Mitsubishi Preços SUVs

Mitsubishi Pajero 2017 tem preços a partir de R$ 165.990

pajero-2017-1

O Mitsubishi Pajero, o conhecido SUV da marca japonesa, chega na versão Outdoor (fotos) com para-choque exclusivo, pintado na cor do carro. Vários detalhes da carroceria são pintados em tonalidade cinza grafite, enquanto os faróis são escurecidos.

O utilitário esportivo também ganhou aerofólio e rack no teto pintado de preto. No interior, o acabamento foi melhorado e conta com maçanetas cromadas, além de rádio com CD/MP3/USB/Bluetooth, volante com piloto automático, rodas de liga leve aro 17 com acabamento grafite, entre outros.

pajero-2017-3

Equipado com motor diesel 3.2 de 180 cv e 38 kgfm, o Mitsubishi Pajero Outdoor vem com câmbio automático de cinco marchas, modo Sport e tração 4×4 com reduzida. Além da Outdoor, o SUV fabricado em Catalão/GO dispõe também da versão HPE.

pajero-2017-2

O Pajero HPE 2017 vem com motores diesel e flex, agora dotados de para-choque e protetor frontal exclusivos, bem colmo faróis de xênon adaptativos, LEDs diurnos, novas rodas de liga leve aro 17, retrovisores com rebatimento elétrico e dotados de capa cromada com repetidores de direção.

pajero-2017-4

Por dentro, o Pajero HPE 2017 dispõe de bancos em couro para os sete ocupantes, assento do condutor com ajuste elétrico, oito airbags, multimídia Power Touch com DVD/GPS/Bluetooth/câmera de ré, volante com paddle shifts, sensores de chuva e crepuscular, entrada e saída sem chave, entre outros.

Confira abaixo os preços do Mitsubishi Pajero 2017:

Pajero Outdoor AT – R$ 165.990
Pajero HPE Flex AT – R$ 165.990
Pajero HPE Diesel AT – R$ 194.990





  • octavio cesar godoy

    Nossa, como estão caros os carros no brasil, muito por pouco, infelizmente

  • Pacheco

    Carro que só vende pro Bombeiro e Policia. Infelizmente ficou defasado e perdeu mercado, mesmo sendo um excelente carro.

    Eu já dirigi uma Dakar Flex e era uma delicia. Porem caro para um modelo desatualizado e sem ESP.

    • Thiago

      Oi Pacheco, como você parece entender do assunto, essa pajero é aquela mesma sport de 1999?
      A dakar é montada a partir da plataforma da L200?
      Obrigado.

      • Marcelo Amorim

        A Pajero Sport era irmã da L200 Sport e Outdoor,essa Dakar é irmã da Triton.

        • Thiago

          Valeu pela explicação, obrigado.

      • Pacheco

        Se não me engano a plataforma da Pajero é só dela. E é sim a mesma… só foi dando uns tapas nela.

        Tanto que usa o mesmo motor V6. Ele ganhou potencia, virou flex e atualmente é um dos unicos V6 flex do mercado.
        O cambio era de 5 marchas e ficou com 5 em 2013 se não me engano.

        O carro é bom, mas atualmente tem concorrente melhor e mais barato. Mas quem compra, não se arrepende pq ela é guerreira e de qualidade.

        • Paulo Lustosa

          A Pajero Full usa plataforma de monobloco só dela, a Dakar é a versão SUV da Triton, assim como a SW4 é versão SUV da Hilux e a Trailblazer da S10.

          • Pacheco

            Entendi… obg

        • Thiago

          Valeu.

  • BolsoMITO

    195.000 (Hpe Diesel) por um motor ultrapassado (3.2 de 180cv muito aquém da concorrencia), cambio ultrapassado de 5 marchas, ar-condicionado manual, acabamento plástico e projeto antigo…

    Na categoria sou mais uma Trailblazer LTZ Diesel 4×4 2016 de 200 cavalos e 7 lugares por 179.000.

    • Pacheco

      Ela vai ser vendida só para Governo. Bombeiro e PM que precisa de um carro assim.

    • David

      Sou muito mais esse motor 3.2 defasado, mas que não dá problemas, acompanho um fórum de mecânicos de carros a diesel e a unanimidade é que os que menos dão problemas são L200 e Hilux (até 2015), raramente são feitos motores dessas duas, em seguida vem a frontier e a S10, depois vem a ranger e por último, como a mais problemática a Amarok, essa muitos mecânicos nem querer por a mão. Acredito que quando mudarem o motor 2.0 dela e trazerem o V6 a diesel será outra coisa. Da nova Hilux ainda não há relatos de mecânicos, só de donos.
      Quem vai comprar um carro a diesel tem que analisar todas as variáveis, e a durabilidade e robustez é um dos pontos mais relevantes, o que adianta você comprar um carro de 300cv e ele dar problemas e vc ter que esperar 6 meses com o carro parado para chegar as peças, sem contar que as peças de carros a diesel custam uma fortuna, uma turbina gira em torno de R$ 8000,00, um EGR R$ 4.000,00, para fazer um motor entre 20 e 40 mil

  • Racer

    O desenho externo me agrada, mas a mecânica está muito defasada. O rendimento do motor, para um 3.2, está muito baixo.

  • Lucas086

    200 mil na antiga dakar, não mais de 1 ano, era o preço da Full. Quem em sã deixa de comprar uma Trailblazer e compra essa Hpe diesel? Encarar a manutenção Mit não para qq um.

    • Pacheco

      Sem falar equipamentos. Esse carro nem ESP tem.

      • Lucas086

        Mit é osso, precisava dar uma renovada nessa linha.

        • Pacheco

          Atualmente é tudo caco velho. Pior que são excelentes carros. Minha familia teve uma L200 Triton V6 Gasolina e era uma maquina e tanto.

          • RFGV

            maquina de beber gasolina! hahahaha

          • Lucas086

            Meu pai esta com uma hpe 2013 com 40 mil rodados, trocou em um corolla e antes tinha uma s10 lt diesel 4×4, ele disse que tá gostando, não anda igual a s10 com 200cv, mas achou até macia. E eu acho bonita ainda. A Mit devia dá uma melhorada na linha, o Lancer é um morto vivo.

            • Pacheco

              Melhor toda a linha. A L200 sempre foi querida no mercado, pode voltar a vender bem. A Pajero a mesma coisa.
              O Lancer poderia brigar forte no mercado, mas parece que ela não se interessa.

              • Lucas086

                Lancer, Asx, entrei nesses carros, o acabamento é muito pobre, sem falar que não sei como dono de asx fala de desempenho da renegade, o cvt amarra demais sem falar os relatoa de esquento no câmbio. Enfim, a l200 sempre vendeu bem, eu era fã da quadradinha outdoor, gostava da dakar tambem, mas hoje podiam dar uma atualizada manerar nos preços.

                • Paulo Lustosa

                  Bom, Lancer e ASX CVT realmente é amarrado, porém é o inverso com o Lancer e ASX manual. É como se fosse da água pro vinho.

    • Marcelo Amorim

      A Full ta 240k.Muito caro e defesado os modelos da Mit.

      • MG

        Sério que a Full tá tudo isso? Carai

        • Marcelo Amorim

          Sim e se nao tiver mais cara!Fui na ccs daqui olhar um ASX seminovo no comeco de abril,quase 2 meses atrás e vi uma Full OKM no pátio com esse valor no parabrisas.

          • MG

            Caraca.

            Segunda feira fui buscar o carro na revisão e olhei pro show room e vi a Full, pensei em ir dar uma olhada e perguntar, mas desisti. Mas pensei que tivesse perto dos 210.

            Olhei no webmotors agora e tá uns 217 a gasolina e uns 238 a diesel.

  • The Monster Man

    Controle de tração, de estabilidade, ar dual zone e central multimídia não existe? 200 mil por isso? Não, obrigado.

  • Alexandre

    Cara! Que habitaculo é este? Que porc*ria. A Mit deveria investir pesado nesses interiores…

  • Louis

    Dinossauro. Grande e ultrapassado.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Não quero nem de presente.

  • Gran RS 78

    Caríssima e defasada. A nova geração já foi lançada e a Mitsubishi insiste em não lançar o novo modelo no Brasil.

  • Dalmir Souza

    Pajero “Adventure” kkk

  • Cesar Mora

    Bla bla bla, painel, bla bla bla, plataforma tem “x” anos, bla bla bla… isso é um SUV, não um Crossover de Shopping… no Defender é lindo, é herança da historia da marca e tal.. agora na Pajero não? ela tem seu público, e vende bem… deixem ela ai…

  • GPE

    Enquanto isso, a Jaguar tem um motor 2.0 diesel com os mesmos 180cv e quase 44de torque… que vergonha, MIT

    • Paulo Lustosa

      Amarok Biturbo e seus 180 cv também entra nesse bolo, porém pra SUV de verdade e pickups, se o motor tiver uma litragem maior, a probabilidade de dar problema é menor, vide S10 antiga com o MWM Sprint TCA, que mesmo gerando apenas 132 cv e 34,7 kgfm, o carro se acaba todo e o motor tá inteiro.

  • David

    O carro está cansado no design, é verdade, mas prefiro ela a nova geração dessa pajero, que ainda não lançada, que ficou ridícula com aquelas lanternas que parecem que estão chorando sangue. O motor diesel está ultrapassado em tecnologia, mas em durabilidade e robustez é um dos melhores ao lado da hilux, o carro não quebra, acompanho fóruns de carros a diesel e a unanimidade é que os que menos dão problemas são os carros da Toyota e Mitisubishi, dá para rodar tranquilo 500.000 km só com revisões básicas e trocas de correias, além disso, os carros da mitisubishi tem um dos melhores sistemas de tração 4×4. Não sou fã boy dessas marcas, meu relato é baseado em diversos relatos de mecânicos diesel em fóruns.

  • David

    O carro está cansado no design, é verdade, mas prefiro ela a nova geração dessa pajero ainda não lançada, que ficou ridícula com aquelas lanternas que parecem que estão chorando sangue. O motor diesel está ultrapassado em tecnologia, mas em durabilidade e robustez é um dos melhores ao lado da hilux, o carro não quebra, acompanho fóruns de carros a diesel e a unanimidade é que os que menos dão dão problemas são os carros da Toyota e Mitisubishi, dá para rodar tranquilo 500.000 km só com revisões básicas e trocas de correias, além disso, os carros da mitisubishi tem um dos melhores sistemas de tração 4×4. Não sou fã boy dessas marcas, meu relato é baseado em diversos relatos de mecânicos diesel em fóruns.

  • David

    Todos os carros tem prós e contras.
    Pontos negativos: O carro é muito caro, faltam diversos itens de segurança, está com visual cansado (apesar de que prefiro este visual ao da nova versão que parece que está chorando sangue), tem um péssimo pós-venda e uma desvalorização brutal.
    Pontos positivos: tem uma ótima mecânica, quase inquebrável (diesel 3.2), apesar de defasada em tecnologia em relação à demais, dá um banho em robustez e durabilidade nessas novas mais recheadas de eletrônica (não estou desmerecendo elas, pois também tem pontos positivos). Tem um ótimo sistema de tração 4×4.
    Pontos medianos: o câmbio está na média, era horrível o de 4 marchas, mas agora com o de 5, amenizou o problema. O conforto aos passageiros.
    É um ótimo carro, mas eu nunca compraria um carro desses novos, esperaria um pouco e compraria um seminovo.
    Eu por exemplo, após muitas pesquisas comprei recentemente uma Frontier 2014 com 35.000km rodados (zerada) por R$ 74.000,00, uma nova está saindo a R$ 118.390,00