Mercedes-Benz registra maior crescimento entre marcas premium no Brasil em 2015

07/01/2016

mercedes-benz-c200-avantgarde-avaliação-NA (1)

Além da Audi, outra marca que está comemorando as vendas no Brasil em 2015 é a Mercedes-Benz. No entanto, enquanto a marca das quatro argolas liderou entre as fabricantes premium no País, a empresa da estrela de três pontas registrou o maior crescimento entre as marcas do segmento, com 47% em relação ao fechamento do ano anterior.

Somente o Classe C foi responsável por 43% das vendas da Mercedes no ano passado, com 7.532 unidades comercializadas, sendo o veículo com maior número de emplacamentos em todo o segmento premium. Além disso, a empresa teve como destaque seus modelos SUVs, que somaram 5.856 exemplares emplacados, contra 2.053 veículos vendidos em 2014.

Regionalmente, a marca também teve alta em vendas, devido a inauguração de novas concessionárias, passando de 45 para 52 pontos. A região que mais cresceu durante esse período foi a Centro-Oeste, com 88% de aumento nas vendas, seguida por Nordeste (59%), Sul (47%), Sudeste (41%) e Norte (24%).

“Para 2016 teremos lançamentos de utilitários esportivos que chegam para completar a linha neste segmento, com objetivo de atrair novos clientes. Este será o ano do SUV para a Mercedes-Benz no Brasil”, afirma Holger Marquardt, diretor geral Automóveis América Latina. Serão 27 lançamentos, incluindo novos veículos e reformulação de modelos atuais.









  • André Maia

    É que os carros normais estão no mesmo preço dos Premiuns daí vem o crescimento desses.

    • Pacheco

      Sem falar que essas marcas são as mais procurados em carros NP.

      Porem, atualmente a Mercedes e a Audi tem modelos Premiun com preço dos modelos medios de luxo. Então qm conhece um pouco do mercado, acaba pesquisando e comprando um modelo melhor e pagando e mesmo.

    • kravmaga

      O problema é que esses modelos de entrada das marcas premiu acabam oferecendo muito pouco fora o status.

      Tem modelos tops de marcas comuns que têm mais desempenho e acessórios pelo mesmo preçou ou menos.

      • josevaldop

        Exatamente, o que ninguém lembra é que as revisões, seguro e gastos extras são maiores também por esses carros, não que seja lei, mas ao menos foi o que eu vi antes de tentar migrar de categoria

        • Andre L. A. Melo

          Pela experiência que eu tenho minha e com a de meus amigos , posso te afirmar que vc está enganado. Se as revisões programadas em concessionárias , das dito premium estão caindo de preço , sendo não muito acima das marcas genéricas, a durabilidade dos premiuns das peças ganham de goleada das genéricas. Vejo muitas comparações neste fórum , por exemplo, da 320 com o Fusium (detalhe, também tenho um XC que tem a base da FORD). como exemplo , tive uma 320 que em 4 anos e 130 mil km , só precisei trocar o jogo de pastilhas de freio (fora da concessionária, logicamente) , com mão de obra por R$ 530,00, e troquei um jogo de pneus , tá certo que precisaria trocar novamente , e……..só. Já o colega de trabalho com um fusium da mesma época do meu carro, 3 baterias (isto mesmo, 3), suspensão, pastilhas , discos de freio , até escapamento, etc… . Quem no final saiu mais caro? Evidente devido a falta de concorrência , trocar, além das revisões programadas obrigatórias , nas concessionárias, tem um preço proibitivo. Basta procurar, pois a maioria das peças são universais, como pastilhas , baterias, etc.. Tenho atualmente uma CLA, , consumo médio em 63.000 km, dados do computador de bordo, de 14,3 km/l (isso mesmo), jamais tive um carro tão econômico na vida , bem mais econômico que os 1.0 que tive, detalhe , NUNCA USEI GASOLINA PODIUM (outro mito), , rodo quase 4.000 km por mês , quanto eu economizei de combustível? . A primeira peça fora as das revisões programadas.( que tem um custo fixo), foram as pastilhas de freio dianteiro por R$ 250,00 (fora da concessionária , é claro). Vou encerrando senão poderia escrever um livro sobre o assunto. Um abraço.

          • GPE

            Bom relato. Espero que assim se mantenha

          • Gran RS 78

            André concordo com vc. Tenho um modelo premium, e realmente a durabilidade é maior que modelos de marcas ” normais” , mas ainda nas revisões eles gostam de cobrar caro, especialmente em coisas básicas. Eu sempre usava gasolina podium e sinceramente nunca notei diferença alguma, mas com os sucessivos aumentos de preços dos combustiveis estou usando a Grid, e até agora tudo bem com o meu carro.
            Sempre gostei da CLA, vc pode me dizer se o modelo tem mesmo uma suspensão bem dura como li em umas avaliações desse modelo e se ele anda bem. Grande abraço.

            • Andre L. A. Melo

              O calcanhar de Aquiles da CLA é a suspensão. Ela é muito barulhenta. Inclusive eu desisti de reclamar da dianteira esquerda que parecia uma bateria de escola de samba. Em 3 ocasiões ela foi revista, nas revisões, acabei desistindo de reclamar. Ela não me passa confiança de aguentar a longo prazo, acima de 100 mil km , afinal rodo muito com os meus carros pois trabalho e moro em cidades diferentes .A Mercedes precisa tropicalizar para aguentar as buraqueiras do nosso país. Fora isso , foi um carro que me surpreendeu positivamente quando ao desempenho , levando em consideração a potência declarada pela fábrica e principalmente pelo baixo consumo. Um abraço

              • Gran RS 78

                Valeu pela resposta, realmente o calcanhar de aquile desse modelo parece ser a suspensão que realmente sofre com as buraqueiras brasileira. Parabéns pelo seu belo carro.

          • josevaldop

            Bem, no seu caso veio a calhar, mas eu me refiro mais ao A3 sedan, que foi o que, ao meu ver é “migravel”, porque no meu caso, meus carros sempre estão na casa dos 80k, civic, cruze, e por ai vai, 99k, é bastante alcançável, 120-150k, não mesmo, e aquele papo de que, quem tem 99 tem 120, não cola. No modelo da audi, é inviável, revisões caras, seguro absurdo e com menos equipamento que meu atual carro. Fui ver a mercedes quando tava a 118k em uma dessas promoções, também não valia, o preço das revisões cobradas, o intervalo entre elas, o preço de peças, que mesmo durando mais, vai que eu precise adquirir, na minha situação, hoje não compensa. Porem acredito que os modelos mais caros, como a sua citada CLA ou mesmo um XC, deva ser uma situação muito mais confortável, vide a land rover, que o pacote de revisão ta 2k, para 5 anos, e o seguro é muito bom, mas quem me dera ter 190.000 para dar em um carro.

        • Gran RS 78

          Eu tenho um carro premium, e o seguro não ficou absurdo como muitos falam, o que vai fazer a diferença é a sua idade, classe de bônus e local que vc mora, mas as revisões são mais caras, mas quando comprei já sabia disso. Do mais, é só alegria e prazer que esses modelos dão.

          • josevaldop

            Problema é exatamente isso idade, classe e etc…. Mas o que muitos não lembram, é que migrar de categoria não é simplesmente chegar e comprar um carro de 150.000, eu acredito que a grande maioria que começa a observar isso, vá olhar o audi A3 ou a C180 quando estava com aquela promoção de 120k. Eu realmente acredito que seja a melhor coisa do mundo, e espero um dia conseguir comprar um premium, enquanto isso, vou em um médio mesmo

  • rafael morozini

    Oque é necessário para ser considerado premium ? porque não considero um corolla, asx, jetta ( qualquer sedan médio e suv compacto) como premium porém a mídia os cita assim !

    • Alexandre

      Estes três ai que vc citou de premium só tem o preço. Não vejo isto na mídia.

      • rafael morozini

        Já vi em jornais , leilões e anúncios citando esses como carros de luxo , premium entre outras coisas absurdas para um carro desse porte como podem chamar corolla e hrv de carro de luxo se todo mundo tem ?

        • Louis

          Jornalecos, anúncios, ainda chamam Civic / Corolla de carros importados.

          • rafael morozini

            Kkk piada mesmo!

      • kravmaga

        Eu já sim jornal noticiando coisas do tipo “homem foi encontrado morto em carro de luxo”, e que o carro era Corolla, ix35, etc.

        Aqui no Brasil saiu da faixa dos compactos já é tido como carro de luxo. Os flanelinhas até te chamam de “doutor”…

        • Cyro

          outro dia citaram em uma matéria um carro de “luxo”…. quando fui ver era um Versa !!!

    • Leonardo

      Premium em qualquer lugar do mundo: BMW, MB, AUDI, e outras similares, como o amigo Alexandre falou aki no BR os carros que vc citou so tem premium no preço

    • Tosoobservando

      Premium pelo que percebo sao marcas que so tem line-up com carros acima dos 30 mil dolares, ou prox disso (ja que ultimamente Mercedes, BMW e outras tem lançado um pouco abaixo, acima 25 mil dolares). As outras seriam as marcas genericas, que tem modelos em todas as faixas de preço.

      • Andre L. A. Melo

        Premium , são marcas que tem carros como objeto de desejo em todo o mundo, com os valores dos mais luxuosos, algumas vezes acima de US$ 70.000,00 dólares, como a serie 7, A8, classe S, etc, custando em média, 10, 20 , 30% acima das marcas genéricas similares . De olho neste filão , a Toyota lançou a Lexus, a Nissan a Infinity, a Citroen a DS (esta felizmente não tem carros tão caros) , etc… Evidente , que assim como a Vitor Hugo tem produtos mais acessíveis, as Premium também a tem , para que novos compradores possam adquirir um produto, com o intuito de no futuro, comprarem produtos superiores da própria marca. Agora, como exemplo, vejamos as BMW mais ” simples”, de entrada, vendidas no Brasil , já tem motor turbo há anos, câmbio auto de 8 m, múltiplos air -bags, controle de tração , estabilidade, etc.. Compare com os carros mais simples, de entrada, de toyota ( etios), Hyundai (HB 20 1.0), Honda (City) e veja a lista de equipamentos de série.
        Compare em outros produtos e veja como os produtos como i-phone, Vitor Hugo, Rolex, etc…, são bem mais caros do que os concorrentes similares…

    • GPE

      NAda disso. Nenhum desses que vc citou é “premium”

      • rafael morozini

        Concordo plenamente!

  • Bem que poderiam voltar a fabricar o Classe A aqui no Brasil. Bastaria uma repaginada no interior, que era bem ruinzinho pro nível do carro. Mecânica e tecnologia do modelo de 2000 ainda são compatíveis com os modelos atuais, então não precisaria mudar muita coisa.

    Seria um Mercedes bom e barato (tanto para fabricar, quanto para vender).

    • Louis

      Esse carro micou porque era “barato” para comprar, mas caríssimo de manter. Quem comprava Classe A não estava preparado para pagar manutenção digna de Classe E.

      • Já li a respeito disso, um dos motivos é que o acesso a muitos componentes é bem complicado devido o design compacto e às características do projeto. Isso encarece muito a mão-de-obra.

        As peças também são mais caras que a média, mas talvez hoje, com o desenvolvimento da indústria de autopeças e a popularização de tecnologias e processos produtivos mais modernos os custos das peças não seriam tão caros.

  • _William

    Audi lidera em vendas, Mercedes tem maior crescimento e o carro premium mais vendido..e você BMW?

    • mpey

      So ler a noticia, foi o classe c com mais de 7000 emplacamentos de todo seg. premium.

      • lucas

        seu vesgo. desde quando a BMW tem classe C???

        • mpey

          Seu burro.

          Ele nao deveria utilizar” … “apos a frase do carro mais vendido, pq ai denota “e voce bmw?” para a frase anterior.
          Como se ele estivesse fazendo uma pergunta.
          E o carro mais vendido… e voce bmw?

  • Rafael Ribeiro

    Realmente eu tenho visto uma quantidade enorme de classe c nas ruas, principalmente a C180 que tem um motorzao que faz 11seg no 0-100, vem bem capado e custando uma fortuna. Mas gosto é gosto né

    • Andre L. A. Melo

      Que eu saiba, ela faz de 0-100 na faixa dos 9 seg, só que ANDA BEM MAIS em baixa rotação , como exemplo na cidade, do que os os nossos “premium ” aspirados 2.0, mesmo os que consigam fazer de 0 a 100 neste tempo. Pelo visto você nunca andou numa C180, num Audi , mesmo que seja um 1.4TSI.
      Agora dizer que carro turbo, tração traseira, com câmbio de 7 m, múltiplos air-bags, roda de liga, pneus run flat, controle de tração estabilidade, etc.. é capado……. sem comentários

      • Rafael Ribeiro

        A versão de entrada da c180 é capada sim e vários testes feitos ela fez na casa dos 10,5 no 0-100. e ela custa bem caro. Não são da mesma categoria mas um fusion titanium é mil vezes mais equipado que uma 180. mas aí é da preferencia mesmo por andar de mercedes ou ford. E ja andei em jetta tsi, c4thp, audi a3 e s4 e várias vezes em uma c180 porque tenho um tio que possui uma, e posso dizer que ela na versão básica não é mais equipada que um sedã médio, mas custa uma fortuna.

  • Redpeak77

    [off topic] Que surpresa, um ad da Boeing sobre o 737 MAX, em português!
    Além de carros, curto aviões também!

    • josevaldop

      avioesemusicas , da uma olhada

  • Vattt

    Um carro “pelado” com poucas firulas, muuuito charme e conforto. Isso pq o preço não é tão competitivo, mas em qualidade é melhor que muito sedan “nacional”. bom xi bom xi bom bom bom!!!