Home Manutenção Pesquisa aponta que carros nacionais dão mais problemas

bandeira-brasil

A recente pesquisa da J.D.Power sobre o nível de satisfação dos proprietários de veículos no Brasil, revelou que os carros de fabricação nacional dão mais problemas que os de outros mercados mundiais, sendo até 50% superior ao de países como Alemanha e Canadá, por exemplo.

No Brasil, a pesquisa contabilizou 352 defeitos relatados para cada 100 carros novos. Nos dois países citados acima, o número de problemas por carro fica em 210 para cada 100 veículos. Se for carro nacional, o número sobe para 356/100. No entanto, quando o assunto é problema, os chineses ainda lideram com 389 casos a cada 100 carros novos.

Mesmo assim, isso não serve de consolo para o consumidor brasileiro. Nos “parceiros” argentinos e mexicanos, os relatos apontam 333 e 310 reclamações, respectivamente. Aqui, os problemas mais frequentes estão relacionados com motor e transmissão, sendo o consumo elevado uma das causas mais recorrentes de insatisfação.

Falhas e problemas na partida e ruídos anormais também são apontados. O problema é que o Brasil utiliza etanol puro e também misturado na gasolina, o que aumenta as chances de falhas, mesmo com tecnologias mais recentes de partida a frio. A tecnologia flex tem seu custo e este é o consumo elevado, infelizmente.

Outros fatores de insatisfação dos clientes brasileiros estão relacionados com a falta de informação sobre o produto, já que as lojas não oferecem explicações adequadas sobre o produto. Também ruas e estradas brasileiras em péssimo estado aumenta as chances de quebra de veículos novos.

Não por acaso, a pesquisa revelou que 42% dos clientes do Brasil levam em consideração o custo de propriedade (todos os gastos relacionados ao veículo) e 23% o pós-venda (oferta de peças de reposição e resolução dos problemas). Pois é, muita coisa ainda tem que mudar no mercado mundial…

[Fonte: Automotive Business]



  • http://www.facebook.com/leasilsan lsguaranikaiowa

    Pra um consumidor que compra carro sem testar, sem sequer existir ainda, o "problema" se torna algo normal.

    • SonhoAstra

      comprar pela propaganda, depois vem a dor de cabeça

    • Diego Casagrande

      Por isso não compro carro novo, é tudo a mesma coisa pra carro usado. Peguei um popular usado recentemente, e fiz a revisão completa de suspensão e freios, a substituição dos componentes defeituosos vai sair mais barato que qualquer revisão feita de carro novo na garantia.
      Fora que IPVA, Seguro entre outros é muito mais em conta e muito mais economico que Flex.
      E anda igualmente e oferece quase as mesmas coisas que um popular zero quilometro.

      • thales_sr

        Diego, essa escolha sua é, a meu ver, muito correta. Compra um carro usado, por um valor menor do que o novo (obviamente), e a diferença fica para eventuais manutenções, que no final das contas ainda sobra dinheiro dessa diferença de valores.

        O que não pode é pensar feito algumas "cabeças pensantes" que aparecem aqui, dizendo "com 60 mil não compro esse 0 km, levo um xxxyyyzzz", sem pensar na manutenção.

        • gerson carlos

          vc pensa que esta ganhando comprando carro usado mentira qualquer concessionaria não fazem manutenção antes da venda nem troca o oléo do carro digo isso por que comprei um usado na concessionaria e me arrependi. Não pensei 2 vezes vendi o usado e comprei um 0 km acabou minha dor de cabeça

          • Dragoniten

            Claro que não fazem manutenção antes da venda. Eles estão lá pra ganhar dinheiro, não pra te fazer feliz.

          • Diego Casagrande

            Gerson Carlos, isso é relativo.
            Peguei um 2003 fiz todas as revisões de freio, suspensão e motor.
            fiz trocas preventivas, isso é o meu caso isolado.
            Mas também é questão de se pesquisar e analisar todas as vantagens que o consumidor vai levar em uma compra, eu levei 2 meses de pesquisa para decidir o que pegar, no final fui um pouco emotivo e comprei um antigo sonho, rsrs.

      • Daniel N.

        o duro é que daqui um tempo, os carros somente a gasolina terão 20 anos e, infelizmente, para a maior parte desses carros, as contas vão deixar de valer a pena, o que vai nos forçar a pegar um flex

      • Daniel Araujo

        mas a segurança de um carro novo não tem comparação. mesmo com todas as revisões falta se muito para se obter segurança. Na atualidade, com os planos do governo o carro novo sai muito barato, e quem quer economizar é só comprar carros que não desvalorizem na tabela como os carros mais populares.

    • subzero99

      Não digo nacionais, mas pelo menos das 4 Grandes sim. Só carroça.

    • Andrex2501

      Eu fico me perguntado pq demônios o Brasil tem a merdha do álcool anidro misturado na mijolina?? POR QUÊ?

      • eokn

        A sua pergunta tem a resposta…. é porque nossa gasolina é tão ruim que é necessário utilizar o alcool para elevar a octanagem. Se tirar o alcool, fica pior ainda!!!

        • Vinícius Campolina

          Ou melhor, qualquer gasolina do mundo precisa de receber uma aditivo anti detonante, no Brasil é usado o alcool, na Venezuela é o Chumbo Tetra-etila

  • SonhoAstra

    Porque não tenho o direito de comprar um carro só a gasolina?
    Não quero um carro zero que nem liga direito

    • shemhazai

      voce nao tem direito nem à gasolina pura.

      • KzR

        Você só pode tentar obter gasolina pura por meio de processos químicos.
        Mas até certo ponto, a presença de álcool anidro é benéfica na gasolina como substância antidetonante (para aumentar a octanagem da gasolina). O problema é que essa taxa não deveria ser superior a 10 ou 12% da gasolina (nos EUA não passa de 15%). O nosso governo usa a porcentagem como forma de "controlar" o preço da gasolina e não prejudicar a produção de álcool. Tá bom… só a parte final é verdade.

        • shemhazai

          mas 25% eh sacanagem

  • danillob

    Se tivessem colocado os carros que vem da Argentina junto, aí a numerologia iria subir muito. Não que os nossos sejam melhores que os fabricados na Hermana.

  • Leandro1978

    Mais caros, menos equipados, menos seguros e de pior qualidade. Depois a piada é de português… Aliás, conhecem aquela do brasileiro que foi comprar carro?:|

    • gcarlos

      conheço a de um português q descobriu criava um filho da esposa com outra cara.

    • thales_sr

      Conheço! Saiu da concessionária com um carro novo e uma "bíblia" de prestações para pagar! Ops, contei o final da história!

  • Lucas

    E os chineses ainda querem nos vender carros "com qualidade"… Qualidade questionável! Vamos ficar atentos as nossas aquisições! Outra coisa que não foi levada em conta é a categoria dos veículos. Todo carro pode apresentar defeitos, mas os populares são campeões! Carros com uma qualidade um pouco superior já possuem bem menos problemas.

  • ygoorr

    Mais problemas = Mais peças pra repor
    Mais peças pra repor = Mais $$ no bolso

  • SonhoAstra

    Porque não tenho o direito de comprar um carro só a gasolina?

    • wendelcerutti

      boa pergunta . nao seria porque as fabricas nao querem fazer dois tipos de motor ,ou seja ,economia de escala ?

      • BrunoBT

        porque é forçado pelo governo, ao estabelecer IPI menor para os flex, em relação aos só a gasolina, exceto nos motores 1.0
        Assim, as montadoras colocam o sistema flex, mesmo não sendo do interesse de boa parte dos consumidores, em razão da diferença do preço final.
        Poderiam manter os dois tipos, pelo mesma tributação. mais ai nao obrigariam a consumir o etanol
        veja as diferenças de tributação:
        http://www.noticiasautomotivas.com.br/governo-con

      • rogeriulima

        É pior pra eles terem que desenvolver um tecnologia utilizada em um único país do que aproveitar o que se usa no resto do mundo. mas infelizmente o carro flex se tornou obrigatório para os fabricantes também, seja pelo governo que incentiva essa tecnologia, seja pelo mercado que a exige.

  • Acleciano

    Dando problema pra caramba e o brasileiro continua comprando.
    E sem falar que a maioria não reclama com autoridades responsáveis e deixa por isso mesmo então pra quê que eles vão se mexer para tentar "melhorar"esse número de defeitos……
    Carros "baratinhos" como os nossos,e cheios de problema….

  • Filipe_GTS

    Alguém ainda confia nessa JD Power, que se vendeu pra Hyundai aquela vez?
    Eu não.

    • gcarlos

      Depende,. eles avaliaram o percentual de carros fabricados se é proporcional ao número de problemas.

      Se vendem cilhares de Unos (só como exemplo!), e vende 50 unidades de ranger rover, é claro q o uno vai apresentar úm ´NÚMERO MAIOR de problemas, até por q são de categorias totalmente diferentes.

      • Rodrigo

        A pesquisa fala de proporção! Se o veículo é mal fabricado, vai apresentar a mesma proporção de problemas sejam com 100 amostras ou 1.000.000 de amostras!

  • filipelimaoliveira

    Novidade…carros mais caros e de pior qualidade!
    quero ver qual vai ser a desculpa agora.

    • Cruz

      E ainda assim, com menos defeitos do que os chineses, o que não é de se espantar.

      • thales_sr

        Ok, os chinas começaram a fazer carro "ontem". E os "nossos" fabricantes americanos, alemães, italianos, que têm fábricas há mais de 20 anos aqui no país, e mais de 50 anos de know-how na fabricação de automóveis?

        • Cruz

          Elas vão muito bem, obrigado.

          O que me espanta é alguém ainda confiar nas xing-lings da vida porque são "modernas" e os fabricados no brasil são "antiquados" (o que você considera vantagem, aparentemente), mas no final das contas (número de defeitos, segurança, etc.), o que se vê é o óbvio.

          • thales_sr

            Muito bem mesmo, lucrando horrores. Parabéns para eles.
            Porém, o meu ponto é que os chinas começaram a fazer carros há pouco tempo, e a "nossa" indústria conseguiu um índice similar, nesse ranking. Daí deduzo, ou eles aprenderam bem rápido, ou o fabricantes instalados aqui não ligam muito pra essas besteiras de durabilidade. Ou os dois…

            • Cruz

              Claro, porque os xing-lings são fábricas de caridades, não visam nem têm lucro nenhum, né?

              A questão é que tenho um carro fabricado aqui de 14 anos em perfeito estado de conservação. Absolutamente perfeito, e com *toda* manutenção preventiva feita em dia, e nunca senti qualquer tipo de falta de peças.

              No dia que você encontrar um xing-ling de 14 anos no estado em que o meu está, de repente poderemos comparar.

              • thales_sr

                Mas onde foi que eu falei do lucro? Todo mundo lucra, e é pra lucrar mesmo, ou você trabalha de graça? Eu não trabalho…

                Por que toda essa postura defensiva? Parece até que eu tava xingando algum parente seu…

                Meu carro (fabricado por uma "nacional"), assim como meu antigo (também "nacional") não tiveram qualquer problema grave durante o tempo que estiveram comigo. Porém, média de 356 problemas por 100 carros, contra 389/100 dos chinas, sim, a indústria "nacional" tá mal… Mesmo que seu carro esteja uma maravilha.

                • Cruz

                  "Mas onde foi que eu falei do lucro?"

                  Aqui:

                  "thales_sr110p · 38 minutos atrás
                  Muito bem mesmo, lucrando horrores. Parabéns para eles. "

                  Não é postura defensiva, você está se pondo dessa forma agora.

                  Vi um argumento seu, no qual você insiste e que demonstrei ser falho, e apenas contra-argumentei, deixando claro que os chineses, que são tão alardeados como os salvadores da pátria, simplesmente não são confiáveis como deveriam ser, já que "são modernos e os nacionais não são".

                  • 4lex

                    acho que não se quis defender os fabricantes de carros da china, mas considerando que a indústria automotiva lá começou bem depois da nacional, o índice de defeitos está até bem próximo;

                    e outra, que lá ao menos existe a perspectiva de fabricas próprias, enquanto no mercado brasileiro não há nem sombra de alternativa aos fabricantes multinacionais.. creio que seja isso.

  • Malonekell

    O pior é que sequer vejo mudanças para melhor no nosso mercado. Temos carros com pouca segurança, com preços inflados, motores beberrões, combustivel de baixa qualidade, e por ai vai! Em outros setores a coisa é por ai mesmo, basta tomarmos o exemplo do café. Os melhores grãos são selecionados, e os produtos de primeira são exportados para Europa e EUA, já que esses são mercados mais exigentes, e recusariam um produto de qualidade inferior. Enquanto que aqui aceitamos essa "imposição" e ficamos com o produto de segunda (Ou tomamos o café que está a nossa disposição ou então deixamos de tomar café).
    Voltando aos nossos carros, fica a pergunta: Sabendo que a maior parte dos consumidores só podem adquirir e manter veículos populares (tidos como precários no quesito segurança), a solução seria recusar esses produtos? E comprariamos o que? Ficariamos sem carro?

    Obs. Todos sabem que na prática muitas pessoas compram carros pq não tem opção, ou pq precisam para trabalhar, ou só podem manter populares etc.

    Obs2: Muitos aqui dirão que podemos adquirir semi novos ou usados completos, em vez desses populares inseguros, mas se isso ocorresse mesmo, já imaginou uma demanda muito maior que a oferta, o que provocaria uma superinflação dos preços desses veículos?

    • Rafael Silva

      Verdade, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, a coisa tá feia mesmo.

    • Corvo

      É que o problema é mais grave do que parece. Aqui precisa existir um órgão que regule e fiscalize os veículos vendidos, seja em segurança ou em qualidade. O problema é que um órgão tão importante como Anfavea diz que nossos carros são seguros. Estamos perdidos realmente. Não vai mudar tudo tão cedo.
      Em Estados Unidos ou Europa quando um carro da problema é motivo de recalls, aqui os casos chegam à justiça pois as montadoras não querem resolver, sendo que pagamos muito mais caro que em outras partes do mundo, e nos vendem carroças. Sobre segurança, prefiro não comentar,
      Respeito aos veículos seminovos, esse papo de que é melhor que um zerado, só se enquadra quando vai comprar à vista, se você financiar jamais que um usado é melhor que um novo (como na maioria dos casos), ademais de que não é fácil achar o carro pretendido.

      • diogo_rs6

        Corvo, a única maneira de se melhorar a qualidade de um produto é com concorrência. Regulação estatal temos demais.

        Para que os carros de fabricação brasileira melhore é preciso que se facilite o acesso aos importados e que o governo não fique criando todos os empecilhos do mundo na hora de produzir localmente para responder a altura à concorrência. O resto é conversa fiada

        • Corvo

          Sim..a concorrência é umas das formas de regular o mercado. Gostaria que o governo libere os impostos dos importados, mas com isso só não alcança. Precisa-se uma estrutura maior pra isso. Se perguntar a um possível comprador se prefere um Gol ou Picanto pelo mesmo preço, vai te responder que prefere o VW. É uma questão cultural também. Aqui, ainda, os importados são enxergados como carros de manutenção alta

      • DCald

        Amigo, me desculpe… mas, vc acha a Anfavea importante? que ela vai regular e fiscalizar a qualidade?
        Dê uma lida em: http://www.anfavea.com.br/quemsomos.html

        A Anfavea é uma associação para defender os interesses dos fabricantes. E o interesse deles é sempre vender o maximo, pelo maior preço, e com o menor custo, não estão nem ai para qualidade e segurança (como provaram com declarações pra lá de ridiculas), só querem saber do dindin entrando na conta dos fabricantes (e depois indo para as matrizes)… Só isso!

        No Brasil, não tem ninguem para proteger nossos interesses… o Procon é praticamente inutil, dai tem o tal do Proteste que tava lá junto na criação do LatinNCAP, que é o que de melhor aconteceu para o mercado… mas o povo é ignorante e manipulavel mesmo (basta colocar propaganda no intervalo da novela da globo que vende qualquer lixo!)

        • Corvo

          DCald, meu ponto realmente não era citar a Anfavea em si. Realmente, eles cuidam dos interesses dos fabricantes e não estão nem ai pra nada, mas na realidade eles tem importância (infelizmente) no setor automotivo. Na ausência de órgãos competentes, mencionei a Anfavea como um ente que poderia tomar alguma atitude.
          É triste que órgãos independentes sejam os únicos que protegem aos cidadãos.

          • riccorreasp

            Pelo visto você ainda não entendeu quem é a Anfavea.

    • Lanpenn

      Vontade de chorar com essa situação…:'(

      Mas de qualquer forma, só fazendo uma revolução de verdade, porque os protestos pacíficos não duraram nada, começaram aparecer pessoas dizendo que não tinha foco, que tinha que ser outra pauta, mas que ao invés de ajudarem parecem que atrapalharam. Porcaria de Efeito Manada.

  • blindzector

    Orguio du brazil!

  • HADS92

    Precisava mesmo de uma pesquisa para se chegar a essa conclusão ? Tá na cara …

  • _William

    Nossa, que surpresa! Quem iria imaginar que carros feitos no Brasil seriam assim hein, são tão bons! (Fui irônico!)
    E não foi o presidente da Anfavea que disse que podemos equiparar a qualidade dos nossos carros com a de países desenvolvidos? Que nossa Engenharia pode ser até melhor do que a de fora? que estranho! Um cara tão idôneo como esse Sr. não mentiria na cara dura assim não acham? Acho que esse texto tá errado! (Fui irônico de novo!)

  • dudupruvinelli

    Basta ver o New Fiesta que começou a ser fabricado aqui e o capô bate na lataria, o aerofólio derrete, a pintura é ruim… Eu preferia que fosse como no Chile: tudo importado. O engraçado é que a Dilma quer proteger o mercado nacional, mas anda de Ford Edge, Fusion…

    • ahsoliveira

      " A tecnologia flex tem seu custo e este é o consumo elevado, infelizmente." Longos debates… se lembra?!

    • Neanderthal_Man

      Não se esqueça que o Fiesta não é a prova d´água. Choveu, inunda tudo por dentro. Não todos obviamente, mas já li relatos do tipo.

      • dudupruvinelli

        Os novos?!

      • thales_sr

        Rapaz, acredito se você me mostrar uns 500 casos iguais. Se for uma ou duas pessoas falando, não dou nem importância… Veja bem, você vai encontrar casos de BMW fundindo motor, de Mercedes cheio de grilo, etc… E nem por isso elas são marcas vagabundas.

    • Wellington Silva

      Cara você ta generalizando mas o caso que você viu não tem nada haver com a montadora, aquele carro foi batido na própria concessionária. Não creio que a Ford tenha mandado um carro daquele jeito pra venda, até porque a concessionária tinha o direito de não aceitar assim como nós também podemos recusar no ato da compra. O que houve foi que alguém na concessionária bateu o carro e pra eles não ficarem no prejuízo arrumaram o carro, serviço muito mal feito, inclusive o dono do carro disse que eles deram disconto pra ele, carro desse tipo com desconto é muito estranho levando-se em conta a procura pelo carro. Enfim, comprei um faz 2 meses e posso te dizer que o carro satisfaz muito bem, como todo carro nacional tem seus pontos fracos, mas se comparando com outros carros que tive, o carro é surpreendente.

    • Lanpenn

      E quando aparece qualquer matéria sobre o carro, se enche de comentários de puxa-saco que não têm nenhuma capacidade de criticar.

      • Wellington Silva

        Falo da minha experiencia em relação ao carro. No Brasil a qualidade dos produtos realmente são ruins, mas nesse caso do vídeo já é demais, esse carro foi batido. Critico sim, mas quando tenho provas de causa!!!

  • Tosca16

    muito vago a pesquisa, quero ver marcas e defeitos relacionados; reclamações e soluções realizados ou não .

    • luizj

      Concordo com tigo.

  • BlueGopher

    A qualidade dos carros é um fator intimamente ligado ao nível educacional da população.

    Um povo preparado exige -e cobra- respeito a si próprio e ao seu dinheiro.
    Um povo inculto compra o que oferecem, quebrou compra outro, não sabe separar o joio do trigo.

    Aliás muitos têm vergonha de reclamar.
    Numa compra de um eletrodoméstico defeituoso, um conhecido me falou:
    -"Se eu ficar reclamando, vão achar que eu sou pobre. Melhor comprar outro".
    Assim não dá…

    • Lanpenn

      Concordo com você.

      Sinceramente, dá vontade de chorar com essa m-e-r-d-a de país (isso não é hora de censurar né NA?), notícias como essas são publicadas, mas ninguém se importa, na outra semana já tem gente relatando a compra do seu carro zero, que na maioria das vezes é uma porcaria.

      Povo do jeitinho, que não gosta de trabalhar, de estudar, que não tem conhecimento, que não tem atitude, não sabe enxergar a realidade, que se endivida com financiamentos e que compra carro por status.

      Os políticos nada mais são o retrato do povo que quer levar vantagem em tudo.

  • Wilson Jr.

    Rá, novidade… muitos e muitos problemas em veículos nacionais que passam batidos por aqui, seriam motivo de recall e indenizações nos EUA, Europa etc. Eu me pergunto. Até quando?

  • juninho1000

    Precisaram fazer uma pesquisa pra constatar isso?

    • luizj

      Pra que isso é fato.

  • rogerrosato

    Esqueceram de citar a total falta de comprometimento com a manutenção veicular de 80% dos brasileiros.
    Tou cansado do mesmo mimimi de sempre…

  • Asking Alexandria

    Depois falam de carros de fora se os que fabricamos são uma bos.ta!

  • fabio_augusto

    Logo logo a ANFAVEA vai soltar uma de suas pérolas dizendo que os carros nacionais seguem padrões internacionais de montagem e fabricação, que segue as normas técnicas brasileiras, e que a qualidade é similar aos de países desenvolvidos

  • CanalhaRS

    Por que será que essa matéria não me surpreendeu???

    • luizj

      Talvez porque isso não é novidade.

  • Brunocarro1998

    O problema, não é nem sempre os defeitos (condenáveis, mas possíveis) e sim a demora e falta de eficiente para resolve-los. Garanto, que se os problemas fossem resolvidos com eficiente e oferecessem uma pós-venda digno (carro reserva ou táxi), garanto que o índice de insatisfação seria bem menor. Aqui em casa, temos um Voyage com 27mil km rodados e até agora não deu nada, nenhum grilo ou coisa parecida.

    • luizj

      Concordo, mas parece que tudo que é do Brasil da errado, voçê notou isso?

  • pumagtb

    Nenhuma novidade, mas para a multidão ou o povão é novidade sim e deve ser postado sempre.

    • luizj

      Brasil lixo.

  • fep

    Meu Civic LXL 2010 teve um problema na hora de virar a chave,

    era como se arranhasse tudo e fazia um barulho horrível toda vez que dava a partida com ele.
    E o outro problema foi a suspensão dianteira que batia em algo como se fosse ferro,
    depois de tanto me decepcionar, o carro foi concertado depois de dois meses na Honda Narita na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro.

    Troquei de carro, fiquei muito irritado com tudo isso.

    • Jfariaf

      Bastava ter posto um pouco de óleo mineral no receptáculo da chave. Barulho em suspensão é sistêmico no Brasil com a buraqueira de nossas ruas, seu Honda Civic é um dos carros que menos apresentam defeitos. Vc deveria ter um mecânico de confiança para não ficar na mão dos bandidos incompetentes das concessionárias .

  • wing

    O "pobrema" é de operador
    A "peça" entre o volante e o assento

  • LuisCarlosCosta

    Depois do Latin NCAP do Sandero, fiquei decepcionado com Renault, agora mais ainda com o teste do 60.000 Km do Duster na QR, esperava mais do carro, haja visto que ele é vendido em outros mercados (Europa, Inglaterra, etc.). Acho que por ser fabricado aqui (Chapas mais finas, menos soldas, etc.), e peças de fornecedores onde o controle de qualidade não é lá essas coisas.

  • SilenceBass

    Falhas e problemas na partida = podemos atribuir ao péssimo combustível usado aqui.

    Essa pesquisa foi feita comparando com carro LÁ FORA, ou importados AQUI DENTRO? Ficou meio vago. Acredito ser a 1a. opção…

    no mais, vários outros defeitos podem ser atribuídos a péssima condição de "rodagem" dos carros por aqui: estradas , ruas, avenidas, combustível, o famoso "jeitinho" brasileiro na hora da manutenção… tudo de péssima qualidade.

    PS: não tô defendendo produto nacional, que acho ruim também, mas convenhamos que existem vários fatores externos que contribuem diretamente… vai ver se um carro rodando "lisinho" todo dia, usando combustível bom, em rua/estrada/avenida boa, dá tanto problema…

  • j_rj

    A verdade é que nossas carroças, são fabricadas com o mínimo de qualidade e peças e de preferências se poder empurrar motores de baixa cilindrada, para economizar o máximo possível. Esses motores duram poucos. No máximo 5 anos, como pagamos o preços de carros médios mundiais temos a impressão ainda maior das nossas carroças são inferiores.

  • Antonio

    E sem contar que Brasileiro não lê manual de carro.

  • Luiz

    Falta um Ralph Nader por aqui , para verdadeiramente enquadrar essas fábricas de lixo sobre rodas..

  • vinicius.santos

    Boa matéria, só faltou uma lista dos 10 mais problemáticos.

    • luizj

      Concordo.

  • bilharinho

    [ironia] Que isso gente! Para que tanto stress? Temos a copa do mundo, a crise aqui é uma marolinha, depois tem olimpíada.

  • vicegag

    Brasil, o pais da porcentagens, o carro custa aqui 100% a mais que no exterior (EUA) e temos 50% a mais de problemas nos carros mundiais, isto é roubo duas vezes.

  • CanalhaRS

    Tem o o outro lado (que ninguém assume), mas o brasileiro não tem o hábito de cuidar da manutenção do seu carro e espera ele quebrar para ir a oficina, depois fica choramingando que "a marca X é ruim, a marca Y me deixou na mão" e por aí vai. Tem gente que pensa que usar carro é só abastecer no posto e andar.

    Claro que não seria ingênuo de invalidar a pesquisa, o carro brasileiro é mais pelado e de pior qualidade sim, mas o consumidor brasileiro não colabora.

  • 4lex

    não li tudo confesso, mas além da qualidade duvidosa dos carros fabricados no br, comparados com seus similares europeus e do nafta.

    acho que conta tbm duas coisas:
    1. a manutenção falha em nosso pais, seja por conduta do motorista, seja por haver pouca (e cara) assistência técnica na maior parte do páis (além do que a gasolina br é de qualidade inferior a gasosa estrangeira).
    2. a (sofrível) condição de nossas vias de trafego, em especial, nas épocas de chuvas e verão..

  • carmanbhz

    Eu aqui em casa adoto a política do usado, a patroa queria uma CRV, pegamos ano passado uma 2008 com 50mil km (todas revisoes na Honda) e com ótimo preço. O carro está impecável e as revisões são muito em conta. Vou ficar com ele até 2016 provavelmente. Peguei este ano uma 320 2010, o carro está impecável, peguei com 22 mil km, cuido bem e a pegada esportiva está agradando bem, vou ficar com ele uns 3 anos tb. A 320 foi comprada por 80 mil (versão top) e sinceramente como posso manter preferi pegar ela que um corolla/civic zero km.

  • EduP

    Cá entre nós, alguém esperava que fosse diferente?

  • ocduarte

    Fiquei chocado com as revelações dessa pesquisa. Pensava que nossos carros seriam os melhores…

    • luizj

      Infelizmente, más parece que é só nos sonhos.

  • Lexus GS300

    Não seria novidade constatar isso. Sabe-se bem que temos os piores carros do mundo e preços absurdamente incondizentes com a realidade.
    Em dois anos, se as marcas chinesas apenas melhorasse a oferta de peças no mercado paralelo de seus modelos, não haveria mais a necessidade de se comprar carros das "marcas tradicionais" de montadoras aqui instaladas. Mas no brasil existe um complexo de ineficiência produtiva atrelada a ganância dos proprietários dos parques industriais e da construção civil. Vejam só.
    http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1

  • Herumor_

    "Carro chines é uma M*RD@" só que menos de 10% mais "m*rd@" que um brasileiro heauheuheuaheuahuh

    • luizj

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • luizj

    Esse é o Brasil vergonhoso.

  • luizj

    Más essa pesquisa também pode ser falsa quem sabe.