Eventos Jaguar Lançamentos Sedãs Test Drive zslider

Novo Jaguar XE: Impressões na pista e na estrada

jaguar-xe-impressões-NA (75)

O Novo Jaguar XE foi apresentado nesta sexta (25) para experimentação da imprensa especializada no autódromo Velo Cittá, em Mogi Guaçu/SP. O novo sedã de acesso da marca inglesa chega ao mercado nacional nas versões Pure, Pure Tech, R-Sport e S V6.

Há duas opções de motores: Si4 2.0 de 240 cv e 34,5 kgfm e SV6 3.0 Supercharged de 340 cv e 45,7 kgfm. A transmissão é ZF 8HP de oito velocidades e a tração é traseira. Com 75% de alumínio em sua estrutura, o Jaguar XE pode ir de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos na versão S, atingindo 250 km/h (limitada).

jaguar-xe-impressões-NA (76)

Confira abaixo preços e detalhes de cada versão do Jaguar XE:

Jaguar XE Pure – R$ 169.900 – Bancos em couro Luxtec, volante multifuncional em couro granulado, acabamento em Black Piano e detalhes contrastantes no painel de instrumentos. Sistema Stop/Start, transmissão automática de 8 velocidades, sistema de monitoramento de pressão nos pneus, faróis Xenon com luzes de circulação diurna em LED, All-Surface Progress Control, Jaguar Drive, sistema de navegação, sistema de som Jaguar com 6 alto-falantes e sensor de estacionamento traseiro.

Jaguar XE Pure Tech – R$ 177.000 – Teto solar elétrico, câmera traseira de estacionamento e limpadores de para-brisa automático com sensor de chuva foram adicionados.

Jaguar XE R-Sport – R$ 199.900 – Body kit exclusivo, com saias laterais, para-choques dianteiro e traseiro diferenciados e aerofólio traseiro. Bancos esportivos revestidos em couro Taurus com opções bicolores. Emblema “R-Sport” gravado em diversos lugares do carro, como no volante e nas soleiras das portas. Suspensão recalibrada, faróis de Xenon adaptativos, assistente de farol alto, memória para os assentos do motorista e do passageiro, sistema de som Meridian com 11 alto-falantes, coluna de direção ajustável eletricamente e rodas aro 18” na cor preta, com opção da cor prata.

Jaguar XE S V6 – R$ 299.900 – Sistema Adaptive Dynamics com amortecedores ativos e configuráveis, bancos esportivos com revestimento combinado em couro Taurus e Alcântara, com opção inteiramente em couro. Interior com acabamentos em fibra de carbono e Black Piano, para-choque dianteiro exclusivo, aerofólio traseiro, detalhes em preto brilhante na traseira, pinças de freio na cor vermelha cobertas pelas rodas em liga leve de 19 polegadas.

A versão traz o inédito Head-Up display com tecnologia a laser que proporciona maior definição na imagem projetada no para-brisa dianteiro. Além disso, vem equipada com Keyless Entry, sensor de estacionamento 360º, monitor de ponto cego com sensor de aproximação de veículos e detecção de tráfego em marcha a ré.

jaguar-xe-evento-pista-8

Impressões ao dirigir

O evento Dynamic Tour no autódromo Velo Cittá permitiu realizarmos um teste com o Jaguar XE S na pista fechada, enquanto um teste mais longo em estrada foi feito com a versão R-Sport 2.0.

O XE S tem motor V6 3.0 Supercharged de 340 cv, que entrega muito força em baixas rotações. O modelo é dotado de amortecedores ativos e configuráveis, que no modo de condução esportiva, permite maior estabilidade e melhor tangenciamento nas curvas.

O propulsor tem boa resposta nas saídas e rapidamente faz o XE alcançar velocidades elevadas. O volante esportivo com paddle shifts permite extrair um pouco mais da performance do conjunto, mas não muito por causa da interferência do sistema.

jaguar-xe-evento-pista-7

Apesar da grande potência e da tração traseira, que tende a deixar a traseira escapar com mais facilidade, o Jaguar XE S se mostrou muito equilibrado nas curvas e em frenagens, dando mais controle do condutor. Os freios são mais do que suficientes e possuem pinças vermelhas, maiores que as do modelo 2.0.

O bom equilíbrio é devido a distribuição de peso igualitária entre os eixos dianteiro e traseiro, garantindo uma condução mais esportiva e prazerosa na pista. O HUD com informação de velocidade no para-brisa e a excelente posição do motorista, destacando-se no interior.

jaguar-xe-impressões-NA (8)

Estrada

Na estrada, o Jaguar XE R-Sport – versão que a marca inglesa foca a maior parte do mix de vendas do sedã – se mostrou muito boa ao dirigir. O motor 2.0 GTDI de 240 cv e 34,5 kgfm é um velho conhecido e, sabendo disso, não nos surpreendeu de outra forma, que não seja pelo seu excelente desempenho.

Bem casado com a caixa XF 8HP, o motor é mais do que suficiente para uma condução esportiva ou mesmo uma viagem longa com baixo nível de ruído, consumo condizente e força extra para ultrapassagens, deixando o condutor totalmente à vontade.

Com rodas aro 19 polegadas, o R-Sport não é feito para asfalto destruído e nem trechos de muitos buracos, deslanchando suavemente pelo piso bom das estradas do interior paulista.

jaguar-xe-impressões-NA (43)

As respostas em Drive já são rápidas o suficiente para uma condução esportiva, elevadas com o modo Sport e potencializadas no modo Dynamic, que permite reações mais agressivas por parte do conjunto motriz, direção e suspensão. Ou seja, andar rápido é com o XE R-Sport. A estabilidade e os freios são mais do que suficientes para o dia a dia.

De modo geral, o Jaguar XE atendeu positivamente às expectativas e surpreendeu pelo seu bom equilibro e esportividade, especialmente com o motor 2.0. Poderia ser melhor em espaço para quem vai atrás. Mas fora isso, nossas primeiras impressões foram muito agradáveis. Mais considerações sobre o novo sedã inglês somente na Avaliação NA.

Galeria de fotos do Jaguar XE:

Evento a convite da Jaguar.





  • Doyle

    Isso sim é um bom design! Aprendam, BMW, Mercedes e Audi

    • Vini

      putz

    • Na Dúvida, Acelera!

      Sem falar no interior, muito superior ao interior da Série 3.

      • gveralonso

        Nossa senhora, e como.

      • alex

        Nem tanto, quase nada, ou nada!

        • Lucas

          sinceramente, já andei num série 5 e achei o interior muito bom, mas nada fenomenal, tirando o simbolo da BMW, não dava a impressão que se tratava de um veículo “premium”.

        • Daniel Bezerra

          O interior das série 3 que entrei são muito ruins. Não se comparam aos do XE, Classe C e A4 que entrei. Me decepcionei bastante. Bem longe desse ai da foto. Não sei se esse é da 335i, pois nunca entrei em uma e ela é bem mais cara. O “couro ecológico” da BMW é muito feio. Tem bastante aspecto de plástico. Muito ruim para o nível que se espera do carro. Pelo menos foi essa a minha impressão e a da minha esposa.

        • Prefiro esse interior da BMW, ou Audi A6

    • Minerius Valioso

      O que peca mesmo é a Audi, na minha opinião.

  • Ricardo

    Assim como a Volvo, uma das poucas marcas que competem com igualdade com as alemãs!

  • Gustavo

    Bem gosto é gosto mas me desculpem interior pobre e frente merecia um pouco mais de beleza e esportividade, continuam um passo atrás das alemãs…

    • dallebu

      Também achei o interior meio pobre… O que é aquele puxador plástico da porta traseira? Parece coisa de carro popular…

      • Na Dúvida, Acelera!

        Pior que a Série 3 não tem, painel laranja (coisa de Fiat), sem falar naquele freio de mão antiquado, painel sem o mínimo refinamento.

    • Na Dúvida, Acelera!

      Interior pobre? Acho que você nunca entrou em uma Série 3.

      • Roberto

        Muito amor pela BMW né?

      • Gustavo

        Entrei sim apesar do preço ser bem menor do que a Jaguar pede na XE tem materiais de melhor qualidade e mais requinte

  • Sam86

    Carrão!

    Pena que não será mais fabricado aqui… graças ao PT! 😤

    • Na Dúvida, Acelera!

      “Pena que não será mais fabricado aqui…”

      Depende do ponto de vista, para mim isso é uma vantagem.

      • Cyro

        Pra mim também…
        Já não compro mais nem golf nem audi A3

  • Resendemaster

    Versão de entrada R$ 169.900 e sem câmera de ré. Como que pode isso?

    • Antonio Sergio

      É porque se trata da versão barata do modelo. Quem quiser a câmera tem que optar por modelos mais caros do carro. Pra você ver que este tipo de coisa existe até em carros ditos premium. Ou seja, entre eles também existe a versão de entrada e a top.
      No Brasil veja o que acontece com o Nissan March, por exemplo, um carro barato, existe câmera na versão top. Entendendo, câmera de ré, para alguns ainda é coisa de luxo. Vai entender…

      • Ramom Alencar

        realmente, nesses carros de alto padrão a ÚNICA coisa que deveria mudar da versão mais barata para a mais cara é o motor (claro que suspensão, freios, rodas e pneus também mudariam por conta de desempenho e segurança)

        • Mr. Bola de FOGO!

          Concordo plenamente.
          Pra mim, isso foi economia de palito.

        • Lucas

          Dirigi um Série 5 nos states esse ano. O carro não tinha nem sensor de ré, quanto mais câmera.

          • Ramom Alencar

            e olha que é um carro de 50 mil dólares…

      • Cyro

        Cara uma camera de ré deve custar 100 reais pra montadora ( isso já instalada no sistema).
        E eles estão cobrando, junto com o sensor de chuva, 8 mil reais…

        Essa versão pure não devia nem existir.

      • Uma câmera de ré não custa nada, 80 reais na sta Ifigênia (SP). Hoje em dia até o UNO tem StarStop. fala sério né? Isso é ganância das montadoras, para que as pessoas comprem pacotes que não vão usar, apenas para ter um mísero GPS, câmera de ré ou sensores.

    • Lucas

      Dirigi um Série 5 esse ano nos Estados Unidos. NEM SENSOR DE RÉ O CARRO TINHA, QUANTO MAIS CÂMERA.

      • Teste

        A diferença é o preço do produto. Aqui pelo alto valor, seria justo começar já no pacote completo com preço do básico

        • Lucas

          BMW é carro em qualquer lugar. Pode ser muito mais barato que aqui, mas é mais caro que os concorrentes de marcas sem tanto prestígio.

        • Lucas

          Mas lá tbm é caro. É mais barato que aqui, mas continua sendo bem caro.

      • André Flandres

        Sim. Em mercados mais maduros você pode montar o carro praticamente do jeito que você quiser. Aqui é tudo engessado e os ganhos em escala bem mais difíceis, de sorte que, para compensar o risco Brasil, os fornecedores sabem jogar muito bem com o status e a psicologia do consumidor.

        Às vezes você quer porque quer um equipamento bobo, mas que só vem no pacote ultra-exclusive-prestigè, junto com uma porção de penduricalhos e traquitanas que você nem faz questão, tudo custando os olhos da cara. Aí como você vive nessa economia podre, com o governo ainda atrapalhando, ou você fica sem o seu equipamento ou paga o preço.

  • Bittencourt

    Câmera de ré e sensor de limpador por apenas por R$ 177.000,00…
    Vai muito bem…

    • Vini

      na verdade custa 8 mil, que é a diferença pra versão de entrada

  • Ramom Alencar

    [OFF-TOPIC]
    bem bacana e bem completa essa loja do NA, gostei bastante
    parabéns pela ideia e parceria

    • gveralonso

      Qual é essa loja? Não estou sabendo.

  • enginemoderno

    Ótimo conjunto com único problema, preço acima dos concorrentes.

    • Lucas

      Realmente, prefiro um C200 ao Pure Tech ou uma 328i. Mas é um carro muito bacana.

      • enginemoderno

        A classe C realmente é a mais luxuosa por dentro.

      • Cyro

        C250 com as demais ne?

        • Lucas

          C200 já dá de pau. C250 vai competir com 335i e a versão de 200mil do Jaguar.

  • Vitor Yohan Casaes

    Carro maravilhoso, interior bem clean e extremamente bem acabado, como todo jaguar.

  • Gabriel Boscatto

    Achei as lanternas desproporcionalmente grandes pra traseira do carro. No mais, gostei bastante

  • Bruno Silva

    Esse carro vai alavancar as vendas da Jaguar. Aguardo ansiosamente o F-Pace para uma futura indicação. Sobre o site, estou com iPhone 6 Plus e toda hora aparece uma página branca pedindo para tirar o site da lista de sites bloqueados, porém não sei como faço isso, pois no meu aparelho anterior (iPhone 5S) isso não acontecia.

  • Valdemir Souza

    Que máquina! e nessa cor, ficou show!

  • aceleradormoderado

    A marca Jaguar passa impressão de maior exclusividade em relação a Audi, Mercedes e Bmw, acho que ficaria com o XE do que qualquer alemão da categoria.

  • Cyro

    Ficou faltando uma versão de 140 mil. (nem que para isso o motor fosse um pouco menor…)
    E opção de interior claro (não só preto)

  • ALVIN_1982

    Rodas pretas estragam qualquer carro…

    • Eduardo Gregório

      Legal você comentar isso. Há uns 8 anos eu tinha essa mesma opinião e hoje em dia gosto bastante de carros com roda escurecida.

      • ALVIN_1982

        Até um grafite é aceitável pra mim, agora que sentido faz ter rodas de liga sendo preta? Melhor deixar a de ferro original preta mesmo…

  • Thiago

    Para um carro que quer ser superior ao trio germânico colocam um motor de Fusion, acho muito difícil convencer as pessoas que você possui um legítimo carro inglês, mas que usa um motor ford de um carro mais barato.
    Palavras de Jeremy Clarkson:
    “Isso faz com que o 2.0 turbo do meu carro de teste seja de uma velha unidade da Ford, que fez a sua estréia no Mondeo…você sempre vai saber, enquanto anda por aí, que o coração da sua máquina não veio do lugar certo.”

    • Danilo

      Land Rover usa motor a diesel da Ford amigo, são excelentes motores até mesmo a volvo usa os mesmos.

  • Celso

    Fala-se muito no trio alemão premium (Audi, Mercedes e BMW), mas há outras marcas premium a pensar, como Jaguar e Land Rover, Volvo, Infiniti, Lexus, Cadillac, Maserati, a Alfa Romeo está voltando, Porsche com Panamera. Tem também as super premium, Rolls Royce e Bentley. Se não esqueci alguma é isso.

  • Eduardo Santos

    É engraçado esse momento no mercado brasileiro, diante da crise temos: AUDI A4 ou MERCEDES C180 por 150 mil reais, BMW 320i ou JAGUAR XE por 170 mil reais, e até carro da JEEP (renegade) por 70 mil reais.

    Em outro lado temos Hyundai da moda querendo empurrar seu Azera por 160 mil reais, quando o modelo chegou por 110 mil nessa última geração (acho que em 2012), além do novo I30 por 95 mil reais, e agora HB20S Ultra Hiper Mega Premium Transformer Edition por 60 mil reais.

    Agora a turma dos esquecidos: Volkswagen com o seu obsoleto e esquecido Passat CC por 170 mil reais (não tenho certeza, mas me corrijam se eu estiver errado), Toyota Camry por 180 mil reais, e Honda Accord por 150 mil reais, além do Civic Velozes e Furiosos Edition (mais conhecido como SI) por 125 mil reais.

    Conclusão: Se essas marcas de luxo continuarem investindo no Brasil, oferecendo carros de entrada por preços competitivos perante o que ronda nosso mercado, além do consumidor de luxo se informar mais, acredito que esse mercado de carros de 100 a 200 mil tende a ficar mais legal e diverso.

    E você, consumidor desse segmento, ainda vai comprar Hyundai Azera?
    OBS: eu já fui muito fã do Azera.



Send this to friend