Home Finanças Neostar: Neobus e Navistar se unem para produzir ônibus no Brasil

neobus navistar Neostar: Neobus e Navistar se unem para produzir ônibus no Brasil




A fabricante de carrocerias Neobus e a Navistar, tradicional montadora americana de caminhões e ônibus, se uniram para produzir ônibus completos no Brasil.

Sob o nome Neostar, as duas empresas fazem um tipo de parceria que é bastante comum na Europa, onde uma encarroçadora de ônibus se une a um produtor de chassis.

A Neostar vai produzir inicialmente um miniônibus de 10 toneladas para o mercado nacional e latino-americano.

Ainda não se tem informação sobre o percentual que cada fabricante terá na nova empresa. Desde o fim do ônibus monobloco da Mercedes-Benz, somente carrocerias e chassis são vendidos no mercado brasileiro.


  • davi_auto

    Sempre me perguntei porquê temos isso:
    <img width="550" src="http://alonegocios.files.wordpress.com/2009/01/onibus_coletivo.jpg"&gt;

    Ao invés disso:
    <img height="500" src="http://i248.photobucket.com/albums/gg171/maykon_johny/11-2.jpg?t=1222362283"&gt;

    Mais sabemos que a situação dos ônibus estão na mesma situação dos carros, não precisa nem falar os motivos, né?

    • vitoR
      • davi_auto

        Sim, em cidades grandes tem alguns desses também, não são muitos, mais a pior realidade é no interior e em outras capitais menores, ônibus mal cuidados, sem acesso a cadeirantes, sem AC, motor dianteiro e por aí vai, é um pior que o outro…

        • vitoR

          isso eh verdade, maioria das cidades tem ônibus em péssimas condições e geralmente super lotados.

        • rgmmelo

          Pois é…Aqui em recife até renovam a frota, mas ônibus com AR? Durou um ano,e quando quebrou ninguem deu jeito, dai já sabe…E motor traseiro? Nunca vi. Tenho pena dos motoristas dirigindo no calor e ao lado do motor.

    • 3ic

      tudo depende da configuração do empresariado. Mas ca p nos, a carroceria marcopolo torino g5 que vc apresentou ( decada de 90) contra um citarus mercedes ( inicio do sec 21) é até covardia….rsrsrs

      a 1001 adquiriu alguns caio mondego piso baixo; o RJ assim como SP ja está fazendo, estão investindo em carros low entry numa parceria scania/comil e por ai vai..acho que bh e porto alegre tb estão fazendo isso.
      Ps: galera, como posto fotos aqui no blog?

      • Zetros1833

        Comil não, é Caio. O dono da encarroçadora Caio é dono de uma boa parte das empresas que rodam em SP.

        O nome correto é Citaro G ou O-530. O Citaro já vai em sua quinta ou sexta geração. Esse da foto é o modelo da 4ª geração.

        No Brasil são fabricados ônibus bons, com motorização traseira, suspensão a ar, câmbio automático ou automatizado, freios a disco com ABS, etc.. Porém, os empresários compram os mais baratos que são os chassis com motor dianteiro.

        Além disso, a maioria das ruas tem pavimentação ruim. Empresa nenhuma vai colocar um ônibus com suspensão pneumática que tem um custo de manutenção elevado pra rodar na lama e em ruas esburacadas.

        • 3ic

          falei da cidade do rio amigo comil/ scania sampa eu sei que é caio abração

          • Zetros1833

            Ah sim. Aqueles do Rio com chassi Scania K-230 são Neobus Mega BRS. Não são Comil não.

    • Sias

      Um ônibus comum custa por volta de 300mil…um articulado destes quase 1 milhão (falando em conjunto Merdedes/Marcopolo).

      • Zetros1833

        Não chega a isso tudo não. um Marcopolo DD da Geração 7 com chassi Volvo B-12R está em torno de R$500 mil reais.

        Um chassi com motor dianteiro está em torno de R$130 mil a R$170 mil, fora a carroceria.

        • Sias

          Trabalho na área e as notas fiscais de todos os carros que são comprados pelas empresas de transporte público aqui da minha cidade passam pela minha mão. Os valores são quase estes.

          • Zetros1833

            Isso depende tbm da quantidade de carros e da negociação, pq a empresa Princesa dos Campos comprou recentemente 10 novos ônibus rodoviários, sendo 5 Double Deck Paradiso 1800 G7 da Marcopolo com chassi Volvo B-12R e 5 Paradiso 1200 G7 tbm com chassi Volvo ao custo total de R$5 milhões.

            • Sias

              Mas estou falando em ônibus urbano, não rodoviário. Estou com as notas aqui: O500 + carroceria Marcopolo Viale: 343 mil; outro O500MA (articulado) + carroceria Marcopolo Viale: 828 mil.

              Difícil acreditar que um Paradiso DD G7 custe menos do que 1 milhão cada, ainda mais com chassi Volvo.

              • Zetros1833

                Sim, a depender do modelo, um ônibus rodoviário pode ser mais caro que um ônibus urbano e vice-versa. O mesmo caso da carroceria.

                Como eu te falei, depende da negociação em si. A Princesa dos Campos, só tem chassis Volvo, então é natural que eles tenham uma negociação mais amigável, digamos assim, com a Volvo do que outra empresa que não seja cliente.

                Inclusive a Volvo até disponibilizou um novo chassi rodoviário pra ela testar e que será lançado esse ano ainda. Pra vc ver o relacionamento entre eles.

                O mesmo acontce entre a Scania e a Gontijo ou entre a Águia Branca e a Mercedes, por exemplo.

  • DiMais

    salvem a Busscar!! foi mal administrada agora está largada às traças, enquanto outras empresas só crescem..

    • Diggo

      É uma pena. Tem um bom produto, mas a igreja levou o dinheiro da empresa.

      • Readgis

        Igreja?

        Do pastor João?

        • DiMais

          infelizmente a mais pura verdade… que é da região sabe a história…

          • Readgis

            Contem então pra quem não conhece.

            Sério! Não sabia que uma Igreja poderia fechar uma fábrica.

            Tava co o demo lá?

    • Eddu13

      Há boatos que a Marcopolo está interessada na Busscar.

      • 3ic

        tem a marcopolo, tem a itapemerim, e se não me engano, até o Nene constantino esta de olho

        • Zetros1833

          Isso é tudo boato. Quem esteve conversando com eles foi a Caio, que queria comprar o parque fabril, mas a justiça não autorizou a venda pq queria que o comprador garantisse os direitos dos trabalhadores e fornecedores.

          A dívida da Busscar gira em torno de R$700 milhões de reais.

          • 3ic

            a itapemerin antes da falencia ja "namorava" a busscar que, alias, por algum tempo ja "encarroçou" seus próprios carros

            • Zetros1833

              Varias empresas tiraram seus chassis da Busscar pq a mesma não estava em condições de encarroçar. Esses chassis retirados foram mandado pra Marcopolo.

              A Itapemirim tinha uma encarroçadora chamada Tecnobus que construía os famosos Tribus. NO entanto, era pra consumo próprio. Assim como a Cometa tinha a CMA.

      • DiMais

        boatos há vários, até de que a Fischer (sim, aquela dos forninhos elétricos) estava interessada.. mas tudo apenas boatos..

  • nightsky14

    Precisa mesmo de concorrência nesse mercado principalmente nos rodoviários. A Marcopolo parece que toma conta, a nova linha é 100% plástico. Fiz uma viagem em um da Saritur, o carro parecia estar novo mas era uma batia todos os plásticos, além das cadeiras ter apenas 1 opção de inclinação…E desconfortável. Enfim deram um jeito de economizar e fazem a festa agora com baixa concorrência.

    • Zetros1833

      Concorrência tem. A Marcopolo não é a úica encarroçadora no país, pois temos a Comil, a Neobus, a Mascarello, a Caio, a Maxibus, além da espanhola Irizar.

      Acontece que a Marcopolo é a única que fabrica todos os tipode carrocerias no mercado, do minibus ao ônibus de dois andares. No final do ano passado foi que a Comil lançou seu ônibus de dois andares, além de um LD(Low Driver).

      O que falta é mais ousadia das outras fabricantes em ter produtos bons, preços competitivos e um excelente pós-venda pra oferecer ao mercado mais opções de escolha e conquistar novos clientes.

      • Sias

        Eu já visitei a fábrica da Marcopolo mais de uma vez…os ônibus rodoviários são top, e geralmente são os destinados para exportação.

        • Zetros1833

          Os vendidos aqui tbm são excelentes. Depende muito da configuração escolhida pela empresa.

  • edigasgoes

    estão fazendo uns testes…..mas até agora ainda não está rodando de forma oficial…….. digo isso pq eu trabalhei na empresa metra transportes e fui informado sobr este onibus da man….articulado…..onde as portas abrem pra fora…….tipo porta de trem espanhol!!!!! o onibus tem um estilo bem europeu……..basta procurarem no google imagens q vão ver q onibus bacana!!!!

  • edigasgoes

    Digite o texto aqui![youtube MkvCwORwFVA&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=MkvCwORwFVA&feature=related youtube]
    novo onibus metra articulado…mas latin américa…em testes na linha do jabaquara

    • Readgis

      A MAN/VOLKS iniciou a construção, montagem e venda de ônibus articulados e nada impede que ela tambem ofereça o seu "tremendão" para a Copa do Lulla.

      • edigasgoes

        provavelmente é por isso que estão fazendo testes e mais testes desses onibus novos!!!!!

        • Zetros1833

          Os testes estão sendo feitos por conta da entrada da norma Euro 5 aqui no Brasil, que passou a vigorar desde o dia 01 de janeiro desse ano.

  • Sias

    Tem empresário que só compra chassi Mercedes e carroceria Marcopolo para reduzir o custo de manutenção (menor estoque de peças, mecânicos especiaizados). Não adianta entrarem novas marcas se não tiverem bons preços pra tentar ganhar mercado.

    Depois fica que nem a empresa de transporte público da prefeitura daqui…que é obrigada a comprar por licitação e a garagem é uma mistura de marcas e modelos. Nunca tem o que precisa no estoque e muitos dos carros os mecânicos não tem conhecimento.

    • 3ic

      tem o sr jacob barata que tem grande participação na mercedes. Maluco ele não é de não comprar chassi mercedes para sua frota de onibus ( a unica empresa que ele está se rendendo aos scanias é na viação unica/facil da linha rio x petropolis

      • Zetros1833

        Participação não, ele tem duas concessionárias Mercedes, a Guanabara Diesel no Rio de Janeiro e a Ceará Diesel em Fortaleza. É natural que ele compre Mercedes.

        Algumas das maiores empresas, são concessionárias Mercedes tbm, como a Itapemirim e a Águia Branca, por exemplo.

    • Zetros1833

      Isso tbm é relativo, pq tem muitas empresas que só copram Marcopolo e Scania e outras Marcopolo com Volvo. A questão não é nem o preço, pq atualmente, Scania, Mercedes e Volvo estão mais ou menos equilibradas com relação a isso. O que conta mesmo é o pós-venda, o custo de manutenção e o valor de revenda. Nesses pontos a Mercedes e a Scania levam certa vantagem.

      A Marcopolo é a maior encarroçadora do país, então não tem jeito, as empresas compram dela pq sabem que é uma empresa sólida, tem bom atendimento, embora tenha tbm suas falhas como toda empresa tem.

      • Sias

        Sim, o que quis dizer foi isto, que tem empresário que só compra chassi ou carroceria de uma marca por causa do pós venda e do custo de manutenção. Só usei Mercedes e Marcopolo como exemplo. Já existem outras que a frota é uma mistura só (algumas obrigadas pela legislação por serem públicas – tem que comprar por licitação) e aí é aquela bagunça na hora da manutenção.

        • Zetros1833

          No caso da licitação, ganha a fabricante que fizer a melhor proposta, tanto o chassi quanto à carroceria. E nem sempre é a mesma marca que a empresa já tem na frota.