Chevrolet Sedãs

Novo Chevrolet Cruze é confirmado para o segundo semestre no Brasil

A Chevrolet confirmou nesta terça-feira, 3, o lançamento do novo Cruze para o segundo semestre no Brasil. Ao contrário do modelo atual, que é produzido em solo nacional, a segunda geração será importada da Argentina e terá atributos suficientes para fazer frente ao Honda Civic de nova geração e Toyota Corolla reestilizado, ambos também previstos para serem lançados no final deste ano.

De acordo com o divulgado da montadora, o novo Cruze “diferencia-se pela arquitetura mais moderna e por seu conjunto tecnológico refinado”.

Um dos destaques do sedã será o inédito motor Ecotec Turbo, dotado de injeção direta de combustível, que para o nosso mercado receberá mudanças para beber tanto etanol como gasolina. Além disso, o veículo terá sistema start/stop de série. Ainda segundo a empresa, o conjunto foi “desenvolvido com foco em performance e alta eficiência energética” e com “consumo de combustível similar ao de compactos populares”.

Na Argentina, o Chevrolet Cruze 2017 o propulsor 1.4 litro Ecotec Turbo terá 150 cv, a 5.600 rpm, e 25 kgfm de torque, a 2.000 rpm, com câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas.

Entre os equipamentos, haverá airbags frontais, freios ABS com EBD, controles de estabilidade e tração, Isofix, apoio de cabeça para todos os ocupantes, monitoramento de pressão dos pneus, faróis de neblina, alerta de ponto cego, aviso de colisão frontal, assistente de estacionamento (para vagas paralelas ou perpendiculares), sistema MyLink com tela sensível ao toque de oito polegadas, GPS, Bluetooth, sistema de reconhecimento de voz e câmera de ré, ar-condicionado automático, acesso sem chave e OnStart.

A versão topo de linha LTZ vai se diferenciar pelos airbags laterais, banco do motorista com ajustes elétricos e partida do motor pela chave.

[Fonte: Argentina Autoblog]





  • Ricardo

    Totalmente desnecessário esse “Turbo” enfeitado ao lado do nome “Cruze”. Faltou bom gosto. Bastava um “T” ao lado do Ecotec, noutro lugar. Poluir demais a traseira com grafismos desnecessários fica muito esquisito e feio. Espero que o modelo nacional não tenha esse detalhe, pois uma traseira limpa é muito mais interessante.

    • Louis

      As concessionárias que vão vender um monte destes adesivos “Turbo” para donos de Corsas, Celtas, Kadett, todos devidamente rebaixados, Xenão e com manolo na direção.

    • Edinaldo_Tapica

      É porque Brasileiro ostenta dizendo pro vizinho que seu carro é 2.0, e não 1.4… Não adianta, é a mentalidade dos amostrados de plantão… Então o consolo é dizer que seu carro é turbo, e que todos vejam isso! “Turbo” tem lugar forte no imaginário Brazuca, 1.4 nem tanto…

      • Edson Fernandes

        /Olha… então prefiro como no meu que sói a marca e nome do carro mesmo! Prefiro sentir a motorização quando necessário e não um estampado falando o “tamanho”

        • Ricardo

          Concordo. O modelo americano não tem esse “TUUUUUUURBO!!!”estampado atrás. Mas, como brasileiro é bem presepeiro, a julgar pelos comentários e pela polêmica criada em torno do assunto, pelo visto vão adorar esse logotipo destoante. Paciência, o país é plural.

    • Felippe

      quem nao gostar do “turbo” na traseira é só arrancar fora, eu pelo menos gostei e nao achei nada demais

    • Mario

      Concordo. Porque, até onde sei, só haverá motor turbo, então não existirá outro cruze.

    • Blessa

      Realmente esse turbo lembra os carros na década de 80, de muito mau gosto mesmo, igual o HB20 com um enorme TURBO na tampa traseira, um T em grafismo correto já era mais que suficiente.

    • shdn2010

      Como gostos pessoais são estranhos né.., eu já achei muito bonito rsss

    • Regina Campos

      Quanto mimimi

      • predadordemarea .

        Concordo!
        O pessoal procura, procura,…..até achar algo para reclamar.
        Se não acharem na lataria ou no interior é arriscado entrarem em baixo do veículo para procurar.

        • Fábio

          Pois é, cambada de enjoados. O carro tem motor 1.4 Turbo eficiente na qual todos estavam pedindo e vem o cidadão e reclama de um adesivo “turbo”. Pena que não dá pra negativar o cidadão lá em cima.

      • PrGirafales

        disse tudo, se tivesse um T ia falar que seria muito simples kkk

      • Ricardo

        Algum problema em expressar uma opinião livremente? Por acaso ofendi alguém? Fiz algum comentário polêmico, distorcido, machista ou inapropriado? Faça um comentário construtivo, emita uma opinião válida, contra argumente. Só não venha agir com deselegância contra alguém que sequer conhece.

        • Matthew

          Concordo com a fala dele no sentido que é só um detalhe sobre o qual nem há certeza se virá no modelo destinado ao Brasil. Aí já vem alguém com síndrome de vira-lata dizer que é coisa de brasileiro que gosta de ostentar pro vizinho mais do que tem e coisa do tipo. Até pode ser verdade, mas é prática comum no mercado inteiro, quando da introdução de novas tecnologias e motores.
          Lembra no início dos motores Flex? Todas as marcas faziam questão de colar um adesivo espalhafatoso na tampa traseira em alusão à flexibilidade em combustível: Total Flex, Flexpower, Flex Fuel. Hoje ninguém mais se dá ao trabalho de fazer isso. Com o turbo será a mesma coisa. Enquanto o consumidor médio não assimilar a nova tecnologia, as montadoras farão questão de chamar atenção pra isso. Mas como foi dito, no limite é só arrancar o badge da traseira se incomodar tanto assim.

          • Ricardo

            Então, não me parece ser tão simples arrancar o “badge”. Esse letreiro parece que usa a mesma cola das letras do veículo. Vc não imagina o trabalho que dá tirar isso sem estragar a pintura. No mais, acredito que os motores turbo já fazem parte de nosso mercado há muito tempo para a Chevrolet praticamente anunciar, com alto-falantes, que o carro, agora, possui tal tecnologia. Os VW há muito utilizam no Passat (desde 1998), Golf GTI (desde 2000) e Gol/Parati, Jetta e Tiguan (desde 2011), Fusca, Golf TSI (desde 2014), além da Fiat com o Uno Turbo, Tempra Turbo e Marea (desde 1994), Punto, Linea, Bravo, etc. De qualquer forma, minha opinião é a de que isso foi um exagero da GM. Em nenhum momento falei que esse detalhe desmerecia o carro, como alguns incautos criticaram aqui. Enfim, uma simples opinião. Há sempre alguém que concorde ou discorde, cada um com sua motivação. Não há necessidade de polemizar sobre assuntos tão frívolos.

            • Felipe Faria

              Eu gostei do badge “Turbo” grafismo legal e nem é tão grande, além disso pode servir para a marca como uma forma de publicidade, meu pai por exemplo, que não acompanha o cenário automotivo nacional viu um HB20 Turbo e comentou comigo que não sabia desta motorização no Hyundai.
              O que me causou estranheza no seu comentário foi o “Faltou bom gosto.” O que define bom ou mau gosto?
              PS: Tirar um badge destes é moleza, com um soprador térmico ou até mesmo um secador, um pano, água e sabão neutro dá pra tirar sem deixar marcas ou danificar a pintura.

        • Regina Campos

          Não, nenhum problema…. aliás usei o termo “mimimi” para outros comentários também, como o cara acima disse… “ah, mas quer mostrar pro vizinho”
          Na boa, cheio de textão por causa de um simples logotipo, e ninguém notou que o carro veio “empobrecido”

        • Edinaldo_Tapica

          Concordo! Kkkkkkkkkk Pra mim, se a pessoa comenta um “mimimi” e ela que tá fazendo um “mimimi”! E outra, se discorda de um debate é melhor ficar na sua calado(a)…

      • Rene Fraga

        É que não acharam defeito para falar da GM, antes era, falta de tecnologia, motor de monza, facelift, e agora? Há sim “TURBO” escrito na traseira, realmente deixaria de comprar o carro por isso? Me poupe né, Quanto mimimi 2

        • Regina Campos

          rsrsrs

    • arzanette

      se fosse em outra marca que os carros valem milhões tu ano falaria tanta besteira……

      • le0gt-r

        “se fosse em outra marca que os carros valem milhões tu ano falaria tanta besteira”
        Não sabe nem escrever e quer ficar criticando os comentários dos outros!

        • arzanette

          pronto princesa ofendida corrigido ……..fuck off you prick.

        • Ricardo

          kkkkk, desses eu não espero muita coisa. Deve ser um revoltado qualquer. Deixa quieto.

    • Filipo

      Para mim, se não ficasse tão em evidência, como ficará, no topo da tampa do porta-malas, logo ao lado do logo Cruze, não seria problema. Poderia ficar na parte de baixo da tampa, ao lado da placa, do lado direito. Mas do jeito que está na foto (“Cruze TURBO”), também acho exagerado.

    • Rene Fraga

      Vdd né, a o Cruze na traseira não ficou bom tb, faltou bom gosto, coloca um C que esta ótimo, Ecotec? Aff p que? Tira tb, nossa gravata da GM tira que não combina.
      Não gostou do turbo na traseira, compra a versão LT. Quer o turbo, arranca com fio dental, depois quando vender compra a plaquinha, o seu problema esta resolvido.

  • Fanjos

    “A versão topo de linha LTZ vai se diferenciar pelos airbags laterais”

    Se for isso será uma vergonha, o minimo que deveria vir seria 7 AB na versão LT e 10 na versão LTZ para se diferenciar da concorrência, se ficar só nos 4 AB como era a versão anterior vai ter parado no tempo na questão da segurança.

    • Ivan Grego Lemos

      Concordo, deveria vir com 7 no minimo, mas podemos dizer que em questão de segurança ativa já esta bem diferente do que na concorrência, se vier mesmo com os equipamentos “controles de estabilidade e tração, monitoramento de pressão dos pneus, alerta de ponto cego, aviso de colisão frontal”, então se viesse com 4AB na LT e 7AB na LTZ para se igualar nesse quesito, já seria bom para nosso mercado onde toyota reina oferecendo muito pouco.

    • Aí eles inventam uma “LTZ PLUS” com 6 AB + Teto por 120 mil.

      • Léo Faria

        Para de dar idéia… Vai que alguém de lá le os comentários

        • fschulz84

          Nem precisam ler os comentários, com certeza alguém por lá já teve essa idéia hehe

      • Ander33x

        Thiago e você acha que já não existe essa 3ª categoria? Só olhar o novo Cobalt, é LT, LTZ e Premium se não me falha a memória.
        Mas não tenho dúvidas que a Chevy vai dispor de 3 versões no Cruze, na Argentina o chamam de LTZ Plus como você mesmo citou essa terceira opção.

    • BillyTheKid

      Eu ainda acho que é um erro da fonte; onde se lê “airbags laterais” talvez seria “airbags de cortina”, daí seria como é hoje (4 AB de série, 6 AB na LTZ).

      • Gerson Miolo

        Exatamente Billy, segundo outras fontes é exatamente assim, perfeito sua dedução, Ave… hehehe

    • Daniel Bezerra

      No atual vem airbags frontais e laterais na LT. Na LTZ adicionava os de cortina. Não sei se a NA se equivocou.

    • PEDAORM

      Exato, Focus 1.6 SE Plus já oferece 4, e o Golf 7 desde a versão de entrada.

    • DiMais

      poderia ter muita coisa, mas aí a GM olha pro Corolla de R$100mil e se pergunta, pra quê?

    • Rene Fraga

      A versão topo de linha LTZ vai se diferenciar pelos airbags laterais, banco do motorista com ajustes elétricos e partida do motor pela chave.

      [Fonte: Argentina Autoblog]

      Agora esta certo!

  • Franco da Silva

    Um GM com motor moderno… nem acredito nisso… vai chover canivetes no dia do lançamento desse carro!!

    • Pacheco

      Ela começou com o 2.5 da S10. Agora esse 1.4 Turbo. Espero que em breve acabe com o 1.4 e o 1.8 e traga logo um motor bom para o segmento de entrada.

      • DiMais

        só depois que o investimento na fábrica de Joinville se pagar.. é a mesma coisa que os Tritec da Fiat…

      • Rene Fraga

        Pq este motor 1.4 turbo é ruim, quando andou o que achou de tão errado? Explique.

        • Pacheco

          Não é 1.4 ruim, na vdd é um excelente motor (Ecotec Turbo). Eu disse que a GM tem q tirar o 1.4 Aspirado logo. Pra mim, trocar o 1.4 e 1.8 pelo 1.6 16V.

    • radiobrasil

      Captiva tinha um motor moderno quando veio pra cá em 2008-2009.

      • DiMais

        porque era importada

      • Rene Fraga

        Tinha ou tem? pelo que sei ainda não saiu de linha.

        • radiobrasil

          Captiva era fabricada no México, ja não é mais comercializada lá. Aqui a GM deve ter em estoque algumas unidades. La entrou o Equinox no lugar.
          Bom carro, tive uma 2.4 (unico ponto fraco era o cambio 4 marchas). Mas era um carro bem acabado, recheado com itens de segurança e ao contrário do que muitos dizem nao é “beberrão”. Troquei num Fusion 2.5 (que a imprensa dizia q não era bebado). O Captiva fazia 6 na cidade facil na gasolina, o Fusion pra fazer 5,5 é milagre. Na estrada Captiva fazia 12,5 fácil… Fusion to sofrendo pra chegar nos 11 km/l na gasolina. Sem falar na autonomia, que no Captiva com seu tanque maior fazia tranquilo 600km.

          • Rene Fraga

            Eu tenho uma 2012 2.4 de 6 marchas, e ando na cidade no modo ECO, aki dentro ela faz de 8.5 a 9.5 e na estrada já chegou a 13km/l A relação de cambio ficou muito boa. Agora vamos aguardar a Nova Captiva 2017.

    • Rene Fraga

      Então compre o seu guarda-chuva de aço.

  • Ailton Junior

    Ai vem aquela enxorada de “Plus”

    • Rene Fraga

      ???

  • Pacheco

    Esse carro vai começar em uns 80 mil reais, chegando a mais de 100 mil na LTZ Top. Infelizmente o Cobalt cresceu para engolir a fatia do LT atual e deixar o Cruze lá no topo.

    Outra coisa, espero que tenham atualizado esse cambio automatico de 6 marchas, pq o atual é muito lento.

    • Rene Fraga

      Será? então pq a nova S10 não teve aumento de preço? Se é turbo a relação de marcha deve ter mudado também, concorda?

      • Pacheco

        Não aumentou a S10 para ela não perder vendas para a Toro. Eu to vendo mais Toro na rua que Renegade.
        O problema não é a relação de marchas do Cruze amigo, é a concepção do cambio. Tem uma resposta lenta.

  • Gutemberg Ferreira

    Me preocupa um pouco essa faixa de torque iniciando em 2.000 rpm. Abaixo dessa rotação ele deverá se comportar como um carro 1.0 aspirado, sacrificando um pouco o desempenho e o conforto.
    PS: Ao final do texto a matéria fala em “partida com chave” na versão LTZ. Acho que o correto seria partida sem chave…

    • Lukoh

      Botão na chave para ligar o motor à distancia… Captiva e Malibu tem isso.

      Concordo que ficou confuso do modo que escreveram…

      • Ander33x

        O atual Cruze também tem partida remota na LTZ

    • Matafuego

      Pensei a mesma coisa, mas a 2000 rpm o motor está em regime de torque máximo. Se a 1400, 1500 rpm o motor estiver com 80% do torque, dai não é problema. Eu procurei rapidamente por algum teste desse motor e não achei.

      • Gustavo73

        A questão é que na concorrência 1400/1500 rpm já é torque máximo.

      • Gutemberg Ferreira

        Realmente essa é uma possibilidade, mas acho pouco provável entrar todo esse torque que vc citou sem o auxílio da turbina. Com a oferta de torque “cheio” a 2.000 giros, o turbo lag vai ficar bastante notório.

      • Wellington Myph13

        O Torque do 1.4 antes do turbo entrar é por volta de 14~15kgfm, o Turbo praticamente dobra… Se for realmente a mesma configuração a 2000RPM, mais o Cambio AT roubando um pouco de potência, vai dar pra sentir sim o lag

        • Matafuego

          O câmbio AT nesse caso pode até ajudar, mantendo a rotação acima de 2000 rpm. O problema vai ser no MT, quando o cidadão quiser andar na maciota.

          • Wellington Myph13

            Tem um colega ai nos comentários que tem um Cruze com esse motor 1.4T, e ele reclama muito que da pra sentir, e principalmente pra sair o carro é muito lerdo.
            O MT não rouba potência e torque, por isso vai sentir menos. Mesmo andando na maciota ele vai desenvolver melhor na pisada. O AT já demora mais pra responder nesses casos.
            2000RPM é uma faixa baixa ainda, mas pro peso e motor de baixa cilindrada, apenas apoiado no turbo, vai dar pra sentir o Lag, principalmente na cidade…

      • Alexandre

        Acho que talvez seja a partida à distância, que se faz na chave. Se não me engano o LTZ atual já tem isto.

    • Fábio

      Não se preocupa não, o Golf 1.4 TSI é mais ou menos assim e NINGUÉM reclama! E nos reviews americanos esse motor do Cruze está sendo bastante elogiado.

      • Wellington Myph13

        O 1.4 TSI entrega a 1500RPM, o que QUASE elimina o Lag, mas ele existe.
        Pode procurar por ai, quem tem esse 1.4T que o torque só entra aos 2000RPM o quanto reclamam de lag… Parece pouco de 1500 a 2000, mas em um sedã médio, esses 500RPM fazem a diferença…
        No manual vai ser beeem mais suave, mas com o cambio AT, roubando potência do 1.4 antes do turbo, vai sentir bem sim.

  • Ademir Junior

    “A versão topo de linha LTZ vai se diferenciar pelos airbags laterais, banco do motorista com ajustes elétricos e partida do motor pela chave”.

    Tirando os primeiros carros q tinham acionamento do motor por meio de uma manivela, qual outro carro nao aciona o motor por meio da chave???????? Q coisa nao?!?!?!?!?!

    • PEDAORM

      Kkkkkk, acredito que ele se refira a partida remota pela chave, fora do veiculo, comum aos veiculos da marca.

      • radiobrasil

        Exato faltou o “remota” no txt

    • Gerson Miolo

      Ademir já andei em um LTZ Atual essa Partida pela chave é a DISTÂNCIA , ou seja você pode ligar o veículo por controle remoto a distância e sem destravar o veículo ou seja em um calor de 38 você já deixa o veículo com o AR LIGADO ou o desenbaçador seja para uma viagem , se não me engano tem também na CAPTIVA e na nova S10 LTZ.

  • zekinha71

    A GM deve estar com medo do novo Civic e do facelift que o Corolla vai ter, iam lançar somente no Salão de SP e anteciparam.
    A briga parece que vai ser boa.

    • DiMais

      parece que sedã no Brasil tem que iniciar com a letra C pra ter respeito.. não vejo nenhum outro concorrente com fôlego pra tentar disputar mercado com o Corolla além do Civic e Cruze, resta saber a vontade de ambas as marcas (já que Honda e GM dependem muito menos desses sedãs do que a Toyota do Corolla).

  • CanalhaRS

    Se vai competir com o Civic então teremos a versão básica, com calotas, airbag duplo e rádio toca-fitas começando em R$ 99.990,00.

  • LucianoNR

    Mas como o pessoal adora reclamar. Quanto mimimi. Está chegando um carro em linha com o oferecido nos EUA, motor moderno, bem equipado, e os caras procuram pêlo em ovo! Reclamam de adesivo?!?! Graças a Deus as marcas de volume estão entrando na era do turbo moderno, com motores eficientes. Jetta 1.4 tsi, Cruze turbo, Civic turbo..A toyota vai ter que se mexer e trabalhar este conjunto antigo do corolla.

  • Daniel

    kkkk vão lançar próximo ao lançamento dos novos Civic e Corolla. Da alegria ao abismo.

  • afonso200

    carro pra mm sempre tem que ter banco do motorista com ajustes elétricos

    • PEDAORM

      Ride in luxury.

    • radiobrasil

      Melhor ainda se os bancos tiverem também memória, e aquecimento/refrigeração, como no Fusion. No Sul o aquecimento vai muuuuuuuuito bem no friozão.

      • afonso200

        pois é o meu tem memorias , mas nao tem aquecimento, refrigeração só Classe S, Hyundai Equus, serie 7, A8, bentley, e etc

        • Gerson Miolo

          A ANTIQUADA CAPTIVA TAMBÉM TEM AQUECIMENTO INDIVIDUAL NOS BANCO DIANTEIROS. hehe

      • Rene Fraga

        Minha captiva não tem memoria no banco, mas tem o aquecimento de bancos. Boa ideá.

        • radiobrasil

          No Fusion vc tem 3 teclas na porta do motorista, cada 1 corresponde a 1 memória de regulagem de banco do motorista e retrovisores externos. Uso muito. 1 pra patroa, 1 pra mim e outro uso pra baixar ambos os espelhos em balizas.

  • cepereira2006

    Eu acho importante ter a plaquinha, pois ajuda a vender, divulgando os motores turbo, gerando demanda.

  • Marcio Souza

    A choradeira aqui é enorme. Tá cheio de fanboy da Honda aqui. O Civic mais barato não sairá por menos de 85K e com certeza será uma versão pelada para o segmento. Vide Honda Fit, que sua versão de entrada é uma vergonha para um carro de 57K.

    • Rene Fraga

      Os caras falam isso pq não entram faz tempo em uma concessionaria, olha lá o civic básico, o acabamento é ridículo, agora olha o acabamento do cruze atual excelente.

  • Vinicius Lima

    Vai ter troca de marchas no volante (paddle shift)?

  • DiMais

    nesse segmento a GM tem um nome muito forte ainda para competir com os orientais, se não hagarem como fizeram com a geração atual do modelo tem chances de junto do Civic roubar um bom mercado do Corolla (no cenário atual, os três únicos modelos que poderiam ser considerados de primeiro pelotão).

  • Bruno Pires

    As seguradoras ficaram felizes com esse turbo na traseira, vão taxar o carro como esportivo e o preço do Seguro será caro. kkkkkk

    • radiobrasil

      Pois é…. o Golf nao é referencia pq sempre teve fama de seguro carro. Mas o Fusion 2.0T o seguro é quase o mesmo da versão aspirada… então é mais “lenda” do que realidade essa história.