_Destaque Europa Lançamentos Renault Sedãs

Novo Renault Megane Sedan é lançado oficialmente na Europa

renault-megane-sedan-2017 (1)

A Renault está lançando na Europa o Novo Megane Sedan, modelo que ocupa o lugar do Fluence e retorna à família de médios da marca francesa. Feito sobre a plataforma modular CMF C/D, o sedã apresenta o mesmo estilo esportivo e carroceria volumosa em relação ao Fluence. Feito em Bursa, Turquia, o modelo será vendido somente na Europa e Oriente Médio.

renault-megane-sedan-2017 (9)

O Novo Megane Sedan tem 508 litros de espaço no porta-malas, além de maior espaço interno. O modelo surge com instrumentação análogo-digital com tela de 7 polegadas TFT e multimídia R-Link 2 com 8,7 polegadas.

renault-megane-sedan-2017 (8)

Além disso, HUD, Park Assist, alerta de colisão e invasão de faixa, frenagem automática de emergência, aviso de ponto cego e abertura elétrica do porta-malas com o pé são alguns dos itens oferecidos pelo Novo Renault Megane Sedan.

renault-megane-sedan-2017 (2)

Na Europa, o Megane Sedan tem motores a gasolina 0.9 SCE de 115 cv com câmbio manual ou CVT, além de 1.2 TCe de 130 cv com opção manual de seis marchas ou EDC de sete marchas. Há três opções diesel: 1.5 dCi de 90 cv, 1.5 dCi de 110 cv e 1.6 dCi com 130 cv. Apenas a versão de 110 cv tem opção de câmbio EDC com seis marchas, as demais são manuais de seis velocidades.

Galeria de fotos do Novo Renault Megane Sedan:





  • Marcelo Paiva

    Que belezura!

    • Pacheco

      Lindo demais.

  • jfontes

    A frente ficou meio estranha mais a traseira ficou bem bonita.

    • Pacheco

      Achei a frente sensacional.

      • Franco da Silva

        Achei muito bonita tbm. Tudo!

        Só imagino quanto vai custar aquele farol… ehehe

        • Francisco Roberto

          metade do valor do carro! rsrsrs

        • Pacheco

          Esse é um problema geral. O Farol do Cruze, Civic e Corolla tbm deve ser caríssimo.

          • Edson Fernandes

            Do Fluence para supracitar renault tbm´e carissimo…rs

            • Pacheco

              Atualmente, todos os modelos tem peças assim caras.

    • Darlon Anacleto

      Tbém achei a dianteira carregada demais, especialmente aquele led em forma de vírgula, meio exagerado.

  • Yo soy Yo

    Muito bonito. Gosto da Renault pq eles usam CVT ao contrário das outras francesas. Ficou show! Esse vem pro Brasil?

    • Pacheco

      Se vier, vem como Fluence. E o cambio CVT desse carro é uma delicia.

      • Zeca Piroto 🤘🔥

        E se vier, vão dar uma “Daciada” bonita nesse interior… capar um monte de coisa… ou vão querer cobrar 100 mil, como as japonesas e encalhar o modelo… Acho que ela ganha mais trazendo um suv, tipo o captur mesmo, mas que seja com a chaparia boa, porque se for igual a dessa linha dacia, vixii…

        • Pacheco

          Ela vai observar o mercado mesmo.

        • Edson Fernandes

          Eu acho mais facil cobrar um valor alto viu.

          Não faz muito sentido vir como é o Fluence hoje. E olha que o Fluence para o mercado é bem completo. Porém… ele precisa fazer como a Chevrolet fez atualmente.

          E está na hora da Renault estrear novos motores nos modelos de topo. Nõa dá para ficar nesse 2.0 da Nissan ao menso com a atual potencia.

          • Zeca Piroto 🤘🔥

            Exato, aproveitar essa onda do downsizing e colocar uns motores mais eficientes.

    • vidgal

      NÃO!!! Se quiser se contenta com Fluence.

      • Yo soy Yo

        Okey =(

  • Wall André

    Será que o nosso fluence ficará parecido com esse megane? Se ficar, será um forte candidato na minha próxima compra.

    • Maycon Farias

      ahahahahah Não se iluda meu colega, quando o chefão lá disse que entrega o que o brasileiro quer, ele não quis dizer no sentido de coisas modernas e bonitas. kkkkk

    • ObservadorCWB

      Este é só para Turquia, ìndia, Casaquistão, Uzbequistão e outros…Brasil NÃO.

      • André

        Precisa ver se o brasileiro quer o Fluence novo ou se só quer comprar Corolla.

        • Edson Fernandes

          EU QUERO! Eu tebho um fluence e se esse realmente vier renovado com um motor mais moderno… porque não?

          eu gosto do motor 2.0 Nissan… mas concordo que depois desse tempo, ter um downsizing faria muito bem.

          • André

            Não se iluda, contente-se com uma Kaptur dusterizada que é o que vai ter para comprar. Duvido a Renault trazer 2 carros na mesma faixa de preço, ainda mais se o povo está preferindo SUV. Alem do mais a Kaptur deve ter um custo de produção muito menor e consequentemente uma margem de lucro muito maior. Fazer um baita investimento para ficar patinanado em vendas, não deve compensar. Por melhor que seja o carro, Corolla, Civic, Cruze e Sentra sempre vão vender mais, ou porque são japoneses ou porque é GM. Tenho Fluence também, mas desconfio que será o ultimo Renault, uma pena.

            • Edson Fernandes

              André concordo contigo.

              Eu também sempre aproveito para comentar isso sobre a Kaptur. Não faz sentido ter duster e kaptur disputando o mesmo nicho. Um vai queimar o outro.

              Pior ainda se a Kaptur for literalmente toda baseada no Duster. Qdo eu falo isso, nem falo de compromissos mecanicos (suspensão / amortecedor) mas de motorização.

              Pode colocar o motor 1.6 e 2.0 da Nissan para agregar o cambio CVT… não será o suficiente. Considere ainda o Kicks que fará uma confusão para o mercado das fabricantes. Ou a Renault mata o Duster para trazer o kaptur como uma opção nova do Duster ou eu acho queela irá canibalizar ambos os produtos sem ter muito mais que os concorrentes.

              Vamos ver o andamento da fabricante. Ela precisa pensar nos atuais donos e nos futuros (que podem ser também os atuais)

              Nesse momento é uma incerteza porque eu só pensaria num Fluence futuro se realmente se atualizasse… sem essa de conta gotas. Esse mercado não é para ser conta gotas e sim geralmente a demonstração de tecnologia (vitrine) da fabricante para o Brasil.

      • Dii Nascimento

        Os asiaticos tem bom gosto então …

      • Wall André

        Eu sei que para o Brasil NÃO, você não entendeu meu questionamento, eu perguntei se o nosso FLUENCE ficará parecido com ele, não perguntei se esse Megane viria pra cá.

    • lheu

      Se tivesse um logo da Toyota seria um forte candidato na minha próxima compra. Rs

  • Maycon Farias

    Belas lanternas traseiras. Tem bastante coisa agradável e moderna nesse carro.

  • leonardo

    Bonito hein!! mas estas opções de motores pra um carro deste tamanho, europa aceita…já muita gente aqui…inclusive eu…..não

    • Marcelo Paiva

      É que o rendimento dos motores lá é diferente dos daqui. E dependendo do mercado, esses carros são para famílias, sem a menor inclinação para desempenho esportivo. :)

      • Gustavo73

        Porque o rendimento lá é diferente do daqui?

        • Marcelo Paiva

          Se vc tiver acesso à revistas internacionais, vc vai entender o que estou dizendo. 110 cv parecem pouco para nós, mas para a gasolina deles dá para fazer 0-100 km/h em menos de 11 segundos, mesmo num carro de porte médio.

          • Gustavo73

            A nossa gasolina com 27% de etanol proporciona um desempenho até melhor que na Europa falando do mesmo motor. Mas a conta vem no consumo também maior, mesmo os números na Europasendo extremamente otimistas pelo padrão que usam para avaliar o consumo(ao contrário do Inmetro, que mais pessimista que no mundo real) com essa quantidade de etanol na gasolina não conseguimos números como os deles. Então o problema aqui não é o desempenho e sim o consumo.

            • Marcelo Paiva

              Gustavo, não saberia te responder. Vejo números de desempenho inferiores no Brasil, se comparados a motores de potência similar na Europa.

              • Gustavo73

                Não se pode olhar só o motor e sim o mesmo modelo. Inclusive levando em consideração a versão pois existem diferenças de peso e tamanho das rodas. Agora dependendo do modelo aqui alguns carros tem potência reduzida como o S3 aqui com 280cv e na Europa com 300cv. Outra questão é aonde o modelo é testado para a homologação. Se for em SP e ainda mais aspirado a altitude (ar mais rarefeito) diminui a potência do motor) por receber uma mistura mais pobre em oxigênio. Já motores turbinados sofrem menos. Mas o etanol aumenta os números de potência dos motores, apesar de alguns fabricantes não divulgarem números maiores. Mas veja 1.6 THP Europa 165 Brasil 173(etanol) 27% etanol também fazem diferença o 2.0 GDi do Focus o mesmo 160 EUA 178 Brasil e por aí vai.

                • Marcelo Paiva

                  Gustavo, vou te dar um exemplo do que estou dizendo: Golf 1.2 TSI 110CV – 0-100 em 9,9 s, 195 km/h. Golf 1.6 MSI 120 cv – 0-100 em 11,6 s (ñ achei a velocidade máxima). Ou seja: carros semelhantes, motores diferentes, sim, mas com potências parecidas. E o europeu tem resultado muito melhor. Por isso disse que o rendimento dos motores é diferente, mesmo com potências “baixas” para nossos padrões.

                  • Gustavo73

                    Mas aí você está comparando um turbinado com um aspirado, o turbinado tem regimes diferentes inclusive com o torque chegando bem antes. O Golf VII 1.4 tsi acelera e tem retomadas melhores que o Focus com o 2.0 GDi testados aqui. O Focus 1.0 Ecoboost anda mais que o 1.6 16v ambos testados na Inglaterra. Tem um vídeo do Fifith Gear que mostra isso claramente. Eles testaram 2 Focus um 1.6 16v aspirado com 125cv o o 1.0 Ecoboost também com 125cv. Ambos na gasolina européia.

                    • Lucas Mendanha

                      acima fiz uma comparacao do Sigma 1.6 de 85cv contra o de 125 hp, ambos aspirados, disponiveis nos Focus ingleses. da uma olhada!

        • Lucas Mendanha

          é bom olhar a curva de torque desses motores “fracos”.. recentemente eu tomei um susto ao ver que existe o Focus com motor Sigma 1.6 com 3 faixas de potencia: 85, 105 e 125 cv. Porem, ao comparar a curva de torque, o de 85cv é focado em render melhor em baixo giro, o que favorece o uso urbano. Como vários paises europeus vc perde a vista sem ver um morro, me pareceu uma boa opção pra pessoas tranquilas e que priorizam consumo. Olha só a comparação do grafico Sigma 1.6 85 x 125 hp.

          • Gustavo73

            Na Europa é muito comum ter motores mesmo aspirados com ajustes diferentes, normalmente com um voltado bem para a economia de combustível. Não conhecia essas variações do Sigma nem que equipava o Focus. Provavelmente é oferecido em alguns mercados. Mas o Up com o mesmo MSi oferecido aqui tem uma versão com 60 e outra com 75cv. Eles também devem ter mudanças na curva de torque/potência. No 1.0 Ecoboost isso também acontece, as duas variantes mais comuns tem 100 e 125cv com torques parecidos mas a menos potente terá melhor consumo principalmente na cidade. Mas a questão aqui com o Marcelo está mais focada na diferença significativa ou não do desempenho na Europa e no Brasil.

      • leonardo

        Rendimento é melhor por causa do combustível, mas também não irá ser mais que 5% melhor. Não só por esportividade, mas alguns destes motores sofrem com desempenho na hora de uma ultrapassagem.

        • Marcelo Paiva

          Entendo teu ponto de vista. Também preferiria um carro que me garantisse uma maior folga na hora de uma ultrapassagem. Mas os mercados que recebem esse tipo de sedã parece que não se importam muito com isso. rsrsrs. Morei na Espanha por 7 anos e pretendo voltar até o final do ano, e é difícil ver esse tipo de modelo nas ruas. Lá os hatchs ganham de goleada. Um abço.

          • Gustavo73

            Europeu prefere os hatch, quando quer espaço para bagagem leva logo uma SW. Sedans por lá é de médio grande para cima. Os médios e compactos estão longe da preferência no continente.

  • Augusto Brum

    Se vier pra cá, eu vou ficar muito feliz, eu tenho muita saudade dos nomes antigos da Renault. Só falta o Scénic.

    • Pacheco

      Acho que o Scenic deveria vir importado a preço de C4 Picasso.

      • Augusto Brum

        Tomara, pois a Renault poderia vender tranquilamente a Nissan Livina não existe mais. O ruim dessas uniões de marcas é a maldita concorrência interna, mas torço muito para que a Scénic venha, a Grand Scénic não precisaria.

        • Pacheco

          Poderia vir as duas importadas. Eu compraria, pq gosto de Minivan e tenho familia. É um carro que me atende em todas as necessidades.

          Atualmente estou com uma Minivan novamente.

          • Augusto Brum

            Minivan hoje em dia estão trocando por SUV, que no meu ver não vale a pena. Minivan tem aproveitamento de espaço, criatividade no interior, itens de conveniência legais e atende todas as necessidades, bem como vc falou. Meu pai teve uma Scénic 2000 RT azul, era muito boa e completa. Saudades dela.

            • Augusto Brum

              Tu iria gostar do Fit Shuttle, há boatos de que ele virá ao Brasil.

            • Pacheco

              Eu nunca trocaria uma C4 Picasso 0km por qualquer SUV do mercado. Nunca!

              • Edson Fernandes

                Eu tbm não! Teria uma facil!

                • Pacheco

                  Engraçado que eu gosto mais da antiga que da atual. Mas teria sim a nova. É um carro cheio de vantagens. Uma delas é o seguro mais barato que qualquer SUV modinha.

    • Edson Fernandes

      Mas se voltar como Megane no Brasil pode ser mico. Isso porque aqui o Megane não foi relativamente bem vendido. E também porque a fabricante está largando os nomes e isso pode ser ruim para quem já possui um produto atual que será trocado pelo novo.

      Falo isso porque a Renault vendeu relativamente bem o Fluence e o nome está bem fresco na cabeça do consumidor.

  • Felippe

    Muito bonito, se vier para o Brasil com bons motores ele tem potencial para incomodar a concorrencia.

    • Rodrigo Alves Buriti

      Motor 1.2 Turbo e 130cv, aposto que deve ser bastante econômico!

      • Pacheco

        Concordo… com o Cambio CVT deve ser otimo.

        • Edson Fernandes

          Pode ser o cambio de dupla embreagem mesmo.

          • Pacheco

            Ainda prefiro um CVT afiado.

            • Edson Fernandes

              Então, só que o desenvolvimento com o motor TCe já utiliza o dupla embreagem (e de 7 marchas).

              Então nem ligaria de ter com esse tipo de cambio. Entretanto, nõa acharia nada ruim ter cambio CVT já que atualmente possuo um carro com ele e não tenho nada a reclamar.

              • Pacheco

                Principalmente o CVT da Renault que tem um acerto muito melhor que o da Nissan.

    • Marcelo Paiva

      Mas aí vem aquele povo com o papo de “é francês”, “não é japonês” e etc. Já vimos esse filme :(

      • Mas antigamente era “É japonês”, “Não é brasileiro”. As coisas mudaram. As pessoas não compram Sandero hoje? Depende da própria empresa mudar.

        • Marcelo Paiva

          Sim. Mas taí o atual Fluence. No que ele é/era inferior aos Civic/Corola da época que foi lançado? Também espero que um dia o mercado brasileiro amadureça o suficiente para reconhecer um bom produto, independente de marca. Abço.

          • Marcelo, na verdade no caso do Fluence a pergunta está invertida: Qualquer player novo que chegue no mercado, mesmo que fosse uma Classe A contra o Onix, tem que provar que é melhor que o outro para convencer alguém de levá-lo em vez de um outro player já consagrado. Um exemplo? HB20 quando foi lançado era superior ao concorrente Gol (Embora bem menos que as pessoas diziam). Pois bem, ele não chegou “chutando a porta” do mercado, ele foi conquistando mercado aos poucos, melhorando conforme os pedidos do mercado. E no mercado de médios o conservadorismo tende a ser maior ainda.
            E o Fluence, fez o mesmo caminho? Pelo contrário, hoje ele está menos atraente que no lançamento. Perdeu bolsas, ganhou preço…
            Mas respondendo a pergunta certa: O que o Fluence tinha melhor que Civic e Corolla quando foi lançado? Para mim muita coisa. Air bags adicionais, câmbio mais eficiente, preço… Mas a pergunta que o mercado faz é: “O que esse player novo tem QUE O MERCADO VALORIZE que me faça deixar de levar uma opção segura de compra para casa e levá-lo?”. Bolsas adicionais, ESP e eficiência de câmbio não estava entre os itens mais valorizados que valessem o risco (Na questão de câmbio, por uma questão simples: Embora do Fluence fosse melhor, os dos concorrentes passavam longe de ser um problema, um limitante). Preço era um bom chamariz, tanto que embora vendesse menos que essa dupla, não se pode dizer que tenha sido um fracasso de vendas.

            • Marcelo Paiva

              O Fluence passou pelo mesmo processo do Clio: se todo equipado não vende… Também não acho o Fluence um fracasso de vendas, mas acho que estamos de acordo que ele deveria ter vendido mais pelo carro que é/era. Um abço!

              • Sim, de pleno acordo! Ele teria sido minha opção e para ser franco, acho que se ele tivesse sido a opção da maioria acredito que os preços hoje estariam menores ou os carros viriam mais equipados.
                Quanto ao Clio, eu também pensava isso, mas ao pesquisar o preço dele na época que chegou, eu vi que ele era bem mais equipado que seus concorrentes, mas proporcionalmente mais caro também. Era natural que vendesse menos.

                • Edson Fernandes

                  Pois é… ninguem coloca isso na hora de comentar. O preço a maior do Clio. Já o Fluence sofreu por culpa da Renault em subestimar o mercado em não acreditar no produto. Botou ali um player forte e não tinha produto par aentregar.

                  Foi isso que fez o Fluence um mero coadjuvante.

                  • De qualquer forma, considero o Fluence longe de ser um fracasso. Por vezes foi terceiro do mercado.

                    • Edson Fernandes

                      Só espero que a Renault tenha consciencia disso e mantenha o nome. A empresa precisa manter a identidade dos produtos. O Sandero e Logan estão aí para comprovar isso.

      • Felippe

        verdade kk, vão falar que francês não sabe fazer carro e blablabla

  • Felipe

    “Durante uma entrevista ao portal Automotive Business, o presidente da montadora francesa para a América Latina, Olivier Murguet, revelou que eles estão “atentos para cumprir a legislação e entregar o que os clientes querem com o preço que eles pedem”. Ainda segundo o executivo, a marca não tem desempenho inferior em segurança quando comparada as empresas rivais.”
    Fonte: NA

  • Marcus Vinicius

    Se esse é o sucessor do Fluence a Renault tem que se pronunciar sobre o o futuro do modelo no Brasil e na América latina se for fabricado na Argentina chegaria ao Brasil !

    • Pacheco

      Sim… o problema é resolver atualizar o daqui sem ligação com ele.

  • Joaquim Grillo

    O painel ficou puxado para os Volvos

    • AugustoSeide

      Essa é a tendência, acredito. A Volvo só foi a primeira, e fez muito bem feito, que cosa linda os Volvo.

      Sobre esse Renault, sensacional!

  • fbl

    Aqui vao invetar em breve um logan alongado pra chamar de novo sedan medio da renault brasileira ou dar uma guaribada no fluence.

  • Alexandre

    Uau! E esse painel de XC90? Top!

  • EDU

    Esqueceram de mencionar o teto panoramico. Sera ele a substituir o Fluence por aqui ?

  • Mardem

    Espetacular! E os caras ainda colocam a ponte do Bósforo no fundo só pra deixar o conjunto da obra mais sensacional. Estão de parabéns!

    Edit: Olhando bem, ficou a dúvida se é a ponte do Bósforo mesmo. Essa tem só duas colunas de sustentação e a da imagem tem 3. Alguém sabe qual é?!

  • Dii Nascimento

    Renault qual o seu problema com o Brasil ? O quarto maior consumidor de automóveis do mundo . Melhor mercado para se faturar muito oferecendo pouco . Pode tirar o Fluence , carro que ninguém lembra da existência por aqui.

    • Zoran Borut

      Se você está reclamando de como a Renault trata o Brasil, dê uma olhadinha nas marcas líderes por aqui, Fiat, GM e Volks, em comparação ao que vendem lá fora.

      • Dii Nascimento

        é ”desumano” , Lineup da chevrolet brasileira em comparação com a americana chega a ser cômica para não dizer dramática . A verdade que marca alguma nos oferece produtos de primeira linha .

        • Desculpa, mas ter um lineup como o americano seria irracional também. Queria a segurança e eficiência que a Chevrolet oferece para seus compatriotas, não seus modelos. São um país diferente, com necessidades diferentes. Ruas mais largas, estacionamentos pensados para carros maiores… Qual a racionalidade de usar mais de duas toneladas de recursos naturais para carregar uma pessoa? Eu mesmo ando a maior parte do tempo sozinho. Um Prisma atenderia a maior parte das minhas necessidades, e se fosse mais seguro e mais eficiente, como por exemplo, o motor do Sonic vendido no EUA, porque eu precisaria de um Cruze, Trailblazer ou Suburban?
          O mercado europeu e japonês é mais racional que o americano.

          • Dii Nascimento

            Mas me refiro em termos de qualidade, isso suou um tanto hipócrita pois muitos daqueles carros servidos por la são desejados por aqui e você foi bem direcionado as Super Duty. É desumano pagar 50 mil em um onix completo , sabendo que lá fora se pagaria por esse valor um Malibu ( EUA ) ou Insignia ( EU ) . Vale ressaltar também que pagamos alto por um combustível nacional e de péssima qualidade que invalida totalmente o consumo de carros de 2 T. Gastamos aquilo que temos . se tem muito, gastamos muito , se tem pouco andamos de Prisma ou qualquer outro carro 1.0 pelado até o pensamento ou você acha que os carros oferecidos por aqui são racionais ? Saveiro chegando a 80 MIl ? crossfox a mais de 90 mil ? ( Gol chegando a mais 60 mil )
            Estados Unidos existe mercado para hatch’s médios e até compactos como Smart, 500 , Cooper ,spark e Fiesta e todos esses carros são oferecidos por valores ‘reais’ e que vem com a tão sonhada segurança.os americanos não vivem só de V8 amigo.

            • “…Mas me refiro em termos de qualidade, isso suou um tanto hipócrita pois muitos daqueles carros servidos por la são desejados por aqui e você foi bem direcionado as Super Duty…”

              Desejados por quem cara pálida? O fato deles serem desejados aqui significa que EU desejo? Como pode ver, se tem hipocrisia, não é minha.

              “…É desumano pagar 50 mil em um onix completo , sabendo que lá fora se pagaria por esse valor um Malibu ( EUA ) ou Insignia ( EU ) …”

              Sim, o preço está caro, mas reiterei no meu comentário que o Onix teria que ter tão seguro quanto seus pares americanos, não? E eu ainda frisei que “para meu uso”… Continua sendo mais racional PARA MEU USO ATUAL um Onix que um Malibu. Inclusive na motorização 1.0: Não preciso de um V8 para meu deslocamento diário e eventuais viagens para estradas em boas condições como as paulistas.

              Sobre combustível não entrarei nesse aspecto, já que o comentário original era sobre a diferença do lineup da Chevrolet com a GMC no seu país natal, não tendo nada a ver com preço e qualidade do combustível com a discussão.

              Sobre os modelos daqui: Já frisei e talvez não tenha ficado claro: Eles são caros e inseguros. Ponto. Mas ir com um Voyage para o uso cotidiano, mesmo que seja 1.0, é muito mais racional que ir de Malibu. Se eles fossem mais baratos e seguros, seriam uma opção melhor ainda.

              Eu conheço o mercado americano, mas o comentário era sobre o lineup da GM, não era?

              • Dii Nascimento

                Desde inicio salientei o fator QUALIDADE X VALOR, e usei como parâmetro generalizado o GM americana em detrimento a um comentário que eu respondi amigo . EM momento algum toquei no assunto utilidade e todos nós sabemos qual a utilidade em sua essência de um automóvel que é de ir a um ponto a outro tanto faz um carro 1.0 , v8 , celta ou cruzer . Mas sempre queremos o melhor em todos os aspectos .

                • Sim, Dii, mas o que é melhor? Mais conforto, segurança, economia, desempenho… Mas é necessário? E aquela pergunta: Melhor para quem?
                  Um exemplo bem extremo: As liteiras eram extremamente confortáveis para os reis, nobres e quetais… Mas para os escravos… Talvez não fossem tão confortáveis.
                  Não lembro em que programa ou jornal eu li isso, mas vi que em termos de uso de recursos naturais, o mundo não suportaria mais dois EUA. E já temos mais um, a China… Já pensou se para se deslocar 10 km, 30 minutos… Em vez de carros compactos ou subcompactos, os compactos japoneses… Tivéssemos Trailblazers, Suburbans, Hilux… Aí teríamos “o melhor”. E o planeta? Também teria o melhor para ele? Até que ponto o nosso melhor vale as consequências para os que estão do lado de fora das janelas?

                  • Dii Nascimento

                    Entendo perfeitamente sua opinião e inclusive sou adepto da mesma. Contudo não coloquei a ponto os padrões de consumo norte americanos e sim o descompasso da qualidade de seus produtos ofertados frente aos nossos. Então comparemos os mesmos carros ofertados na Europa com os nossos e verá que existe uma diferença considerável principalmente em carros elétricos,Diesel e itens de segurança.
                    Itália , Portugal , França ,Suécia e outros …. devido a espaço territorial e a mentalidade da população seus transportes são pensado nessas características e estão bem a frente em relação a valores x qualidade x manutenção ambiental .
                    Valeu o debate rs .

  • Magno Will

    Vão dar um tapa visual no fluence atual aqui e tudo certo, o consumidor já ficará satisfeito

  • Alexandre

    Não sei porque, mas essa dianteira me lembrou o Cobalt! kkkk

  • ALVIN_1982

    Acho o nome Mégane bem mais forte no Brasil ao Fluence. Fora que esse Mégane é original, lindo, tem família Hach, sedan e sw, e é Renault. O Fluence é Samsung com emblema Renault e sem família…

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Não teremos isto aqui. A Renault conduz uma guinada em favor de SUVs e Picapes. A longo prazo quem quiser um sedã da marca deverá se contentar com o Logan.

  • mauricio

    frente de c4 lounge

  • Ric53

    Acabou aquele papo de que “todos os carros hoje em dia são muito iguais”, todos os carros estão muitooo distintos, coloca esse Megane ao lado de um Honda Civic e de um Chevrolet Cruze, cada um é um bicho diferente! haha

  • Gabriel Mariano

    Parei no “não será vendido no Brasil”. Uma pena…

  • CanalhaRS

    Agora que o Fluence virou Renault de verdade, não virá para o Brasil…logo teremos um “Dacia sedã premium”…aguardem.

  • Francisco Roberto

    ai sim hein nem se compara com as nossas carroças, é que na Europa o povo é exigente!

  • Diogo Oliveira

    Ficou Maravilhoso!! Incrível!! Finalmente a Renault aprendeu a desenhar Sedãs!!

  • Resendemaster

    Que coisa linda! Se vier do jeito que está será grande concorrente contra Corolla e Cruz…
    Renault foi feliz demais nesse desgin.

  • Charlis

    Muito engraçado como os gostos podem ser completamente diferente, alias, devemos ser gratos a isso, pois caso contrario, tudo seria igual no mundo, e o mundo não teria graça.

    Sinceramente, pro meu gosto…. esse carro passou longe de ficar feio!
    Pra ele ficar feio, ele tem que melhorar muito ainda.
    Não consegui gostar em angulo nenhum dele, nem a frente, traseira, de lado, nada!

    MAS, como eu disse, cada um tem seu gosto, e ainda bem !!!
    De qualquer maneira, visto que, muitos gostaram, e ainda parece ser um belo produto, eu já torço para ele vir ao Brasil.

  • Jaspion

    entraria na minha garagem facil facil

  • Bruno Gomes

    Saudades da legítima Renault aqui no Brasil. Tínhamos carros alinhados com os outros mercados até meados dos anos 2000, depois da invasão Dacia só o que nos resta é babar pelos mercados aonde ela entrega os seus produtos legítimos. Esse Megane e o Clio estão um espetáculo!

  • Hugo Henrique Silva Lange

    bonito! e a tendencia dos “tablets” como central multimidia vai se confirmando. tem os q amam, e os que odeiam… mas é obvio q este é o futuro, então, ame-o ou ande de SP2.

  • Mauricio

    Linhas muito harmoniosas e sem aqueles exageros de estilo de certos carros.

  • Robson De Souza Silva

    vcs não perceberam nada nesse carro?, lateral dele e a traseira lembram e muito o azera

  • Aires Jone

    É de cortar a respiração.

  • Luccas Villela

    Que perfeição!



Send this to friend