Crossovers Mercedes Benz Segredos-Flagras

Mercedes-Benz planeja nova geração do GLA para 2019

mercedes-benz-gla-impressoes-NA (59)

O GLA foi lançado há cerca de dois anos, mas a Mercedes-Benz já planeja uma nova geração para o crossover. De acordo com fontes ligadas à montadora alemã, o novo utilitário-esportivo deve ser lançado no mercado em meados de 2019.

A segunda geração do Mercedes-Benz GLA deve trazer como destaque as novas medidas, que serão maiores que a do modelo atual, oferecendo mais espaço para os ocupantes na cabine. Com isso, o carro poderá contar com um porte mais avantajado, ao contrário do primeiro modelo, que parece uma versão “anabolizada” do Classe A.

O novo GLA será construído a partir da segunda versão da plataforma MFA, com direito a uma nova transmissão automatizada de nove velocidades e dupla embreagem. Haverá ainda uma versão híbrida plug-in e até um cupê, aos modelos dos irmãos maiores GLC Coupe e GLE Coupe.

[Fonte: Autobild]





  • !Marcelo Surf!

    O interessante deste carro é o fato dele ser um crossover o mesmo que ocorre com a X1, pois vc tem um carro um pouco mais alto porém com a dinâmica e performance de um esportivo nas versões mais fortes.
    A próxima geração da X1 já vai perder esse atributo e se o GLA também perder. infelizmente não teremos mais modelos neste nicho.

  • Caio Conceicao

    Justamente por ele não ser um “Crossover-SUV” e sim uma espécie de CrossFox do Classe A, ele deveria ter preços bem menores e assim liderar o seguimento em q ele está incluso apenas por “documentação ou registro”. Mas na verdade, é como se ele fosse o único dentro desse seguimento. Transformaram um hatch premium num hatch premium-crossover. Ora, se não dá pra colocar o CrossFox na categoria do Ecosport e Hr-V, também não era pra ser o GLA na dos Q3 e X1.
    A Mercedes dá mole, pelo menos, em nosso mercado em não fazer essa distinção, pois isso reduziria o preço e elevaria as vendas a patamar inalcançáveis por Evoque e Q3. Claro, a marca não teria um representante no seguimento SUV premium de entrada, mas não é isso o que conta e sim o que se vende.

    • Thiago

      Correto, só que a X1 é praticamente uma perua com a suspensão elevada, sendo que a própria BMW chama ela de SAV (sport Activity Vehicle), semelhante a nossa páilo adventure. Já a Q3 é SUV de verdade.

      • Caio Conceicao

        É…
        Olha se não “seria” o mesmo acerto da FORD com o Fastback do sedan FOCUS.
        Disseram que o fastback não é um sedan normal e sim um mais esportivo, mas não fizeram a mesma versão esportiva do sedan/fastback que foi divulgada… uma em que o carro está em azul com as rodas da versão tit hatch e com aerofólio… Deveriam ter tomado a filosofia de esportividade do focus sedan/fast até o final… acabaram deixando até o titanium de produção ultra conservador… carro de tiozão total!!!

  • André Vidigal

    Eu mesmo acho esse carro um espetáculo, a pesar de dizerem que parecer um Cross-Classe A. É o tipo de carro de quem quer um Classe A, mas tem medo das nossas ruas e estradas, ou até mesmo quem deseja um Classe C (que é bastante baixo e raspa com facilidade). E ainda assim quer a estrelinha na grade frontal. O único pecado desse carro, pra mim, é a tração dianteira.

  • Rodrigo

    O design desse carro, por algum motivo, não me desce. Toda a vez que algum para do meu lado na sinaleira eu tenho a impressão que é uma versão xunada do Classe A (este sim, muito bonito). Eu sei que não é o caso, mas poxa, tem umas versões brancas que os para-lamas são de um plástico preto horrível! Realmente parece que levaram um Classe C para um passeio na seção aventureira da VW ou da Fiat… Acho que esse visual é ainda mais acentuado pelas rodas grandes.
    Mas né, isso é gosto meu.