Novo Fiat Tipo em versões hatch e perua é flagrado em São Paulo

24/01/2016

fiat-tipo-sp-4

O Novo Fiat Tipo anda sendo testado no Brasil. O novo compacto da marca italiana foi visto pelo leitor Valdir Ferigolli Júnior na cidade de São Paulo, rodando em um comboio com as versões hatch e perua. De acordo com o relato, havia pelo menos cinco unidades no grupo.

fiat-tipo-sp-2

Com lançamento esperado para a Europa nos próximos meses, o Novo Tipo será o segundo modelo da nova família de compactos da Fiat, que pretende substituir o Punto e também o Bravo, assim como o Linea e a antiga perua Croma.

fiat-tipo-sp-1

O Novo Tipo deve acompanhar o estilo da versão sedã, já apresentada no mercado europeu. Os três modelos serão fabricados inicialmente na Turquia, mas todos têm potencial para serem feitos em outros locais.

fiat-tipo-sp-3

A Fiat diz que o projeto não será executado no Brasil, sendo focado apenas na região EMEA (Europa, África, Oriente Médio e Rússia). No entanto, seria interessante se hatch e perua fossem feitos no país, enquanto o sedã ficaria a cargo da Argentina.

Agradecimentos ao Valdir.









  • Sou mais o 500X ou 500L.

    • Zoran Borut

      Aqui em São Paulo há um 500L com placa argentina rodando, e o carro tem um design absolutamente insosso. O Tipo/Egea é muito mais atraente neste aspecto.

    • Marcos Medeiros

      500X até que vai mas esse 500L não me agrada nem um pouco. O 500X + o 500 combinaria bem legal.

      • Thiago Maia

        O 500L deveria ter sido, desde o início, PandaL.

        Concordo com você. Mas vende bem, na Europa, embora agora o 500X lhe roube vendas

  • Rodrigo

    Se estão sendo testados aqui no BR provavelmente deverão ser lançados por aqui um dia.
    Esperemos que o marketing da Fiat tenha aprendido a lição com o Bravo (lançado na Europa em 2008 e só apareceu por aqui bem mais tarde, quando os modelos do segmento estavam se renovando).

    • Zoran Borut

      Pelo que li em outros sites, são apenas testes de resistência sem intenção de lançamento local. Se for isso mesmo, é uma pena.

      • Rmx

        Lugar perfeito para testes desse Tipo kkkkkk. Se aguentar 50.000 km é bom!

    • Rafael Yashiro

      Não necessariamente pode significar que vão lançar. O 500L/X foi visto várias vezes no Brasil, e nem por isso foi lançado.

      • Joao Cortes

        Não foi lançado por falta de mercado (compradores), as marcas fazem testes e pesquisas pra ver se alguém compraria, se tiver um retorno esperado, eles lançam, se não.. não.

    • V12 for life

      Não necessariamente, aqui é o melhor centro de engenharia de suspensão da marca, praticamente todos os modelos mesmo os europeus são testados aqui.

    • fbl

      Apenas testes nas condições de rodagem no terceiro mundo e verão escaldante. Não necessariamente será lançado aqui. Esses dias mesmo a mercedes testava o novo Actros no rio de janeiro (e outros estados), monitorando full time pela matriz na alemanha.

    • DiMais

      testes de resistência, assim como fazem no frio extremo da Suécia nosso clima quente e péssimas estradas são um convite para esses tipos de teste.

      • Rodrigo

        Sim é verdade. Mas bem que poderiam lança-los aqui também.

  • RCX05

    Só compro se vier com Dualogic.

  • Feliphe Santos

    Se vier tem que substituir só punto e Linea, e o Grand Siena descer. No caso do bravo, só um novo hatch médio mesmo.

    • Thiago Maia

      Esse Tipo é um hatch médio. Espere o salão de Genebra, e verá.

    • th!nk.t4nk

      Mas o Tipo é um carro médio. É da mesma categoria do Bravo.

      • Rafael Viana

        Até onde li não era..

  • Wellington Myph13

    Aiai… pode xingar quem quiser, mas eu preferia que a FIAT “remendasse” o Bravo do que trazer esse Tipo… Não vai ser feio, mas o Bravo tem um design único… pra mim hoje ainda é o que mais chama atenção entre os Hatches médios…
    Eu não gosto do Stilo, e acho que o Bravo fez um excelente papel ao substituir, só faltou a FIAT trazer modernidade pro carro, mas infelizmente ela tratou ele como ela trata todos os compactos dela, vamos deixar completo, enfiar um 1.8 aqui que gostam de “motorzão”, um teto solar bacana e ta tudo certo…. ESP, Mais Airbags e um cambio Automático de 6 marchas que é bom nada…

    • CorsarioViajante

      O Bravo poderia ter ido muito melhor se a Fiat tivesse, na época, trabalhado melhor o T-Jet ou mesmo as versões. A Fiat parece que nunca soube muito bem o que fazer com o Bravo, uma hora vendia como um carro sofisticado e maduro, tocando violoncelo e etc, mas daí parecia mudar de idéia e querer atingir a molecada falando em “a bravura está de volta”. Acabou afastando os dois públicos.

    • Rmx

      Se vc quisesse pagar o que a FIAT pedia por T-Jetoso completo vc teria mais Air bags, ESP, Motor etc

      • Wellington Myph13

        Mas o 1.4T pede um cambio AT e não um manual… Ele não é tão esportivo assim no peso todo do Bravo… Além de ter um Lag danado, ainda fosse um 1.4T mais atualizado pra melhorar isso ainda podia ser, mas ele cansa demais pra quem quer apenas um carro de passeio com um extra de motor e design…
        Agora, porque o Bravo não poderia ter ESP e ao menos 4AB de série? Porque não poderia ter um AT6 no 1.8 mesmo? Isso atrapalha, e fora a seleção ridícula de opcionais…
        Um Tjet tem preço de 72k por exemplo, completo sai por 85k, dai vc olha a tabela dele, 65k… Pronto, já foi pro vinagre seus opcionais, porque no máximo olham se tem Teto-Solar (que já é de série em algumas versões), mas se vc colocou 7 Airbags, ninguém se importa na revenda…

        • Rafael Ribeiro

          acho que o bravo tjet poderia é ganhar o motor 1.4t do 500 abarth. Até porque, o tjet não tem nada de esportivo. Ele consegue tomar pau do focus 2.0 com powershit.

    • Leonardo Teixeira

      Gosto muito do bravo, se tivesse um motor mais economico e um AT de verdade, seria um opção. Já fiz teste drive e o acabamento é incrivel

      • Paulo Estevinho

        Tive um por dois anos, vendi pq cansei do dualogic, mas em questão de acabamento ele me surpreendeu. Enquanto procurei um hatch médio novo, o único que achei um acabamento melhor foi o Golf Highline (justificado pelo maior preço), já o Focus e i30 ficam para trás.

        • Rafael Viana

          Na época que foi lançado ele dava um baile em acabamento em comparação aos concorrentes como Focus e golf, me surpreendi ao ver a manta acústica no capô, capa do motor (não sei se é esse o nome), braços pantográficos, bagageiro todo coberto sem mostrar lataria etc., porem esse cambio estressa demais, as vezes da uns trancos, reduz macha quando não se devia, demora a passar marcha e deixa o giro alto.

  • Guilherme G.

    Save the Wagons!

  • Blessa

    Esta muito claro, o tipo vai vir para o Brasil para disputar mercado com os médios, o Punto vai ter uma nova geração até o fim do ano para ficar abaixo do Tipo esse que vai ter a missão de brigar com Golf, Focus e Cruze, o Bravo sai de linha assim que o Tipo chegar. A perua Tipo vai vir logo depois para disputar com a Golf Variant, o sucesso de vendas aqui no Brasil só depende de bons motores e um preço sem o famoso lucro Brasil.

  • Ric53

    Mas não estão desenvolvendo um novo Punto também?

    • CorsarioViajante

      Sim, segundo a Fiat (e a própria matéria) a família Tipo não vem, estão só testando por aqui para lançarem em outros mercados, coisa bem comum.

      • Ric53

        Eu acredito quem vem sim, mesmo a Fiat negando

    • ricmoriah

      ninguém lembrou do palio desde 2011?

    • Thiago Maia

      O Punto não terá muito mais que 4m.

      O Tipo tem 4,30m

      • Rafael Viana

        Essa medida ai é do tipo sedã né?

    • DiMais

      EMEA > Família Aegea/Tipo (sedan, hatch e statio)
      LATAM > X6S (Grand Siena) /X6H (novo Punto ou Palio)

  • FearWRX

    PERUA POR FAVOR

  • Fábio

    O que a Fiat economizou de largura no Linea, caprichou no novo Tipo.

    • CorsarioViajante

      As primeiras fotos estão “achatadas”, veja a placa de velocidade como ficou oval. Na terceira foto já parece bem menos largo.

  • Wes

    Uma excelente merda

    • Diogo Oliveira

      Nem lançou o carro é já ta criticando. Brasileiro é foda.

  • Martini Stripes

    Se vier pra brigar com médios vai se dar mal. Não aprendeu nada com o Linea? Deveria vir na faixa de Punto, Fiesta, Fiest Sedan, City, Fit…

    • Thiago Maia

      Amigo, esse Tipo é um médio. Tem a largura do Bravo e provavelmente terá o comprimento também.

      Na Europa, a Fiat vai manter ele com o preço abaixo do Golf, que é a referência do segmento. Mas não deixa de ser um médio.

      O Brasil vai receber um sedan do segmento B esticado: o X6S(será um sedan do novo Punto X6H), mas nao vai concorrer com o segmento médio, e sim com Cobalt, New Fiesta S.
      O Tipo, se viesse, ficaria pouco mais caro, mas ainda assim mais barato que os rivais ( essa é a estratégia adotada na Europa). Não faria sentido, aqui, por que estaria caro demais para brigar com o Cobalt e não seria tão equipado como Corolla e Civic(que cresceram).

      • Martini Stripes

        Tem razão, só espero que a perua tenha preço bom.

  • CorsarioViajante

    Já disse e repito, a perua devia substituir a Weekend, o hatch o punto / bravo e o sedã o Grand Siena / Linea… Como os médios estão absurdamente caros, estes “compactos médios” conseguiriam alcançar o público que precisa de espaço mas não faz questão (ou aceita abrir mão) de recursos tecnológicos ou futuristas.

    • G.Alonso

      Mas, pode haver também versões com bastantes recursos tecnológicos e futuristas e versões de bom custo x benefício. Acredito que, na atual situação do mercado, preços na casa dos 65 a 90 mil seria muito bom, as primeiras versões equipadas com 1.8 E-torq com MT5 e AT6, o que vai chegar na Toro, e as tops com o 2.0 Tigershark com AT9 que chega com o novo Compass. Bateria de frente com as versões mais caras dos compactos premium e com as iniciais e intermediárias dos sedans médios. Mas, depende da Fiat e dos itens de série para chamar atenção do público desse tipo de segmento.

      • Martini Stripes

        O problema é que a Fiat não pode trazer um carro de porte compacto para competir com médios. Apesar de porta malas bom, essa plataforma brigaria na casa de Cobalt, City, Fiesta Sedan e companhia. Eu mataria Linea e chamaria esse de Grand Siena, deixando um carro nessa faixa de até 70 com motor 1.8 e AT6. Como o @CorsarioViajante:disqus disse. Acho que seria melhor ser referencia nesse segmento do que ficar como patinho feio na briga entre Civic, Corolla, Novo Cruze, Focus… Porém, discordo do Corsário quanto a Weekend, que tem a versão Offroad, e ela manda bem onde está substituindo um SUV na linha da Fiat junto com a Sarada, eu não mexeria nisso. Traria uma nova perua mesmo. Mais urbana e moderna.

        • G.Alonso

          Mas, esse carro é maior que um Cobalt, City e Fiesta sedan, além de mais refinado. Dizem também que o hatch terá um refinamento maior no interior que o sedan, além de poder ter LED’s na dianteira. É um carro que poderia bem ficar entre os compactos premium e os de entrada/intermediário dos médios, mas, a Fiat teria de saber jogar, equipar bem o carro e fazer ser atraente na versão topo de linha para que as mais baratas saiam nas concessionárias. Como disse, versões com o 1.8 MT5 e AT6 nas de entrada, e o 2.0 Tigershark AT9 na topo de linha, colocando também aquele computador de bordo de 7 polegadas, a multimídia de 6,5 do Renegade, essas rodas com detalhes pretos de 17 polegadas, sendo isso tudo de série, podendo colocar somente alguns opcionais como o teto solar e assistente de estacionamento, por exemplo. Comentei aqui também uma faixa de preços que poderia variar de 66 mil a 91 mil no hatch, e, como disse, pegaria a topo dos compactos premium e as iniciais e intermediárias dos médios, pois Civic a 115 mil, Cruze também nessa faixa e Corolla 102. Seria competitivo.

          • Martini Stripes

            Agora entendi. Faz mais sentido mesmo

  • Lorenzo Frigerio

    Esse não vai poder ficar sem o extintor.

    • Rmx

      E não esqueça de apertar bem as rodas kkkkkk

  • invalid_pilot

    Fiat no Brasil e America Latina = projetos jurássicos – Toro e Renegade são as exceções (mas pecam se comparadas aos seus pares lá de fora , principalmente em motor)

    Sem surpresas não fazerem esse carro por aqui

    • G.Alonso

      Na verdade, o Renegade só peca no motor e mesmo assim, lá na Europa existe versão equipada com o 1.6 E-torq EVO.

      • invalid_pilot

        Na Europa tem uma opção Diesel de menor cilindrada e nos EUA tem com motor Chrysler de verdade… Esse 1.6 Etorq é o pé de boi por lá, nem considero

        • G.Alonso

          E aqui no Brasil o 1.8 E-torQ é o pé de boi, sendo o 2.0 MultiJet 2 da Fiat usado na Europa como opção topo de linha.

          • invalid_pilot

            Tava vendo e tem o 1.4 T-Jet tbm, acho que seria uma baita opção ao invés do E Torq

            A Fiat Brasil poderia ter feito um Diesel de menor cilindrada tbm, com cambio mais simples – acho o E Torq aquém do T Jet, Tigershark e Diesel

  • Marcus Vinicius

    Eu acho que a Fiat está tentando despistar a imprensa falando que o carro não vai ser lançado no Brasil sendo que está sendo testado por aqui !

  • G.Alonso

    Esses veículos deveriam ser lançados aqui. A estratégia da Fiat se bem colocada pode deixar esses dois com relativo sucesso em vendas. A Toro e o Mobi serão lançados e movimentaram as concessionárias da marca durante um bom tempo, e a marca poderia bem aproveitar isso e lançar o Tipo, bem equipado e pegando uma faixa de preço entre os tops dos compactos premium e os intermediários dos médios. Equipamentos como 4 airbags na versão inicial, ESP, multimídia com espelhamento e 5″, volante com couro e comandos, vidros e travas elétricas com um toque e anti esmagamento, faróis de neblina com função curva, retrovisores elétricos, retrovisor interno eletrocrômico, regulagens de altura e profundidade dos bancos dianteiros e volante, rodas 16 polegadas. Na versão top colocar faróis de bixenon com LED’s diurnos, 6 airbags, tela multimídia de 6,5 polegadas (do Renegade), computador de bordo com 7 polegadas no painel de instrumentos, ar automático e digital dual zone, bancos de couro, rodas 17 polegadas, som com mais alto falantes… Preços:

    Hatch

    Tipo 1.8 E-torq MT5 – R$ 66.690,00
    Tipo 1.8 E-torq AT6 – R$ 71.690,00
    Tipo 1.8 E-torq AT6 – R$ 78.690,00
    Tipo 2.0 Tigershark AT9 – R$ 84.690,00
    Tipo 2.0 Tigershark AT9 – R$ 91.690,00

    Sedan

    Tipo 1.8 E-torq MT5 – R$ 69.490,00
    Tipo 1.8 E-torq AT6 – R$ 74.490,00
    Tipo 1.8 E-torq AT6 – R$ 82.490,00
    Tipo 2.0 Tigershark AT9 – R$ 87.490,00
    Tipo 2.0 Tigershark AT9 – R$ 94.490,00

    Perua

    Tipo 1.8 E-torq MT5 – R$ 71.590,00
    Tipo 1.8 E-torq AT6 – R$ 76.590,00
    Tipo 1.8 E-torq AT6 – R$ 84.590,00
    Tipo 2.0 Tigershark AT9 – R$ 89.590,00
    Tipo 2.0 Tigershark AT9 – R$ 96.590,00

    As duas primeiras versões com 1.8 com rodas 16 polegadas, a terceira e quarta com rodas 17 e a última com rodas 17 com desenho exclusivo. 4 airbags nas duas primeiras e 6 nas seguintes. Bancos de couro nas duas últimas e ar dual zone. Computador de bordo com tela de 7 polegadas somente na última versão. Teto solar como opcional em qualquer versão. Como a Fiat não deixa sem opcionais, uma coisa ou outra pode completar as versões iniciais.

  • Thiago Maia

    O Tipo não vai substituir o Punto, mas o Bravo. Apenas será mais barato que um Golf

    • th!nk.t4nk

      Mais barato e mais equipado. É uma alternativa, ainda mais se tiver seguro mais em conta e ofertar um motor razoável (essa é a parte duvidosa).

  • Thiago Maia

    MEDIDAS
    Tipo sedan : 4.540mm de comprimento e 1.792mm de largura
    Linea :4.596mm de comprimento e 1.730mm de largura

    O tipo tem a mesma largura do atual Bravo: 1.792mm

  • Thiago Maia

    A Fiat poderia inovar e fabricar o Tipo perua como o quarto modelo da nova fábrica, para o segmento médio familiar. Assim como na Europa, seria bem mais barato que o Golf Variant, de mesmo tamanho, e ainda seria fabricado aqui.

    Seria uma alternativa ao Renegade, para quem precisa de mala e espaço.

  • Marcelo SR

    De uma coisa temos certeza. Se vierem pra cá, virão muito caros, como todos os outros.

  • Marcelo SR

    Isso aqui é a eterna colônia… Quem acha que é um país, está viajando.

  • Substituir Punto e Grand Siena tudo bem, mas esse carro nao tem porte e pelo o que vi nos reviews europeus, tambem nao tem qualidade de acabamento para substituir o Bravo e competir no segmento medio.

    • Thiago Maia

      Tem porte sim. É da largura do Bravo atual.

    • th!nk.t4nk

      Ele tem exatamente o mesmo porte do Bravo. Quanto ao acabamento, pode diferir do sedã, vamos ver.

      • Rafael Viana

        Foi divulgada as dimensões do Hatch? Até onde li foram só 4,3m do sedã.

  • Joao Cortes

    Seria bom a Fiat Lançar um Tipo Hatch, um Sedã e uma Perua (descontinuar os atuais Punto, Bravo e Palio WK), mas sou fortemente a favor da volta do Tempra ou Marea (nomeação).

  • Gabriel Ferreira

    Se, se chamar (Fiat Tipo) aqui no Brasil não vai vender ,porque esse nome é queimado por aqui!

    • João Felipe Machado Silvestre

      queimado, chamuscado…um nome bem quente!!! hahaha

  • Poperon

    Sacanagem fazerem testes por aqui, esfregando na cara dos Brasileiros carros atualizados, enquanto temos que aguentar motores mais recauchutados que a cara da Ana Maria Braga. Lastimável!

  • Filipo

    Feliz ou infelizmente Fiat é sinônimo de carros baratos. Quando se fala em Fiat, todos se lembram de Uno e Palio e também o Punto.
    Já Bravo, Linea e os finados Stilo e Marea, quando são lembrados, não são boas as lembranças..
    Não é que a Fiat não saiba fazer carros mais requintados, mas ela definitivamente não possui experiência nesta área (carros mais caros).
    Este Tipo se vier, será mais um mico, como foram: Tipo (nacional), Marea, Stilo, Bravo e Linea.
    * Nem me venham falar que ela é dona de Alfa Romeo, Maserati, Ferrari, o que é verdade, mas não tem relação com isso. Um Fiat não é Ferrari assim como um Volks não é Lamborghini!

    • João Felipe Machado Silvestre

      Filipo, tivemos na família 2 Ideas entre 2005 e 2015. Nenhum problema ou dor de cabeça!!!

  • Fernando

    É obvio que esse carro sera lançado aqui. Senao fosse, os atuais carros da FIAT iriam ser eternos no Brasil? Alem do que, testar um carro em solo brasileiro para lançar na europa, que sentido há nisso? Mas alguns dirao que aqui as condiçoes sao similares a alguns paises de lá. Tudo bem, pode ser, mas se o carro é apenas para o mercado europeu, é muito mais pratico ser testado lá.

    Eu chuto que esse carro deve chegar até ano que vem por aqui, e deve pintar no salao do automovel esse ano, com certeza.

  • MIN💀S

    Não vai trazer pq não vai vender. Simples assim!!!

  • afonso200

    SW sempre

  • Gran RS 78

    Estou torcendo muito pela vinda dessa nova familia de modelos médios da marca Fiat, e de preferência que tenham um motor novo em conjunto com um cambio automático, pois já chega desses automatizados com embreagem simples.

  • DiMais

    ainda esse papo? teremos os X6H/S (mais simples que a família Tipo), senta e chora! ao menos agora, pela primeira vez alguém teve o bom senso de falar que ele é o substituto do Punto (maior que este) e Bravo (apenas o espaço deixado na linha, porque será menor e mais simples).

  • Miguel

    Corre logo, Fiat!
    Até porque essa linha está ficando envelhecida, com novos concorrentes chegando, então apressa e lança esses carros aqui!

  • FocusMan

    Fiquei surpreso com a foto. Os carros parecem bem largos!

  • Marcelo Muniz

    Acho que como o Tipo foi o unico medio da Fiat de suscesso no Brasil, por um breve momento, ela deve estar querendo revive-lo. Assim como aconteceu com o Voyage, daqui a pouco a GM relançar o Monza, rs