_Destaque Conversíveis Esportivos MINI Test Drive

Novo MINI Cabrio traz estilo e performance a partir de R$ 164.950 – Confira impressões ao dirigir

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (42)

O Novo MINI Cabrio está chegando ao mercado brasileiro com preço sugerido de R$ 164.950. Cheio de estilo, o conversível da nova geração do clássico britânico vem com motor 2.0 e performance invejável.

Em sua nova geração, o MINI Cabrio passa a ser oferecido no Brasil apenas na versão Cooper S, que traz 13 opções de cores, incluindo a inédita verde Caribbean Aqua. Em torno de 120 kg mais peso que a versão hatch, o conversível inglês ganhou 28 mm a mais em entre eixos e 127 mm adicionais no comprimento em relação ao modelo anterior.

Pesando assim 1.295 kg, o Novo MINI Cabrio mede 3,85 m de comprimento, 1,72 de largura, 1,41 de altura e 2,49 de entre eixos. Equipado com motor B48 2.0 TwinPower Turbo de origem BMW, o pequeno cabriolet vai de 0 a 100 km/h em 7,1 segundos e atinge máxima de 228 km/h. Sua transmissão é a Steptronic de seis marchas com Launch Control, que prioriza a tração na aceleração.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (33)

No visual, o MINI Cabrio apresenta detalhes cromados envolvendo os faróis Full LED – incluindo também repetidores de direção e DRLs), bem como maçanetas, grade, lanternas e um friso que envolvente toda a carroceria. As rodas de liga leve são aro 17 polegadas com pneus 205/45 R17. Há opção do Run Flat, que gera um custo adicional de R$ 1.050.

A capota de tecido pode ter também a Union Jack – bandeira do Reino Unido – estampada. Sua abertura totalmente acontece em segundos e pode-se deixar apenas a parte sobre motorista e passageiro aberta, como um teto solar, por exemplo. Logotipo “S”, abertura central no capô, escape duplo central e retrovisores arredondados fecham o pacote visual.

No interior, o Novo MINI Cabrio tem quatro opções de acabamento, sendo dois tons de marrom (Cross Punch Dark Truffle e Chester Malt Brown), um cinza (Lounge Cinza Satellite) e preto (Cross Punch Preto Carbono).

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (34)

Com estilo bem característico da marca MINI, o modelo Cabrio Cooper S destaca a multimídia MINI Connected com acabamento em círculo iluminado por LEDs de tonalidades variadas (que mudam conforme o modo de condução e tocada do condutor).

Além disso, conta com câmera de ré, reprodução de mídias diversas, HD interno com 20 GB, aplicativos específicos, navegador com mapas em 3D, tela de 8,8 polegadas (não sensível ao toque) e funções exclusivas do conversível, como registro de tempo de uso da capota aberta e alerta de chuva durante a navegação, permitindo ao motorista antecipar-se, parando o carro e abrindo a capota. Esta, por sinal, pode ser acionada em até 30 km/h.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (46)

Com detalhes cromados e em preto brilhante, o interior do MINI Cabrio ainda conta com HUD holográfico com reprodução de navegação em 2D, velocímetro e conta-giros analógico, marcador de combustível com luzes e volante multifuncional com piloto automático, tendo ainda alerta de colisão integrado.

O ar-condicionado é dual zone e o apoio de braço possui conector para aparelhos da Apple. No console, comandos de navegação do MINI Connected e alavanca de transmissão com base seletora dos modos de condução Green (econômica), Sport (performance) e Mid (intermediário). O acabamento geral é na cor preta e há quatro airbags, além de barras protetoras contra capotamento. O sistema de som Harman Kardon tem 12 alto-falantes e 410 watts.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (7)

Impressões ao dirigir

Guarujá/SP – O Novo MINI Cabrio apresenta um pacote de estilo e performance que o destacam entre os conversíveis disponíveis no mercado, dado seu pequeno tamanho. Por fora, chama muito atenção, especialmente com a capota abaixada, cuja capa não cabe dentro da carroceria, criando assim um spoiler sobre o porta-malas.

Este, por sinal, tem somente 160 litros, mas pode ganhar um espaço extra com um complicado arranjo para elevar a cobertura interna de bagagem. Dessa forma, a capota precisa estar sempre levantada. Os faróis ovais Full LED adornados por cromados também se destacam, assim como o escape duplo centralizado e igualmente cromado.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (17)

O interior é bem próprio da MINI, tendo o enorme círculo central iluminado, instrumentação devidamente analógica e compacta, bem como elementos estéticos exclusivos da marca, tais como as pequenas alavancas cromadas para várias funções, incluindo uma estilizada para a partida. Os bancos são envolventes e conferem conforto apenas aos que vão na frente.

Atrás, os dois assentos são mais apropriados para crianças – inclusive vem com Isofix – já que o espaço para as pernas é praticamente inexistente se condutor e passageiro forem altos. Ou seja, o MINI Cabrio é feito para dois, mas pode levar duas crianças ou caronas eventuais. O habitáculo tem excelente acabamento e a posição de dirigir é bem confortável para um esportivo de dimensões tão reduzidas.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (41)

O motor 2.0 TwinPower Turbo da BMW é o novo B48, mesmo conceito modular do 1.5 de três cilindros B38, entregando 192 cv a 5.000 rpm e 28,5 kgfm entre 1.250 e 4.600 rpm. Com o câmbio Steptronic de seis marchas, o MINI Cabrio entrega um pacote de performance invejável.

O propulsor mostra disposição em qualquer regime, responde imediatamente quando o motorista exige ação, mesmo no modo Mid e em Drive. O escape duplo produz um som muito agradável, com direito a estampidos mesmo nos modos de condução acima. A rotação sobe rapidamente, enquanto as trocas automáticas são suaves e perceptíveis apenas pelo soco nas costas, dado à grande força disponível no pequenino.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (45)

No modo Green, as reações são atenuadas, inclusive da suspensão, que é adaptativa. Mas ainda assim, a direção elétrica adaptativa continua muito direta e com respostas instantâneas. Já no modo Sport, com o câmbio em posição S, permite explorar (quase) tudo do MINI Cabrio Cooper S. O 2.0 fica sempre cheio e oscilando entre 4.000 e 6.500 rpm, permitindo condução esportiva em tempo integral.

Mesmo com mudanças e reduções manuais, através de paddle shifts no volante ou na alavanca, a gestão eletrônica do MINI Cabrio não permite erros, impedindo mudanças indesejadas. Com essa segurança para evitar erros, o conjunto motriz despeja uma carga enorme de força sobre as rodas dianteiras.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (48)

No modo Sport, direção, motor, câmbio, freios e suspensão ficam adequados até para um Track Day. Desligar tudo é uma opção para quem sabe exatamente o que está fazendo e em condições seguras de pista. Com aceleração vigorosa, o corpo cola no banco e o MINI Cabrio decola rapidamente sem sair do chão.

Como um kart grande, ele tem pegada muito esportiva e contorna curvas com maestria, sem deixar do condutor em situação perigosa. Os controles de chassi, tração, estabilidade e torque vetorial em curvas mantém o MINI Cabrio nos trilhos. O ronco do motor é excelente nesse regime, ampliado ainda pelo escape duplo com suas reduções dignas de um esportivo nato. Altas velocidades são alcançadas em segundos e com total controle, sem tendências que exijam correção mais séria.

mini-cooper-s-cabrio-impressões-NA (26)

Rodando a 110 km/h no modo Mid e em Drive, o ponteiro marca 2.100 rpm. Em tocada tranquila, o MINI Cabrio até enfrenta asfaltos ruins e depressões, surpreendendo nessa condição, já que é baixo, pequeno e com proposta que exige suspensão muito firme. Isso é graças aos amortecedores adaptativos, que no Sport enrijecem muito o conjunto.

No geral, o comportamento do MINI Cabrio é apaixonante para quem gosta de acelerar. Além disso, traz ainda o prazer de dirigir ao ar livre e desfrutar de um produto que tem apelo emocional, estilo, status e muita história. Pensando em tudo isso, a marca quer vender 70 unidades ainda em 2016 e 130 no ano que vem, disponíveis nas 28 revendas da MINI no Brasil.

Galeria de fotos do MINI Cooper S Cabrio 2017:

Evento a convite da MINI.





  • Solaire Of Astora

    Sem teto tinha que ter desconto nesse preço aí.

    • AugustoSeide

      Pelo contrário, o teto é parte fundamental da estrutura do carro. Sem ele é necessário maiores reforços nas estruturas restantes.

      E conversíveis, além da função de locomover, são carros de imagem, e paga-se mais por isso.

      • Tosoobservando

        Depende, tem lugares que sao ate mais baratos, depende do gosto, igual na Europa alguns países onde o sol sai pouco, eles gostam de ter pra aproveita, ae tem ate modelos modulares, tipo aquele Citroen C3 pluriel, tem uma materia do Top Gear hilaria sobre esse carro e suas “funcionalidades” hehehe

      • Marcelo Henrique

        Ele tá de zoeira.

  • Alligator

    Não gostei, esse carro deveria vir com freio elétrico e não com esse freio de mão do Sec.XX!!!! Entendedores entenderão :)

  • Nando380

    De “MINI” só o nome da marca mas o preço.

    • EduPerrone

      O que diria Mr Bean?!

  • Diego

    Adoro os carros da Mini, prazer garantido ao Dirigir.

  • Bruno Silva

    Seria um carro que eu compraria se tivesse outros e muito dinheiro. O Mini pra mim evoluiu muito nessa nova geração, ficou um pouco mais racional.

  • Marcus Vinicius

    O Mini Cabrio deve ser o segundo cabriolet mais barato do Brasil o primeiro é Fiat 500 Cabrio mexicano !

  • Daniel dos Santos

    E tbm sem essa alavanca do cambio…isso é passado…

  • Sir Khain

    165 mil nessa porcaria? Pajero dakar está barata.

  • AugustoSeide

    Realmente, existe gosto pra tudo, até pra esse negócio, que com esse teto achei mais estranho ainda

  • Marcelo Henrique

    A primeira vez que ví um Mini cabrio foi em 2011, quatro lindas garotas aproveitando o sol com a capota aberta e passeando por Brasília.
    Do jeito que estão estas fotos, o carro ficou feio kkk

  • Fabricio Conchon

    Bem, legal.. belíssimo brinquedo de gente rica!

  • Edson Fernandes

    Eu só teria o Mini Cooper S original mesmo. Essa suspensão adaptativa parece ser muito bacana.

    E pensando que eu dirigi com mais 3 pessoas no carro, me apertando dirigindo… foi estranho pq na epoca tinha o C3 e nunca me apertei tanto para dirigir. Mas é a proposta, porque na hora que eu apertei o botão “S”, mudou tudo no carro… o ronco ficou presente, o carro destracionava com pouca aceleração… coisa espetacular mesmo.

    Pena que era uma pedra, de tão duro que passava por imperfeições. Só teria se fosse meu terceiro ou quarto carro. Esse eu acho que daria para ser o segundo. Mas claro que foge do que é minha proposta… acho que na minha realidade, teria de ter um carro para track day e 2 para o dia a dia e não seria um mini. Ainda que seja um grande carro.



Send this to friend