_Destaque Cupês Mercedes Benz Preços Sedãs zslider

Mercedes-Benz CLA 2017 chega atualizado e com preços a partir de R$ 156.900

mercedes-cla-2017-9

O Mercedes-Benz CLA 2017 chega com atualização visual de meia vida, assim como alterações no acabamento e equipamento. Oferecido nas versões Urban, Vision, Turbo Sport e AMG, o sedã com estilo cupê tem preços a partir de R$ 156.900.

No visual, o CLA 2017 recebe grade com acabamento diamante preto, assim como para-choques com frisos de cor preta, prata ou cromado. Há também alterações do pacote Night, além de ponteiras integradas ao desenho do protetor. Novos LEDs indicadores de direção foram introduzidos nos faróis de LED.

mercedes-cla-2017-5

Por dentro, o acabamento do Mercedes CLA 2017 recebe novos materiais. Já o quadro de instrumentos adota novo grafismo, enquanto detalhes cromados podem ser vistos nos comandos internos.

Outra novidade é a multimídia com tela de 8 polegadas agora tem Car Play, tendo ainda espelhamento para aparelhos Android. Com exceção da Urban, as demais opções têm estacionamento automático e teto solar panorâmico. Turbo Sport e AMG recebem rodas aros 18 e 19 polegadas, respectivamente. Nas duas primeiras, aro 17.

mercedes-cla-2017-2

Na motorização, as versões Vision e Urban possuem motor 1.6 Turbo com 156 cv e 25,5 kgfm, enquanto a Turbo Sport vem 2.0 Turbo de 211 cv e 35,5 kgfm, bem como tração integral 4MATIC. Todos possuem transmissão 7G-DCT. Por fim, a esportiva CLA 45 AMG com o 2.0 Turbo de 381 cv e 48,3 kgfm, dotada de câmbio de dupla embreagem AMG SPEEDSHIFT DC7 e tração 4MATIC.

Confira abaixo os preços do Mercedes-Benz CLA 2017:

• CLA 200 Urban – R$ 156.900
• CLA 200 Vision – R$ 183.900
• CLA 250 Turbo Sport 4MATIC – R$ 223.900
• CLA 45 AMG 4MATIC – R$ 338.900

Galeria de fotos do Mercedes-Benz CLA 2017:





  • mrvintage

    Chega a ser uma piada de mal gosto o preço desse carro. É lindissimo, mas mais caro que um classe C? Só no Brasil mesmo. A mercedes errou feio em posicionar esse carro nesse patamar. O classe C está a anos luz a frente do CLA e custando menos. O preço é tão ridículo quanto a de um Macan, que no exterior compete com Evoque, GLC, e no Brasil é mais caro que o Cayenne.

    • DTF

      concordo plenamente com vc….não faz sentido o CLA ser mais caro que o classe C….é para não vender.

    • Alexandre

      Concordo com você que não vale, mas a C já não é mais esse preço (recomendado pela montadora). Talvez em sites na web ache a valores mais baixos.

      • Matheus

        A C180 2016 está sendo vendida com preços abaixo da tabela.
        Tabela é 164k, mas encontra-se por 20 mil a menos…
        A 2017 virá com um aumento de 3k no preço de tabela.

    • Gran RS 78

      Concordo. Esse carro tinha que custar uns 120 mil reais, que iria vender bastante, mas custando mais caro que o Classe C, fica difícil justificar para o comprador que queira um sedan da Mercedes em não levar o C180.

    • RFGV

      Cara, o brasileiro é bicho burro e paga mais por status, por design. Teoricamente a CLA chama mais atenção que uma classe C, é mais esportiva, mais nervosa… Eu particularmente acho um absurdo pagar 160 pau num carro de 156 cv só pra desfilar com a estrelinha. Mas cada um cada um né…

    • mjprio

      concordo totalmente e digo mais. o CLA e um carro, assim como o A3 e o serie 1 menos refinado que os modelos da categoria superior, cuja existência esta sedimentada na historia do automóvel. hoje eles vendem esses carros como se fossem o Classe C, BMW serie 3 e Audi A 4. esses modelos hoje, sao vendidos em menos versões e ficam perdidos no mercado em detrimento de modelos que em algumas vezes sao modificações de carros com apelo puramente comercial (ex: A3 que e um Golf melhorado)

  • Marcos megdA

    Brincadeira esse preço num carro que nao tem nem ar digital e outros mimos como sensores de estacionamento. 124.900 estava muito bem pago e ainda com folga

    • DTF

      concordo.

    • Alexandre

      Não vejo a CLA acima do A3, a MB viajou legal.

      • Marcos megdA

        O A3 2.0 é muito mais carro do que essa CLA. Anda muito mais e nao deve nada em acabamento. A CLA salta mais aos olhos e acaba tendo um status a mais.
        Fiz um test drive no A200 e já achei muito amarrado o carro, andava menos que o Golf TSI, imagina a CLA.

        • Thiago

          O A200 anda mais que o golf TSI de 140cv monocombustível com caixa DSG importado e também mais que o nacional de 150cv flex com caixa tiptronic:
          GOLF TSI 150cv, caixa tiptronic (nacional)
          ACELERAÇÃO
          de 0 a 100 km/h 9,5 s
          de 0 a 1.000 m 30,7 s – 169,5 km/h
          RETOMADAS
          de 40 a 80 km/h (em D) 4 s
          de 60 a 100 km/h (em D) 5,2 s
          de 80 a 120 km/h (em D) 6,7 s

          GOLF TSI 140cv monocombustível, caixa DSG
          ACELERAÇÃO 1.000km/60.000km
          de 0 a 100 km/h 9s/8,8s
          de 0 a 1.000 m 30,3s/30s
          RETOMADAS
          de 40 a 80 km/h 3,6s/3,7s
          de 60 a 100 km/h 4,7s/4,7s
          de 80 a 120 km/h 6/s/5,9s

          A200
          ACELERAÇÃO 1.000km/60.000km
          de 0 a 100 km/h 8,9s/8,5s
          de 0 a 1.000 m 30s/29,6s
          RETOMADAS
          de 40 a 80 km/h 3,8s/3,6s
          de 60 a 100 km/h 4,8s/4,6s
          de 80 a 120 km/h 6s/5,8s

          Ambos possuem o mesmo consumo médio de 11km/l durante 60.000km (no caso do golf, fora testado o TSI com 140cv, monocombustível e caixa DSG)
          FONTE: revista quatro…

          • Alexandre

            O Golf nacional com Tip blz, mas o com DSG é 0,3s de diferença. Cá pra nós, da pra tirar essa vantagem no braço. Mas se for ver números apenas, realmente os da A200 são melhores.

    • saulo

      Ahhh, por $124.900 vou de Civic Touring, certeza….(ironic mode on)

      • cepereira2006

        Olha, realmente o Civic Touring ficou 31k mais barato que a versão de entrada do CLA. Entre estes dois, eu não pensaria 2x.

        • saulo

          Fiz esse comentário referente a um comentário acima que diz que essa Mercedes estaria bem paga por 124.900, ae logicamente nao iria dar pro Civic, mas nesse caso de 31k mais barato, to com vc, nao pensaria 2x

  • Ricardo Blume

    É cada preço de carro no nosso país que chega a assustar. Conheço o dono de uma rede de concessionárias que não compra carro zero de maneira alguma, só semi-novo. Se ele que tem dinheiro não compra carro zero por que nós, que ganhamos nosso suadinho salário, teríamos que pagar um absurdo por um zero km?

    • Alexandre

      Cara, botei essa mesma mentalidade há dois anos. Não compro mais 0km, só semi-novo de 1 a 2 anos e meio. Segue pontos:

      1 – a maior parte da desvalorização é nos dois primeiros anos;
      2 – essa desvalorização é boa parte causada pelo lucro Brasil, não atoa, as montadoras nacionalizaram modelos premium e mesmo assim os preços se mantiveram e até aumentaram em alguns casos;
      3 – carros não são feitos para durar apenas dois anos (há ressalvas), então se pegar um carro com procedência você não terá prejuízo;
      4 – revisões e trocas de óleo em css é um absurdo, meu A3 acaba a garantia em dois meses, fui a css há algumas semanas fazer a revisão e paguei 2k, tentaram me empurrar mais 1 ano de garantia por 1,3k, tentaram empurrar balanceamento / alinhamento por meros 400 dinheiros, que uma semana depois fui pelo Groupon e paguei 40 reais e o mecanico me falou que o carro estava certinho, ou seja, nada a fazer e joguei 40 conto no lixo e por fim, pedi orçamento de pastilhas de freio. O cara da css me disse de 3k a 4k, eu fiquei de boca aberta e logo que sai procurei mecanicas especializadas em Audi ou importados. Achei uma na Mooca em SP e falaram que as pastilhas sairiam por 968.

  • GPE

    Piada, MB. 183mil num carro q leva uma surra de equipamentos e acabamento da própria c180…

    Nem um motor forte ele tem. Pq poderia justificar algo se essas 2 primeiras versões tivessem 184 e 211cv, respectivamente…
    Pior compra do segmento de luxo de entrada

  • Paulo Vítor

    Será que existe outro lugar no mundo que um classe A custa o mesmo que um classe C?

    • DTF

      sim…na europa ambos custam o mesmo…

      • what_the_hell??

        Olhando os sites gringos, em Portugal a CLA custa a partir de 34.650 euros; a classe C a partir de 38.350 euros;
        nos EUA a CLA custa a partir de US 32.400 e a Classe C a partir de 38.950
        Só aqui no Brasil mesmo a CLA pra custar mais que a classe C! Esse carro deveria estar na faixa de preços do A3 sedan, que é a categoria dele! Ou seja deveria partir de 110k!
        De toda forma, passei uma semana com um CLA250 e o carro é muito bom mesmo! Acabamento bem superior ao dos outros alemães, motor 2.0 sobra no carro, e ainda conseguindo ser econômico!

        • DTF

          Cara, me referi as versoes vendidas no Brasil…na europa o CLA200 abre em $35mil euros….enquanto um classe C180 começa nos mesmos $35mil euros…ou seja, custam o mesmo assim como aqui no Brasil.

        • Marcos megdA

          Concordo que o CLA 250 é animal, mas com exceção da tração integral, não tem nada a mais do que o A3 2.0.
          MB acaba tendo mais status, mas nao justifica essa diferença de preços

  • Jansen Carlos

    Daqui a seis meses cada um abaixa 30 mil, vai encalhar.

  • Marcelo Ceno Dutra

    O CLA 250 sempre teve tração integral desde o lançamento aqui no Brasil

  • Lobo

    Pelo jeito a Classe C vai subir de preço.

    • DTF

      já subiu pacas…se no ano passado dava para levar uma serie C 180 por cerca de $125mil, hj o mesmo carro custa $162mil

      • Gran RS 78

        Está sendo oferecida por 148 mil reais o C180 2017, que mesmo assim está caro pra caramba.

        • DTF

          A versao “pelada” que nao
          tem farol em Led e outras coisas…versao essa que ano passado era vendida a $115mil…perdemos o controle.

    • Tadeu GF

      Pra mim nesse caso tem muita questão de “posicionamento de mercado” na jogada.
      Se sedans médios comuns, nas versões mais tops, chegam a faixa de 125 mil, uma C180 jamais poderia ser oferecida também nesse valor. Aí as marcas premium também sobem seu preço para se adequar ao patamar atual de valores.

  • Iago Rodrigues

    Imagine o preço do Classe C 2017.

    • Gran RS 78

      Está a partir de 148 mil reais.

      • Iago Rodrigues

        Achei que não tivessem lançado ainda. Realmente isso é bem bizarro.

        • Gran RS 78

          Verdade, mas no Brasil tudo é o contrário. É o poste urinando no cachorro.

  • Alexandre

    A Benz é a mais requintada das três alemãs, mas eu nunca verei a CLA 200 custando mais do que um A3, esse preço é um absurdo. Basicamente pelo 0-100.

    • Marcos megdA

      Dentre as alemãs eu vejo o seguinte: MB a mais requintada; BMW com mais esportividade; Audi a mais equilibrada.
      Mercedes tem um acabamento que salta aos olhos, mas a longo prazo nem tanto.
      Tendo um A4 e uma 320i em casa posso dizer: bmw é pra quem gosta muito mesmo, porque o carro tem muitos defeitos! Quando peguei o A4, fiquei muito tentado numa A200, mas achei muito fraco e não tinha vários dos equipamentos que o meu Golf tinha.
      Mercedes tem carros muito bons, mas os preços estão muito fora da realidade

      • Danilo Fernandes

        Marcos, você teve um A4 e uma 320i? Então você é perfeito para opinar. Qual dos dois você escolheria? Ou uma C180? Sou solteiro, 36 anos. No fim do ano quero pegar um dos 3, mas estou muito na dúvida. Gosto muito do design das BMs, mas sou apaixonado pelo interior das MBs e reconheço o equilíbrio dos Audis. É uma dúvida muito cruel. :)

        • Marcos megdA

          Bom, Danilo, vou te contar da experiência que tive com os 2 carros. A 320i é do meu pai, mas fiquei com ela mais de 1 mês e fiz uma viagem com ela esse fim de semana. É ano 2014 flex, mas importada. Está com 31000km.
          Prós: muito potente, presença incrível, bom câmbio, bom espaço interno dianteiro, multimidia bem completa (apesar de nao ter gps). Sensor de estacionamento tem o mapa de aproximação, banco do motorista eletrico com memória, banco do passageiro também eletrico. Relativamente econômico
          Contras: pneu runflat estragou com 366km. Nem a bmw sabia onde vende o Dunlop, tivemos que por o Michelin por 1100 reais. No momento com 3 pneus carecas. Ar condicionado deu defeito 3 vezes, inclusive já chegou da cc sem funcionar. Foi trocado com 20000km em garantia. 5 dias úteis pra chegar. Mesmo assim o a/c não é tão eficiente. A qualidade do som é ruim, os graves são péssimos. Revisões: 2200 reais (9000km), 1690 (18000km), 2100 reais (27000km). Troca de pastilhas sugerida na 3a revisão por 2000 reais, mas nao troquei. Sem borboletas, mas a 2016 acho que tem
          O audi A4 comprei no começo do ano, usado 2015/2015 com 10000km por 83mil na audi center sorocaba. Tinha um Golf TSI anteriormente.
          No momento o A4 attraction está com 28000km. Vai fazer revisão amanhã por 1350 reais, tabelado pelo site.
          Contras: sem gps, multimidia antiquada sem conexão bluetooth para audio, tem apenas para telefone. Sem teto solar, sem sensor dianteiro, o traseiro só tem alerta sonoro, banco do passageiro mecânico, sem escolha de perfil de condução, ar digital mas nao é dual zone.
          Pros: som absurdamente potente, sensor de luz e farol, porta malas enorme, a/c muito rápido, mais econômico que a bmw, mas bebe mais que o Golf. Cambio cvt muito gostoso de dirigir, com trocas manuais e boa aceleração, computador de bordo bem completo e acabamento bacana.
          Nao cheguei a dirigir a atual c180, mas a antiga 1.6 achei um pouco amarrada, coisa que a C200 já deve ser bem divertida.
          Trocando em miúdos, não trocaria o A4 pela BMW nunca. Quando fico com a 320i sinto saudades do meu carro, mas tem gente que gosta demais da esportividade da tração traseira e carro muito baixo.
          Acho que você deve dirigir os 3 carros e escolher o que te agrade mais. Veja também um fusion. Não tem nem metade da presença dos alemães,mas é bem recheado de itens de série com um bom conjunto motor/cambio

  • Louis

    Esteticamente este carro é mais bonito que o C, mas deveria custar menos pois é de categoria inferior. Por isso vejo tão pouco, agora o classe C vejo muitos.

    • what_the_hell??

      Ele é bem menor que o Classe C, só aqui no Br mesmo pra custar mais que o irmão maior!

      • Matheus

        Lembrando que a Classe C tem tração traseira e o CLA dianteira…

  • Tadeu GF

    O preço do CLA no Brasil é proibitivo mesmo. Ele é inferior a C180, tanto em tamanho, como em itens de série, como também no luxo do interior (que por sinal considero simples demais até).
    O carro é maravilhoso por fora, mas só isso não basta. A Mercedes errou demais no preço dele, desde o início.

  • Name

    Pensei que ia me acostumar com essa tela “solta” no painel dos MB. Mas já se passaram anos….

  • CanalhaRS

    Não entendi essa da MB. Sobrepuseram o CLA com o classe C. Não tem nem graça, já que o classe C é superior em quase tudo (só repete o motor).

  • Marco Douglas de Paula

    Parece q melhorou o acabamento, que era fraco. MAs ontem me ofereceram uma c180 por 142k
    esse cla é mais bonito mas nao tem comparação…

  • OtarioBrasileiro

    Há 1 ano fiquei em uma super dúvida entre o C180 Exclusive e o CLA200. Eram praticamente o mesmo preço. CLA, mais esportiva, exterior mais agressivo e mais jovial e interior ultrapassado ( igual ao Classe A). C180 Exclusive, mini classe S, mais “classudo” e por isso carro que os mais velhos preferem, maior em comprimento, interior muito melhor e maior que o CLA (Quem tiver mais que 1,80 e quiser sentar atrás, vai bater a cabeça no teto da CLA). Resumo: Para olhar por fora, iria na CLA. Para ficar dentro ( que é o caso do motorista e seus acompanhantes rs), Classe C. Fui na Classe C e não me arrependo. A melhor engenharia e qualidade que você pode levar para casa nesta faixa de preço. E olha que entraram na avaliação a série 3 a até o A5 ( este o carro mais bonito da categoria na minha opinião), mas prestes a mudar, por isso excluí da lista.

    • Edson Fernandes

      Não me imagino ainda nessa situação, mas deve ser uma delicia se decidir por tais modelos. Pois realmente eu também gosto muito do A5 mas ficaria tentado entre O serie 3 versão GP Sport e o Classe C.

      • OtarioBrasileiro

        Cara, a partir de R$100K dá para começar a “brincar” e pegar uns carrinhos melhores…. Boa lembrança, vi o BM 3 GP também, mas na época era o mais caro de todos e mesmo interior da 3 sedan. Ou seja, voltamos ao raciocínio: Motorista ou Expectador? Melhor por dentro ou por fora? É quase uma decisão existencial…. rs

        • Edson Fernandes

          Complicado… mas nessa faixa de preço, certamente eu iria olhar para o prazer a condução e convivencia. No meu caso eu precisaria também de espaço, mas não seria a prioridade inicial já nesses valores.

          No meu caso, acredito que a pessoa que compra um carro acima de R$100000 vai pensar no interior e exterior, mas eu ainda iria além de dizer que iria esperar que o carro fosse bem equipado para o preço colocado nele.

          E eu acho que diante das suas análises, foi também um criterio de sua seleção…rs

          • OtarioBrasileiro

            Foi sim… Entraram na análise(dentre os modelos considerados), além do que falamos: modernidade do projeto (nisso o C foi #1), prazer de condução(#2), design(#2), conforto(#2), qualidade geral(#1) e qualidade do atendimento na ccs(#1). Para mim tamanho não é problema, pois não tenho filhos ainda. Vou com frequência para a Europa e EUA e sempre fico de olho nos futuros lançamentos lá. Prestígio da marca para mim não é importante, pelo contrário, prefiro ser mais discreto. Valorizo MUITO a qualidade geral do automóvel. Já tive dois Volvos e continuo fã da marca, mas queria algo “diferente”. Analisei LRs, Jaguares, Audis e BMs. Mas não gosto de carros que ficam estigmatizados, tipo Camaro, Evoque, etc. Enfim, cada um com seu gosto e prioridades… abraços

            • Edson Fernandes

              Poxa que bacana. Eu para comprar um carro ainda que pese a questão de modernidade, eu por ter um médio generalista (Fluence) parti para ele por conta de alguns fatores:
              – Maior conteudo agregado perante a maior dos rivais de mesmo periodo de lançamento
              – Conforto (a bordo, conforto de marcha ainda que CVT e absorção de regularidades)
              – Manutenção (é… é algo que eu coloco na balança na hora de adquirir um produto e até pela facilidade de manutenção. Infelizmente na Renault pratica se tornou ruim: Manutenção fora da concessionaria pois as que eu visitei em SP são bem despreparadas e não sabem lhe informar adequadatamente de qual carro eles abordam quando você questiona de uma peça e informa que carro possui)
              – Funcionalidade: Nesse quesito, pesa muito pra mim pois define que além de um meio de transporte, o que tem de recurso tem que ser funcional. Considerando que muitos médios ainda renegam em determinadas versões itens de segurança ou mesmo de conforto, ele se destaca. Só dizendo do que já vem no carro: ar de duas zonas, saidas de ar para os bancos traseiros e considerava o modelo de um periodo que ele ainda possuia 6 air bags na versão CVT de entrada.
              – Por fim, detalhes ligados ao interior: Qualidade dos materiais, espaço interno (no meu caso eu por vezes viajo com meus pais) e acomodação. Além do prazer de conduzir acredito que se acomodar em um carro determina muito de como será uma condução por um periodo prolomgado.

              Claro que invadindo essa faixa de modelos outros pontos mais subjetivos por exemplo, beleza, porta malas, motorização se tornam objeto de desejo. E o meu tinha como objetivo nesse aspecto motores condizentes com o produto (seja ele 1.8, 2.0, turbo downsizing).

              E o Fluence no final das contas eu tive a condição de pegar o modelo topo de linha. Nessa situação, vi que o mercado se restringia a alguns produtos que deixavam de ofertar algumas coisas que o Fluence possui: (Air bags, ou saidas de ar traseiras, ou pecavam no ar bizone e assim por diante).

              Depois disso, a definição de que precisava de um carro robusto e claro, confortavel sem ser instavel… e foi aqui que começou a maior eliminação: Hoje está em voga a questão de esportividade e os modelos estão abrindo mão da maciez para se rodar em cidade para lhe proporcionar a esportividade absoluta em trechos como estradas de curvas fechadas. E mesmo assim, analisei se os limites dos carros era tão superiores para justificar a estabilidade e esportividade prometida. E foi aí que de cara eliminei Civic, Jetta (culpa do motor flex em epoca), Cerato (poucos itens de série vale ressaltar), 408 (bem duro!), Corolla (preço muito alto com oferta de itens de série menor que de muitos modelos) e por aí vai.

              Modelos recém lançados (na verdade considerando o periodo): C4 Lounge e Cruze. O C4 Lounge inicialmente eu achei abusivo o preço de venda e como lhe disse, teria de ser condizente em motorização entre outros pontos. O Cruze eu já eliminei de cara por ser um carro apertado (o anterior ao menos era inclusive ao condutor), Focus recém lançado mesma situação ainda que o motorista tivesse uma otima posição de dirigir (eu gostei bastante).

              Então foram sobrando como vc pôde ver Fluence, C4 Lounge e uma infinidade de médios grandes ou grandes. Além de marcas de prestigio como é o caso da C180. (eu gostei muito do rodar dela, de longe foi o carro que mais agradou a mim e a esposa). A opção pelo Fluence foi pelo custo de manutenção e por tudo que já citei acima. E o motor 2.0 nele tem boa sobra de potencia para qualquer necessidade sendo no entanto um carro com consumo moderado.

              Desculpe o texto. Abraços

    • mrvintage

      Tenho um Classe C 2015. O carro é FANTÁSTICO! Nada a reclamar, só elogios.

  • npor03

    Em tempos de HB20 e Voyage custando R$ 60mil (ou pior, Saveiro e Ford/Fiesta batendo os R$ 70mil), eu parei de ficar surpreso com os preços no Brasil. A verdade é que não tem mais para onde correr, pq se quiser comprar carro ZERO ou seminovo (dependendo do modelo) o brasileiro vai ter que desembolsar uma boa grana.

  • Ricardo Alexandre Almeida Sant

    Rapaz, não há como comparar CLA com C; não há como os preços serem quase iguais. No final de 2014 fiz teste drive nos dois. No desempenho meio que empata, mas o interior decide; a C está noutra categoria! Estou para completar dois anos com uma C200 e continuo apaixonado pelo carro. No início achava meio preso (cadê os 184 cv?), mas a partir dos 8000 km o carro se soltou. Agora que passou de 20000 e o carro está prestes a sair da garantia, eu o chipei e estamos a 230 cv. Tá voando… Como a km dá para perceber, uso todo dia, para trabalho, supermercado, para tudo. Acho o visual meio coroa, mas fazer o q? Já tenho 41!.

    • OtarioBrasileiro

      De acordo! Só não peguei a C200 pois fiz questão do painel em couro, relógio e acabamento em madeira. Tenho 38, mas sem filhos… Acho que as MBs “envelhecem” o motorista um pouco, mas isso está acabando. Já vejo muito garotão com MBs, principalmente as AMGs. E quando vejo Hamilton & Cia na F1, tenho ainda mais orgulho da marca. Repito: Nesta faixa de preço é o melhor que você pode levar para casa em engenharia e qualidade….

  • Tosoobservando

    MB copiou a estrategia da Hyundai?

  • saulo

    Não consigo gostar desse Ipad no meio do painel…

    • Danilo Fernandes

      Ia comentar isso agora. Incrível como uma marca conservadora como a MB consegue manter uma coisa tão “controversa” na sua linha inteira.

  • Junio Tavares Silva

    Isso que é um banco, o resto é bobagem!kkkkkkkk



Send this to friend