Nova Saveiro é flagrada em testes no interior paulista

14/01/2016

saveiro-facelift-1

A Volkswagen vai atualizar sua família de compactos Gol, Voyage e Saveiro, promovendo mudanças não só estéticas, mas também envolvendo conectividade e entretenimento (multimídia Discover com Android Auto e Car Play), bem como melhorias no acabamento e conteúdo.

É muito provável a introdução gradual do motor 1.0 TSI Flex de 101/105 cv, já usado no up!. No entanto, essa novidade deve chegar mais adiante. O motor 1.0 12V deve substituir o antigo 1.0 8V e o 1.6 8V futuramente dará lugar ao 1.0 TSI.

saveiro-facelift-2

No caso da Saveiro, a picape leve da VW deve receber alterações especialmente na parte frontal, além do interior. O leitor Gabriel Bastos enviou fotos do modelo feitas por sua irmã Renata Togeiro.

A Nova Saveiro trafegava pela rodovia Castello Branco com camuflagem apenas na parte frontal. Mesmo assim, as lanternas foram parcialmente cobertas, indicando um layout diferente na iluminação.

saveiro-facelift-3

Note a película nos vidros, a fim de dificultar a visão do novo interior. O para-choque traseiro também parece modificado e na frente, novos faróis, grade, capô e para-choque serão introduzidos.

Agradecimentos à Renata Togeiro e Gabriel Bastos.













  • Pedro

    Seria interessante se a dona VW lançasse um Gol renovado com MPI, MSI e TSI em suas versões 1.0 e 1.4 (esta última para o GTI). Devia honrar o nome Gol, depois perde a liderança e não sabe porque foi. Infelizmente o que eu falei é muito improvável, maaaas… VWB é complicada.

    • Andres Francisco

      O problema do Gol é que a Volkswagen, no afã e emplacar o Up a qualquer custo, o deixou de lado. O Gol atual tem design ainda bonito, o problema dele é que perdeu o bom custo X benefício, caro e não oferece nada de diferencial e ainda tem um acabamento interno pobre. Além disso tem motores antiquados, um contrassenso já que a marca tem opções modernas disponíveis.

    • th!nk.t4nk

      O nome “Gol” é muito queimado. Depois do escândalo da geraçao 5, todo mundo ficou com pé atrás. A meu ver seria melhor abandonar completamente o nome e o carro, e focar na nova geraçao do Fox.

      • Pedro Rocha

        O nome “Gol” entrou para a História como substituto do Fusca, ou seja, “carro de pobre”. O melhor é deixar ele morrer naturalmente investindo no up! e no Fox, mantendo apenas a irmã Saveiro como a Ford fez com a Linha Corcel deixando a Pampa até 1997.

        • Gustavo73

          Fuca só virou carto de pobre quando usado e depois de sair de linha. Antes era carro de classe média.

          • Pedro Rocha

            De fato, já que todo carro 0KM no Brasil é coisa de classe média.

      • Gustavo73

        Dois anos após o problema com o 1.0, o Gol vendeu o dobro do Palio. Que ajudou a queimar o Gol, foi o Gol G4, a pio geração de todas. Simples ao extremo sentenciou o Gol a carro 1.0 básico.

      • Depois do escândalo ele foi líder por 5 anos!

    • Mario

      O gol anti-onix já está sendo preparado. Seria lançado este ano, mas atrasou. Talvez até 2018 saia, quando termina os 10 bi previstos para investimentos. Se é que não vai ser abortado, né?

      • Fernando

        Até este novo Gol sair, sairá um HB, onix e palio melhores que este lançamento da vw.

        A imagem do gol como carro popularesco o queimou demais. Veja o hb e o fiesta, nenhum eh um primor, mas passam a imagem de modernidade, gol e palio por exemplo não passam essa imagem na MINHA opinião.

        • Rafael

          Claro que o fiesta é um primor.

          • Fernando

            Com certeza está anos luz de qualquer Gol fulero já lançado até hoje!

  • Gustavo73

    Ainda não entendi a VW desenvolver o 1.6 16v basicamente um 1.4 tsi com cilindrada aumentada e sem injeção direta e turbo. O 1.0 tsi susbstitu ele sem problemas.

    • invalid_pilot

      Eu acho que os 15cv dao diferença sim no 1.6 fora que a longo prazo é um motor que tende a dar menos problema e ter manutenção mais barata que o injeção direta e turbo

      • Andres Francisco

        Mesmo pq, a palavra turbo deixa muita gente com medo.

        • thi

          Pq? Deve ser pq quem é mais velho deve ter sido novidade laaa atrasce deu problema ..bem assim foi os primeiros celulares com toq na tela , é oq meu coroa diz

        • O Golf provou que isso é lenda. E tem a forma que você “anuncia” isso também. Renault, VW, Fiat, Chevrolet… Quanto tinham carro de 16V sempre tinham adesivo na lataria informando isso (Aí eu me pergunto: Para que?). Honda e Toyota só tem motores 16V desde a década de 90 mas nunca anunciaram isso. E tem fama de motor confiável.

          • duduEAS

            Fora que se divulgar o nome Turbo ja é taxado de esportivo e o seguro vai nas alturas.

            • Tanto que nem up!, nem Golf, new Fiat e Renault divulgam. É TSi, TJet e GT apenas.

            • DougSampaNA

              Seguro…ah malditas seguradoras…tá certo que tem muito infeliz que apronta presepada pra receber algum delas, e tem cara se ferrando e indo preso depois, mas cobrar da maioria o que uma minoria de FDP faz, é absurdo; é como juros no Brasil, o bom pagador paga um juro maior pra cobrir o “possivel” mau pagador.
              O Governo tinha que bater duro nos malditos receptadores de carro roubado; estes deveriam ter penas triplicadas e todo o patrimônio tomado.

          • Rodrigo

            Eu penso diferente… Até hoje desconheço que haja (aqui em SP) Golf 1.4 T sendo usado como carro de frota ou disponível para locação. Diferentemente de Gol, Voyage e Saveiro. Assim sendo, não temos dados disponíveis para afirmar que motores assim são confiáveis no longo prazo (veja bem não estou dizendo que não são) para uso “severo”, mesmo porque quem suou pra comprá-lo acaba mantendo-o com os cuidado e zelo necessários.
            Sabemos bem o cuidado que muitos “cupins de aço” tem com carros que não são de sua propriedade e, desta forma, acho justificável manter os dois motores (turbo e aspirado) como opção na linha Gol, Voyage e Saveiro, até mesmo para gerar massa de dados para viabilizar essa troca pelo downsize, que será a tendência no futuro.

            • A questão para mim é: Porque o motor turbo tenderia a dar mais problemas que um aspirado?
              Ele tem um item a mais para dar problema, a turbina e alguns itens eletrônicos a mais por conta disso? Sim, exato! E por ter um item a mais, tem um item a mais para dar problema. Mas desde os 1.8T da própria VW/Audi já temos motores assim e não me constam que eles sejam mais problemáticos que os motores similares aspirados. E na hora de comparar a manutenção, temos que comparar motores similares em proposta e valor.
              Os motores 1.8 e 2.0 Turbo da VW/Audi tinham manutenção cara? Astronômica na verdade. Mas eles não concorriam com motores dessa cilindrada de Ford, GM, Honda, PSA, Renault… Mas sim com os V6 da Ford (Taurus, Explorer), Chevrolet (Omega, Blazer), Dodge (Cherokee, Wrangler), japoneses (Accord, Mazda, Camry, Vitara), Franceses (Laguna, Xantia)… De repente a manutenção alemã não ficou tão cara, não é? Heheheh.
              E da mesma forma é errado comparar o TSI do Golf com o 1.4 do Onix, Uno e Fit só por causa da cilindrada, devemos supor que o motor VW foi preparado para suportar torque e potência de motores de acordo com o que é fornecido por ele. E também não vemos nem veremos os 2.0 de Focus, Corolla, Civic, Elantra… E os 1.8 de Cruze/Civic em frotas. Mês passado cotei quando ficaria fazer o motor inteiro de um Tempra Turbo. O cara cotou como se fosse o 2.0 8V aspirado. Ao lembrar que a versão que procurava era outra, ele me falou que os motores são iguais. Ou seja, ou a Fiat tinha um motor 2.0 aspirado superdimensionado para potência e torque (O que significa maior peso, menos eficiência) ou tínhamos um 2.0 Turbo com sérios problemas de durabilidade.

              • Rodrigo

                Eu entendo e concordo com seu ponto… Mas já viu como andam alguns motoristas de serviços de manutenção com seus Unos, Celtas e Gols (aqueles com escada em cima)?
                Se com motores 1.0 básicos já esmerilham, imagina num 1.0 turbo… Esse é meu ponto. Sou totalmente a favor do downsizing (os prós quase sempre superam os contras), mas acho que deixar motores aspirados como opção para esses casos é até salutar. Acredite, nas mãos dos “cupins de aço” até a Toyota ficaria com o pé atrás…

                • Gustavo73

                  Mas aí o problema não é do motor e sim de quem faz a manutenção.

                  • Rodrigo

                    Pois é, esse é o ponto. Não dão a devida manutenção e depois falam que o motor não presta. Dai quando cai a má fama no mercado, até explicar…

                  • DougSampaNA

                    Então, o 1o 1.0 T que a Volks lançou lá atras…o 2o dono achava o óleo recomendado caro e metia quando muito um 15w50, quando não usava um 20w50…mais barato; aí o motor dava problema e o fulano(asno) saia falando que carro turbo era bomba.

              • Ailton

                Fico curioso pra saber quanto ficaria uma turbina do up ou do jetta por exemplo

                • Bom, imagino não ser barata, mas qual é a incidência de problemas na mesma? Em VW/Audi, Fiat’s e até carros antigos a Diesel da Kia nunca ouvi falar de problemas na turbina. Até pela simplicidade do conceito.

            • Edson Fernandes

              Isso poderia ser verdade se eu não visse grupos como do Golf dessa nova geração e vários cupins de ferro que ao bater o carro e amassar feio, vão lá e trocam por um novo. Só irão perder em vendas qdo virar nacionalizado e perder a suspensão multilink e o cambio DSG (segundo falam lá).

              Mas o que muitos ali fazem é querer mais potencia e isso ferrar com o cambio DSG também.

          • Thiago

            Eu sempre digo isso pro meu pai, por conta do nosso mecânico se recusa qdo levei dois gols G3 16v pra ele se estava bom pra eu comprar, falava que não presta, mas um amigo nosso tem e nunca deu pau, outras pessoas também, assim disse pra ele, nosso corolla é 16v, e ele não criiticou

      • Gustavo73

        Os 15 cv farão alguma diferença na velocidade máxima, uns 5km/h. Mas ele perde nas acelerações e principalmente nas retomadas fora uqe vai beber mais. No dia a dia com o torque presente mais cedo e por mais tempo o tsi será mais prazeroso. Quanto aos custos de manutenção a diferença de preços no site da VW entre o Up aspirado e tsi é pequena. Usando de.maneira normal e não sendo negligente com a manutenção não se terá problemas com o turbo ou a injeção direta. Mas claronque se algim tiver problema será mais caro de trocar, nada diferente de quando a injeção eletrônica chegou para substituir os carburadores.

        • th!nk.t4nk

          Exato, nao se compara potência de motor atmosférico com turbo. Mesmo com menor cavalaria, o TSI anda mais. O povo tem que parar de olhar só potência.

          • Gustavo73

            Todos os parâmetros são importantes ass como uk bok escalonamento do câmbio. Mas ps turbinados atuais tem uma vantagem inegável sobre os aspirados.

          • Rodrigo

            Síndrome de Super-trunfo

          • Edson Fernandes

            E na boa? Se vc me perguntasse no mesmo preço qual eu iria preferir, eu selecionaria o turbo feliz da vida.

            • DougSampaNA

              eu tambem, imaginaria meu HBzinho 1.6 com uma turbininha soprando leve, 0,2 só a 1500 rpms…ai ai..ia ser uma delicia e provavelmente mais economico.

        • DougSampaNA

          e no 1o ano ou 2o ano, só mecanico das ccs Volks estarão reinados pra mexer no motor do TSi…farra do boi na manutenção se o cara rodar muito, fica dificil fazer manutenção fora da rede.

      • SDS SP

        O 1.0L turboalimentado possui uma faixa de torque máximo mais ampla, iniciando em 1500rpm e se mantendo constante até os 4500rpm, que diga-se de passagem, é muito bom…
        Na minha opinião, uma Saveiro 1.0L assustaria o consumidor desse segmento que normalmente é bem conservador.

        • Gustavo73

          Na Saveiro pela.proposta do produto não vejo o 1.0tsi.

          • th!nk.t4nk

            Com uma primeira bem reduzida, é possível Gustavo… Mas concordo que nesse segmento o preconceito seria altíssimo. Que dono de empresa optaria por uma pick-up compacta turbo pra dar na mao de funcionario?

    • SDS SP

      O 1.4 TSI possui componentes mais nobres, tais como: Pinos de pistão com cobertura DLC, pistões com porta anéis, bronzinas trimetálicas, entre outros componentes que encarecem o projeto em detrimento ao 1.6L 16v. Além disso, temos a questão da cilindrada que o consumidor leigo ainda não entede nas entrelinhas.

      • Gustavo73

        As.diferenças exitem sem dúvida afinal os tsi são mais exigidos. Mas ambos são EA211 de 4 cilindros. Entendo a questão da cilindrada, mas não seria mais barato colocar um cabeçote 16v no EA 111? Pra mim a VWB só usari 2 blovos e sua variações, o 3 cilindros com e sem turbo( com 2 ou 3 variações de.potência no tsi), e o 1.4 tsi com duas duas potências. Pronto atenderia todos os.modelos nacionais. Exceto o Jette Highline 2.0 tsi e o Golf GTi, mas esse já usam o motor vinfo do México. Acho que ganhariam em escala e no estoque de peças.

        • SDS SP

          Mas pode ser que ela não queira fazer uma adaptação no velho EA111, por conta do peso (Al tem cerca de 1/3 da densidade do Fe), ou mesmo de apenas eliminar à produção de blocos em ferro fundido para não haver conflito com a linha de produção dos novos, enfim é difícil explicar, depende muito da estratégia da VWBr.
          Mas para mim, de toda linha a que menos faz sentido é a versão 1.6 do EA211. Talvez seja por conta da aceitação no Brasil de motores turboalimentados…

          • Gustavo73

            Ela deve ter um cabeçote que caiba nele na prateleira, o EA111 1.4 (o motor refrigerado a água da Kombi, e base do primeiro 1.4 tsi tinha essa opção lá fora) mas como você disse a VWB tem seus motivos. E justamente é o que acho sobre o EA211 1.6.

    • Clovislauro

      E ainda mais com a redução de IPI para motor 1.0. A única explicação é que a VW acha que a maioria dos consumidores são cabeça de bagre e vão rejeitar o turbinado. Bom, com a troca de multilink por eixo de torção e DSG por Tiptronic, já sabemos o que a VWB acha do brasileiro.

      • Gustavo73

        A VW lançou o tsi em seu modelo de entrada, então se o vonsumidor quiser está lá. Depois de 2 anoslendo aqui os “entendedores” falando do DSG não me surpreendo coma trica pelo Tiptronic. Já usar a suspensão das versões mais baratas do Golf na Europa mostra uma redução de custos que não será repassada para os preços. Agora a concorrência também não oferece produtos exatamente iguais aos do primeiro mundo. Logo o brasileiro é que tem que se comportar diferente.

        • Edson Fernandes

          Depende. Acho que há produtos sim que vieram o mesmo usado no primeiro mundo. Mas se vc parte considerando e esperando isso, não pode por conta da empresa mudar como se fosse algo simples.

      • Gabriel M. Vieira

        E, falando sério, eles estão errados? Sendo imparcial, eu entendo eles. Nós aqui somos uma minoria absoluta. A maioria não sabe, não quer saber e nunca vai entender nada disso. Cada mercado tem o que merece…

        • Artur

          Verdade. Nem acho ruim a troca do DSG pelo Tiptronic. Pode ser que a produção nacional do câmbio automatizado tornaria o produto final ainda mais caro, sei lá. Mas trocar o multilink foi pura sacanagem…

          • Gabriel M. Vieira

            Então, eu e você sabemos disso. E eu concordo com vc!

            Mas, a maioria esmagadora que vai numa CCS comprar um Golf, nem sabe disso… não sabe pra que serve a sopa de letrinhas, a diferença de um multilink. Isso não “agregar valor nenhum” pra ele. O que agrega é roda 18″ e CMM pra mostrar pro vizinho. A realidade é essa, infelizmente.

            Essa versão do Golf com Tiptronic e MSI 1.6 com eixo de torção é pra brigar com o Focus SE, e vai acabar não vendendo não pelo conjunto da obra, que é inferior ao anterior, mas pelo preço absurdo! É um puta downgrade em relação ao TSI Highline que veio por 67 paus a 3 anos atrás. É foda, estamos indo pro buraco…

    • CorsarioViajante

      Eu naõ entendi muitas coisas na VW atualmente. Existe muita sobreposição de motores e de modelos. Creio que vão ter uma linha mais moderna para o público mais urbano e próximo de AT, como UP, golf, etc e outra linha mais voltada para o interiorzão, com motores aspirados com família Gol e Fox. Sei lá, vai ser difícil organizar de forma satisfatória tanta coisa parecida.

      • Gustavo73

        Pelo que vejo os TSi ficarão sempre nas versões mais caras, o 1.0 4 cilindros deve morrer em breve, com o 3 cilindros ocupando seu lugar. Hoje ele está só na linha Gol. A.questão fica nos 1.6, entendo 8v na Saveiro para trabalho e em alguma versão do Gol. Mas no Fox já não faz sentido, mas ao mesmo tempo ficaria um espaço grande entre o 1.0 e o 1.6 16v. Ao mesmo tempo colocar o 1.0 tsi antes do 1.6 16v também fica estranho e ai começa o problema na minha opinião.

        • CorsarioViajante

          POis é. Este 1.6 16v demorou muito para chegar, logo de cara deveria ter substituído quase todos os 1.6 8v, mas não, ainda foram lançando a conta-gotas como se fosse a última bolacha do pacote. Difícil entender.

    • shdn2010

      Acho que muitos ainda tem o velho receio e preconceito de carro turbo é para os boys ficarem dando pau. Muita gente ainda não confia na durabilidade, pelo menos acho isso. Eu preferia mil vezes um 1.4 turbo do que o velho 1.6.

      • Gustavo73

        Prefiro o 1.0 tsi ao novo 1.6 16v. Comparar o 1.6 8v com o 1.4 tsi é covardia.
        Quanto ao tal preconceito, não vejo isso nos modelos premium, já que todos hoje uasm motores turbo. O Civic acaba de ganhar um motor turbo, o primeiro da marca no mundo xom o objetivo de seguir a linha downsizing. Isso é algo realmente novobe que não se sabe como se comportará. Será que os conaumidorws da Honda que aqui sempre foram taxados de só apostar ni que é seguro vão fugir do Civic 1.5t?

        • shdn2010

          Concordo com vc. Quis apenas fazer o comparativo d turbos vs aspirados

          • Gustavo73

            Essa história dos motores turbinados me lembra quando a injeção eletrônica chegou. Flavam a mesma coisa, custo de manutenção alto, mecânicos despreparados e se desse problema o carro pararia na hira enquanto um carburado iria rateando até uma oficina.

  • Matthew

    Tomara que mudem mesmo o interior. O atual é sofrível, além do aspecto simples não tem espaço pra nada, nem no porta-luvas. Acho que isso por si só já daria um fôlego pra família de compactos da VWB. O que causa perplexidade é a grande variedade de motores à disposição da marca para equipá-los; 1.0-12v, 1.0 turbo, 1.6-8v e 16v… no caso da Saveiro, que é um carro teoricamente mais utilitário, a robustez e a simplicidade do 1.6-8v talvez ainda seja a melhor opção. Mas um Golzim com o TSi 1.0 turbo ia ficar bem interessante… a ver

  • afonso200

    mais do mesmo,,,,,cade os 1.4T do golf , cade o cambio 6AT(jetta e audi nacionais) em gol, voyage, spacefox, fox, up………..vamos vender pôôô

  • Renault Oroch mandou lembranças.

    • Gustavo73

      Já vejo algumas rodando. Não é um carro de virar pescoços, mas parece ter bom cxb.

  • Mardem

    Pára-choques traseiro foi trocado. A seção central dele está camuflada. Não entendi aquela maçaneta de adesivo colada na tampa. Um despiste bem mal feito. Será que a Saveiro vai passar a abrir a tampa pelo logo? Lanternas, como dito no texto, aparentam apenas ter recebido rearranjo das luzes. Por fim, é só mais um projeto velho que vai se arrastando por meio de retoques cosméticos, não muito diferente de suas concorrentes.

  • invalid_pilot

    Tomara mesmo que aposentem os problemáticos EA111 TEC… Popularizando o 1.0 12v cria se mercado de peças paralelas e mao de obra qualificada a mexer nele, fora a modernidade de projeto.

    Restam GM, Fiat e Renault vendendo velharias em nosso mercado

    • SDS SP

      Na verdade os problemáticos de fato, eram as versões VHT do EA111 de 2009/2010.

      A Renault em breve estará lançando o propulsor da família B4D para substituir os D4D. A Fiat também com os GSE 1.0 e 1.4L que curiosamente terão 2V por cilindro e comando SOHC.
      Resta agora a GM que pelo jeito não trará nada por enquanto, tirando o 1.4L SGE…
      Olha até a PSA ficou para trás com seus motores TU4M e EC5M que já não são modernos, embora sejam muito confiáveis.

      • Gustavo73

        Muito curioso em ver como será esse novo motor com comando simples e 2v por cilindro. Ou eles tem alguma carya na manga, ou será um.motpr novo com projeto “velho”. E pelo visto multiair que é bom nada.

        • th!nk.t4nk

          Eu acho que a FIAT tá apostando em custos baixos e na “preferência do consumidor brasileiro”, mas pode se lascar com isso. Só acredito vendo.

          • Rodrigo

            Ou não. A liderança do Onix em 2015 mostra justamente o que “o brasileiro quer”. A maioria acha caro pagar 500 mangos numa revisão, mesmo que a diferença de consumo entre um motor jurássico e um motor moderno pague umas 3 vezes esse valor ao longo de um ano. Poucos param para fazer essa conta.
            Mas isso (graças a Deus) está mudando. HB20, Ka e up! estão aí pra demonstrar isso.

            • CorsarioViajante

              Bem observado, é um problema de mentalidade. É tipo aquela piada do cara que diz “não ligo que subam o preço dos combustíveis, vou continuar colocando dez reais”. rs

            • Edson Fernandes

              Mas veja que o custo de mauntenção de um Onix está longe de ser uma pechincha e em alguns casos até mais caro que alguns modelos. Só citando dois…. HB20 e Etios, são mais baratos de manter.

              • Vinicius

                Sem contar que o HB20, assim como o Etios, tem uma qualidade de construção superior ao Onix.

                • Edson Fernandes

                  Do Etios eu já discordo porque já vi alguns com as peças bem desalinhadas de carroceria e interior.

                  • Vinicius

                    Bem, pelo menos a confiabilidade do conjunto mecânico.

                    • Artur

                      E o Etios é mais seguro também se comparado ao Ônix. O duro é que ele é feio de doer! Rsrs

                    • Vinicius

                      Isso aí. Mas gosto é subjetivo!

                    • Edson Fernandes

                      Mas vamos ser justos…. hoje a confiabilidade de conjunto mecanico, eu diria que a unica fabricante que está ruim nesse aspecto é a Fiat. De restante, eu não vejo reclamações.

              • Rodrigo

                Na Concessionária o custo realmente é elevado, mas tem muita gente que leva em oficinas particulares mesmo, abrindo mão da garantia.

                • Edson Fernandes

                  E nesse caso as outras também ficam bem baratas.

                  • Rodrigo

                    Acho que manutenção mais barata que a dele só Palio e Uno (no mercado paralelo).

                    • Edson Fernandes

                      Etios, Gol, Fox, todos esses nas versões base são baratos de manter.

          • Gustavo73

            A manutenção básica(preventiva)de um DOHC com 4 válvulas por cilindro não difere de um SOHC com 2 válvulas. Mas o custo para produzir menor. A questão é como ficarão os números de desempenho e consumo. O bloco é completamente novo isso é investiram bom dinheiro nele.

  • Wes

    Uma bela porcaria

  • Blessa

    Custava mudar também essa traseira, até a picape das cavernas Strada conseguiu mudar a traseira.

    • Doccar

      Concordo, a traseira da Saveiro e mt sem graca..fica ate destoada do resto.

  • Gian

    Quero acreditar nessa dos 1.0TSI substituindo os 1.6 8v, mas duvido.
    Sério mesmo que torço por isso.

    Mas no momento olho para isso com desconfiança 100%.

  • rafael

    Não duvido nada que a cross CD chegue nos 75 mil.

  • Eu acho engraçado a VW usando camuflagem pesada para esconder um simples facelift, que aliás já é o segundo desta geração. Está copiando a Fiat com seus infindáveis retoques na mesma geração.

  • EJ

    Saveiro com motor 1.0 TSi creio que jamais será. Motivo não é técnico, é mercadológico, não mexe com a razão do mercado, e sim com o perfil do comprador. Ou vai ficando o atual 8v ou introduzem o EA 211 1.6 16V e assim será por anos e anos e anos.

    • Eduardo

      Será? Eu “acho” que seria um sucesso absoluto na mão dos “ChoraBoy” e “chipadores” de plantão. Ao menos aqui na região, é raríssimo ver uma saveiro usada para trabalho, geralmente está na mão da molecada, boa parte rebaixada e com som na caçamba.

  • CorsarioViajante

    VW de volta aos anos 70? rs Haja facelift…
    Na verdade nem precisava mudar a aparência, que, se não é modernosa ainda é bem agradável. O principal era melhor conteúdo e, especialmente, espalhar os novos motores para o resto. Mas o dia que tiver gol com MSI / TSI o Up talvez morra de vez.

  • FocusMan

    Ok…Irão colocar a frente do Passat desta vez ao invés da frente do Golf ?

  • Gabriel Santos

    Aproveitando que ta se falando de VW, alguém sabe quanto da o Gol Rallye depois do aumento ?
    Já se da pra comprar um Sentra com o preço dele ?

    • Artur

      Um seminovo já dá! Rsrs

  • Ricardo

    3ª geração sem mudar a traseira!

  • Gran RS 78

    A linha Gol/Voyage/Saveiro atuais já custam uma fortuna, imagina com melhorias internas e novos motores, os preços vão encostar nos 100 mil reais, pois segunda o comercial da VW, a marca vale, rsrs.

  • Daniel dos Santos

    O mesmo de nada….é o mesmo carro com quinquilharias

  • Fernando Pontes

    Pelo jeito a abertura da tampa será pelo logo da VW, reparem que a maçaneta é apenas um adesivo e o logo está menor e em uma posição acima da original. Estão escondendo algo ali!

  • Fernando

    Nova saveiro, onde?kkkk ah tá, mudaram o farol e aí é um novo carro! Só no Brasil pra chamar isto de novo mesmo. Vergonha dessas fabricantes.

  • Diogo Oliveira

    Nossa, que reestilização, Meu Deus, nem parece uma Saveiro, nem deveria ser Volkswagen, que diferente.