Europa Ford Hatches Segredos-Flagras

Novo Fiesta 2017 é flagrado pela primeira vez na Europa

novo-fiesta-europa-1

O Novo Fiesta 2017 foi flagrado em Nürburgring, Alemanha, rodando em testes. A carroceria é a definitiva e o veículo estava rodando ao lado de uma mula, que avaliava a plataforma do compacto da Ford.

novo-fiesta-europa-2

O estilo do Novo Fiesta será bem diferente da atual, voltando-se mais para o visual aplicado ao Fusion recentemente. Chama atenção as lanternas traseiras horizontais e divididas pela tampa, enquanto na parte frontal a grade ainda remete ao modelo atual. O interior será completamente refeito e o espaço interno será ampliado.

novo-fiesta-europa-3

O Novo Fiesta deverá adotar uma plataforma mais flexível e com mais aço de alta resistência, enquanto a parte mecânica será praticamente dominada pelos propulsores EcoBoost e Duratorq, este último movido por diesel usado pela Ford na Europa e Índia.

[Fonte: Motor.es]

Agradecimentos ao Luis Carlos Sabater.





  • Abdoral G. Carvalho

    E o câmbio? Vai vir um automático dessa vez?

    • Doyle

      Capaz de ser um CVT, já que o Fusion reestilizado 2017 agora usa CVT também

      • Sam86

        Bleh!

      • Pacheco

        Fusion já usava o CVT no Hibrido, só estenderam a linha toda.

      • Gustavo73

        O Fusion já usava o AT enquanto Focus e Fiesta o PS. Acho que não dá pra ter uma ideia baseada no Fusion.

    • Sam86

      É a pergunta de 10 entre 10 pessoas. XD

    • Doyle

      Aliás,. Ford deu um declaração afirmando apoiar o CVT e que desenvolveria um câmbio, e esse CVT já está no Fusion energy e hybrid 2017

    • Eu acharia melhor um desenvolvimento melhor do de dupla embreagem para resolver seus problemas. Superesportivos, F1… Não podem estar errados.

      • leandro

        Concordo plenamente. Tenho PS e o meu nunca deu problema, encaro outro fácil

      • Alexandre Maciel

        Não que a Ford não possa corrigir o projeto do seu câmbio mas eu acho que o que você citou deve envolver projetos mais complexos e mais caros.

        • Sim, mas a questão não foi comparar um Mercedes F1 com o Fiesta, mas mostrar que onde se busca a máxima eficiência possível, o conceito que a Ford usa no seu compacto é escolhido.

          • Alexandre Maciel

            Eu não disse que você estava comparando os carros. Só acho que carros caros envolvem projetos de câmbio condizentes com a proposta, o que não é o caso de Focus e Fiesta.

            • Acho que são condizentes sim com a proposta. Carros de dupla embreagem são um conceito mais simples que de conversor de torque. A questão é que o primeiro é bem mais desenvolvido que o segundo, o que acaba influenciando em durabilidade. Acho que o dupla embreagem ele é uma boa alternativa ao câmbio de conversor por causa da eficiência dele. Mas imagino que ele nunca terá a durabilidade de um conversor de torque, e nem precisa ter: Ele tem que compensar no custo e eficiência.

              • Alexandre Maciel

                Por condizentes eu quis dizer que se uma marca considerada de luxo está fabricando um carro com esmero, i.e., caro, obviamente o câmbio será muito bem elaborado, independentemente da tecnologia adotada. Em contrapartida, se se fabricam carros de custo significativamente inferior, não se pode esperar um câmbio primoroso, no que se encaixa o powershift.

                Por falar nele, numa discussão em troca de e-mails da revista 4R, um editor encaminhou questionamento sobre a situação do câmbio e, coincidentemente, hoje recebi a resposta de um advogado de um proprietário que, numa Eco 13/14, fora da garantia no momento, teve orçamento de 28 mil reais para reparar o seu câmbio travado.

                No mais, como possuo um Ford da atual geração, posso lhe dizer sem pestanejar que eu pesquisei e não foi pouco antes de comprar o carro, em 2013. Cesta de peças do Ford Parts, reclamações em fóruns estrangeiros, etc… o veredito só poderia ser no sentido de adquirir um veículo MT. A Ford pode dar a garantia que for mas até ela reprojetar esse câmbio e dar a ele outro nome qualquer pessoa que pesquise um pouco mais não apostará sua paciência nele. Acrescente a isso o fato de o atendimento da fabricante ser uma lástima. Saí de um Honda e com o Ford posso dizer que o tratamento dado pela fábrica é indecoroso.

                • Algumas coisas eu não consigo acreditar. Será que a Ford não vê Toyota e Honda vendendo bem por conta de ligar “um pouco mais” para seu cliente que as outras? Será que é tão difícil assim cuidar para que seus representantes, as concessionárias, atendam bem o cliente. Será que eles não conseguem enxergar que o comprador de Fiesta satisfeito com seu carro, mesmo que a Ford gaste dinheiro para satisfazê-lo, é um potencial futuro comprador de Edge, Fusion? Ou até mesmo um outro Fiesta, um Focus, em vez de Etios, HB20, Civic, Jetta…
                  Alexandre, o custo é alto sim, mas mais pelo preço da novidade e pela amortização do valor da pesquisa. Não sei sua idade, mas dar pau em um tiptronic na década de 90 era dar PT no carro. Hoje damos manutenção em câmbios de conversor de torque (Inclusive daquela época) com alguns poucos milhares de reais. Eu não vejo os problemas específicos dos modelos que equipam os carros, como o DST ou Powershift, mas o conceito em si. Se não tiver problema no robô, o sistema tem que durar mais que uma embreagem comum e o reparo tem que ser o preço de troca de embreagem normal. Que eles invistam na tecnologia até que consigam chegar nesse ponto.

      • Rafael

        Eu discordo. O câmbio é bom para trocas rápidas, mas num carro de passeio não é tão necessário assim essa “virtude” dele, mas sim a durabilidade de uma caixa automática com sistema planetário e conversor de torque ou cvt por conta da durabilidade. Fórmula 1 não pega engarrafamentos e a substituição de câmbios e motores, além de demais peças, ocorrem rotineiramente.

        • Rafael, a velocidade nas trocas não é por uma questão de desempenho, mas conforto. Para você ter uma idéia, a velocidade de troca em um monoembreagem é cerca de 300 milisegundos se não me engano. E você sente o tranco, ao contrário dos de dupla embreagem. E eu falei em desenvolvimento justamente para resolver o problema de durabilidade, ruídos e manutenção proibitiva. A questão é simples: O dupla embreagem é um robô que opera em duas “caixas” de câmbio, uma com marchas pares e outra com marchas ímpares. O custo da troca das embreagens tem que ser no máximo o dobro da troca de embreagem de um carro normal, e não o preço de um motor novo como hoje. O robô é um mecanismo simples, eletro-mecânico ou eletro hidráulico, não tem que custar um rim ou durar menos que a vida útil do carro. As caixas de câmbio tem que ser para a vida inteira como nos manuais. E as próprias embreagens tem que durar mais, afinal são unitariamente menos usadas que nos carros manuais e são livres das barbeiragens dos motoristas. Barulho? Caixa manual tem barulho? Então dupla embreagem não deve ter. O exemplo da F1 foi para ilustrar que o conceito é utilizado em situações extremas de torque, potência com eficiência.

          • Rafael

            Concordo com esse pensamento e conheço o funcionamento. No entanto, fiz uma comparação as caixas hidramáticas que possuem maior robustez, até pq num engarrafamento não há discos de embreagens se desgastando. Eu gosto muito da tecnologia de dupla embreagem, mas para carros civis, ainda mais populares, acho desnecessária e inadequada para a sua finalidade. Sobre a velocidade da troca, não vejo algo extraordinário em relação à automática convencional, aliás a chevrolet desenvolveu no Corvette uma caixa que, segundo ela, é mais rápida na troca do que o câmbio da Porsche. Abç

    • Tygra

      eu prefiro o powershft mesmo, ele é econômico, ágil e robusto. Os problemas apresentados já foram solucionados e o câmbio é muito bom, eu tenho um new fiesta sedan com esse câmbio e nunca tive qualquer problema com ele. É muito superior a um câmbio AT convencional.

      • PEDAORM

        Concordo, muito superior, se o cambio não der problema, garantia que vai dar muita felicidade.

      • Paulo Dola

        PowerShift com os defeitos solucionados??? Acho que não jovem! Pra começo de história a Ford nem assumiu todos os problemas que o câmbio apresenta e muito menos corrigiu os que ela “diz já ter conhecimento”. PowerShift é um dos câmbios mais problemáticos do mundo, tanto que a Ford nem chama ele por esse nome mais, agora é simplesmente AT, devido a difamação dele no mercado. Sem contar o caso recente na Austrália, onde a Ford vem sendo investigada por causa do PS.

        • dogmarley

          não chama de powershift, não….magina
          eu vejo na rua escrito “AT” no porta-malas dos carros, e não “Powershift”

          • Peuooo

            Pois eh, para ficar bom, a Ford tem que assumir os erros! Me poupe, quem tem o carro e teve o problema, com toda certeza do mundo, ele esta tentando resolver o problema, como eu tb fui resolver o meu e resolveu. A Ford não precisa ir na TV e gritar pros 4 ventos que houve um erro de produção. Não há necessidade se ela esta arrumando sim os que estão com problemas. isso é fato. E quanto a ser denominada AT ou Powershift, não muda em nada, pois na traseira do carro o que esta escrito é sempre PowerShift não AT.

            • Lucas de Lucca

              Ficou bom o seu depois que arrumaram?

          • Paulo Dola

            • dogmarley

              no site é uma coisa… é suspeito sim, pode ser que tenha sentido.
              mas no porta-malas do carro tá lá o PS ainda…
              os vendedores continuam falando PS nas revendas (não evidenciando treinamento p/ cortar o nome PS)
              enfim….. eu acho que não tem sentido mas cada um cada um

        • Leo

          Parece que houve extensão de garantia para todos os carros equipados com o PS. E há um recall branco rolando: quando não há conserto, estão trocando as caixas gratuitamente.

        • Robinho

          chama AT???? onde?

      • mauricio

        so faltou falar que ele é confiavel kk

        • Tygra

          O câmbio Powershift rodou mais de 400 mil km com um jogo de embreagem segundo reportagem reproduzida aqui no NA.

    • Vitor Barcellos

      pode até vim com cambio automático. Mas esse Fiesta não vai vim para o Brasil. A Ford já anunciou que o carro pra cá será outro (de baixo custo)…

      • Pacheco

        E a proposta de ser mundial?

      • Doyle

        E esse carro é o Ka

  • Fernando Marques

    Putz… Ficou genérico…
    Quando vi o conceito Fiesta Verve no salão do automóvel achei incrível. Esse dai tá parecendo um Mazda…
    Não curti.

  • Pacheco

    De frente eu achei que era um Punto… klkkkklk

    • Gustavo73

      Achei que era o único maluco que pensou isso, talvez por estar olhando de um celular.

      • Davi Millan

        Não, não foi o único. Eu também pensei que fosse um Punto.

    • Alvaro Guatura

      Parece a dianteira do atual Punto mesmo

    • fbl

      Tive a mesma impressão

    • durango

      tava até pensando em comentar o mesmo.

      • Pacheco

        Cheguei primeiro… kkkkkk

    • Martini Stripes

      Achei que é muita camuflagem pra dizer algo, só perdeu o caimento mais acentuado do teto.

    • Matafuego

      Quando bati o olho tive a mesma impressão

    • leomix leo

      Também vi um pouco de punto nesse Fiesta.

      • Pacheco

        A frente da primeira foto… Mas parece que ele vai ficar bem maior.

  • Lucas086

    Nem tive a chance de ter um do atual, já vai mudar… agora deve bater os 80 temers interimos.

    • Vitor Barcellos

      Vai bater os 80 mil não. Se não for comprar o atual, não terá o novo kkkk’ A Ford já disse que o novo Fiesta não vai vim para o Brasil. Em seu lugar, teremos um outro modelo (de baixo custo)…

      • MauroRF

        E o OneFord então? Já vi que o OneFord deve ser o lucro, porque de carros..

        Na verdade, o Fiesta atual chegou a vender mais de 6 mil unidades por mês, porém, acredito que a crise, os preços altos (subiram demais o preço do Fiesta), além dos problemas do PS, é que fizeram ele ter essa baita queda nas vendas. É um bom produto, mas a Ford dá essas mancadas. E ai agora vai trazer modelo de baixo custo…

        • Vitor Barcellos

          OneFord Latina America, One Ford Europa/Estados Unidos, OneFord India, OneFord China kkk to achando que é assim viu…

        • Vitor Barcellos

          Eles falaram que é porque o Fiesta não se encaixa nos padrões brasileiros… Que aqui o pessoal gosta muito de espaço interno etc (conversa pra boi dormir, né?!)

      • Esse modelo tem até nome aqui, é o Ka. Nas três CSS FOrd que visitei este ano, em todas me falaram que a Ford matou o Fiesta depois do Ka. Quem ia comprar o Fiesta vê o Ka completo mais barato e com mais espaço interno, acaba levando ele, em detrimento do Fiesta. Mas em todas as promoções do ka eram bem melhores, o Ka SEL me ofereceram por 42k na época, enquanto o Fiesta era 50k.

        • Gustavo73

          Tipo Polo e Fox…

      • Raphael Pereira

        ja ouvi dizer em algum lugar q o novo vem e oq nao vem é o sedan que morre por nao vender nada..

        • Pacheco

          Até entendo que o Sedan pode morrer, mas o Hatch deveria vir sim, até pq existem um grande Buraco entre o Ka e o Focus. O Fiesta ocupa esse espaço.

          O que falta para ele é ordenar melhor as versões.

          • Lucas de Lucca

            Buraco que pode ser preenchido lançando uma versão Titanium do Ka com motor Ecoboost e câmbio PowerShift hahahahaha
            A mão do lucro absurdo chega a tremer

            • Pacheco

              Verdade… daria pra equipar mais o KA e preencher isso. E baixar o preço da versão S 1.6 do Focus.

              • Leo

                A versão S 1.6 não acabou? Parece que na linha atual começa no SE..

                • Pacheco

                  Acabou?
                  Gostava antes quando tinha até cambio automatico para a 1.6. Atualmente só na 2.0.
                  Quem usa o carro na cidade não precisa dos 178cv da 2.0. Os 135cv da 1.6 da e sobra. É mais potencia que minha finada Zafira Elite.

  • Ramon Oliveira

    As lanternas verticais já eram uma identidade visual do Fiesta, não sei por que mudaram.
    E pelo visto vão resolver uma das maiores reclamações do carro: espaço interno.

    • Concordo, curtia essas lanternas. Mas note que no Focus a mudança não foi ‘traumática’, deu certo.

    • fbl

      Tb acho. O mesmo aconteceu com o Focus. Nao deveriam ter tirado as lanternas verticais. A versao anterior do focus tinha a traseira bem melhor que a atual. Tinha identidade.

      • PEDAORM

        Não dá para dizer que a mk3 e 3,5 é sem graça, gosto do desenho, mas realmente perdeu a identidade característica do modelo.

      • Victor

        minha mãe trocou o modelo 2014 q ela tinha pelo modelo novo, tive a oportunidade de ver os 2 carros lado a lado e te digo q prefiro visualmente o modelo “antigo”, é mais imponente e com mais identidade

  • Gran RS 78

    A Ford está com um problemão para renovar o Fiesta, pois a marca conseguiu um visual bem esportivo e moderno para o seu compacto e mesmo ele tendo 5 anos de mercado, seu visual ainda é bem moderno. O que sempre afastou vários consumidores é a respeito do espaço traseiro, que por conta do visual agressivo, penalizava os passageiros que andavam atrás.
    Pelo que deu para ver um pouco do visual desse novo Fiesta, o modelo perderá o visual agressivo do atual, e está lembrando o do Mazda3.

    • O que me afastou do Fiesta foi o preço e o acabamento porco da versão de entrada!

      • Gran RS 78

        Verdade, principalmente em comparação quando ele vinha do México, que tinha um acabamento excelente, inclusive com o painel emborrachado. Esse modelo fabricado no Brasil ficou mais bonito com a reestilização, mas nunca que eu pagaria o que a Ford está cobrando por ele.

    • Gustavo73

      Na Europa seu habitat natural não acho que o espaço traseiro tenha sido esse problema todo. Lá ele sempre vendeu muito bem. Mas é chegada a hora de um novo. Agora é ver como será o desenho dele.

    • Alvaro Guatura

      É o mesmo problema que a Fiat enfrenta com o Punto

      • Diz que o Punto vai sair de linha. mas a segunda geração do Punto no Brasil, o facelift, caiu muito mal. Tirou toda a harmonia do design.

  • Paulo Maeda

    Impressao minha ou o porta malas parece maior? A coluna C parece maior que o do atual.

    • fschulz84

      Realmente parece que vai ser maior…

    • Rodrigo Alves Buriti

      Talvez por causa que o atual possui uma janela ali e a lanterna traseira idem, o que ao retirar, dê essa impressão que a coluna C seja maior.
      Eu achei praticamente o mesmo tamanho.

  • Gustavo73

    Ecoboost e o Duratec já são o padrão no Fiesta na Europa. Tinha lido antes que ele manteria a atual plataforma talvez com algumas mudanças. Ee resto é um ótimo carro espero que por aqui além de atualizado ele venha só com os Ecoboost.

    • Vitor Barcellos

      O Fiesta não vai vim… A Ford vai desenvolver um outro carro de baixo custo para o nosso mercado… Ela disse que o Fiesta não se encaixa nos padrões do Brasil…

      • Gustavo73

        Cara você leu isso em uma única notícia e está levando como fato. É até possível que o novo Fiesta não seja feito aqui. Mas viria do México de onde vai para os EUA.

        • Vitor Barcellos

          Se você ver bem, a tendencia é essa… A Fiat vai tirar o Punto do Brasil, e em seu lugar terá um outro produto de baixo custo… A VW tirou o Polo e em seu lugar teremos o Fox (baixo custo), a GM tirou o Corsa/Sonic, e em seu lugar temos o Onix… Fora a Renault que ao invés do novo Clio, temos o Sandero… Só sobrou o Fiesta, C3 e 208…

          • Zoran Borut

            A VW pretende vender o novo Polo aqui, feito sobre a MQB, com o nome de Fox e claro depenado.

            • Gustavo73

              Vamos ver o que a VWB vai fazer. A SpaceFox tenho certeza irá virar um altinho de verdade, provavelmente a versão da VW do Q2. Se for o Polo vom nome de Fox não será ruim, e claro não terá os mesmos gadgets de lá.

            • Raphael Pereira

              Esse carro hoje atende pelo nome Gol no brasil

          • Raphael Pereira

            Ja a Renalt ate entendo, quando ela trazia os originais franceses pra ca ninguem comprava e, visto que as outras francesas vendiam razoavelmente mais do que ela ja que na epoca o 206 vendia bem e o clio minguava so pra dar um exemplo, so restou apelar pra sua linha b feitos pela Dacia, deu certo e o jogo virou ela hj vende mais que as demais francesas que ainda trazem os mesmo carros vendidos na europa , exceto o 308 que nem merece comentarios

          • dogmarley

            tá e o link da notícia da Ford falando que não vai trazer o Fiesta ?
            mandaê

        • dogmarley

          verdade…. to guardando o link da matéria q ele leu essa afirmativa…….

          • Gustavo73

            Até sei aonde ele leu. Na Autos Segredos.

  • DTF

    No Brasil em 2020

    • No_Name

      Início de 2018. O projeto para a produção nacional já está 100% concluído.

      • DTF

        tomara

      • Vitor Barcellos

        Vai vim nunca… A Ford disse que teremos um outro modelo (de baixo custo para o lugar do Fiesta)…

        • No_Name

          “Ford disse”… Rsrsrs. Marlos não é Ford, filho.
          Eu tenho parente envolvido no projeto B479. O carro está pronto, com praticamente todos os fornecedores locais de peças já definidos e será lançado por aqui no começo de 2018.

          • Gustavo73

            Pois é. Quando o Marlos fala da Fiat é uma coisa, já que paece ter bons contatos por lá. Já das outras tem muita especulação.

        • Zoran Borut

          Se você vai repetir isso em trezentos comentários, ao menos corrija o “vai vim”.

  • fbl

    Powershit mantém? Espero que não ne…

  • HugoCT

    Tomara que seja mais espaçoso, pois o atual é um aperto só, fator pelo qual eu acabai não comprando um.

  • AndersonRomeiro

    Finalmente terá espaço como tem num Sandero, espero que a mala tenha no minimo 300 litros e carro seja alto. E que passe ser automático de verdade e não automatizado. E Fiesta atual ganhe motor 1.0 normal pra ser mais uma opção

    • No_Name

      Quer carro algo compre esses pseudo-jipes, colega.

      • AndersonRomeiro

        Carro altinho como Sandero, Fox, Não como Duster, Eco.
        Esse Fiestinha apertado poderia ganhar a versão Rocam e ter um preço acessível, pra ser mais uma opção 1.0 nos modelos da Ford.

        • Bruno Mesquita

          Bom… você mesmo citou os carros que lhe atendem. Se o Fiesta não te atende, ignore-o. Os consumidores de New Fiesta não estão interessados em carros “altinhos”, “aventureiros”, “quadradinhos”, etc.

        • Gustavo73

          Espero que mantenha as características de hatch e que o Fox fique mais Polo.

  • No_Name

    Pelo visto é um facelift profundo do atual. Não costuma dar muito certo, fica lembrando algo remendado. O parabrisas enorme continua lá (e parece ser igual), as portas são quase as mesmas, a dianteira não parece ter mudado muito e por aí vai…
    Na Europa no fim desse ano e no BR no início de 2018.

    • Vitor Barcellos

      Na verdade, nem vai chegar aqui no BR rs… Assim como a GM tirou o Sonic, a VW o Golf, e a Fiat vai tirar o Punto, a Ford vai tirar o Fiesta daqui. Em seu lugar, teremos um outro modelo (de baixo custo). Os únicos carros globais que serão mesmo mesmo lá da Europa, será só o 208 e o C3…

      • Gustavo73

        O Punto morreu na Europa, o Golf está aí.

        • Vitor Barcellos

          Falei errado kkk’ não era Golf, queria dizer Polo kkkk Mas na Europa, eles terão a nova geração do Punto… E aqui a Fiat já disse que não vai chegar.

          • Gustavo73

            Ainda não de sabe o que vai acontecer com o Punto nem na Europa. Golf e Polo tudo igual rsrsrs. Aqui a Fiat vai substituir Palio Punto por um novo Palio. Voltando a VW, tém o novo compacto usando a MQB-A0 confirmado no Brasil. A base será a mesma do futuro Polo europeu, mas até aí o Fox usa a mesma plataforma do Polo da mesma época. Entendo sua visão, mas acho cedo para bater o martelo. A Ford tem a vantagem de poder trazer o Fiesta do México. O que ppde acontecer inclusive com a nova geração do Focus na super fábrica que a Ford vai fazer no país da Tequila.

            • No_Name

              Fiesta B479 (esse aí da foto) deixará de ser produzido no México, para dar lugar ao Focus que vai sair dos EUA. Produção do Fiesta para as Américas ficará a cargo do Brasil e Tailândia.

              • Gustavo73

                Achei que a fábrica para o Focus fosse completamente nova e independente da do Fiesta.

                • No_Name

                  Sim, há uma 3ª fábrica da Ford sendo erguida no México mas até o momento não há confirmação dos produtos a serem produzidos lá. Porém o Fiesta já é dado como praticamente certo que deixará o México. Dizem que a América do Norte será abastecida pela Tailândia.

                  • Gustavo73

                    Seria bom que todos saíssem daqui. Se os EUA e Canadá receberão de outro lugar é sinal de simplificação de alguma maneira. Uma pena…

    • Doyle

      A geração 6 do Fiesta já passou por facelift em 2013. Essa é a 7

  • Christian Balzano

    Sobe lanterna, desce lanterna. Sobe placa, desce placa. E o design anda perdido entre essas indecisões.

  • Fábio

    Parece que não vai ter aquele design arrebatador do atual, vai ser comum. Mas quero saber se vão melhorar os calcanhares de aquiles do atual Fiesta: acabamento e espaço interno.
    Motor, design e dirigibilidade o Fiesta vai continuar bem servido.

  • Janderson von Neumann

    Aqui em casa temos um Fiesta Titanium PS para o dia a dia, e digo, carro maravilhoso, muito ágil, muito econômico, gosto muito dele, principalmente para a cidade, carro perfeito. Encaro o próximo se vier tranquilo, mas tem que vir com o PS, senão sem chances.

  • Bruno Gomes

    Bacana essa nova geração, mas nada tira o brilho e a beleza do conceito Verve. Tive o prazer de ter um Mexicano 2012 HB e fiz a burrada de trocar pelo nacional em 2014, mas mesmo o carro me dando dor de cabeça, é inegável a beleza da atual versão. Vamos esperar pela versão final, só assim poderemos tirar todas as conclusões. Será que virá ao Brasil? Tomara e que venha do México com motores modernos, acabamento bom e um câmbio menos problemático.

    • Vitor Barcellos

      Fiquei sabendo que não vai vim. A Ford disse que tem outro projeto para substituir o nosso Fiesta…

      • Bruno Gomes

        Bola fora, visto que eles conseguiram apesar de inúmeros problemas com o câmbio PS fazer com que o Fiesta tivesse uma boa procura. Tá difícil entender esse mercado.

    • Gustavo73

      O motor do mexicano é feito aqui, o câmbio PS acho que bem de lá. Já os materiais do nacional tiveram sim uma redução na qualidade.

      • Bruno Gomes

        Me refiro aos Ecoboost que já são oferecidos em outros mercados e aqui atualmente só equipa o Fusion. Recentemente apresentaram a versão 1.0 mas quando me referi à motorização moderna foi sobre os atuais motores diante de outros mercados.

        • Gustavo73

          Esse infelizmente chegará aqui por enquanto só importando e equipando só a versão Titanium segundo as notícias. Poderia e deveria ser feito aqui. Mas deve chegar “a conta gotas como o TSi da VW”.

          • Lucas de Lucca

            E provavelmente a módicos R$ 75 mil. Ou seja, a Ford não faz questão de vendê-lo. Pelo menos o TSI da VW equipa versões mais acessíveis do up!.

  • Eduardo Brito

    Pelo jeito, se for uma nova geração, deve chegar aqui lá pra 2020(se chegar).

    • No_Name

      Não é tão novo. Tem muitos detalhes do atual, parabrisa, portas quase iguais, maçanetas e retrovisores aparentemente aproveitados de outros carros da marca, dianteira com poucas mudanças… O projeto B479 é um tipo de facelift profundo do B299, mantendo a plataforma com algumas revisões e aproveitando algumas partes da carroceria com mínimas mudanças.

      • Gustavo73

        Então o que eu li não está tão fora. Manterão a mesma base do atual. O que não significa que seria ruim. A diferença da plataforma do Polo alemão (PQ25) para.o que tivemos (PQ24) acho que estaria no mesmo nível.

  • Vitor C

    Pelo que eu andei lendo essa geração não vem pera o Brasil, a Ford quer desenvolver um modelo especifico para a América do Sul. Se tiver qualidade e segurança boa não vejo nenhum problema nisso. Caso contrário tratarei como lixo.
    Só não entendo o porque dessa iniciativa, a Ford não seria global ?

  • zeh

    mais uma adaptação de farol e lanterna no designer kinetic….

  • Cesar Oliveira

    Pela carroceria parece que vai ficar bonito, mantendo mais o formato de hatch. O novo Opel Corsa ficou com jeito de minivan, com a frente curtinha.

  • CanalhaRS

    Então teremos o New New Fiesta?

    • No_Name

      Sim. É uma pena o novo Fiesta ser apenas uma atualização do atual. O futuro Polo que chega em 2017 tem a promessa de ser inteiramente novo, com plataforma do Golf e isso vai refletir nos comparativos e testes dos novos Polo vs. Fiesta, o Polo dessa vez terá tudo para ficar na frente e se tornar o queridinho da Europa.

  • Cesar

    Frente do Fiat Punto e traseira dividida entre new fiesta e focus..kkkkkk

  • mauricio

    esse carro muda a cada ano

  • dogmarley

    no lançamento do New Fiesta todos chupavam as bolas do carro pelo câmbio Powershift,
    agora todos descem a lenha.
    hauahuahahahuahauhaua
    eu particularmente nunca tive problemas..

    a efeito de comparação,
    no lançamento da Toro/Renegade todos micavam o carro pelo motor, agora têm de engolir choro dos líderes.
    ahuahauhauahuahuahuah

    br gosta de ser Vidente do mercado… ?

  • Franco da Silva

    Mais um que fica “altinho”. Pffff…
    No fim, o que não for SUV, será quase um…
    Lá se vai o prazer de dirigir. Se bem que o trânsito já acabou com isso mesmo… Vem Google, traz os autônomos.

  • Pacheco

    Sim, o Punto sempre foi um carro atrativo e bonito. Essa Evo atual que matou.

  • Peuooo

    Caramba! Esta ficando muito 10! *_* Pena que pelo jeito vai demorar muuuito para vir pra ca!

  • Peuooo

    Ja tenho a 3 anos o meu carro e nunca me aconteceu isso. Agora tem que ver o que esse senhor fez, para ocorrer este problema. A internet, graças a deus, nem sempre diz a verdade.

  • Pacheco

    A Grand Cherokee que eu tinha, usava a transmissão Mercedes de 5 marchas. Quando usava o 4×4 Reduzido durante muito tempo, aparecia a mesma informação no painel. Transmissão em Superaquecimento e o 3º estagio da ventoinha entrava para resolver o problema.

    Esperava uns 5 minutos com o carro ligado e em D e ele resolvia.

    Alguns problemas do cambio acontece por uso errado dos condutores.

  • Vattt

    Acho que ele está mais largo, pelo que vejo nas fotos! Pra mim são uma das coisas que acho estranha no Fiesta, principalmente com a versão sedan que parece ser mais estreita que o Ka+. Vai ser uma boa vitaminada.

  • Alexandre Maciel

    Ao invés de esticar o carro a Ford deveria contratar um japonês para saber como a Honda consegue reduzir tanto o cofre do motor para privilegiar o espaço interno. O carro é bom em termos de mecânica e suspensão mas o atual deve ter sido projetado pensando em manutenção ao invés do conforto do proprietário.

    • Guilherme Batista

      Talvez uma solução seria fazer como no UP!, colocar o Fiesta com somente um motor ex: 1.0 Turbo Ecoboost. Pois aí não precisaria de um cofre grande pra caber os motores maiores. No UP é assim, só cabe o motor de 3 cilindros, ai ganharam espaço interno e até um pouco de porta-malas que é do mesmo tamanho que do gol

  • Uma dúvida: Era para usar 3 palavras + o nome do carro, ou o nome do carro tinha que estar entre as 3 palavras?

  • Léo Faria

    Já tô até vendo o Focus com preço de fusion e esse fiesta acima do New fiesta

  • Guilherme Batista

    A parte que mais me empolgou foi o fato de tentarem aumentar o espaço interno do carro. É a única critica que tenho desse carro, se melhorarem isso, vai ser sensacional.

  • Edson Fernandes

    Na minha opinião um dos pontos altos do carro é justamente o visual da traseira com lanternas verticais. Faz uma ligação no desenho perfeita. Essa lanterna horizontal quebra essa linha.

    Ok, querem diferenciar o novo do atual… mas para mim só o ganho que aparentemente a mula demonstra já seria o suficiente. Para mim, o maior problema do Fiesta nacionalizado concentra-se em material de acabamento, seus encaixes, espaço interno (gravissimo de tão pequeno) e o cambio powershift que ainda possam ter resolvido a maioria, continua a ter o problema.

  • Luiz camurça neto

    lindo como todo Fiesta!



Send this to friend