Home Mercado Os carros mais vendidos no Brasil desde 1959

fusca Os carros mais vendidos no Brasil desde 1959




Carros mais vendidos no Brasil – Para que você tenha uma idéia de como o brasileiro tem comprado carro nos últimos 50 anos,  elaborei uma lista dos modelos nacionais carros mais vendidos no Brasil desde 1959. Vai ser uma viagem nos usos e costumes dos seus antepassados e,  conforme sua idade, servirá para relembrar o que você mesmo já comprou! Está curioso? Ok, vamos lá!

Campeões de Venda no Brasil em todas as categorias – primeiros lugares – desde 1959:

Anos Marca Modelo Tempo na liderança
1959 a 1982 VolksWagen Fusca 23 anos
1983 Chevrolet Chevette 1 ano
1984 a 1986 Chevrolet Monza 3 anos
1987 a 2010 VolksWagen Gol 24 anos

:-/  Dava para imaginar a mesma marca na liderança em 47 desses 51 anos? E apenas 4 modelos no topo?

Carros mais vendidos no Brasil

Para ajudar a entender os cenários em que os modelos acima foram campeões e também quem eram seus concorrentes, vamos a um resumo do mercado de automóveis e utilitários por década, dos anos 50  até os dias de hoje.

1951 a 1960 – O BR estava na era Juscelino Kubitscheck (1956 a  1961) que foi um incentivador da indústria automobilística no Brasil. Nesta década, havia os VW Fusca e Kombi 1200, Karmann Ghia, DKW-Vemag motor dois tempos, Simca, Willys Overlandimportados americanos e europeus de décadas anteriores, FNM-Alfa Romeo e os primeiros Toyota Bandeirante feitos aqui. Ford e GM já montavam utilitários, como furgões, camionetas e caminhões com peças vindas de fora.

1961 a 1970 – Surgem VW Variant e VW 1600 4 portas (Zé do Caixão) , VW TL e Fusca 1500 (Fuscão), Ford Corcel, Chevrolet Opala, Willys Dauphine e Gordini, Karmann Ghia TC e Puma. Em 1969 é inaugurada a Gurgel. Picapes Ford, Dodge e Chevrolet (incluindo a Veraneio) também estavam disponíveis.Ford lança o grande e luxuoso Galaxy / LTD e Willys oferecia Aero e Itamaraty. Na política, inicia-se a ditadura militar em 1964.

1971 a 1980 – Surgem Brasília, Variant II e o inovador VW Passat 1500 a água com tração dianteira; alguns anos depois ele ganha o 1600 . Vêm também os esportivos VW SP1 e SP2. Chega a Fiat em 1976 com o 147. Em maio de 1980  é lançado o Gol 1300 a ar com tração dianteira. Mais modelos da Gurgel. Chevrolet Chevette é a grande novidade da Chevrolet na década. Caravan aparece no meio da década. Belina 1 e novas versões do Corcel são as novidades da Ford.  Um carro médio interessante e bem acabado foi o Dogde Polara 1.8 (Dodginho), com opção de câmbio automático. Década dos verdadeiros esportivos e dos luxuosos, como Maverick, Opala e Caravan SS, Landau e os Dodge Charger, Dart, Magnum e Grand Sedan.

1981 a 1990 – Muitas novidades desde o comecinho da década. E o álcool se consolida. Surgem Monza Hatch, Sedan 2 e 4 portas, Chevy 500 e Marajó, Kadett e Ipanema, picape D20. Volks aumenta a família Gol com lançamento de Saveiro, Voyage e Parati e inova com o luxuoso Santana e sua versão SW, a Quantum. Fusca sai de linha em 1986. Fiat traz Oggi, Uno, Elba, Picape City, Prêmio / Duna e Fiorino. Muitos fora-de-série da Sulam, Envemo, Puma, Bianco e várias outras, incluindo a onda das picapes transformadas. Da Ford vêm Corcel e Belina II, Pampa, Escort e Del Rey. Curiosidade: existiu Pampa e Belina 4 x 4.

Política e economicamente, volta a democracia com eleições ainda indiretas em 1985, que elegeram Tancredo Neves. A inflação teve seu ápice em 1989, chegando a 3% ao dia. Depois, muitos anos de recessão. Em 1989, Fernando Collor de Mello é eleito Presidente em eleições diretas.

1991 a 2000 – Novo Santana, Novo Monza, Nova Família Gol e outras reestilizações. Inteiramente novos: Corsa, Omega e Astra. Presidente Collor reabre as importações em 90 e nossas ruas ganham Toyotas, Nissans, Audis, BMWs, Mercedes, Volvos, Mitsubishis e modelos importados pelas 4 Grandes, como VW Golf e Ford Mondeo. Fiat surpreende com Tempra e traz o Tipo da Itália

Ford e VW se unem formando a AutoLatina. Lançam os clones Verona-Apollo e Santana-Versailles. Vários Ford  ganham motores AP da VW e alguns VW ganhom CHT da Ford.  Começa o divórcio e Logus substitui Apollo, VW Pointer é apresentado  e o novo Verona vira um  4 portas mas continua com motor AP. Após rompimento total, Ford lança Focus e Escort Zetec, inclusive SW. VW, por sua vez, nacionaliza Golf,  traz linha SEAT espanhola e aventura-se no Turbo com seus 1.0 e 1.8 Turbo.

Surge um novo segmento, o das picapes médias, com Mistusbishi L200 e Toyota Hilux importadas. S10,  Ranger e outras japonesas vêm a seguir.

Fiat lança Marea Sedan e Weekend. Duas gerações de Vectra vem à luz.

Mercedes-Benz lança Classe A nacional com muita seguran;a e tecnologia.

Honda Civic e Toyota Corolla tornam-se nacionais.

Entre os pequenos, Corsa “2” cresce e Celta vira o novo popular. Presidente Itamar pede volta do Fusca, que retorna de 1993 a 1996. Palio, Palio Weekend e Strada trazem bom design e vendem bem. Siena só emplaca na segunda geração. Ka inova em estilo e Fiesta torna-se o veículo de combate da Ford. Courrier herda consumidores da Pampa.

2001 a 2010 – Década da tecnologia Flex lançada em 2003. Fiat e GM decidem se unir para compartilhar motores 1.8 de 8 e 16 válvulas e transmissões de 5 marchas em vários de seus modelos. Iniciam a parceria nos novos Meriva, Stilo e Montana. Novas marcas se fortalecem: Renault, Peugeot, Citroёn, Mitsubishi, Honda e Toyota. Estas últimas renovam seus Sedans. Honda lança Fit e City. Hyundai  se torna um “player” importante. Kia também merece destaque. Terceira geração de Vectra surge com plataforma de Astra. Sedans tornam-se os queridinhos do mercado e Ford arrebenta com o EcoSport. Fiat lança Punto, Linea e Bravo e passa a oferecer câmbio automatizado Dualogic para quase toda a linha. VW Santana e a Quantum se aposentam. Polo e Polo Sedan são lançados como compactos “premium” e agradam. Golf brasileiro se distancia duas gerações do alemão. Jetta / Jetta Variant e Passat / Passat Variant representam a VW no segmento de luxo. Bem como os SUVs Tiguan e Touareg. Porsche inova com SUV Cayenne, Boxter, Cayman e sedan Panamera.

Novo Uno aparece para brigar pela liderança de mercado com Gol G5. Chegam primeiros híbridos de luxo pelas mãos de Mercedes e Ford.

Década fraca para as picapes grandes, que deixaram F250 reinar praticamente sozinha após saída da Silverado. Década boa para as médias, que ganharam novas opções para concorrer com S10 e Ranger. E chegaram mais perto dos automóveis em desempenho, acabamento e conforto, com câmbio automático e tudo. Troller e TAC fabricam jipes ao estilo do Wrangler americano.

2011 – Bem, a década está só começando e deve ser a década dos chineses e dos coreanos. GM promete revolução completa da linha, Ford promete manter-se global e atualizada, VW empenha-se em manter Gol na liderança. Parati deve aposentar-se e do destino de Golf e Polo nem a própria VW parece estar segura. Sedans devem continuar fortes e com muitos lançamentos nacionais e importados. Peruas minguam e superluxuosos como Bugatti, Koёnigsseg devem continuar chegando. É prometido o Bertin Vorax, superesportivo brasileiro e renovação dos populares, incluindo substituição do Uno Mille, VW menor que Gol, Tata Nano e chineses populares. Coreanos e a japonesa Nissan apostam em compactos mais “premium”. Revoluções? Talvez, pois Eike Batista e a italiana Fiat procuram incentivos governamentais e parcerias para os elétricos.

Ao menos uma coisa é certa: os rumos desta década está em nossas mãos. Cabe a nós exigir produtos eficientes, modernos, seguros, ecológicos e com pós-venda de qualidade!

Por Gerson Brusco Gonzalez


  • MythBH

    Só irei deixar um recado indignado aqui; Não deixem a kia chegar nem proximo ao topo, ela não respeita os proprietarios. Se quiserem comprar um carro dela não faça. Não há estoque de peças, se bater espere por 2 a 4 meses seu carro de volta!!!! Nada contra os carros que são otimos, mas a kia brasil é um desleixo total! Sr gandini pq não há resposta as tantas reclamações de seus clientes no orkut, twitter ou no reclameaqui? Eu so quero meu carro de volta! Não o comprei para enfeite….

    • JHerzev_Potiguar

      Entendo você, aqui em casa já passamos por isso com a Kia e seu total descaso com os clientes, sempre a mesma coisa, falta de peças. Seus carros são razoáveis, mas o pós venda é um lixo completo. O pior é constatar que 10 anos atrás, quando enfrentamos isso duas vezes com um Clarus SW, era assim e nada mudou hoje. Eu jamais compraria um Kia novamente, pelo menos até ela aprender a respeitar seus clientes e ter um suporte no mínimo regular.

  • Dornnelles

    Lembro que meu pai tinha um Ford Corcel II, que ali sim era mais do que um carro…
    Que saudades daquele cavalinho…!

    • João Paulo Vizioli

      Será que as crianças de hoje terão saudades dos carros do pai como nós adultos temos hoje em dia…?

      Tenho minhas dúvidas… Hoje em dia para elas o que importa é computador e video-game. Não é mais como antigamente, quando os carros de casa eram a diversão (pelo menos para mim…), quando pequeno, a Kombi do meu avô era o meu "brinquedo" predileto, na adolescência eu me divertia lavando os carros… E depois pegava escondido pra dar uma voltinha….KKKK!

      Eita época boa!

      • ARISTEU

        acho que não pq antigamente tinham poucas opções, hj tem muitas e isso faz com que muita gente até nem saiba que existe tal carro de tal marca.

        • Joao_Melo

          você tem razão. mas no meu caso, eu falo tanto sobre carros, que acredito que o meu filho vai lembrar do meu, sim. hehe!

      • DCald

        Talvez se for um Camaro os filhos se lembren… hehehe… vou me esforçar para ter um carro que meus futuros filhos possam se recordar! hehehe..

        • Romulo_Max

          Esse tbm é meu objetivo de vida!! xD
          Camaro é o tipo de carro pra se manter a vida inteira!!
          Atualmente as pessoas trocam de carro de dois em dois anos e é tudo tão massificado,até na cor… fica dificil surgirem ícones e carros marcantes.

          • GAbRieLGUIMA

            Como diz meu pai, se eu pudesse eu teria um CAMARO so pra ficar lavando e olhando pra ele!!! hehehe!!! No minimo, ja e alguma coisa te-lo na garagem. haha!

        • Avantimes

          Creio que não seja só o preço do carro e sua ostentação que traga lembranças. Lembro das Kombi e Variant velhas de parentes e conhecidos e a farra da criançada indo passear nelas. Uma coisa é incentivar lembranças sadias e verdadeiras. Outra é criar filho achando que objetos mais caros e ostentação os fazem ser melhores que os outros.

      • BlueGopher

        É…a época da magia passou.
        Carro virou produto de consumo, todos parecidos, pasteurizados, às vezes fica difícil até reconhecer a marca ou modelo quando se olha pelo retrovisor.
        Antigamente as marcas eram inconfundíveis, em algumas sabíamos o modelo e até o ano de fabricação só de olhar.
        Bons tempos que não voltam mais!

      • Filipe Augustus

        Eu não sei, mais eu tenho saudade da Omega Suprema 3.0 diamond que meu pai tinha, eu era criança na época, tinha uns 10 anos e tbm tenho saudade de um dos poucos Fiat Tipo Sedicivalvule 4 portas que chegaram ao Brasil, meu pai teve um preto.

        • MathewBMW

          Fiat Tipo Sedicivalvule não é aquele esportivo importado que tinha em torno de 140 cv? Cara, até hoje o carro deve andar, hein? Fico pensando na sua época…

          • Filipe Augustus

            Sim, esse mesmo, se bem não me engano eram 137cv, para a época andava bem, alem de tudo ele era leve, curioso mesmo foi o fato dele ser de quatro portas, meu pai pegou ele semi novo de um conhecido que pegou zero.
            E depois vendeu e pegou uma S10 CS 4.3V6 Deluxe.

            • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

              É 135cv Filipe….

              Abraços

          • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

            Bem… ele tem cambio curto…. anda que nem um foguete…

            A unica pena que ele tem um defeito cronico… mtas peças são de plastico liso. O que acontece? Com o tempo as peças ficaram esbranquiçadas… e hoje não é tão atraente.

            Mas o meu mecanico e amigo, tbm teve um… e andava mto.

      • macumba_online

        Excelente pergunta. Eu mesmo sou louco pra ter um opala branco igual meu pai tinha (mesmo tendo carros que custam muito mais, alguns de nós gostariam de ter um veículo em específico, simplesmente por saudosismo.. e o meu caso, na familia temos um jeep, e em breve terei um opala e/ou maverick, e um karmann ghia.

  • dferraz88

    É tudo muito curioso, neste caso de se vender mais é a empresa que entende melhor o mercado atual e oferece o produto que melhor se encaixa nesse cenário, foi o caso do Fusca, Monza e do Gol. Hoje aqui em casa ninguém tem carro da voks, porém no começo da década de 90 meu pai tinha um Gol (o segundo que ele teve e o terceiro VW, o primeiro foi um fusca) e realmente o carro era quase perfeito para nós, muito confiavel e economico, porém depois de alguns anos passou a não atender as novas necessidades (conforto, tecnologia, segurança), ai acredito que parte deste público passou a migrar para os importados e também para os nacionais "novos" como toyota, honda e as francesas. Agora oque realmente espero, para um bom equilibrio de mercado é que essa "liderança" de mercado fique trocando de mão em mão, mês a mês. Certamente teremos produtos melhores e melhores preços.

    • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

      Se for pensar que a liderança é apenas sobre os carros Gol, Uno e talvez Palio… eu ficaria em duvida. Tomara que ocorra isso um dia.

  • pcastilho2000

    2001 a 2011 – o Museu Automotivo Brasleiro fica mais acessível e aumenta consideravelmente. Sua entrada é franca – basta você sair nas ruas – e para ter uma peça em exposição basta você pagar a partir de 23 mil, e pode financiar com juros "minúsculos".

    • DiMais

      1991 a 2000 – época de ouro, onde os consumidores tinham bons produtos e não eram explorados tão descaradamente como são hoje. :(

      • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

        Eram sim. O custo de vida era pior naquela epoca…. e mta gente que hoje recebe 1500 reais, recebia 500 naquela epoca.

        Portanto, aquela epoca era ruim sim. As condições de financiamento eram mais exigentes… e tinha um monte de outros itens. Não esqueçamos que exatamente em 2001 foi a epoca que se iniciou "a diminuição oculta". O que seria isso? Produtos que antes tinham uma quiantidade maior, foram diminuindo suas embalagens (quantidade) e mantendo o preço. Virtualmente, o brasileiro acabou migrando por ignorancia. Posteriormente o governmo depois de mtas reclamações exigiu que se mostrasse o tamanho da diminuição.

        Papel higienico por exemplo eram 60 metros de folha dupla! Hoje é 30! tem marcas renomadas que fazem com 15 metros! E só falta uma coisa: Alguma montadora explicar o que mudou para os preços duplicarem de valor.

  • Corvo

    Todas carroças ocupavam as ruas até a abertura das importações nos anos 90…aí começamos a perceber que as montadoras aqui produziam só lixo comparado com os japoneses, suecos, alemães da época…hoje continua quase mesma coisa após 20 anos…

  • Amelo

    É notória a elevação de nível dos modelos aqui vendidos durante anos atrás, do Fusca, que foi o mais vendido por anos, evolui para o Chevette, carro maior, mais moderno e com linhas arrojadas para a época, em seguida vinha o Monza, que era um carrão, bastante conforto, motores mais potentes, enfim, parecia que estávamos seguindo para um patamar onde os carros mais vendidos do país eram veículos maiores, mais luxuosos e caros, mas apareceu um tal de Gol, para nós hoje em dia, feinho… E até hoje este popular figura como o mais vendido do país, nunca mais tivemos um modelo superior como líder de vendas, apesar de alguns médios como o Corolla por exemplo, aparecer entre os mais vendidos. Mas por que isso acontece, qual a razão de não termos mais estes modelos no topo, será que a razão são os valores estratosféricos cobrados pelas montadoras por veículos pseudo-luxuosos?? Será pela qualidade dos veículos que não estão de acordo com as exigências dos consumidores e estes terminam adquirindo um carro que o povão já conhece e aprova? Bem que poderíamos ver novamente carros superiores figurando entre os mais vendidos de um país em pleno crescimento econômico, apesar de pagarmos tributos em excesso no nosso país, dificultando alguns desejos nossos.

  • http://portugal-is-retarded.blogspot.com/ josymarildo

    Onde está o Uno/Mille?

    Já é fabricado e vendido desde 1756!

    Tem que estar nos mais vendidos….e então no Brasil…tem de ser logo a seguir ao Fusca!!! :)

    • Armando_Perez

      mas uno não é carro por isso não entrou.. kkkkkk

      • MatheusFR94

        não vou discordar de vc, mas falar mal do Uno é motivo pra receber trollagens por aqui… falo por experiencia propria! hehehe

    • Fla3D

      Tem lá nos anos 80 quando ele foi lançado como Uno.

      Mas acho que faltou uma menção à redução dos impostos para carros 1.0 com o itamar, isso mudou bastante a nossa situação (pra pior eu acho).

      • DCald

        redução do IPI para os 1.0 foi com o Collor…

        O lobby da FIAT incluiu a disponibilização da unica F40 da America Latina para o então presidente…

        O Itamar veio depois e a visão dele de carro popular era o Fusca, tanto que mandou exumar o besouro… alem disso ele fez modificações que permitiram incluir o Chevette 1.6 e Escort Hobby 1.6 com a isenção dos populares… (alem do Fusca, que era 1600 tbm)

        • Filipe Augustus

          A redução de IPI só trouxe carroças, Escort Hobby, Fiat Mille, Gol 1000, Chevette Junior e se alguém lembrar de mais alguma, me avisa aí, e lembrando que fui nessa época que começaram a depenar os carros até o talo.

          • DCald

            Na verdade os carros ja eram bem pe-de-boi… dai veio o Corsa em 94 e mudou o padrao melhorando por um tempo… depois começou a cair denovo…e agora parece que os chineses vão forçar alguns melhoramentos…

            • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

              Ai sim…. que saudades dessa epoca… onde o Corsa forçou POR BAIXO a melhoria dos produtos.

              Isso deveria acontecer novamente… só assim conseguiriamos melhorar as coisas (simplesmnete e unica por causa de preços). Eta epoca boa onde o carro tinha acabamento em tecido…. era mais confortavel e menos espartano….

        • Fla3D

          Opa, obrigado pela correção, realmente troquei os presidentes já que os 1.0 surgiram com o Collor como vc apontou.

          O lobby da FIAT realmente foi forte ja que eles eram os únicos que tinham um motor 1.0 pronto pois tinha o 1050 que era usado no 147.

  • marmota2

    Os problemas da VW São: preço e seguro…

  • pedrohuback

    Esperado ver que o fusca vendeu tão bem. Até hoje é um carro super comum nas ruas.

    • GAbRieLGUIMA

      O Fusca inclusive e um dos mais vendidos atualmente entre os usados, vi no site da Fenabrave. Alem dele o Monza tambem se destaca.

  • Joao_Melo

    como se o povo brasileiro fosse exemplo de entendimento sobre carros.

    • ARISTEU

      quem é então? Americano comprando F150 pra nunca na vida colocar se quer 50kg na caçamba?

      • Joao_Melo

        um erro não justifica outro. e, cá entre nós, os estadunidenses são bem mais exigentes do que os brasileiros nesse aspecto. duvido que comprassem carros inseguros como palio, gol, celta e agile por lá.

        • lucasfs87

          americanos compram carros americanos

          • richard_sousa

            Brasileiro compra carroça. Carroça tem um nome: VW

            • Lazaro Rosa

              Fiat, GM, Ford…..

      • ancelmohenrique

        Ai é questao de cultura…
        esqueceu que americano adora uma banheira com um vêoitaum?

        • bailascomigo72

          … mas, em breve, vai andar de 4cil hibrido, como muitos já estão fazendo.

      • fabioalisson

        Tenha certeza que americano não compra carroças 1.0 como a gente compra.

  • DCald

    Uma coisa que eu fiquei pensando… Dizem que o enterro do Fusca em 86 foi devido ao proconve (pelo menos a desculpa foi essa, mas o motor continuou na kombi por mais de decada!)… mas acho que foi somente pq ele já tinha perdido a liderança nos anos anteriores…

    Quem sabe, se conseguirmos que algum outro carro tome o lugar do Gol a VW acorde, enterre o gol e nos deixe no minimo com o polo de entrada… hein? Seria sonhar demais, né? hehehe

    • Leandro1978

      Certa vez eu li que alguns diretores da VW achavam que a montadora tinha errado ao tirar a Brasilia e não o Fusca de linha quatro anos antes. Se não estou enganado, as vendas do Fusca estavam em queda.
      Quanto ao Polo, salvo engano, ele deveria ter substituído o Gol quase 10 anos atrás, tanto que tinha motor 1.0 16v. Porém tal fato não ocorreu e criou-se a pseudocategoria "compactos premium". Algo parecido ocorreu no lançamento do Corsa no mesmo ano (2002). Neste caso, de quem é a "culpa", do mercado ao aceitar ou pedir tal fato ou da montadora ao tentar "empurrar" isso?
      Eu adoraria que o Polo fosse o modelo de entrada da VW e que fosse igual no mundo todo como dizia a propaganda de alguns anos atrás, da mesma forma, acho que o Punto deveria substituir o Palio e Uno/Mille, que o New Fiesta deveria substituir o Rocan, que o Sonic ou o Corsa D deveria ser o modelo de entrada da GM, etc. O que eu não sei é, até que ponto isso é culpa das montadoras e qual a responsabilidade do consumidor nisso, pois a 1ª oferece os produtos e o 2° aceita. Teria sido diferente o mercado hoje, caso o Polo passasse a vender mais que o Gol? Vale lembrar que o Gol GIII 1.0 16v saía por R$ 22.000 e o Polo com a mesma motorização era R$ 5.000 mais caro (Fonte: Quatro Rodas da época).

      • DCald

        Exatamente… a GM tentou substituir o antigo corsa oferecendo versoes do Corsa C pouco mais caras que o recem lançado celta… o Corsa Sedan B tbm tinha previsão de ficar pouco tempo a mais no mercado… continuou fazendo sucesso e vende bem mais que o Corsa C, tanto que ganhou reestilização e está em sobrevida por qse 1 decada!

        É o "mercado" que mata os carros… mille só não morreu pq continuou vendendo bem mesmo depois do lançamento do palio… lembro que desde 96 ouvi varias vezes que a botinha ortopedica iria sair de linha no "proximo ano"…
        foi assim no lançamento do palio, na primeira reestilização do palio (qdo sobrou o palio Young) e depois quando lançaram o Palio Fire… a ultima vez que anunciaram que o mille ia morrer foi no lançamento do novo uno… dai eles viram que somando as vendas poderiam lutar por uma pseudo liderança… e da-lhe botinha ortopedica em linha até que o governo não aguente mais e mande matar… pq se depender do mercado, não morre nunca!

  • ccn1410

    Eber, a grafia é Ford Galaxie, ok?

    • Fla3D

      Bem observado, Galaxy é o tablet da samsung. :p

      Mas não foi o Eber que escreveu… e, sem querer ser chato, acho que o texto inteiro merecia uma revisão…

      • Avantimes

        Galaxy foi o nome dado ao Versailles na Argentina. E existiu uma minivan da Ford também. Isso vc não sabia né geniozinho, rs
        Eu vi um errinho de concordância no último parágrafo, Quais outros tantos você viu? Liste-os.

  • Oxalaia

    O gol liderou mais que o fusca!

  • acds

    eu queria ver Os carros mais vendidos no mundo desde 1959

    • Avantimes

      Fusca foi um deles, Golf, Corolla, Ford T, Renault 4, Ford Pick up Série F. Alguns desses eu sei que estariam numa lista.

      • GAbRieLGUIMA

        Acredito que Ford Escort, Ford Focus, Chevrolet IMPALA, GM Kadett e GM Corsa, Honda Civic, Nissan Sentra e VW Passat estao nessa lista. Entre os esportivos estao Mustang, Corvette e Porsche 911. Se eu achar a lista vou mandar pro Eber…

      • GAbRieLGUIMA

        Achei uma lista de 2008, interessante que o Oldsmobile Cutllas esta entre os mais vendidos no mundo…
        http://autozine.com.br/eventos/os-25-carros-mais-

  • LucasHaughton_

    Ótimo texto pode se ver o pessoal mais antigo confia mais na VW eu particularmente não confio nela, e sou desses que arrisca em marcas sem muita tradição em busca de um produto melhor, e essa decada pros chineses e coreanos será como foi os anos 90 pros japoneses

    • Duílio_Ferrari

      Será? Que Deus te ouça!

      Eu sou +1 q também não vê a VW com bons olhos… e o pior… em breve serei dono do meu 3º Fiat. (pior pq a Fiat não é muita coisa diferente da VW – esse preconceito meu deve ser pura paranóia… ou não)

  • vinicarioca

    pos é…é muito bem vista mesmo

    oferece carros ultrapassados,pelados, inseguros e caros… e ainda conseguem vender essa mer!@ aqui

  • oentediado

    "Presidente Itamar pede volta do Fusca"

    OI???
    nao sabia dessa…
    com qual objetivo??

    • Avantimes

      Com o "objetivo" que ele era um caipira, um Paiaço! kkk
      Ele acreditava que o verdadeiro popular do BR seria o Fusca devido a manutenção tb ser popular. E, na época, um Gol 1000, por ex, custava R$ 9 mil, o Fusca R$ 7.800,00

    • dferraz88

      Por que ele não sabia dirigir Brasilia..kkkkkkkkkkkkkk

  • CharlesAle

    Pessoal,não me lembro o ano,mas o escort já chegou a ser lider de mercado,aliás,ele também vendeu muito no brasil!!!!

    • Avantimes

      Escort e Corcel, se nao me engano foram vices.

      • GAbRieLGUIMA

        Sem duvida, o Escort foi vice em 1988 e o Corcel vice em 1976 no auge do Corcel II. O unico medio a ser lider foi o MONZA… ate hoje.

        • mho

          Lembro com certo ódio da década de 80.
          Era uma época de alta inflação, não podia parcelar em mais de 36 meses e avalistas eram necessários.
          Resumindo, para comprar você precisava ser um empresário ou um profissional liberal bem sucedido que podia comprar a vista ou deveria ter um bom emprego que recebia comissão em vendas, caso contrário use ônibus lotado que deveria andar de portas abertas devido a quantidade de pessoas.
          Lembro ainda que devido a este problema alguns ônibus do DF não tinham assentos para os usuários que não eram deficientes, pois ocupava muito espaço e assim poderia levar mais pessoas "com segurança". Numa destas brincadeiras malígnas do governo, meu primo com 4 anos de idade caiu da porta do ônibus e quebrou o braço.

  • mm2

    Com certeza, isso só pode ser sarcasmo ! Vw bem vista?

    • AJPINHEIRO

      cara, vc quer tirar conclusões sobre o pensamento da população de um país como o Brasil se baseando na opinião de uma minoria inserida dentro dos pouco mais de 40 milhões de pessoas, que é o numero de pessoas que tem acesso à internet e que frequentam sites de conteúdo automobilístico???
      se for isso, vc tá ruim de estatística hein velho?

      uma coisa é a opinião do público do NA e outros sites do ramo, que queira ou não é formada em sua maioria pela classe média/ alta, outra coisa é a opinião de um país inteiro, onde o acesso à internet e informação embora seja crescente é relativamente limitado…

      e quanto a ela ou qualquer outra das "4 grandes" ser bem vista no Brasil, vc ainda tem alguma dúvida?
      se ainda tiver, repara amanhã as marcas e modelos dos carros nas ruas quando vc sair pro trabalho ou faculdade, ou se preferir, procura na tua garagem ou na do seu prédio pois as chances dos carros serem dessas 4 marcas é grande!

      • mm2

        Em resumo, nós somos obrigados a escolher entre titica ,feses, estrume e etc… Assim o menos fedorento passa a ser o bem visto, o brasileiro tem que acabar com este conformismo!
        É como eleição no Brasil, vc escolhe o menos pior!

      • Sr_Wilson

        Na minha família somos em 8 carros (heheh), 2 saveiro, 1 montana, que esses são nossos carros de trabalho (construçao civil) o resto, nossos carros de passeio, são todos de outras marcas sem ser as 4 grandes. e sinceramente, só temos reclamações desses carros, as saveiros não aguentam trabalho, vivem no mecânico e a montana ainda não deu problema, mas bebe mais que o dono dela…

  • landocar

    isso me lembra de qdo eu tinha 12 anos, em 1994 e sonhava em ter um monza 2.0 gls. e depois em 1997, com 15 anos, indeciso se sonhava com mitsubishi eclipse, vectra cd ou omega cd 4.1. na duvida, sonhava em ter os 3. e depois em 2000, ja com 18 anos, comecei a trabalhar e sonhava em ter um golf GTI 1.8 t, ou um audi A3.

  • acedaniel

    Prova escrita e detalhada que brasileiro não sabe comprar carro. (apesar que não tinha muitas opções mesmo.)

  • crisburatto

    Faltou falar do A3 nacional e da Dodge Dakota.

  • guru_mestre

    Monza na liderança por 3 anos, é como se o Vectra ou o Malibu fossem os mais vendidos hoje.
    Também ele vinha mais equipado do que a maioria dos carros hoje em dia.

  • Hoffmann_

    Espero que esta década seja a da baixa de impostos sobre os carrros no brasil…

    • Avantimes

      Existe um problema Sr Hoffmann: se o preço do carro e da gasolina caírem o Brasil pára. Não há infraestrutura.SP, Rio, outras capitais e cidades de mais de um milhão de habitantes estão quase no limite de tráfego e áres de estacionamento.

      • Hoffmann_

        Concordo que falta infraestrutura Avantimes,
        Mas não é pelo preço do carro que o transito será melhor ou pior, e sim pelo modo como o utilizarmos….
        Em outros países temos carros mais baratos e menos espaço…mas as pessoas usam outros meios também por motivos de tempo, conforto, custo ou ambiental…
        Se gasolina e carro caros resolvessem, não teriámos este problema….e as pessoas que não rodam nos grandes centros?
        Precisamos de um novo plano de transporte para o país ter melhor mobilidade e menor honeração por impostos…
        Já pensou na grana que vc gasta para comprar um carro e que depois some com a desvalorização?
        O imposto é mportante e necessário afinal alguém tem que pagar a conta, mas neste caso mais atrapalha do que ajuda o desenvolvimento econômico do cidadão…poderiamos estar investindo em outras áreas como a habitação por exemplo…temos um grande déficit neste campo…e este é o modelo seguido nos países mais desenvolvidos, onde as maiores taxas incidem sobre as maiores fortunas e não sobre os consumidores…
        Abraço,

  • lcsmoretto

    Pra quem tava em coma e leu o artigo, tá por dentro de tudo que aconteceu nas últimas decadas hehehe

  • Avantimes

    Cuide bem dele que é um ótimo carro! Tenho um 86 a álcool e uma montana zero 1.4. Gosto mais do Monza. Anda mais e faz mais curva! E eh bem mais macio!

  • jkpops

    Monza foi o divisor de águas da industria automobilística pela primeira vez tivemos um carro nacional com conforto segurança e confiabilidade pois o Monza era o mesmo ascona europe a diferença era a logo da GM ostentada na grade dianteira ao invés da opel