Elétricos EUA Segurança Tecnologia Tesla

Model S flagrado com LIDAR pode indicar mudança de postura da Tesla

tesla-model-s-lidar

Joshua Brown colidiu com seu Tesla Model S e morreu. Ele estava usando o sistema Autopilot no momento do acidente, mas este deveria ter detectado o caminhão fazendo uma conversão logo à frente, mas não fez e o condutor também não teve tempo para reagir.

O acidente, no entanto, não parece ter abalado a Tesla Motors como um todo, já que as ações da empresa caíram 4%, mas ainda assim a confiança na montadora de carros elétricos de Elon Musk continua alta.

Mas, a confiança na condução autônoma já não é a mesma. A Volvo, por exemplo, revisou seu plano de morte zero a bordo de seus carros a partir de 2020. A ideia continua, mas agora a montadora sueca fala que a meta é “mais uma visão”, “não um alvo por si só”.

A Volvo sabe que situações imprevisíveis podem ocorrer e a possibilidade de alguém falecer a bordo de um de seus carros a partir de 2020 é real. O acidente da Tesla acendeu um sinal de alerta na empresa nórdica quanto à isso.

fusion-lidar-2

Da mesma forma, a alemã ZF advertiu que a condução autônoma só terá um nível de segurança aceitável se três tecnologias estiverem sendo usadas ao mesmo tempo: câmeras de processamento de imagem, radar de alcance variável e rastreador laser ou infravermelho LIDAR.

De acordo com a ZF, o LIDAR permite observar os contornos dos objetivos que estão em volta do veículo e determinar o que eles são. Assim, o carro terá uma visão 3D do ambiente em que está rodando. Mas, a Tesla não usa essa tecnologia e em 2015, Elon Musk disse que não seria necessário tal dispositivo.

fusion-lidar-3

Agora, parece que a visão do chefe da Tesla mudou. Um Model S foi flagrado rodando com o LIDAR nos EUA. Até agora, a marca americana sempre baseou sua condução autônoma no Autopilot com câmeras de processamento de imagem e sensores.

A tecnologia LIDAR ainda é muito cara, sendo que um dispositivo custa em torno de US$ 80.000. Ainda assim, estima-se que com uma produção em larga escala, o custo cairá para US$ 8.000. Além disso, esteticamente o designador laser lembra mais os veículos do Google Street View do que um carro comum, chamando muita atenção.

Em um teste recente, a Ford usou um Fusion com LIDAR em total escuridão e o veículo percorreu a trilha demarcada no chão sem uso de outro recurso. Para muitos especialistas, mesmo com o LIDAR, o carro autônomo ainda está bem longe da realidade e vai demorar muito mais do que quatro anos para estar de fato nas ruas com verdadeira segurança.

[Fonte: Tesla Owner/Reuters/Pro-Review]





  • Mario

    Não entendo o objetivo do carro autônomo. Desculpem minha ignorância. Seria para o uso de uma pessoa que não possui habilitação? Ou seria para um deficiente visual?? É muito engraçada as propagandas, da pessoa lendo alguma coisa, ou mexendo no computador. Acho que tanto esforço e tecnologia, poderiam ser usados para mais segurança. No caso do acidente do Tesla, pelo que entendi, o caminhão virou na à esquerda na frente do carro, que vinha em direção contrária. O Autopilot portanto não enxerga a luz de pisca.

    • oloko

      Cara acredito que seja para tentar diminuir o erro humano, em casos que a pessoa não presta atenção ou não tem tempo de reação suficiente, também pela conveniência de ir de um ponto para o outro sem se incomodar com trânsito ou pedestres, para poder beber um monte sem se preocupar com dirigir, e outras conveniências mais

    • Vitão

      Pensei a msm coisa. Se a pessoa quer ficar de boa sem ficar dirigindo, que contrate um motorista ou vá andar de ônibus. Lá poderá mexer no seu computador ou ficar lendo um livro tranquilamente… Temos a opção de Uber ou Lyft kkk

      • Tosoobservando

        Como se isso tambem fosse garantia de que vc nao morreria, Cristiano Araujo, Lady Di e outros ae sao ex. disso.

        • Khusller

          Sem cinto, sobrevive mesmo não. Carro com motorista bêbado então…
          Um motorista correto e um carro seguro, bem como o uso correto dos itens de segurança do mesmo diminuem bastante o risco de morte.

          • Tosoobservando

            Ainda assim nao é garantia de nada, é um ser humano.

      • Racer

        O que parece é que a coisa anda tão corrida, que o cara não pode parar de trabalhar nem durante o deslocamento.

        • Zoran Borut

          E muitas vezes o cara tá trabalhando sem parar para desenvolver uma tecnologia que lhe permita continuar trabalhando cada vez mais com menos paradas, até automatizar tudo e tornar-se um objeto dispensável no planeta.

      • Roger Rosato

        Ônibus: lento, lotado e inconveniente;
        Motorista: caro e inconveniente.

        • Franco da Silva

          Ônibus: lento, lotado e inconveniente;
          Motorista: caro e inconveniente;
          Automóvel com um único dono: caro e fica parado 22 horas por dia.

          • Roger Rosato

            Tenta dar uma ligadinha pro radio-táxi numa manhã chuvosa de segunda-feira. Daí me conta como foi a bronca do chefe por chegar 1h30 atrasado. AHHAHAHAHAHA

            • Hugo Borges

              UBER, aqui em Goiânia sempre chegou em no máximo 10 minutos.

    • Angelo_RSF

      Eu penso em situações do tipo:

      – Você sai tarde do trabalho….já cansado..com sono..e resolve deixar o carro te levar sozinho pra casa pra não correr o risco de dormir ao volante.
      – Você vai num evento qualquer e quando está voltando pra casa não se sente muito bem e resolve deixar o carro te levar sozinho pra casa.
      – Você precisa ir num endereço que nunca foi e no lugar de ficar seguindo as orientações do GPS resolve deixar o carro te levar sozinho pra casa.

      e por ai vai…

      • th!nk.t4nk

        É pra ir pro trabalho todos os dias. É pra ir pra faculdade. É pra tudo o que é monótono e repetitivo. Prazer dirigindo a gente tem no fim de semana, mas não pra sair sonolento e atrasado de casa cedinho, numa estrada movimentada, ou pra voltar tarde acabado do trabalho. O autopilot é perfeito pra essas situaçoes. A longo prazo, em algumas estradas só serão permitidos carros autônomos, por exemplo. Há diversas ideias, vai ser uma revolução. Mas vai tempo pra que todo o potencial seja compreendido e utilizado.

        • Franco da Silva

          A principal revolução será o fim da necessidade de propriedade de um veículo. Em vez de comprar um carro X, pode-se fazer uma associação à montadora do carro X e recebê-lo sempre no local solicitado, na hora certa. E mandá-lo embora assim que terminar o uso, sem precisar ter uma garagem em casa ou no trabalho… ou procurar uma vaga no restaurante.

      • leandro

        Eu queria um pra me deixar no serviço e voltar p casa sozinho pois nunca tem vaga para estacionar.
        Depois vem sozinho me buscar igual o Batmóvel.. rs

        • LSM300C

          Acho que aquele sistema do video do A7 na qual você chega dirigindo e sai na porta do trabalho e ele vai até o estacionamento sozinho e acha a vaga já seria o suficiente.

          • Pacheco

            Problema é a inteligencia artificial ganhar um toque brasileiro e ele se juntar com outros carros e ir tomar um litro de oleo no estacionamento e se atrasar pra te buscar… hahahahahahaha

            • Franco da Silva

              ou formar um sindicato!!!!

              • Pacheco

                Nossa… ai lascou de vez. KKKKKK
                Exigir CLT, 13º, Férias, PRL, etc.

        • FocusMan

          Vc mora bem perto do trabalho né? kkk Pq se o meu fizer isso, acabou o dinheiro pra comer! kkkkk

          • leandro

            Exatos 4km, antes que alguém comente que eu poderia ir de bike eu já convido a vir andar de bike aqui no centro de BH.. além de ser só montanha, morre atropelado ou assaltado

      • Miguel

        Aqui no Rio de Janeiro, esse carro tem que ter o dobro de inteligência pra te levar pra casa, tem que vir com atualização dupla de super segurança e algumas poucas ruas seguras pra andar sozinho….kkkkkkk

    • Matheus

      Carro autônomo não é só preguiça do motorista de dirigir. Pense em pessoas que não podem dirigir, como idosos, deficientes ou crianças. Pense em um carro que você dirige até o trabalho e ele vai embora sozinho para o estacionamento que fica a 2 km de distância. Ou você nem precisa ter um carro, basta chamar um por aplicativo e ele vem sozinho. Quando terminar de usar, ele vai embora sozinho. Isso irá revolucionar o espaço urbano como conhecemos.
      Além da maior segurança devido ao menor número de erros.

      • Douglas

        Táxi serve muito bem para isso.

        • th!nk.t4nk

          É, depende. Na minha área (industrial) leva tempo até um táxi chegar ao teu local de trabalho. É diferente de uma região central. Tendo um carro autônomo já parado ali, facilita demais. E com MUITO mais segurança, como o Matheus disse.

          • Louis

            E com menor custo quando a tecnologia se popularizar.

          • Zoran Borut

            Não é mais fácil mudar a forma de atuação dos táxis, ou mesmo de propriedade dos carros, como no aluguel de microcarros elétricos via tarifa por quilometragem mensal, por exemplo?

            • th!nk.t4nk

              Mas vai ser assim. Só que esses também serão autônomos. A máxima segurança você obtém quando todos (ou a maioria) dos carros no trânsito são autônomos. Vai chegar num ponto que até semáforos poderão ser eliminados.

      • Guilherme Eduardo

        Essa de táxi sem motorista com certeza estará funcionando nos próximos anos. O espaço do motorista pode ser aproveitado para caber mais pessoas, o veículo ficaria disponível 24h por dia, exceto quando tiver que abastecer (taxista tem que dormir), esses são alguns exemplos.

    • Louis

      Diminuição de acidentes, otimização do trânsito, melhor aproveitamento de tempo (pode-se trabalhar no computador enquanto o carro anda), compartilhamento de veículos, etc..

    • RodrigoTM

      Pra mim, uma situação que eu usaria era em congestionamentos. No anda e para eu deixaria o piloto automático fazer tudo. Voltou o transito livre, volta o controle pra mim.

    • Luis Burro

      O carro autonomo tem o mesmo objetivo do cambio automatico,diminuir o esforço e o cansaço do motorista.É mais uma comodidade entre várias já inventadas,mas q não substitui ou substituirá(mesmo q a marca deseje ou imponha isto) pq as pessoas gostam da liberdade de escolha.
      Pra alguns o automovel é só mais um meio de transporte(e é o q ele é msmo),mas pra outros ele representa a extensão da liberdade locomotora.

      • Roger Rosato

        Por favor, explique a diferença entre meio de transporte e extensão da liberdade locomotora

        • Luis Burro

          O meio de transporte é só o objeto em si,q vc usa e não dá tanto valor a ele.Já o outro é mais no sentido de criar um vinculo.Tem gente q parece quase ter orgasmos,de tanto entusiasmo,qndo dirige e faz questão de faze-lo.
          Então o carro autonomo seria uma profufanação ao entusiasmo automotivo.
          Mas pros não entusiastas e todos aqueles impossibilitados de dirigir,o carro autonomo é uma solução explendida!

    • Roger Rosato

      O objetivo da condução autônoma é tornar o ato de dirigir menos monótono e estressante, podendo o motorista fazer outras coisas enquanto o carro conduz a si próprio. Pessoas sem habilitação, num primeiro momento, não poderiam dirigir, pois os carros seriam apenas parcialmente autônomos (isto é, necessitam de intevenção do motorista em determinadas situações, autorizando uma ultrapassagem, por exemplo).
      Em segundo lugar, a intenção é aumentar a segurança, uma vez que a absoluta maioria dos acidentes de trânsito ocorrem por erro humano.
      E, não, o sistema da Tesla não identifica sinal de seta ou semáforos. O carro apenas tem a capacidade de manter a velocidade e distância dos outros veículos, permanecendo na sua faixa e realizando ultrapassagens mediante comando do motorista.

    • Franco da Silva

      Para o carro ficar em uso enquanto a gente não precisa. É um desperdício meu carro ficar ali, 4 horas parado no estacionamento enquanto eu trabalho. Assim, o carro não será meu, mas de uma empresa e ela o enviará quando eu precisar.

    • Zergling

      O objetivo do carro autônomo é a segurança, dezenas de milhares de pessoas morrem nos EUA por ano apenas por erros humanos de direção.

    • Fábio

      Não entendeu? Eu te explico:
      1-Com o carro autônomo os EUA economizaria uma grana preta com despesas de acidentes de trânsito. Segundo o próprio NA a economia gerada pode ser de 450 Bilhões de dólares ao ano nos EUA. Juntando EUA, Europa e Japão é na casa do Trilhão! Entendeu pq esses países estão loucos por carros autônomos?
      2-O Tesla pode ter falhado, mas saiba que 90% dos acidentes é por falha humana. Cada segundo que vc conta morre centenas de pessoas no mundo por falha humana.
      3-O carro autônomo é ideal para pessoas estressadas depois do trabalho, pessoas idosas e portadores de deficiência.
      4-Quem ta de mimimi que não poder mais dirigir é muito simples: é só desligar a função! Bora botar a cabeça pra funcionar né galera!

  • th!nk.t4nk

    Parece que finalmente a Testa vai fazer um carro autônomo de verdade. O LIDAR é só um dos diversos componentes de um real autopilot que os Tesla não têm (e por isso o sistema da Tesla é considerado em termos técnicos somente um assistente de direção). Os alemães e o Google estão trabalhando em verdadeiros carros autônomos há muitos anos já (pra serem lançados após 2020), e a complexidade do sistema é altíssima. O que a Tesla tem até o momento nem sequer arranha o conceito de um verdadeiro carro autônomo, não se enganem. Daqui pra frente sim pode ser que as coisas mudem.

    • Pacheco

      O problema é que o assistente de direção da Tesla já é tão interessante, que o pessoal acaba confiando demais e deixando ele acima da sua capacidade.

      Pelo que me parece, houve alguns fatores que contribuíram para o acidente e não somente um erro da capacidade do carro.

      • Franco da Silva

        Na própria apresentação a Tesla colocou os jornalistas dentro do carro e ele saiu andando sozinho por uma pista. Depois teve que fazer dezenas de comunicados para avisar que não era seguro deixar o carro “por conta”.

        • Pacheco

          Errado isso. Deveria ter deixado bem claro que o carro precisa ter alguém atento sempre.

  • Roger Rosato

    Não vejo o LIDAR como a solução. É caro e grande demais, exigiria o desenvolvimento de carros com projetos exclusivamente voltados à condução autônoma e isso leva 1 década. Vejo melhores chances com a ideia anterior de equipar as vias com taxões magnéticos em cada uma das faixas. Isso resolveria um dos maiores entraves no momento, condições de baixa visibilidade das faixas, seja por falta de manutenção da via, por chuva ou acúmulo de neve.

    • Luis Burro

      Acho q não só os carros mas as vias tbm terão de ser emplementadas com um monte de radares,sensores e cameras.Ficará parecido com o jogo de batalha naval,mas diminuirá muito a chance de acidentes.

    • th!nk.t4nk

      Era grande sim. O público ainda não tem acesso, mas tá cheio de LIDAR embutido na carroceria sendo testado já. Um monte de fabricantes de sensores estão propondo versoes mais baratas e com a mesma eficiência. É que o desenvolvimento e os testes levam tempo. Na imprensa você não verá isso, tá tudo a portas fechadas.

  • Franco da Silva

    Legal a discussão sobre carros autônomos. Só volto em um detalhe (gigante!): o Tesla não é autônomo, logo, a implantação do lidar não significa voltar atrás, apenas que estão dando o passo em direção a ser REALMENTE um veículo autônomo.
    E não é defender a Tesla. Nem gosto daquele trambiqueiro do Elon… falando nisso, já começaram as cobranças sobre ele nos EUA. Prometeu produzir 10 vezes mais mas, no último trimestre, não chegou nem na meta antiga.

  • Victor Hugo

    Isso só vai funcionar quando todos os carros estiverem com o sistema e interligados. Enquanto houver um ser humano controlando outro carro o dispositivo não será capaz de adivinhar os erros que o piloto irá cometer. Rodovias e carros podem ser como um grande galpão de armazenamento, assim como no centro de distribuição da Amazon. Onde os “carros”nem mesmo piloto tem e não se batem.

    • th!nk.t4nk

      Verdade. Mas uma coisa é certa: carros autônomos no meio de carros convencionais funcionam muito bem em certas regioes, e pessimamente em outras. Depende demais das características do trânsito local. Na Europa em geral tem tudo pra funcionar bem. Já na China será um pesadelo.

  • Wagner

    Hoje o grande problema dos acidentes são os condutores, se for eliminado essa variável da equação o risco de acidentes no transito será quase zero.