Mercado Tecnologia

Mercado: Participação de carro 1.0 cai para 34%

nissan-new-march-1.0-tres-cilindros (10)

Nos últimos cinco anos, a participação dos carros com motor 1.0 têm caído bastante. De 50% em 2010, agora os chamados populares representam apenas 34% das vendas.

Essa queda é retrato da mudança no perfil dos consumidores, que passaram a valorizar mais os modelos com motor maior e conteúdo melhor. De acordo com a Fenabrave, os 1.0 venderam 1,35 milhão em 2010, mas em 2015, o volume caiu para 733 mil unidades, representando 34,5%.

Um bom exemplo dessa mudança foi a vitória do Onix sobre o Palio no ano passado. O compacto da GM vende muito mais com motor 1.4 do que o rival da Fiat, cujo motor 1.0 é destaque no mix de vendas.

Na hora da compra, além do conteúdo melhor, os compactos de motor maior acabam sendo apenas um pouco mais caros que os 1.0. De forma geral, a média de acréscimo é de R$ 5.000, que são diluídos nos planos de financiamento, atraindo os consumidores. Hoje, 70% das vendas são a prazo.

No entanto, as vendas de carros com motor 1.0 deverão subir nos próximos anos. O motivo é o avanço da tecnologia, já que a nova safra vem com turbo e injeção direta, substituindo assim propulsores do segmento acima.

Deverá haver uma diferenciação nesse caso, pois apesar da mesma cilindrada, a nova geração 1.0 que está chegando é bem diferente da proposta dos atuais propulsores, mais baratos e para versões de entrada.

A busca por eficiência energética já fez a aparecer esse tipo de motor 1.0 Turbo no up! da Volkswagen e em breve chegará ao Fiesta Sport da Ford. No entanto, outros modelos ganharão essa tecnologia, que se tornou um caminho sem volta para o mercado brasileiro.

[Fonte: DCI]





  • kravmaga

    Também acredito que a porcentagem dos 1.0 vai aumentar, só que por motivo de falta de dinheiro dos brasileiros para comprar carros melhores.

    E não serão 1.0 tubo não, mas aspirados ultrapassados mesmo.

    • Mr. Car

      Também temo isto. Não faz muito tempo, com o que pedem hoje por um 1.0 aspirado, tínhamos várias opções de 1.3, 1.4, 1.5, e até 1.6.

      • Renato Duarte

        me lembro de 2008 quando a Volks relançou o Voyage,, a versão completa com motor 1.6 custava R$39.990,00 . hoje beira os 70K.

  • Mario

    Demorou!

    • Tem mais um fator: o menor poder de compra do consumidor. Agora quem comprava 1.0 0km está movimentando dinheiro no mercado dos seminovos, comprando carros usados mas completos e de motores maiores.

  • Mr. Car

    Por mim, já passou (e muito) da hora desta participação cair para 0%. Exceto, claro, se todos fossem 1.0 turbo, como o up! TSI.

    • Clovislauro

      Nos anos 90, eu era jovem ainda, tive carro 1.0. Na aquela época eram muito fracos e muito pelados, era um horror dirigir aquilo, felizmente nunca mais tive carro 1.0. Recentemente voltei a dirigir um 1.0, dirigi um Ka 1.0, e meu conceito desses carros mudou totalmente. Ele até que desenvolve bem, é bem equipado, espaçoso e confortável. Sinceramente, achei uma opção absolutamente razoável, para quem não prioriza um ótimo desempenho, achei muito interessante. Imagino que outros 1.0 como HB20 e up! sigam na mesma linha. Hoje não são nada daquilo que eram no passado, uma joça. Nesse sentido, estranho a participação dos 1.0 ter caído.

      • Pedro Rocha

        Já tivemos até utilitários: a FIAT Fiorino teve versões picape e furgão 1.0.

        • Clovislauro

          Kangoo 1.0 8v e 16v

          • Pedro Rocha

            Os modelos FIAT eu já vi ao vivo, mas o Kangoo nem tinha ouvido falar.
            Vivendo e aprendendo.

            • Alvaro Guatura

              Já tivemos uma Kangoo 1.0 aqui em casa (passageiro). por incrível que pareça um dos que mais gostei, realmente divertida, espaçosa. Feia e fraca (motor) é assunto pra outra hora.
              Lembro que na época existia a Palio Weekend 1.0, também pesada para o motor, e por ser 16v, parecia 0.5

              • Fernando

                A Palio Weekend me lembro que houve também a com motor 1.0 8v, no modelo com 6 marchas.

                Na mesma época, havia a Corsa Wagon Super, com o 1.0 16v.

                • Thiago

                  Também existiu e logo deixou de existir o palio citmatic que era 1.0 e não tinha embreagem, era pra ser um duallogic, hehe, mas não fez sucesso

      • Mr. Car

        Clovislauro e CharlesAle: por tudo que li, as avaliações de vários sites automotivos, creio mesmo que melhorou muito, mas ainda assim, não teria outro 1,0 que não fosse turbo, que não andasse junto com um bom 1,5 ou 1.6, como o up!, que só passei a considerar muito interessante (e quero um) quando ganhou o TSI.

        • Fernando

          Para um carro estritamente urbano, creio que um 1L seja suficiente, um carro como os Ka ainda com o Zetec Rocam ou mesmo o Clio com o motor 16v andam muito bem no ritmo urbano. Até em uma avaliação do AK ou BS no Ae sobre o Clio, me lembro que disse que se perguntassem a ele, diria que o motor era “maior”, e realmente tive essa impressão nos que dirigi.

          Os 1L de hoje me parecem muito com os 1,6L de anos atrás, o que creio ser já bastante razoável.

          • Mr. Car

            Sim, Fernando, o que pega é que a imensa maioria dos 1.0 não terão uso estritamente urbano. E é um saco não ter uma reserva de torque e potência em uma estrada de pista simples.

            • Fernando

              Especificamente sobre estrada não posso dizer, pois nunca tive um “1L” e somente dirigi em condições mais urbanas, mas pelo que senti em avenidas mais livres foi ainda uma boa agilidade, por causa da prática comum do câmbio curto que impera por aqui. Comprometem um tanto o consumo e ruído em condição de estrada, mas com o motor mais cheio ainda tem uma certa reserva para velocidades dentro dos limites.

              Não é que eu defenda, mas é por realmente o mínimo de hoje já ser algo bem melhor do que antes, incomparável com os primeiros 1L, e é claro, isso é para condições específicas, principalmente de bolso hehe

              Também pagar R$40000 por um carro assim pois é “completo” não vejo como vantagem, se pode com pouco mais sair com algo bem melhor.

              • Mr. Car

                Taí outra característica que não gosto: câmbios curtos demais, além do motor berrando. Por mais razoável que seja o desempenho do 1.0, no conjunto, o motor maior acaba sempre trazendo um carro mais agradável na condução.

      • MauroRF

        Em 1995, aos 19 anos, eu ia pra faculdade com um Escort Hobby 1.0 “completo” (ar quente, limpador e desembaçador traseiros, rádio toca-fitas de fábrica e relógio digital verde no teto). Para a época, era considerado um popular completo, era macio de guiar, mas o motor era fraco demais. Para dar 120 km/h nele, era um tormento, só embalando. Mesmo 100, 110 km/h, só embalando, e fazia média de 12 km/l gasolina na cidade. Na estrada, não fazia mais que 14. A 100 por hora, o motor já começava a gritar em quinta mesmo. Os 1.0 aspirados hoje estão muito melhores, demais.

      • leandro

        O gol 1000 quadrado se não me engano eram só 45 cv, um sofrimento andar com ele na estrada.. Na agência era vendido junto com fusca Itamar que custava menos e tinha 65cv por ser 1600cc e duplo carburador..
        Hoje o jurássico fire 1.0 tem 75cv.
        Sofri com 1.0 muito tempo, quero mais não

    • CharlesAle

      Se for o tradicional 1.0 de 4 cilindros, tem de cair a zero mesmo. Basta ver que quem usa esses motores, como Palio Fire, Uno, Sandero etc..tem caído bem as vendas. Já os bem modernos motores de 3 cilindros tem surpreendido seus donos pela eficácia surpreendente dos “motorzinhos”. Arrisco até a dizer que HB20 e Ka serão segundo e terceiro lugares ainda esse ano..O UP, excelente na motorização, mas ainda não caiu no agrado da maioria dos consumidores, apesar de ser um excelente carrinho..Suas versões turbinadas só vem a melhorar o que já é muito bom…

  • SDS SP

    A melhora na renda da população ao longo das décadas e aumento da concorrência com consequente elevação no número de opções podem justificar essa queda na participação…

    Contudo, como a turma de Brasília colocou os avanços dos últimos anos na lata do lixo, não duvido que a participação se estabilize ou mesmo aumente por conta do empobrecimento da população…

    • Filipo

      Turma de Brasília? Lembre-se que dos 513 deputados federais, o DF elege apenas 8. E o DF não ajudou a eleger Dilma Roussef.
      Portanto, sem querer ser grosseiro, mas não é “turma de Brasília”.

      • SDS SP

        Calma rs. Você não entedeu. “Turma de Brasília” foi apenas em sentido figurado para falar dos nossos políticos que ficam instalados em Brasília que é o centro da tomada de decisões por ser a nossa capital. Okay?

        Claro, não dá para descartar também os governos estaduais e municípais…

        • Mr. Car

          Mas eu entendi, senão também estaria te esculachando, he, he! Adoro Brasília, para mim a verdadeira “Cidade Maravilhosa”. Deu para notar pelo meu avatar, não? Ainda volto a morar lá, ah, se volto! Brasília, eu te AMO!

          • Pedro Rocha

            Existe gosto para tudo, até para morar no deserto…
            =D

            • Mr. Car

              Depende do deserto. Brasília não chega a ter um clima desértico, e eu creio também que não acharia ruim morar em Las Vegas, he, he!

            • MauroRF

              Deserto só no inverno, vai lá no verão. Fui uma vez em janeiro lá, e chove mais do que em SP, direto, e acredite se quiser, pela altitude e excesso de chuvas, as noites em janeiro em Brasília são bem frescas.

              • Marcelo Henrique

                Tá uma chuvarada por aqui e o clima está bastante agradável.

          • SDS SP

            Simm ainda bem hehe…Não faria sentido algum colocar a culpa do nosso atual momento apenas em uma localidade…Parecia ser tão óbvio hehe

          • MG

            Também gosto bastante de Brasília…

            Mas sou louco pela Variant mesmo!

            • O pior que jovens com menos de 30 anos provavelmente não vão entender a piada.

              • MauroRF

                Xi, eu curti, entreguei minha idade, rsrs.

            • Mr. Car

              He, he!

            • MauroRF

              KKKKKKKKK.

          • dCarvalho

            Sei que gosto não se discute, mas o que você ama em Brasília?

            • Mr. Car

              Tudo.

        • CharlesAle

          Impressionante como algumas pessoas levam tudo ao pé da letra. Não conseguem compreender uma colocação em sentido figurado!!!

    • Marcos Souza

      Depende do que VC entende por avanços dos últimos anos… Pq o Brasil só teve evolução até o ano de 2002. Depois disso ele só surfou na onda das commodities da China.

      • SDS SP

        Independente do atual desastroso cenário, as coisas evoluíram. Mas como você bem mencionou, nós estamos retraindo em uma velocidade alta, dado aos erros do governo, somado à queda dos preços das commodities.

        • CharlesAle

          Não fizemos a lição de casa(modernizar a indústria, reforma tributária, trabalhista, reforma da máquina pública, deixando-a enxuta, etc) Preferimos o dinheiro fácil de comodities, de torrar as reservas do tesouro nacional…Foi como se uma pessoa, ao invés de trabalhar e juntar dinheiro, preferiu o dinheiro fácil dos créditos concedidos, cheque especial etc. O resultado não podia ser outro que essa paradeira que vemos hoje..Mas é bem feito para uma nação onde muitos não vem valor no trabalho!!!!

          • SDS SP

            Exato. Crescimento artificial e sem aumento de produtividade…

    • Edson Fernandes

      A melhora da renda? eu acho que é exagero. Eu acho que houve aumento de crédito. E isso não é dinheiro na mão.

      • SDS SP

        Houve uma melhora ao longo das décadas, o que é natural, pois há mais pessoas estudando por mais tempo, trabalhando em empregos com remuneração melhor.
        Além claro, das facilidades de crédito.
        Eu sei que parece piada, mas com toda a derrota, as coisas melhoraram.

        • Edson Fernandes

          Eu acho ue foi a divisao cada vez maior em entrar mulher no mercado de trabalho que hoje é bem maior também. Hoje uma familia tem renda pela mulher e homem. Acho ue isso ajudou também a ter esse aumento.

  • No_Name

    A participação deles voltarão a subir. Estão chegando os 1.0 turbo da Ford, Honda, Hyundai… A VW deve levar seu 1.0T para outros autos além do Up… E há o fator crise, todas as pessoas estão pensando em economia de combustível nesse momento.

    • Mr. Car

      1.0 turbo é outra conversa, eu nem mesmo os considero como “1.0”, devido ao desempenho equivalente ao de motores maiores. Estes turbo sim, torço por sua popularização e crescimento no mercado.

  • Fábio

    As marcas que não investirem em 1.0 Turbo vão dançar, certo GM, Fiat e Renault-Nissan?

    • Fanjos

      Eu sou a favor dos carros turbo com certeza, mas a maioria da população ainda torce o nariz, tentei até convencer um amigo a pegar o Up TSI em vez do Onix, deixei ele dar uma volta no meu que é 1.0 solteiro para ele ver como o 1.0 já andava bem, ele concordou, adorou o consumo, falou que o motor é excelente e que o TSI deveria ser melhor ainda, mas apareceu com um Onix no final de semana…motivo? Tem Multimídia e motor turbo deve quebrar fácil.
      Então tá…Great! ¬__¬”

      • Murilo Soares de O. Filho

        Brasileiro adora carro grande e o Onix perto dos outros parece médio e o preço ajuda com muitas promoções realizada pela GM, isso por fora, pois dentro esta na média. Qual Onix ele Comprou, 1.0 ou 1.4?

        • Fanjos

          1.4

          • Edson Fernandes

            É por isso. O Onix 1.4 não tem desempenho ruim, exceto para automaticos.

        • automotivo

          Americano pode gostar de carro grande…Brasileiro, não (o que não é o caso do onix)

      • leomix leo

        Analfabeto automotivo…

        • “apaixonados por carro’.

      • Redpeak77

        já pensou? as montadoras desistindo de colocar motor turbo por aqui devido à discriminação do mercado HUEzileiro?

        • Gustavo73

          Reza a lenda que a primeira geração do Cruze não recebeu o 1.4T porque foi rejeitado nas clinicas de avaliação.

          • Redpeak77

            Se fosse mesmo isso, até faria sentido. Em teoria, teriam avaliado o carro antes de julgar.
            O pior é se o consumidor rejeitar só de ouvir falar que é turbo, ou de ouvir falar que “reduziram” o motor de 1.8 para 1.4…

            • Gustavo73

              Nas clínicas eles não andam com os carros, mas se fala dos motores. A diferença era só o motor exite sim pré conceito e medo desses motores. Vi isso na chegada da injeção eletrônica.

          • CharlesAle

            Na verdade, muitos não gostam de turbo, ou tem preconceito, devido as más experiências do passado, em especial do Gol 1.0 turbo! Mas tem a linha Fiat com Tempra e Marea!!!

            • Marcelo Henrique

              Adicione na conta na lista de manutenção cara:
              Fords Zetec 16v de correia dentada e GMs F2 e F1 de 16v.

              Sinceramente, até hoje a grande maioria dos mecânicos não conseguem arrumá-los e por isso a bronca com os multi-válvulas.

          • Fernando

            E a VW lançou o Golf com o TFSI e um 1,4L com turbo.

            Por isso que é bom mostrar o conjunto mecânico para o consumidor, ao invés do pessoal do marketing só pensar em efeitos e pesquisas.

            • Gustavo73

              Sem dúvida Fernando. Colova as pessoas para andarem nos dois sem dizer qual é o powertrain. E perginte qual que eles preferem.

              • Fernando

                Exato! É isso que eu esperava deles, não só uma pesquisa de opinião.

      • Bruce Wayne

        Sad people.

      • Derek

        Tem que saber vender (ou criticar) o carro, Fanjos. Consigo convencer qualquer pessoa a não comprar um Onix :P. Só não consigo convencer qualquer pessoa a comprar um Up! TSI porque o HB20 é concorrente.

        • Fanjos

          Se a VW me pagasse para isso nem que eu tivesse que colocar um revolver na cabeça dele eu faria ele comprar o Up em vez do Onix =p

        • Marcelo Henrique

          Se a pessoa quer um certo veículo, aí não tem santo que o faça mudar de ideia.
          Nesse ponto acho certo, pois cada um tem que ter a sua opinião.

          • Derek

            Eu sou um cara bem lógico e se alguém me vê eu tomando uma decisão desta na qual a lógica parece não estar lá, eu gostaria que me alertassem. Assim, se eu conseguir jogar inúmeros argumentos e deixar claro para a própria pessoa que a escolha dela não está sendo racional, a ponto dela não conseguir mais defendê-la, eu me dou por satisfeito e que fiz o que pude. Por isto que, normalmente, eu consigo convencer. Mas tem pessoas que não mudam de ideia mesmo.

            • Edson Fernandes

              Olha, mas tem muitos por aí que te questionam de um carro só para ela ter mais certeza do outro carro que ela quer.

              Legal foi um amigo de trabalho ter perguntando de carros usados de até R$20000 e ir lá e comprar um Up! de R$38000.

  • Zé Mundico

    Mas também não vamos ficar pensando que só pelo fato de ser 1.0, o carro tem que ser barato ou “menos caro”. Basta a fábrica emperequetar o carro com uns frisos dourados, um kit multimídia xing-ling e umas borrachas na lateral que já passa a ser premium e aí….prepare o cheque!
    O que caiu de venda foram os carros pé-duros e pelados, tipo Uno, Gol,Celta e Palio , carros ultrapassados com projeto vencido e que já estão saindo de linha,graças a deus.

  • Fernando S.

    Amigos, boa tarde. Vi um comercial do Ford Ka ontem falando de sua “promoção” e tudo mais e nesse comercial a Ford cita que ele foi o carro 1.0 mais vendido de 2015, isso realmente procede?

    • Gustavo73

      Pelo que andei lendo procede, O Palio precisa de 2 versões para vender mais.

      Ranking publicado na 4R. Não deve rer mudado muito até o final do ano.

      QuatroRodas
      OS MAIS VENDIDOS DO BRASIL DIVIDIDOS POR MOTORIZAÇÃO
      Separamos os carros por motorização e descobrimos os verdadeiros líderes de venda: Ka e Uno
      Atualizado em 18/11/2015 às 19:17

      Sabia que o carro mais vendido do Brasil no acumulado de 2015 é o Ford Ka e não o Fiat Palio, que segundo a Fenabrave é o líder, com 100 215 exemplares? Na verdade, esse seria o novo campeão se o ranking levasse em consideração a divisão por tipo de motor. Assim, o Ka 1.0 lideraria a lista com 70 670 unidades e o Palio Fire 1.0 ocuparia apenas a quarta posição com 54 216.

      O levantamento, feito pela consultoria automotiva Jato Brasil a pedido da QUATRO RODAS, apontou outras surpresas. O Onix, que é o segundo mais vendido na lista da Fenabrave (incluindo todas as opções), passa para o quinto lugar, por conta da versão 1.0 (54 193) – o 1.4 está só em nono (44 663). Pelo ranking das motorizações, o vice é o Uno 1.0 (56 802), seguido pelo Gol 1.0 (56 381).

      Esses números ajudam na hora da compra, já que mostram quais são as opções preferidas do público. No caso do VW Gol, 80,7% dos modelos vendidos têm motor 1.0, sendo apenas 19,3% do 1.6. Em contrapartida, o Fox sai mais na opção 1.6: são 73,1% contra 26,9% para o 1.0.

      Versões mais vendidas por motorização – janeiro a outubro de 2015

      1. Ford Ka 1.0 – 70 670

      2. Fiat Uno 1.0 – 56 802

      3. VW Gol 1.0 – 56 381

      4. Fiat Palio Fire 1.0 – 54 216

      5. Chevrolet Onix 1.0 – 54 193

      6. Hyundai HB20 1.0 – 51 582

      7. VW Fox 1.6 – 50 323

      8. VW UP! 1.0 – 45 235

      9. Chevrolet Onix 1.4 – 44 66310. Renault Sandero 1.6 – 39 247

      11. Chevrolet Prisma 1.4 – 37392

      12. Hyundai HB20 1.6 – 37 036

      13. Hyundai HB20S 1.6 – 35 229

      14. Ford Ka 1.5 – 34 140

      15. Ford Fiesta 1.6 – 26 038

      16. Fiat Palio 1.0 – 25 773

      17. VW Voyage 1.6 – 24 642

      18. Renault Sandero 1.0 – 24 013

      19. Toyota Etios Sedan 1.5 – 21 450

      20. Chevrolet Prisma 1.0 – 18 722

      • Fernando S.

        E essa lista mostrou que ainda o Palio Fire sozinho (pois só tem versão 1.0) carrega o nome Palio nas costas, pois vende a metade do montante do modelo. O Novo Palio com 3 opções de motor fica com a outra metade.

        • Gustavo73

          Sem dúvida e mostra que se o Fire sair de linha o Palio vai vender menos que o Up.

  • Marcos Souza

    Meu primeiro carro foi um ka 1.0 2009 que eu peguei zero.
    Todo mês eu fazia uma viagem de ida e volta(800km na somatória) pra fazer a pós graduação e outras 3 a4 vezes pra capital para ver a minha ex. Fazia uns 3000 km por mês. Sem ar, sem direção com aquele carrinho duro e fraco de motor. Achava o máximo ele, mas hoje eu vejo o quanto sofri.
    Se depender de mim, nunca mais terei um carro 1.0 aspirado e pelado na vida.
    Se for turbo com câmbio automatizado ou automático, td bem…
    Mas acho que a população aprendeu a dar valor ao conforto hj.
    Meu carro atual já ta desvalorizado e vale o mesmo que um ônix zero. Mas o conforto de um ar condicionado, um câmbio automático, uma direção hidráulica além de um motor mais potente nunca vão m deixar fazer essa troca.

    • Fernando S.

      Sou desse mesmo time. Tive um Mille por 6 anos e o carrinho era até guerreiro, não me deixou na mão nenhuma vez (e olha que eu era novo, meio negligente com manutenção)… só que hoje, com um carro 1.6 completo, sei que a diferença chega a ser absurda. Até brinco que nem dá pra dar o nome de “carro” para os dois, pois a diferença realmente é gritante em estabilidade, conforto, potência, torque etc.

      • Francisco Joao

        Mesma situação aqui, gol g4 1.0, passei para New Fiesta 1.6, cara é um absurdo o conforto e isolamento acústico de um para o outro, e olha que são da mesma categoria de compactos.

  • Eduardo Brito

    O principal culpado é o preço, pois em 2010 por uns 35k vc poderia comprar um carro 1.0 completo, coisa que é muito difícil hoje. Além disso, a diferença de um 1.0 para um motor maior é proximo a 10%, então os consumidores preferem comprar um carro com motor maior.

  • Aldo Raine

    Up! TSI 1.0 anda mais que muitos 1.6 e consome menos.

    • gustavo

      E a resistência ? o bloco 1.6 e imbatível !! e o pos venda TSI, quem tem coragem fora da garantia ?

      • Edson Fernandes

        Eu tenho coragem. Só que se fosse 0km na minha mão.

        • gustavo

          Sim ok !! Procedência garantida de patrão !!

          • Edson Fernandes

            Mas eu também não compraria usado a não ser que eu tivesse certeza da procedencia. E nesse caso precisaria ser um conhecido.

  • David Diniz

    Motor 1.0 deveria ser extinto. O motor lixo.

    • Tem gente que anda bem com eles em determinadas situações. Será que o problema não está entre o volante e o banco?

      • Marcos Souza

        O motor é bom pra cidades onde não tem problema se VC tem 50cv ou 500cv. Também acho que se atende a alguém de forma satisfatória e tem gente que compra, não precisa ser extinto.
        Eu prefiro não ter um 1.0 aspirado…

        • Exatamente, você foi perfeito: Muitas vezes a pessoa viverá na cidade ou fará pequenas viagens sozinho ou no máximo com uma pessoa. É uma litragem completamente satisfatória. E o melhor que mesmo não sendo do seu gosto você consegue enxergar que ele ainda tem seu papel. Algumas pessoas não tem capacidade de olhar além das suas escolhas. Ou sofre da síndrome do “vai que”, que escolhe o carro pensando no uso em 3 ou 4 ocasiões que acontecem em um ano ou as vezes não acontecerão em todo o tempo que a pessoa passará com o carro. A Towner tem um motor 0.8 que deve ter um desempenho crítico e a estabilidade dela na estrada prefiro não comentar. Mas todas as que eu vi eram utilizadas para pequenos mercados de bairro ou transformadas em Food Truck, nova modinha. Para que um motor maior nesses casos?

          • Edson Fernandes

            E apesar de tudo isso, era um carro impressionantemente economico.

            E quem tinha elogiava o carro. Ta aí uma coisa que eu concordo: As pessoas só enxergarem o que é certo para elas. Muitas vezes ainda hoje o motor 1.6 tem custo mais alto de manutenção e isso tem que ser colocado no papel.

            Eu entendo quem precisa e tem um carro 1.0. O fato de eu não querer, não tira a necessidade dos modelos. A minha torcida é que a inovação melhorem todos os motores para quepossamos ganhar em economia para todos no futuro.(além de outros pontos)

      • Jackson

        Tenho a mesma opinião. O problema é aquela peça atrás do volante.

        • É aquela coisa: No carro que ele chama de lixo, muitos andam bem e com baixo consumo. Será que o problema é o motor? Os caras querem um V8 para compensar a falta de habilidade de usar o câmbio! Claro, sempre lembro das minhas visitas aos meus amigos em BH: Já andei em carros velhos, VW, Fiat principalmente, carros que as vezes nem ar tem, como os aqui de São Paulo. Mas nunca andei de carona em BH em um carro 1.0. Nenhum dos meus amigos tem. Mas BH são o que? 4, 5, 6 milhões de 200 milhões de habitantes? Não temos 10 BH no país. E mesmo em cidades onde o relevo não ajuda como Jundiaí, a própria São Paulo, Valinhos… Pode-se viver muito bem com carros 1.0. Ainda mais porque as saídas da cidade sempre são boas, duplicadas.

  • Pedro Henrique

    daqui a pouco o governo deixa de tributar sobre cilindrada e passa a tributar sobre potencia.

  • Wes

    Mas no Brasil é só 30mil um carro 1.0

    • Fernando S.

      30 mil em carro 1.0? Sò se for absolutamente pelado, mas PELADO MESMO, do tipo que não tem nem limpador e desembaçador traseiro. Qualquer 1.0 aceitável (leia-se com ar, direção e vidros) não sai por menos de 34 mil.

      • Le chat noir

        Usado, saí… hue hue hue (to zuando)

        • Wes

          Compra um del Rey mesmo hahahahahha

      • Wes

        Pois é hahahhhahahah. Muito ridículo

  • Fábio Alisson

    Já estava na hora mesmo dos 1.0 diminuirem a participação. E também precisam acabar com aberrações de motores ultrapassados, carros pesados com motores subdimensionados, e a pseudo-impressão de carro econômico…

    Meu primeiro carro foi 1.0, se Deus quiser será o último, me serviu bem por uns anos, mas foi o carro mais manco e beberrão que já tive, mesmo na cidade, e olha que depois dele eu tive 2 carros 1.8 e atualmente um sedan médio 2.0 automático, que consome menos que meu primeiro 1.0.

    É claro que hoje existem 1.0 melhores, como o VW TSi e o futuro Ford, desde que não sejam subdimensionados para os veículos que equipem.

  • EJ

    É…só que agora tem 1.0 muito moderno na fila, a participação pode aumentar novamente. VW, Ford, Honda , Hyundai por exemplo já vem com 1.0 3 cilindros turbo pra substituir motores de cilindrada maior. Aí irão juntar as vendas dos 1.0 de concepção muito antiga com os novos.

  • Há vários fatores que explicam essa mudança. Um deles é o fato de quem comprou um 1.0 há uns 4 anos, época do IPI reduzido, que as montadoras venderam horrores, hoje se estiver trocando de carro já não quer mais um 1.0,prefere levar um carro mais potente.

  • Thiago Porto

    Para aumentar novamente basta duas coisas.
    1)A Crise se prolongada e o tradeoff dos consumidores atuais terem de ser por modelos mais “humildes”
    2)As montadoras mexerem seus bumbuns das cadeiras e colocarem mais 1.0 turbo no mercado e não só em veículos sub-compactos e compactos.

  • kravmaga

    Em vez de estarmos discutindo qual seria a cilindrada ideal, devíamos estabelecer valores de desempenho que seriam razoáveis, porque às vezes um carro tem pouca potência mas é leve e às vezes é o contrário.

    Os carros antigos tinham menos potência que os de hoje mas eram mais leves. Um Gol 1.6 que já tive tinha 76 cv, o que um 1.0 mais moderno até bate mas era mais leve e talvez tivesse um pouco mais torque (não tenho os dados de cabeça). Um Astra 2.0 dos primeiros que tive tinha 116 cv apenas, mas andava muito bem.

    Eu diria que para mim o mínimo aceitável seria uns 12 s no 0-100. E uns 10s ou menos para começar a achar bom.

  • Fábio

    Fazendo uma pesquisa de carros ainda em série(com bom custo benefício,
    potência média e já quitados) até 29000 dilmas (Palio Fire 1.0 2P – R$
    28.360 – R$ 28.790), encontrei no OLX até 60000 km e acima de 2012:
    March 1.6, Versa 1.6, Palio 1.6, Punto 1.6, Siena 1.6, Idea 1.6, Weekend
    1.6, Idea 1.6, Sandero 1.6, Logan 1.6, Gol 1.6, Fox 1.6

  • Lu Abelino

    olha tenho um Polo Sedan 1.6,ja tive carro 1.0 e me arrependo ate hj,conheço gente que carro 1.0 é o melhor na economia e nao quer outro e faz 11,12 km/l na cidade….o meu faz 10,5 km/l….tem espaço,conforto,e sobe a serra de boa com ar ligado…pra que 1.0, pra economizar 50 R$ de gasolina em um mes?

  • Marcelo Henrique

    A lei mais sem sentido de todas: taxar carro por pela cilindrada do motor.
    Deixem o mercado escolher qual o melhor motor para a nossa realidade.

  • DiMais

    logo os tricilíndricos serão a bola da vez.

  • Ediomar

    Antes de ter o meu atual carro,um Vectra,eu tinha um uno mille,sempre ficava com pé atras quanto ao consumo,hoje vejo que pelo fator economia gasto coisa de 50 até 100 reais no máximo de gasolina a mais,mas quando comparamos os carros,ai a conversa é outra,AC que congela,ótimo nesse calor absurdo que faz no Brasil,DH levíssima,motor torcudo,bom pra viagens longas,muito mais segurança e espaço,enquanto o outro não tinha nada que não fosse obrigatório por lei a época dele,um pé de boi mesmo.

  • Ricardo

    Galera percebeu que o consumo um pouco melhor que um 1.6 não compensa pelo desempenho pífio dos 1.0, com exceção do turbo é claro!

    • Guilherme Batista

      Exatamente isso. No meu caso, que moro em cidade com muitas ladeiras, aí que não compensa mesmo. Você acaba usando tanto as marchas menores que o consumo acaba sendo maior que um 1.5 ou 1.6. Sem contar que ao colocar peso no carro você passa um sufoco em cada arrancada.

  • Poperon

    Não descerá para 0% enquanto as pessoas tiverem preconceito com carro turbo, e mecânicos preguiçosos não quiserem aprender a fazer manutenção em carros turbo.

  • Nando380

    Queria saber quando é que a Chevrolet vai acordar e fabricar carros turbo no Brasil, e para com esses monzatech 1.4 e ecochevy 1.0 de segunda geração. Carro 1.0 aspirado serve só para passar raiva, de exemplo o fiesta 1.0 rocam o carro manco e beberão.
    Carros 1.0 deveriam ser todos com turbo.

  • Vattt

    Claro, num país onde a carga de impostos determina o rumo do mercado dá nisso, menos eficiência, menos tecnologia e apenas mais lucro para sobreviver por aqui!!!

  • gustavo

    E Onix 1.4 para empurrar esses 1.0 aspirados sofridos e caros rs rs rs !!

  • Tosoobservando

    E se depender das cegonhas, sera ainda menos, essa deu pane, mas tambem a carga atras nao ajuda ne. Assustou hehe

  • Thiago

    Já tive dois 1.0, palios pra ser mais especifico, meu primeiro carro, não tive que do que reclamar, puxava bem, mas como não tinha muita noção sobre desempenho, potencia, torque nem ligava pra isso, e como eu tinha esse gti da minha foto de perfil, curtia muita mais, mas o palio era lindo(meu primo deu pt nele), nunca deu gastos desnecessários, só curtir, o outro um fire, mesma coisa, só troquei óleo, gasolina e andei, sem dores de cabeça, mas ai ja tinha noção de como era limitado por ser mil, porém andava bem, mas depois diss nunca mais, já tive prazer de acelerar, Jetta 2.5, Golf tsi, Jetta tsi e Volvo T5, 1.0 nunca mais



Send this to friend