Ecologia EUA Híbridos Nikola Veículos Comerciais

Nikola Motors diz que encontrou forma de zerar emissão em seu caminhão ecológico

nikola-one-1

A Nikola Motors apresentou uma proposta de caminhão híbrido com turbina a gás natural e propulsão elétrica, podendo assim tracionar 36,3 toneladas com alcance de 1.930 km. O modelo One já teria uma carteira de pedidos que soma US$ 2,3 bilhões, segundo a empresa.

Apesar da proposta ecológica, o caminhão da Nikola Motors emite CO2 por conta da turbina a gás. De acordo com o departamento de energia dos EUA, esse combustível reduz a emissão entre 6% e 11% em comparação com a gasolina.

No entanto, entidades de defesa do GNV dizem que o gás em veículos reduz entre 13% e 21% as emissões. De qualquer forma, o propulsor gás-elétrico produz níveis de CO2 que incapacitariam a empresa e o produto a receber incentivos maiores por parte do governo.

Mas, a empresa divulgou que encontrou uma forma de zerar as emissões do caminhão Nikola One, mas não deu detalhes específicos sobre como isso será feito. Algumas empresas acabam por aplicar recursos na obtenção de combustível ou energia renováveis e assim geram créditos de carbono para abater em emissões de seus veículos.

Essa pode ser a alternativa escolhida pela Nikola. A Audi, por exemplo, já conseguiu obter gasolina sintética a partir de CO2 e utilizando energia limpa. Mesmo que seu A3 Sportback g-tron emita CO2, a empresa gera créditos na produção do combustível. É mais ou menos o que a Tesla está querendo fazer com a SolarCity e sua produção de baterias na Gigafactory.

[Fonte: Jalopnik]





  • Nicolas97

    Boa ideia, com a turbina consegue o dobro de rendimento em relação ao motor convencional porém precisa manter uma rotação ideal é constante. A combinação com o motor elétrico é perfeita pois permite variar a potência do motor mantendo a turbina em rotação constante. A questão é se a economia compensa o alto custo das baterias e turbina. Gastando pouco ele pode comprar credito carbono que ainda compensa a economia.

  • Deadlock

    A autonomia desse caminhão é muito boa. Tomara que não exploda ao bater.

    • Heisenberg

      Alguns vídeos de crash test com GLP demonstram que em situação extrema (em que tanque de combustível em uma situação branda já teria se rompido) o cilindro possa vir se romper. O real perigo são as instalações de má qualidade (o que pode ser um perigo, pelos níveis de recall que vemos. Qualquer falha de inspeção desse item é grave.) e a falta de manutenção dos componentes.

      • Pacheco

        Sim, o problema são as adaptações porcas que fazem.

        Porem, eu nunca vi problema de explosão por colisão. Só em posto durante abastecimento.

  • Luis Burro

    Estes creditos de carbono sao uma falcatrua sem tamanho.

    • ObservadorCWB

      Explica ? Realmente desconheço o assunto.

      • Luis Burro

        Pq as empresas podem fraudar (algumas até já fizeram isto)ou não cumprir as metas,ou simplesmente desistir no meio do caminho pq já não tem mais interesse no mercado e já aproveitou o q queria.Os creditos de carbono são conseguidos atraves de plantação de arvores ou manejo e preservação de florestas.A base é um calculo de qnto a floresta retira co2 do ar por ano.

    • Heisenberg

      Sempre tem aquele para fazer a falcatrua… A compensação é válida (melhor do que “deixa como está”).

      • Luis Burro

        Ah sim com ctza!Mas como confiar q as empresas realmente estão cumprindo as metas e não é só mais uma fraude?Aí a empresa ganha duas vzs:Uma pq eles não precisam se preocupar em investir na questão ambiental e outra pq conseguiram o aval pra atuar no mercado,e vão vender até tlvz ser descoberto.

        • Heisenberg

          Palavra chave… fiscalização (acompanhar o andar da carruagem). Isso para o Brasil é utópico (pra ser otimista, é utópico no momento).

          • Luis Burro

            Como falou,mas não é só no brasil!Olhe o caso da volks e vários outros,a fiscalização na maioria dos casos só descobre qndo a m*rda já tá feita!

    • EuMeSmObYmYsElF

      porque?

      • Luis Burro

        Pq muitas empresas podem simplesmente forjar sem comprovação q realmente cumpriram com o estipulado.Não existe fiscalização pra isto,e ele é estipulado com base em um cálculo de qnto uma especie ou uma floresta retira de carbono da atmosfera por ano.Só q tem muitas variáveis e qlqr um pode manipular a seu favor o cálculo.
        Lembro q qndo foi feito gerou muita expectativa na bolsa de valores,mas devido a fraude de muitas empresas praticamente não se dá mais importância.

  • Airplane

    É o começo do fim do diesel nos caminhões americanos.
    O futuro são os híbridos e os elétricos.

  • Nicolas97

    Interessante, a turbina, sem reaproveitamento do calor gerado, gasta metade do motor a combustão e entrega muita mais potência, porem precisam girar a uma velocidade constante, assim não são apropriadas a um veículo. Porém pode ser um ótimo gerador de energia eletrica. Nesse ponto entra o motor elétrico e baterias, permitindo variar a potência nas rodas. Ou seja, economia e potência combinadas.



Send this to friend