Kia Peugeot Segurança

Latin NCAP: Peugeot 208 perde estrelas e Kia Picanto não consegue nenhuma

Peugeot208-2Airbags_frontal

O Latin NCAP divulga hoje novos resultados de testes. O Peugeot 208 perdeu estrelas e o Kia Picanto não conseguiu nenhuma. Os resultados foram piores pois agora os critérios de segurança são mais rigorosos, inclusive com teste de colisão lateral.

O Kia Picanto, ou Kia Morning, fabricado na Coreio do Sul, ganhou zero estrela em sua versão mais básica, em proteção do ocupante adulto. Para a proteção do ocupante infantil em impacto frontal, o modelo ganhou uma estrela.

KiaPicanto-NOAirbags

Já o Peugeot 208 fabricado no Brasil conseguiu apenas duas estrelas para a proteção do ocupante adulto, mostrando fraco desempenho no impacto lateral, e três estrelas para a proteção do ocupante infantil.

Peugeot208-2Airbags_lateral

O Latin NCAP divulgou estar decepcionado com a estratégia da marca francesa, por ela vender um modelo sem proteção lateral, obrigatória desde 1995 na Europa. E a respeito da Kia, Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, disse: “O Latin NCAP está decepcionado ao comprovar que a Kia, um fabricante global de veículos, oferece um modelo de sucesso, como o Picanto, com um desempenho tão baixo em segurança. Enquanto em alguns mercados o modelo é fabricado com melhor equipamento de segurança, o fabricante decidiu não patrocinar o teste da versão com dois airbags para oferecer, assim, os mesmos níveis de segurança a todos os consumidores da região, sem importar onde eles morem.”

O Latin NCAP ainda comentou sobre o Renault Kwid, citando que o modelo mostra que os fabricantes de veículos, que produzem as últimas e mais desenvolvidas plataformas, continuam a adaptá-las em economias emergentes, removendo partes estruturais básicas de segurança.





  • Fabio Marquez

    Não sabia que o Picanto vendido aqui tinha resultados piores que o HB20, seu irmão de plataforma. Quanto ao Peugeot 208, só lamento oferecerem air bags laterais nas versões mais caras, e nenhuma delas ser dotadas de ESP, o que é um absurdo devido o preço cobrado por ele.

    • Pacheco

      Sim, ja deveria ter o ESP de serie pelo menos na versão Griffe. Só na GT e na THP do 2008 que vem.

      E claro, ter os 6 air bag de serie no carro.
      Agora com os testes, o mercado está começando a selecionar melhor o que comprar e olhar mais a segurança. Espero que resulte em melhorias.

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        Tenho minhas dúvidas se esta mesmo selecionando melhor. Veja o resultado do Onix que foi ruim e no padrão atual seria ainda pior. Infelizmente no Brasil selecionar o carro por padrão de segurança virou coisa de 0km de 80mil pra cima.

        • Cheguei gentiiiiiiiiiiii!!!!!!

          Vamos alguns dados e resumo.

          – O Peugeot continua com 4 estrelas para impacto frontal, mas o teste lateral reprovou ele, pois a Peugeot retirou os reforços laterais das portas. (nao sei o que seria essa proteção, talvez seja as barras de proteção laterais). Lembrando que nao precisa ter airbags laterais para ser aprovado por impacto lateral.

          – Kia Picanto, foi testado o Picanto sem airbags, logo zero estrela direto sem choro. O Kia Picanto vendido no Brasil é importado com duplo airbags, e segundo o teste do EuroNcap (da qual é importado tambem da coreia “se nao me engano”) obteve 4 estrelas (menos 1 por ausencia de ESP).

          Portanto, falando mais facil, o Peugeot 208 continua com 4 estrelas no impacto frontal, e o Kia Picanto vendido no Brasil tem 5 estrelas para impacto frontal.

          • Franco da Silva

            Será que são as “simples” barras de proteção lateral que o Corsa 95 já tinha?!?!

            • Eis a duvida que eu tenho. Se for isso é lamentavel. Nunca vi um carro ser reprovado no teste lateral (nao estou falando do teste de poste).

              Lembrando que o

              • vicegag

                Menciona “reforços laterais” (eu creio que deva ser as barras de proteção nas portas), que o europeu possui e o nacional não.
                De novo, as montadoras nacionais economizando com nossa segurança.

                • arzanette

                  montadoras nacionais não ,,,,,montadora europeia…..

              • Marco Antônio

                Acho muito restrito os testes. Deveria ter muitos testes por ano. Nenhum carro sem avaliação.

                • Gustavo73

                  E quem banca?

                  • tiago

                    Eu banco, pode acrescentar 50 reais de teste no meu próximo carro 0km.

                    • Gustavo73

                      300 mil euros segundo a 4R é o custo desses testes.

                    • tiago

                      divide por 3.000.000 de carros e faça 50 testes, pronto, 50 reais cada carro.

                    • Gustavo73

                      Infelizmente o dinheiro não vai para a Latin que é uma Organização sem fins lucrativos e sem ligação com nenhum governo só com a Global Ncap ligada a ONU.

                    • tiago

                      Com vontade política daria para fazer, e o impacto econômico seria mínimo…

                    • Gustavo73

                      Sem dúvida Tiago, mesmo não sendo um entidade brasileira os governos da região poderiam fazer algo para que os testes fissem obrigatórios. Mas aí qual seria a vantagem não é mesmo? O Inmetro estaria desenvolvendo um laboratório próprio. Mas que teria suas proprias regras e com ampla possibilidade de influência externa (ANFAVEA).

                  • celso

                    Acho que o que mais encarece os testes são os dummies.
                    Bem, o Latin Ncap poderia substitui-los por por deputados brasileiros, ia ficar baratinho.

                    • Pacheco

                      E com certeza teria 100% de aprovação da população.

                      Colocaria uns 4 deputados dentro do Mobi e daria umas 3 porradas. KKKKK

                    • Gustavo73

                      Era só enganar eles dando um passagem gratuita para a Alemanha.

                  • Marco Antônio

                    Eis a questão!

                    • Gustavo73

                      Espero sinceramente que o consumidor comesse a dar atenção a segurança por aqui assim como a motores masi eficientes. Assim quem sabe já que pagamos caro pelos carros que sejam mais seguros e eficientes.

                    • Marco Antônio

                      Concordo. Mas infelizmente a apologia é mínima. Cara, onde está a divulgação, além de sites automotivos, da importância de carros mais seguros? Não há. Nem o governo quer saber disso. E olha que sou totalmente contra a intervenção do governo no mercado!

              • Gustavo73

                Como falei antes acho que a Latin já sabia da ausência dos reforços. E decidiu isaro 208 como exemplo.

              • tiago

                A ADAC está por trás de todos os testes, com tantos carros para testarem acho estranho pegarem o 208 de novo.

                • Gustavo73

                  A ADAC não está por trás dos testes. Quem está é a Latin Ncap que paga a ADAC para fazer os nossos testes. Na Europa exitem pelo mesmo mais uns 2/3 laboratórios. Veja na Euro e você verá que tem um italiano também e outro inglês.

                  • tiago

                    Quem fez TODOS os testes da latin ncap?

                    • Gustavo73

                      Não sei se fez todos mas com certeza a grande maioria. Mas ele executa o trabalho o qual foi contratada. Não é ela que escolhe o objeto dos testes.

                    • tiago

                      Faz sentido, mas a latin deveria contratar não só a ADAC, mas estes outros também.

                    • Gustavo73

                      Faria diferença alguma já que os parâmetros são os da Latin. Mas aí é uma suposição a ADAC deve ter o maior laboratório para testes. Tendo assim um maior número de datas. É só ver que a maioria dos testes da Euro também são feitos lá. Lembrando que a ADAC é o maior Automóvel Clube Alemão e da Europa bancado por seus sócios. São mais de 15 milhões sócios os caras tem até helicópteros.

              • Edson Fernandes

                Não é não. Essa proteção lateral tem em todos os carros. Quem anda nele (nesses atuais) sente que a porta apesar de ter espessura de lata mais fina (voltada a impactos) tem uma proteção maior. Justamente duas chapas em posição da cintura e outra na parte inferior da porta.

                Esse reforço pode ser por uma chapa na vertical ou mesmo aumento da estrutura da porta (ficando bem mais pesada nessa situação).

                E como vc mesmo cita, geralmente produtos que tem esse reforço adicional é relacionado ao air bag de cortina também, já que a estrutura da porta não pode permitir que a localização do air bag seja afetada.

                Só para supracitar um tipo de reforço vendido a parte porém considere como poderia ser:
                http://www.rc-modelismo.pt/2614-large_default/conjuto-de-reforco-lateral-em-alum-para-carro-g4-da-marca-teammagic.jpg

                Mas em realidade, carros com air bags laterais e de cortina o possuem. curiosamente é aplicado uma vedação extra para minimizar a sensação de diferença entre os modelos. (veja o Fiesta SE e o Titanium)

                Infelizmente eu não encontrei uma foto para demonstrar na pratica o que gostaria. Mas no Brasil obviamente ele não é obrigatório.

                PS: O do Corsa de 1994 serve para evitar acesso da porta atingir o dono do carro em um impacto qualquer, não somente lateral. Porém não é o mesmo previsto para proteção de pontuação aos atuais parametros do teste NCAP.

            • Felipe

              Acho que tem um equivoco no seu comentário. Um colega meu que trabalha na GM me disse uma vez que o corsa de 94 não tinha as barras de proteção laterais, e ele tinha quase certeza que nem o corsa de 2002 tinha.

              • Franco da Silva

                O 99 tenho certeza que tinha, tive um e lembro do manual, além de toda a propaganda que tinha pq era um “suuuper” diferencial na época. Mas acho que o 96 que minha mãe teve, também tinha.

                • Se não me engano até o Mille tinha! Palio eu tenho certeza.

                  • dallebu

                    Eu tinha um Mille EX ano 2000 que tinha as barras de proteção lateral.
                    Se bem que, devido a estrutura em volta da barra, eu estava protegido no máximo contra o impacto de uma bicicleta ‘.’

                    • De alumínio. Aquelas “Barra Circular”, “Barra Forte” penetravam até em tanques.

                    • celso

                      E olhe lá, rsrsrsrs.

                • Marcio Santos

                  Não adianta ter barras se a coluna A e principalmente a B não tem rigidez, talvez parte do problema do 208 sejam em parte estas colunas.

              • marisa lourdes

                ele está certo, as barras não vieram em 94 mas no primeiro facelift do corsa em 96…

            • Bruno@BRN.CS

              Curiosidade falando de Corsa 95: Nosso primeiro Corsa tinha barra de proteção dupla nas portas, quando passou a ser Classic foi retirada uma barra. Assim como alguns Corsas C que vinham com barra estabilizadora e outros não. Legal não?!

              • Leonardo C.

                O meu Corsa C mesmo não possui barra estabilizadora, dizem que está atrelado ao carro ter ou não direção hidráulica.

                • Bruno@BRN.CS

                  Tive um C 2008 com DH e não tinha, já ouvi um boato falando que somente os sedãs tinham, mas fazendo pesquisas quando fui trocar de carro só vi veículos sem barra. Vai entender qual era a lógica. Economia desnecessária.

          • MauroRF

            Lucro, acho que tem a ver com a estrutura mesmo, não só as barras ou algo do tipo. Final do ano passado, bateram no meu agora ex-carro, um City 14/15. Claro, foi uma moto, mas ela bateu com tudo, pois deu o sinal verde para mim, eu fui, e o doido furou o vermelho para ele com tudo. Até hoje não sei como ele saiu inteiro. As portas do City ficaram arregaçadas, mas a porta, internamente, não avançou um mm na minha direção. O que faz a diferença é a estrutura. Esse City, pelo que pesquisei, ainda não tinha a tal da estrutura ACE (que tem no modelo 16 agora), que é mais reforçada ainda. O Civic que peguei tem essa estrutura.

            • Gustavo73

              Mas aí você está falando de uma moto. Um carro faria um estrago maior.

              • MauroRF

                Faria, mas o cara tava numa velocidade alta, ele simplesmente não freou nada, na velocidade que vinha, bateu. Não sei como ele saiu vivo, sinceramente. Bateu bem na minha porta, só de lembrar dá arrepio até hoje. E hoje em dia é automático, eu me aproximo de um cruzamento, reduzo (e dá um certo medo sim, vou confessar), e quando o semáforo abre, dou uma enrolada e depois vou bem lento, e dá um medo sim, sempre. O barulho da pancada bem na minha porta não é muito fácil de esquecer.

                • Gustavo73

                  Sem bem o que é isso. Aconteceu comigo há mais de 10 anos, eu em um Gol mas foi uma Doblo que me pegou. A sorte é que pagou mais para o cofre do motor os doia deram perda total.

                  • MauroRF

                    Caramba, o cara devia estar bem rápido mesmo.

                    • Gustavo73

                      A placa da Doblo que era nova ficou eatampada na lateral do para choque do Gol que era prata alguns palmos mais para o meio e acho que minha irmã que fraturou o nariz poderia ter morrido.

            • Eduardo Brito

              Também acho que é estrutura mesmo. A Peugeot deve ter usado metais diferentes do europeu, para ficar barato. As Barras laterais são coisa antigas nos carros. Até o Omega nacional tinha.

          • Gustavo73

            Só que agora não tem só impacto frontal. Logo essas são as novas notas com testes mais perto da realidade da Europa. Não houve piora na construção mas elevação nos testes. Quanto ao Picanto desculpe não dá para garantir que o modelo que temos aqui é exatamente igual ao europeu já que nunca foi testado. Mas 0 estrelas não seria pelos 2 ab de série.

            • Só estou comparando com base nos impactos frontais. Se nao, vai sempre alguem achar que Onix de 3 estrelas é menos pior que Peugeot 208 com duas estrelas.

              Peugeot 208
              Impacto frontal 12,14 + 0,50 (aviso de cinto) + 5,63 (lateral).

              Vou te falar viu, 5,63 na lateral é nota pessima. Ranger foi nota maxima 16 pontos.

              • MauroRF

                Procurei resultados para o Civic atual e não encontrei, apenas no Euro Ncap. Ele foi testado, por acaso? Não me lembro se o Corolla também foi testado.

                • ??? Qual Civic? O que vai ser lançado? Toyota recebeu 5 estrelas (latinncap)

                  • MauroRF

                    Não, o atual mesmo.

                    • O Civic nunca foi testado.

                    • MauroRF

                      O atual Corolla testaram também? O Corolla da geração anterior foi, eu lembro.

                    • Zoran Borut

                      Você pode conferir todos os testes aqui:

                      www . latinncap . com / po / resultados

                    • MauroRF

                      Valeu, é verdade, era só ter procurado aí, kkkk.

                    • Zoran Borut

                      Coloquei o link direto porque fica mais fácil comparar a pontuação numérica.

                    • Gustavo73

                      O Corolla firam testados o atual e o anterior.

              • Gustavo73

                Entendi. O Ônix tirou 3 estrelas no mesmo teste que o 208 obteve 4, é bem provável que nesse novo ele obtivesse 1 estrela. É só uma suposição mas acho que a Latin já sabia da ausência das barras laterais e por isso fez o 208 passar pelos novos testes para expor a situação.

          • DFARAUJO

            Amigo, sobre o 208 não é o que parece. Os números de peito comparando os dois testes foram diferentes, piores nesse último (cores diferentes). Então não dá para dizer que a performance frontal foi a mesma. E não devemos separar as estrelas para cada tipo de teste. Quando compramos não escolhemos se vamos bater um carro de lado ou de frente… As proteções tem que sem compatíveis por isso as NCAPs tem rate único.

            • Eu gosto de separar, pois a linda e querida latinncap nao é muito transparente nisso. Se as pessoas comparar apenas as estrelas, vai ter conclusão errada. Por exemplo, todo mundo sabe que a Ranger teve 3 estrelas, mas nos moldes anteriores seria 4 estrelas para impacto frontal, ou 5 estrelas no geral com adição de 1 ponto do aviso de cinto sobre o impacto frontal.

              “Em qui, 28/4/16, Comunicacion / Latin NCAP escreveu:

              Assunto: RE: Ranger
              Para: “‘Lucro Brasil'”
              Data: Quinta-feira, 28 de Abril de 2016, 22:54

              Bom dia,
              Os pontos do Ranger para impacto frontal foram 13.62 frontal e 16.00 para o impacto lateral

              Muito obrigada
              Carolina

              ——–
              Quanto as cores do peito, realmente está diferente. Estranho, pois nao foi refeito o teste frontal, apenas foi adicionado o lateral. Vou enviar um email para eles, e a resposta posto quando chegar.

              • DFARAUJO

                Bom, se o teste não foi refeito ou foi erro deles ou o protocolo novo adicionou algum modifier para o peito. Só dando uma lida… Entendo seu ponto sobre comparar. Era bom a NA fazer alguma reportagem sobre isso. (Exemplo Hilux 5 estrelas vs. Ranger 3 estrelas).

                • Gustavo73

                  No caso da SW4 ela foi testada ainda sobre as regras antigas. Já a Ranger nas novas.

                  • DFARAUJO

                    Isso…. Por isso mesmo deveriam fazer uma reportagem específica comparando os testes.

                    • Gustavo73

                      Nem precisa. Antes SW4 impacto frontal, passando por um lateral contra barreira deformável (simulando outro veículo) mas sem a pontuação dos dummies. Só avaliação da estrutura. Com isso se tivesse pontos poderia ter 5 estrelas. Agora 3 colisões uma frontal e 2 laterais uma conta barreira deformável e outr contra simulação de poste( essa terceira só é feita em veículos com aibags de cortina. Se o veículo não tiver o intem de série na região da Latin e não fizer o teste não pode obter a quinta estrela. Esp é também mandatoriopara a quinta estrela. A SW4 não precisou passar pelos testes adicionais. Se passasse provavelmente não teria 5 estrelas.

                • Houve modificação. Recebi a resposta da latinncap, e me informou que pro peito, agora o sistema de retenção (cinto) nao pode ter pressão superior a 42mm, antes era 50mm. Por esse fato, a cor do peito estava de amarelo (adequado) para vermelho (marginal). Mandei denovo um email se a pontuação mudou por esse motivo.

          • Esse homem é um profundo estudioso dos métodos do Latin Ncap! Podem confiar nas informações dele, porque ele saca do babado.
            Obrigado pelas informações, amigo.

        • Gustavo73

          Quer padrão de segurança 6aibags, eap/tc de série no caso dos testes. Hoje acho que só o Golf manteria as 5 estrelas.

          • MauroRF

            Se não me engano, agora, para ter 5 estrelas, precisa ter no mínimo ESP. Não sei quais são as regras para impactos laterais, se deve ter pelo menos airbags laterais e uma boa estrutura para tirar 5 estrelas.

            • Gustavo73

              Sem esp mesmo que tenha pontos para obter 5 estrelas fica com 4. Lembrando que se faz o teste do esp. A pontuação tem nos dados do dummies sua grande base, se não proteger a cabeça e a lateral do corpo nada de 5 estrelas. A questão é que normalmente os aibags laterais não protegem a cabeça então não tem jeito.

            • – Para receber 4 estrelas, é necessário ter ESP, ABS, aviso de cinto e 22 pontos totais (impacto frontal e lateral). A principio suponho que seja 11 + 11. Nao é necessario airbags laterais para ser aprovado pelo teste lateral.

              – Para receber 5 estrelas, é necessario ter ESP, ABS, aviso de cinto, e airbags de cortina para passar pelo teste de poste, sendo 27 pontos totais (aqui entra a duvida se o impacto lateral com 13 pontos é 5 estrelas). Carros sem airbags de cortina, automaticamente nao faz teste de poste.

              Aviso de cinto recebe 1 ponto, caso tenha aviso de cinto nos bancos traseiros, recebem mais 1 ponto. (sendo 16 pontos frontais, 16 pontos laterais, 1 pontos de aviso de cinto frontais, e 1 pontos de aviso de cinto traseiros, dando no total 34 pontos).

              Portanto, a pontuação maxima é de 34 pontos, sendo que a latinncap continua somando pontos dos avisos de cinto no testes dinamicos. E pelo que eu entendi lendo o protocolo, mesmo que o carro nao tenha aviso de cinto nos bancos traseiros, vao receber 5 estrelas, desde que possuem nos bancos frontais.

              • Gustavo73

                Essa de somar pontos de quem tem ao invés de tirar ee quem não tem deveria ser revista.

          • celso

            O Golf testado foi o Mexicano, que vinha completo desde a versão de entreda
            Já o nosso Golf versão pé-de-boi não conseguiria tirar 5 estrelas.

            • Gustavo73

              O Golf nacional perdeu 3 coisas, a suspensão multilink e o câmbio DSG nas versões civis e o 1.4 Tsi na Confortline. De resto não perdeu nada a Highline ainda ganhou os bancos em couro Vienna (natural) o Jetta tem o Native sintético o Vienna só no Highline com pacote completo. Não quero que isso seja algo de mais frente ao seu preço .
              Mesmo o Golf 1.6 tem os mesmos itens de segurança fo Golf quando era alemão. Estão lá os 7 airbags esp/tc, multcolision brake e etc. Claro que falta o teste real, mas se o Up tem um estrutura segura seria estranho o Golf não ter.

              • celso

                Falha minha, Gustavo.
                Obrigado pela correção.

                • Gustavo73

                  Compreensível pelo comportamento normal da VWB de capar os carros. Mas gostaria muito de ver o modelo nacional na parede. Pois teoricamente sua estrutura é igual, mas melhor testar né!

                  • celso

                    Sem dúvida.

        • Pacheco

          Sim, ainda falta muito. Mas já está se falando um pouco sobre isso. Eu acredito que a Internet consegue pelo menos levar um minimo de informação.

          O problema é que falta uma Montadora colocar um comparativo dos resultados de crash-test na TV, igual a Chevrolet fez com a Hillux sobre carga.

          • celso

            Me parece que isso é proibido por lei.
            Aliás, a VW não faz marketing ostensivo, ressaltando que o Up! é o único compacto (na verdade sub) 5 estrelas fabricado no Brasil por esse mesmo motivo.

            • Gustavo73

              A FCA está resaltando as 5 estrelas no Renegade.

              • celso

                Lembro, vagamente, de ter lido, em alguma coluna, talvez a Alta Roda (Fernando Calmon), que as montadoras não podem usar os resultados dos testes do Latin Ncap, ou qualquer outra entidade, em propagandas.
                Se for isso mesmo , é um absurdo uma montadora não poder “falar” que determinado modelo seu é o mais seguro da categoria, mediante testes destas entidades.

                • Gustavo73

                  No Brasil não duvidaria de nada.

            • Pacheco

              Uma coisa é vc desmerecer a concorrência, outra coisa é divulgar algo testado e homologado. Falar que entre carros da mesma categoria, ele foi eleito pelo teste o mais seguro. Pronto, isso é verdade e tem o laudo que prova.

              Agora falar que ele é o carro dos proprietários mais feliz, mais bonitos, mais inteligentes ou que pegam mais mulher é safadeza mesmo.

        • Lucas Vilanova

          O Onix tem barras de proteção nas portas. O manual deixa claro sobre isso.

      • Falar em 208 GT, vi um ao vivo na concessionária hoje… que carrinho ajeitado. Uma pena eu ser tão grande e precisar de carro maior para levar família, senão não pensava duas vezes… esse THP com câmbio manual de 6 marchas é top. Somado à dirigibilidade do 208, deve ser uma delícia de guiar. E o acabamento interior é de extremo bom gosto, isso sem falar nas rodas aro 17″, que ficaram perfeitas no modelo.

        • Pacheco

          Eu acho ele perfeito, mas pra mim deveria ter cambio auto sequencial.

          • Edson Fernandes

            Quero que venha logo o 1.2 THP para que no futuro eu possa adquirir.

            • Pacheco

              Sim, no lugar do 1.6 Aspirado. Vai melhorar muito.

              • Edson Fernandes

                Vai mesmo. Minha expectativa seria ter um 208 1.2 turbo. Espero que venha logo porque considerando os itens que ele oferta, é um forte candidato.

                • Pacheco

                  Com certeza. Teria um 208 ou 2008 1.2 Turbo Automatico.
                  Porem, a Peugeot precisa mostrar que resolveu os problemas estruturais do carro.

                  • Edson Fernandes

                    Na realidade os demais (exceto up) também teriam de se ajustar a esse nivel novo do teste. A maioria dos carros terão notas piores entre 0, 1 ou 2.

          • Para mim, o manual é perfeito… rs. Já dirigi um 2008 com a mesma configuração. Fantástico.

            • Pacheco

              Para quem busca usa-lo como esportivo/brinquedo, realmente é perfeito.

              É que eu sou automatico, então tenho essa preferencia besta… kkkk

              • Não é nem questão de “brinquedo”… pra quem gosta do ofício de dirigir, ter controle direto sobre as reações do carro é um prazer.
                Os dois carros em casa hoje são automáticos. Mas se houvesse viabilidade para a faixa de mercado em que eu frequento, pode ter certeza que eu teria um carro com transmissão mecânica.

                • Pacheco

                  Eu já acho um bom cambio sequencial mais gostoso de pilotar do quem um manual.
                  Confesso que em serras eu gosto de jogar no modo sequencial e vir brincando.
                  Quando tinha a Cherokee, na Mogi-Bertioga, chegava a colocar primeira (cambio era longo e o motor bem elastico). O carro subia redondinho e uma delicia.

                  Não gosto do cambio automatico careta, igual aquele que tinha no Corolla, no Vectra. Tira o prazer e deixa o carro monótomo.

      • DTF

        pelo que estou entendendo o problema é maior que equipa-los com ESP e 6 airbags…a estrutura do carro é simplificada por aqui.

        • Pacheco

          E ai joga por terra todo nosso empenho em ter veiculos mais equipados. Não adianta nada colocar ESP, 12 air bag, sensor de mudança de faixa, farol de led, etc. Na hora da porrada, o carro não tem estrutura para suportar e mata todo mundo.

          Quer dizer, nada muda em Equipar uma Kombi e achar que agora ela é segura.
          O problema está na construção dos veiculos.

          • DTF

            É mas apenas para os países emergentes…

    • BillyTheKid

      Vale lembrar que o Picanto utilizado nesse teste não possuía airbags. Acredito que se tivesse os 2 airbags obrigatórios, teria recebido no mínimo 1 estrela.

    • Problema é que na faixa de preços abaixo dos 50 mil onde o 208 de entrada habita, a regra é airbag duplo, e só. Não me lembro de cabeça de nenhum carro vendido por aqui na faixa entre 40 e 50 mil que disponha de airbags laterais.

    • Alisson Bona

      O kia picanto do teste não é vendido no Brasil, não possui airbags nem ABS, por si só já zera o teste, vide primeiros resultados dos brasileiros que receberam 1 estrela sendo logo após rebaixados a 0 estrelas
      Na foto é possível ver que a estrutura ficou bem rígida e não houve problemas mais sérios, se a KIA tivesse patrocinado o teste facilmente teria ganho 3 estrelas.

    • Gran RS 78

      Amigo, o Picanto testado não tinha air bags, pois era um modelo vendido em alguns países da América Latina sem esse importante equipamento de segurança. No Brasil ele é vendido com dois air bags e abs como manda a lei, portanto teria conseguido mais estrelas, pois o próprio Latincap comentou que a estrutura do Picanto absorveu bem o impacto.

    • O NA esqueceu de destacar que o teste zerou pois não houve teste de uma versão com airbags, mas sim, apenas a básica vendida no Chile, que é sem airbags. Mesmo diante disto, a estrutura do habitáculo foi considerada estável. Não houve teste de impacto lateral, sendo que o modelo tem barras de proteção lateral, diferente do 208. Uma pena que a Hyundai-Kia ainda forneça carros sem airbag para alguns países, pois eles são bastante resistentes e acabam sendo mal classificados.

      • Fabio Marquez

        Ninguém mandou a marca não patrocinar o teste doando os carros. Ai o órgão foi lá e encalacrou a marca, pois o consumidor comum vai entender que o modelo é inseguro.

        • Gustavo73

          O patrocínio não é a doação dos carros e sim pagamento dos custos. O carro continuaria a ser a versão mais simples em segurança na região.

          • Fabio Marquez

            Não é bem assim, já que quando testaram alguns modelos com air bags u, tempo atrás (Palio e Gol), estes carros teriam sido cedidos pelas respectivas marcas. Se a Kia tivesse cedido um Picanto com air bags, poderiam até testar a versão sem air bags por conta do órgão, mas testariam também os modelo cedido.

            • Gustavo73

              Nos primeiros testes em 2010 apesar de não serem os menos equipados já que os airbags eram opcionais a Latin teetou alguns modelos com o item exemplo do Polo. Mas os carros foram adquiridos nas CSS e bancados pela fabricantes. O objetivo era mostrar a diferença com e sem o item. Patrocínio doa testes é algo muito comum. Segundo a AE na Europa 80% dos testes seriam patrocinados.

  • Zé Mundico

    E mais uma vez fica confirmado que a grande maioria das montadoras apenas “desova” seus modelos por aqui, devidamente pelados de componentes de segurança e repletos de baboseiras tecnológicas que fazem a alegria da garotada.
    E ainda por cima nosso governo é conivente com esse estado de coisas e se faz de besta para melhor passar.
    Alguém duvida que somos um país de terceiro mundo?

    • Fanjos

      Terceiro?

      • João Cagnoni

        Sim. Mercúrio, Vênus, Terra…

        • Fanjos

          Faz sentido

          • Gustavo73

            third rock from the sun

      • Queria saber porque o pessoal fala em primeiro mundo ou terceiro mundo tanto tempo depois da queda do muro de Berlim. Será que eles não se perguntam: E o segundo mundo?

        • Pacheco

          KKKK… pq hein? KKKKK

          • Pacheco, essa definição vem da Guerra Fria. Tínhamos o Primeiro Mundo: Países capitalistas “sócios” do EUA, que poderiam auxiliar em um conflito armado contra o socialismo politicamente, financeiramente ou até com exércitos. Na pior das hipóteses parceiros comerciais de valor. Tínhamos o segundo mundo, países que aderiam a cortina de Ferro e se transformavam em parceiros da União Soviética. Leste Europeu, Cuba e por aí vai. E tínhamos o terceiro mundo: Países pobres, capitalistas que não tinham economia para ser parceiro comercial do EUA, mas podiam servir como bucha de canhão ou ceder território em confrontos contra o comunismo. Ah, mas se acenassem para o lado comunista, se tornavam relevantes e iriam ser invadidos com as desculpas mais esfarrapadas possíveis. Mas aí caiu o muro de Berlim, a União Soviética não existe mais, o maior McDonalds do mundo é na Rússia, China aderiu ao capitalismo, Obama foi em Cuba… Como algumas pessoas ainda falam em terceiro mundo quase 30 anos depois do fim dessa divisão?

            • Jackson A

              Simples, pq é fácil de entender, é como uma nota de 0 a 10.
              Entre 0 a 4 = 3º mundo
              Entre 4.1 a 7 = 2º mundo
              Entre 7.1 a 10 = 1º mundo.

              É fácil de aplicar a realidade global, mesmo que fora do contexto de criação do termo.

              • Fora do contexto de criação não tem o mesmo sentido. Até porque dois membros do Bric não eram comunistas! E quando você ouviu falar em Segundo Mundo? Quem daria essas notas, quais os parâmetros?
                Porque não o que o mundo usa, em vez de tentar requentar um termo que não faz mais sentido com o único objetivo de não aprender uma nova e mais realista definição ou ganhar uma discussão?
                É tão difícil falar uma coisa certa por tradicionalismo?

            • Pacheco

              É tradição né amigo.
              E pra espanto geral, o MC Donalds com maior faturamente da Ámerica, é o do Shopping Itaquera… kkkkk

              • Ia fazer uma piada com corintiano, mas vamos respeitar o blog.

                • MauroRF

                  KKKKKKKKKKKK

                • Pacheco

                  Pode fazer “nóis curte” kkkkkkkkkkkk

            • Mardem

              Boa reflexão. Eu prefiro utilizar terceiro mundo porque sou nostálgico. E convenhamos…utilizar “países desenvolvidos” e “países subdesenvolvidos” não tem a mesma ênfase de dizer “Ó meu Deus, nos tratam como um país de terceiro mundo!”. Ainda mais nos dias de hoje, em que a guerra contra o inimigo vermelho voltou à tona. Um monte de gente enxergando a ameaça comunista…sabe como é! hahaha

              • Hehehe… Entendo Mardem! Na verdade também não gosto do termo vigente. Aliás, nem subdesenvolvidos eles usam mais, mas “em desenvolvimento”. Isso é eufemismo. Mas enfim, c’est la vie!

            • MauroRF

              Alessandro, acho que é mais força de expressão mesmo, talvez dos mais velhos (como eu, rsrs). Vai vendo, eu tive, em 1991, quando estava na oitava série do primeiro grau, uma professora de geografia que manjava pra caramba sobre geopolítica, e a matéria dela, naquele ano, foi focada nessa divisão de primeiro mundo, segundo mundo e terceiro mundo, suas origens etc. Em agosto de 1991, teve aquele golpe, e lembro dela claramente dizendo “se a União Soviética cair, vocês vão ter que esquecer muita coisa do que estou dizendo aqui”. Ficou um monte de gente com interrogação na cabeça, mas eu não, kkkk. Sempre fui muito interessado em assuntos desse tipo, história, geografia e, inter-relacionado, idiomas. Eu ia estudar História, mas estava preocupado com a baixa remuneração geral da área (infelizmente, isso é de doer). Como também gosto muito de idiomas e estava estudando inglês e espanhol quado adolescente, uma professora minha de inglês disse “estude Letras e se especialize em tradução, tem mercado, e você gosta”. Fiz exatamente isso, fiz um curso de Letras com ênfase em tradução e, graças a Deus, deu tudo certo, mas a vida de tradutor é bem puxada, nunca tem horário e dia para trabalhar, é quando tem, parece vida de médico, rs. E para “ganhar bem”, tem que estar sempre ali, fazer-se presente, engolir vários sapos, trabalhar em muitos finais de semana e por aí vai. Mas eu gosto do que faço, então, consigo superar bem as dificuldades. Mas quem sabe eu ainda não estude História, não descarto essa possibilidade, rs.

              • Gustavo73

                Para tudo, mais velhos fazendo a oitava série em 91!
                Aí tu me quebra Mauro!

                • MauroRF

                  KKKKKKKKKKKKKKK, ahahahahaha. Pois é, parece que foi outro dia, neste ano, faço 40…

                  • Gustavo73

                    E eu 43. Mas em 91.2 estava na faculdade

  • Fanjos

    Chora Pug

  • Eric Lúcio Silva Rodrigues

    “Os reforços das portas foram removidos dos reforços estruturais para a proteção lateral, explicando a alta penetração e a proteção da pelve, em comparação com a versão europeia do modelo”
    As montadoras não perdem uma chance de baixar custos, se não estavam fazendo testes laterais, então vamos tirar tal coisa, agora que mudou sairá um comunicado da peugeot sobre esse “reforço”, porque reforço de algo que não existe não seria a palavra mais correta.
    Não sei se estou correto mas o carro popular mais correto em termos de segurança é o Up! mesmo, apesar de seu alto preço.

    • invalid_pilot

      Mesmo o Up! se fosse testado hoje tiraria no máximo 4 estrelas…

      • Eric Lúcio Silva Rodrigues

        Mas ele foi aprovado no teste lateral por exemplo, coisa que o 208 não foi, e imagina C3, palio, ônix. Nas novas regras o UP sairia igual à nova Ranger, 3 estrelas por causa da falta do esp.

        • DFARAUJO

          Não é bem assim. O UP! foi aprovado no mínimo da norma de lateral, não quer dizer que se saiu melhor que o 208. Antes a norma era passa/não passa. Passou estava apto para 5 estrelas, e o UP se enquadrou nisso. Hoje eles medem a perfomance. Digo que o 208 atendeu o mínimo pois senão teria zerado o teste de lateral, como diz o protocolo.

          • Gustavo73

            Não havia mínimo de norma. Ou era aprovado estrutura estável ou não. Acho pouco provável que fosse pior que o do 208. Mas sim, agora temos as pontuações do dummie que não eram consideradas na época.

            • DFARAUJO

              Mínimo da norma sim, a mesma que vai virar lei no Brasil em 2018, baseada na ece95. É o mínimo que qualquer carro pode atender de impacto lateral, e não é muita coisa não, é relativamente fácil atender. Antes também tinha pontuação do dummy, a ece95 é basicamente dummy, mas não fazia sentido divulgar pois era passa/não passa. Como te falei, se o 208 não atendesse agora esse mínimo, tinha tudo de impacto lateral zerado.

              • Gustavo73

                O fato de a nota para passar em uma prova ser baixo não significa que todos que passaram tiraram o mínimo. É isso que estou falando. O Up teve a estrela a mais que o 208 no impacto frontal, esperar uma nota maior na lateral não seria algo fora de propósito.

  • Gustavo73

    Sem aibags laterais será assim e sem os de cortina nada de 5 estrelas já que agora são duas colisões laterais contra poste e barreira deformável. Por isso no final do ano passado muitas correram para testar seus produtos. Tevw quem tenha testado 3 modelos ante um uninos 5 anos anteriores.

    • mas pelo visto, no caso da peugeot 208, nem com 6 airbags da versao top, pois a propria porta nao resiste a impactos. Ou seja, 6 airbags de enfeite?

      • Pacheco

        Ou pior né, ajudar a matar. O problema ali é estrutural.

      • Gustavo73

        Sem uma boa base as bolsas não fazem mágica.

  • birchip

    Peugeot Brasil, isso é uma vergonha. Retirou os reforços estruturais do 208. A nossa vida vale menos ???

    • MauroRF

      Vou mais longe: não duvido que a Ford tenha feito o mesmo com o New Fiesta aqui, pois o New Fiesta testado foi o mexicano, não o nacional.

    • Bruno Wendel Marcolino

      O que melhorou foram os testes, não o carro que perdeu…

      • Zoran Borut

        O 208 brasileiro perdeu os reforços laterais que o europeu tem, por isso o resultado foi muito inferior ao europeu.

        • Bruno Wendel Marcolino

          sim, mas a questão é que desde o lançamento não tinha.

          Antes os testes não eram tão rigorosos como agora, por isso que agora diminuiu estrelas.

          • Pacheco

            Ela retirou de um carro projetado para ter. Reduziu custos de produção em um carro que deveria ter os equipamentos de segurança que garante a vida dos ocupantes.

            Isso é uma demonstração publica de má fé e um desrespeito a consumidor.

            • Bruno Wendel Marcolino

              Sim, mas o que estou falando é que desde o inicio de sua produção, acho que foi 2012 ou 2013 ele era assim…só isso.

              Também acho ridículo não ter essa proteção, mas só estão reclamando agora?

              • oloko

                Acho que só agora que foi feito o teste que a galera viu que não tem, como que ia reclamar antes sem saber?

                • Bruno Wendel Marcolino

                  Ele foi testado sim com colisão lateral, porém como ganhou 4 estrelas dan3-se né? Talvez tenha faltado a imprensa na época questionar tal fato pois esse tipo de informação chega através da imprensa.

                  • celso

                    Acho que o teste lateral era feito só em modelos que conseguiam tirar 5 estrelas no teste frontal.

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      Hum, ai então temos que esquecer todas estrelas já dadas e começar do zero, pois seria ridículo se realmente fosse assim.

                    • celso

                      Os modelos que não foram testados no crash lateral, realmente, deveriam refazer o teste.

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      Exatamente. É o minimo que se espera.

                  • oloko

                    Ahh bom, dai foi sujeira da imprensa e da marca tbm né

                  • oloko

                    Ah bom, dai é outra história haha, então agora como o teste é mais rígido ele teve este resultado, mas é vergonhoso igual pra pug

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      Claro, sem dúvidas. Até então tínhamos o 208 como um carro seguro, porém não era 5 estrelas, mas ainda sim seguro.

                      Isso foi um balde de água fria, talvez se tivesse sido noticiado no primeiro teste a PUG já teria até ajustado isso, pois nota-se que a mesma fez várias evoluções no carro no ultimo facelift, inclusive trouxe um motor moderníssimo.

              • Pacheco

                Por que parece que só descobriram agora. Confesso que me decepcionei com o carro.
                Sempre amei o 208 Griffe Automatico e era sonho ter um, mas esse sonho acabou agora.

                • Bruno Wendel Marcolino

                  Parece que quem descobriu agora foi a imprensa…

                  • Pacheco

                    Mas a Latim NCAP sabia tbm?

  • Junior_Gyn

    Só assim pra forçar as montadoras a mandar ou fabricar carros decentes na AL. Ainda bem que o Latin NCAP aumentou o rigor nos testes. Poderia ter sido antes, mas já é um começo, antes tarde do que nunca.

    Estou a viagem no Chile, tô impressionado com os carros daqui, várias marcas e modelos top de linha. Pra todos os gostos e bolsos. Vi agora o preço do Renegade $13.490.000,00 preço final para consumidor. Aqui a importação de carros é livre, sobre o valor do veículo paga-se de 10% a 25% de imposto, depende da faixa de preço, por Ex, começando em $400.000,00 até não sei quanto cobra-se 10% sobre esse valor.

    Aqui tbem tem o nosso tal IPVA, aqui é 3.5% do valor do veículo

    • Filma pah nois.

      • Junior_Gyn

        Rsrs, infelizmente não tirei foto dos carros, mal sou de tirar fotos dos lugares rs. Já estou no aeroporto embarcando de volta. Mas aqui tem Mazda, F150, Silverado, Lexus, BYD, Foton em grande quantidade essas marcas e modelos que citei.

        • Pacheco

          Ah, mas qual a graça de não ver um Mille Fire na rua? Eu entraria em Depre… kkkkkkk
          Hahahahahahahahahaha

      • Junior_Gyn

        Mto difícil ver carros 1.0 ou 1.4 como no Brasil. A maioria são carros bons, tipo, que pra nós aí considerariamos carro de luxo. Mto Mazda, Lexus bastante, Van igual dos EUA, Ambulância aqui em Santiago tbem, igual dos states

  • Leandro Santos

    Mais do mesmo. Lixo pra nós.

  • Eduardo Brito

    O 208 tem duas estrelas por não ter airbags laterais na versão basica active. Se tivesse teria umas quatro estrelas. Acho que devia ser de série, não um item apenas a partir da active pack.

    • Gustavo73

      Faltam os aibags laterais sem dúvida, mas sem os reforços na porta a coisa complica.

      • Eduardo Brito

        Mas o que falta são barras de proteção lateral ou a estrutura da porta que é fraca mesmo?

        • Gustavo73

          Pelo que visto as barras laterais.

          • Eduardo Brito

            Se for isso é mancada da Peugeot. Até o Omega nacional tinha isso! Vi o video da colisão lateral e as portas parecem ser feitas de papel!

            • Gustavo73

              Achei que essas barras tinham virado obrigatórias por lei em algum momento nos anos noventa.

              • “Perguntador”

                E viraram… lá na Europa. Conforme o texto “O Latin NCAP divulgou estar decepcionado com a estratégia da marca francesa, por ela vender um modelo sem proteção lateral, obrigatória desde 1995 na Europa.”

                • Gustavo73

                  Isso lá, eu achei que aqui também.

                  • Dp Som

                    Perae…. Barras laterais, são aquelas travessas dentro da porta, umas barras q dependendo da batida ficam intactas neh? Se for aquilo, ateh meu antigo Fiesta 2000 básico tinha…

                    • Dp Som

                      Inclusive em uma colisão na lateral… elas seguraram o impacto, não deixando a porta entrar pra dentro.

              • Eduardo Brito

                As vezes ele até tem essas barras, mas a estrutura é tão fraca que não aguenta não serve para nada. Tanto é que no vídeo a coluna vai junto com as portas na batida.

      • Pacheco

        Air Bag de cortina e lateral em uma porta que não resiste a impacto, só ajuda a matar o ocupante. Está errado isso dai.

        • Gustavo73

          Não adianta botar 10 ab em um Fusca.

          • Pacheco

            Ajuda a matar.

            É que nem, eu sou a favor de ter um sensor para saber se o air bag deve abrir. Meu pai é barrigudo e dirige com ela raspando na base do volante… se o air bag abrir, caixão.

  • Eric Lúcio Silva Rodrigues

    Ainda não sei porque a Latinncap não segue a divisão de pontos igual a Euroncap, Ancap com a visualização individual de pontos por cada área, essa visão por cores fica menos exata.

  • Eric Lúcio Silva Rodrigues

    Ainda não sei porque a Latinncap não segue a divisão de pontos igual a Euroncap(Ancap tmb) com a visualização individual de pontos por cada área.

    • Gustavo73

      É só ir no site que tem a pontuação por área.

      • Eric Lúcio Silva Rodrigues

        Nas notas do novo método? Como? Lá só mostra o total 0 a 34

        • Gustavo73

          Antes eu acho que tinha. Mudaram o. Site. Ficou até melhor no celular.

          • Nunca teve huahuahuahu

            • Gustavo73

              Mesmo? Então confundi com o da Euro mesmo. Mas o site pelo menos mobile ficou melhor de acessar. E agora tem como fazer uma comparação entre os modelos direto.

  • Louis

    Vergonha hein, Peugeot!
    Se eu fosse comprar um compacto hoje, seria o Up!

    • tiago

      o up! foi testado nas regras anteriores…atualmente, perderia algumas estrelas…

      • Gustavo73

        Sim, mas se sairia melhor que o 208. Porque para obter as 5 estrelas ele passou por impacto lateral contra a barreira deformável. Isso comprova a estrutura resistente.

        • tiago

          Acredito que você esteja enganado…
          Salvo melhor juízo, penso que o up! fez o teste de impacto lateral por ter tirado 5 estrelas no frontal, não o contrário.
          Mas observando o vídeo, o impacto frontal no up! invade bem menos a cabine, comparado ao 208, creio que se sairia melhor que este, mas quanto só dá para saber depois que testarem.

          • Gustavo73

            As fabricantes tem seus próprios laboratórios, então elas já sabem quais notas seus produtos podem obter. A Latin então dava a opção para os modelos com possibilidade de 5 estrelas de passarem pela colisão lateral. Assim se a pontuação fosse para 5 estrelas só depois de aprovado na colisão lateral ele recebe de fato a quinta estrela. Mas isso era decidido antes dos testes pois afeta o número de carros que são enviados.

            • tiago

              Entendo, mas este teste, antes das novas regras, era meio que um “bônus” só dizia se foi aprovado ou reprovado, agora ele destrincha nos detalhes…o que é ótimo…

              • Gustavo73

                Sim agora a coisa ficou mais completa. Antes era só impacto frontal agora contam para a pontuação 2 impactos laterais com os dados dos dummies. Antes a avaliação era mais da estrutura por isso para ter a quinta estrela era necessário passar pelo impacto lateral. Assim dava para saber se não tinham feito economia na estrutura naquele ponto. Agora o buraco é mais em cima, só a estrutura não garante mais estrelas agora isso é o básico. São necessários mais airbags, cintos retráteis para todos os ocupantes assim como encosto de cabeça isofix e esp.
                A Latin tem só 6 anos de testes a Euro tem o triplo. Mas agora temos uma avaliação mais completa. As fabricantes que se virem.

  • BuffyDawn Summers

    Estranho esse resultado para o Picanto. O carro sai de 1 fábrica só. Será q tem linhas de produção separadas para cada país onde o carro será vendido?

    • Gustavo73

      Sem nenhum airbag é zero na nota

    • Rodrigo Pasini

      A linha de produção pode ser a mesma e mesmo assim ele pode vir sem determinado item. Imagina que para cada opcional que o carro tem a montaria teria uma linha de produção, é inviável.

  • Eduardo Brito

    Engraçado tbm é que o modelo testado é o pre-facelift. O modelo hoje vendido pode ter ganho proteção lateral.

    • nbj

      Ou perdido mais partes estruturais básicas de segurança.

  • Ricardo

    É Peugeot… todos os dias vocês nos surpreendem. E assim vai se queimando no mercado cada vez mais. O pós venda já é sofrível e agora vem com medidas sorrateiras para incrementar o lucro, colocando a vida das pessoa em risco? Tsc, Tsc… lamentável. Melhor fazer as malas.

    • mauricio

      viu o teste dos concorrentes? entao nao sabe qual é o melhor ou pior em relaçao a segurança

    • oscar.fr

      Lamentável essa Peugeot. Eu tinha um 208 e vendi. Comprei um Mobi Way, SUV compacta. Fiat sim é marca que respeita o consumidor. Carro moderno, seguro. Aliás, Fiat, VW, Ford, GM, Hyundai todas respeitam muito o consumidor. Apenas a Peugeot malvada que não.

      • Ricardo

        A notícia é sobre o teste do 208 e Picanto. Portanto, a minha opinião foi sobre a piora apresentada pelo modelo francês, considerando a retirada sorrateira de proteção lateral pela fabricante. Se tiver alguma crítica a algum outro produto, faça-a nos canais apropriados. Além disso, o erro de um não justifica o erro dos outros. Como a Peugeot adora fazer gambiarra (vide o nosso 207,5 e agora o 308,5), mantenho a minha crítica.

      • Gomes

        Hahaha…..essa foi boa, se o 208 ficou com 2 estrelas, imaginemos o Mobi? Será que podemos apostar em -3?

        • oscar.fr

          Hahahahaha, mas daí a Fiat vai dizer que o que importa é o número da nota, pouco importa o sinal que a precede hahaha

  • Tosca16

    Rigorosos ou não o 208 decepciona pois é um modelo que está longe de ser barato e é considerado até “premium” neste nosso mercado.

    • Mumm Rá

      Pois é e ainda falam ” pelos cotovelos ” da insegurança dos carros chineses

    • Mumm Rá

      Pois é e os ” raivosos ” ainda falam ” pelos cotovelos ” da insegurança dos carros chineses

      Mesmo que vários carros chineses tenham ( alguns ainda são ) tido resultados pífios em testes crash test isso não automaticamente isenta carros de outras empresas ( européias e estadounidenses além de coreanas ) de serem inseguros ( haters hatearão )

      O que é estraga pelo visto é ser vendido no Brasil ( nosso país consegue a proeza de possuir os carros mais caros do mundo e também serem alguns dos piores do mundo )

  • delvane sousa

    Para as fábricas a vida tem menos valor nos mercados emergentes. Mas como já dito aqui: se quiser alguma segurança veicular somente em veiculos nacionais acima de R$80 Mil.

    • Rodrigo Pasini

      Para as fábricas, eles cortam custos onde podem e se puderem eles cobram mais por isso, não é uma questão de que a vida vale mais ou vale menos, é uma questão de margem. Onde eles conseguirem tirar custo de produção e aumentar a margem, eles vão fazer. Se o mercado não exige algo melhor por menos, por que o fariam? Por caridade? Óbvio que não.

  • Ricardo Leite

    Gostaria muito de ver o novo queridinho Etios neste novo teste da NCAP.

  • Mas o Kwid não nasceu em um país emergente para outros países emergentes? Porque eles teriam que “remover” proteção.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Na verdade, vai ficar muito confuso os testes, até porque a maioria dos carros, não foram testados anteriormente e serão testados nos novos parâmetros, e os que foram testados, deveriam ser testados novamente, salvo aqueles que não são mais produzidos.

  • Alessandro Rodrigues

    Eis o porque de comprar apenas importados.

  • CanalhaRS

    Mas o preço não acompanha a queda na qualidade e segurança, muito pelo contrário…

  • Paulo

    A mesma piada de sempre, e tem quem duvide que o carro produzido aqui e exportado pode ser mais seguro do que os que são para consumo interno. Já fizeram o teste do up produzido no huebr? Deve dar uma bela diferença para o que ganhou nota alta lá fora..

    • Gustavo73

      Sim o Up já foi testado duas vezes e ambos eram feitos aqui.

  • Vitor C

    Com essas novas regras geral vai despencar em nas pontuações. E não duvido que carros melhores e nacionais como golf, focus, corolla e etc não passem de 4 estrelas. As montadoras economizam até onde não devem.

    • Gustavo73

      Nenhum carro sem múltiplos aibags leia-se laterais e cortina e sem esp tiraria 5 estrelas hoje. Lembrando que o item tem que ser de série. Então hoje o único vom possibilidade de 5 estrelas dos citados é o Golf.

      • Dp Som

        Acredito q a ranger tb disponibilize em todas versões. Pelos menos da XLS pra cima tenho certeza, com 7 airbags inclusive. (XL não sei se existe na nova)

        • Gustavo73

          Não se esqueça que tem que ser de série em toda a região. Fluence e Jetta tem 4 airbags no Brasil (na época do teste o Fluence tinha 6 de série). Mas os modelos testados tinha 2 pois eram os mais simples da região. A Ranger no Brasil tem 6, mas acho que na Argentina tem 4.

          • Dp Som

            Ahhh não sabia que na Argentina era 4, estranho, pq a “brasileira” é fabricada lá… Cada economia porca, tah loko

  • Boris

    Deviam separar as avaliações de segurança passiva e ativa.
    Pra mim o crash test nao deveria “pontuar” sobre itens que podem evitar o acidente.
    O Crash Test deveria avaliar o automóvel sob colisão somente.

    Eu nao olho as estrelas, eu vejo os vídeos e principalmente como os dummies se comportam após a pancada

    • DFARAUJO

      Você não escolhe se vai bater de frente ou de lado, nem se vai derrapar ou não conseguir frear nessas batidas. A segurança vai além da estrutura. Por isso as NCAP não são orgãos de crash test, e sim de segurança de domínio público, para o ocupante e para os pedestres (como é na Europa). Daí vem a classificação simplificada em estrelas.

      • Boris

        mas nao avalia as coisas separadamente. Esta é a minha crítica

  • ALVIN_1982

    Depois vem me dizer que o Peugeot 208 é premium e melhor que Gol, Uno… ta aí a prova…

    • Gabriel Oliveira

      Tinha tirado 4 estrelas antes, agora tirou 2, espera os outros…

  • Mauro Schramm

    Parabéns ao LatinNCAP por revelar essa safadeza da Pejô.

  • DTF

    Isto é Brasil.

    • Guilherme Batista

      Não é Brasil, é America Latina, que por incrível que pareça, tem carros piores que no Brasil. Não é possível afirmar que estes carros são os mesmos do nosso mercado

      • Tosoobservando

        piores? A diferença que nao é citada ae que nos outros países tem modelos do mundo todo, pois tirando Cuba e Venezuela, que tem protecionismo igual aqui ou pior, os outros pode importar de onde quiser, inclusive usados como no Paraguai.

        • Guilherme Batista

          Os carros não são os mesmos cara. Pega por exemplo o fato de que aqui no Brasil é obrigado air bag duplo, abs, barra de proteção lateral e etc.
          Nem todos paises da américa latina tem essas regras. Esse peugeot ai do teste não tinha barra lateral, item obrigatório aqui.

          • Tosoobservando

            O latin ncap so testa o que é produzido na regiao, eu estou falando das opções melhores que eles tem de importados, da uma olhada nos sites das montadoras no Chile, Colombia etc.. que vc entendera, no paraguai por ex a pessoa tem opção de trazer um Golf usado direto da inglaterra ou alemanha.

            • Guilherme Batista

              Sei do que você está falando, aqui no Brasil você também pode importar um Golf da inglaterra, basta pagar todos os exorbitantes impostos e burocracia.
              Esses paises compra-se muito carro importado de Brasil, México e Argentina.
              Se formos reparar nos carros lideres de vendas dos paises da america latina, a maioria são carros inseguros, como Chevy Aveo, Sandeiro, Accent, Gol, Classic e etc

              • Tosoobservando

                kkkk kra, nao tem comparação, eu falei de carros usados, vc pode no Paraguai e alguns países, nao sei se é Peru e/ou Colombia, importar USADOS, no caso da Inglaterra fazem ate adaptação local para o lado direito. No Brasil nao sei se vc sabia mas é PROIBIDO importar carros usados, salvo se for carro antigo, de colecionador.

  • DFARAUJO

    Quase….

    • Gustavo73

      A única diferença fica depois do eixo traseiro. Não faria diferença na colisão frontal ou lateral.

  • marisa lourdes

    o vão dizer os fanboys do pug agora? e o ncap foi categórico “continuam a adaptá-las em economias emergentes, removendo partes estruturais básicas de segurança”
    …puff, é o melhor de todos, mas que ninguém tem coragem de comprar, bom de olhar e guiar, mas pós venda é razão e não emoção

    • Guilherme Batista

      Mas isso foi em decorrência do novo método de testes que passou a contar com impacto lateral. O Pug foi o primeiro e se ele foi ruim.. aguarde os outros…

      • Erasmo Artur

        Bem colocado guilherme.

      • marisa lourdes

        deixe de firulas, vc leu o texto e eu também e vc viu o que destaquei do texto?
        ncap deixou claro que as montadoras “tropicalizam” os carros, a metodologia nova é a mesma do euro, veja lá a nota do pug, não é de hoje que elas fazem isso, menos pontos de solda os tipos de ligas, só estamos vendo agora com o latim…

        • Guilherme Batista

          A questão não é essa, você só ficou condenando a Peugeot como se ela fosse a vilã da história, como se fosse a única que fizesse isso. Qualquer um que acompanha mercado automotivo sabe que isso é uma pratica comum de todas as montadoras, não é novidade alguma isso.

          Aliás, não se sabe se este modelo avaliado é o mesmo vendido no Brasil.
          Não sou fã de marca alguma, agora condenar só uma marca por uma coisa que todas fazem, é sem sentido

  • francis

    Latin Ncap >>Os fabricantes de veículos, que produzem as últimas e mais desenvolvidas plataformas, continuam a adaptá-las em economias emergentes, removendo partes estruturais básicas de segurança….. E acrescento…. aí depois recolocam essas partes básicas de segurança pra poder aumentar os preços mais ainda….

  • Tosoobservando

    Por isso so compro Volvo, isso sim é segurança garantida!

  • Ricardo Leite

    Qual a novidade deste resultado pífio, quando uma GM diz que o Novíssimo Cruze a ser vendido aqui vem sem suspensão Z-link, ela está afirmando que esta entregando um produto inferior aos oferecidos em outros países. Assim faz GM, PUG, KIA, FORD, FIAT, VW, Renault.. Fico abismado como alguns defendem estas montadoras como algo sagrado…

    • Mauro Schramm

      Sim, nenhuma corporação dessas merece confiança.

      Mas trocar um tipo de suspensão por outra, mais simples e barata, sem esconder essa informação, é diferente de retirar, na surdina, um item estrutural essencial à segurança dos ocupantes.

  • Gustavo73

    Não é obrigatório desde 2014 segundo a matéria e sim que o projeto de lei foi aprovado pelos deputados ainda existiriam outras etapas incluindo o prazo para ela ser cumprida.

    • Guilherme Batista

      Então quer dizer que doisanos depois isso ainda não foi aprovado ainda!

      Ehh Brasil, país complicado demais viu

      • Gustavo73

        Tudo depende da “urgência ” deles, qual o lobby mais forte e ppr aí vai. Aí pode sair para amanhã ou um dia. É só lembrar a homologação das cadeirinhas vom isofix.

        • Guilherme Batista

          Tristeza, eu já tinha té comemorando a adição desse item… desilusão

  • Vattt

    Decepção a Peugeot fazer esse tipo de coisa, deveria perder mais uma estrela só por tirar esse item. Vergonha por ter um Peugeot e saber que sua segurança é comprometida em benefício do lucro deles.

  • ricardopilatti

    Lembrando que testaram o 208 2016 e não o novo 208.

  • Jean Pierre Reis

    e eu considerando o 208 como proximo carro….

  • Jean Pierre Reis

    E eu considerando o 208 como proximo carro…



Send this to friend