Crossovers Peugeot Segredos-Flagras

Peugeot 2008 terá câmbio automático de seis marchas, segundo site

peugeot 2008 thp

Para solucionar um dos entraves do 2008, a Peugeot vai trocar a transmissão automática de quatro marchas por um câmbio mais moderno, de seis velocidades. De acordo com uma publicação do site Carsale, o crossover compacto vai estrear a caixa AT6 III, ou seja, de terceira geração, que deverá ser uma das novidades da linha 2017 do modelo.

Esta nova transmissão estará associada ao motor 1.6 litro flex aspirado de quatro cilindros, que rende até 122 cavalos de potência e 16,3 kgfm de torque. A configuração com câmbio manual de cinco marchas continuará sendo oferecida. O modelo topo de linha com propulsor 1.6 THP Flex de 173 cv e 24,5 kgfm, que atualmente dispõe apenas da caixa manual, também poderá dispor da opção sem o pedal de embreagem.

Anteriormente, a Peugeot havia informado que o 2008 não poderia ser equipado com a transmissão AT6 devido às restrições da plataforma. No entanto, a base do modelo é a mesma do DS 3, que oferece o câmbio automático de seis relações na Europa. Portanto, além do crossover, os Citroën C3 e Aircross (que usam a mesma plataforma) também podem adotar a novidade.

[Fonte: Carsale]





  • Vinicius Rocha

    Montadora burra, deixa o carro agonizar desde o lançamento para só agora consertar a economia porca!

    • WALTER oCAFAJESTE

      Só tem beleza, carro francês é f…

  • TijucaBH

    Já dançou, perdeu tempo de lançar o carro errado e o mercado é implacável, nao perdoa!!
    Esse carro poderia ter sido a salvação da Peugeot. É um carro bacana, bonitinho e com o acabamento correto. Se a Peugeot tivesse lançado ele com um preço extremamente agressivo e já com o cambio automatico de 6 marchas, juntamente com uma completa renovaçao no pós vendas, poderia sim ter ajudado muito a marca. Pra recuperar o tempo perdido, já era. Dá pra recuperar, mas o custo vai ser muito maior do que se tivesse feito no lançamento.

    • TijucaBH

      Poderia ter pego o cliente que nao conseguiu subir o degrau pra um HRV . Inclusive o HRV, seu sucesso foi muito em funçao dele ser um pseudo SUV que pegou os clientes que eram doidos pra ter um CRV, RAV, IX35, etc mas nao tinha condições $$$.

      • Matthew

        Entendi seu raciocínio, mas já pensou pelo outro lado da moeda? Esses SUVs compactos chegaram tão caros no mercado que eu acho que pra quem tinha uma CR-V o salto ficou muito grande pra um modelo zero km, que hoje está na casa dos 130 mil reais, quando acha um pra pronta-entrega. Aí a alternativa acaba sendo o HR-V, que tá +/- no preço que o cara pagou pela CR-V há 3~4 atrás e a diferença na troca não fica tão proibitiva. O cara ainda pode achar que é vantagem um carro menor pra estacionar, consumo menor, e nem deve perder muito em desempenho, dado que a CR-V 2.0 sempre foi meio lerda.

        • MMM

          Foi isso mesmo. Eu queria comprar um ASX pra minha esposa e juntei 80 mil e tinha idéia de financiar a diferença. Aí veio a crise e achei mais prudente comprar um HRV a vista para evitar dívidas.

    • Marcelo Nascimento

      E ainda por cima a versão topo só tinha câmbio manual. Nem o AT4 para quem queria pagar mais caro era disponibilizado…

    • Redpeak77

      “Preço extremamente agressivo” da PSA? Infelizmente, esqueça amigo.
      Eles já falaram que a estratégia nova deles é lucro em produto de valor agregado, e não volume…

      • Marcio Santos

        Pois é, mas no momento é o mais barato, o top 1.6 thp está custando praticamente o valor de um hrv básico, hoje o valor está extremamente agressivo.

        • Pacheco

          O problema é o cambio. SUV é usado no dia-a-dia no transito. Sem cambio automatico não da.

    • Tripé

      Mercado implacável? Esse mercado está mais para burro e cheio de dogmas. Basta ler seu próprio comentário, onde o carro vai continuar vendendo pouco mesmo se tornando superior a alguns de seus concorrentes. É um tipo de consumidor sem conhecimento nenhum e com preguiça de se aprofundar nas informações técnicas e experiências relatadas de proprietários disponíveis a rodo na Internet. Vai continuar comprando carro pela verdade universal própria ou de terceiros que tem pouco conhecimento técnico.

      • Deadlock

        Falou o dono da verdade. Quem pode comprar um concorrente “inferior” está longe de ser burro, e se o faz deve ter as suas razões que talvez vc desconhece… Peugeot 208 com quebras da correia dentada antes dos 40 mil km (recall branco). Problemas na suspensão.. Falta de câmbio automático. Os compradores têm conhecimento técnico desses carros, por isso não os compram.

      • TijucaBH

        Realmente meu comentário é preconceituoso sim!! Como que uma montadora lança um carro do segmento do 2008 com um cambio de apenas 4 marchas? Uma coisa é um Etios com 4 marchas, mesmo assim pra mim está no limite do tolerável. Agora imagina um 2008 1.6 com 122 cv com ar ligado e 4 pessoas numa estrada. TODA hora o cambio vai ficar reduzindo marcha pra tentar manter o rítmo e da-lhe rotação e consumo. Justamente por ter conhecimento técnico é que nao compraria NUNCA um 2008 AT4!
        Pra voce ver a incoerencia da marca, como já disseram, o TOP de linha é mecanico! O HRV por exemplo, a versão com cambio mecanico, representa menos de 4% das vendas e o carro até o final do ano passado tinha fila de espera. Quem será que está errado Honda ou Peugeot??? Nao vou nem entrar na questao do motor do 2008 que é o mesmo do 206 de 15 anos atrás.
        Outro preconceito com a marca é em relação ao pós vendas. Em 2001, assim que lançou o 206 1.6 com motor 16v, citado acima,eu comprei um, zero km! O carro em si nao era ruim, pelo contrário, tinha um bom desempenho e consumo adequado. O que me incomodava eram os ruidos internos, olha que meu carro nao tinha nenhum acessório, até mesmo o som era original de fábrica, batia tudo!!!! Um dia precisei comprar um jogo de palheta dianteiro, fui no balcao de peças (pra nao pagar mao de obra na oficina) da concessionária comprar a palheta. Preço público em 2002: 91 reais! Quase caí de costas!! Acabou que pouco depois do termino da garantia, preferi vender. Anunciei numa quarta feira, na sexta da mesma semana o carro foi vendido. Na época o 206 tinha um mercado muito bom!! Hoje no entanto, NENHUM carro da Peugeot tem bom mercado. Eu nao arriscaria novamente de maneira alguma!

        • Thales Sobral

          Aí não é pré-conceito, é “pós-conceito”… rsrsrs
          Pois é, a Peugeot dá umas derrapadas em estratégia de marketing e pós-vendas, acaba se quebrando com isso.

        • Rafael Oliveira

          Repense a PSA/citroen está reformulando sua rede de concessionárias, fechando as mal avaliadas, unificando as boas para atender citroen e Peugeot.

          O lançamento desse câmbio explica o não lançamento do 1.2 turbo manual ou automático uma vez que eles tem potência similares.

          Talvez o motor 1.2 turbo fique com a citroen para a linha c3 já que eles ainda não possuem motor turbo em sua linha ainda mais que não existe apelo no carro para o motor thp.

          Eu jamais compraria um 2008 Thp automático pois rodo 95% do tempo em estradas. O resto do tempo o trânsito urbano não justifica ter um câmbio automático em um esportivo.

        • shdn2010

          Concordo com vc, e ainda friso, afirmo e bato o pé!…. NENHUM CARRO FRANCES PRESTA. Eu cai na burrada de comprar em c4 que durou 2 meses na minha mão e foi apenas somente 2 idas a cs para arrumar um problema na suspensao, que mostraram o quanto sao incompetentes para dar um servico digno de qualidade.

        • PEDAORM

          “O carro vai continuar vendendo pouco, mesmo se tornando superior a alguns de seus concorrentes.”
          Fica claro que ele se refere ao modelo novo com AT6. Nesse caso o 2008 se torna um grande competidor no segmento, mas como nosso mercado só enxerga o quer, vai continuar vendendo pouco. Em parte, culpa da Peugeot, que lançou o carro com o câmbio antiquado.

    • Alexandre

      Que preguiça…

  • Só vendo para crer. Ocorrendo isso, o potencial de vendas do carrinho sobe muito.

    • Maçaranduba o Porradeiro.

      Ou não, já que o querido dos olhos do povo é Renegade….

      • RicRB

        Acho que você quis dizer Honda Hr-v…. não??! Como o querido dos olhos do povo… afinal, fechou como o quinto modelo mais vendido em abril/2016

        • Edson Fernandes

          Eles disputam 50% da preferencia praticamente (entre um ou outro)

        • Maçaranduba o Porradeiro.

          Já foi tempo…
          A febre agora é o Renegade.

          • Deadlock

            Vc quis dizer Toro. HR-V está vendendo mais que o Renegade.

            • Maçaranduba o Porradeiro.

              Efeito novidade, depois passa, como foi com HR-V, o que empaca o aumento nas vendas é o aumento nos preços, quando lançaram o HR-V tiveram a estratégia de lançar por um preço alto, mas não tão alto a ponto de espantar os consumidores, depois se firmou no mercado que houve aumentos consideráveis, com o Renegade foi contrário lançaram por um preço inicial assustador e pouco tempo depois aumentaram (menos a versão de entrada o que ajudou a manter o naipe de vendas). Hoje em questão de vendas, o Renegade ainda perde, mas como eu disse, é o preferido na hora de escolher que carro comprar (o famoso “carro dos sonhos”), só não vende mais por causa da estratégia da marca de aumentar os preços antes de firmar o mercado, caso contrário, estaria vendendo igual a pão quente.

              • Deadlock

                O HR-V vende até mais que o projetado pela Honda (cerca de 5.000 por mês), inclusive estão fazendo hora extra para atender os pedidos. O fim do efeito novidade veio mais rápido para o Renegade, parece que pelo lançamento da Toro.

            • Pacheco

              Se a Toro tivesse vindo com marca Dodge, venderia muito mais. Aqui no trabalho o pessoal fala que não compra a Toro por ser Fiat.

              A FCA deveria transferir todas as Pick-Ups para a Dodge, os SUV para a Jeep e deixar a Fiat somente com compactos. E usa a Chrysler para medios e executivos.

          • Jackson A

            A febre sempre foi o HRV, renegade é passageiro, tanto que já esta passando.

            • Rafael Oliveira

              HRV é febre só porque é Honda….

            • Pacheco

              O problema do Renegade chama Toro. Ela ficou mais atraente que ele.

      • Bom, eu disse “potencial” para subir as vendas. Para brigar pelo topo, sem chances.

        • Maçaranduba o Porradeiro.

          Esse carro chegou tarde pra janta e ainda por cima queria o maior pedaço do Pernil.

          • A Peugeot pretende atingir em torno de 1100 unidades mensais. Esta sempre foi a meta, desde o lançamento do modelo. Portanto, em nenhum momento a montadora almejou o “maior pedaço do pernil”.
            Por enquanto, vendas em torno das 700 a 800 unidades/mês. Acho que com a adoção do câmbio automático de 6 marchas, atingir os 1100 é algo factível.

            • Pacheco

              Até por que ela não tem concessionaria, fabrica e nem pós vendas para suportar vendas acima disso. Já acho milagre o que ela faz com o 208.

      • BillyTheKid

        O queridinho do povo é o HR-V, pois no acumulado do ano ele já tem vantagem de 18% nas vendas. No parcial desse mês o HR-V tá com 1.019 vs. 751 do Renegade…

        • Maçaranduba o Porradeiro.

          Cara, mas isso tá mudando, no lançamento só se falava em HR-V, agora o carro dos sonhos de muita gente é o Renegade, o problema de vendas do carro foi a estratégia da marca em aumentar os preços das versões mais equipadas antes de firmar o mercado, o que a Honda também fez, mas já havia o fator de preferência ao lado dela, todo mundo queria o HR-V, essa preferência tá diminuindo para o lado da Honda e aumentando para o lado da Jeep/Fiat.

          • Thales Sobral

            Tô vendo eles cabeça a cabeça na liderança do segmento. O HRV continua vendendo tudo o que a fábrica consegue produzir. Aqui em Sergipe e Bahia, não dá pra comprar ele sem fila de espera ainda.

          • BillyTheKid

            Peguei os números dos últimos 4 meses do ano passado pra comparar: 24.355 Renegades vs 23.721 HR-Vs, uma vantagem de 2,7% pro Jeep.

            Ou seja, está mudando sim, mas pro lado do HR-V, que está cada vez mais na frente, com uma vantagem muito maior (18%) nos últimos meses do que o Jeep tinha no fim do ano passado (nem 3%).

          • Daniel

            Todo mundo fala do Renegade… mas, na hora de “assinar o cheque”, acaba indo de HR-V… pelo menos pra quem tem familia e precisa de porta-malas… sem contar o pós-vendas consolidado da Honda contra o “desconhecido” da “nova Jeep”

          • Deadlock

            Renegade deve ser o sonho de muita gente que, no momento, devido à situação econômica do país, não pode adquiri-lo. Também já ouvi muita gente dizendo que acha o SUV da Jeep legal. Já os compradores de HR-V são mais numerosos.

            • Pacheco

              HR-V cresceu muito por conta da equipe comercial da Honda levando possiveis compradores do Civic a conhecer o carro. Eu fui na concessionaria e o vendedor me disse pra não comprar o Civic por que vai mudar.

              E em SP, tem a pronta entrega.

          • cepereira2006

            O público do Renegade está esperando faz horas o novo motor tigershark, mais potente. Só que tá demorando e o público já está se bandeando para o lado da Honda.

      • DougSampaNA

        Concordo, que o povo possa pensar inicialmente assim pelo efeito novidade, mas eu tenho um concunhado que tem um Renê 1.8 AT…com 3 mil kms o cara está insatisfeito, considerou o desempenho fraco desde o testdrive, mas a pior surpresa foi consumo no alcool; mas como o carro era pra mulher dele, mandou a frase…ela que se lasque; agora fica 5 anos com a bagaça…eu chorei de tanto rir.
        Mas se opnião do consumidor fizesse diferença pra PUG, o carro tinha que ter nascido AT¨e com painel normal; eu com 1.87 não consegui achar o painel atrás do volante; pra gente menor pode ser que seja normal, mas pra mim não foi, o volante pegava bem no meio do mostrador…detestei o painel.Minha mulher achou-o legal, e não encontrou objeções no 2008; cada um cada um.

        • Matthew

          É mais uma daquelas ideias que no lançamento parecem uma revolução mas quando entram pra história viram mico, tal como aconteceu com o volante de cubo fixo do Citroen C4. Na época era o maior bafafá. Hoje já é tido como um excentricidade sem muita funcionalidade. Imagino que este solução do painel de instrumentos sobre o aro do volante terá o mesmo destino. Não é o carro que se ajusta ao condutor. É o condutor que tem que se ajustar à peculiaridade do modelo.

          • Daniel

            Cara, pq o volante de centro fixo não é funcional… explique-me.

            Alias, vc sabe o principal motivo do centro fixo?

            • Matthew

              Não disse que seja impossível utilizá-lo, apenas que a ideia não acrescentou em nada que se perpetuasse ao longo dos anos. Tanto é assim que a própria Citroen abandou esse estilo no C4 Launge, e adotou aquele volante grande bem estranho. Parece que eles têm certa dificuldade em projetar volantes. Confesso que eu não sei qual o principal motivo do centro fixo, você sabe? Sempre é bom aprender mais.

              • Daniel

                Todos os carros com volante convencional os airbags não abrem sempre igual, pois depende da posição do volante na hora da batida. no caso do C4, eles sempre abrem igual, além de que, no caso, são um pouco maior que os dos outros carros. Isso foi bastante positivo em termos de segurança e ajudou com as boas notas do carro em crash test.
                Foi abandonado apenas por corte de custos (visto que o sistema todo é mais caro que um convencional). Pra não retroceder em segurança, usando airbags menores, a Citroen passou a usar “volante de caminhão” nos sucessores da linha C4!

                Com relação aos comandos no volante, não achei nenhum carro com comandos tão intuitivos e nem tão completos como o C4. No meu carro são 15 botões e 4 “rodinhas” (sem considerar a buzina). Em algumas C4 Picasso são 16 botões e as 4 rodinhas, tudo ali, sem precisar tirar a mão do volante, e sem mudar de lugar a cada curva!

                No caso da C4 Picasso vc ainda tinha os paddle-shift e a alavanca do cambio ali em volta tbm.

        • “Perguntador”

          Olá, eu achei que fosse o contrário. Nos outros carros olhamos o painel pelo volante (por dentro dele) e nos 208/2008 por cima dele, dessa forma eu pensava que pessoas mais altas teriam mais facilidade em enxergar o painel de instrumentos. Eu dirigi um 2008 (tenho 1,80m) e não tive dificuldade alguma para visualizar os instrumentos.

        • T1000

          ué, mas não é só ajustar a altura do volante?
          ou mesmo ajustando você não consegue ver?

    • Pacheco

      Vai subir se colocar ASR e ESP na versão Aspirada. Uma raiva vc ter que optar pelo turbo manual para ter equipamentos de segurança.

      Ainda acho que a Peugeot deveria lançar o 1.2 Turbo com o cambio de 6 marchas.

  • Franco da Silva

    Talvez isso dê uma força pra essa peruinha…

  • RicRB

    Finalmente!! Poderia ser estendido ao 208 e aposentado de vez esta caixa de quatro marchas!! Não esqueça do esp nas versões aspiradas- seria muito bem vindo ( hoje presente só na thp)

    • Rafael Oliveira

      Isso vira no ano que vem… O 208 novo veio cheio de novidades, motor thp, 1.2.

      Guardaram algumas para o 2008.

  • Tosca16

    Vamos ver se este comentário é verdade; depois do AT de 6 velocidades vão dizer que falta o que mais para o 2008 crescer nas vendas ?

    • Cassio

      Timing de mercado de uma montadora que nunca se ajuda.

    • Cassio

      O que faltou para o 2008 foi “timing” de mercado, dessa montadora que nunca se ajuda.

      • Tosca16

        Bom, as vezes acho que ela não apenas sofre por seus erros de hoje mas pelo conjunto da obra de sucessivos erros no passado, no geral mesmo quando acerta não tem obtido êxito .

        • Cassio

          Realmente, ela paga pelo seu histórico e isso tira dela o direito de cometer erros estratégicos tão eminentes. Ela teve uma boa oportunidade com a expectativa que se criou pela chegada do trio HR-V, Renegade e 2008, a nova geração de SUV compactos chegando ao mesmo tempo, praticamente. Aí ela lança versões intermediárias com AT4 e uma top de linha com um ótimo motor, mas só com versão manual… Queimou o 2008! E o consumidor brasileiro não costuma perdoar uma correção de rumo no meio do caminho, de uma marca na qual ele já não confia.

          • Tosca16

            Gostaria de dizer que é apenas isso que vc falou, mas acho que o consumidor que já não compraria o carro busca motivos para alegar a não aquisição e sua possível aversão a marca… resumo pode ser o melhor que tiver quem não gosta da marca não dá o braço a torcer também !

            • Cassio

              Realmente, muita gente tem aversão à Peugeot (… ou à todos os carros franceses) e falará mal de qualquer jeito. Eu, particularmente, gosto da marca e até tenho um Peugeot em casa. Mas eu sempre fico com a impressão de que ela não se ajuda para melhorar sua reputação no Brasil. Logo o 2008 THP AT6 será uma das melhores opções em sua categoria, mas o bonde já passou.

            • Cassio

              Realmente, muita gente tem aversão à Peugeot (… ou à todos os carros franceses) e falará mal de qualquer jeito. Eu, particularmente, gosto da marca e até tenho um Peugeot em casa. Mas eu sempre fico com a impressão de que ela não se ajuda para melhorar sua reputação no Brasil. Logo o 2008 THP AT6 será uma das melhores opções em sua categoria, mas o bonde -do grande público- já passou.

              • Tosca16

                Não sei se o bonde já passou, sei que em relação a Peugeot o fator novidade é muito importante no ato do lançamento, se fosse uma outra da vida mudaria coisas pequenas e mesmo sem ter novidade nenhuma cresceria nas vendas logo no mês seguinte, e no caso da Peugeot se não for algo totalmente novo o pessoal critica ferrenhamente .

          • DougSampaNA

            Suspeito que não lançaram no Turbo porque o cambio talvez não suportasse o torque, seria uma chiadeira danada e risco de recalls como o tranco shift da Forda.

        • Edson Fernandes

          Vou te dizer o que irão criticar qdo isso acontecer: “Ah mas está faltando a versão 1.2 turbo”. “ah mas está faltando mais itens de segurança desde a versão de entrada” aí vc olha a concorrencia e nenhuma oferta… assim é dificil né?

          • Tosca16

            Isso é verdade.

          • Deadlock

            Sim, uma marca que é considerada fraca pelo mercado deve fazer mais que as que estão bem posicionadas, para se tornar um player de respeito. Não é fazendo carros como esse, onde sequer cabe um câmbio automático normal, que vai conquistar clientes que estão se tornando cada vez mais exigentes. Esse 1.2 turbo, aliado a esse câmbio adaptado (espero que não dê problemas), poderia induzir mais consumidores a adquirir esse carro.

            • Edson Fernandes

              Eu mesmo sou um forte interessado por essa configuração. Se chegar, eu poderei depois de uns 3 anos adquirir um.

              • Deadlock

                Eu também, mas do jeito que está hoje, está difícil.

      • Rafael Oliveira

        Considere o plano de reestruturação da rede de concessionárias no seu ponto.

    • Marco Antônio

      Cara, onde está a postagem em que essa cara comenta isso? Vou lá dar o vigésimo segundo “curti”, porque ele merece!

      • Tosca16

        Nissan quer emplacar até 3 mil unidades por mês do crossover Kicks, está nessa matéria, mandei o link abaixo mas está na moderação do NA.

        • Marco Antônio

          VLw. kkkk

    • Agora só falta deixar de ser pejô. kkkkkkkkkkkkk

      • Deadlock

        Essa foi pejô…rativa…

      • Renato Dias

        Deixar de ser Peugeot pra ser o que? VW? FIAT? FORD cambio-bomba?

  • Airplane

    Demorou hein !

  • Atley jackson

    Boa notícia!!

  • Cassio

    Na época do lançamento, eu acabei conhecendo o 2008 em uma promoção e gostei do carro. Mas já achava que, infelizmente, três pontos o fariam não vender bem, apesar da forte tendência dos SUV compactos. Essas três coisas eram: Má fama da Peugeot no Brasil + Versões intermediárias com câmbio automático de 4 marchas + Versão top de linha com um belíssimo motor oferecida apenas com câmbio manual. Dito e feito! Daqui poucos anos o 2008 THP AT6 usado será uma opção muito boa e bem barata.

  • Kleber Andrade

    Para consertar o deslize, basta fazer as atualizações estéticas aplicadas na Europa além do câmbio e uma estratégia agressiva de preço.

  • V12 for life

    Agora só vai faltar o THP.

  • Gustavo73

    O DS3 teuma versão automática de 6 velocidades, mas só com o 1.2 3 cilindros Puretech turbinada. Vejam que a THP só manual. O problema é que com um bloco de 4 cilindros não cabe o at6. Ou não cabia. Mas será que teremos surpresa no motor? Ou a PSA desenvolveu um câmbio que se ajuste ao espaço.

    • Gustavo73

      As fotos que comentei.

    • Deadlock

      Só não cabe na Peugeot/Citroen. É por essa e outras que eles estão mal em vendas.

      • Gustavo73

        Os carros firam projetados para a Europa lá o at não é tão descisivo nos compactos. Veja o DS3 o at só está disponível na versão menos potente, no 2008 na Europa (carro de sucesso e um dos responsáveis pela saída da PSA da situação que se encontrava). Lá não tem mais o 1.6 16v todos usam os Puretech de 3cilindros com ou sem turbo. O 1.6 THP.não existe no 2008 lá.as é só ber como o mercado funciona, at4 no Etios, nossa que maravilha. No 208 que arcaico. Mas estou acho, ou torcendo pela binda o 1.2 PureTech turbo no 2008 e outros da PSA.

        • DougSampaNA

          Gu, concordo com a malhação do fator 4 marchas; no Étios..ohhh; no Pug …porrada; Mas o fato é que o Étios usa um Aisin e a PUG usa….vc sabe? Eu não sei quem fabrica; aliás, quem no universo fabrica um cambio AT lacrado que vc não tem nem mesmo como fazer leitura da qualidade do óleo, só a PSA mesmo..é de lascar.
          O propósito da Toy é vender um carro despojado num projeto simplista com motores confiáveis e recem “mexidos”, pondo alí o mínimo de conforto (AT4). A PSA busca rentabilidade mas comete erros fatais para seus modelos, que todo mundo sabe e cansa de pixar, mas os caras não aprendem. Eu compraria um Pug 2008 AT6 para minha esposa (já que ela gosta do modelo); não para mim.
          Para eu usar a trabalho na rua, iria de March 1.6 CVT; pois viso economia e conforto no transito pesado, enfim este modelo ainda não chegou, quem sabe se os numeros de consumo realmente serão tão atraentes né?
          T+.

          • Gustavo73

            Fale Doug, beleza. Concordo com você. Não estou defendendo a PSA e seus erros, como lançar o 308/408 ainda com o at4(mesmo que já não sofresse dos maus do passado). Falando nele, é a PSA que faz o at8 de 4 marchas. Já o at de 6 é um Aisin como o Tiptronic ou o at de 8marchas dos BMW de tração dianteira. No caso do 2008,ele é mais barato que os concorrentes sendo mais equipado a versão at custa menos que as manuais dos líderes da categoria. E pelo que li fora as limitações de um 4 marchas ele funciona a contento. Sobre o March já surgiram uns números do consumo na versão CVT e parecem promissores. Ele chegaria em junho. Eu compraria o 2008 THP se não fosse o detalhe do isofix, mas isso é pra mim que tenho filho pequeno. Concorrência é sempre bom, mesmo para o nosso mercado que não segue a lógica dos.mercados mindo a fora. Mas como as vacas estão muito magras brigar pelo consumidor é sobreviver.

        • Deadlock

          É o mesmo problema no DS3. Dizer que não é decisivo não me parece adequado. O mercado de automáticos por lá também é bom e, para uma marca que está mal das pernas, qualquer incremento de vendas é bem-vindo. Esse 4 marchas, que era usado no Corolla, cabe no Etios, que é um compacto, e é muito superior aos automatizados mono-embreagem da Fiat e VW.

          • Gustavo73

            Como disse a PSA já obteve melhoras de vendas na Europa. O 2008 é um dos maiores ícones dessa retomada. Esse ano inclusive ela obteve lucro. O câmbio de.um médio caber em um compacto não é novidade o Tiptronic 6 o Jetta 2.0 cabe até no Gol que usa a.plataforma do Polo da geração anterior na Europa. O problema do i-motion e Duallogic é o preço hoje já beiram os 3mil reais e não tem a mesma eficiência dos at. Eles deveriam ser uma alternativa mais em conta, custando 2 mil reais seriam assim, mas custando quade ou mais de 3 mil não é isso que acontece. O Tipo do Golf custa 5 mil, mostra como os i-motion estão caros. E deveriam estar só nos 1.0 já que roubam menos potência.

            • Deadlock

              A PSA melhorou, mas poderia estar numa posição mais confortável se tivesse as mesmas opções dos concorrentes. O problema dos mono-embreagem, além do preço, é que têm funcionamento desconfortável. Não sei quanto vai custar o CVTV do March.

              • Gustavo73

                Nunca tive um i-motion ou Duallogic, mas dizem que é uma questão de adaptação. Conheço gente que gosta só por não precisar trocar a marcha. Como uma opção mais barata acho que vale. Li em algum lugar que custaria uns 4 mil. Mas saberemos em breve. Finalmente ele chega mês que vem.

                • Pedro Rocha

                  Só gosta de câmbio automatizado monoembreagem quem nunca teve carro com câmbio automático de verdade, DCT ou CVT.
                  Uma vez em um lava-jato puxei conversa com um sujeito que chegou em uma Strada Adventure + Dualogic. O cara esculhambou o câmbio automatizado dizendo que era ruim e dava muitos trancos, pois antes dessa picape ele teve um Corolla AT4 e a comparação foi inevitável.

                  • Gustavo73

                    Mais aí não tem jeito. Por isso a questão do valor ser importante. Quem não pode pagar por um melhor não sentirá isso. A pergunta que fica, não testou o carro antes?

                    • Pedro Rocha

                      O que tem de gente que compra carro sem fazer test drive não é brincadeira; que o digam as pessoas que ficam em fila de espera para comprar lançamentos, como foi o caso principalmente do Renegade.

                    • Gustavo73

                      Eu não entendo, o único que não fiz teste foi o último. Mas porque 2 amigos tinha o carro e versão e já tinha dirigido w andado no carona por inúmeras vezes.

                • Deadlock

                  Provavelmente as pessoas se adaptam às limitações do automatizado, mas não é a melhor solução. Talvez se justifique nos carros populares pelo menor preço. As alternativas que vemos nesse segmento são câmbio automático de 4 marchas (funciona melhor), em que o maquinário para produzi-lo já está mais do que amortizado. Se o CVT do March custar mesmo R$ 4 mil, está um pouco caro.

                  • Gustavo73

                    O maquinário está amortizado para o fabricante do câmbio. A Toyota dona da Aisin ofereve o At4 no Etios por 3500 reais. 4 mil pelo CVT de 6 marchas não acho caro.

                    • Deadlock

                      Amortizado quer dizer que pode ser vendido por um preço menor, até porque defasado tecnologicamente. De fato, R$ 3500 está dentro do esperado (há uns 8 anos custava 3 mil). O CVT do Corolla é o melhor do mercado. O da Honda também é bom (em testes, o HR-V CVT andou mais que o Civic automático de 5 marchas).

          • Pedro Rocha

            E superior aos demais AT4 do mercado, tanto que é usado também nos EUA nos Corollas mais básicos.

        • Carlos

          Deviam agilizar esse 1.2 Turbo, pois além de ser potente e econômico, possibilitaria a adoção do cambio automático de 6 marchas de uma vez! Se confirmado, esse 2008 1.6 AT6, fica uma icógnita sobre o 1.2T. Porque investindo nessa adaptação do Automático no 1.6, não faria sentido trazer o 1.2T logo em seguida. Sinceramente, depois da chegada do Kicks, acho que o 2008 vai cair de vez nas vendas, mantendo o que vende hoje está no lucro. O Nissan tem um design mais ousado, enquanto o 2008 lembra mais uma perua. Espero que essa notícia não se concretize e venha o 1.2T

          • Gustavo73

            Ainda acho que teremos o at6 e o 1.2 Puretech. O 2008 só sobe nas vendas. Vendia umas 400/500 unidades na época do lançamento mês passado vendeu pouco mais de mil unidades. Já é o PUG mais vendido no Brasil. Gisto do desenho do 2008 e de sua lista de equipamentos. Agora é ber oque a PSA tem em mente.

        • Martini Stripes

          Antes da Toyota adotar o CVT, Fluence e Sentra eram sem graça pq o CVT não traz emoção, depois do Corolla esse argumento sumiu. Curioso…

          • Pedro Rocha

            Essa reclamação geralmente é feita contra os CVTs que não simulam marchas, o que não é o caso do Corolla.

            • T1000

              Vai entender o mercado, eu pessoalmente achei a simulação de marchas do cvt do corolla muito irritante. Não sei se tem a opção de desativar aquilo.

              • Pedro Rocha

                Dá para usar tanto como CVT normal ou simular marchas.

                • T1000

                  ufa.
                  é o tipo de tecnologia inútil, como se o henry ford tivesse que colocar som de cavalos no modelo T, para agradar quem estivesse acostumado a eles.

                • T1000

                  ufa ainda bem.
                  é o tipo de tecnologia inútil. Seria como se o henry ford colocasse som de cavalo, chicote, sela e esporas em seus carros, para agradar quem estivesse acostumado com cavalos.

            • Martini Stripes

              Agora te pergunto, quem usa a simulação de marchas?
              1 vez por ano e olhe lá.

              • Pedro Rocha

                Quando dirigi um Corolla CVT, deixava no modo normal e só usava a marcha simulada (acionada pelo paddle-shift) para freio-motor.

        • Rafael Oliveira

          Aço que na pug vai demorar, o 1.2 turbo deve chegar antes na Citroën, o mercado brasileiro não está pronto para ter o mesmo carro com duas opções de motor turbo, com a mentalidade dos consumidores iria canibalizar o 208GT.

          Como a estética do C3 não justifica o thp, o 1.2 turbo cairia como uma luva.

  • Lucas086

    Se tivesse o câmbio 6 marchas, seria o escolhido por mãe, o carro é muito bom, o teto é f*da, o branco pérola muito bonito.

  • Leonel

    Que ótimo novidade ! Eu diria que para se tornar excelente seria trazer o 1.2 Puratech turbo com este AT6 e acoplar nele. Eu acho um carro ótimo, vai melhorar com este AT6. Espero que não pensem em subir o preço, afinal, era para ele vir assim desde o início…

  • Alexandre

    Caramba! Não sabia que ele tinha um AT4. Com um conjunto mecânico desse (cambio / motor), vai vender nada…

  • Rodrigo

    Se tivessem tomado essa decisão há um ano atrás teriam um cliente aqui.

  • Fernando Gonçalves da Costa

    Por tanto quem comprou com cambio manual SUFU !!!!! Chupa…Vai ficar com um MICÃO na MÃO.
    Parabéns a Peugeot…

    • MMM

      Quem comprou manual vai continuar com o mesmo carro q escolheu. Ninguém foi obrigado a comprá-lo. Eu queria comprar um para minha esposa mas fui de hrv por causa do câmbio e ausência de isofix.

      • KVF

        Comprei um 2008 THP há um ano e estou muito satisfeito, justamente por ser manual, uma espécie em extinção nesse país. Logo não haverá mais opções de carros completos manuais, quando tiver que aderir, só se for um ZF-9. Quanto a vender, não me preocupo, mas já tem gente querendo comprar agora. É um carro de nicho, com pouca oferta de usados, e como tal não há dificuldade de venda.

        • MMM

          Exatamente. Não tem essa de mico, vc comprou o carro que vc queria e o lançamento de outra versão não muda nada. Quem queria um 2008 thp automático, como meu caso, provavelmente comprou outro carro e tbm não muda nada.

  • Lucas Furtado

    Espero que esse câmbio de 6 marchas melhora o consumo do 2008 que atualmente é ruim.

  • Alfredo Massaranduba

    Até que finalmente…. infelizmente tarde, muito tarde! Agora tem o Kicks mais um complicador para o já combalido e quase finado 2008. A Peugeot merece!

    • Marcelo TB

      CUZEIRO.

      • Alfredo Massaranduba

        TaBacudo!

      • Alfredo Massaranduba

        TaBacudo
        TriBabaca
        Se ofereça não, vai dar teu rabo a outro.

        • Marcelo TB

          VOCÊ É DO CUZEIRO E EU QUE DOU O RABO ???? CUZEIRENSE.

  • Zé Mundico

    IIIIhhh, rapaz, agora já foi. Oportunidade adiada é oportunidade perdida, né mesmo?
    Agora com a chegada do Nissan Kicks a coisa vai piorar mais ainda. Quem sabe venda uns 30 por mês.

  • João Felipe Machado Silvestre

    e depois a peugeot pergunta porque está perdendo mercado no brasil…ou pior: porque NUNCA conseguiu emplacar e incomodar as 4 grandes…não teria um pug de jeito nenhum…

  • Ricardo Rangel Lirio

    Quando a Peugeot “lançará” o 2008? Se ví algum na rua nem me lembro!
    Kakkkkkk

    • Pedro Rocha

      O lançamento de verdade será esse ano com o câmbio AT6, já que lançar crossover com câmbio AT4 nessa década é brincadeira de mau gosto.
      Até admito câmbio AT4 no 208, C3 e Etios porque na categoria deles é luxo se comparado às tranqueiras monoembreagem. Mas em crossovers, segmento no qual os mais vendidos têm CVT, DCT6 ou AT6 é forçar a amizade.

  • MarcioMaster

    Ué não era esse carro que tinha um bocado de engenheiro aqui dizendo que não cabia um cambio at6?

    • Gabriel Oliveira

      não cabia mesmo não, tiveram q fazer outra caixa esses tempos

      • MarcioMaster

        Isso foi desculpa da montadora e um monte de gente acreditou.

        • Gabriel Oliveira

          não cara, pesquise um pouco mais, veja nos sites europeus da peugeot. o cambio aisin AT6 não cabe na plataforma do 208 e 2008, esses 2 ultimos anos a psa tava desenvolvendo um cambio novo, mais eficiente, mais rapido e mais economico pra isso.

          • Jurandir Filho

            Estranha essa notícia, será que a revista não tá é confundindo as bolas? será que não virá é o 1.2thp já com o cambio de 6 marchas??

    • Pedro Rocha

      Engraçado que a FIAT conseguiu enfiar um AT6 no 500 e a PSA não consegue fazer o mesmo no 2008 ou no Aircross…

      • Vinicius Vasques

        O AT6 que vai nos carros da PSA é baseado nesse Aisin do Fiat 500

        • Pedro Rocha

          A solução técnica sempre existiu. O problema é que somos um mercado secundário para a PSA, por isso ela recicla projetos obsoletos e empurra para os consumidores brasileiros.
          A Peugeot já fez coisa muito pior bastando lembrar que o 308/408 também foram lançados com câmbio AT4.

      • Gabriel Oliveira

        ué, mas o câmbio do 500 não é um automatizado?

        • Pedro Rocha

          O 500 Cabrio tem opção de câmbio AT6.

          • Gabriel Oliveira

            vai ver cabe por conta do tamanho do motor, 1.4, num 1.5, 1.6 já n deve caber, por isso q a peugeot ta trocando os motores

  • Boris

    Acabou a desculpa q o câmbio não “cabia” no cofre?

    • Pedro Rocha

      Devem ter contratado os engenheiros da FIAT, que conseguiram colocar um AT6 no 500 sem maiores problemas.

  • Gabriel Ferreira

    Depois de 2 anos é que vão correr atrás do prejuízo, e vão colocar um câmbio de 6 marchas, que já está ficando ultrapassado, um ZF9 faria uma diferença enorme e deixaria o carro atualizado por mais tempo!

  • The Monster Man

    Era só o que faltava para esse carro ser ótimo.

  • Pedro Evandro Montini

    O Peugeot poderia mandar uma carta-convite para os seus clientes testarem a novidade. Vai que sai negócio!

  • WALTER oCAFAJESTE

    Mais um SUV de fresco com tração dianteira que desmancha se encarar estrada de terra que recebe caixa de 6 marchas? Peças caras e ninguém sabe mexer… Podem fazer o que for, carro francês é lixo! Tive um 308 que não sinto saudades…

    • Gabriel Oliveira

      tenho um 408 e só troco por um 408 thp ou 508

  • Jurandir Filho

    Pois é, o AT6 dos compactos é combinado com o motor 1.2, esse cambio que supostamente virá é compatível com o 1.6 16v??

    • Gabriel Oliveira

      esse motor 1.6 aspirado já ta aposentado na europa, creio q vai ser aposentado aqui tb e vai entrar o 1.2 turbo.

      • Jurandir Filho

        Concluímos que a notícia faltou com a verdade então né?

        • Gabriel Oliveira

          depende, a caixa da pra usar no 1.6, mas pô, já aposentaram aqui o 1.5, aposenta logo esse 1.6 e deixa o 2008 só com turbo

  • Gran RS 78

    Se o 2008 tiver realmente a opção automática na versão THP, acho que ele irá vender bem, pois será um primeiro suv/crossover compacto com opção turbo automático do mercado.