Finanças Volkswagen

Para reduzir custos, Volkswagen quer cortar versões

Wolfsburg_VW-Werk

O escândalo do Dieselgate pode alcançar cifras de quase US$ 40 bilhões em perdas, multas, compensações e correções nos carros com motores diesel EA 189 (1.2, 1.6 e 2.0 TDI), além do V6 3.0 TDI.

Para reduzir custos a fim de quitar essa dívida com o consumidor e com os governos dos países mais afetados, a Volkswagen quer cortar a quantidade de versões e opções de equipamento e acabamento.

O assunto já vinha sendo elaborado antes mesmo da crise, quando a Volkswagen buscava aumentar a rentabilidade, mas agora virou prioridade. A operação nesse caso não será fácil, dada a complexidade da enorme gama da marca alemã e sua infinidade de pacotes, especialmente de opcionais.

Com essa manobra, a Volkswagen espera cortar anualmente quase € 2 bilhões e também evitar demissões. Outra ação é rever os salários mais altos da companhia, um corte que beneficiará as contas da empresa ao longo dos anos. Por ano, a montadora também deixará de investir € 1 bilhão.





  • Bruno Silva

    A VW poderia trabalhar com pacotes fechados igual a Ford, com preço agressivo.

    • Stark

      Eu também prefiro versões fechadas. No sistema de opcionais, muitas vezes acaba saindo mais caro para colocar coisas que já deveriam vir na versão (por exemplo: 7 airbags opcionais no Renegade, até mesmo no Trailhawk). Mas não vejo problemas de ter perfumarias como opcionais, nesse caso compra quem quer.

      Mas a Ford dos EUA e de vários países europeus trabalham com opcionais. Pegando o Fiesta como exemplo: dentro de uma mesma versão, é possível escolher se quer motor 1.0 Ecoboost ou 1.6 Sigma, câmbio manual ou automático, ar analógico ou digital, banco de tecido ou couro (bem como a tonalidade), teto solar, rodas com desenho diferente, etc.

      Não sei como fica a questão da revenda nesses países, se os itens são considerados, mas aqui no Brasil, o valor gasto em opcionais acaba se perdendo na hora de vender o carro.

      • Jackson A

        Essa questão de perder o valor dos opcionais, acho eu ser bem seria, isso deveria motivar a vw à criar pacotes fechados e acabar com essa palhaçada de aumentar até 50 mil do carro só em opcionais, ala golf.

      • Cássio Amaral

        Eu também sou adepto das versões fechadas. Quando eu comprei um carro novo no ano passado, já eliminei logo de cara Fiat e VW por causa dessa palhaçada de opcional e da irritante prática de venda casada. Peguei um Etios que já vinha bem equipado pelo preço e com versões fechadas, mas também considerei o March e o HB20 por também virem em pacotes fechados.

        Como na hora de revender só atentam para a versão do carro e ninguém paga por opcionais ou acessórios, mesmo instalados na concessória, eu instalei acessórios por fora. Som, película, alarme e frisos laterais, tão bons ou melhores que os originais e gastei menos de R$ 800,00 pra deixar o carro bem equipado.

        • DougSampaNA

          então…acho uma grandissíssima cachorrada um modulo levantador de vidros do HB20 custar na ccs de 550 a 650 reais dependendo do seu choro.
          Ah mas é original….e precisa ser extorsivo? As ccs estão sendo tão mau remuneradas pela fabrica pra ter que colocar um terceiro ali dentro e cobrar 3 por 1 ou 4 por 1 num produto opcional?
          Infelizmente a maldita cultura brasileira de esfolar o cara que se mata pra comprar um 0km parece não dar sinais de mudanças. Isso realmente é muito desagradável, muito mesmo!

          • Gustavobrtt

            ou um jogo de frisos laterais custar R$800, alarme mais de R$1k, sensor de ré R$600 etc, na css não vira instalar estes acessórios. Eles perdem este tipo de venda, mas parece que não estão interessados no cliente.

      • 0terceiro

        Mas, pelo que vejo outros comentaristas falando por aqui,
        lá fora a revenda não é a maior das preocupações de quem quer trocar de carro.
        Dizem que o carro zero lá é “caro como aqui no Brasil”, mas que o carro usado lá não vale muita coisa.
        Dê uma revirada em alguns comentários das notícias aqui no NA,
        que você vai entender melhor.

    • shdn2010

      Penso isso tbm, ficaria mais interessante para todos os lados.

    • Bruno Wendel Marcolino

      Exatamente. Vale pra Fiat também.

    • Gustavo73

      Falando em Brasil sim. Mad lá fora todas oferecem um leque enorme de opcionais.

  • No_Name

    Lá na Europa as marcas oferecem infinitas possibilidades de como se equipar um carro. Até pode se dizer que em algumas marcas um carro nunca é igual a outro. Acho que o caminho correto a se percorrer é o de oferecer versões padronizadas, como temos visto aqui no BR entre algumas marcas, mas com o adendo de poder escolher motor e transmissão para a versão selecionada pelo cliente, algo que não ocorre por aqui.

  • klaus

    Notícia ideal: “Volkswagen lançará somente versões completas reduzindo preços para valores das versões básicas”

    • Edson Fernandes

      Acho que ela só faria isso somente se todas as outras fizessem…rs

      • Jackson A

        Ate pq ela não pode fazer isso sozinha, se não vai quebrar a mafia, rs.

        • Edson Fernandes

          Na verdade, eu acho que a VW é ruim de baixar preço. O mercado inteiro pode baixar mas a VW gosta de ficar por cima. Vc só vai saber de valor baixo se negociar com o vendedor.

        • 1945_DE

          Agora você falou tudo. A MAFIA nunca vai deixar. E lembrem-se que o governo tem 40% de participação.

    • Bruno Wendel Marcolino

      ai você acorda e tem promoção do Gol “special” 2p pelado por 30k.

  • zekinha71

    A Nissan nos anos 90 quase faliu por causa de se poder escolher tudo com várias versões, só de cinzeiro eram 50 opções no Japão.
    Carlos Ghosn quando assumiu a primeira coisa que fez foi padronizar.
    A VW demorou pra fazer isso, aqui já foram vários comentários de que quando se vai ver um VW na ccs nunca sabe o que está comprando, pois vai se colocando os opcionais e o preço vai subindo até ficar com preço fora do “real”.

    • CorsarioViajante

      Perfeito! É isso mesmo, fora que os pacotes são muito mal desenhados e às vezes paga-se muito e leva-se um monte de coisas amarradas. Bom exemplo é a VAriant, é preciso comprar um imenso pacotão de quase 10.000 reais se quiser um singelo controle de cruzeiro!

      • Edson Fernandes

        Que alias é o ACC que vem junto…rsrs

  • Jackson A

    Jamais vou gostar de “opcionais” alem de encarecer demais o produto ainda é desmerecido nas revendas, melhor mesmo são os pacotes fechados, vide Toyota.

    • Bruno Wendel Marcolino

      Toyota, Nissan, Ford, PUG, Citroen, etc etc.

      Acho que as unicas que ainda tem só opcionais são Fiat, VW e Renault, porém na Renault é bem menos, só central mm e era isso.

  • V12 for life

    Se isso chegar ao Brasil vamos ter carros sem para-lamas, vidros e portas nas concessionárias.

    • Bruno Wendel Marcolino

      tudo “de série”

  • GRANMA

    Quando o assunto é VW agora sempre aparece uma chaminé soltando um monte de fumaça, por que será hein?

    • Bruno Wendel Marcolino

      Porque ela merece?

    • 1945_DE

      Os caras estão de sacanagem com a VW.

  • Leonardo

    Acaba com as versoes do gol aki no BR. fica a dica

    • Bruno Wendel Marcolino

      ou seja, tira o gol de linha pf.

  • SDS SP

    Aqui no Brasil, por exemplo, temos o Up! com um número relativamente inchado de versões.

  • 1945_DE

    Mesmo com estas medidas, vai levar pelo menos 10 anos para a VW ajustar as contas novamente. E nós aqui no BR vamos pagar parte desta conta com os preços altos e qualidade baixa dos carros oferecidos. Já lembrando da redução de qualidade do Golf e A3 produzidos no BR.

  • Que tal ter apenas um versão completa de todos os modelos reduz-se os custos com a economia de escala e vende-se mais por entregar um veículo completo a custo mais baixo que a concorrência.

  • DougSampaNA

    Das Auto…vc conhece…vc confia?

    • Ricardo

      Coitada da Naziwagen…

  • Perivaldo Silva

    Tudo por causa de um “chip safadinho” rss