Projeção: Novo Dacia Duster de sete lugares

17/02/2016

Dacia-Duster-7

O Dacia Duster deve ganhar em breve uma versão de sete lugares. Apesar da chegada do Grand Captur, um crossover baseado no SUV romeno, o velho utilitário deve seguir em frente e com 18 cm a mais no comprimento, passando assim a medir 4,50 metros.

No entanto, a geração será nova, pois a plataforma passará a ser a modular CMF-B, que também dará origem ao Novo Nissan Juke. Com sete lugares, o Novo Duster pretende ampliar o alcance da marca Dacia no segmento de utilitários.

No Brasil, o Grand Captur – com um estilo mais próximo do crossover francês – deve substituir o Duster, utilizando sua plataforma. Essa projeção do site Auto Expert, da Romênia, mostra como deve ser esse Novo Duster de sete lugares.

O visual lembra muito a picape Oroch, especialmente as lanternas, mas o desenho geral se mostra mais atualizado que o SUV atual. Ainda assim, seria um veículo muito distante da proposta do Grand Captur, mais jovial e esportivo.

[Projeção: Auto Expert via IAB]













  • Alvaro Guatura

    Eu gosto desse estilo Lada que o Duster apresenta. Pro nosso mercado, com preço “baixo”, um carro de 7 lugares cairia bem pra combater a Capivara.

    • Leandro Balmant

      O Duster é o que mais se aproxima de um SUV em seu segmento, porém, fica evidente o espírito de Sandero nele.
      A versão de 7 lugares do Duster seria muito bacana porque ele acabaria sendo mais espaçoso que a Spin, e menos horrível também.

    • Pedro Cunha

      O Duster carece muito de espaço e ergonomia, mas que são problemas que só uma nova plataforma pode de fato resolver. Talvez esses cm extras para a 3º fileira de bancos até tragam alguma melhora no espaço do banco traseiro e da capacidade do porta-malas. Esse visual, com a traseira Oroch ficou excelente. Seria a atualização muito bem-vinda pra uma real sobrevida no mercado.

      • oscar.fr

        Olha, em ergonomia tu, de fato, tens razão, mas este é o preço a se pagar pelo fato do Duster ser um projeto de baixo-custo, mas em termos de espaço ele está a frente de todos os seus concorrentes. Se falta espaço no Duster, o que diríamos de Renegade e Eco?

      • O que não falta no Duster é espaço. Em espaço interno na categoria e em porta malas só perdem para o Lifan X60 e para o Tucson (que são médios). Aliás, as medidas dele se equiparam com as de um SUV Médio, seguindo a tabela Fenabrave. Os que carecem de espaço são o Renegade e Ecosport.

  • Elano Carvalho

    Só não pode ter motor 1.6 pra essa versão.

    No mais, deve contar com vários porta-objetos, apoio de cabeço para todos do tipo vírgula, cintos de 3 pontos em todos os assentos, pelo menos um assento com isofix e saídas de ar para as fileiras de trás. Isso é básico se formos pensar em um carro para 5 adultos e duas crianças.

    • Vattt

      Realmente a ausência de saídas de ar traseiras são inaceitáveis nesse tipo de veículo. Já aluguei uma Spin, e quem foi na terceira fila, queria o Ar no máximo o tempo todo. Tornando a viagem do motorista “congelante”. Palmas para o C4 Picasso e Grand Picasso.

      • oscar.fr

        Eu entendo o seu ponto, mas não dá para comparar carros como C4 Picasso com projetos de baixo custo como Spin e Duster. É outra categoria. Pena que com o sucesso comercial dos dois, GM e Renault podem se permitir cobrar por eles um pouco mais que deveriam no Brasil.

  • Jad Bal Ja

    Eu bem que avisei que o Grand Captur iria matar o Duster no Brasil. Isso pra mim esta ficando claro. Foi por isso que a Renault fez um facelift tão preguiçoso no Duster, por que já planejava sua aposentadoria.

    O Grand Captur (que no Brasil será um Duster disfarçado e melhorado) via aposentar o Duster atual.

    • O facelift do Duster seguiu o facelift global do modelo. Não creio que a Renault irá tirar o Duster de linha, pois não faria sentido. Existe espaço para ambos, bastando ela simplicar a linha Duster. Outrossim, uma vez que passaram a produzir o Oroch, já denota que não há qualquer intenção em descontinuar o modelo SUV.

  • Gian

    Renault: faça esse carro!

  • Airplane

    Traga logo para o Brasil que vai vender bem!

  • EJ

    Tudo bem, a teoria é boa (realmente o facelift da Duster foi bem econômico, poderia ter gasto bem mais), mas falando especificamente de Brasil, o que a Renault faria com a Oroch? Criaria também uma Grand Oroch? Acho meio nonsense. Mais fácil o modelo ser adicionado a gama existente, criando uma “escada” de preços, tática altamente utlizada por outros fabricantes aqui no Brasil.

    Reforço…tirar o Duster atual de linha porque, ao invés de reposicionar seu preço? O modelo é bem vendido até na Europa pelo bom posicionamento de preços.

    • Não há nenhuma confirmação de intenção da Renault Brasil em tirar o Duster de linha no Brasil. Aliás, pelo lançamento da Oroch, é praticamente improvável. O Captur virá um degrau acima, como HR-V e Renegade vieram.

  • Andre Cupertino

    Eu sempre achei Q a maneira do Duster sobreviver ao lado do Captur seria ser ampliado para 7 lugares, adotando o entreeixos da Oroch. Espaço e economia. Parece Q a Renault pensou o mesmo.

  • Sabatino

    Aqui na Europa o Dacia Duster tem preço de carro popular pequeno mas ninguém compra.
    No Brasil quem compra acha que tem un SUV da Renault. Lol

    • Raul Godiano

      Ninguem compra mais voce quer dizer né, antes tinham varias, principalmente na crise europeia.

      • Sabatino

        Vende bem no leste europeo.
        Na Europa Ocidental a maiorias dos compradores são imigrantes.
        Mas é uma boa opção para quem quer gastar pouco e precisa de un carro maior.
        Aqui os Dacia vem pelados por isso que custam pouco.

    • Ele tem vendido relativamente bem em todos os países, estando sempre entre os 30 mais vendidos em todos os mercados que compete, lembrando que na Europa existem mais marcas que aqui, de consagrada qualidade.

      As vendas estão totalmente dentro da perspectiva esperada pelo grupo Renault-Nissan em todos os mercados em que ele é comercializado.

  • Felipe

    É… Grand Captur “à caminho” do Brasil e eu ainda tenho minhas dúvidas se o Duster 7 não virá primeiro e em definitivo…

  • Nissan Sentra

    Ficou legal, mas com 7 lugares já temos a Grand Captur e com a chegada dela, o Duster vai ser reposicionado e atrair quem não quer arriscar na EcoSport e o PS, ou no Renegade com o E,porq e também no HR-V pelado e também para o cliente continuar na Renault só que com duas opções. E ainda tem a possível vinda do Koleos (QM5), tanto que o mesmo já foi flagrado em uma CSS Renault BR, também seria um estouro se viesse.

  • Sidney Marcelo Saito

    às vezes nem precisa dos 7 lugares no Brasil. Mas só de conseguir manter o valor do Duster atual mas com porta-malas maior já o torno mais atraente que certos concorrentes.

  • Vattt

    Esses vidros da traseira lembram e muito a GM Spin. Nada que o projeto original possa corrigir.
    No mas, se manter os mesmos preços tentadores e oferecendo a opção de sete lugares, vai fazer esse carro se manter bem no ranking de vendas ou quem sabe subir ainda mais!!!

  • biro

    Parabéns Renault, sempre a frente! Mas sejam sábios! Busquem a eficiência energética, chega de SUV rodando 5km/L, se existe tecnologia pra explorar um bom motor com custo benefício utilizem essa tecnologia. Creio que há muitos clientes como eu, quero um carro de sete lugares, mas as opções que temos são vergonhosas, só se salva o Grand C4, mas mesmo tendo os R$120.000,00 jamais pagaria mais de R$60.000 num veículo aqui.

  • Mayck Colares

    Só eu que não curto essa coluna C na cor do carro?

  • oscar.fr

    A Renault tem um belo de um quebra cabeça para solucionar: como organizar Duster, Captur/GrandCaptur e um eventual Duster de sete lugar em um único protfólio. A Duster, claramente, já não é mais capaz de concorrer com as novas SUV. Aliás, na Europa ela não concorre diretamente com Renegade e 2008, por exemplo. Simplesmente tirar de linha a Duster não seria uma boa solução: o carro fez seu nome no Brasil. Talvez o melhor seria diminuir sua gama, tornando ela mais acessível para buscar clientes na faixa de R$58 mil a R$70 mil e deixando ao Captur a faixa acima. Na mesma faixa da Captur poderia ter a “Grand” Duster, a primeira SUV compacto de 7 lugares do mercado brasileiro. Caberia a ela, exclusivamente, a opção de tração 4×4. Mesmo assim continuaria confuso, enfim, vender Renault e Dacia sob uma mesma marca traria, em um certo momento, estes problemas.

  • Diogo Oliveira

    Precisa de uma reestilização completa, o Duster é muito feia. (Na minha opinião)

  • FocusMan

    Meu Deus, conseguiram piorar o que já era feio!

  • Túlio Leal

    Será que o Grand Captur vem mesmo? Nosso mercado tem tanta promessa que não se realiza, a exemplo do Ford B-Max que foi prometido, prometido, e nunca veio.