Home Marcas Fiat Motor E-torQ 1.8 está apresentando quebra de pistões

fiat e torq 1 700x486 Motor E torQ 1.8 está apresentando quebra de pistões




Vários donos de modelos Fiat com motor E-torQ 1.8 andam reclamando de problemas sérios no propulsor, inclusive com a quebra da cabeça de pistões. Um proprietário de Strada Adventure Cabine Dupla relata que sua picape teve quebra de motor no dia em que venceu a garantia e que o defeito custou R$ 4.000 para reparar.

Isso aconteceu aos 30.000 km, mas o mesmo problema (quebra dos pistões) ocorreu aos 60.000 km e aos 90.000 km. Total do prejuízo: R$ 10.000. Além disso, outra Strada da família também teve o mesmo problema fora da garantia. Com apenas 2.700 km, outro dono de Fiat 1.8 E-torQ começou a ter problemas no motor e na concessionária foi detectado avaria do pistão e cabeçote. Após algum tempo, o problema retornou e só foi resolvido com a troca do motor.

O leitor Manoel Almeida Proença relata que três amigos também enfrentam quebra de pistões com o motor E-torQ 1.8, sendo uma perua Palio Adventure e dois exemplares do Punto. Os relatos foram divulgados na internet. Além da quebra, outros consumidores relatam falhas de funcionamento, como no caso de um Bravo 1.8, que após 28 dias na concessionária, não teve o problema solucionado. O motor falha até desligar quando está frio e afoga nas acelerações. A Fiat diz não ter conhecimento de outros casos além de um mencionado acima, resolvido no período da garantia. Também diz que não há relatos de quebra do motor 1.8 E-torQ.

O propulsor é de origem Tritec e em sua versão original equipou o Chrysler PT Cruiser e modelos da MINI, por exemplo. Além disso, algumas marcas chinesas, tais como Chery e Lifan também utilizaram o bloco. Com comando único no cabeçote e acionado por corrente, o propulsor existia nas versões 1.4 de 75 cv, 1.6 de 116 cv e 1.6 Turbo com 164 cv. N aFiat, foi modificado e criou-se as versões 1.6 Flex e 1.8 Flex, com potências entre 115 cv e 132 cv. A Fiat testa uma versão turbinada do E-torQ para atender ao Inovar-Auto.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Agradecimentos ao Manoel pelo relato.



Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.