EUA Tecnologia

MNC Engineering patenteia um novo tipo de motor com aumento de 72% na eficiência (vídeo)

nmc-engine-1

A empresa MNC Engineering patenteou um inovador motor de combustão interna, cujo conceito pode aumentar até 72% a eficiência energética, superando em muito os tradicionais propulsores. Batizada de Hyper4, a tecnologia consiste em uma câmara de combustão axial com taxa de compressão variável.

O propulsor axial de quatro pistões possui quatro válvulas rotativas, bem como injeção de água. Com volume constante nas fases de combustão, o motor Hyper4 obtém percentual de eficiência energética de 43% em carga de trabalho normal contra 25% de um motor 16V comum.

Além disso, o Hyper4 permite melhorar o consumo médio, fazendo 18,3 km/litro contra 10,6 km/litro do rival convencional. A rotação das válvulas permite a variação dos índices de compressão e assim melhor queima do combustível na maioria dos regimes.

O Hyper4 consegue reduzir os índices de poluição com injeção de água, enquanto o desgaste é reduzido por uma tecnologia de movimento recíproco e linear. O propulsor ainda utiliza uma técnica de expansão aberta, que permite explorar a temperatura elevada dos gases de escape, geralmente desperdiçada em motores comuns.

A MNC Engineering acredita que a eficiência energética dos motores a combustão alcance entre 60% e 65% na melhor das hipóteses. Atualmente, 70% do litro de gasolina é desperdiçado com calor através do radiador e gases de escape. Ainda assim, os fabricantes estão trabalhando para melhorar os números.

[Fonte: NMC Engineering]





  • Marcelo SR

    Os melhores motores ciclo Otto da atualidade tem 33% de eficiência energética. Se esse motor render tudo o que diz, será mesmo uma revolução… A pergunta agora é… Qual a durabilidade e confiabilidade dos componentes desse motor? Veremos…

    • SDS SP

      Pois é, em um motor ciclo de Otto, de toda energia gerada na combustão a grande maioria é perdida por vias térmicas e por atrito dos componentes.

      • Floma08

        Provavelmente tem haver com a eficiência térmica mesmo. Se der certo, acho que esse é o próximo nobel

        • 4lex5andro

          torcendo pra nao ser um ‘novo elko’ ..

    • Deadlock

      A Toyota persegue uma eficiência de 40%, esse motor, se provar o alegado, é sensacional. Mas, só acredito vendo. E essa empresa é indiana. A SAAB já havia desenvolvido um motor de taxa de compressão variável, mas que não vingou devido aos custos. Também já foi desenvolvido um motor que resfria o ar admitido para menos de zero grau (ao invés de injetar água, que já é usado pela BMW), aumentando a eficiência o motor, mas que ainda não se tornou realidade.

    • Ainnem Agon

      Espero que o Brasil proíba esse novo tipo de motor pois se mudarmos do Otto original vamos prejudicar as fabricantes e fornecedores de autopeças, reduzindo os empregos e o recolhimento de impostos. Não podemos evoluir, precisamos nos manter tecnologicamente estagnados e estáveis para não prejudicar o estado. Conto com a ajuda do governo do PT, vou votar nesse partido sempre!

      • CignusRJ

        Se vc não disser que esta sedo irônico terá gente te defendendo por concordar com tais absurdos.
        .

        • David

          Estou surpreso que já não tenha uma lista enorme de pessoas concordando que o caminho pro futuro e retrocedendo ao passado.Eu ja acho que devemos vota no Lula por mostrar ser um sujeito com mente empresarial. Se so com as palestras que ninguém sabe onde ou quando ele faturou em três anos 53 milhões imagina o que um cara desse nao consegue fazer por um pais como o nosso. Digo, Lula pra presidente em 2018. Ironic mode OOOONN. (ON)

  • Bartolomeu

    A noticia esta equivocada, o pleito da startup é conseguir recursos para construir um prototipo para mostrar o conceito de aumentar em até 72% a eficiencia dos motores atuais, de 30% para cerca de 45% e não ter um motor com 72% de eficiencia, o custo do primeiro prototipo para demostrar o conceito seria de 1 Milhão US$.

    • fredggp

      É verdade Bartolomeu!! Como faz tempo que estudei termodinâmica estranhei o fato de uma máquina térmica ter uma eficiência mais alta que a teórica se não me engano….

      • Pedro Neto

        na verdade para uma máquina térmica chegar acima dos 72% de eficiência energética, só em turbinas estacionárias usando o ciclo combinado de forma que boa parte da energia térmica gerada, é reaproveitada por exemplo em caldeiras para geração de vapor

        • fredggp

          Valor difícil esse de 72%. Trabalhei em uma usina térmica moderníssima de ciclo combinado (no Brasil e na Espanha) e a eficiência do ciclo era de 52%. 72% para mim é quase impossível…

        • fredggp

          Isso com o compressor da turbina limpo, tudo bem isolado, sem fissuras nas harpas da caldeira, tudo novinho…

          • David

            Fred, nao duvido nada do que vc diz, porem a historia nos prova que sempre ha um jeito, um modo, um caminho, uma maneira de fazer algo melhor, de ser mais eficiente e mais rápido. E isso que chamamos de progresso. Progresso e como uma prisma. Quanto mais vc gira mais vc enxerga. Progresso vem quando não olhamos algo da mesma maneira mas temos coragem de olhar por outro angulo.Quando vc diz não vem uma pessoa e diz, porque não? Nao sabendo que não pode ser feito vão e fazem de uma maneira completamente diferente e melhor e a civilizacao toda beneficia com isso.

            • fredggp

              David, não quiz chegar tão longe…., mas acho que deve ter havido uma mudança no título da matéria, pois o motor pode até ter um aumento de 200% ou muito mais em relação ao valor da eficiência inicial, mas a que falei foi a térmica, que é uma eficiência teórica e não se passa dela. Um outro exemplo do que quero dizer de eficiência é a do aproveitamento da energia do vento ( Eólica): nunca que chegará a 100%, pois se assim fosse a velocidade do vento após passar pela pá seria zero, o que nunca será verdade.

    • Pedro Cunha

      Amén!
      Se isso se concretizar, haverá uma alternativa á massificação dos elétricos.

    • Deadlock

      A matéria diz que aumenta de 25% (rendimento médio) para 43% de eficiência, o que dá um aumento de 72%. Está me parecendo arapuca para conseguir dinheiro.

      • Pedro Rocha

        Ou então aprenderam Estatística com Dilma.

    • ricmoriah

      sim, exatamente, já corrigido. quanto aos números, os citados no texto são mencionados pela própria startup.

    • Pedro Neto

      exatamente. mas tem uma parte da matéria que fala em elevar de 25% para 42% de eficiência e isso da 72% de aumento em eficiência energética

  • Angelo_RSF

    Olhando a concepção do motor, sinceramente, tenho dúvidas quanto a todo este rendimento.
    Achei que tem partes móveis demais ( muito atrito) para conseguir o ganho de eficiência prometido. E também em função disto, não consigo imaginar um motor destes conseguindo atingir um número de rpm respeitável….

    Mas sei lá….Vai que este projeto vinga….mas dúvido…

    • Martini Stripes

      Já seria melhor que um atinkson para o volt, por exemplo.

    • Deadlock

      Também tenho essa desconfiança. Taxa de compressão variável é importante para motores multi-combustíveis. Tem que esperar para ver.

  • Yuri Calmon

    Chegou tarde, a onda agora é Elétrica !!!

    • Ricston

      Mas, se prosperar , poderá ser aplicado aos híbridos, que ainda engatinham por aqui.

      • V12 for life

        Por aqui, alguns países querem erradicar veículos com motores a combustão até 2050, e aqui tudo se copia então não vejo muito futuro para esse motor se até os híbridos já estão com os dias contados.

  • V12 for life

    Um sistema muito complicado, essas guias diferentes para as bielas seguirem são um grande problema para a durabilidade além de tornar o motor muito mais caro o gerenciamento para tudo isso funcionar como deve aumentara ainda mais os custos. A mais de uma década atrás a GM apresentou através da Saab um motor comum de ciclo Otto com taxa de compressão variável conseguida através da inclinação do cabeçote, esse motor um 5L 1.6 com supercharger consegui incríveis para a época 210cv sem injeção direta, e foi considerado caro demais para ser produzido e ainda mais difícil de gerenciar, algumas tecnologias desse motor devem chegar as ruas, mas o motor em si acho muito improvável, o mundo será dominado por elétricos antes.

  • 1945_DE

    O video fala em eficiência na queima de combustível. Mas não falam nada sobre torque produzido, que é o que move um veículo. E a estrutura de fixação das bielas não mostram muito robustez para alcançar uma durabilidade satisfatória. Creio que o projeto precisa melhorar.

    • 4lex5andro

      esse novo motor seria uma otima noticia, em especial pra paises ainda muito atrasados em substituiçao de petroleo e derivados, mas nao é o primeiro a tentar revolucionar o mercado..

      tem uma historia de outro motor, tambem inovador, e prometia mudar o mundo automotivo, o elko , que nao dependia de combustivel convencional..

      teorias da conspiraçao a parte, o motor nunca foi utilizado em larga escala e a empresa que o criou, a esbellt, fechou ..

  • rayner patrick pontes imanobu

    Sou mais o conceito omnivore da lotus.

  • Marcos Lopes

    “Além disso, o Hyper4 é 50% mais eficiente em consumo de combustível e consumo médio de 18,3 km/litro contra 10,6 km/litro do rival convencional. ”

    a matemática ta complicada ai hem …

  • Castle_Bravo

    “Reduzir os índices de poluição com injeção de água”. Sim, diluindo para que os instrumentos atuais meçam menos poluidores.

  • David

    Se for mesmo tudo que diz e ter a durabilidade necessário ira ser um serio concorrente a ser usado com motores elétricos pois essa combinação garante que motores de combustão interna estarão conosco ainda por muito e muito tempo.



Send this to friend