_Destaque Etc

Marco de Bari, famoso fotógrafo da revista Quatro Rodas, morre aos 53 anos em SP

marco-de-bari

Com 23 anos na revista Quatro Rodas, o fotógrafo Marco de Bari (53) colecionou uma infinidade de excelentes fotos de automóveis ao longo de tantos anos de trabalho, gerando mais de 150 capas da famosa publicação da editora Abril.

Na última terça-feira, Marco de Bari estava em mais uma produção num estúdio na Vila Leopoldina, bairro da capital paulista, quando uma estrutura metálica que sustentava luzes usadas no ensaio caiu sobre ele e seu auxiliar Daniel Guedes Dionizio.

De Bari teve traumatismo craniano e Daniel sofreu ferimentos graves. Internado na UTI do Hospital das Clínicas desde então, Marco teve morte cerebral declarada pelos médicos nesta sexta-feira (8). Daniel, continua internado, mas foi transferido para o Hospital Samaritano. O grupo Abril divulgou nota sobre o falecimento:

“O Grupo Abril comunica com profundo pesar o falecimento de um de seus mais talentosos e queridos profissionais, o editor de fotografia de Quatro Rodas, Marco de Bari, ocorrido em São Paulo. Marco atuava há quase 23 anos na revista. Na manhã desta terça-feira, dia 5 de julho, ele e o assistente de fotografia Daniel Guedes Fernandes Dionizio trabalhavam numa sessão de fotos para a publicação na Casa Vaticano, estúdio localizado na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, quando uma estrutura metálica atingiu os dois profissionais.
Eles foram socorridos imediatamente e conduzidos ao Hospital das Clínicas, mas Marco não resistiu e faleceu. Daniel sofreu graves ferimentos e segue internado. O Grupo Abril está prestando toda a assistência às famílias, em um momento de dor irreparável.
Bari, como era carinhosamente chamado pelos amigos da Abril, tinha 53 anos e era natural de São Paulo. Começou a se dedicar à fotografia já aos 16 anos e tinha no automobilismo sua segunda paixão na vida profissional. É autor de mais de 150 capas de Quatro Rodas, numa trajetória iniciada em 1989. Entre seus trabalhos mais marcantes estão fotografias do tricampeão Ayrton Senna nos últimos anos de vida do piloto. Bari, considerado o melhor fotógrafo automotivo do país, viajou a trabalho por mais de 150 países e participou de diversas exposições, entre elas “Corpos Marcados” e “Fotografia em Revista”.
Bari deixa a esposa Juliana Linhares, também editora da Abril, a filha Nicolle, a mãe Rosa, e os irmãos Fernanda, José e Sérgio. Ele deixa também um legado com a sua obra e uma imensa saudade em todos os que tiveram o prazer de conviver com ele.
As causas do acidente ainda estão sendo apuradas”.

[Fonte: G1]





  • Davidsandro18

    Grande perda para a imprensa automotiva nacional, gostava muito dos trabalhos dele, fotos excelentes… ótimo profissional!

  • vicegag

    Triste, ainda mais com muita vida e potencial de ótimos trabalhos futuros que foram perdidos por sua falta.

  • invalid_pilot

    Lamentável como em 1s tudo se vai… a vida é algo totalmente efêmero, mas muitos pensam que ela é eterna e não medem as consequências.

    Menos um excelente profissional. Que fique em paz onde estiver

    • MauroRF

      Excelente profissional mesmo, inquestionável. Força à família dele.

      Minha vó sempre diz que quando a bala tem o seu nome escrito nela, o tiro não erra. Ou seja, quando chega a nossa hora, não tem jeito.

    • Franco da Silva

      As fotos ilustravam diversos pôsteres que ficavam na parede do meu quarto na adolescência.

      • RafaCtba

        Meu quarto também era todo forrado com posters assinado pelo Marco de Bari.

  • Louis

    Uma estrutura metálica cair assim e matar uma pessoa, deve ter sito montada “nas coxas”…Tem muita gente que não mede as consequencias do desleixo.

    • MauroRF

      Ah, Louis, aqui na Banânia, o cara tá mais preocupado em acabar logo porque depois tem o jogo de futebol, como assim ele vai perder o jogo? E tem mais, o cara vive para ficar pensando em futebol, em bagunça, em balada; no dia do jogo do time dele, fica só pensando nisso e desconcentrado. E sei do que estou falando, já trabalhei com gente assim, e não são poucas pessoas não. É o fazer mal-feito por fazer, que se dane o chefe, ele é rico e culpado da minha desgraçada. Detesto este país improdutivo e cheio de direito para gente que leva a vida de forma errada, se acha o coitado e não quer saber de trabalhar.

      • Tosoobservando

        Nao faça tais julgamentos tolos, em todo lugar o povo gosta de ter horarios de lazer, tanto que nos países da Europa eles tem menos horas de trabalho aqui. O que falta aqui é menos burocracia e mais fiscalizaçao, sabemos que se pagar a propina pra pessoa certa nos orgaos do governo tudo “passa” e é liberado.

        • MauroRF

          Não são julgamentos tolos, são constatações. Cansei de trabalhar com gente fazendo corpo mole, sem compromisso, fazendo trabalho de qualquer jeito, só pensando no jogo de futebol ou em outra coisa que não fosse o trabalho dele. Na Europa, eles têm menos horas de trabalho do que aqui, mas isso não significa que eles produzam menos e com qualidade inferior (estou falando na média, é óbvio que há trabalhadores preguiçosos, sem compromisso etc. por lá, mas veja a média de produtividade e de qualidade por lá e por aqui). O que eu falo é de compromisso com as coisas, com o trabalho, com o estudo etc. que, infelizmente, muitos aqui no Brasil não tem, só isso.

      • Franco da Silva

        E pensando na “loira gelada”. Sempre.
        Depois não é alcoolismo. O futebol, a música, todo o entretenimento do povo é regado a muito álcool, mas ninguém se acha dependente.
        Acordam segunda de manhã só pensando na sexta-feira. Fazem tudo de qualquer jeito para ganhar uns trocados e sobreviver.

  • Diego

    Grande perda como profissional e ser Humano. Espero que os culpados sejam punidos por essa negligência.

  • pedro rt

    fiquei sabendo do ocorrido hj de manha em outro site

  • GPE

    Que triste

  • CanalhaRS

    Um super talento perdido por negligência. Lamentável.

  • Ivan Claudio Dias Florencio

    Perda irreparável.

  • Audi a5

    O mau profissional que montou a estrutura acabou com o bom profissional que tirava fotos.

  • mjprio

    Cara, o de Bari era um dos que dava tom a revista. Muitas matérias fracas da 4R só se salvam pelo seu excelente trabalho fotográfico. Meus sentimentos a família

  • BlackDoc

    Muito triste. Condolências a família.

  • Cesar Oliveira

    As melhores fotos sempre foram as da Quatro Rotas, deixei de comprar outras revistas por causa que não tinham a qualidade de fotografia igual a deles. Graças ao marco De Bari! Vai deixar saudades mesmo!

  • Lucas086

    Ficava sonhando olhando as fotos dele… marcou a fotografia do Brasil. Deus dê um bom lugar e conforte a família.

  • Auto Verdade

    Lamentável!!! Engenheiros e Mestres de Obras, tenham mais cuidado! Há vidas em vossas mãos também e não só nas dos Médicos e Profissionais de Seguranças (Policiais Civis e Militares, Bombeiros Militares e Civis e outros).

  • RafaCtba

    Acompanho o trabalho dele desde criança. Um excelente profissional no ramo da fotografia automobilística. Vai fazer muita falta. Que Deus conforte sua família neste momento.

  • The Monster Man

    Que pena, Deus ilumine e conforte quem fica, mais um jovem que se vai de forma trágica.

  • Pacheco

    Uma perda muito grande. Um excelente profissional. Sempre admirei muito as fotos dele.

    Gostava das reportagens do Marcelo Moura, porem ele se desligou da Quatro Rodas a muito tempo e nunca mais encontrei onde ele foi atuar.

    • Leoper

      Pacheco, ele está na Auto Fácil. Também gosto muito das reportagens dele. Li umas matérias dele na dessa semana.

      • Pacheco

        Puxa, obrigado. Vou dar uma lida.

        Lembro de algumas materiais do Civic. Sempre admirei o jeito dele escrever.



Send this to friend