EUA Híbridos Nikola Veículos Comerciais

Nikola Motors já tem US$ 2,3 bilhões em pedidos para caminhão híbrido

nikola-one-1

A Nikola Motors é uma empresa americana que também presta homenagem ao inventor Nicola Tesla, assim como a Tesla Motors. Entre os produtos anunciados pela companhia, há um caminhão híbrido a gás chamado One.

nikola-one-2

Só esse modelo teria rendido à Nikola Motors pedidos que somam nada menos que US$ 2,3 bilhões, segundo a empresa. Cada reserva é de US$ 1.500, mas a startup já conta com o preço fechado do caminhão, algo entre US$ 300 mil e US$ 400 mil.

Cada reserva é reembolsável, então a Nikola Motors não está contando com possíveis desistências. Até o momento, entraram somente US$ 10,5 milhões em encomendas para o caminhão One. A empresa promete para 2 de setembro a apresentação do primeiro protótipo do veículo.





  • Diego Lip

    Tomara que dê certo. Vai ser muito boom haver caminhões híbridos rodando por aí.

  • Eduardo Santos

    Putz, que caminhão lindo. Design bem alienígena. Curti demais.

  • Rômulo M.

    Finalmente os caminhões dos filmes de ficção científica estão virando realidade. Pena que un caminho rebaixado desse jeito não passa nem em quebra mola no Brasil. haha

    • tjbuenf

      Mas isso é só o conceito.

    • Pacheco

      Imagina ele na TransAmazonica? Hahahahahahaha

  • Redpeak77

    Admiro como as coisas saem rápido lá fora, desde a concepção da startup até a fabricação.
    Imagino o HUEzil: maior burocracia só para abrir a empresa. Quando a firma está aberta, ceticismo público, pois é um produto nacional. No final, o produto não dá certo, a empresa não consegue fechar de tanta burocracia e o cara some com o dinheiro arrecadado no crowdfunding.

    • Luis_Zo

      Cara, o publico é a parte mais facil de “dobrar”, com um bom marketing. Ja tive start-up e te falo que uma das maiores dificuldades (e que vem antes do contato da empresa com o publico até) é convencer os donos do capital a investir em risco.

      Perfil de investidor brasileiro é em sua grande maioria filho de juros elevados. Pra que investir numa “ideia revolucionária” se eu ganho IPCA + 6% sem risco nenhum?

      Felizmente isso vem mudando, ao seu tempo, mas melhorando sim.

      • dCarvalho

        Risco nenhum? Tem certeza?

        • Luis_Zo

          Força de expressão, tem risco sim, mas concorda que infinitamente menor que o de investir numa start-up?

          Vo fazer advogado do diabo:

          Considera o caso que eu vi na minha corretora, titulo privado com vencimento em 3 anos com IPCA + 8,10%. Comprando ~150k (ao invés de investir numa startup nascente), em três anos tenho aproximadamente 230k (corrigindo a 15% – 8 do titulo mais 7 da inflação), ainda abaixo do limite do FGC.

          Fala sério qual risco se corre aqui? O banco quebrar e se ter 1 semana de dor de cabeça pra reaver meu dinheiro capitalizado até o dia da quebra… se for parar pra pensar o risco é virtualmente zero sim e compensa por não precisar gastar massa cinzenta lendo busines case de start up. Muito mais simples entender juro composto do que tecnologia…

          No Brasil esta cheio de “maravilhas” de investimento a juro alto assim e ainda não temos uma massa de investidores com perfis mais arrojados pra sair desse circulo vicioso. Sad but true.

          • dCarvalho

            Concordo plenamente, meu amigo! E digo mais, pra mim este é o grande problema do Brasil.. A dívida pública está em 3 trilhões.. 3 trilhões que poderiam estar sendo investidos na iniciativa privada e gerando riqueza, mas são 3 trilhões em uma dívida que trouxe benefício nenhum, uma vergonha!! Bilhões que poderiam estar sendo investidos na saúde, educação, infraestrutura, segurança pública para pagar uma dívida eterna, beira o rídiculo! Se comparada, a corrupção no final das contas nem é um problema tão grande assim.

            • Luis_Zo

              Poisé. Olha que lindo esse nosso sistema chamado BNDES. Pega dinheiro do tesouro, o qual foi pego emprestado no mercado a 14%, e empresta a 7%… ou seja, todo brasileiro que de uma maneira ou outra “sustenta” o tesouro nacional vira “sócio” das empresas que o BNDES investe, mas dividendos que é bom, nada. Essas “bolsa empresario” causam uns rombo violento, muito maior que as “bolsa família”.

              Novamente, advogado do diabo: eu empresário, por que gastar massa cinzenta indo na Bolsa e convencendo investidores a comprar minhas ações, se é mais fácil tomar uísque com algum costa quente e pegar dinheiro la no BNDES????

              • dCarvalho

                Rapaz, é de chorar, né? É uma coisa tão simples de ser resolvida. É uma pena depender do povo a melhora desse circo. Você trabalha em que ramo Luiz? Essa conversa é boa..!!

    • Pacheco

      É o que está acontecendo com o fabricante de placa fotovoltaica no Brasil. Investiu bom milhões de reais e agora está sofrendo pelo consumidor achar que o produto nacional é inferior e não presta. Porem, ele produz em CKD, com a mesma tecnologia e fornecedores que a Europa e China.

      • Redpeak77

        Cara, aqui uma coisa é incrível. Dizemos que o produto nacional é uma porcaria. Também, pudera, só queremos “baratinho”!
        Não adianta alguém fazer algo com mais qualidade, pois se torna mais caro em relação aos outros concorrentes, e no final, não vende. Assim, a prateleira de eletrodomésticos enchem de porcarias importadas, de marcas “x”, que não duram mais do que um ou dois anos.
        Só dois tipos de produto que vendem aqui: os baratinhos porcaria e os mega-hiper-power-premium, que são produtos melhores cobrados por preço muito mais alto do que realmente valem.
        No automotivo, infelizmente também é assim. A coisa mais comum é ouvir no mercado que o cliente brasileiro não percebe a qualidade, por isso, não vale a pena investir em materiais melhores. Já vi muitas nacionalizações de veículos terem seus materiais rebaixados por aqui.
        A nossa “síndrome de vira-lata” não é a toa, infelizmente.

        • Pacheco

          O problema do Brasil, é o brasileiro.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Aqui fazem uns desenhos de m* no paint, e chamam de projeto, por vezes não se encontram detalhes técnicos ou sequer as credenciais dos envolvidos… e depois reclamam que ninguém investe.

  • Alexandre

    Que painelzão de Atari. Lixão o painel! Mas espero que vingue..

  • tiago

    A renderização desse painel não foi feita por um profissional, “num é possivi”