Mercado Montadoras/Fábricas

Montadoras: Produção é a menor desde 2006

S10-fábrica

De janeiro a novembro, o Brasil produziu 2,28 milhões de unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume é 22,3% menor que o de 2014 e é o mais baixo desde 2006, quando a indústria fabricou 2,22 milhões de veículos.

Só em novembro, a redução foi de 14,2% em comparação com outubro, tendo sido feitos 176 mil veículos. Em comparação com 2014, a queda chega a 33,5%.

A maior queda por segmento é dos caminhões, que tiveram redução de 47,5% em 2015. Os ônibus reduziram o ritmo em 35,2%, enquanto comerciais leves e automóveis apresentaram reduções de 32,9% e 18,9%, respectivamente.

Nos pátios, o estoque de veículos caiu 5,4% em novembro, mas ainda é suficiente para 50 dias de vendas. Nas fábricas, mais de 13,3 mil pessoas foram demitidas em 2015, mas o parque automotivo ainda conta com 131,1 mil em seus quadros.

O patamar de emprego é o mesmo de 2008. As previsões para 2016 só serão anunciadas pela Anfavea em janeiro, mas espera-se mais um ano difícil.

[Fonte: Automotive Business]





  • Samuel_RO

    Em 2016 estava me planejando para entrar em um financiamento pela primeira vez, dando uma entrada de 40% em um milzinho, pois o transporte coletivo está um caos aqui na região onde moro. Mas pelo que eu estou vendo vou ter que adiar mais um pouco os meus planos. Ta complicado a coisa aqui.

    • Hugosw

      Compre um usado de 2 ou 3 anos com esses 60% do valor de um novo e seja feliz! Não há nenhum sentido em comprar um carro zero km pelo valores absurdos que estão sendo praticados.
      Também fuja dos carros 1.0, vá de 1.3, 1.4 ou 1.5. Que são tão econômicos quanto e te darão muito mais prazer ao dirigir.

      • Samuel_RO

        No caso do usado os preços estão bem elevados, com preço acima da tabela.
        O zero também está mais complicado ainda.
        Mas um modelo usado ‘semi virgem’ não esta descartado, tem que ter muita paciência que uma hora vai.

        • Regina Campos

          Se vc for financiar um usado, dependendo do ano, as taxas podem chegar a até 2,8% am, ou seja, acho que não vale a pena. Indico a negociar até arrancar as cuecas do gerente, dependendo de marca e carro, vc pode tirar até uns 6.000 do valor do novo e baixar as taxas de financiamento. Às vezes a própria cc, faz uma promoção do tipo taxa 0%, com 50% de entrada, para novos.

          • Ramom Alencar

            particularmente nunca vi taxa 0 em usado, masssss…

            • Dando metade de entrada, é difícil falar onde não se viu isso… Pelo menos Ford, Nissan, Chevrolet, Renault, Peugeot, Honda, Toyota, Mercedes, Volvo, Jaguar, Land Rover e BMW eu já vi.

              • Ramom Alencar

                pelo menos não falou em vw, porque nem em novos dão tal taxa, e quando concendem é com 80% de entrada kkkkkk

                • Na VW não me lembro de ter visto mesmo…

                  • Fabiano

                    Aqui em Curitiba, golf esta com 60% de entrada e 18x sem juros

                • Regina Campos

                  Até a honda tá dando taxa 0% no city com 50% de entrada

                  • FocusMan

                    Mas com Saldo em 18X.

                    • Regina Campos

                      Em Campinas e Indaiatuba, em 24x até. E civic estão fazendo em até 36x, devido à queda nas vendas

                    • FocusMan

                      Com quantos % de entrada?

                    • Regina Campos

                      Civic 60%, o city em 50%

                    • FocusMan

                      Ta otimo! Aqui em Salvador isso vende como Pão quente. Não rola essas mamatas! kkk

                    • Regina Campos

                      kkkkkk, né!

                  • DougSampaNA

                    sobre tabela cheia é facil dar taxa zero; quero ver fazer isso sobre preço a vista com desconto..

                    • Regina Campos

                      ahahaha, mas já é alguma coisa…

                • Samuel_RO

                  Pow 80% de entrada? kkkkkk
                  Estava justamente de olho no up!

                  • Ramom Alencar

                    mas vai na css e vê se a da sua cidade tem condições melhores, depois volta aqui e conta para a gente hehehe

              • FocusMan

                Existe sim, com saldo em poucos meses. O máximo que vi até hoje foi feito pela Ford ano passado com 50% de entrada e saldo em 36X. Comprei meu primeiro Focus nessas condições inclusive. Já vi promoção até em 48X sem juros, mas o saldo era em 12X e entrada de 80%.

            • Regina Campos

              “para novos”, editado

            • FocusMan

              Não existe.

      • Que bom que o preço de usado não é absurdo, não é?

        • Junoba

          Né ! O carro que custava um determinado preço a uns 2 anos atrás, vale praticamente o mesmo valor no mercado de usados de quando ele era 0km, de tanto a montadora subir o preço !

          Veja o Golf, logo depois da VW subir descaradamente os preços, o cara que comprou no lançamento revende mais caro do que o cara comprou no época.

          • E o cara fala em comprar um mil financiado. Acredito que ele deva pensar gastar no máximo 40 mil (Acho que bem menos, mas vamos usar esse valor). Que carro 2012 está 24 mil? Ainda mais em suas versões superiores, 1.3, 1.4, 1.5… E ele teria ainda 40% do valor, que seria cerca de 16 mil. Para 24 mil tem chão… Ainda mais em usado financiado…

            • Edson Fernandes

              207…rs

              • Guily

                Tem também uns JACs J3 2013 com couro por ai, não tão rodados por cerca de 21k, mas não sei se é opção, durável sei que é

            • Acha-se Fox 2011/2012 por essa faixa, 24-26 mil

              • 1.6?

                • sim, 1.6 tem por 26 mil

                  • Então agora seria “só” achar os 8 mil que ele teria, nesse hipotético caso dele querer gastar 40 mil em um carro.

                    • Achar não, tomar emprestado fica mais fácil. 8 mil consegue em banco bem mais fácil do que 20 mil

                    • Juros de banco de fabricante são menores que os juros de bancos. Claro, depende do relacionamento com o banco. E não se esqueça dos itens de manutenção que terão que ser trocados imediatamente.

                    • Com certeza, mas cada um sabe onde aperta o proprio bolso.
                      Depende de uma série de fatores que sobe cabe a quem vai desembolsar o $ medir.
                      E o zero km tem o fator desvalorização que deve superar e muito o preço da manutenção a ser feita num seminovo.

                      Ainda, zero km é um casamento para pelo menos um ou dois anos se não quiser perder muito $$. Usado tem mais liquidez e não te prende muito ao veículo. Enjoou, vende.

                    • Concordo com a perda de valor relativa do novo, mas não vejo onde usado teria maior liquidez. E claro, no cenário de trocar imediatamente de carro, aí eu me perguntaria se a pessoa deveria trocar de novo, sendo usado ou novo.
                      Eu estou vendendo meu carro que comprei faz dois meses! heheh

                    • Samuel_RO

                      Cara estou na pesquisa como comentei logo abaixo, pois para arrancar o meu suado dinheiro vai ter que penar rsrsrs
                      Fico bem desconfiado a respeito dos usados, em relação a procedência e tal’s, isso que me dá medo pois os meus gastos são bem controlados. (ainda mais agora com essa crise, e meu salário no momento está atrasado. Maldito PT)
                      No momento o modelo que me interessa seria o up!, poderia ser até mesmo a versão com duas portas, só que esse modelo no mercado de usados aqui da minha região está bem difícil de encontrar, e novo esta bem caro. Mas uma hora vai dar certo.

                    • Gollun, a cabeça das pessoas daqui tende a ser bastante limitadas, falta humildade e todos tem a solução para o que fazer com o dinheiro dos outros. Mas vê se eles garantem o carro que eles indicarem?
                      Bom, em vez de ter usado ou novo na mira, saia da sua casa disposto a fazer o melhor negócio. Não deixe que nenhuma ideologia faça o desprezar oportunidades. Dinheiro não tem preferência.
                      Qual região do país você é? Eu recomendaria fortemente que independente do lugar, não abrisse mão do ar condicionado. Abrir vidro na mão é aceitável, ter que verificar porta por porta se está travado não é coisa do outro mundo (Embora eu recomende fortemente trava elétrica. Mas eu sou mesmo esquecido). Mas ar condicionado permite um desembaçamento rápido em caso de chuva, faz você ir em reuniões de trabalho sem ficar molhado de suor. Como sou negão só de manobrar o carro já estou suado. Imagine dirigir 20 km até em São Paulo e tendo que fazer isso de vidro aberto sendo que chove forte, 5 minutos o mormaço está insuportável. E além do mais essas coisas se coloca no aftermarketing. Outra recomendação é que com os carros saindo com ABS e Air bag, em pouco tempo carros sem os itens tendem a ter desvalorização maior. Não abra mão desses itens.
                      Para resolver a questão de falta de confiança dos usados eu sempre comprei em uma concessionária com o vendedor de minha confiança (Inclusive escolhi o carro pela internet porque esse vendedor me garantiu que estava inteiro. E foi um bom companheiro meu Mille). Já vi vendedor tentando dourar a pílula também e outro até já falou que um carro que ele vendia não valia a pena. Há bons profissionais. Mas também há picaretas.
                      Em uma consulta rápida ao site dos fabricantes vi que o up! com o menor preço e com ar sai por 36.290 (Você ainda “ganha” direção elétrica, travas e vidros por esse preço. Era o que estava disposto a pagar?). Palio 33.820 (Mas apenas com ar), e Uno 33. March parte de 37, Sandero, HB20 e Ônix partem de 38, Étios 42 e Ka de 41! (Por essa não esperava). Consegue-se bons usados nessa faixa, mas essas são as opções que tendem a dar menos dor de cabeça e postergar gastos (Um carro de 3 anos pode já estar nos seus 50, 60 mil… Pode estar na iminência de uma troca de pneus ou e de qualquer forma já precisa gastar uma grana para dar uma geral, fora o problema de ser uma bomba maquiada). Claro, você pode ter um compacto premium usado, que não teria uma manutenção tão mais cara e você ganharia em algumas coisas. Mas a questão é: O que é primordial para você? As coisas que “ganharia” a mais em um usado fazem diferença para você? Qual será o uso primordial do carro? Essas coisas tem que ser levadas em consideração.

                    • A liquidez de um seminovo em relação à um zero é óbvia.

                      Se eu tiro um carro zero da concessionária, uso 500 km não gosto. Vou vender ele fácil fácil por ser “semi zero”? claro que não. Todo mundo vai desconfiar, ou no mínimo jogar o preço lá pra baixo. Tem que esperar aí um ano pra vender bem.

                      Mas isso num usado é perfeitamente possível, a liquidez é maior, não tem dúvidas.

                      E tem muita gente que troca de carro como quem troca de roupa, sim.

                      Meu primo em 6 meses comprou um Linea que tava com problema na marcha, vendeu e pegou um Soul, ficou uns 4 meses e agora tá com um Civic.

                      Usado/ seminovo tem muito mais liberdade. Não estou dizendo que eu faria isso, mas pra mim é fato a liquidez de um semi novo em relação a um zero km (‘semi zero’), no sentido de vender bem e rápido,.

                    • “..Todo mundo vai desconfiar, ou no mínimo jogar o preço lá pra baixo. Tem que esperar aí um ano pra vender bem…”

                      Sério que você vai usar o argumento de confiança para falar que um usado é mais negócio?
                      Aliás, repare no seu argumento: O carro do primeiro exemplo é um zero km? Não. É um usado tanto quanto o outro. Só que menos rodado. Então a pessoa confiará mais no mais rodado do que no menos rodado? Não faz sentido algum isso.
                      E como eu disse antes, uma pessoa que andou 500 km e não curtiu o carro não deveria ter comprado nem novo meu usado. É o meu caso agora. E estou perdendo dinheiro também.
                      Agora, “semi zero”, “semi novo”… Você tem capacidade de usar argumentos melhores sem a necessidade de inventar termos.

                    • Lógico que faz sentido. Quem, em sã consciência compra um carro zero pra vender com 500 km de uso, pra perder uns 10% do valor do carro?
                      Pode até existir, mas não é regra.

                      Você mesmo joga contra o seu argumento dizendo que um carro “semi zero km” com 500 km é um mero usado/ seminovo, pra quê comprar zero então? melhor caçar alguém que tenha comprado, usado 500 km e desistido, não?

                      Vai me dizer que se você visse um carro com 500 km de uso vc compraria de olhos fechados?
                      Ou é carro batido, ou não tem os 500 km. Fato.

                    • Para começar não uso o termo semi novo. Sou inteligente o suficiente para não me enganar. E claro, a coisa mais comum do mundo é achar alguém que desiste do carro com 500 km, não é? Na sua região, na cor que você quer, no modelo que você quer, com os equipamentos que você quer… E rápido porque quem compra carro não faz questão de receber ele rápido… E continuo sem entender porque desconfiaria de um carro com 500 km mas confiaria em um com 10 mil… Mas curiosamente eu já passei por isso. Era um Uno do ano anterior com 11 mil km que o dono viajava e a motorista (mas não era dono?) não se adaptou porque queria um automático e um Prisma do modelo antigo com 27 mil que a motorista (sempre mulher não é) também não se adaptou. Acho que o motorista de um carro com 500 km rodados pode muito mais falar que não se adaptou a um carro do que um que demorou 11 mil km para perceber que queria um automático ou quem demorou 27 mil para descobrir que o carro não servia.

                    • kkkkk,
                      Você reclamou do meu neologismo ‘semi-zero’ mas também não aceita uma expressão mais do que cristalizada e aceita na indústria; semi-novo.

                      Toda indústria automotiva tá errada com a expressão”semi novo”. Inteligente é você, que coloca no mesmo balaio um carro com dez anos de uso e outro com 3 anos. São todos usados, não existe semi-novos!.

                      Saiu da concessionária, rodou 500 km é usado! #TÁSERTO.

                      Sugiro então, pra facilitar a vida de todos os burros do Brasil tabelar o mesmo preço para todos os carros que saem da loja. Um preço pro zero km, e outro preço pros usados, independente do ano.

                      Que tal?

                    • 0terceiro

                      Mas se você usou o carro, ele já não é mais novo, certo?

                      Concordo que há carros com menos tempo de usados (os chamados “semi-novos”) e os com mais tempo, mas são todos usados do mesmo jeito.

                      Sabe o que eu acho mais engraçado aqui? Como as pessoas apelam tanto por pouca coisa.
                      Semi-novo, semi-velho, semi-década de uso, é tudo usado!
                      Precisa brigar por isso não, pô!

                    • Sim, por isso desvaloriza só em tirar da concessionária.
                      Meu ponto foi esse: a liquidez de um semi-novo é maior que a de um zero km por conta da desvalorização.

                      Vender o zero depois de 500 km de uso vc vai vender, mas vai perder muito mais dinheiro do que no semi-novo. Essa é a questão que o Alessandro não entende.

                      Ainda, estou renovando meu seguro e o meu corretor disse HOJE que a a Porto Seguro considera ZERO KM um carro com até seis meses de uso, para fins de valor do sinistro. Se seu carro com até seis meses de uso for roubado, eles te dão o valor do zero Km.

                    • FocusMan

                      Eles consideram isso como um diferencial de marketing Guedes…

                    • FocusMan

                      Justo!

                    • “..Você reclamou do meu neologismo ‘semi-zero’ mas também não aceita uma expressão mais do que cristalizada e aceita na indústria; semi-novo…

                      Indústria? Você não sabe diferenciar indústria de comércio.

                      “..Toda indústria automotiva tá errada com a expressão”semi novo..”

                      Indústrias automotivas não usam esse termo por só fazerem carros zero km. Esse é um termo inventado pelos concessionários, comércio não indústria para “dourar a pílula”, e os incautos caíram.

                      É como a história do Mp20 ou MPTudo… Tinha o MP3. Aí inventaram um player que rodava vídeos em formato MP4. O que pensaram? “Ele é MP4 porque tem uma função a mais que o outro que é MP3”. Pronto! Tinha rádio? MP5! Pegava Sinal de TV? MP6! Até que inventaram o MP20, que tinha gravador, joguinhos, ligava para ex quando a pessoa estava bêbada, achava carro perdido em estacionamento…
                      Era um termo que todo mundo usava, incorretamente. Você é daqueles que achava que existia algum arquivo especial chamado MP20?
                      E tantos outros termos como “couro ecológico”, que também é errado falar. Mas para você se a maioria fala então está certo?
                      Não sou inteligente por questionar as coisas. Mas falta isso em você que aceita coisas erradas só porque “Todo mundo considera que é certo”

                      E sim, saiu da concessionária é usado, tendo 500 km ou 500 m. E carros com 3 mil ou 10 mil também são usados. O que vai diferenciá-los é justamente isso: A quilometragem.
                      Está na hora de começar a questionar as coisas e não dar uma de papagaio que repete o que todo mundo diz achando que isso torna o que é errado certo.

                    • Cara, parei contigo!

                      Você é incapaz de entender uma acepção mais profunda do termo ‘indústria’.

                      Quer que eu explique, né? ok.

                      “Indústria automotiva” aqui não quis dizer as montadoras, quis dizer o negócio todo de automóveis, que inclui sim as concessionárias.

                      Ou elas vendem peixe, e não carros?

                      Você já deve ter ouvido ” a indústria da música”; “a indústria do entretenimento”. Os artistas não fazem parte da indústria de entretenimento porque eles não ‘fabricam” ou ‘montam’ o cd dentro de uma fábrica?!

                      Fica aí com sua brilhante e inteligente acepção de “usado” e ignore o termo “semi-novo”, beleza. Aliás, quando você for comprar um carro com até três anos de uso, utilize o termo ‘usado’ porque aí sim os vendedores vão te vender mais barato!

                      Deixe toda a horda de burros repetindo paulatinamente ‘semi-novos’. Você é mais inteligente que toda a indústria!

                    • FocusMan

                      Não existe carro semi-novo.

                      Isso é uma criação da industria dos carros usados para imputar um valor maior num bem que deveria perder muito mais valor quando sai da concessionária.

                      Isso gera uma reação em cadeia. Se você mantem o preço dos carros usados com até 3 anos (que é a faixa onde o consumidor de novos costuma trocar de carro) pode manter o preço dos novos aquecido.

                      Mas tem gente que prefere ser esperto e dar uma de urubu e comer restos né…

                    • Então um carro pelo simples fato de sair da concessionária deveria perder mais valor do que já perde? 10% nos primeiros 100 km de uso, já não é perda suficiente?

                      Existe carro semi-novo à medida que não dá para colocar no mesmo balaio um carro com até 3 anos de uso com outros de 10 anos.

                      Concordo que o termo ‘semi-novos’ também pode ser visto apenas como um eufemismo, mas há algum fundo de verdade, sim.

                    • FocusMan

                      Se você comprar uma roupa usada ela valera mais por ter sido usada 1 ou 10 vezes? Pense em um carro como um bem não durável.

                      Ele é caro no Brasil porque toda a cadeia produtiva se acostumou com ele sendo caro, desde o consumidor final, passando pelo fabricante até o fornecedor de insumos. No final o cara que mais lucrava era o que fornecia as matérias primas básicas (Aço, polímeros, etc…)

                    • Equívoco seu. O carro é sim um bem durável. Ele não pode ser visto como investimento, é um bem de consumo, mas também é bem durável.

                      Não dá para comparar uma roupa com um produto como carro, que tem várias tecnologias embarcadas, P& D etc.

                      Seria muito simplista.

                      Além disso, um vestido de noiva usado, por exemplo, a primeira locação vale mais do que um que tenha sido usado várias vezes.

                    • FocusMan

                      Carro não é um bem durável. Tenho certeza disso.

                      No Brasil pode falar isso? Em um lugar que até pouco tempo atrás, telefone era bem declarado em imposto de renda, pode tudo né?

                      Meu caro, carro é um bem de consumo. Ele demora mais para ser consumido. Do ponto de vista contábil, observe que ele deprecia em 5 anos dentro do ativo de uma companhia, idependente do valor da compra ou da desvalorização do mesmo.

                      Abs!

                    • “Bens de consumo (ou bens de consumo familiar) são os bens utilizados pelos indivíduos ou famílias. A quantidade de bens de consumo que são comercializados em cada país reflete o nível de vida da população e também permitem avaliar os gostos e as características da sociedade em questão. São, portanto, os bens produzidos pelo homem e destinados ao consumo das pessoas (diferentemente dos bens intermediários que são utilizados no processo de produção para serem transformados em bens finais ou dos bens de capitais que são as máquinas utilizadas pelas indústrias).

                      Os bens de consumo estão divididos em duráveis, semi-duráveis e não duráveis. Os bens de consumo não duráveis são aqueles feitos para serem consumidos imediatamente (sorvetes, chocolate, etc.). Os bens de consumo duráveis são aqueles que podem ser utilizados várias vezes durante longos períodos (um automóvel, uma máquina de lavar roupas, etc.). Os semi-duráveis podem ser considerados os calçados, roupas, que vão se desgastando aos poucos.” Fonte INFOESCOLA

                    • FocusMan

                      É um bem de consumo Durável e daí?

                    • Você que me diga.

                      Seu argumento foi todo construído em cima da tese que carro não seria bem durável, e portanto, todo mercado estaria errado por valorizar demais e superfaturar o preço, afinal carro é como uma ‘roupa’ e que ‘seminovo’ é só um eufemismo marketeiro etc.

                      Mas se você e o Alessandro querem acreditar que ‘não existe’ seminovo, não sou eu quem vai contrariar mais.

                    • FocusMan

                      Não existe semi-novo. Se quer ser enganado por esse termpo… então seja.

                    • E daí você que me diga.

                      Seu argumento foi construído em cima da tese que carro não é bem durável.

                      Enfim, já vi que vcs não vão aceitar o termo ‘semi-novos’.

                    • e daí você que me diga.
                      Seu argumento foi todo baseado na tese que carro não é bem durável.

                    • você que me diga. E daí que seu argumento foi construído em cima dissso.

                    • FocusMan

                      Como carro é um bem de consumo, eu gosto de comprar ele com a cor e com o “gosto” que eu quiser. O preço? Ah… pago fácil a diferença para ter a roupa da moda!

                    • FocusMan

                      Carro usado com menos de 5 mil km eu fujo. Ou o dono teve problemas ou foi acidente. Ninguém perde dinheiro assim apenas porque não gostou do carro por um detalhe simples como bancos duros ou suspensão chata…

                    • Pois é, é o que eu penso também. Mas o Alessandro acredita na boa fé dos seres humanos.

                    • FocusMan

                      As pessoas no Brasil gostam de ser espertas. Compram carros usados para se sentirem mais espertas. Nojo do meu país as vezes…

                    • O problema é de Educação. O cara usa um bem e não quer que o chame de usado! Ele devia discutir com a professora de português dele! Não comigo. “Ah, mas foi pouco usado”… Sinceramente…

                    • FocusMan

                      Costumo perguntar quando uma pessoa pagaria numa roupa usada. Carro é a mesma coisa, ele só custa mais caro, mas n deixa de ser um bem de consumo.

                    • Perfeito! Seu comentário deveria ser um post fixo no NA!
                      Outra coisa é a falta de respeito pelas opções alheias, o desprezo pelas necessidades que a pessoa não conhece. Ficha técnica virou verdade absoluta e não escolher o que tem mais equipamentos te torna otário. Eu não pagaria o preço de um Corolla Altis (Mas reconheço na versão básica um bom custo benefício. Mas se a pessoa reconhecer isso terá menos motivo para criticar não é?), mas entendo perfeitamente quem o faça por ter confiança na marca. A confiança foi criada com um bom histórico do fabricante que sobre trabalhar seus produtos e sua rede de atendimento. E a pessoa quer obrigar outras a jogarem isso no lixo por causa de uma telinha um pouco maior no console. Curioso é que para comprar celular, eletrodomésticos e até Sabão em Pó marcas são referências. Para carro nós queremos que a pessoa escolhas marcas recém chegadas em detrimento de outras que a pessoa confia só por causa de alguns itens a mais nos equipamentos de série.

                    • Acho que não há problema nenhum na pessoa escolher um carro usado. O problema é usar isso como verdade universal para qualquer compra. Achar que o que serve para ele serve para todo mundo. E aí eles gostam de se iludir falando que o preço do carro é “justo”, usando termos como “semi novo” e por aí vai..
                      Lembro do dia que um cara falou que tinha negociado um usado com alguém e tinha conseguido abater um valor do carro do “otário”. Olha a mentalidade da criança: Uma transação de valor justo para os dois, ele chama a outra pessoa de otária. Eles tem necessidade de se sentirem superiores.

                    • FocusMan

                      Concordo com você. Meu carro atual por exemplo comprei usado. Mas como citei, vendi meu zero com um ano de uso e comprei um usado com menos de um ano de uso num preço muuuuuuuuito bom e salvei uma bela grana. Continuei praticamente com mesmo carro, de um catálogo mais simples, mas no final valeu pelo que eu precisava. Mas em condição normal, não faria isso. Zero é zero, sempre é mais seguro por mais que se perca mais dinheiro.

          • FocusMan

            isso se chama Inflação Junoba. Na verdade, monetáriamente, esse carro apesar do preço ter subido, vale zero km menos no ano seguinte, pois o preço subiu menos que a inflação.

      • wagner

        Hoje a compra de um semi novo é uma boa opção.

      • FocusMan

        O problema de usado é que o juros é muito caro.

    • Gustavobrtt

      O problema de adiar é que está tudo subindo de preço. Financiando agora, você “congela o preço”. Momento chato este.
      Não recomendo usado, a não ser que você conheça bem a procedência, pois geralmente o que você paga nele mais o que você gasta para deixar ele em boas condições de rodar, paga o preço de um 0km.
      Boa sorte, abcs.

      • FocusMan

        Isso é verdade.

        Comprei um carro ano passado e hoje o preço dele usado é o mesmo que paguei nele zero. Em pouco tempo se a economia continuar assim terei um financialmento muito bom em mãos.

    • Edson Fernandes

      Sugestão minha?

      Tenha ciencia que devido a forma de capitalismo feita no Brasil, os carros só aumentarão. Lá fora, irão dizer que as fabricantes estão ofertando logo mais um monte bonificações de compra, mas que para nosso mercado é ruim.

      Eu entendo quem compra hoje Onix por R$33000. Ele fica refem de produtos até mais ultrapassados que ele e menos equipado a depender do modelo.

      Então, ciente disso, apele para descontos dizendo EU VOU PAGAR X e não dizer que pretende comprar até Y valor. Ponto final. É a forma de comprar.

      Se esse vai ser usado ou não, não sei, mas tenha ciencia que o preço vai subir e que vc deverá selecionar o que puder manter. É legal ter carros até mais potentes, mas compre aquele que vai condizer com a forma de manter.

      • Samuel_RO

        Tô na pesquisa, aprendi muito lendo o processo de compras de algumas pessoas aqui no NA e lendo os comentários também pois tem muito vendedores picaretas por ai.
        Seria o meu 1° zero Km, mas antes de me decidir pesquiso bastante, desde consórcio, financiamento, seguro, até cotação de peças para o Up! já fiz rsrsrs
        Só quero me ver livre do transporte coletivo que aqui na minha região é um lixo. Quem mora aqui em RO sabe muito bem o que estou falando. Mas obrigado pelas dicas.

        • Nelson Oliveira

          Gollun, um conselho de companheiro: compra um UP. Eu tô efetuando em comprar um move up TSi. Vendi meu prisma 2009 por 16.000 e financiei o restante dos 42,900 (O MÁXIMO que chegaram, mas me dando couro). Fiz o teste drive. O que me levou a comprar foi o desempenho dele (melhor que onix), muito bom para um 1.0,e o consumo, que marcava algo em torno de 11/12km/l, isso porque pedi pra esticar o percurso. Aqui em São Luís é a mesma situação; o transporte público não funciona! Ou você gasta 30 minutos a mais pra chegar no serviço, debaixo de um sol de 30 graus, em ônibus velhos, sem ar-condicionado, ou você vai no conforto do seu carro.

          • MauroRF

            O que eu posso dizer, com seu comentário e o do colega Gollun é que o Brasil é zoado de norte a sul mesmo: não tem um lugar que não tenha problema de transporte, segurança etc. etc. etc. É incrível. Moro em Santo André, na Grande SP, e muitos aqui vão trabalhar na capital paulista. Os que vão sofrem de qualquer jeito, pois o trânsito é um inferno (mas pelo menos de carro, vai no conforto), agora experimente pegar o trem no horário de pico: lata de sardinha. E o Metrô do ABC, que já prometeram o início das obras inúmeras vezes, não sai do papel. É uma porcaria mesmo.

    • Emanuel Martins

      Compra uma bike :) Melhor negócio!

      • Castle_Bravo

        Claro, pegar chuva e vento na cara, ainda chegar todo suado ao trabalho é sempre um bom negócio. Nem considerar quem trabalha longe, pedalar de um lado a outro da cidade é sempre divertido, principalmente junto aos carros.

    • FocusMan

      Esse esse papinho de usado é melhor Gollum.

      O melhor é pagar pouco juros. O melhor é não depender de manutenção que não foi programada. O melhor é se sentir feliz com o que você se programou para comprar.

      Carro usado se não entende de carros e se não tem pessoas para lhe dar suporte na compra, é furada. Vá por mim. Já tive vários carros, usados e novos e hoje só compro carro usado se for uma oportunidade muito boa.

      Não existe melhor opcional num carro novo do que poder escolher a placa do seu carro, e sentir aquele silencio a bordo dos primeiros km sem nenhum ruído.

    • DougSampaNA

      Esse é o “espetáculo do crescimento” da excelente administração Lula Dilma; Lula armou a bomba, fez o nome, achou um idiota pra lhe suceder e se o sucessor não segurar a explosão…não fui eu…sei de nada.
      Este é o Governo ideológico que quer formar e formou um exército de dependentes mamadores de tetas para mante-los no poder; da minha parte podem contar com todo o meu apoio..para que chova fogo do céus sobre as cabeças de todos corruptos e corruptores.. mas pode ser em forma de cadeia mesmo.Enfim, o que o Chefão de Cima mandar entre as duas opções já me deixará satisfeito.

  • CÁSSIO

    as indústrias aqui no brasil contratam muito comparado com as indústrias la fora mas este quadro esta mudando com a automação das fabricas e tbm a força dos sindicatos tudo para ñ perderem a competitividade no mercado ………

  • Mario

    Continuem votando nos ptralhas!

  • Fanjos

    Nas próximas eleições no papel, lacra o 13 com tanta força com a caneta até fazer fricção o suficiente para pegar fogo no papel até queimar tudo!

    • Junoba

      Isso é um golpe a democracia ! #FicaDilminha #CUT #MudandoMais

      • Marcelo SR

        Vc tá da sacanagem, né?!? Só pode.

        • Ele está sendo irônico… Está complicado esses dias viu..

        • Junoba

          Mas é obvio.

    • Reydel

      kkkkkkkkkkkkk
      Represente-nos na próxima eleição. PNA(Partido Noticias Automotivas), Fanjos Presidente!
      Botando fogo nas urnas! Viva!!!!!

    • ObservadorCWB

      Do jeito que vai será papel higiênico para votar. isto se não seguirmos na Venezuelização do país…pois até este item falta para eles. Durante uma transmissão de futebol na band os repórteres comentaram que os jogadores saíram as compras (papel higiênico, escovas de dente, shampoo e este tipo de coisa). E com a maravilhosa educação estariam muitos assinando com a impressão digital e ainda com dores do Zica Vírus….Brasil…pátria educadora…

      • CorsarioViajante

        PApel higiênico nada, cada um que leve seu próprio papel!

    • Retrato do Papai

      fanjos para presidente! chega dessa história de aumentos mensais nos preços dos veículos! queremos aumentos diários (2x ao dia se possível)!!!

  • Luis Burro

    Pq as montadoras nao fazem os carros de plastico jah de uma vz, ao menos poderiam ser reciclados ao inves de entulhar as ruas por aih.
    Sempre achei q o automovel fosse algo pra vida inteira, soh fazendo a manutencao necessaria.

    • Depende de quantos anos você vive…
      Chega uma hora que os gastos com manutenção ficam muito próximos ao que se pagariam em um carro mais novo, sendo que esse oferece uma segurança maior no sair e chegar. Claro, falo do carro para o dia a dia.
      Tem gente que prefere gastar os o dinheiro do carro novo na reforma do seu velho, mesmo que saia elas por elas? Tem sim. Mas não é uma questão racional, mas mais emocional. E está longe de estar errada.
      Ah, e sabia que metal também pode ser reciclado?

      • Luis Burro

        Sei,mas aqui no brasil parece q o plastico eh mais viavel,jah q senpre vejo um monte de carcaca de carros velhos,soh o aluminio q sei q eh bem reciclado por aqui.

        • Se não me engano o Brasil era líder mundial de reciclagem de alumínio onde ela não era obrigatória

  • Adriano

    Cada um tem o que merece!

  • Junoba

    O quadro de desempregados só não é maior, porque o sindicato está ´´em cima“, tentando ´´proteger“ o emprego dos trabalhadores, segundo aqueles sangue-sugas.

    • Louis

      Vai piorar. 2016 será o ápice da crise.
      Estou cuidando dos meus usadinhos com esmero, para que durem bastante rsrsrsrs
      Tô pensando até em experimentar o tal Militec, pra aumentar a durabilidade do motor.

      • Junoba

        Veremos. Estou só aguardando.

      • CharlesAle

        Molikote também é muito bom. Usei muito quando era encarregado de frota..E o resultado era visível…

      • Edson Fernandes

        Use, eu vou colocar no meu usado…rs

        Vale a pena.

  • Reydel

    Prezados,
    Acompanho diariamente este site e aprendo muito, dou ótimas risadas, sou fã de vários de vocês que fazem deste espaço o melhor da internet para quem gosta de carros.
    Quero pedir a ajuda de vocês quanto a uma compra da esposa. Minha mulher tem um peugeot 308 thp, 03 anos de uso, inúmeras decepções com o pós-venda e não quer nem ver falar na francesa. Moramos no ES, especificamente Vila Velha.
    Ela quer continuar tendo carro de menor porte e temos condições de comprar um carro melhor (embora não queira desmerecer o 308). Nestas condições, os amigos poderiam nos ajudar com sujestões? Este carro será para uso exclusivo dela e, eventualmente, fará algumas viagens mais longas. Pretendemos gastar no máximo 130.000,00 dando o peugeot na troca.
    Sinceramente grato!

    • Marcelo SR

      Speed Up! TSI. Muito acessível pra vc´s (daria pra comprar 2) com torque de sobra em baixas rotações e muito econômico. Faz assim, compra um pra sua esposa e um pra mim também, pode ser?!? (KKKKKKK!!!!)

      • Reydel

        kkkkkkkk
        Fechado!!!

        • Reydel

          Mas você terá que levar a minha sogra dentro do carro como troco!

          • Edson Fernandes

            Po, se ele não aceitar, mas vc me comprando um up TSI eu aceito! rsrs

            Mas falando da sua duvida, qual a necessidade? vc disse “quer continuar a ter carro de porte menor”, mas um 308 é médio.Considerando isso, seria menor que ele?

            Quer automatico? manual? com mais de 2 air bags? fale mais a respeito.

    • leomix leo

      Focus 2.0 titanium plus, Golf top.

    • CharlesAle

      Focus ou Golf, os melhores…

    • CorsarioViajante

      De qual ela gosta? rs Acho que quem mais tem que dar sugestão é ela!

    • Lobo

      Tbm sou do ES, e Peugeot (concessionária) já não existe mais no nosso Estado.
      Acho que carro depende mt do que ela gosta e do que vai ser usado.
      Mas se quiser continuar na msm categoria do 308, dá uma olhada no Golf e no Focus, o Cruze tá pra mudar de geração, então não sei se seria uma boa, até p q dizem que viria com um novo motor, tbm não recomendaria o Bravo, já que ele não possui um câmbio automático e sim automatizado de mono embreagem e já deve estar pra mudar de geração.
      Obs.: Se for na VW, cuidado com os opcionais, da uma pesquisada nas versões antes.
      Abraço.

    • Louis

      Depois de experiência traumática com pós-venda, vá de Corolla XEi, satisfação na certa!

    • Golf GTI

      • 4lex5andro

        no caso seria interessante um golf tsi highline ..

        tem o mesmo porte do 308, motor moderno e itens de segurança , bem equipado tanto quanto o gti, por um valor bem menor ..

    • Ricston

      Depende colega. Você (ou sua esposa) faz questão de um carro com manutenção mais em conta (caso das japonesas)? Segurança em primeiro lugar (sopa de letrinhas, ASR, ESP, ABS, EBD, etc)? Conforto, desempenho, etc?

      Por ser mulher, geralmente, os crossover(s) (SUV) fazem bastante sucesso. HRV e Renegade têm “porte” (leia-se, são altinhos), mas não são tão grandes assim, em termos de comprimento.

      Por outro lado, bem compacto, confortável e com bom desempenho, você tem o A1 e o Mini One, mas pesam na manutenção e não sei se vai ter autorizada por perto.

    • Sassá

      Honda pra ela, City, Fit ou um HRV pra estrapolar. Um fiesta hatch como opção final, carro muito bom, mecânica consolidada, apesar da concessionária.

      • 4lex5andro

        na faixa citada ate 130-120 k, tem os golf highline e focus se, do mesmo porte do 308 ..

        como o atendimento pos-venda da honda é bem comentado (diante da citaçao do att da peugeot) , de fato,um fit ou hrv, nas versoes exL sao duas opçoes de carro bem equipadas e seguros em termos de construçao ..

    • 1945_DE

      Se eu fosse você e tua esposa. Esperava o novo Civic para 2016. Projeto moderno com design esportivo e com motor moderno e econômico.

  • Marcelo SR

    Valeu PT!!! Conseguiram mais uma vez f#### com tudo.

  • Tosoobservando

    O mercado de automoveis brasileiro é reflexo do Brasil em tudo, atrasado e dependente!

  • Roberto

    Continuem elevando os preços que acharão a solução.

  • Com o preço que as montadoras vem praticando, só compra carro zero quem realmente precisa, quem está nadando de braçada ou quem é muito burro.