Home Marcas Ford Mais informações sobre o Novo Fiesta 2008


ford fiesta 2008 oficial 1 Mais informações sobre o Novo Fiesta 2008




Texto do site Auto Estrada

Tem gente que ainda precisa tomar cuidado com a data dos cheques, para não escrever 2006, e a Ford do Brasil já lançou seu primeiro modelo 2008. Feliz ano novo – de novo.

A nova geração do “Novo” Fiesta – a empresa faz questão de usar o adjetivo – já está nas revendas. De novidade, traz uma nova dianteira, com linhas mais enérgicas, grade reta e faróis com refletores duplos, alongados, que lembram olhos de imperatrizes egípcias da época das pirâmides.

O efeito é bom: o carro ganhou aspecto de mais robustez e flexibilidade. As outras modificações estéticas importantes ocorreram no interior, principalmente no painel, que ganhou novas e grandes saídas circulares para a ventilação. À frente do motorista, uma modificação bem vinda: novos instrumentos, deixando no passado o aspecto acanhado e pé-de-boi dos antigos mostradores digitais de temperatura e nível de combustível.

Mecanicamente, o carro continua o mesmo, mas traz mais algumas alterações importantes: o isolamento acústico, reforçado, e o tanque de combustível, que aumentou em 10 litros, proporcionando uma autonomia cerca de 20% maior.

Esta é a 5ª geração do Fiesta, que chegou ao Brasil em 2002 na versão hatch. O sedã viria dois anos depois, em 2004. De lá para cá, a Ford brasileira fez 392 mil unidades do carro, em sua fábrica de Camaçari, na Bahia, das quais 264.400 foram vendidas no país. Os preços do novo Fiesta aumentaram pouco em relação aos do modelo anterior.

A faixa é extremamente ampla, indo de R$ 29.990 pelo Hatch 1.0 L a R$ 50.670 pedidos pelo sedã 1.6. Mesmo dentro de cada modelo, os valores variam muito: o Hatch 1.6, por exemplo, pode custar entre R$ 34.090 e R$ 48.930, dependendo dos pacotes de acessórios escolhidos pelo comprador – uma diferença que chega a 20% de acréscimo.

Uma curiosidade: para o lançamento do carro, a Ford produziu uma série de aproximadamente 300 unidades em dezembro de 2006. Esses modelos são classificados, na documentação, como 2006/2007. Os que estão indo para as revendas já são 2007/2008. Portanto, não haverá nenhuma unidade com a designação 2007/2007.

Agora o segundo texto, da Agência Auto Informe:

O Fiesta 2008, que a Ford apresentou hoje (30), no Guarujá (SP), não teve mudanças profundas que justifiquem chamá-lo de um novo carro, embora o adjetivo permaneça no nome dele: Fiesta Novo.

O carro já está nas concessionárias desde o dia 15 de janeiro; quem o vir na rua por trás ou pela lateral não perceberá as mudanças. É que apenas a frente do carro teve alterações que justificaram a mudança do ano-modelo, agora 2008 (inaugurando o lançamento de modelos antecipados no mercado brasileiro).

As principais mudanças na dianteira foram nos faróis, que foram redesenhados e ganharam tecnologia. Agora eles são de parábola dupla, isto é: têm lâmpadas independentes para o sistema do farol baixo e do alto. Isso melhora a visibilidade lateral quando o farol alto é acionado. A grade dianteira também está diferente, retangular e de linhas retas. A grade do pára-choque dianteiro também mudou bastante o visual do carro, que ficou com aspecto mais robusto.

Internamente o Fiesta 2008 tem nova padronagem de tecidos dos bancos, de cor mais escura, mudança que teve como objetivo dar ao carro um aspecto mais sofisticado. O painel também é novo, com difusores de ar maiores, ainda arredondados, como no modelo anterior; moldura clara na parte central e cores em duas tonalidades.

Tecnicamente, o carro teve melhora no ruído. Para isso, a engenharia colocou isoladores na caixa do ar-condicionado, na caixa de ventilação e no assoalho. O resultado foi uma redução de ruído de 5% em relação ao Fiesta Novo velho (ele mantém o nome Novo, mas agora é velho). O painel ganhou também marcadores analógicos, no lugar dos digitais.

Outra mudança técnica importante foi o aumento da capacidade do tanque de combustível, que passou de 45 para 54 litros. Um aumento importante, de 20%, o que garante ao motorista rodar 470 quilômetros usando álcool. Antes a autonomia com esse combustível era de 392 km.

O preço praticamente não mudou. As diferenças em relação ao modelo 2007 foram mínimas (veja a comparação abaixo) e o desempenho permanece o mesmo, já que a motorização não teve nenhuma alteração.

Joel Leite, do Guarujá

Preços
1.0 hatch velho     R$ 29.330
1.0 hatch novo     R$ 29.990
1.6 hatch velho     R$ 34.080
1.6 hatch novo     R$ 34.090
1.0 sedã velho     R$ 31.390
1.0 sedã novo     R$ 31.880
1.6 sedã velho     R$ 35.890
1.6 sedã novo     R$ 36.020

[Fonte: Auto Estrada e Auto Informe]


Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.