Europa Ford Hatches Mercado

Novo Ka prepara o passaporte para a Europa

novo-ford-ka-avaliacao-NA (45)

O Novo Ka já está preparando o passaporte para o mercado europeu. O compacto de projeto brasileiro deve receber pequenas alterações no visual, que atualmente segue o padrão global da Ford.

As adaptações do Novo Ka ao mercado europeu já estão avançadas e as opções de motor devem ser concentradas no diesel 1.5 Duratorq de 75 cv e no 1.0 EcoBoost com 100 cv. O modelo deverá chegar ao continente importado da Índia. O lançamento deve ocorrer em 2016 nos salões de Genebra ou Paris.

[Fonte: Auto Evolution]





  • Andre Cupertino

    O real tá desvalorizado. O carro poderia ser exportado a partir daqui, mas o fato de escolherem a Índia indica que o nosso é muito inferior ao padrão europeu.

    • Hiboria

      Acredito que seja pela distância e agilidade.

      • CorsarioViajante

        Acrescentaria mais dois chtutes: talvez o Ka venda bem aqui e não tenham muitas unidades para serem exportadas, e muita instabilidade institucional para fazer novos planos.

        • Ramom Alencar

          isso também…

        • V12 for life

          Além dos EcoBoost e Duratorq não serem produzidos localmente no momento.

        • Gustavo73

          Acho que a questão principal seriam os motores. O Ecoboost e o Duratorq teriam que vir da Europa e depois voltar. Na Índia fica mais fácil. Fora que nessa de dólar valorizado a VW sr deu mal com o Fox quando o real reverteu.

          • Davi Millan

            Isso mesmo! O fator principal da produção do Ka ser na India é justamente a ausência dos motores Duratorq e Ecobost no Brasil. Além desses outros pontos observados como localidade, linha de montagem e o consumo alto no mercado interno.

        • Hiboria

          Quanto a instabilidade acredito que na Índia também exista, mas a capacidade de produção vc está correto e talvez até no custo, pois acho que na Índia o custo da mão-de-obra seja mais barata.

      • Cidadão

        Se o mercado alvo for a Inglaterra (grande mercado para a Ford), também tem a questão do volante na direita por causa da mão inglesa, que é utilizada na Índia

    • Minerius Valioso

      Estão confiando mais na economia indiana do que na brasileira.

      • Alexandre Cecchetti

        e quem não?

        • vicegag

          Até a Hyundai, eles com Creta e nós com HB20, (sei que foram épocas diferentes e o HB20 vende muito, provavelmente este Creta deve ser feito ainda no Brasil).

      • No_Name

        Acredita que o México, pertinho de nós, já é o maior importador de carros fabricados na Índia??? Pra ver como o Brasil tá desprestigiado. Importam da Índia mas não importam dos vizinhos.

        • duhehe

          desprestigiado não, literalmente desgovernado.

          • 4lex5andro

            os dois, de fato .. esse é o br emergente ..

        • CharlesAle

          Com certeza. Brasil perdeu o bonde do mercado internacional, e agora, viverá um bom tempo de migalhas! E é isso que os gringos não entendem: um País com tanto potencial para crescer, com farta mão de obra, matéria prima etc. Mas prefere sempre o caos e o atraso…

      • Junoba

        A Índia só tende a crescer economicamente. Até o PIB deles já está maior que o nosso.

      • CharlesAle

        Com certeza. A India não tem os problemas politicos/institucionais que o Brasil tem. Sem contar os próprios custos industriais, que não Índia devem ser bem menores..

    • HenriqueHJ

      Acredito que não seja problema de montagem ou qualidade. lembrando de que o Ecosport que é vendido na Inglaterra é feito na Índia também e que o carro é constantemente bombardeado com reclamações quanto a aparência, material e qualidade construtiva.

      Creio que o fator principal deva ser de que a Índia como ex colônia tem acordos de comércio preferenciais com a Inglaterra que o Brasil não possui. além do mais o custo de produção na Índia deve ser bem mais barato que a do Brasil. mesmo que a paridade USDxR$ tenha tornado os produtos brasileiros mais atrativos.

      No mundo automotivo vai ter um abalo gigante quando a China começar a exportar carros não de marcas chinesas mas sim das marcas estrangeiras que tem fábrica na China e isso vai acontecer quando a demanda chinesa cair e não consumir tantos carros da VW, GM, Ford e etc..

      Como eu digo: eu não compro um Brilliance made in China, mas um BMW made in China com um preço mais em conta eu compro sem problemas.

      • Edson Fernandes

        Só que esse carro mais em conta não vai existir. Com sorte no mesmo preço do momento em que isso acontecer para mais.

        Vc já viu redução de preços de um produto que é produzido por lá? Eu nunca vi.

    • Junoba

      Sim, mas vários fatores estão no meio disso. O Brasil ´´exporta“ impostos, desde a linha de montagem. O problema é o governo que só quer ganhar.

      • Henrique Flávio Castro

        Não se exporta imposto.

        Vá se informar melhor.

        Um auxílio, vá ler a Lei Kandir (LEI COMPLEMENTAR Nº 87, DE 13 DE SETEMBRO DE 1996).

        • CignusRJ

          A lei Kandir veio exatamente para isso, acabar com a “exportação” de impostos que o Brasil fazia mas na prática não acabou. O Brasil ainda “exporta” impostos e talvez seja o único país a fazer isso.
          .

        • Junoba

          Eu já vi gente comentando, até economista senão me engano, que o Brasil ´´exporta“ impostos.

    • Pedro Cunha

      Também acredito que o padrão de produção ford-brasil não atenda as exigências dos europeus.

  • !Marcelo Surf!

    na Europa, como são países de gente, eles terão que oferecer opções de gente, ao contrário daqui, da bananândia.

  • ÓQUEI

    Fico orgulhoso com essa notícia. Esse 1.0 Ecoboost seria interessante

    • Antonio Paulo Bento

      Orgulhoso? por ser importado da índia? o projeto é brasileiro mas poderia ser importado daqui.

      Edit: Vale lembrar que muitos empregos estão na corda banda e que esta importação (se houve-se um bom acordo com o governo) ajudaria e MUITO a melhorar o comportamento da nossa industria de automóveis.

      • what_the_hell??

        “corda bamba”

      • fschulz84

        Hoje em dia, é mais fácil um mercado importar um produto destes do Sri Lanka do aqui do Brasil.

        A instabilidade e fragilidade de nossa economia afasta qualquer tipo de possibilidade.

      • Ney

        A planta nao tem capacidade para atender o Brasil e a Europa, alem de nao fabricarem os motores acima citados.

        • Antonio Paulo Bento

          Ok, não temos esta “capacidade” porem poderíamos ter.
          Se houve-se um “me escuta que te escuto” a coisa talvez ficaria mais acessível.

          O imposto tem que ter se não o país pode quebrar, O.K porem fazer com que o imposto diminua, porem aumentando a capacidade produtiva acaba que gerando novos empregos e fazendo a economia girar com mais vigor.

          E o imposto seria abaixado porem não deixaria de ser arrecadado a quantidade desejada por causa do volume gerado em toda a economia.

          • Ney

            Concordo que poderiamos ter com investimentos para aumento da producao. Mas este tipo de decisao vem de muito tempo (nao e’ como pensamos). E quando decidiram o Brasil devia estar com Real ainda valorizado e boas vendas internas. Isso e’ o que penso…

            • Antonio Paulo Bento

              O Real desvalorizado ajuda a “importação” só não ajuda a “exportação”

              • Ney

                Nao… o Real valorizado (proximo do 1:1 com dolar) deixa nossos produtos caros para exportar. Hoje o Real desvalorizou (4:1 quase) e isso nos torna competitivos para exportar. Nossos produtos estao mais baratos para quem compra em Dolar ou Euro

                • Antonio Paulo Bento

                  Putz desculpe, confundi a coisa haha. de vero.

            • R5GT

              Mão-de-obra barata, não vejo outro motivo.

              • Gustavo73

                Custos de logística também devem ser menores. Aqui tudo é caro e demorado.

        • duhehe

          Não culpando a ford.
          Olhando para o nosso umbigo
          A planta que é pequena, poderia ser aumentada, se aqui não fosse uma completa terra de ninguém.
          Não temos esses motores pq ?
          1 – Uma legislação que poe 27,5% de etanol na gasolina para nada, tentando melhorar a situação dos 2 setores (gasolina e etanol) e num outro momento destruindo ambos.
          2 – Uma legislação que proibe automoveis a diesel, proveniente de uma realidade que não existe mais.
          O governo fica fazendo parceria aqui e ali … quando na verdade ele deveria é parar de intervir.
          Ele manda acelerar e fica puxando o freio de mão.

          • Zoran Borut

            Porém, duhehe, vejamos além do que você citou: a Volks acabou de lançar o 1.0 TSI com injeção direta e turbo aliados à tecnologia flex e logo irá lançar o 1.4 também. Se a Ford não quis fazê-lo, a culpa é “do governo”? Há países “de primeiro mundo” que usam E85, como podemos então culpar apenas a nossa gasolina com álcool?

            E sobre modelos a diesel, já foram feitos muitos aqui para exportação, nada impediria a Ford de fazer localmente carros de passeio a diesel visando o mercado externo.

            • duhehe

              VW fez pq pretende fazer uso desses blocos aqui, foram meses e meses de teste e muito dinheiro investido.
              Tem noticia já falando desses blocos TSI e de outras montadoras desde 2013.
              Não estou pondo a culpa no governo, como sendo ” o governo não ajuda ou ainda o governo precisa fomentar ” , mas sim que essas intervenções e certas regulamentações que não fazem sentido e já foram provadas mais de uma vez que não saudáveis nem um curto e muito menos a longo prazo.
              Cuidar da energia que é bom nada, cuidar das florestas nada, cuidar do abastecimento de agua nada, educação nada, saude nada.
              Tem tanta coisa mais urgente que é de responsabilidade do governo que esta largado e bobeirinhas que ele não deve se intrometer, ele se intromete e atrasa tudo.

          • Marcos Souza

            não esqueça dos sindicatos que é só escutar o barulho de uma caixa registradora e ja correm pra fazer greve e cobrar mais dinheiro…depois q a empresa não consegue se manter, faz mais greve pq estão demitindo…
            e quando não tá bom e nem ruim, eles fazem greve pra agitar um pouco as coisas.
            tem sindicato que o presidente organiza greve pra ganhar voto e continuar sendo presidente…

      • R5GT

        Teria de ser um belo esquema, não tem nem chance de concorrer com a Índia em custos de produção.

  • Tosca16

    Eu ainda queria um dia dirigir um carrinho destes equipado com motor diesel, imagino a economia deste 1.5 Duratorq de 75 cv nas estradas…

    • V12 for life

      Também não me incomodaria em abrir mão dos 33cv a mais que meu carro tem, já que o torque deve ser maior e em rotação mais baixa e ainda ir muito menos ao posto, é uma pena que caso esse novo projeto de lei seja aprovado, oque não acredito um Ka com esse motor ficaria mais caro que a atual versão top num primeiro momento devido ao custo maior de produção dos motores diesel.

    • Louis

      Acho o Up Tsi melhor negócio.

      • Fábio

        ?????

        ??

        • Louis

          Ok vou desenhar: o que alguém procura em um compacto diesel? Economia de combustível e torque alto em baixas rotações. Isso o Tsi entrega.

          • th!nk.t4nk

            E é por isso que a participação dos motores a diesel na Europa começou a cair desde o ano passado. Com a nova onda de motores à gasolina com turbo e injeção direta, a vantagem dos diesel caiu bastante. Mas não se engane, ainda vende muito diesel pra quem roda bastante e precisa de economia em primeiro lugar.

          • Fábio

            Primeiro: Up! TSI é exclusividade do Brasil, não tem na Europa. Por isso não entendi seu comentário.
            Segundo: A Ford tem 1.0 Ecoboost, eleito o melhor motor do mundo atualmente. Concorre com o TSI, mas se vc prefere o TSI ok, isso não importa agora na discussão.
            Terceiro: por melhor que estejam os TSI ou Ecoboost da vida, os Diesel ainda são a preferência na Europa por ainda serem mais econômicos. E outra, o diesel é mais barato e isso é importante.

  • Minerius Valioso

    Chegará lá com repetidores laterais (que o nosso não tem nem na versão de topo), airbags laterais e de cortina e ESC/ASR.

    • V12 for life

      Os repetidores são obrigatórias na Europa, e não há legislação aqui, sendo um carro de baixo custo é compreensível não ter.

      • Minerius Valioso

        O Etios tem em todas as versões.

        • V12 for life

          O Cobalt também tinha e retiraram.

          • No_Name

            Spin e Classic chinês também tiveram e perderam kkk.

    • Gustavo73

      Terá o que cada mercado exige. Aqui tem gente que prefere uma tela no painel aos equipamentos citados por você.

      • Minerius Valioso

        E isso me entristece, ainda mais que seria inviável para mim importar o Ka vendido na Europa.

  • Marcelo Paiva

    O carrinho é bacana no geral. Com certeza o acabamento deverá ser melhor que o da versão brasileira. A Ford Europa sofreu com as críticas feitas ao Ecosport também importado da Índia.

    • No_Name

      E o “novo” (o da tampa sem estepe) EcoSport segundo as publicações européias melhorou bastante após intervenção da Ford alemã. Dizem que a dirigibilidade evoluiu muito, a suspensão está quase ao nível do Fiesta e o acabamento está mais apresentável, embora digam que a qualidade do acabamento ainda continue abaixo do visto no Mokka e 2008, por exemplo.

  • V12 for life

    Se fizer sucesso é capaz ainda de ganhar uma versão ST de 140cv, ao menos na Inglaterra que amam os hatchs.

  • João Martini

    Será que esse vai? Porque da última com a eco não deu muito certo.

    • No_Name

      É provável que desta vez a Ford da Europa mexa neste Ka antes de colocá-lo a venda, para não repetir o erro do EcoSport. EcoSport após alterações agora ganha alguns elogios pela imprensa européia.

      • João Martini

        Isso é uma coisa que acho errada. Os carros são “globais”, mas os projetos europeus são piorados pra vender aqui (Fiesta), e os nossos projetos são melhorados pra serem vendidos lá.

        • No_Name

          Será assim enquanto o povo continuar se preocupando apenas com telinha multimídia no painel, rodas de liga, couro, vidros elétricos e outras bobagens. É uma questão de prioridades, exigências. Os europeus priorizam acabamento, isolamento acústico, direção afiada, segurança, powertrain bom… Enquanto aqui… As importâncias são completamente diferentes.

          • Gustavo73

            Exatamente isso. As variações acompanham as exigências dos mercados.

        • duhehe

          a culpa é somente dos consumidores, a grande massa é toda cheia que querer pechinchar, querer desconto, tirar vantagem.
          Mas não sabe valorar o bem que esta adquirindo, acha que esta levando vantagem ganhando 2, 3 mil de desconto, mas esta pagando um absurdo em um produto que não vale isso, por pura e simples ignorância.
          Uma vez eu escutei uma frase genial que reflete bem o consumo automotivo nacional. ” Enquanto tivermos consumidores que nunca leram um livro, comprando carros, isso não ira mudar”

          • Zoran Borut

            Pode apostar que a maioria das pessoas que compra carro zero já leu “Ágape”, Silas Malafaia, “Quem mexeu no meu queijo” ou “O doce veneno do escorpião” rsrsrs.

            A verdade é que nossa “ignorância” cultural vem de todos os lados, não tem uma causa única como falta de leitura. O “levar vantagem sobre o outro” (assim como um certo anseio em ostentar sinais exteriores de status) é uma característica histórica que continua sendo perpetuada por todos os meios de comunicação, os quais têm donos e público alvo – incluindo aí editoras e escritores. Não temos nem tivemos a oportunidade de ter uma cultura voltada a uma visão do todo como sociedade, com interesses comuns, e isso vem desde a época colonial. No fim, os que pensam em uma sociedade melhor como um todo e buscam o bem comum acabam sendo uma minoria e tendo que fazer bastante barulho para conseguir que algo seja feito para benefício de uma grande parcela. Um exemplo foi a antiga Avitipo, formada por uns poucos proprietários que acabaram agindo por todos os outros.

  • Adriano

    Demorou pra esse ecoboost ser lançado aqui, eai ford ta dificil colocar alcool nessa joça?

  • DTF

    Chegará com reforço na carroceria, 6 airbags e ESP de série….ou seja, um banho de loja para que o mais humilde dos europeus tope comprar um carro de projeto brasileiro….o Fox não deu muito certo……

    • Gustavo73

      A questão do Fox foi o custo. Logo após sua chegada o real valorizou e bagunçou a planilha da VW. O Fox europeu rinha isofix (o nosso não tem) Airbags laterais opcionais e tinha a mesma segurança do Polo(4 estrelas adultos e Crianças).

      • Marcelo Paiva

        Eu morava na Europa na época da exportação do Fox, e TODOS os testes em revistas falavam que o acabamento dele era comparável aos VW europeus… dos anos 90!!!! Sério, não tinha uma que livrasse a cara da montagem do carro.

        • Gustavo73

          Se hoje não temos o padrão europeu de montagem imagine 12 anos atrás. Mas pelo que lembro as reclamações eram sobre o desenho muito simples do interior e a lista de equipamentos de série. Mas tamanho era elogiado e o fato de ter a mesma nota do Polo também na Euro Ncap. Para um carro que vinha da América do Sul era de certa maneira surpreende para eles. Mas não era um projeto brasileiro como o Gol. Já que começava com uma boa base. A VW AG não tinha um substituto para o Lupo. O Fox pareceu um bom substituto feito aqui, com o Real desvalorizado parecia valer. Com a subida dele matou qualquer chance. A VW AG só voltou a arriscar na categoria com o Up bem depois.

        • No_Name

          Até mesmo aqui o Fox era criticado pelo acabamento, pelo “painel de moto” etc. Foi melhorar apenas com o facelift e a essa altura já não era mais vendido na Europa. Se não tivesse surgido o Up creio que hoje em dia com o atual Fox que temos haveria algum êxito na Europa.

          • Zoran Borut

            A vantagem maior do Fox em relação ao antigo Lupo estava no espaço interno, já que o Lupo era um microcarro enquanto na prática o Fox era para um “Polo Plus” (o Golf Plus era uma versão com teto elevado do Golf) com acabamento interno simplificado para ficar numa faixa de preço (e mercado) inferior ao Polo. Se o Fox fosse vendido com um interior melhor, perderia o sentido mercadológico para a Volks europeia, tendo que ser posicionado acima do Polo.

    • Gustavo73

      Olha o que um analista disse na época. Uma dessas matérias.

      “Albrecht Denninghoff, analista do HypoVereinsbank, de Munique, Alemanha, afirma que no segmento de compactos a VW não pode aumentar os custos do Fox sem reduzir seu market share: “O modelo deverá ser vendido abaixo do preço na Europa também no ano que vem”.

      O analista disse, ainda, que a montadora deveria estar preparada para esse cenário: “O mercado brasileiro sofre com a volatilidade econômica. É necessário fazer projeção baseada em uma grande margem de lucro para tornar viável a produção do veículo”.
      Esse sem dúvida é um dos motivos. Nossa economia não dá segurança. Melhor para a Ford fazer na Índia, o risco é menor.

  • Bruno Wendel Marcolino

    quem dera esses motores por aqui!!!

  • Ramom Alencar

    1.0 ecoboost fantástico, equipando do carro de entrada até o top de linha, o bacana do turbo é isso, cconseguir adaptar potência e torque sem mudar a cilindrada, conseguindo assim usá-lo em toda a linha…

  • Gabriel

    Forte esse 1.0 , por acaso é turbo ou supercharged?

    • Leandro Cazzeri Sasso

      sim, é turbo.

  • Newton Freitas

    Talvez irá ter os 6 airbags e esp igual o modelo indiano de versão mais completa.

  • francis

    fará o mesmo sucesso do fox……… ou seja, nenhum…

  • Derek

    O Novo Ka é bom para os padrões brasileiros. Mas para a Europa, precisa melhorar muito o acabamento e montagem. Senão, vai se sair mal nas análises europeias sobre o carro, igual o ocorreu com a EcoSport.

  • afonso200

    e deve ter até versao AT de quebra

  • Vattt

    Construção mais detalhada + acabamento superior + itens de série inimagináveis + mecânica superior e a única coisa inferior será o preço!!!