_Destaque Europa Sedãs Segredos-Flagras Toyota

Novo Corolla 2017 aparece com visual atualizado na Turquia

corolla-turco-1

Um exemplar do Novo Corolla 2017 foi visto em frente de um hotel em Istambul, Turquia. O sedã médio da Toyota ganhou um visual renovado, onde se destaca novos faróis de lentes complexas com fachos de LED e LEDs diurnos incorporados.

A grade também foi remodelada, ganhando contornos mais fluídos, assim como o estilo do para-choque, que mantém faróis de neblina. Na traseira, as lanternas ganharam a parte superior em lente clara, além de iluminação completa por LED. As rodas de liga leve redesenhadas ficaram mais agressivas.

corolla-turco-2

Com estilo mais próximo ao do Toyota Avensis, o Novo Corolla 2017 adiciona também alterações no acabamento, bem como frenagem de emergência, frenagem pré-colisão, faróis adaptativos e luz de alerta inteligente. As alterações devem ser reproduzidas em breve no modelo brasileiro. Ficou melhor que o atual?





  • Jackson A

    $$$

    • Cezar

      Um Jetta comfortline com bancos em couro e navegador integrado + pintura metálica custa 100k… 10 a mais que o Corolla intermediário (já com esses itens)
      As pessoas que acham que o Corolla não tem C x B geralmente são de outras categorias automotivas (Gol, Uno etc), porque sequer têm a oportunidade de analisar esse mercado na prática
      E ainda têm a audácia de caracterizar os 5 mil compradores mensais de “trouxas”

      • Martini Stripes

        Fale mais dobre CxB comparando agora com Focus Titanium, C4L, Fluence e Sentra.

        • Cezar

          Correto, vamos lá
          Custo x Benefício
          Benefício: vc jamais terá um Corolla com o câmbio powershift travado. Belo benefício, não? Sem contar que o Focus sedã já custa praticamente 100k na versão Titanium-não-Plus
          Obs.: C4-L pode ser um carrão, mas a marca desonra a qualidade. Não oferecem peças de reposição… É o famoso duas alegrias. O Fluence está muito atrás no geral…
          Já o Sentra eu concordo que seja um combatente de força, mas com seu câmbio CVT-enceradeira e motor mais fraco perde muitos pontos. Precisa brigar 10k abaixo pra vender bem

          • Jurandir Filho

            Cara, Corolla pode ser um carrão, mas Custo benefício (sim, eu sei o que é isso) não terá jamais….
            Concordo quanto ao Focus e seu problemático cambio, mas os outros custam bem menos e oferecem bem mais (o tal custo benefício), O Fluence está meio datado, mas o Sentra e C4 Lounge são belíssimas opções, este último, por sinal, vem em sua versão top com itens inexistentes no toyota em sua versão intermediária (alguém falou ESP?, Teto solar, 6 airbags, sensor dianteiro/traseiro, sensor de ponto cego, etc..), quanto a peças de reposição, possuo um 408 (mesma base do c4) e nunca tive problemas com peças e o meu vai fazer 4 anos

            • Cezar

              Entendo, como dono de 408 vc provavelmente vai advogar contra a escolha geral, que é o Corolla. Nada mais justo… E sabemos que ambos são carros muito bons.
              Mas quanto à segurança, ele foi inovador nos 5 airbags de série. O ESP realmente é um ponto negativo (hoje em dia), mas a concorrência até o início do ano só oferecia nas versões TOPs, que vendem uma mixaria. Ou seja, o único Corolla em downgrade seria o Altis, que praticamente não vende. O
              Agora é que estão começando a oferecer ESP em todas na concorrência (Jetta, por ex. e outras categorias, como HRV, Renegade), o que certamente será corrigido no facelift do Corolla…
              Enfim, como eu digo, 5 mil compradores mensais podem ter uma boa dose de manada, mas não é só isso.
              Vc abre o manual do carro e dá de cara com a informação: O carro não troca correia (donos de VW que o digam), não troca vela (donos de Fiat que o digam, com 30 mil km), não ajusta válvula (ex-donos de Civic que o digam), troca óleo do CVT só com 80 mil (VW: 40 mil)…. Vai até 100 mil trocando óleo, pastilhas, filtros e discos.. Não é lenda, é verdade, pq a maioria dos concorrentes (Cruze, VW e Fiat E.Torq que o digam) apresentam vazamentos prematuros no motor, que, por mais que não sejam problemas graves, enchem o saco.

              • André Luis Versiani

                Já estou no meu segundo Corolla, todos com mais de 140K Km e raramente tenho que trocar peças, se o novo for durável igual os meus 2000/2001 e o atual 2005/2006 realmente é um tanque de guerra!

                • Cezar

                  Pois é, a história se repete com 90% dos donos…

                  • fbl

                    Estou no meu terceiro e nenhum dos tres apresentou nada, absolutamente nada de anormal, somente a manutenção preventiva normal. Ja em outros que tive e que amigos e parentes tem ou tiveram… tem alguns casos bem bizarros como um cruze mais de mês esperando a troca da caixa AT, ecosport parado na ccs 4 meses esperando a troca do powershit e quando trocou em 2 meses voltou o problema, por ai vai… basta ler as reclamaçoes dos proprietarios nesse proprio site pra ter noção se todas os carros e montadoras são iguais em qualidade.

                • fbl

                  Quem tem sabe.. Quem nao tem ou as vezes nem dirigiu fica de mimimi criticando e correndo atrás das zicas que vao dando na concorrencia. A nao ser que o cara troque de carro a cada 20 ou 30mil km ne…rsrsrs

                • Marcos Andrew

                  Meu avô tem uma d10, acho que tá com uns 800mil/km.pense numa máquina boá.

                • FocusMan

                  Não é tão durável quanto, te garanto. Mas te desejo boa sorte!

                • Lucas Mendanha

                  Esquece.. Os corollas mais novos não chegam perto da qualidade desses dois que voce tem/teve.

              • Tive Jetta até os 60 mil km rodados. O carro não tem troca de correia dentada, não troca óleo de câmbio, não teve vazamentos em motor ou câmbio e tenho amigos donos de Corolla com uso urbano que trocaram pastilhas com 18 a 25 mil km rodados. Agora, rodando em rodovia, minha esposa que tem uso muito rodoviário do carro, teve Polo trocando pastilha e pneu com 60 mil km.
                Sei não, esses pontos levantados são muito embasados na mitologia automobilística.
                Gol vendeu horrores por 27 anos. Quem entende bem de carro sabe que não foi algo embasado em custo x benefício, melhor atendimento em concessionárias, menor custo de manutenção ou durabilidade. Sim, o mundo automobilístico é muito afinado com pré-conceitos dificílimos de serem derrubados.

                • Danilo Ribeiro

                  A Peugeot que o diga… O Novo 208 é disparado o melhor compacto premium do mercado e o Peugeot 308 THP é de longe a melhor compra em hatches médios em termos de custo benefício, mas qualquer um nem olha o carro e diz: “Peugeot, estou fora”… E preferem pagar quase R$70.000,00 num HB20 premium ou quase R$80.000,00 num Bravo com aquilo que a Fiat chama de Câmbio Duallogic…

                  • Resendemaster

                    Isso mesmo Danilo, você disse uma grande verdade.

                    • RVM

                      eu que o diga no meu 308 thp… so alegria a 3 anos.

                  • 208 é realmente um compacto com excelentes qualidades. Com o 308 ainda não tive a oportunidade de ter um contato mais estreito ou de ter alguém próximo de mim que tenha convivido com o modelo. Meu irmão tem um 307 ano 2007 com 110 mil km rodados, e se dá muito bem com ele, a despeito do motor 2.0 ser meio “frouxo” em baixas rotações.
                    Agora, sem dúvidas que o 308 THP é um modelo diferenciado em desempenho e pacote de equipamentos. E os preços e descontos praticados pela Peugeot o tornam uma escolha imbatível quando analisados apenas critérios práticos.

                • Cezar

                  O único Jetta que não troca correia é o 2.0 TSI

                  Eu já tive um Gol G5 e o carro era um lixo… Gostosinho de cambiar, estável, mas só isso. Bomba de óleo foi pro espaço, bomba d’água, amortecedores, problemas elétricos, bateção infernal de painel… Isso que o meu não fundiu o motor, como era comum acontecer.
                  Realmente não sei como vendeu tão bem por tanto tempo…

                • Diogo

                  Tenho um Sentra 2013, modelo anterior com 110 mil Km, somente de Anhanguera a 100 Km/h. Nenhum problema e nenhuma revisão em concessionária. Somente troca de óleo, filtro de óleo e combustível. Velas trocadas com 100 mil Km. Pastilhas e pneus originais (TWI ainda não atingido). Óleo Magnatec 10W40 (não gosto do óleo Nissan). Sou engenheiro mecânico e eu mesmo desmontei as rodas para checar as pastilhas e ainda estão longe de atingirem o diapasão.

                  • Carro com tráfego preferencialmente rodoviário consome muito pouco pneu e pastilha de freio.
                    Pessoal fica tentando fazer comparação com esse lance de consumo de pastilhas, mas a verdade é que não existe diferença significativa entre os materiais utilizados nos diversos modelos do mercado de automóveis. No fim, praticamente todas as marcas utilizam componentes de 2 ou 3 fornecedores de elementos de atrito. O consumo vai muito da utilização. No “anda e para” das cidades as pastilhas se desgastam muito rapidamente.
                    Por exemplo, um colega de trabalho vendeu um Focus MK1 com 80 mil km rodados e com pastilhas originais, sem aparentar ainda necessidade de troca. Mas o carro só rodava em rodovias.

                    • Renato

                      O que muda realmente são os trajetos percorridos, o modo de conduzir do motorista, se o carro é ou não automático e principalmente o peso do carro. O Corolla leva uma vantagem de ter um peso baixo. Meu Louge com 1425 kg come uma pastilha que é uma beleza…. Já o corolla com 134 mil só trocou um jogo….

                    • É… carro automático na cidade, pode esperar que o consumo de pastilha é bruto… rs. Um amigo meu trocou as de um Fusion com 18 mil km rodados, com os sensores já acusando a necessidade de substituição.

                • Zoran Borut

                  O cara diz que quem critica Corolla é porque não tem grana para ter um (donos de “Gol, Uno etc”), mas quando aparece quem tenha carro da concorrência ele já vai logo dizendo que “como dono de um concorrente ele provavelmente vai advogar contra a escolha geral”. Dá para levar a sério?

                  Fora que ele ficou comparando a versão intermediária do Corolla com as tops da concorrência dizendo que estas são mais caras (esqueceu-se da famosa Altis). Entre outros “detalhes”. O trunfo do Corolla está mesmo é na assistência técnica.

                • Marcelo Alves

                  Sim, têm todos esses pontos aí, mas não deixa de ser um Voyage melhorado com designer retrógrado e ultrapassado… Uns gostam do olho e outros… Questão de opinião…

                  • Chamar o Jetta de “Voyage melhorado” é totalmente desprovido de qualquer conhecimento técnico ou senso da realidade. São carros muito distintos, com plataformas totalmente diferentes, nível de qualidade na montagem, acabamento e projeto separados por ampla faixa tecnológica. além de estarem situados em faixas de mercado muito distintas.
                    Agora, se quiser dizer que a VW (assim como praticamente toda a escola de design alemã) trabalha com o family face exageradamente marcante, o que torna sua gama de modelos muito semelhante entre si, vou concordar.
                    Aí, sim. Se a semelhança exagerada entre modelos de faixa de preço muito diferentes incomoda, aí é questão de opinião e você tem todo o direito de expressá-la. Já dizer que o Jetta é um “Voyage melhorado”, aí é falta de informação. É tão verdade quanto dizer que o Corolla é um “Etios melhorado”.
                    E quanto ao meu post, foi só para corrigir a informação errônea mesmo a respeito de “pseudo-defeitos” existentes no Jetta para “dourar a pílula” do Corolla.

                    • Marcelo Alves

                      É lógico que a tecnologia não tem comparação, referi-me a semelhança entre um modelo e outro, mas enfim, ambos são “horroríveis”…

                    • Design é relativo demais. Respeito a sua opinião, assim como é normal os consumidores que acham o visual da VW (escola minimalista) de muito bom gosto, apesar de o Family face ser muito pesado na escola alemã. Graças ao bom Deus que existem gostos dos mais variados, caso contrário, teríamos só um tipo de design automotivo rodando por aí.

              • Ailton

                Tive fluence e atual civic. Vendi o fluence com 1 ano e meio de uso, pois não me acostumei com o CVT. O negócio de acelerar, o giro ir lá em cima e o carro demorar a responder (mesmo que uma fração de segundos), me desagradou e não acostumei. O Corolla parece que a simulação de marchas elimina isso. O que me fala do cvt do Corolla?

                • Cezar

                  Engana bem. Parece um automático, principalmente na versão 2.0, em modo S

                • Renato

                  O melhor do mercado… Casou muito bem com o motor do carro…. Roda liso e sem trancos e ainda simula sete marchas para não ficar monótono.

              • pablorj

                Não adianta, cara. O pessoal sempre vai falar que prefere o Fluence ou o C4.

                O Corolla perde em alguns itens mas compensa com mais QUALIDADE, PÓS VENDA, REVENDA, etc.

                Vão falar que não pode comprar carro pensando em revenda… mas eu ganho meu dinheiro com muita dificuldade e perder 50% em 3 anos como alguns modelos, não dá.

                • Renato

                  O engraçado é que esse pessoal fala, fala e fala que tal carro é melhor, é superior ao corolla; mais sofisticado mas não compram os carros e o Corolla vende mais que todos os outros juntos….. Parece que estão jogando super trunfo….

                • Edson Fernandes

                  Mas vamos lá…. o inverso tbm se aplica: O Corolla vc compra por R$70000 (modelo anterior) da versão XEi e vende por R$52000.

                  Um Fluence de mesmo ano Dynamique comprado por R$65000~62000 vendido por R$45000, onde está a desvalorização? veja que o cra pagou mais caro no Corolla e vendeu mais caro. Não dá para achar que comprando um carro com preço menor, se tenha um preço maior na venda.

            • fbl

              Como que nao tem custo benefício se por anos e anos o mercado o deixa na liderança ou no segundo lugar? Como pode isso? Nao entra na sua conta/análise a quantidade de problemas com os concorrentes? Câmbio tosco (focus), falta de peças (na maiorira), pós venda deprimente…. Por isso da alternância entre corolla e civic sempre. É tão simples de entender. O pessoal torce contra com força mas nao enxerga os motivos dos resultados serem estes. Só vejo como o novo Cruze como algo que possa chegar perto se a GM trabalhar direitinho seu pos venda e propaganda, que parece que ja anda fazendo bem. Mesmo assim brigar com corolla e civic é bem dificil. Uma coisa é vc nao ter tido problemas com peças no seu PSA, outra é o histórico de todo o mercado em si e inegavelmente essas francesas tem esse problema no brasil.

            • Não conheço pessoalmente os carros citados. Mas custo beneficio não é somente ligado à compra do bem , engloba seguro , manutenção, venda e assistência. Algo que percebo é que no pátio das concessionárias toyota vejo dois tipos de usados. Primeiro carros da marca , que caracteriza uma fidelização. Por outro lado vejo carros usados de outras marcas, o que pressupõe que o antigo dono não estava satisfeito com o carro ou algo ligado à marca. No mais as revendas exclusivamente de carros usados são unânimes em afirmar que corolla e civic vende mais fácil no mercado de usados. Seria estranho o carro ter a preferência do público quando zero e também no mercado de usados sem ter mérito acima da média.

              • automotivo

                faltou dois principais….revenda fácil, e com menor desvalorização.

              • Iran Borges

                Realmente nunca vi corolla usado em revenda de concessionária que não seja toyota.

            • FocusMan

              Perguntem aos donos de Focus quem já teve realmente problema com powershift.

              Participo de dois grupos grandes de donos de Focus MK3 e MK3,5 e algumas pessoas tiveram problemas nos modelos 2013/14 mas depois disso ninguém teve problemas.

              Concordo que nos modelos 1.6 do Fiesta e Ecosport o número de problemas relatados é grande, mas no Focus é baixo.

              • Fernando Fagundes

                Eu tenho um 2014/2015 com 22.500 km e por enquanto o câmbio funciona normalmente.

                Admiro a fama de mercado que o honda e o toyota têm, mas estou no meu segundo focus e estou bastante satisfeito.

              • Janderson von Neumann

                Eu tenho um Focus Titanium sedan Plus, quando pensei em trocar o Vectra olhei todos os sedans a venda, fiz test-drive em todos, e para mim o pior deles foi justamente o Corolla, tanto em custo benefício quanto em falta de itens, carro que falta muita coisa em relação ao Focus, por exemplo, não tem teto-solar, não tem controle de estabilidade e tração, não tem um som bom, o motor não é tudo aquilo que falam, não tem o prazer de dirigir que só o Focus proporciona, a estabilidade, a suspensão do Focus é imbatível, a suspensão traseira multilink também é show, enfim, eu amo demais o Focus, em tempo, o meu não tem problema no Powershift, e conheço vários que não tem também, é muita lenda, o carro é perfeito e só troco por outro Focus, o pessoal faz muita idolatria do Corolla, conheço vários com problemas e não fico na internet falando que ele é problemático, um vizinho meu comprou um e vendeu depois de ano, não quer ver Corolla nem pintado de ouro, mas enfim, cada um cada um, pra mim o novo cenário nos sedans será o Civic com sua modernidade, o Focus e depois talvez o Corolla, lembrando que o Civic mesmo vindo turbo terá motor 1.5, e pra quem dirige carro com motor 2.0 sabe que pode fazer milagres com motor 1.4 ou 1.6, etc…mas que nunca vai ser tão prazeroso como um verdadeiro 2.0 da vida.

            • Meu C4L tem três anos. Bom, até agora a satisfação é muito grande. O carro e o atendimento pós-vendas têm sido bastante satisfatórios.
              A tempo, o C4 exclusive THP custa até menos que um Corolla XEi (é possível levá-lo pra casa por 85 mil na negociação) e é mais equipado que um Corolla Altis. Bom, cada cabeça uma sentença, mas é um caso a se pensar. Principalmente porque o consumidor típico de Corolla não costuma sequer considerar outras opções no mercado.

              • Edson Fernandes

                Mas vc fez isso querendo se arriscar. É aí onde mora a questão do campo de escolhas. Os consumidores uma vez bem estabelecidos em uma marca, costumam continuar nelas.

                O meu cunhdo por exemplo cita perfeições de Citroen e Honda. E meu pai? de Fiat.

                • Acho que cada um deve escolher conforme o que espera carro que adquire.
                  Eu, como tenho a prerrogativa de trocar o carro quando ele atinge algo em torno dos 60 – 70 mil km, fico mais tranquilo para “arriscar”, podendo optar por um modelo que me atenda melhor em termos de equipamentos e gosto por acabamento ou design, uma vez que é rara a ocorrência de problemas realmente significativos em veículos com essa quilometragem.
                  O que eu não entendo muito é quando alguém compra um Corolla e diz que a grande vantagem está no carro “não dar problema” até duas centenas de milhares de quilômetros, mas não ficar com o carro nem até ele completar 50 mil. Aí já acho que a principal vantagem do modelo é desperdiçada, sendo que você fica praticamente só com o ônus de andar com um carro mais caro e menos equipado que a concorrência em geral, e sem maiores atributos dinâmicos que justifiquem sua escolha.
                  Bom, ao menos vai sobrar a facilidade e o bom valor de revenda, apesar de que o que vejo na maioria dos casos é o cliente entregar o Corolla usado na concessionária na troca por um zero, onde a negociação acaba sendo dura, uma vez que o modelo vende muito e a montadora tem tranquilidade para cobrar o preço de tabela.

            • Renato

              Não esqueça de colocar a “aporrinhação” na lista do seu CxB…. Se ainda acha que não deve, vamos esperar mais alguns anos….

          • Igor Brunnel

            Correção, aqui em Curitiba um Focus Fastback Titanium Plus esta custando 112.900 reais kkkkk
            Preço muito além do que esse carro vale…

            • Cezar

              Loucura… Em Fpolis o Corolla XEI custa 87/88… Dizem que em S.Paulo se compra por 85/86. Claro que não tem os itens do Focus Titanium Plus, mas estou falando justamente de C x B.

              • Igor Brunnel

                Sim, ano passado esse sedan titanium plus tava 95.900 e o hatch 92 ou 93.900, ai um ano depois sobe mais de 15 mil reais, acho que a ford não esta muito afim de vender carro, em São Paulo ja encontrei focus titanium plus hb seminovo 2014 por 60k quase a metade do valor de um zero km, e não era de leilão nem nada, primeiro dono, impecável, todas as revisões carimbadas e etc, de procedência.

                • Pacheco

                  O problema da revenda desse carro é o medo do cambio. Ele realmente micou nas lojas. Vc acha varios por 60 mil reais TOP.

          • Vicente

            Já tive um Corolla 2009, realmente a dirigibilidade é muito boa. Porém, nada justifica a política de custos que a Toyota aplica no Brasil. É fora da realidade do segmento.
            Tive um Sentra 2013 (uma das últimas unidades emplacadas no país no modelo imediatamente anterior ao atual) e digo com propriedade: o câmbio CVT casa MUITO bem com o motor 2.0. Não sou piloto e nem participo de track days. Essa combinação, apesar de ter um consumo mediano, sempre me atendeu muito bem (pelo menos durante os nove meses que fiquei com o carro, até uma perda total).
            Hoje tenho um Focus Fastback adquirido em fevereiro. Está com 4,5 mil km, só alegria. O Powershift não tem o conforto do CVT, mas não apresentou problemas de vibração ou quebra de versões de anos anteriores, pelo menos até agora. O carro é confortabilíssimo, e os 178 cv me atendem muito bem, mesmo com um torque mediano.
            Falando do Sentra: a manutenção também fica no filtro e óleo durante muito tempo, assim como Honda e Toyota, só que com custo menor.
            E em relação a custo/benefício, te digo o seguinte: na Nissan paguei o equivalente a 8 mil a menos do que o valor de tabela, na época. No caso da Ford, paguei 9 mil abaixo do valor de tabela, incluso o desconto de IPVA/emplacamento (Focus Fastback SE Plus – tabela 84 mil – paguei 78 com IPVA e emplacamento).
            O que quero dizer é que tanto com a Nissan quanto com a Ford aconteceram ótimas negociações, algo que não ocorreu com a Toyota (irredutível para descontos). Dito isto, afirmo como consumidor que adquiriu os carros (e não apenas li isto ou aquilo em revistas ou sites) que, no atual momento, NUNCA um Corolla é melhor cxb do que um Sentra ou Focus, por exemplo. E olha que nem citei Civic, nem falei em itens de série, etc…
            mas se o colega tem opinião divergente, ok. Respeito, mas não tem como concordar.

            • Cezar

              O Corolla Xei também é vendido com desconto, cerca de 86 mil em SP
              Talvez 3 mil mais caro que um Focus Titanium-não-plus em preço real (pois a tabela é 95 mil)
              Mas entendo e concordo com seu comentário no geral

              • Aqui em Goiânia, Corolla só no valor de tabela e aquele que tem no estoque das concessionárias. Não tem muita “graça” para o cliente quando o assunto é valor de compra do zero km, não. Fruto do fato de que vende o que fabrica.

                • Cezar

                  Isso varia de concessionária pra concessionária.
                  Aqui em SC é como vc disse, só que com a VW.
                  Não existe desconto (existe até ágio em carros como Golf, Jetta, Amarok) e se vc começar a pechinchar, eles logo dizem: “nao quer vai embora, pq outro quer”

            • Robinho

              por isso quero um Focus ou um Sentra, para mim CxB engloba a beleza de um carro, mas como isso é muito subjetivo, acho o Corolla feio, perto dos concorrentes como Focus, Sentra, Civic…

            • Renato

              Só acho que o Focus já não está tão menos caro do que o Corolla não…. Mais equipado sim mas muito menos barato não….. O Titanium Plus já passou dos 100 mil faz tempo. Por sinal até o novo New Civic vem a partir de 90 k o que é muito mas muito caro….

          • Martini Stripes

            Típico comentário de leitor de internet.
            PS apresentou sim problemas, concordo. Mas a Ford está trocando os câmbios com problema. Não vejo desrespeito. Os automatizados são mais novos que os automáticos convencionais, seria de se esperar problemas nos primeiros. Conheço quem tem e não teve problema. E não acho que a Ford seja tão burra a ponto de continuar com um produto que continue a gerar problemas. Quanto a valores, nem se compara a quantidade de itens que se tem nos que citei com o Corolla que nem controle de estabilidade tem!!!
            C4L, meu chefe já teve 3 Citröen, e conheço mais pessoas que têm e não tiverem problema. Já outro colega teve um Corolla que precisou trocar o cabeçote, e uma RAV 4 que tem problema crônico na indicação do tanque de combustível, admitido em concessionária e fóruns, mas que toyoteiro nenhum fala, pq quem tem Toyota não fala dos problemas dos carros que tem. E se tem, ele arruma e fala que foi tudo ótimo. Conheço vários assim.
            CVT por CVT, quer emoção compre manual.
            Acho que tem muito mimimi, e toyoteiro não assume os problemas dos carros.

            • Cezar

              “PS apresentou sim problemas, concordo. Mas a Ford está trocando os câmbios com problema. Não vejo desrespeito. ” Não troca tão facilmente assim…
              Por obséquio, sou mais um carro que não quebre câmbio

              • Martini Stripes

                Todos preferem.
                Eu também, só acho que exageram muito pra ambos os lados, tanto na “inquebrável” Toyota quanto na “frágil” qualquer outra.
                O comportamento de quem tem Toyota é cego, por mais que o carro apresente problemas ele aceita e arruma e não fala pra ninguém. É assim que é, conheço alguns que tiveram problemas, brigaram na concessionária e mesmo assim elogiam Toyota. É esse comportamento que acho curioso, pq se fosse um francês, seria tudo horrível e tals.
                E acho que estender garantia pra 5 anos, sem limite de km, e trocar os câmbios que apresentam defeito eu acho bom. já dirigiu um Focus? Eu achei o câmbio ótimo. Não é igual ao Jetta TSI mas achei muito bom.

                • PEDAORM

                  Consegui a extensão da garantia, não é sem limite de km, é 5 anos ou até os 160.000 Km, mesmo assim achei a atitude da Ford razoável.

                  • Renato

                    O problema que são quase 6000 “cegos” todos os meses! Não acha muito não?

                    • PEDAORM

                      Respondeu para a pessoa errada, não fui eu que falei isso, mas também não seria minha escolha. Principalmente, mas não exclusivamente, porque considero falta grave a ausência do ESP.

              • Zoran Borut

                Mas prefere um carro que possa sofrer um incêndio ou cujo air bag pode não funcionar, entre outros pequenos motivos para recall que o Corolla enfrentou?

            • FocusMan

              Dono de Toyota é como participante da Herbalife. Ninguém admite que perdeu dinheiro, por vergonha.

              Tentem comprar um Corolla Usado. Eles não tem problemas mecânicos graves, mas todos tem problemas de acabamento. O Banco de Couro dos Altis / XEi sempre desgastam prematuramente. Os acabamentos plásticos idem. O volante desgasta facilmente e a pintura do carro é péssima.

              Mas ninguém aponta isso…

              • Lucas Mendanha

                Concordo em tudo que disse.. O que pai tem não tem nada de “inquebravel”..

              • Marcos Andrew

                Mas esses problemas são das gerações dpois de 2008, antes o corolla tinha um acabamento primoroso , desde as versões de entrada , e dava gosto vc entrar num corolla 2006, com 170mil rodados e o couro dos bancos em bom estado, encaixes bons, td certinho, Ai vc entra num 2016 e os plásticos são de péssima qualidade. Acabamento tá caindo mto para o que era.minha família já teve 3 corolla.. Tem um GLi atualmente.

            • leomix leo

              Minha mãe teve um Corolla que trocou 3x a caixa de direção. É carro para andar em asfalto liso, pegou estrada de chão, ou uns buracos já era, não é esse tanque de guerra que o povo fala não. Atualmente ela tem um Fusion 2014 e é só óleo e filtros, nada mais. Nenhum problema, nenhum barulho no interior, só a frente muito baixa que já raspei em algumas valetas, tirando isso não pode se comparar aos médios super valorizados.

              • Leonardo Carneiro

                Eu tenho um Vovôrolla modelo SEG 2008/9 e não tenho do que queixar. Realmente o banco desgasta como todo banco de couro. Como tem a cor clara, passa a impressão que estraga facilmente. Couro bonito tem a ver com manutenção (limpeza e hidratação).
                O Corolla desse ano realmente não tem a caixa de direção muito forte. Não aguenta estrada de terra, diferente do modelo anterior (também chamado de Brad).
                Outro problema é as pastilhas, que gastam prematuramente devido ao câmbio automático que fica sempre puxando o carro, mas as pastilhas são baratas no paralelo e não deixam nada a dever.
                Tive um problema recente no amortecedor do esticador da correia e no Xenôn (afinal não duram para sempre). Comprei no mercado livre e roda até hoje. O valor não diferencia das peças dos outros carros do mesmo segmento.
                Quanto ao volante, o desgaste depende de vários fatores (creme, suor, forma de dirigir). Já tive um Honda Fit que tinha couro no volante e desgastou do mesmo jeito. Resumindo, o carro é bom sim, assim como os outros do segmento. A diferença é o trato no dia a dia.

            • Lucas Mendanha

              Inclua nessa lista o Corolla XEi 09, tirado 0km, do meu coroa, que ja está no 3° cilindro-mestre de freio e continua problematico..

              Povo vai muito na ideia de que Toyota é inquebravel, mas isso só se aplica nos carros com revisão feitas rigorosamente na concessionária (que inclusive, troca algumas pecinhas previamente).

              Toyota tem é pós-venda e nao carro..

            • Renato

              Aceito sua explanação. Agora me explica porque a VW e a Audi trocaram seu modernos câmbios automatizados por câmbios automáticos convencionais. Por que a Citroen não usa no seu tão falado Lounge o câmbio de dupla embreagem? E nem a Nissan e a Honda vai usar esse dupla embreagem nos seus novos lançamentos? É meio estranho, ainda mais com os problemas apresentados por esses câmbios ultimamente.

              • Martini Stripes

                Concordo perfeitamente, mas já disse em outros pontos, o automatizado é um produto extremamente novo comparado com os câmbios convencionais, mas é muito mais eficiente, mais leve, perde menos energia, enfim, acho sim que apresentam problemas, mas ainda acho que a Ford não quer queimar a marca.
                Vejo a PSA indo pra um lado mais conservador, como as nipônicas, que deixar os outros irem inovando e esperam um produto ter os problemas solucionados, vide Corolla e civic, que nunca apresentam inovações, é uma estratégia, mas ao meu ver covarde. Mas o que importa é dinheiro.
                O PDK é dupla embreagem, e aí? Ferrari tbm usa um de embreagem simples. O problema é que estão tentando colocar em larga escala e estão encontrando problemas.
                Nenhum de nós dois estamos errados, são apenas perspectivas distintas.

                • Renato

                  Concordo, porém acho que as japonesas estão usando um câmbio de vanguarda que são os CVTs… E sinceramente, tirando os carros de alta potência e digamos esportivos, o futuro são os CVTs. Pelo menos é a tendência….

                  • Martini Stripes

                    CVT é um cambio antigo, até na F1 tentaram colocar já mas foi banido pela FIA.
                    O CVT é sem duvida o melhor cambio, mas menos emocional.

          • Edinaldo_Tapica

            Tenho minhas dúvidas que a diferença entre potências do Sentra e do Corolla, de fato seja perceptível no dia a dia… Acho que é o típico caso em que o marketing fala mais alto… Se fosse comprar hoje um sedã médio iria de Sentra.

            • Cezar

              Acho que é mais o câmbio que dá essa percepção, pois o do Sentra imita um carrinho de Golf, já o do Corolla imita um automático comum

              (já vi gente aqui dizendo que os consumidores do Corolla são enganados por isso, enganados pelas marchas virtuais kkkkkkkk)

            • Edson Fernandes

              Existe diferença sim. O corolla anda mais (eu tenho um Fluence e confesso que anda mais sim). Só o arranque do Corolla é bem mais presente que do Fluence por exemplo.

              Mas na pratica, de usar no dia a dia, está bem longe do motor de um Fluence/Sentra ser insuficiente. O problema que brasileiro enxerga cavalaria acima de tudo. O carro responde muito bem! Mas tem “só” 140cv.

              • Edinaldo_Tapica

                Pois é Edson, pra mim isso já está claro desde 2012: A potência do meu Novo Palio é de 77 cv, do meu Fiesta anterior, era 66. Mesmo peso. Sinceramente? Se brincar o Ford ainda andava um pouquinho mais… Cavalaria tá longe de determinar totalmente a força de um carro…

          • Marcos Andrew

            Esse powershift só da problema, custava a dona Ford, botar um automático..

            • Cezar

              Ou então melhorar o produto, vide o DSG (que também dá problema, mas muito menos)

              • Marcos Andrew

                Esse dsg nem a audi tá querendo pôr nos seus carros, já pararam de casar os motores com câmbio de 8 marchas, usam o de 7 s-tronic , que da menos trimilique e mais durabilidade, porém é mais antigo e mais confiável.

                • Cezar

                  é o mesmo dsg

                  • Marcos Andrew

                    Na verdade é de dupla embreagem .

                    • Cezar

                      AH VÁ?

                    • Marcos Andrew

                      vrovrolla vai levar pal do Cruze e Civic..

                    • Renato

                      Sonho meu, sonho meu…. Daqui um ano nos encontramos novamente e quero ver sua opinião…. Ah, e a nova geração vem aí com o tão aclamado controle de tração e estabilidade. Aí, vai reclamar do que? Das cores oferecidas, do preço, da falta do teto solar…. Esquecem o Corolla e tratem de colocar algum carro que preste no mercado e não esses que ficam meses na CSS esperando peças.

                    • Marcos Andrew

                      Por acaso eu sou alguma montadora ? Marcos Motor kk, sério cara o preço exorbitante que um corolla top de linha custa e alto d+, porém não me incomoda pq não vou comprar um ,então pode custar até 700mil , 1 milhao, não ligo! porém que o novo civic vai oferecer e o novo cruze tbm, na minha opinião, vai levar mto toco no escapamento, vrovrolla..aah , já ia esquecendo, minha mãe tem um GLi eu acho, aquele que custa 69,990 na tabela, mas as ccs cobram 71.. A mãe Tá braba pq meu pai comprou uma Toro lindona ela quer dirigir meu pai não deixa, ele acha o corolla horroroso e da varada nele .. E um bom carro gostoso de guiar.. . .
                      .
                      .””Parece aqueles stock Car, mto comprido, passaram uma faca nessa frente, cadê o focinho dele”” “Uq meu pai diz. Kk
                      .
                      .
                      Altas zoeiras na casa dos meus pais..

                    • Marcos Andrew

                      Ah vá?

                  • Marcos Andrew

                    Como se eu não soubesse

                • PEDAORM

                  Todos S Tronic são dupla embreagem variantes dos DSG, o DSG7 DQ200 é o cambio a seco usado no A1, A3 importado e o Golf importado. Mesmo cambio.
                  Agora a Audi começou a usar os cambio banhados nos nos novos modelos como novo A4, o DQ380, se não me engano.

                  • Marcos Andrew

                    Confuso agora , acho que me enganei , valeu amigo.

              • Robinho

                sera que dá menos porque vende menos?

              • FocusMan

                O DSG dá mais defeito no Golf que o Powershift no Focus 2.0

            • André Luis Versiani

              Meu amigo tem um Focus Automático do antigo e nunca deu nada, só alegria com o carro, este powershift tem que mudar logo…

              • FocusMan

                Pois o Focus Automático antigo dava muito mais problemas que o Powershift.

              • Marcos Andrew

                Meu sogro tinha uma focus powershift, ele é mto lerdo, pior que o câmbio do uno Sporting, porém o motor e bom, falta e um câmbio decente.

            • Lucas Mendanha

              Nos 1.6 sim. Nos 2.0 não.. Apesar de ambos usarem o nome powershift, as caixas são de especificações diferentes

              • Marcos Andrew

                Na verdade deu problema no Focus da minha família.. O câmbio quebrou.. Vazou.. Fez um mingau todo..

              • PEDAORM

                Pesquisei e ouvi muito sobre esse cambio, no final cheguei a conclusão que é o mesmo cambio em todas as configurações, FICO NO AGUARDO DE UMA RESPOSTA MAIS COMPLETA, para nos esclarecer. Porém me parece ser o mesmo.

                • Edson Fernandes

                  PEDAORM,
                  Dentro da fabricante oPowershift 2.0 é de uma configuração ara suportar o motor mais forte. Ele é mais robusto. O que deve ser usado no Powershift mas que quase ninguem faz por falta de orientação é o uso do N (neutro) em paradas. Pois o desgaste é alto da embreagem.

                  • PEDAORM

                    Desconheço essa orientação. Realmente o desgaste é alto devido a simulação do creeping, mas se tiver com o pé no freio, ele sozinho vai para o ponto morto, o proprio computador bordo começa a contabilizar o consumo em litros por hora.

                    • Edson Fernandes

                      Segundo o Focusman que trabalha na ford, isso não existe no cambio Powershift.

                    • PEDAORM

                      Acredito que esta havendo algum engano. O sistema desacopla as embreagens. Inclusive em debate com você, o Focusman atesta que deve deixar o carro em D.
                      Segue: http://www.noticiasautomotivas.com.br/procon-mg-vai-investigar-casos-de-problemas-com-cambio-powershift-da-ford/

                    • Edson Fernandes

                      Vixi nem me lembro…rs

                      Mas me lembro que ele comentou de não saber utilizar o cambio, mas como vc me mostrou eu estava equivocado. Me desculpe.

                    • PEDAORM

                      Colei um link que ele atesta o contrario, esperando o N.A liberar. Essa recomendação deve ser para os “ótimos” motoristas brasileiros que sempre deixam o carro em meia embreagem, com pé “frouxo” no freio, deixando ele num creeping leve, até em subidas.

                    • Edson Fernandes

                      Eu vi aqui, obrigado!

                • BolsoMITO

                  É exatamente o mesmo câmbio, 6DCT250, como já foi dito em nota pela ford.
                  A menor ocorrência de trepidação no 2.0 se dá pelo fato do torque em baixas rotações ser mais alto, o que diminui a incidência do problema.
                  Agora superaquecimento é um problema constante tanto no 1.6 quanto no 2.0.

                  • PEDAORM

                    Essa era minha percepção inicial, mas apresentaram outros argumentos aqui, que me pareceram bem embasados. Continuo na duvida, mas com esse seu perfil, confesso que para me convencer, só através da verdades absolutas. BolsoLIXO.

          • FocusMan

            me desculpe… mas já vi diversos Corollas com cambio CVT quebrado então antes de falar sobre o Powershift, lembre-se que a Toyota tb tem teto de vidro e que foi campeã de de Recall há 2 anos atrás.

            • fbl

              Corolla com cvt quebrando?…oi??? Ta valendo inventar agora? Mostre a comparacao com os numeros de casos do powershit? Ta de zueira kkkkk

              • FocusMan

                Não estou inventando não. Também não trabalho para você, logo pesquise e encontrará casos.

                O problema todo é como cada marca trata os problemas e a Ford acaba não trabalhando da maneira correta causando descontentamento dos clientes, ao contrário da Toyota.

                • fbl

                  Entao vc ja descobriu pq a toyota pode vender seu carro mais caro. A maior parte das suas concorrentes é horrivel. A ford entao… da pena.. dos clientes.

          • automotivo

            OBS2: C4 l . ótimo carro para casar…

        • fbl

          Fluence é sacanagem ne? so pode..rsrs
          O Sentra tem seu valor mas nao bate o corolla em nada, so se for no preço, pq de resto é até mais vovozão. Basta vc dirigir os dois.

          • Martini Stripes

            Pq? Ao menos tem estabilidade, mais itens de conforto.

            • fbl

              Bom, estabilidade (ou vc diz controle de estabilidade?)… O fluence é uma barca.. A carroceria rola a cada curva mais forte. O sentra antigo era mais firme que esse atual e mesmo assim tem aquele cambio morto. Mas é um bom carro pra quem andar de boa no conforto e pagar menos, mesmo sabendo que nossa nissan (renautl) brasileira nao tem o padrao que tem nos EUA por exemplo. O corolla é mais na mão que esses dois, tem um cAmbio bem melhor e todo o resto que carrega com ele e que ja sabemos. Nao acho o XEi tao incompleto assim nao mas tudo bem. Falta ESP? Sim mas isso nao faz dele tao inseguro assim. Resumindo… Nao é possivel que domine amplamente o mercado sem ter meritos de vencedor. Nao é possivel… E nao é so o nosso mercado nao, diga-se de passagem. Ele é pra Gear Heads? Nao. Mas é junto com o civic o mais robusto da sua classe. Teste de um dia só da visibilidade nas revistas mas isso nao faz a grande maioria optar por determinado modelo.

              • fschulz84

                Vamos lá… Você possui ou possuiu um Fluence?

                Eu possuo um Privilége e te falo que, pelo menos neste modelo, por causa das rodas 17, o carro é sim muito estável!

                Não é tão estável quanto meu ex-Focus MK2,5, mas sim, eu me surpreendi com a estabilidade dele. O acabamento do meu (estamos falando de um 2011) está ótimo ainda, nenhuma peça descascando, nenhum barulho no carro.

                Essa aura de “inquebrável” acabou fazendo um pouco de lavagem cerebral nas pessoas. Existem carros sim que apresentam uma margem maior de problemas crônicos, mas posso citar um exemplo do Clube do Fluence de um Dynamique que está beirando os 400000KMS e está inteiro (essa tem até moderador aqui do NA que pode confirmar).

                Acho o Corolla um bom produto, mas falando do veículo em si, não se destaca em ABSOLUTAMENTE NADA perante aos seus concorrentes. E como criou a famosa “aura”, as pessoas pagam que nem gado mesmo se cobrarem 150k.

                • fbl

                  Vamos la… Tive focus segunda geracao tambem e por um problema no escapamento (silecioso e catalisador) estragados com 2 anos de uso e 40mil km levei 4 meses pra resolver somente após processar a Ford. Fluence usei bastante um de uma ex empresa e dois amigos tiveram. Um deles ainda tem. Sim é uma barca e a carroceria rola batante. Se a renault faz magica na versao de topo eu nao sei (acredito que nao pq rodas maiores e pneus mais baixos nao fazem milagre). O amigo que ainda tem comprou apos decidir trabalhar de uber. Ta arrependido de nao ter comprado um corolla GLi, sabe pq? Deu pau na bomba de combustível e gastou mais de 1500 reais com menos de 35mil km. Ou seja, é facil entender que nem todos as unidades darão problemas mas o numero de casos de um carro/marca pra outra muda e muda muito. E obvio que isso reflete na oferta e na procura, assim como no preço. Meu terceiro corolla é 2009/2010, é usado sem frescura alguma no dia a dia, transito pesado e buraqueira do rio sem pena. Nao bate nada por dentro e nem suspensao. Meu jetta tsi 2011 ja vinha com grilo no painel de fabrica que foi um parto pra faZer as ccs acabarem com ele mas acabaram e ficou bom. Honda e toyota sao muito bem
                  Montados no geral. Interna e externamente. Nao tem esse negocio de painéis desalinhados e pintura errada de fábrica. Até relatos de falta de qualidade na soldagem ja tiveram para o fluence. Procure saber.

                  • fschulz84

                    Já pesquisei bastante e fiz uma revisão bem minunciosa no meu assim que o peguei (comprei usado). E eu também uso sem dó, no trânsito pesado de SP, com viagens constantes e não tenho medo sequer de enfiar na terra (já o fiz diversas vezes) e até o momento, tirando uma bieleta estourada por causa de um buraco imenso que não vi (que inclusive estourou um dos pneus), nada para fazer.

                    Com o Focus eu também tive um problema, mas no motor, consequência de combustível ruim. No meu outro Focus, um Zetec Rocam 1.6, não tive problema algum nos mais de 100000kms que rodei com ele, então eu poderia o chamar de inquebrável?

                    A questão para mim é endeusar um veículo que, possui sim seus méritos reconhecidos ao redor do mundo, o que é fato, porém não questionar o que está sendo cobrado por isso sem oferecer nada a mais em troca. Estamos falando de um segmento que atualmente rompeu a barreira dos 100K!

                    Pesquise os preços dos sedans em qualquer mercado relevante do planeta, você verá que todos os veículos do mesmo segmento possuem preços similares, as vezes uma diferença de 1000USD no máximo entre eles e, desde suas versões de entrada, possuem pelo menos o máximo de itens de segurança esperados.

                    Eu, assim como muitos proprietários que conheço e converso do Fluence, estamos satisfeitos… Atualmente, falando dos 0km, não seria minha escolha pois ficou para trás perante os concorrentes e a Renault teve a perspicácia de capar o carro conforme o passar dos anos (acredito que os 2011 e 2012 sejam os mais completos)

                    • fbl

                      Corolla nao costuma dar probleminha por combustivel nenhum (meu jetta deu. tudo bem era turbo… vamos perdoar…) Focus: os novos sao bastante quebraveis, nao acha nao? Muitas, mas muitas pessoas mesmo acham depois de comprarem esses powershit. Nao existe carro inquebravel, existe carro que tem maior ou menor historico de problemas, nao é? É claro que um imbecil total quebra qq carro ou algum acidente. Quanto ao preço: Só o corolla é caro? todos os carros do país estao caros e é claro que vc deve considerar que as estrategias das fabricas sao diferentes pra cada país por N motivos. O cara que pega um corolla XEi pode pagar mais caro que determinados carros mais completos da concorrencia mas com certeza ele leva pra casa um carro com qualidade que seus concorrentes nao tem. E isso obviamente inclui o fato dele ser um toyota e estar dentro da assistencia toyota. Que representa muito tendo em vista todas as k gadas que vemos outras montadoras fazendo por ai. Nao so na parte de serviço e peças de reposição mas nos carros propriamente ditos. COmo experiencia propria (nao vou falar que é geral) mas tive problemas recentemente na mercedes (colocaram 3 litros a mais de oleo na revisao de 10mil km da c200!!!!) que nunca tive a toyota. É outro padrao, é muito melhor, principalmente em se tratando de concorrentes diretos, com exceção da honda, que tambem é boa.

                    • fschulz84

                      Passe quase 3 anos abastecendo sempre no mesmo posto (que supostamente seria confiável) com a mesma gasolina podre e te garanto que mesmo seu Corolla irá sim apresentar problemas. Por negligência minha, levei muito tempo para perceber os sintomas e no fim, arquei com um reparo que beirou os 7k.

                      Eu concordo com você em como os preços estão fora da realidade, em todos os segmentos e também concordo em relação ao pós-vendas, mas cuidado ao endeusar. Eu tenho um único caso que conheço de reclamação com o pós-venda da Toyota em relação a um ex-colega de trabalho que se envolveu em um acidente e o farol traseiro demorou 2 meses para chegar.

                      Agora, me desculpe, falar que o Corolla é tecnicamente superior à todos concorrentes, inclusive comparar com Mercedes, me soa muito mais fanatismo que análise técnica. Conheço 3 proprietários de Corolla (que já estão no segundo ou terceiro) e estes sequer pesquisam concorrentes, esta é a mente fechada que é sim perigosa para o mercado.

                      Como eu mesmo já mencionei, acredito ser o produto mais mediano do nosso mercado, porém com o melhor pós-vendas. Como diz um grande amigo meu, mecânico, Corolla “quebra menos” por não ter nada lá dentro pra quebrar, se trata do carro mais básico do segmento (não digo nem itens de conforto, pois para mim estes são subjetivos e opcionais) e te digo que, qualquer carro bem cuidado (claro que a exceção são produtos com defeitos de fabricação) pode muito bem durar longos anos.

                      E pra complementar, este mesmo mecânico que mencionei acima, ainda não pegou nenhum Fluence ou Sentra com quaisquer tipos de problemas graves, as vezes uma bieleta e outros reparos pequenos causados sim pela calibragem incorreta da suspensão para nosso solo.

                    • fbl

                      Vamos la… Como eu disse anteriormente, qq ato idiota (nao foi o seu caso mas foi algo que vc nao pode pelo visto controlar pq nao sabia que o posto so vendia gasolina podre) quebra qualquer carro, ate um tanque de guerra. Como vc bem disse, vc conhece 1 caso e me parece ate dos menores, ja que dois meses esperando por uma peça é chato mas poderia ser algo bem pior como um cambio quebrado, etc… O que adianta ser hiper moderno e nao ter liquidez na venda, ter falta de peças, dar problemas com combustivel, caixa, etc? O corolla inegavelmente é o mais robusto e isso faz dele vender mais, valendo o mesmo por exemplo pra Hilux. Seu mecanico ve tao pouco Sentra e Fluence que nao deve nem ter historias realmente pra contar, ja que tem muito menos desses carros na rua. Mas o Sentra é bom carro, como todo carro japones é bem construido e robusto (simples). E acho que vc nao leu direto meu comentario sobre a mercedes. Eu falei que o POS VENDA da mercedes, e no meu caso em si, no Rio de Janeiro, é inferior aos das Toyotas. Tenho corolla e tenho uma c200 2015 e isso aconteceu comigo. O atendimento em geral é inferior ao padrao toyota. Obviamente nao falei que o corolla é melhor que o mercedes. E nem é esse o proposito dele.

                    • fschulz84

                      Em relação a problemas crônicos, concordo plenamente com você.

                      Liquidez na venda para mim depende muito de qual sua intenção com o veículo… Se for para ficar pouco tempo (menos de 2 anos) até concordo em se preocupar com isso… Mas, pagar mais caro para ter menos (é minha opinião) esperando somente vender depois para mim não é vantagem. Por isso passamos mais de duas décadas em um completo atraso em nosso mercado. Qualquer nova tecnologia aqui gera resistência e muito vai do boca a boca… Até poucos anos atrás, motor 16V não prestava segundo a maioria e com isso, até hoje possuímos motores com concepção arcaica equipando best-sellers… Tudo por conta do conservadorismo exagerado de nossa parte, aceitando pagar muito por produtos que não apresentam nada de inovação.

                      Este mecânico que mencionei, era desta turma que falava pra evitar carros com motores 16V, para evitar motores turbinados e principalmente, evitar carros automáticos… Mas ele mesmo percebeu que com o tempo, ele também precisava se atualizar, se especializar e mesmo quando levei meu Focus Duratec para ele ver a primeira vez, percebi que ele já conhecia bem as novas tecnologias e está apto a verificar preventivamente todo o veículo… Ele recebe muito Fluence e Sentra sim, destes que já estão fora da garantia e sempre somente para manutenção preventiva (lembrando que motor e câmbio são compartilhados) e inclusive elogia muito meu carro e até brinca falando que o verei bem menos que o via quando tinha o Focus, pois a mecânica é sim bem robusta e confiável.

                      Enfim, debater com você é um prazer, já que estamos civilizadamente discutindo o assunto, cada um com sua opinião :)

                    • fbl

                      O complicado pras pessoas sobre inovação é bancar inovações onde sai caro mante-las ou se são problemáticas, dao muitos defeitos… Aí convenhamos.. Estamos num país de terceiro mundo, as pessoas nao tem dinheiro sobrando, os carros sao caros e é natural que optem pelo mais garantido (tipo por exemplo as vendas altas do Onix, motores simples como da renault/nissan, toyota, etc..). Quanta a ford, é o que eu ja falei anteriormente. Os carros sao muito bons de dirigir e vem completos. Mas nao sao (na média…) confiáveis e duráveis. A ford é horrorosa no pós venda (faltam peças…) e basta dar um pulo por exemplo na seção diretos do consumidor ou teste do leitor por exemplo do BC, pra ver qual é a empresa que ganha de lavada nas reclamações. Contra fatos eu acho que não tem argumentos. Mas cada um tem um pensamento, tem uma preferência sobre carros e respeito a sua. Só acho que negar as qualidades do corolla ou da toyota (ou hondas por exemplo) e nao entender/desmerecer pq vendem muito mais do que as outras é falta de bom senso. Abs

                    • fschulz84

                      Sim, em relação a Ford, para mim possui os melhores produtos atualmente, porém pecam demais no pós-vendas.

                      Eu não desmereço as qualidades de nenhum veículo, porém acredito que a visão que temos que ter é que pagamos muito caro em veículos para somente aceitar o básico, compreende?

                    • fbl

                      Sim e concordo. É bom para os consumidores esse aumento das expectativas, essa cobrança por produtos mais completos, mais seguros, etc… É o amadurecimento do mercado, como por exemplo na europa e eua estao a nossa frente, por isso tem produtos melhores desde os mais basicos. Mas… Voltando a nossa realidade… Ainda acho que nao adianta vir com o mais completo se o historico de falhas e pos venda deficiente é alto. As pessoas vao optar pelo mais seguro pq comprar carro nesse país nao é uma coisa barata. E isso da margem ao menos completo e de melhor resputaçao cobrar mais caro e o cara que vende menos ter que vender carros mais baratos e mais completos. E nem sempre isso adianta pra deixa-lo entre os mais vendidos. O publico medio nao é gear head. Ele quer um carro que visualmente lhe agrade, claro, mas que seja um carro bom e robusto, pra perder menos na venda e nao se apurrinhar no caminho.

                    • Edson Fernandes

                      Até 2014 no Fluence.

      • Mayck Colares

        Fala Cezar, do custo beneficio da versao XEI sobre os outros.

        • Cezar

          Exatamente essa versão, o melhor C x B na própria linha e perante os concorrentes.
          Já comentei mais abaixo.
          Só é preciso entender que C x B é diferente de PREÇO. O povo dos comentários em geral têm um fetiche por carro barato, é incrível…
          Mas C x B é uma ponderação de valores

          Obs.: vou sair da linha Toyota p/ esclarecer. Um Golf automático tem melhor C x B que um Focus powershift… Mesmo o primeiro custando mais caro.

          Mas muitos acreditam que carro barato, por poder sonhar em comprar, é um bom C x B. Se fosse assim, tava cheio de carro chinês nas ruas e modelos como HRV, Corolla não venderiam nada
          (além de Camry, Corolla, Civic [são mais caros que Altima, Sentra, Jetta por lá também], e F150, Silverado nos EUA, lembrando que as “trucks” são caríssimas por lá, custando preço de carros como BMW Série 5 e Mercedes pra cima, dependendo do nível de equipamento e luxos, com motores geralmente bem mais antigos — lembrando ainda que elas são compradas por médicos, advogados, por puro gosto ou imagem, e não apenas por fazendeiros do Texas)

          • Leonardo M

            Desculpe, mas Corolla em nenhuma versão tem bom custo-benefício, a XEi então, nem se fala. 90k e o carro é uma pobreza só, tem absolutamente nada e de quebra acabamento ruim.

            • Cezar

              Como assim uma pobreza? Não tem sensor de chuva apenas, diante da categoria… O acabamento do painel é um dos melhores, todo em material macio e imitação de couro.

              Airbags de cortina e ESP talvez possam faltar, mas ainda é um item que fica só em carros top de linha no Brasil… (o que vem mudando agora, felizmente)

              Talvez pode ser criticado o rebatimento de retrovisores no botão, que no Altis é pelo alarme… Mas é algo irrelevante.

              No mais, vc esperava o quê? Perfumes na saída de ar, como o C4 Pallas?

              • mauricio

                mamando no corolla, tem custo beneficio nenhum

              • XandeeM

                ESP é crucial em qualquer sedã médio,sem esse item poderia custar ate 70k que não me interessaria.

                • Cezar

                  Crucial não diria. Importante, muitíssimo importante, mas “a nível de Brasil” (expressão feia) não creio que seja crucial.
                  Cresci dirigindo um Gol GTS 1.8 álcool sem cinto tipo vaqueiro fugindo de boi bravo e estou vivo.

              • Leonardo M

                “acabamento do painel é um dos melhores” ; “imitação de couro”
                Oi?
                Todos os carros da categoria tem painel com soft touch já (tirando o Civic que já tá mudando). Corolla é puro plástico nos outros componentes, e ainda tem peça desalinhada.
                Se fosse só sensor de chuva… Só por alto, o que o Corolla XEi deveria ter no mínimo para não ser considerado carro pelado, como ele é (não que o Altis seja completo, mas é melhorzinho):
                sensor de chuva, sensor de estacionamento frontal e traseiro, ar-condicionado bizone, saídas traseiras de ar, ESP, partida sem chave, luz no para-sol(isso é pobreza nível extreme), ao menos banco do motorista elétrico.

                • Cezar

                  Peça desalinhada? É inteiro em material macio “soft touch” e o painel imita costuras em couro (em material macio, também, mas óbvio que não é couro, pois nem Mercedes C200 não tem couro hoje em dia)

                  O XEi tem câmera de ré, o que dispensa sensores (a VW pratica o contrário, tem sensores e não tem câmera, o que também é válido); saídas de ar não tem mesmo, mas tem ar digital e automático, que já é bem bom; tem sim luz no para-sol; partida sem chave tem na versão top; banco elétrico idem..

                  Enfim, sobra só o ESP mesmo, que deveria ter na TOP, não nas de entrada… Talvez na XEi, p/ favorecer o departamento de marketing

                  Sempre a mesma história: só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis, Só falta o ESP na Altis Pq vcs não gravam isso?

                  Mas concordo que seria bem-vindo na XEI também, porque segurança extra é sempre importante.

                  • Leonardo M

                    Acabamento não é só painel. Imitar costura de couro, em minha opinião, é uma das coisas mais bregas existes. É tipo comer sardinha e arrotar caviar.
                    Sim, peças desalinhadas. Não vi fotos, ninguém me contou, vi ao vivo em um showroom da Toyota.

                    Câmera de ré não dispensa sensores, tanto é que só a Toyota faz isso, para economizar míseros 30 reais na fabricação. O contrário até acho válido, afinal a câmera não te dá visão da proximidade mais lateral e não te avisa se você vai bater.

                    Você pode argumentar o quanto você quiser, mas para mim Corolla não tem cacife para competir com outros da categoria. Não tem nem como comparar Corolla com C4L ou Focus, este dizem que estão arrumando os câmbios, espero que seja verdade. C4L então, nem se fala, absurdamente mais carro que o Corolla.

                • LSM300C

                  Pra que tanta coisa, o mais importante ele já tem que é o relógio retrô do Del Rey, um clássico que marcou época e que como toda tecnologia que a Toyota usa já está testada e aprovada, assim como o câmbio CVT que todo Toyoteiro criticava no Sentra e agora é o melhor do mercado.

                  • Robinho

                    kkkkkkkkkk

                • Robinho

                  sem falar do design igual ao do Santana 89.

              • FocusMan

                O Painel do Corolla tem um acabamento triste!

              • leomix leo

                Mês giesta já tinha 7ab e controle de estabilidade faz tempo.

            • Alfredo Araujo

              CxB não pode ser aplicado apenas no momento da venda.
              Faça uma comparação até os 100k kms de um Corolla/Civic com um francês ou um VW… Não tem comparação !!

              Hj tenho um Honda, e depois do que passei em concessionárias VW e dos meus recentes contatos com a Honda, te digo que enquanto eu puder pagar, terei um Honda ou Toyota.

              • Leonardo M

                “Faça uma comparação até os 100k kms de um Corolla/Civic com um francês ou um VW… Não tem comparação !!”
                Fontes? Imagino que o francês estará melhor, devido ao bom acabamento, que nos japoneses costuma ser ruim.
                Minha mãe teve Corolla com 70 mil km tudo fazia barulho, era plástico batendo plástico, o freio fazia uma barulheira de pastilha desgastada, segundo a própria assistência técnica da Toyota, era um “característica” do veículo. Dê um olhada no reclame aqui a quantidade de Corollas do novo modelo, lotados de problema.
                Por experiência própria, depois que se tem carros um pouco melhores, é muito difícil voltar pra carro japonês, down grade muito grande.

                • Alfredo Araujo

                  Quer dizer que bom acabamento é o que determina se um carro envelhecerá melhor que o outro ?
                  Não tenho o que comentar depois disso…

                  • Leonardo M

                    O Acabamento vai definir se com 100k km o carro vai estar cheio de barulho ou não. Quanto mais plástico, mais barulho.
                    Se formos considerar mecânica, pior ainda pro Corolla. Acho que não dá nem para comparar o motor THP, desenvolvido em parceria com a BMW, com um motor datado da Toyota.

            • Robinho

              é feio além de tudo, oh painel horrível.

            • fbl

              Diga um concorrente com melhor acabamento e o preço dele.

              • Leonardo M

                C4L e Sentra.

                • fbl

                  O c4l thp vc quer comparar em preço ne? Pq se for contra aquele 2.0 aspro tosco beberrao melhor nem começar. E aonde que esses carros tem acabamento melhor que o corolla? Podem ser iguais. Melhores de forma alguma. E se for falar de qualidade de suspensao… Hummm Só vindo o civic mesmo pra ter alguma disputa.

                  • Recomendo a leitura do último número da 4Rodas, mais precisamente na reportagem sobre o novo Cruze, onde a publicação informa que comparados ao novo Cruze, o Corolla e o Civic parecem carros de categorias inferiores, e que o GM só fica atrás do C4 Lounge, que é referência no segmento atualmente. É questão simples: entre dentro de um e dentro de outro e salta aos olhos, em especial no Civic e seu painel de plástico rígido e o Corolla e seu design de painel que faz forte referência os anos 90.
                    Quanto ao preço, sim, o C4 Lounge THP exclusive tem preço de tabela compatível com o Corolla XEi. A comparação é essa mesma. E o C4 Exclusive é mais bem equipado que o Corolla Altis.

                    • fbl

                      Novo cruze temos que aguardar pra ver de perto mas como é lancamento, bem provavel que venha em alguns quesitos acima da safra atual de seus concorrentes. C4 eu sinceramente nao acho que tenha melhor acabamento, acho que ele tem melhor motor e desempenho. Porem…. Desvalorizacao acima da media e mais fragilidades mecanicas do que corolla e civic. Por isso vende menos e por isso é mais barato para tentar competir. Estrategia correta da PSA mas que estamos vendo aí que nada muda a meses na disputa pelo primeiro lugar. O historico de cada carro e de cada marca reflere diretamente no ranking. Vai de cada um apostar ou nao no carro. Acho que na media de pontos fortes e pontos fracos o corolla leva e é por isso que vendem mais que todos. Alias muito mais ne. Nao é atoa a toyota estar no top das marcas mais admiradas por seus proprietarios segundo a mesma revista.

                    • Corolla não vende mais por conta de acabamento interno. Vende por confiabilidade da marca e mais valor e facilidade de revenda, isso é amplamente reconhecido até mesmo pelos donos do modelo. É um carro “ok”: não é o de melhor dinâmica, não é o melhor em conforto, não é o melhor em desempenho, não é o melhor em nível de acabamento, é um dos piores em nível de equipamento (com relação ao preço cobrado), mas parece ser o que equilibra melhor a relação qualidades x defeitos, o que acaba sendo preponderante quando somado à confiabilidade embasada no excelente pós-venda.
                      Em termos de acabamento em ambiente interno, é como eu disse: basta entrar dentro de cada um dos modelos disponíveis.
                      Eu, particularmente, faria o seguinte ranking em termos de ambiente interno dos carros no mercado hoje:
                      – C4;
                      – Focus;
                      – 408;
                      – Ceratto;
                      – Sentra;
                      – Elantra;
                      – Corolla;
                      – Cruze;
                      – Fluence;
                      – Civic;
                      – Jetta;
                      – Lancer.
                      Nesse ranking eu considero a qualidade (visual e tátil) dos materiais de painel e forros de porta, padronagem dos bancos (o C4 é disparado o campeão nesse aspecto), design, originalidade, beleza geral, requinte.
                      Vale a pena checar pessoalmente cada um para confirmar (ou não) essa minha opinião pessoal.

                  • Leonardo M

                    O topo de linha do C4L é mais barato que o Corolla XEi, então é justo. no Preço do de entrada, comepte com o paupérrimo Corolla GLi, que é uma aberração.
                    O acabamento do C4L não é melhor que o do Corolla… é MUITO melhor. Materiais utilizados, encaixes, arremates, praticamente sem nenhuma rebarba. O único senão é a forração do banco traseiro que foi pouco cuidadosa. De qualquer forma, não tem comparação com o Corolla.

                    • fbl

                      E onde o corolla tem rebarba? Esse C4 com “praticamente sem nenhuma rebarba”… sei nao hein… Melhor a confiabilidade do Corolla que esse “refinamento” parisiense todo do C4 hein… Ainda mais que a fama dos PSA é a de serem belas escolas de samba depois de algum uso.

                    • Leonardo M

                      Cara, não vou discutir mais, só digo uma coisa, o acabamento do Corolla não chega nem perto do C4L, melhor montado, materiais melhores, aspecto visual infinitamente superior (aquele painel do Corolla dá até vergonha de andar com passageiro)
                      Bom, por experiência própria, Corolla é a Sapucaí todinha de barulho. Eu se fosse comprar um destes, preferiria levar “carro” do que ~confiabilidade~, que não tem comprovação nenhuma, e repito, o Corolla está LOTADO de reclamações com problemas de mecânica e eletrônica no reclame aqui. Carro de luxo é feito e construído para durar absurdamente muito, Corolla não é luxo.

                    • fbl

                      É…da pra ver que seus comentários estao muito mais pra quem que simplesmente odeia, nao entende nada e provavelmente nem teve ou dirigiu esses carros do que alguém realmente sabe tecnicamente o que esta falando. No reclame aqui tem reclamação de tudo em mta quantidade e com certeza mais do que seus concorrentes ele nao tem. Se o mercado americano, o brasileiro e varios no mundo tem visão positiva da marca e do carro nao vai ser vc que vai definir o contrário.

                    • Leonardo M

                      Logo que tirei carteira dirigi um Corolla XEi por 1 ano, então conheço o carro. Não o considero um carro confiável, pelos inúmeros problemas apresentados, inclusive airbags assassinos. Aliás de forma geral, não tenho coragem de ter carro japonês da tríade Toyota, Honda e Nissan. Não os considero seguros o suficiente, já perdi conhecidos porque simplesmente o airbag não abriu em acidentes (Honda Fit), e também, porque graças a deus, minha condição me permite poder comprar carros de melhor qualidade.
                      Não odeio o Corolla por ser Toyota, odeio porque acho que é um carro tão ruim, que não deveria custar mais que 70 mil reais, não vejo absolutamente nada bom no carro para ter essa aura toda, mas classe média-média no Brasil é complicado, só quer saber de status.
                      Meu apontamento sobre o reclame aqui, é que pela quantidade de problemas mecânicos que VÁRIAS pessoas estão tendo, desmistifica ele ser inquebrável e super confiável, é simplesmente um carro como qualquer outro. Eu mesmo após passar por várias e várias marcas de carro, cheguei a conclusão que Toyota e Mercedes dão muita dor de cabeça, com péssimo pós venda na minha cidade, e quebra o tempo todo e Hyundai é confiável e com pós venda muito bom (repito, em minha cidade) e como de forma geral, a Toyota do Brasil não tem carros tão bons quanto a Hyundai, opto por estes.

                    • fbl

                      Parei de ler em: “Toyota e Mercedes dão muita dor de cabeça…” vc esta em outro planeta. Nao na terra…Sugiro fazer uma viagem a NY ou Europa pra ver os taxis de la, pra começar a entender um pouco sobre quais sao os carros resistentes.

      • oloko

        Entretanto, o jetta oferece esp tcs, teto solar, ar dual zone e um motor 1.4 turbo por esse preço,enquanto que o corolla oferece de diferente air bag de joelho pro motorista.

        • Cezar

          Oferece agora, até ano passado era 115hp e sem ESP.
          Teto solar custa 5k, não é de série…
          E é turbo porque agora custa 10k a mais, simples assim, mesmo tendo um câmbio muito menos eficiente que o CVT e apresentando eficiência geral muito parecida (consumo e desempenho)

          • oloko

            Sim antes não oferecia mesmo, mas por 100k já conta com o teto solar, e pode ter uma eficiência energética pior que o cvt, agora desempenho o jetta é muito superior né, 1.4 turbo 150 cv e 25.5 de torque, só anda menos que o próprio jetta 2.0 turbo

            • Cezar

              Na verdade anda quase igual o Corolla 1.8 e 2.0 CVT, segundo praticamente todos os testes (retomada, 0-100, e consumo)
              E ainda tem a manutenção mais cara …. Mas concordo que os turbo fazem bem aos ursos polares, aquecimento global etc

          • Victor Hugo

            Mas antes você comprava por 90 k o Jetta 2.0 TSI, em face do Corolla.

            • Cezar

              O Jetta TSI foi lançado por 88 mil, isso lá em 2012
              Agora vai ver quanto era o Corolla nesse tempo?
              Ou vc pretende comparar o Jetta de 2012 com o preço do Corolla 2016?
              Incrível, criticou VW surgem fã-boys de trás das moitas com argumentos apelativos…
              Ou melhor, a pérola de sempre: Com o preço de um Corolla 0km eu compro uma BMW 2008 e ainda pago 3 revisões.

              • Ernesto

                Cezar, o que não falta aqui é hater de Toyota.

                • E nem “lover” do Corolla… rs.
                  Mas não é questão de ser “hater” ou “lover”. Apesar dos extremos, existem muitos comentários equilibrados e bem embasados.
                  A Toyota sem dúvidas tem grandes méritos em sua política de pós-venda, com nível baixo de consumidores insatisfeitos. A questão é que ela cobra (e bem) por isso no valor do produto novo. Portanto, cada coisa em seu lugar: Corolla é um carro com baixo índice de defeitos e ótimo valor de revenda? Sem dúvidas; Corolla é um carro de preço de venda elevado e com nível de equipamentos devedor em sua categoria de mercado? É inegável.
                  Cabe a cada um, dentro de suas preferências, saber assumir os méritos e deméritos do produto que defende ou ofende.

              • Victor Hugo

                Se for assim, você é fã-boy da Toyota. Estou defendendo meu ponto de vista, assim como você está defendendo o seu. Eu particularmente não gosto do CxB do Corolla, e prefiro o do VW no caso do Jetta. E carro novo com carro usado não se compara, se você tem um valor, você compra o que você quiser com o seu dinheiro, só não faz sentido a comparação, já que cada um tem suas vantagens e desvantagens.

              • Charlis

                Cezar, realmente é difícil falar de Toyota por aqui, rs.
                Eu sou feliz proprietário de um Jetta 2.0 TSI (porém, comprei semi novo), e sou HONDEIRO de carteirinha, e mesmo, assim, não há argumentos nem motivos para metralhar o Toyota Corolla.

                É um dos carros mais vendidos e confiáveis do mundo.
                É um dos únicos carros que não sofreu com a crise comparado aos outros.
                Um carro caro que se mantém no TOP 10 de vendas mensalmente, e vende mais que a soma de todos os seus concorrentes juntos.
                É um carro que é unanimidade positiva por quem tem ou teve. Na verdade, quem teve, geralmente ainda tem, rs.
                Manutenção absurdamente barata com 1 revisão por ano.
                Um dos melhores valor de revenda.
                Claro que isso tudo sabiamente a Toyota adiciona no preço dele, e mesmo assim, na minha opinião, ainda é uma das melhores compras.

                Creio que o único ponto negativo dele hoje real, é o lance do ESP, que tenho certeza que em breve será corrigido.

                Sinceramente, eu não entendo tanta revolta, e crítica.

                • Certinho. O pessoal tem que saber reconhecer defeitos e qualidades que todo carro tem.
                  O Corolla é um raro exemplo de equilíbrio muito feliz entre ônus e bônus. Analisando item por item, o Toyota é o melhor da categoria em praticamente nenhum. Mas também não é o pior em qualquer característica que se analisar. Não é o de melhor comportamento dinâmico (Focus e Civic), não é o de melhor desempenho (Jetta e PSA’s THP), não é o de maior espaço interno (Fluence e C4), não é o de maior porta-malas (Fluence e Jetta), não é o de melhor design interior (Civic e Lounge), não tem o melhor padrão de materiais internos (PSA’s e Focus), etc…
                  Mas sempre se situa muito bem em um ranking de cada uma dessas características, estando sempre do meio pra cima em uma comparação com seus pares, enquanto outros se sobressaem positivamente em alguns quesitos, mas se saem mal em outros.
                  Aí você soma a isso o excepcional serviço de pós-venda da Toyota, o elevado percentual de consumidores satisfeitos e o ótimo valor no mercado de usados, e tem-se o líder de mercado. Não e de graça essa liderança. Ela pode até ser um pouco “exagerada” pelo preço de compra no Corolla zero km, mas os motivos existem.

                  • Charlis

                    Perfeito seu comentário!
                    Sem mais.

                • Cezar

                  Pois é, os comentários dos blogs automotivos são totalmente o contrário da vida real

      • Absurdo

        Só vim postar para mostrar o meu nome, sobre o seu comentário.

  • V12 for life

    Agora sim ficou bonito, pena que não terá alterações mecânicas.

    • Cezar

      Que alterações? Exclusivas p/ o Brasil, como faz a Fiat? É vendido aqui com o mesmo conjunto mecânico do mundo inteiro. (e tem o melhor câmbio CVT da atualidade, diga-se)
      A toyota ainda não possui motores turbo em larga escala nos modelos…

      • V12 for life

        Isso não muda o fato de precisar de motores melhores. O Yaris é oferecido com motores 1.0T na Europa alem de ter o 2.0T ciclo Atkinson nos Lexus, e uma marca tão grande quanto a Toyota pode resolver isso em pouco tempo.

        • Cezar

          Estranho seu comentário. V 12 for life dizendo que motores modernos são os melhores.
          Nem tudo que é lançamento é melhor. O motor 1.8 do Corolla tem mesmo City-MPG que o Jetta turbo nos EUA.
          No Brasil a história se repete, o consumo de ambos é parecido, assim como o desempenho.
          Mas enfim, concordo que os turbos no geral ajudam a emitir menos gases poluentes e consumir menos que motores maiores [embora tenham manutenção mais complicada e cara], o que é bom para o meio ambiente.

          • V12 for life

            Essa visão da Toyota de focar mais em híbridos embora seja inevitável não é a mais viável no momento para o nosso mercado, o público geral não terá acesso a esse carros tão cedo diferente dos motores a combustão mais eficiente que podem atingir todo o público da marca desde o Etios.

  • AugustoSeide

    Bah.. civic é novidade e tals, mas o design do “vovorolla” me agrada mais.

  • Cezar

    Aparentemente caiu bem. Temos que ver ao vivo…

  • José Eduardo Borba

    Gostaria que fosse mantida a versão de 69 mil.

    • Pedro

      Sabe, pensando nisso, sabe o que eu acho provável? Que eles mantenham a versão de 69 mil com o design atual e as outras recebam o facelift.

  • Felipe S. Rangel

    ficou legal

  • Ricardo Santos

    Se pelo menos um pouquinho disso respingasse no Etios…

  • Brasileiro

    A frente melhorou bastante, tomara que venha com essas tecnologias embarcadas citadas no texto.

  • Sergio Moro

    Só eu que achei destoante em termos de design o farol principal do farol de neblina?

    • renanfelipe

      Foi se o tempo que desenhavam os faróis de neblina de acordo com para-choque. Agora, provavelmente por economia, todos são redondos… Mas no geral achei a frente muito boa,mas destoa do restante do carro, de formas pacatas.

  • Louis

    Ficou lindo, vai ser briga boa com novo Civic.

  • mauricio

    achei muito xing ling, tenho que ver pessoalmente. Interior nao deve mudar em nada se conheço a toyota

  • Sergio Moro

    Delanteira.

    • Ricardo Homrich

      Achei a roda meio Civic EXR atual.

  • Diogo Oliveira

    A Dianteira ficou linda, mais agressiva, mas a traseira é a mesma coisa, e eu esperava que tivesse melhores mudanças… A Toyota Brasil podia fazer um Facelift na traseira dele, mas, além disso ser impossível, tenho certeza que vão descontar uma grande quantia de $$$ no bolso do consumidor…

    • Pois é… a traseira já é meio dissonante no modelo atual, sem a repaginada, bem mais conservadora que a dianteira, que ficou até agressiva na nova geração. Com a dianteira ainda mais encorpada, a harmonia do desenho ficará ainda mais prejudicada.

  • Leonel

    Gosto é algo discutível, porém, falando do meu, esteticamente o Civic e o Cruze estão bem à frente desse Corolla. Na realidade, eu diria que inclusive mecanicamente, principalmente o Cruze, que virá com 1.4T em todas as versões.

    Aguardemos os preços desses nossos sedans que são vendidos à preços de carros de luxo…

  • Sergio Moro

    Traseira

  • afonso200

    Osss,,,,mudou tanto que nem percebi

  • Kadett

    Ali é um limpador farol com xenon?? A Toyota não está usando lâmpadas led na versão top?

    • Yuri Ravitz

      Alguns carros com faróis de LEDs também usam lavadores

  • Pedro

    Pode não ter um custo-benefício adequado, de fato, o modelo atual peca principalmente pela falta do ESP, recurso este disponível já em vários carros compactos. Mas uma coisa não se pode negar, é um veículo com muitas qualidades. Só está mal ajustado no que se refere ao preço que lhe é cobrado em relação aos seus equipamentos.

  • Baralho

    É como dizem na política: “Mudou para não mudar nada”

  • Marcos Andrew

    Ainda acho esse corolla mto esticado, gostava mais do modelo da geração anterior , mais tenho q ver pessoalmente, achava o Fastback um show pelas fotos e ficou meio decepicionante ao vivo, parece que melhorou , agora resta saber se ao meu gosto ficará melhor msm.

  • Luis LC

    Vovorola, sempre vovorola….

  • Luis Augustus

    O Cezar é um cara legal ! Ele tenta explicar para os leigos o que significa ter um Corolla e as vantagens deste carro. Eu só acho que ele vai precisar de muita paciência. Quem não tem um Corolla não entende e NUNCA vai entender que ter um carro que NÃO quebra é uma forma de luxo e grande valor embutido. Na década de 60 e 70 o carro mais durável era o Mercedes sedã a diesel . Pois bem, hoje o produto mais durável do mercado tem nome : Hilux e Corolla! Simples assim! Ele é o melhor custo benefício pois tem revenda certa (quem compra usado sabe que não vai ter dor-de-cabeça) e se por um acaso o dono tiver muita má-sorte de uma batida ou o carro parar por falta de manutenção básica (tipo rodar com motor sem óleo) , sabe que peça de reposição a preço justo e ótimo atendimento da Toyota estão lá para ajudar o azarado. Estou com o meu Corolla 2002, modelo 2003 rodando justinho até hoje. O carro é o PRIMEIRO na minha vida que nunca deu trabalho. Só troco pneus, óleo, liquido de arrefecimento, pastilhas e uma troca de disco e só!! Todos os VW, Fiats, GMs e Fords do meu passado sempre deram muito trabalho desde do meu primeiro carro na década de 80. Se depender da TOYOTA, mecânico morre de fome!!

  • FocusMan

    Será que trarão a eletrônica junto com essa nova frente?

    Ficou bacana!

  • Ficou bonito, esse para-choque dianteiro. A traseira ainda continua devendo ao visual mais agressivo adotado para a dianteira desde o lançamento dessa nova geração.

  • Gustavo Miranda

    Aleluia, a era dos faróis arregalados está ficando para trás…

  • DTF

    Bem melhor, parece que vestirá rodas 17″ e tb contará com ESP….mas o interior continuará com o painel de Santana….deveria vir para disputar apenas o terceiro lugar em vendas dos sedãs, o primeiro e segundo deveriam ser dos novos Civic e Cruze, muito mais modernos….mas o povo brasileiro ainda acha que Honda e Toyota são mais resistentes que os demais qdo isso não é verdade, era verdade qdo ainda se vendiam em nosso mercado Santana e Monza….

  • Roberto

    Pelos comentários anteriores vejo que as preferências de carros são iguais aos de torcedores de futebol. Quem é do time A não aceita nada do time B.
    Quanto ao Corolla, já tive 2. Um Xei AT 2002/2003 que troquei quando estava com 95.000 km. Peguei outro Corolla 2006 XLi AT que vendi com uns 90.000 km.
    Nos 2 Corollas, além das revisões obrigatórias na garantia e troca de filtros e lubrificantes, as únicas despesas foram a troca de pneus, baterias e palhetas do limpador. Não troquei pastilhas de freio.
    Em 2012 troquei o Corolla 2006 por um Sentra 2.0 S. Até agora com 87.000 km nada além das revisões durante a garantia e a troca de pneus. Também precisei trocar a bateria no final do ano passado.
    Portanto, tanto os Corollas como o Sentra são realmente carros muito confiáveis. O único senão do Sentra é o custo das revisões (pelo menos uns 50% mais caras que as do Corolla).

  • Marcos Vinicius

    Ficou bem melhor que o atual, principalmente pelos LEDs, falta só o ESP.

  • DiMais

    Suzana Vieira: faz uma plástica em cima da outra, mas continua com cara de velho.

  • 1C4TORZE

    Gostei, principalmente da rodas e do parachoque diandeiro mais encorpado. Pra levar um 10 (sem esquecer do óbio ESP), poderiam trocar essa grade cromada por uma preta. PS: esse monte de peças cromadas agrada muito ao mercado norte americano, pessoalmente eu acho muito feio.

  • Carlos Sá

    Li todos os comentários sobre a boa relação custo x benefício do Corolla, mas discordo do que é defendido.
    Começando pela própria relação custo x benefício, que se trata do que é oferecido como itens de séria, pelo preço cobrado.
    Primeiro, se comparam ou apenas os preços ou a versão Xei do Corolla (intermediária) com as versões top dos outros.
    Vejamos o caso do Corolla Xei (intermediário) por R$ 91.450,00, enquanto o Civic LXR custa R$ 83.700,00, Sentra SV 76.990,00, Cruze LT 81.190,00, e Focus SE Plus R$ 86.890,00. Com exceção do Corolla todos os demais oferecem controle de tração e estabilidade como itens de série (nem a versão Altis dispõe), Cruze desde seu lançamento, Civic da linha 2015, Sentra e Focus da linha 2016, e os dois desde a versão mais básica. Então, por que pagar 10 a 15 mil a mais por um carro, que não oferece estes itens de segurança?
    Indo para o pós venda cada um deles apresenta seus defeitos: Focus tem a temeridade do câmbio DCT-6, que nos Fiestas e Ecosports estão apresentando problemas (eu, particularmente, preferiria a AT-6 do Fusion anterior); Cruze tem o motor Ecotec beberão; Sentra o câmbio de scooter, que não simula marchas com trocas por borboletas; qual o problema do Civic para vender metade do Corolla?
    No quesito atendimento das concessionárias eu tive Chevrolet por 12 anos, não tinha problemas, tinha até regalias. Hoje, possuo um Ford e não tenho tido grandes problemas, acho caro algumas peças e outras a espera é grande para a troca em garantia, mas sempre sou atendido.
    Tenho um Focus Sedan MK 2,5 2013/2013 GLX 2.0 AT-4 (versão intermediária), o câmbio é ruim por peca no escalonamento das marchas (o antigo AT-4 do Corolla Wagner Moura era melhor escalonado). Também, não tem sensor de estacionamento traseiro. Mas tem muito mais itens de série que um Corolla Xei 2016, como sensor crepuscular, de chuva, partida por botão. Deve em segurança com apenas 2 air-bags e sem os controles de tração e estabilidade, mas nem air-bag e abs eram itens obrigatório por lei.
    Não tenho o dados dos valores de manutenção, mas o que me lembro até os 60.000 km, os 3 japoneses ficam na média de R$ 2.500,00. Seguro, também, não calculei.
    O consumo de combustível que pode ser ouro fator, tem os japoneses como campeões (Corolla, Civic, Sentra, nessa ordem com diferenças minímas).
    Somando todos esses pontos a comparação é equilibrada entre os 5, mas acredito que o Corolla ainda se torne mais caro por cerca de R$ 3.000,00.
    Assim, defender o Corolla como melhor custo x benefício e sem defeitos é exagerado.
    Hoje vende mais por causa de uma fama de inquebrável, não porque tem o melhor custo x benefício. Da mesma forma que o Gol com todos os defeitos (plataforma de 1980, direção torta, bancos baixos, acabamento pobre) foi líder por 27 anos.
    Realmente, coloque o preço, itens de série, manutenção, seguro, consumo, desvalorização e vejam o preço final para ter o ranking de custo x benefício, então escolham o que lhes agrada.
    Acho que mais do que discutir qual o melhor, devemos brigar para que as montadoras ofereçam mais por menos, e o governo obrigue um maior nível de segurança nos carros (como cinto de 3 pontos e apoio de cabeça para todos os ocupantes, controle de tração e estabilidade, sensor crepuscular, leds diurnos…)

  • Eliezer

    E continua com essa frente bicuda horrorosa…

  • Douwe

    Ficou muito melhor. Esse daí com Cruze e Civic novos vai ser a pá de cal no Sentra feioso e seus faróis com chifres.

  • Cesar Mora

    Podiam fazer um especial no NA: Corolla – O carro discreto que desperta o ódio. hahahahaha

    podem ter certeza de que não é de graça essa ampla vantagem que o Corolla tem no mercado, a enorme liquidez que os usados têm, a fidelização dos clientes, tem uma máxima no marketing que diz: quando você acha algo ruim, na verdade ele só não foi feito para você. e é o caso, o perfil de quem consome mídia sobre carros é mais entusiasta, tem uma faixa etária mais jovem, e ai vai ser normal falar ” ahh mas nesse preço o THP e o TSI tem muito mais desempenho” ou ” esse novo Cruze é muito mais esportivo no desenho” sim, são mesmo… mas como os números provam, não é isso que a maioria dos consumidores desta faixa de mercado querem… o cara quer tudo que o Corolla entrega! é a calça jeans da Levis e a camisa branca da Hering… vc paga por algo reconhecidamente bom, mas discreto.

    provavelmente se eu tivesse grana para ter um corolla 0km não teria, EU iria preferir um Civic si de 50 mil reais usado e ter um Smart ou um Picanto, ou ter um Fusca TSI, um Subbie WRX e um Up.. uma Sportage e um Opala… sei la.. mas pelo meu perfil enquanto consumidor de automóvel… mesmo assim concordo, e entendo perfeitamente quem comprar um Corolla, porque tá levando um carro bom, econômico, confortável e absurdamente durável.

  • PEDAORM

    Vai contra outras explicações que ouvi até aqui no NA mesmo, mas de fato parece correto, obrigado pelo esclarecimento.

  • Martini Stripes

    Desenhe. Não entendi o que quis dizer.
    O que uma volta num circuito vai mudar no dia a dia?

  • The Monster Man

    Ainda que tenha ficado bonito eu prefiro o atual.

  • Renato

    Meu Corolla estão com 134 mil km e as únicas coisas que foram trocadas foram a bateria e um conjunto de pastilhas de freios…. Além de jogos de pneu (três eu acho)…. Carro pra não se aporrinhar. Não adianta ficar malhando. O carro tem essa característica e se usa dela para ser líder no segmento. Tenho também um C4 Lounge THP, mas possui outras características…. Digo até que é um carro mais para estrada. Em compensação já troquei os dois retrovisores, fiz um conserto na ignição, a Central multi-mídia parou de funcionar o GPS, perdi dois pneus Michellin por serem de perfil muito baixo, troquei o amortecedor do lado direito (deviam ter trocado os dois) e agora estou esperando o kit da correia de comando do motor (15 dias úteis para chegar). Bem, pra quem chama o Corolla de “Vovorolla” lembre-se que pra lá todos nós vamos e aporrinhação não tem preço.