Chevrolet EUA Gadgets Sedãs Veículos Comerciais

Maven: GM reforça o compartilhamento de carros da Chevrolet

maven-chevrolet-1

A GM está movendo-se cada vez mais na direção do compartilhamento de carros. Ela já havia iniciado uma ação nesse sentido com o OnStar e uma parceria com a RelayRides, onde proprietários de carros com o dispositivo podem alugar o veículo para terceiros.

maven-chevrolet-2

Agora, a parceria é com a empresa car2go, especializada no compartilhamento de veículos. Com isso, surgiu o Maven. Este serviço permite encontrar, por meio de um aplicativo, um veículo da Chevrolet – que no caso é o Novo Malibu – em 21 estacionamentos de Chicago, Michigan.

maven-chevrolet-3[

O serviço Maven inicialmente será focado apenas na metrópole norte-americana e pretende atender 100.000 pessoas. Se der certo, a GM pretende estende-lo para outras regiões dos EUA. Ainda não há intenção declarada da empresa de estender esse tipo de compartilhamento com outros países. A montadora também trabalha com a empresa Lyft para criar táxis autônomos no futuro.





  • Emerson

    Dilma Rousseff: “O OnStar e o Maven causam desemprego.”

    • Cássio Amaral

      Não duvido nada os taxistas mafiosos chorarem pro governo pra proibir essa modalidade aqui no Brasil.

      Iriam fazer como cobradores de ônibus e frentistas, que são profissões que não deveriam nem existir, só aqui na Banânia mesmo.

      • Rude Voleur

        chorar pra o governo somente? antes disso eles atirariam pedras e queimariam os veículos, como fazem com o pessoal do Uber

  • Whering Alberto

    Como é essa parada? A pessoa vai lá e pega o carro do outro cara? Ou o carro é da CCS?

    • Gabriel

      Tbm queria saber como funciona esse negocio ai. A noticia não foi muito explicativa

      • Whering Alberto

        Resposta do colega Edson Fernandes:

        “A ideia é de ter um carro compartilhado.

        Ou seja… imagine que vc tenha um 208 (nesse caso uma empresa). Esse carro é “alugado” por um periodo que pode ser como um aluguel comum de dias ou por horas. E vc paga relativo ao tipo de uso, km e tempo. O diferencial desse sistema é que o custo é inferior se ofertado em parceria com fabricantes. Eles irão cobrar uma taxa de conservação do carro, uso e claro da empresa que assessora. Tirando isso, diferente do Aluguel, vc define onde deixar o carro e o horario combinado.

        O pagamento é antecipado.

        Isso já teve no Brasil, não me lembro o nome do serviço, e eram carros 1.0 com ar, direção e som. Não sei no que se sucedeu.”

    • Edson Fernandes

      A ideia é de ter um carro compartilhado.

      Ou seja… imagine que vc tenha um 208 (nesse caso uma empresa). Esse carro é “alugado” por um periodo que pode ser como um aluguel comum de dias ou por horas. E vc paga relativo ao tipo de uso, km e tempo. O diferencial desse sistema é que o custo é inferior se ofertado em parceria com fabricantes. Eles irão cobrar uma taxa de conservação do carro, uso e claro da empresa que assessora. Tirando isso, diferente do Aluguel, vc define onde deixar o carro e o horario combinado.

      O pagamento é antecipado.

      Isso já teve no Brasil, não me lembro o nome do serviço, e eram carros 1.0 com ar, direção e som. Não sei no que se sucedeu.

      • Whering Alberto

        Hum…vlw!

  • BlueGopher

    Diversas montadoras, em especial as européias, estão trabalhando com a idéia de que o interesse dos consumidores em adquirir um carro próprio estará cada vez menor, principalmente pelas dificuldades em transitar e estacionar nas grandes cidades.
    O que os consumidores desejarão é priorizar o uso do transporte público e utilizar um carro só quando precisarem, até por minutos, devolvendo-o logo em seguida.
    Assim as montadoras se tornariam grandes proprietárias de frotas de compartilhamento de carros, a serem distribuídos pelas cidades.
    O lucro viria do aluguel e não mais da venda de carros.
    Pelo jeito a GM está testando a idéia.

  • Cássio Amaral

    Há um erro no artigo, no trecho: “…em 21 estacionamentos de Chicago, Michigan.

    • Tosoobservando

      Mas nao é a propria montadora que fornece os modelos?

      • Cássio Amaral

        É verdade, viajei aqui. Confundi com a modalida já existente.

  • Gian

    Vai demorar bastante para eu assimilar esse conceito de carro compartilhado.
    Sou “das antigas”… Eu ainda penso naquilo de encerar o carro no sábado, aspirar…

    Tenho medo de entregar as chaves do meu carro para manobrista! Imagina compartilhar!