para que evite justamente lesões piores com mais air bags. Ele dispara de forma que seja possível evitar danos ao condutor e possiveis passageiros.

    • Celio

      Bem pertinente seu comentário. Tem toda razão e acho que nos dias atuais, corroborando com seu pensamento, seria inadmissível dar 5 estrelas a um carro sem pelo menos air bags laterais. Espero que a Latin N-Cap continue a exigir novos equipamentos como tem acontecido e isso seja já na próxima fase, tornando obrigatória a presença dos side bags para se ganhar mais estrelas, assim como a Euro N-Cap exige o ESP para isso.

    • Diego

      Se não me engano os teste de impacto lateral e poste, passam a ser obrigatórios na próxima fase do Latin NCAP e provavelmente não devamos ter mais 5 estrelas sem airbag lateral.
      Hoje o teste de impacto lateral só feito para averiguar se existe alguma falha estrutural muito grave, caso o carro tenha obtido 5 estrelas no impacto frontal.

    • Chicão

      Não leve a mal Jr, mas vc falou mt coisa nada a ver com nada.

      Vc só olhou o vídeo. Pra tirar conclusões, vc precisaria primeiramente saber como é a metodologia do teste e depois ver como ficaram os sensores do dummies.

      • Hum… não sei onde se encaixa sua observação com relação aos meus escritos.
        Só disse que não acho funcional se predispor a dar 5 estrelas para carros sem nenhuma bolsa de proteção lateral, pois aqueles que oferecerem o aparato acabarão recebendo uma nota igual em “estrelas”, o que pode fazer o leitor mais desavisado acreditar que elas não são (muito) úteis.
        Não é necessário se avaliar leituras dos dummies para se verificar que os mesmos são muito atingidos nos testes de impacto lateral. Em testes de modelos de boa estrutura (como os Honda dessa fornada, por exemplo) e com bolsas laterais, é notável a diferença que elas fazem nessas situações. Problema é que os resultados do Latin NCap atualmente focam no impacto frontal, com o lateral sendo utilizado mais no sentido de se observar se há alguma falha estrutural significativa no modelo.

    • Rodrigo

      Não vi os vídeos (ainda), mas presumo, como leigo no assunto, que essa “onda de choque” que percorre algumas partes da carroceria, como o teto, são previstas e até positivas, uma vez que indicam que o tal choque não chegou aonde não deveria: os ocupantes do carro. Será que esse raciocínio faz sentido?

      • Acho que são mais ligadas ao fato de que a estrutura em monobloco é monolítica, como todo a estrutura do carro interligada. A câmera super slow motion é sho w de bola.

        • Thiago

          Ela é, realmente, parte da deformação programada. Se olhar testes de carros mais antigos, verá que ela não se forma. Ela ajuda a dissipar a energia ao longo da carroceria, mantendo-a longe dos ocupantes.

    • Nao tem nada de errado. São 5 estrelas para impactos frontais, e lateral. Euroncap tambem dava 5 estrelas nessas condições. Hoje é preciso de ESP, aviso de cinto traseiro, lateral no poste, impacto traseiro, frenagem automatica, etc. Voce nao quer que a Latinncap exija tudo isso das carroças vendidas no Brasil né? Tudo tem o seu tempo, aos poucos a latin vai endurecendo. Ano que vem já será necessario o ESP e airbags de cortina. Ou seja, tao fuuuuuuu, kkkk

      • tiago

        O sistema de estrelas é falho para o consumidor final – que, em geral, não estuda a fundo o relatório – e será guiado apenas pelas estrelas ( 0 a 5). Aí quando o up, por exemplo, recebe cinco de cinco estrelas possíveis, dá a impressão de perfeição, mas na verdade dá para melhorar, com mais tecnologias de segurança já difundidas no 1º mundo, e, pior, um carro de excelente estrutura, com mais airbags e esp, não terá nem a possbilidade de superar o supracitado up.

        • Fazer o que né. Poucos vao a fundo, maioria le so o texto, e sem falar nos que le só o titulo. kkkkkkkk.

          Nao duvido nada que nos sites americanos, tenham comentario do tipo: “poh, esse carro recebeu nota ruim no IIHS, mas lá na Europa recebeu nota maxima no Euroncap. Esse Euroncap deve ser um lixo.”

          Poh, metodologia diferente, jogam o carro no “concreto” ai é fogo tambem. kkkk

        • Mas é perfeitamente possível comparar o desempenho do up! com o que se vende hoje. E aí? Ele continua em vantagem contra Onix, Palio, HB20, 208, New Fiesta, Ka, Etios…

          • tiago

            A vantagem do up sobre os concorrentes é nítida, eu não disse o contrário. Só disse que o sistema de dar notas por estrelas pode produzir aberrações, e.g. um volvo XC 60, com 6 airbags, esp e mais muitos outros sistemas de proteção vai ter a nota 5/5. A mesma de qual carro? A mesma do up! com 2 airbags e abs. Isso, na cabeça do consumidor comum, que não lerá o relatório do crash test, pode dar a falsa impressão que o que vier a mais do que os 2AB + ABS é supérfluo, pois as 5 estrelas são o limite.

            • Entendi e não tinha pensado nesse ponto de vista. Claro, um carro pode ter marcas similares à outros carros maiores de outras categorias (Smart é o melhor exemplo), mas a medida que os testes foram ficando mais exigentes, começará a diferenciação de um up! para um Volvo por exemplo. Valeu pelo ponto!

      • Concordo com a tese de que o Latin NCap tem que ir endurecendo as regras de acordo com que o mercado vá amadurecendo, por mais cruel que isso pareça… rs.
        Mas acho meio que básico levar em consideração alguma diferenciação de pontuação com relação aos danos que os impactos laterais causam nos dummies. Nesses vídeos mesmo, dá até dó dos bichinhos nos impactos laterais… kkkkk.

  • Lucas Kopereck

    Acabou o mimimi pelo teste do Ka rsrsrs.

  • Jorge

    Em resumo:
    -Honda Excelente;
    -Ford Razoável;
    -Chevrolet Medíocre.

    • Bom, sem querer defender Ford ou GM e nem desmerecer a Honda, há de se avaliar que Ka e Aveo são carros de patamares de preço muito distintos aos modelos da Honda testados. Em especial o Aveo, carro de entrada em mercados que ainda permitem ausência de bolsas frontais.

      • Diego

        Aveo é o antecessor do Sonic usa a mesma plataforma do Agile (que tbm não tinha conseguido nota melhor), ou seja, projeto datado e mal equipado, não era de se esperar resultados melhores.

      • Rodrigo

        Sem contar que o Aveo é um projeto antigo, piorado em relação aos seus antecessores (Corsa C) e ainda por cima inseguro só de guiar. Cheguei a dirigir um Pontiac G3 (que é o mesmo carro) e tive um Sonic, são carros infinitamente diferentes em comportamento dinâmico, que dirá em segurança… Até o Corsa C era mais carro que esse Aveo.

      • Ah vem nao. kkkkkk. O UP tem 5 estrelas. Picanto 5 estrelas (para impacto), etc etc. Nao duvido que o Ford Ka europeu atinja 5 estrelas. hehehe

        • Minha réplica foi mais com relação à afirmação:

          “Em resumo:-Honda Excelente;
          -Ford Razoável;
          -Chevrolet Medíocre.”

          É que a Honda não participa por aqui do patamar de mercado do Ka, por exemplo, que custa cerca de metade de um HR-V. A Toyota participa com o Etios, que tem notas semelhantes às do Ka em termos de “estrelas”. E temos GM’s e Ford’s com 5 estrelas em patamares mais elevados do mercado. Portanto, não é o caso de se generalizar para a marca os resultados de alguns produtos em específico, foi isso que eu quis dizer.
          Resumindo, seria correto dizer:
          “Em resumo:
          -HR-V Excelente;
          -Fit e City Bons;
          -Ka Razoável;
          -Aveo Medíocre.”

          • Eu entendi o que voce quis dizer. Tirando o Etios que é xingling, há de lembrar que o Cruze é 4 estrelas, Ford Fiesta (mexicano) 4 estrelas, Ecosport 4 estrelas (sem a piada da pontuação do aviso de cinto). Portanto a Honda está sim acima deles, nas respectivas faixas de preço.

            • No Latin NCap, Cruze e Ecosport (o Ford desde a revisão de agosto de 2013) têm 5 estrelas para adultos. New Fiesta opera em uma faixa de preço (a partir de 40 e poucos mil) abaixo de Fit, City e HR-V. E convenhamos, ainda não sabemos a quantas vai a pontuação do Fiesta depois da produção nacional estabelecida.
              Quanto ao lance do aviso de cinto para o Eco, paciência, são os critérios de pontuação da entidade (os mesmos que igualam modelos com e sem bolsas laterais). Pelos critérios de pontuação do Latin NCap, ele hoje possui 5 estrelas para a proteção de adultos.
              O Etios, como a Honda só trabalha com modelos de entrada já na faixa próxima aos 60 mil no Brasil, foi mais no sentido de inserir um produto da dupla japonesa que opera na faixa de preço entre 40 e 50 mil em nosso mercado. Como se vê, o Toyota tem nível de segurança compatível com modelos de sua faixa de preço, nem mais, nem menos. Nessa fatia mais rasa do mercado, o único que “sobra” em termos de “estrelas” do Latin NCap por nossas bandas é o Up!.

              • Me abstenho de explicar toda sobre aviso de cinto, mas só vou dar um click aqui em dizer que o Cruze é 4 estrelas. Ou sou vesgo, ou sou retardad#.

                • Opa, não era pra eu ter digitado o Cruze. Foi mal. Você deu a informação certa. Mas foram os 5 segundos de bobeira, não sou nem vesgo, nem retardad#… kkkkk.
                  Valeu.

        • Alligator

          vindo da Índia acho difícil vide Ecosport 4 estrelas no euro n-cap

  • dallebu

    Muito bons os resultados, uma boa evolução comparado ao show de horrores dos carros testados a 5 anos.
    Obs.: O Honda Fit testado no impacto frontal tem as palhetas do tipo flat blade, já o do impacto lateral tem palhetas convencionais antigas, igual ao modelo vendido no Brasil. Talvez um modelo venha da Argentina e outro do Brasil.

    Edit. Fui olhar no site da LatinNcap e la consta Brasil e Mexico, logo o Amarelo é feito no México e o vermelho no Brasil.

    • Fabio Marquez

      Pela cor mesmo já é de reparar que o carro não é feito para nosso mercado.

    • Junoba

      No início do vídeo consta essas informações.

  • Bikudin

    Muito bem Honda.

  • Fabio Marquez

    Deus está vendo o sistema de pré-tensionador do cinto de segurança só no lado do motorista do Ford Ka+.

    • Rodrigo

      Se não me engano o Onix também só tem pretensores no cinto do condutor (precisaria confirmar). Não sei quanto que isso representa em economia, mas acho porco…

  • birchip

    Honda HR-V: 5 ★★★★★ proteção para adultos e crianças

    Já vendia bem, vai vender mais ainda

  • zekinha71

    A Ford sempre falou que o Ka era 4 estrelas, e está confirmado.
    HR-V igualou o Renegade com 5 estrelas, ponto para os dois, e os outros agora vão ter que correr atrás.
    E agora temos vários 5 estrelas, pelo menos as coisas estão começando a andar aqui.

    • Leo

      Salvo engano o Ecosport é 5 estrelas para adultos. Não sei para crianças.

      • 4 estrelas para ser exato. (recebeu cinco por aviso de cinto, sem o aviso a pontuação nao atinge os 5. No caso do HR-V e Renegade, mesmo sem os avisos continuam tendo pontuação suficiente para 5).

        • Mas é 5 ué…

          • Rodrigo

            Não discuta… ele é Deus! Sabe moooooito… segundo ele mesmo. rsrs

            • Sim, eu sei mais que todo mundo junto aqui. Nao fui ironico. Ninguem aqui leu o protocolo, nem da latinncap, nem da ncap global, nem da asean ncap, e nem da euroncap. Eu li todos. Muito mimimi, parece facebook, onde todo mundo tem boca a roma, mas ninguem tem fontes.

          • Pois é… 5 estrelas são cinco estrelas, uai… rs.

      • Rodrigo

        5 estrelas adulto e 3 para criança.

  • Doyle

    ka teve nota de HB20, tá bom. Gm merece dar atenção a carros de baixo custo, como o inseguro Onix.

  • DTF

    Uma vergonha o HRV não possuir airbags de cortina em sua versão top…até na argentina eles estão lá….

  • aceitem de uma vez que honda e toyota são melhores que:
    ford (muito melhor); gm (muito melhor); fiat (meu deus…); vw (só presta de golf pra cima)
    peugeot, renault e citroen idem.
    (salvo os psa importados, acima dos 100k)

    NÃO SÃO melhores que audi, bmw e mercedes, óbvio

    Mas sao melhores que os citados… por isso cobram mais e o consumidor aceita. Não é todo comprador de honda/toyota que só compra pelo vizinho como vcs imaginam… Muito pelo contrário. Geralmente é gente que nao quer se incomodar, que já ta acostumado com o que é bom e nao quer se aventurar com marcas duvidosas

    Por ex.: claro que um jeta é bom, mas vai na vw pra ver o atendimento que eles prestam na concessionaria… nao e querer ser tratado como um rei, mas é receber o respeito que se espera de uma negociação de alto valor… O mínimo né

    • MMM

      Focus foi melhor que Corolla. Up foi melhor que Etios. Nem vou me dar ao trabalho de pesquisar mais que isso pra provar que isso é uma grande bobagem. Sobre a Honda, grande coisa. Comprei um HRV pra minha esposa e o carro é ótimo, mas tem tantas estrelas quanto o Renegade, logo não é “melhor”. E como ela não atua no segmento dos compactos, não dá pra comparar com as outras.

      • Opa, mas o Focus é global, e foi pau a pau com Corolla. O UP tambem é um carro global. O Etios que é um xingling kkkkkkkk. HR-V e Renegade, ambos globais. Projetos globais tendem a se sair melhor nos testes. Mas acho que ele nao estava falando só dos testes, e sim da qualidade como um todo. E vamos ser sinceros, de mecanica nao há o que discutir. (nao estou falando de desempenho, e sim de qualidade).

        • Alligator

          também não é qualidade e sim confiabilidade

        • Guilherme Batista

          Mas ha de concordar que isso não é tudo.
          Sinceramente ja tivemos carros de muitas marcas aqui em casa e também tive oportunidade de dirigir vários carros em outros países e pra mim a maior diferença esta no dono do carro. Desde que aprendi a realmente cuidar do carro como se deve e tomar todas as medidas preventivas, nenhum carro que tivemos deu problema e isso já faz 10 anos. E olha que já tivemos desde uno até l200, isso só nesse período.
          Toyota e Honda tem sim seus méritos, mas a não ser que a pessoa pense em ficar décadas com o carro, não vejo vantagem muito grande

    • Gustavo73

      Não vi nenhum vantagem o “lixo” do Up também teve 5/4 estrelas…

    • Edson Fernandes

      Realmente…. vou deixar de ter meu Fluence Privilege para ter um Honda Civic LXr ou um Corolla XEi… só por isso que vc disse.

      Quer dizer que uma pessoa deixa de ter uma marca porque viu essas notas? Então se uma fabricante que não são essas japonesas forem bem, eles passarão a mentir? Não é ideal se analisar dessa forma.

      • Cesar Mora

        hahaha o pessoal é muito 8 ou 80 né Edson… tirando alguns casos conhecidos sobretudo em câmbios ( DSG, PS, A4L ) não existe carro problemático mais.. a diferença se faz muito no atendimento da venda e principalmente do pós venda…

        no seu caso vc tem o melhor de dois mundos… o otimo acabamento e conforto da Renault ( tive uma Megane GT e era muito bom mesmo ) com a total tranquilidade mecânica de um japonês ( embora o pós venda da Nissan não seja tão bom quanto Honda e Toyota, os motores Nissan são muito bons!)

        • Edson Fernandes

          Isso é verdade. Ainda que o Fluence não seja exemplo de economia de combustivel, o motor não deve falta em nenhum momento!

          Mas concordo contigo… esse extremismo é muito prejudicial ao mercado. O cara fecha os olhos e condena qualquer rival por agrado pessoal. Eu sei sim que Civic, Corolla, entre outros rivais do Fluence são otimos produtos, mas não podemos colocar tudo em um panelão e colocar como se fossem tão inferiores assim.

          Eu particularmente acho que o Jetta quando for equipado com o motor 1.4 TSI (infelizmente mesmo sendo tiptronic) ainda seria minha preferencia a depender do preço colocado pela VW perante Civic e Corolla(até a chegada da nova versão do Civic, pois o modelo atual tem preços competitivos devido a sua queda de vendas perante o Corolla).

          • Cesar Mora

            Essa nova geração do Civic vai reposicionar os preços dos sedans (claro que junto com a inflação, não podemos esquecer dela ) ele deve ter uma versão de uns 85 mil e a versão que vende mais por volta de 97.. com a top top top acima de 105…

            o Jetta é um bom carro, mas impressiona como a VW não consegue emplacaaar emplacar assim um carro… tirando o Golf com o nome muito forte…

            • Edson Fernandes

              Claro uqe não consegue!

              Vc ja olhou o interior do modelo de entrada? É uma das poucas a capar comandos no volante, ar digital, itens de conforto (e ainda nas versões flex perde saida de ar traseira), perde o som LCD310… (que é a central touchscreen sem GPS) e por aí vai. Ele fica pobre em conteudo.

              E custa altos R$68000(só tem automatico agora). Vc vai na Honda por uns R$73000 e consegue o LXR (tem ar digital, camera de ré, comandos no volante e por aí vai… motor 2.0 que é muito superior em performance e economia).

              São R$5000 de diferenças justificaveis. Alias o LXR vem com bancos de couro e farol de neblina. O que o Jetta tem que o Civic não tem? Sensores de ré e dianteira. O resto o Civic tem mais.

              Alias, saiba vc que para ter o cornering light só no comfortline (R$76000)

              A VW perdeu a mão de valores e até se justifica no TSI devido ao aparato de série do carro.

              • Cesar Mora

                o Jetta 2.0 tinha que ser um santanão mesmo… custar uns 60k para taxis e conservadores.. e quem quer um carro mais tecnológico os TSI 1.4 e 2.0… bem triste mesmo essas versões…

                o Civic está como uma ótima opção de fato nesse final de geração…

                nunca guiei um carro com o Cornnering Light, mas vendo de fora eu acho extremamente feio essa forma assimétrica de acender um lado só.. tenho TOC e isso me incomoda mais que as luzes de neblina trasieras de um lado só ( hj já aceito elas.. hahahahaha)

                acho que os únicos carros da VW que vendem relativamente bem, embora não briguem pela liderança em seus segmentos são Up! e Fox.. eles precisam mudar muito o lineup, reposicionar… estão tão perdidos… cade o Taigun? cade os novos Gol e Voyage? o Golf como falei é um carro fora da curva, e também não vende horrores em números… muita gente prefere comrpar uma HR-V, Renegade, Corolla.. carros diferentes mas que custam o mesmo…

                • Edson Fernandes

                  O problema da VW ao meu ver é ser uma empresa que gosta muito de manter o salto alto mesmo em dificuldade de vendas.

                  Eles no valor da tabela não baixam. O Cornering light auxilia em locais cujo está muito escuro para fazer vc enxergar buracos ou objetos que possam danificar o carro. No caso da Citroen, os farois de xenon (dos carrosq ue foram equipados com ele) tinham direcionais (apenas farol do lado direito) que faziam a mesma função nas curvas.

                  A Ford fez e se eu não me engano ainda faz nos Focus (sei do Titanium do modelo anterior).

                  O interior do modelo de entrada do Jetta é ruim mesmo. Não falo pelo material de acabamento ou dos arremates, mas falo do que é ofertado. Não condiz com o preço dos carros.

                  Com esses problemas da VW e as promessas “de altinhos”, acredito eu que para o Brasil isso vai demorar muito.

    • É por essas e outras que a Toyota vai continuar pedindo cento e poucos mil no Altis sem um mísero ESP…

  • Vinicius

    Ka+ com segurança da China, é isso?

  • Leonardo Teixeira

    Ka foi previsível

  • Diego

    Deixando a “guerra fanboys” de lado um pouco, podemos notar uma tendência surgindo quanto as maiores notas no Latin NCAP, carros com “projetos globais”. Nos últimos testes tenho notado que carros que buscam abranger um maior número de mercados como o europeu/americano/asiático tendem a ter notas muito maiores nos teste, mesmo depois de capados de tecnologias de proteção como os airbags laterais.

  • duhehe

    “O HR-V teve o melhor resultado com cinco estrelas para adultos e crianças. O ponto alto foi a estrutura estável da carroceria.”
    Cade a galera agora … gambiarra … mimimi … fitão … mimimi.

    • Esse negocio de Fitao, Fiestao, Sonicao, etc, é bizarro. Renegade usa plataforma do Fiat 500L, ou seja, Quinhentao kkkkkk.

    • Gustavo73

      Se o lixo do Up carro de 30 mil tem 5/4 estrelas 5/5 deveria ser padrão para qualquer carro mais caro. E sim continua sendo um Fit da mesma maneira que o Ecosport é um Fiesta.

  • Rodrigo

    Definitivamente os 3 SUV’S mais vendidos do país são 5 estrelas no Latin NCAP – HRV, Renegade e EcoSport.
    É um bom sinal! Creio que tanto os consumidores quanto os fabricantes amadureceram esta condição em um segmento que geralmente é ofertado às pessoas que visam transporte da família.

    • Ecosport 4 estrelas (sem a piada de adicionar ponto por aviso de cinto, coisa exclusiva da lantincap)

      • Rodrigo

        Independente do que acha, é assim que corre a avaliação.
        EcoSport tem 5 estrelas no Latin NCAP, fazer o quê?
        Você pode achar irrisório, mas um alerta chato que só vai parar quando colocar o cinto vale sim para aumento da segurança.
        Quanta gente se vê na rua rodando sem cinto, mesmo sabendo da grave consequência no caso de um acidente?
        Alertar é ponto positivo.

        • Nao, não é o que eu acho. São normas da global ncap, da qual a latinncap está em desacordo. Latinncap fazia antes certinho, mas agora que tem essa adição, deve se prestar atenção na pontuação. Fazer o que? Simples, só olhar as pontuações, e retirar 1 ponto. Ai dá para comparar com os testes antigos, e tambem obter a verdadeira nota, e inclusive poder comparar com outros ncap mundo afora. Simples assim. Nao vai tirar casquinha de ninguem. Sim, alertar é positivo, por isso a Euroncap penaliza em caso de ausencia, mas nao adiciona pontuação.

  • Fernando S.

    Os mais inseguros desse teste foram

    JAC J3 (R$ 39.590) – 1 estrela (3,50) e 2 estrelas (13,03)
    Nissan March (R$ 37.290) – 2 estrelas (7,62) e 1 estrelas (9,58)
    Volkswagen Gol (R$ 31.590) – 3 estrelas (10,01) e 2 estrelas (21,16)
    Chevrolet Onix (R$ 38.390) – 3 estrelas (10,67) e 2 estrelas (20,14)

    • Alligator

      o March é o Mexicano não mais vendido no Brasil

  • Arthur Lima

    A Honda até que não é tão ruim assim, desde que não seja Rousey.
    Esta não vale nada, é afobada, com gás horroroso e trocação zero. Na primeira pancada bem dada desmanchou toda.

  • Arthur Lima

    Honda 5 estrelas e 1 estrela:

  • Marcos Vinicius Bittencourt

    Quando começa a ficar fácil, é hora de aumentar a dificuldade.

  • Piero Lourenço

    Fiat quebra parado… imagine andando… FIAT LIXO ! Linea Etorq com 44 mil KM e já deu problema na embreagem e vazamento de óleo sem cobertura da garantia ! Economia de peças para ganhar escala de produção! NÃO COMPREM FIAT ! LIXO! Prot. 1727769341

  • Daysan Medeiros

    Todos os carros da Ford e Honda possuem boa qualidade estrutural… Diferente de FIAT, VW, GM que em seu portfólio ainda vendem carros inseguros…

  • Matheus_P

    Posso estar dando uma de ignorante, mas pra mim o latinncap perdeu a credibilidade. Eh 5 estrelas pra quase todo mundo, ou 4…

    • Ou seja, os fabricantes estão melhorando os carros e o instituto perde a credibilidade? Acho que ele tem que usar critérios técnicos. Se os critérios técnicos apontam melhoras, você queria que fosse desprezado pelo argumento de… de… de… Ele tem que dar nota ruim?!?

      • Para alguns carros ele tem a razao. Vide Ecosport, C3, etc. Só a VW pedir para latinncap ver o aviso de cinto no Gol, e esse passará a ter 4 estrelas. Se ano que vem continuar com essa mercadoria, todos vao ter 5 estrelas, vai adicionar 1 ponto por aviso de cinto, 1 ponto por ESP, e 1 ponto por cortina, MAS com os dummies todos lesionados. LatinNcap está fedendo, e sinto o cheiro daqui. Ao menos ela promete mudar esse sistema de pontuação para ano que vem, ou seja, ela MESMA reconhece que está um lixo.

        • Reconhecer que tem que mudar é dizer que o atual está um lixo?
          Sabia que o líder de mercado rasga o assoalho em uma batida? Como ficou sabendo disso?
          Hoje dá para dizer tranquilamente a diferença do projeto do up! para o Uno. E isso é um mérito do Latin NCap. O Euro NCap provavelmente irá se aperfeiçoar com o tempo. Isso quer dizer que ele é um lixo?

      • Matheus_P

        Meu argumento tem a seguinte logica: no momento q um fit ou um city, o qual ainda nao mudaram de plataforma, recebem 5 estrelas, significa eles serem tao seguros qto um classe A, A3, ou A3 sedan, por exemplo. O que, na pratica, eu singelamente acho que nao procede.

        • Desculpa, não se pode usar como argumento a uma eventual problema de percepção de um consumidor usando uma percepção limitada das coisas. Não há sistema válido de pontuação e classificação se um consumidor não entender que um teste de alguns anos atrás antes de mudanças de regras não pode ser comparado com um teste realizado recentemente sobre regras mais rígidas. Esqueça o Brasil e o Latin e pense mundialmente. Imagine que a Volvo lance um modelo Vx que ao ser testado recebe 5 estrelas. Aí passa dois anos, temos uma mudança no sistema de classificação e pontuação que fica mais rígido, ao mesmo tempo que a Volvo lance o modelo Vy com airbags adicionais, nova sopa de letrinhas, carroceria que suporta impactos muito mais fortes que a Vx… Mas que por causa da nova exigência do regulamento consegue só 4 estrelas. E ai? O fabricante enganou seus consumidores, o instituto perdeu credibilidade? O consumidor que tem que ter a consciência das regras e mudança das mesmas. E olha que os NCap ainda contam com reclassificação de testes passados, o que tenta minimizar esse problema. E se a pessoa não entende a metodologia do teste e não sabe o que significa, qual a diferença para ela de um 5 estrelas e um mono estrelado?

        • E complementando a resposta: A parede é a mesma do City e do Audi, a velocidade também, os sensores dos dummies medem a mesma coisa. A luz de advertência chata da Honda faz barulho tanto quanto a de um Audi. Eventualmente um Audi pode ter uma das sopa de letrinhas que o torne mais seguro que o Honda, ou um airbag adicional que o City não tenha. Mas na deformação da carroceria o Honda pode ser a mesma, e isso é uma referência para o consumidor. Fora os que comentam com o fígado, qualquer ser pensante reconhece a superioridade de segurança de um up! perto dos seus concorrentes, mas nem o mais fanboy da VW ousaria dizer que ele é mais seguro que um Corolla que tem airbags laterais por exemplo e ES… Quer dizer, ele não é mais seguro que o Corolla. Nunca li ninguém escrevendo isso aqui. E não entendo ainda onde a Honda caprichar em carros que custam metade do valor de um Audi tirar a credibilidade do NCap.

  • Gustavo

    Brasileiro é engraçado mesmo. Vejo alguns dizendo que o teste foi comprado, que o Fit tem 2 airbags, frio a disco a tambor, que não pode ser seguro, etc. Bom mesmo são os carros da JAC, que têm vários air bags, freio a disco na traseira… isto prova o quanto o consumidor brasileiro ainda precisa aprender quando o assunto é carro. “Honda é caro, não vale a pena”, etc. Pois é meus amigos… é caro porque é feito com estrutura decente, deformação programada, célula de sobrevivência, cintos de segurança seguros, air bags que funcionam… não adianta colocar air bags numa Kombi. Um dia aprenderão que qualidade tem custo, não existe almoço grátis.

  • Wagner Lopes

    Muito bom resultado dos honda apesar de não gostar de seus carros. Muito bom o resultado do Ka em termos de carroceria. Pelo vídeo acredito estar no mesmo nível dos honda city e fit quando a resistência a deformação. Decepção essa chevrolata com essa carroça aveo…quase um crime construir uma carroceria destas!

  • Cesar Mora

    Hahahaha os Haters vão morrer agora… gente, não adianta falar mal… querer criticar.. não sejam fanboys bobos… estamos aqui porque gostamos de carro, cada um com sua preferência, mas não é porque gosto do azul que o amarelo é ruim…

    e com isso o HR-V tirou as mesmas estrelas que o Renegade..

  • Jose Silva

    No Latin CAP um HR-V com 2 AIRBAGS consegue obter nota em números maiores que o Renegade com 2 airbags e um pouco pior para criança.

    No Euro CAP o Renegade tem notas maiores que o HR-V em números em todos requisitos e % maior em segurança assistida… No adulto o renegade foi 1% maior, criança 6% maior e segurança passiva 3% maior.

    Definitivamente o Latin está muito atrás do EURO.

  • FocusMan

    Gostei do resultado do Ka. Está ai a prova que a Ford não depenou a estrutura do Fiesta para fazer o carro nacional como muitos estavam falando por ai.

  • Cláudio Lima

    O Honda Fit do teste de impacto frontal é fabricado para o mercado brasileiro? Reparei que o para-choque traseiro é um pouco mais saliente em comparação ao Fit nacional. Alguém mais reparou isso?