Comprando e Vendendo Europa Sedãs Volkswagen

Novo Passat 1.4 TSI é vendido após um ano de uso com 213.440 km na Europa

passat-rodado-1

O Novo Passat é um dos carros mais populares atualmente na Europa, sendo uma espécie de “Golf” dos sedãs. Caro, mesmo para o padrão europeu, o modelo tem muitos atributos e tecnologia que o tornam atrativo para muita gente, não tendo detalhes que desabonem sua reputação, ao contrário do que ocorre com certo sedã bem-vendido no Brasil.

passat-rodado-2

Mas, o que algumas pessoas fazem quanto tem um bom carro nas mãos? Andam e andam muito. Um Passat 1.4 TSI 2015, já da nova geração, pode ser encontrado com 30.000 km rodados no mercado de usados da República Tcheca, por exemplo. É uma quilometragem alta para quem busca um seminovo pouco rodado.

passat-rodado-3

No entanto, chama atenção um exemplar do modelo citado acima com apenas um ano de uso, que está marcando nada menos que 213.440 km! Apesar do número altíssimo, o carro apresenta um bom aspecto e sem detalhes que remetam a tamanha quilometragem no hodômetro. O preço pedido é equivalente a € 14.990.

passat-rodado-4

As contas desse Passat 1.4 TSI manual em 12 meses são interessantes: 18.000 km/mês, 4.000 km/semana, 600 km/dia e 24 km/hora. De acordo com a Volkswagen, o consumo médio é de 18,8 km/litro. Nesse caso, se teoricamente o ex-proprietário tivesse feito essa média ao longo do ano de uso, teria gasto pelo menos 11.353 litros de gasolina. Imagina se fosse no Brasil? Na troca, o antigo dono optou por outro Passat…





  • Louis

    “ao contrário do que ocorre com certo sedã bem-vendido no Brasil.”
    Pô, não esquecem do Corolla nunca ?

    • Maçaranduba o Porradeiro.

      Vovôrolla Wins… Again.

    • João Cagnoni

      Não deveriam nem ter comparado o Corolla com um Passat, pois é uma ofença ao alemão. Até o Jetta que é bem mais pelado já dá um banho no Corolla.

      • Ziliontec

        E você uma ofensa à língua Portuguesa! Kkkk

        • João Cagnoni

          Milhares de comentários postados, eu troco um S por Ç e ninguém perdoa… rsrs

          • BlueGopher

            Garanto que muito político por aí está pensando a mesma coisa:
            -“Pô, todo mundo rouba e a Lavajato pegou justo eu??” rsrs…
            Pois é, a vida não perdoa…

            • Baralho

              Dizem que Chico Xavier perguntou para o Emanuel, seu mentor espiritual, quem eram os criminosos e diz a lenda que ele respondeu assim:
              Aqueles entre nós que são descobertos…

          • Antonio

            Caro João, e que o conteudo aqui fica sempre por ultimo, dão muita preferencia pelo que se diz ser, e muito menos ou quase nada pelo que realmente hé.

            • João Cagnoni

              Ou enxergam somente o que querem ver.

    • saosao

      Achei esse comentário desnecessário, por outro lado, tem aquela frase: “Falem mal mas falem de mim”… o fato é, quanto mais falado, mais famoso se torna.

    • Lucas Mendanha

      hahaha..

      mas ja reparou que todo dono de corolla (alias, toyotas em geral) tem que justificar alguma coisa? a falta de itens x preço cobrado é o principal deles..

      Só na familia tem 3, sendo 1 deles meu pai..

  • Fanjos

    Cambio mecânico!!!

    S2

    • Pacheco

      Acho que o ultimo Passat Mecanico vendido aqui foi aquele até 2004. Com motor 1.8 Turbo de 150cv.

      • João Cagnoni

        Se vendessem esse mesmo Passat até hoje, ainda seria melhor equipado que Corolla e Civic (e anda muito mais).

      • Gustavo73

        E olha que mesmo assim manual só deve ter a versão aspirada 1.8 125cv e 5 válvulas por cilindro.

        • Pacheco

          A Turbo teve manual tbm. Eu já vi pra vender. Agora o V6 era só o Tiptronic.

          • Thiago

            Teve também a versão V6 manual, mas era muito raro de encontrar, lembro que fui olhar um modelo 2000 que estava à venda. Olhando aquele site famoso de carros webm… achei apenas 1 manual à venda.

            • Pacheco

              Deve ser importado independente ou usado pela direção da fabrica. Nunca vi V6 manual. É que os atuais, não tem manual a venda.

              • Edson Fernandes

                Pacheco até os ultimos V6 tinha versão manual. Rarissima por sinal, mas existem e no Brasil. E foi comercializado pela VW!

                • Pacheco

                  Eu nunca vi… até o Turbo é dificil achar manual, imagina o V6.

                  Aquele antigo, quadradão com motor VR5 eu vi varios Manual, destruídos por sinal.

                  • Edson Fernandes

                    Eu para não ter dizer que não vi, vi um V6 na epoca em que o Eber postou aqui uma noticia das ultimas variant V6 com preço baixo.

                    Aí tinha um de versão manual. Mas confesso a ti que não esperava também. Mas vi em uma semana, qdo voltei na outra, o anuncio já tinha desaparecido. Era uma Variant preta V6 e manual (com todos os opcionais segundo o dono que alias era unico dono e com poucos 43000km rodados e feita as revisões na concessionaria).

                    DEtalhe: Era com interior bege.

                    • Pacheco

                      Mosca Branca do olho azul e casada com a Gisele hein… rarissima.

                  • Zoran Borut

                    Dê uma olhada em sites de venda mais populares, como o Mercado Livre. É possível encontrar alguns Passat V6 e Turbo com câmbio manual à venda, mesmo dos modelos após 1998 (“teto redondo”). Eu me lembro bem do lançamento do então Novo Passat e vinha sim com câmbio manual nas versões de topo , importados foicialmente. Era uma época em que câmbio automático em modelos mais caros não era uma regra.

                    • Pacheco

                      O Turbo eu já vi… até cheguei a cogitar a comprar um bons anos atras. Era bem completo e bonito. Agora o V6 eu nunca encontrei mesmo, achei que não existia.

    • João Cagnoni

      Se dependesse de mim, câmbio mecânico nunca teria existido.

      • Fanjos

        Então vamos dar graças que não depende de vc =)

        • João Cagnoni

          Aceite o fato de que a grande maioria dos consumidores possuem carros mecânicos por não conseguirem pagar o câmbio automático. Já deu esse mimimi de garotinho de 16 anos falando que gosta de carro e prefere câmbio manual. Uma coisa não tem relação com outra. Na teoria o câmbio manual é interessante, mas na prática não tenho saco de trocar de marcha enquanto faço uma ultrapassagem. O automático acaba sendo muito mais ágil neste sentido, é só pisar que ele faz até 2 reduções de uma vez. Revelando um segredinho, você NUNCA vai escolher melhor a marcha ideal do seu carro igual um automático faz. Pode tentar o quanto quiser, nem na F1 é mais manual, só não é 100% automático pois o regulamento não permite. Aceite logo o automático, principalmente o CVT, híbridos, elétricos e carros autônomos. Aquele monte de besteira que seu vô fala hoje sobre computador vc vai falar sobre carros daqui 30 anos. Atualize-se. Só não aceite o funk.

          • Fanjos

            Puxa vida, se vc falou então deve ser verdade, desculpe me.

            • Ricardo

              kkkk, era melhor o cidadão ter ficado calado. Nunca li tanta asneira numa mensagem.

            • João Cagnoni

              Agradeço a arrogância, faz bem ao meu ego. E cuidado com a tendinite.

          • Rafael Yashiro

            Well… yeah, it’s just like your opinion, man.

            • Ricardo

              O português mandou lembranças…

              • Rafael Yashiro

                A piada tem mais graça desse jeito.

            • João Cagnoni

              Thanks… My opinion will always be just like my opinion.

          • HugoCT

            O meu próximo carro, independente de qual, será um automático. Depois que andei em um não quero mais trocar marcha kkk.

            • João Cagnoni

              Quem fala mal é porque andou só de Monza automático.

          • Renato L

            Calma jovem. Cada um prefere uma coisa. Você compra automático e eu manual, combinado? Paz e bem.

            • João Cagnoni

              Renato, também gosto de um manual de vez em quando. Meu carro AT possui tiptronic, só usei uma pra testar quando comprei. O carro escolhe as marchas muito melhor do que qualquer um, faz as reduções para aproveitar o freio-motor e tem um sensor de inclinação pra saber se o carro está em descida/subida. Até o modo sport não é necessário, pois ele se adapta com meu estilo de condução. Isso porque é considerado o pior automático do mercado (AL4 / C4 Pallas), imagina um câmbio mais atual.

              • Antonio

                Com o transito que temos hoje, em qualquer cidadezinha, transitar com mais tecnologia passou a ser uma necessidade, não e mais luxo. Há exatamente três horas atráz, eu estava parado numa esquina com os faróis acesos e pé no freio, aguardando para entrar num posto de combustível ao lado para abastecer, ia dar uns 40 graus e entrar no posto, foi que senti um impacto no para-choque, só vi um vulto no para-brisa, que adentrou no mesmo posto , era uma paratí, daquelas lata de betoneira, simplesmente ele lixou o meu City, que se encontrava parado, fui conversar com o camarada, vi logo que lhe faltava a mão direita, exatamente a que se usa para passar as marchas, depois de averiguar o estrago que ele me causou vi que no carro dele do lado direito que ele me lixou de raspão tinha ali diversos arranhões de outras raspadas de outras esbarradas, ficando característico que ele esbarrou no meu carro por não poder acudir cambio e direção com apenas uma mão, mas assim ele vai levando, e pela sua arrogância, e não pela sua deficiência ainda se acha o melhor condutor, eu sei que querer não e poder, mas no meu caso eu fiquei sem carro por um ano, ate que consegui inteirar o que já tinha para adquirir um automático, que volto afirmar não foi por luxo e sim por segurança, pois me livrando de embreagem e cambio, a visão difusa e direção defensiva fica melhor assistida.

          • Redpeak77

            Calma, amigo. Ele só falou que gosta… não precisa matar o rapaz não…

            • João Cagnoni

              Eu gosto de mulher, mas nem por isso digo que elas são mais fortes que os homens. As pessoas precisam separar emoção de razão. A indústria está evoluindo e o Brasil está pelo menos 30 anos atrasado, pois apenas uma pequena parcela da frota possui cambio automático.

          • Franklin Diego

            Mano, WTF? huaeahuehuaehuahua

          • Ah… eu me rendi à compra de carro automático já tem um tempo, mas não deixo de adorar dirigir um bom carro mecânico.
            Problema é que em carros de categorias mais caras já não tem mais como você adquirir mecânico, seja por falta de oferta, seja por ser prejuízo certo na revenda.
            Opinião é opinião. O certo é que dirigir um carro mecânico e um manual são experiências completamente distintas. Normal haver preferência para ambas. O câmbio mecânico tem seus adeptos, ainda mais se você reside em uma cidade onde os congestionamentos ainda não são um grande problema.

            • Edson Fernandes

              E ainda… pelo fato do modelo com cambio manual ser sempre a versão despojada do produto. Acho que esse que deve ser também o maior problema. A Renault “espertona” acabou com o GT no Brasil e os donos tbm.

              Prevejo um futuro ruim para a fabricante querer emplacar esportivos mais caros.

            • João Cagnoni

              Ubaldir, é verdade que gosto não se discute. É muito bacana dirigir um Opala ou Landau, mas não é correto dizer que o carro é mais eficiente que um atual só porque a pessoa gosta de dirigir. O câmbio automático é mais inteligente, ele calcula muitas variáveis em tempo real para escolher a marcha, um humano nunca vai conseguir superar. Ta virando quase um tabu essa história de câmbio manual, todo mundo adora falar bem, mas na minha opinião nunca deveria ter existido. O câmbio CVT é mais antigo até que o próprio carro. Incluindo uma curiosidade, quem inventou os automáticos convencionais (com conversor de torque) foi um brasileiro.

          • saosao

            Vc parece o padre da igreja que fez o batizado do meu afilhado: “só com o batizado é que Deus estará dentro da criança, e só o nosso Deus poderá salvá-lo. Acreditem, pois é isso que acontece de verdade.”

            • Edson Fernandes

              Ainda que qdo fui batizado não tive de saber de historia assim. Hoje sou espirita e o Deus é o mesmo… só a religião que muda…rs

              • saosao

                Esse negócio de religião falar que “só o seu Deus, ou o seu ensinamento salva” me dói o ouvido…. mas fazer o que, eu era padrinho né! rs

                • Edson Fernandes

                  heheheheh complicado.

                  É por isso que prefiro pensar que seja acreditando em Deus ou algo assim, ou não, a pessoa só precisa ter bom senso. Dói é dizer como vc disse, de um determinado local, ser o “Deus dela” que unicamente salva…rs

            • João Cagnoni

              Eu não fui batizado.

          • Filipo

            Esse seu “segredinho” pelo visto só deve valer pra você mesmo, pois sempre sei qual a marcha ideal que posso utilizar num câmbio manual. Já em relação à rapidez de trocas, realmente um câmbio de dupla embreagem faz melhor.
            F1 não é manual e blá, blá, blá.. o que me diz se o piloto não pressiona o botão para a troca de marcha? O que muda é que na F1 não há alavanca de câmbio, mas o câmbio continua a depender de intervenção humana, só que por botões.
            Não se precipite, jovem!

            • João Cagnoni

              Falar que você sabe escolher a marcha melhor que o carro é o mesmo discurso de quem fala que não precisa de ABS no carro porque sabe “tirar o pé”. A F1 possui câmbio semi-automático somente por uma exigência da FIA, caso contrário seria 100% automático, tanto que precisaram forçar isto no regulamento. Você nunca vai conseguir superar uma máquina.

          • th!nk.t4nk

            Aqui na Alemanha o que mais vejo é gente com muito dinheiro optando por câmbio mecânico. Nao tem absolutamente nada a ver com falta de grana, pode apostar. No Brasil é outra história.

            • João Cagnoni

              No Brasil é por grana.

    • Leonel

      Haha é divertido, porém, eu jamais compraria esse carro/modelo com câmbio manual. Penso o que mesmo “pede” um AT. E olha que gosto de câmbio manual, apesar que meu próximo carro com certeza será um AT. Mais de 10 anos trocando marcha, descansar um pouco a perna esquerda rss…

      • Fanjos

        Já tive 8 carros manuais e dois automáticos, no momento estou com dois manuais, mas depois vou comprar um automático para minha esposa.

        • Leonel

          É que o caminho para trabalhar, tanto de ida quanto de volta, só não pego trânsito pesado em exceções, então, cansa ficar nesse “arranca e para” com carro manual. Em termos de dirigibilidade, do prazer atrás do volante, prefiro tranquilamente o manual também.

          • Fanjos

            Eu entendo, eu dou graças que consigo fazer uns “caminhos ninjas” e pular até uns 80% do transito, mas eu sei como é horrível ficar travado no transito.

            • Edson Fernandes

              Mas sabe uma coisa que anda me cansando? Qdo eu saio do transito eu pego ou tipo de “obstaculo”: Valetas, lombadas e muitos buracos.

              No final das contas, eu fico de primeira e segunda (qdo tinha carro com cambio manual) ainda que sem transito. Não sei se para vc é a mesma situação. Eu to cansado disso. As vezes pego o caminho reto pra casa (com transito) pq estou cansado “dos caminhos ninjas”.

              Inferno de Av Santo Amaro que aquele viaduto ferra minha vida.

  • Guilhe

    Se o Anuncio fosse aqui iriam voltar 200.000km e seria vendido com 13.440km, dado o aparência geral do carro

    • João Cagnoni

      Também acho estranho tanto carro rodando na rua e nenhum anúncio tem mais de 150k no hodômetro.

      • Wagner

        quem aguenta andar tanto assim com gasolina a 3,80, precisa vender o carro para pagar a conta do posto de gasolina. kkkkkk

        • João Cagnoni

          Quando chega nos 150k km o carro cai em algum buraco de rodovia e nunca mais é visto.

        • Edson Fernandes

          Depende. Se o carro faz 18km/l é lindo. Eu to fazendo no alcool 4km/l no meu carro…..rsrsr

          Faz as contas… vale a pena!! eu iria preferir! rs

          • Wagner

            ele faz 18 com gasolina pura com mijolina não faz 10 kkkkkkk

            • Edson Fernandes

              Faz bem também. Tem um pessoal do clube do Golf que adquiriu o Jetta 1.4 TSI. E ele tem feito coisa de 17km/l na estrada e 12km/l a cidade com gasolina. Alcool não sei te dizer pq o cara é de fora de SP e portanto o alcool em preço não aceitavel.

      • Louis

        Tá cheio de anúncio de carro com 15, 20 anos de uso, km 150mil… kkkk

      • Debraido

        Quando eu entro no Webmotors para dar uma olhada, fico com a impressão que só eu utilizo carro, o resto das pessoas que estão vendendo lá devem gostar tanto de seus bólidos que o deixam na garagem para não gastar. kkkkk
        Pelo menos as garantias maiores estão dificultando essa pratica.

        • Edson Fernandes

          Ou não… pq muita gente abandona antes da primeira revisão.

    • Antonio_Brust

      E iria ser no máximo uns 20 mil a menos em relação a um 0km.

    • Brasileiro

      Os veículos usados a venda pelas agencias aqui no Brasil nao passa dos 120 mil kms, estranho nao? rs

      • Cesar Mora

        eu tive um Celtinha comprado 0km, fiquei 3 anos e 90 mil km com ele, o carro era bem simples, mas muito bem cuidado… vendi em uma loja, e na semana seguinte o encontrei a venda no webmotors, com 39.000 km! pior que isso é prática comum em lojas… bom mesmo é comprar usados que vc consegue conferir a km pelos manuais e estado geral, além de detalhes como fabricação do pneu e tempo de troca…

    • Filipo

      Dificilmente o carro aqui teria este estado de conservação com tal quilometragem!

  • Darlan Cidral

    A questão é…as estradas lá são perfeitas. Esses 200.000km lá correspondem a uns 50000km aqui nas nossas estradas com investimento ZERO.

    • João Cagnoni

      Que absurdo o seu comentário… Se investem zero, como roubam tanto? O investimento é alto, mas o resultado final é zero.

    • Wagner

      aqui com gasolina e estradas de péssima qualidade, o carro com 100.000 já virou mulambo.kkkkk sucata.kkkkk

  • Handlay P.B.

    Essa galera dos outros países rodam muito, no Brasil essa quilometragem é atingida com uns 10 anos…

    • Gustavo73

      No padrão brasileiro seria até mais. 15 mil km ao ano é a média brasileira.

      • Pedro Henrique

        nossa, eu bato a média brasileira em 5 meses?

        • Gustavo73

          Meu cunhado já fez média de 60mil km ano. Eu nunca fiz mais de 20 mil.

          • Edson Fernandes

            Eu com o C3 fiz em dois anos 60000km. Viajava muito a trabalho com o carro. Atualmente só fico no inferno do centro de SP.

          • Cesar Mora

            Com namorada que morava 82km de casa e trabalhando fazendo algumas visitas durante a semana tinha uma média de 30.000 km/ano mesmo sem viajar muito com o carro… hoje em dia fico dentro da curva de uns 13-15 mil km/ano…

        • saosao

          Vc sabe o que é “media”?
          Eu rodo 5 mil km por ano e vc mais de 30 mil. Logo…

          • Pedro Henrique

            sim, eu sei muito bem oque é média.
            e frisei que “eu bato a média em 5 meses?” querendo insinuar que estou tão fora do “padrão”
            eu nem acho que rodo tanto assim, pego bastante rodovia mas sei lá, não parece que eu rodo tanto ‘-‘

  • Alvaro Guatura

    Queria usar meus veículos assim, trocar bem rodado depois de um ano de uso, em estado de novo, e claro ter dinheiro pra adquirir um equivalente ou superior

  • Roger Rosato

    Imagino sim, como seria no Brasil.
    39.700 reais (3,50/litro em Campinas) em combustível, na Europa foi algo em torno de 61.000 reais (1,35 EUR/litro na Alemanha).

    • Pmax

      Isso com a gasolina deles.
      Se fosse com a Mijolina vendida no Brasil essa média de consumo ia cair bastante.

      • Roger Rosato

        A gasolina europeia é 95 octanas, a gasolina brasileira é 87 octanas (mesmo padrão norte-americano, inclusive para a concentração máxima de enxofre), a diferença é que lá há 5% de etanol, na América do Norte 10-15% e no Brasil 27%. Logo, se uma gasolina 95 RON 5% de etanol rende 18,8 km/l, a nossa renderia em torno de 17 km/l, sob as mesmas condições.
        Ajustando: R$43.943.

  • Gustavo73

    E volta e meia aqui aparece alguém perguntando da durabilidade desses motores turbinados da era do downsizing.

    • Debraido

      Boa. E o cara passou praticamente 1 ano com o motor ligado. kkkk

      • Gustavo73

        Sem dúvida uma quilometragem impressionante para pouco tempo. Acho uns 4 motoristas se revezavam diariamente no volante desse carro. Uber ou algum tipo de transporte executivo deve ter sido sem dúvida a função desse Passat.

  • Antonio

    O Passat cupe alemão ainda e um dos carros mais bonitos aqui, bonito, bom e economico, e pode ser encontrado com ate 100 mil km pela metade do seu preço em nova versão, O problema fica com a cara de ineficaz manutenção, que raramente ocorre, mesmo assim, ainda e um dos melhor em CXB

  • Zé Mundico

    Deve ser do Uber.

    • Dieizon

      Bem lembrado ainda mais Que é Preto.

    • Louis

      Nem se fosse Uber, imagina 600 km/dia, só caminhoneiro de estrada roda isso hehehehe

      • Zé Mundico

        Você está partindo do princípio de que apenas uma pessoa dirigia o carro.
        E se for carro de frota ou mesmo do Uber?

      • saosao

        Deve ser o Uber interestadual kkkk

      • Edson Fernandes

        Cara… um taxista roda em SP geralmente entre 200 a 300km. Coloca mais de um condutor na brincadeira e vc acha sim o resultado desse numero de rodagem.

    • Debraido

      Acho que ninguém consegue dirigir 600 km/dia dentro de uma cidade. O transito não permite. Temos que levar com conta também que as cidades alemãs não são grandes como São Paulo (não chegam nem perto).
      Precisariam fazer uma matéria com o cara. Sei lá, taxista de aeroporto que ainda dividia o carro com alguém fazendo o turno da noite. Só uma hipótese.

      • Pedro Henrique

        ou pegava autobahn todo dia e cruzava quase metade da alemanha a trabalho kkkkkk

  • CanalhaRS

    Bicho, 600km por dia é insano. O cara não vivia, só dirigia…hehehehe…

    • Zé Mundico

      Você está partindo do princípio de que só 1 pessoa dirigia o carro.
      E se for carro de frota ou mesmo do Uber?

    • th!nk.t4nk

      Viajando a 200 km/h, como é comum aqui na Alemanha, em 3 horas ele roda isso :)

  • saosao

    Eu preferiria morar mais perto do trabalho.

    • th!nk.t4nk

      O trabalho do cara é na estrada neste caso. Talvez representante comercial, técnico, etc.

  • Leonardo Waltrick

    Eu não consegui acreditar, em qual país o cara conseguiu alcançar essa km?

  • Zoran Borut

    Pior que embaixo da matéria apareceu para mim uma propaganda do Pedágio Sem Parar aqui das estradas paulistas. Putz.

  • Apenas um questionamento. o carro tem de fato 12 meses de uso ou se chegou a isso pelo ano do modelo. Pois hoje podemos ter um carro ano modelo 2015 porém comprado em fevereiro de 2014.

    • Gustavo73

      Você pode comprar um carro modelo 2015 mas o ano de produção será 2014, logo 14/15. Então ele pode ser 14/15.

  • João Cagnoni

    O Rubinho disse que iria gravar os vídeos usando somente o modo automático, mas insistiram pra ele usar o modo manual. Pode ver que na linha Jaguar ele não sai do automático.

    • No caso dos esportivos “puro sangue” é diferente. Ali a calibração do câmbio é voltada para a esportividade.

  • Bruno Medina

    30 mil km “quilometragem alta para quem busca um seminovo”????
    É por essas e outras que no Brasil a moda é adulterar hodômetro pra enganar os trouxas.

    Quando o pessoal finalmente descobrir que num carro bem cuidado 200 mil km não significa sucata, talvez essas práticas passem a não fazer tanto sentido…

  • Lucas Mendanha

    Aqui se o mesmo tivesse com 30mil rodado encalhava… falariam que andou muito e nao vale a pena..

  • Pedro Cunha

    Um carro desse naipe aqui no brasil não chega nessa km/tempo por uma série de fatores, como sendo os mais preponderantes os proibitivos custos do combustível e da manutenção.
    Se levarmos á análise á um nível mais específico, vamos ver que carros dessa classe caem nas mãos de pessoas que tipicamente usam pouco o carro para viajar, e no uso diário não realizam grandes trajetos á ponto de acumularem tanta quilometragem. Mesmo nas classes “C & D”,será difícil acharmos mesmo modelos populares nessa marca(talvez unidades de frotistas, locadoras, empresas).