Mercado

Mercado: Comércio de usados cai 5,2% no trimestre

mercado-NA11.jpg.pagespeed.ce.pbXr6RycTZ

A crise no mercado nacional não poupa nem o segmento de usados, que geralmente se aquece com a baixa nas vendas de novos. No primeiro trimestre, os veículos de segunda mão tiveram redução de 5,2% nos negócios em relação a 2015.

Nos três primeiros meses de 2016, os usados venderam 2,29 milhões contra 2,41 milhões de igual período de 2015. No mercado de novos, a queda foi bem mais expressiva, alcançando 28,6%. Entre os veículos leves, a queda foi de 5,4%, enquanto os pesados sofreram baixa de somente 1%.

Os ônibus tiveram a maior queda, 7%. Os automóveis caíram 6%. Comerciais leves tiveram baixa de 1,3% e os caminhões ficaram com apenas 0,2% negativos. Na comparação mensal entre fevereiro e março, os veículos pesados tiveram alta de 22% e os caminhões lideraram com 23%. No caso dos leves, a alta foi de 14,3% e os automóveis lideraram com 18%.

[Fonte: Fenabrave]





  • Ailton Junior

    só a Dilma que não tá caindo…..ou sera que não?

    • Pacheco

      Em breve ela cai… mas espero que entre alguem que resolva.

      • Bruno Wendel Marcolino

        então espera sentado, quero que a Dilma saia também, mas achar que o vice vai resolver alguma coisa, pode esquecer, porém vai assumir já apertando o curió e talvez roube “menos”…hhe

        • Wellington Myph13

          Só de ela cair, o Brasil já “ganha outra cara”…
          Só nesse inicio de ano perdemos mais de 5bi em investimentos de fabricas, ampliações e etc… O pior de tudo, é que, mesmo ela SABENDO que esta AFUNDANDO o pais, ela não quer abandonar… Prefere ver o povo começar a comer merd@ do que assumir a cagad@
          Ela saindo já melhora um pouco o dólar, a bolsa, os preços começam a cair… Mesmo que devagar (passos de tartaruga mesmo), o rumo é melhorar com o tempo…

          • Tosoobservando

            O governo Dilma é desastroso para as contas publicas e para o país, se ela continua em 2018 estaremos quebradinhos, Petrobras sera Falidabras.

          • Pacheco

            Vamos ver se realmente melhora… que tomem decisões para que as coisas voltem a andar.

        • Pacheco

          Mas eu não falava do Vice, por que acho ele pior que ela. Da mesma forma que pra mim, nenhum ali salva. Na vdd, eu acho que tudo isso é só troca de interesses e nada para melhorar o pais.

          • Bruno Wendel Marcolino

            Isso mesmo, tudo no Brasil não passa de interesses próprios.

  • Pipo pipo

    Os usados são super valorizados por aqui, ex. Gol 2001 com ar e direção custa de R$ 8.000,00 a R$ 11.000,00. É muito dinheiro para um usado velho.
    Assim como os novos, os usados tem que perder preço.

    • th!nk.t4nk

      Gol sempre foi super valorizado… E o engraçado é que nem em melhor estado são. Tudo uns cacos, muitas vezes fumando, e o preço lá em cima.

      • E não só Gol. Carro popular com ar geralmente é mais caro que os médios correspondentes (Gol x Golf, Corsa x Astra/Vectra, Palio x Brava/Marea/Tempra e até Clio x Mégane/Laguna, Ka/Fiesta x Focus/Escort/Mondeo). Porque quando são velhos a simplicidade é um aliado deles. Desse mercado eu entendo! heheh

        • João Cagnoni

          Alessandro, gostei de ver! Que dia você trocará o up por um médio? É capaz de ganhar dinheiro com a troca.

          • Que up!? Não entendi. Eu tenho um médio da lista que escrevi.

            • João Cagnoni

              Sério? Eu pensei que você tinha um up, estava sempre defendendo o carro.

              • Para quem não sabe ler talvez entenda que estou defendendo um objeto inanimado. Eu defendo coerência. Mas alguns não conseguem entender a diferença.

                • João Cagnoni

                  Não só entendo como concordo com você. Precisamos parar de defender marcas A ou B, pois enquanto fazemos isso não nos damos conta de que tudo está extremamente caro. Não é fácil ter carro por aqui, seja ele novo ou usado.

                  • Já me falaram que defendo Fiat, VW, Toyota… Mas defendo coisas mais simples: A liberdade de uma pessoa escolher o carro que quiser, usado ou novo. com o seu dinheiro sem que ninguém que não viva a realidade dela e não ajudou com um centavo que seja fale o que é melhor para ela. Coerência nas avaliações, negativas ou positivas, sem generalizações querendo medir os outros por sua régua ou por suas próprias necessidades… É por isso que alguns me enxergam defendendo marca x ou y.

                    • João Cagnoni

                      Concordo com você. Eu sou hater de todas as marcas, incluindo a do meu carro. Pagamos caro demais e só levamos porcaria pra casa. No caso do up/Mobi, tem gente pagando e ostentando o carro, chega a beirar o ridículo falar que um carro desses é excelente. Esses dias tinha uma avaliação de um cara com um Palio falando que o carro era bom de curva, isso acaba com a minha paciência.

                    • Depende do referencial! Hehehe… Como sou “das antigas” eu dirigi carros realmente ruins. O Palio não é um Ferrari, sequer é um 206 mas em termos de estabilidade mas está degraus acima do anterior, que mesmo assim não era mais confortável que o atual. Você só não pode querer que ele seja um Focus! Acho o equilíbrio do Fiesta ideal da categoria dele, e já achava o primeiro nacional o melhor da categoria. Mas o atual é ainda melhor. Durante muitos anos o melhor carro do país foi o Opala. Mas ele era mais instável que um Kadett, que era teoricamente de uma classe abaixo (Claro, são categorias diferentes mas o referencial é a instabilidade). A abertura do mercado na década de 90 trouxe coisas muito boas para termos limiares de comparação melhor. Tipo, Focus, Golf, Astra…. Eram muito melhores que seus antecessores. Tivemos um downgrade no começo dos anos 2000, mas mesmo assim ainda tivemos coisas boas como Polo, Stilo, i30, 307…. E eu digo que esse Palio tem um compromisso entre conforto e estabilidade melhor que alguns VW e Peugeot. E olha que prefiro a marca alemã viu.

                    • Tosoobservando

                      Todo país sem industria propria e que é dependente de multinacionais, ainda mais em areas chave como a automotiva, aeroespacial, de tecnologia, belica etc.. sofre isso.

            • Bruno Wendel Marcolino

              Qual? hehe

    • Pacheco

      O Acelerados comprou 3 carro podres e pagou 9 mil no mais barato que alem de motor batendo, ainda está com a suspensão e freios destruidos.

      • Isso que é impressionante: Se vende lixo a preço de ouro no mercado de usados.

        • Pacheco

          Mas sempre foi assim. Os carros “maquiados”.

          • Pior que hoje nem se maquia mais. Eles assumem que o carro não está bom, mas vendem até parcelado em promissórias! Entrei no submundo dos carros da região de São Paulo e Campinas! heheh

            • Leandro

              Em São Paulo você não compra carro, mas sim, garimpa. Tem que ser bem esperto pra não levar gato por lebre por essas bandas….

              • Acho que você pode vender um carro detonado. Mas com preço coerente. Um carro que não anda para mim tem que ser vendido pelo preço do quilo de metal. Mas aqui se vende Audi A4 com um “probleminha” no câmbio por 15 mil sendo que o reparo custa 15 mil! Quem aqui não aceitaria um Maverick V8 para restaurar? Mas cobrar 30 mil por um carro que não anda?

            • Pacheco

              Onde vende carro com promissoria em SP? KKKK. Eu nunca achei.

              • Esse é em Campinas…. Na esquina da casa da minha mãe (Jardim Carlos Lourenço). Eles tem um Scort Xr3 88, um dos mais inteiros que ele pediu 1.500 mais 24 promissórias de 400 reais. Sinceramente? O carro não vale 1500 reais. Eu me interessei por um Taurus, que está com “probleminha” de câmbio. Ele quer 4000 mais 20 promissórias de 800. Pago 3000 reais no carro do jeito que está, nenhum centavo a mais porque corri atrás do câmbio.

  • zekinha71

    Depois que o programa Acelerados comprou 3 carros “populares” por volta de 10.000, deu pra ter uma ideia de como funciona o mercado de usados e a qualidade dos produtos vendidos.
    Só carniça.

    • Louis

      Por isso não estou interessado em trocar meu velhinho. Se for pra pegar um usado detonado, prefiro ficar com o meu que está muito bom comparando com o que vemos no mercado de usados. Estou planejando fazer uma mega-manutenção este ano, já estou prevendo orçamento acima de R$ 3k , mas vale a pena.

      • Fernando S.

        É exatamente nessa tecla que sempre bato quando o assunto é usado. Se vc já tem um carro, fique com ele dando a manutenção necessária. É loucura trocar seu carro usado por outro pois vc tem enorme chance de pegar um pepino gigante (e quanto mais “popular” for o veículo, a chance aumenta). Eu só compro carro zero, fico com ele num período entre 8 e 10 anos (com km que gira na venda entre 110 e 130 mil rodados), vendo e compro outro zero.

        • Porque carro mais popular é mais pepino? Acho bem o contrário!

          • Pacheco

            Por ex… o Popular vendido nas Locadoras como semi-novo é um carro locado para empresas ou o pessoal que usa para trabalho. Eles tem chance maior de ser mais rodado e gasto.

            Os modelos mais elite, a chance é menor. Mais facil vc achar um Corolla com as revisões de fabrica do que um Prisma.

            • Ah sim…. Quando você parte para os menos usados a tendência é essa, mesmo de particulares. Mas no caso dos usados mais velhos… A simplicidade dos populares acaba virando mais uma aliada.

              • Pacheco

                Sim… entre comprar um Corsa Classic 1.0 e um Astra 2.0, o Corsa vai dar muito menos manutenção e mais barata.

                • Um exemplo extremo: Audi A3 e Gol. Não tem comparação os carros. Assim como não tem comparação o custo da manutenção deles. “Ah, mas o Gol deve estar mais rodado”. Se estivéssemos em 2002, 2003, provavelmente o Gol teria andado mais que o Audi. Mas depois que o irmão rico entrou na lista de carros que rico não quer e pobre não consegue manter, a tendência é que ele tenha andado tanto quanto o Gol e ter tido sua manutenção mais negligenciada.

          • Fernando S.

            Carro mais “chique” geralmente é levado para revisões na concessionária mesmo apos o término da garantia. Agora carro popular já conheci gente q roda mais de 20 mil sem trocar o óleo. E quando troca, tenho sérias dúvidas se usa o indicado pela montadora (ex Sintético 5w30) ou o mais barato q tiver (mineral 10w40). Óbvio q não é regra, mas falo pq já vi muita gente negligente com o carro

            • “..Carro mais “chique” geralmente é levado para revisões na concessionária mesmo apos o término da garantia…”

              Fonte?

              Desculpa, mas não é o que se vê na realidade. Fusion, Audi A3, Taurus, Passat… Detonados. Você compra o carro por 20, 30 e as vezes tem que pagar o preço de um Gol 99 na manutenção. Aí claro que quem gastou 30 mil em um Fusion terá dinheiro para fazer a manutenção na concessionária Ford, não é?
              Vou falar dos carros que conheço e da faixa que pesquisava da praça de São Paulo e Campinas: Com 20 mil você sai de Mercedes, BMW, Volvo, Passat Turbo, Audi A4, Accord, Taurus, Jeep… De motores turbo até V8.. Já devo ter visto mais de 200 carros dessas marcas, mas apenas um tinha sido feita revisão na concessionária (Muitos tinham o famoso “mecânico da concessionária”… Sei, sei): Justamente um Volvo. Se você falar em carros até 10 anos eu acredito porque nessa faixa não procurei porque estourava meu teto. Mas carro usado mesmo da faixa dos populares, aí não encontrei um… E como se cobra caro nesses lixos.

              • Fernando S.

                Alessandro, estou dizendo o q vi em carros populares e seus donos. A fonte são meus olhos, não estamos criando uma tese de doutorado nesse fórum para citar fonte por fonte e eu VEJO hoje uma colega de trabalho com um Uno com 40 mil rodados e só uma (repito UMA) troca de óleo feita, fez a segunda ha 3 semanas após eu ter dito q o motor dela iria dar pau em um papo sobre o carro dela estar tendo dificuldade de ligar de manhã. A primeira revisão foi feita na css e depois q findou, ela não levou mais lá o carro e não deu a mínima manutenção. Não tenho foto ou áudio dessa conversa para usar como “prova” de fonte. Abraço

                • A questão nem é provar. Eu acredito em você: E os carros que eu citei? Nunca viu nenhum detonado por uma provável falta de capacidade do dono de realizar a manutenção adequada?

                  • Fernando S.

                    Nesses carros q vc citou, acho (ou seja, estou me baseando em suposição minha) q a maioria comprou usado e realmente não tem condição de manter. É aquela história, quem tem dinheiro para um Palio Fire zero não tem dinheiro para ter um Fusion 2007 pelo mesmo preço, concorda?

                    • Exatamente! Mas eles não vão comprar esse “carrinho de pobre”…

                    • Ah, só para constar, acabei de ver um Alfa 164 por 15.000… Hehehe… Véio, eu gosto de arrumar para cabeça, viu! E também um 626 automático com motor fumando… por 8 mil! Caramba, é um motor de um carro importado japonês! 8 mil é muuuito caro!

        • Pacheco

          O meu problema, é que se eu comprar um carro 0km e for vender daqui a 10 anos, ele vai embora com 500 mil km.

          • Mas se comprar um usado chegará mais cedo nessa quilometragem não?

            • Pacheco

              Na vdd eu falava do problema em ficar 10 anos com um carro. Meu maximo mesmo é 3 anos… ja vendo acima de 100 mil km e desvalorizam muito.

              • Entendi!

              • Wellington Myph13

                Cara, chegar em 100mil em 3 anos, seu negócio é fazer igual expliquei pro meu cunhado e chegar nos 60mil e trocar…
                Por ser estrada, os pneus chegam até 60mil, então já “economiza” nessa parte.
                Meu cunhado tinha um C4… Quando estava com 65mil, falei pra ele ir trocar de carro, ele até foi olhar, mas quando viu que só podia pegar compactos como Sandero, Fox e talz, ele desistiu… Na época pagavam 32-35mil no C4 dele…
                Então ele continuou com o carro… aos 80mil teve que trocar todos os pneus (Sim, ele rodou até 80MIL com o pneu original…….) E já teve que trocar Toda parte de suspensão, pois o carro batia tudo, estava horrível….
                Então foi até 106mil quando viu que não ia ter jeito, ia ter que trocar…
                Ele gastou 6mil reais em tudo que fez dos 65mil até os 106mil entre revisões, a suspensão e os pneus…
                O carro de 32 que estavam pagando, pagaram 22… -10mil…
                Ele perdeu 16mil nessa brincadeira, ISSO tirando o fato que o carro que ele comprou e pagou 47mil, custava 42mil na época…
                Quem roda demais com o carro, em pouco tempo, tem que passar pra frente com 60mil, assim mesmo sendo uma KM alta, o ano do carro é novo, o que já entrega o fato do carro ser usado em estrada, e não Chutam TANTO assim pra baixo o preço do carro…

                • Pacheco

                  É isso mesmo… ou ja fica uns 10 anos com o carro e aceita toda desvalorização, ou tem q trocar nessa km q vc falou.

        • fschulz84

          Eu particularmente levei um tempo para achar o que atendia completamente minhas necessidades.

          Meu primeiro carro foi um Fiesta Rocam naked edition (nem limpadores traseiros tinha).

          Então chegou um momento que eu decidi que teria AC + DH no próximo carro (e eu achei que iria ficar satisfeito, ficar alguns anos com o carro) e comprei meu primeiro Focus (Rocam 1,6 2008)… Mas não tinha os itens de segurança (Airbag + ABS) e etc… Rodei muito com ele (média de 50000kms/ano) e vi que ainda estava instatisfeito… Entre idas e vindas de usados (um Mégane e outro Focus, dessa vez um Ghia 2009) acabei chegando a minha zona de satisfação com meu atual Fluence Privilége, comprado usado… E, neste momento de crise e incerteza, pretendo realizar todas as manutenções pertinentes e quem sabe ficar mais de 5 anos…

          Mas agora, achar popular usado em bom estado é realmente difícil… Tenho uma amiga que pegou um Celta 0km em 2011 e aos 32000kms, sequer tinha trocado óleo… .

    • João Cagnoni

      E o meu Palio 0km que já chegou todo estourado? Não quero nunca mais essa porcaria.

      • zekinha71

        Agora imagina depois de 10 anos de uso intenso o que vira.

        • Fernando S.

          Uso intenso aliado com a manutenção duvidosa do ex-dono (a).

      • Sério? O que aconteceu? O da minha irmã fora o fato de ser um Palio e um popular (Solta algumas peças de acabamento. O que aconteceu com meu Gol também) está certinho.

        • João Cagnoni

          Vendi com 35 mil km, o carro já estava se desmanchado. Suspensão ruim, motor falhando, partida à frio complicada, acabamentos quebrando. Teve uma peça de acabamento (a moldura interna do retrovisor) que soltou precisei trocar umas 3 vezes na concessionária, pois eu comprava e a mesma não encaixava ou apresentava defeitos de fabricação. Isso tudo porque sou extremamente cuidadoso com manutenções. Já vi problemas semelhantes com carros da VW (Fox, pelo menos o modelo anterior) e Ford (Ka/Fiesta Rocam). Acho que carros são bens valiosos pra acontecerem esses problemas. O Etios, se chutar desmonta metade do carro.

          • O da minha irmã perdeu a capa do encaixe dos cintos traseiros e um encaixe da regulagem do cinto da coluna. Meu Gol perdeu um pino de borracha da parte de baixo da porta. Mas mecanicamente o meu foi vendido em perfeitas condições e o dela está bom.

  • rodrigomalc

    Sobe preço de carro 0km.
    Sobe preço de carro usado.
    Brasileiro tá ficando sem dinheiro.
    Não troca de carro,

    Simples.

  • Tosoobservando

    Caiu pouco!

  • leitor

    Se a crise aperta, não é de se esperar que melhore assim.



Send this to friend