Projeção: Novo Lancia Ypsilon

16/02/2016

ypsilon-novo

O Lancia Ypsilon é um compacto derivado direto do Fiat 500 e Panda, sendo feito em Tychy, Polônia. Como já se sabe, a marca italiana está sendo canibalizada para atuar somente no mercado doméstico.

Embora não haja um futuro certo para a Lancia, podemos imaginar pelo menos como seria uma nova geração do Ypsilon. Theophilus Chin fez uma projeção com estilo inspirado na Chrysler, mas preservando o visual sofisticado do modelo atual.

Por enquanto, o Fiat Panda (Projeto 319) continua sua jornada no mercado europeu com um facelift, mas seria interessante um Ypsilon feito sobre a plataforma B-Wide do Fiat 500XL, surgindo assim um carro maior e mais espaçoso entre Panda e Punto.

[Projeção: Theophilus Chin]













  • Thiago Maia

    Essa projeçao mais parece um facelift – aliás, ele ganhou recentemente.

    No entanto,como Fiat e Alfa Romeo já vão preencher o mercado europeu, a tendência é o fim da lancia

    A FCA tem muitos lançamentos a fazer, e a Lancia é uma marca muito doméstica. Não vale o investimento

  • pedro rt

    se ele e um carro exclusivamente vendido no mercado italiano ele nao deveria ter esse design americano

  • Apopololo

    FCA acabou com a Lancia mesmo, se ela querer vender a marca eu espero que quem compre faça jus a grandeza que o nome da Lancia tem.

    • Thiago Maia

      A fusão foi boa, mas não restou espaço para a Lancia

      Na verdade, a Fiat acabou com a marca na era pré-FCA

      Agora, realmente, seria uma bobagem investir na marca. Eles não têm dinheiro suficiente para isso.

      A Alfa foi a escolhida. E o mercado americano justifica a manutenção de Chrysler/Dodge, ao contrário da Lancia

  • Murilo Soares de O. Filho

    Tenho esperança que no Futuro a Lancia seja restaurada pela FCA quem sabe atuando em poucos modelos, de nicho e exclusivos.

  • invalid_pilot

    Lancia poderia ser um braço esportivo da Fiat… Mas pelo jeito vao matar a marca

    • Felipe

      Esse braço a Fiat (Ou FCA) sempre teve: A Alfa.
      A Lancia é (ou era) a marca “Premium”, com modelos de luxo da Fiat na Europa.

      • Thiago Maia

        Seria o mesmo que dizer isso de BMW e Mercedes. Na prática,são duas concorrentes.

        Lancia não pode estar no mesmo grupo que a Alfa; ainda mais um que não tem dinheiro pra reerguer duas marcas italianas ao mesmo tempo

        O braço esportivo da Fiat é a Abarth, e faz isso sem precisar criar novos produtos.
        A Alfa será a premium e também terá esportivos(QV)

        • Felipe

          As duas marcas poderiam conviver harmonicamente no mesmo grupo (FCA, no caso). A Alfa seguindo seu DNA, de performance e desempenho esportivo com a linha QV e a Lancia, tradicionalmente oferecendo sofisticação e luxo.
          O que acontece é que sustentar a Lancia parece não ser a prioridade da FCA, visto que agora ela tem as marcas americanas pra gerenciar. E atualmente, é justamente na América o foco do grupo. O pouco que se concentra na Europa, está a cargo da Fiat Turquia e Alfa.
          E sobre a Abarth, ela não é um braço esportivo da Fiat, é apenas uma preparadora. Os Abarth são montados nas mesmas linhas de produção usadas pela Fiat, porém com alguns componentes diferenciados.

          • Thiago Maia

            Não na FCA, que não tem dinheiro pra investir nas duas.

            Só nós, apreciadores de automóveis, conhecemos a marca Lancia. Não é muito famosa para o povo(ainda q fale de gente um pouco mais abastada).

            O investimento para reerguer uma marca dessa é alto, e a Alfa Romeo foi a escolhida. O trio alemão é referência no segmento

            • Felipe

              Vale a pena ler de novo: O que acontece é que no momento, sustentar a Lancia parece não ser a prioridade da FCA, visto que agora ela tem as marcas “americanas” pra gerenciar. E atualmente, é justamente na América o foco do grupo… O pouco que se concentra na Europa, está a cargo da Fiat Turquia (Aegea/Tipo) e na Alfa (Giulia).

  • Mumm Rá

    Gostaria muito que uma empresa chinesa comprasse essa marca porque ela poderia ser a porta de entrada para alguma empresa chinesa na Europa

    A Hyundai mesmo poderia ter comprado a Lancia e produzisse seus modelos de luxo nessa marca mais infelizmente fez ” aquela grosseria ” da submarca Genesis ( que nome horroroso para marca de carro )

    A FCA possui empresas automobilisticas demais e isso mais está atrapalhando que que ajudando

    Não sei se é verdade mas a própria Alfa Romeu sofre o risco ( embora já tenha demostrado novos carros ) de ficar ” temporariamente negligenciada ” pois a FCA querendo focar esforços nos EUA dara prioridade para a Dodge e Chrysler

    • Thiago Maia

      Jeep e RAM

      A Dodge só terá novos produtos após alguns lançamentos Alfa. Alguns americanos estão “chiando” com isso

      • Mumm Rá

        É justamente isso que estou falando pois existe o risco da Alfa Romeu sofrer um retrocesso por causa da ” chiadeira ” dos americanos e como a FCA está precisando fazer caixa é bem provável que vá atender os anseios dos americanos

        Com relação ao Jeep e Ram eu estava me referindo ás marcas ” semelhantes ” á Alfa Romeu com ” carros normais ” por isso citei Dodge e Chrysler

        Além disso volto a salientar: Gostaria muito que uma empresa chinesa comprasse a Lancia

        • Thiago Maia

          Chrysler ganhou uma minivan, que vai suceder os dois modelos atuais

  • oscar.fr

    Engraçado que a Lancia cada vez mais se concentra na Itália, mas tem seu compacto feito outro país. Italian design made in Poland.

  • Fernando Coelho

    Seria um ótimo carro para ser o Palio e tirar o Punto de linha. Seria ideal manter o mesmo nível de acabamento europeu e colocar no lineup para brigar com os compactos premium nacionais. Para abrir espaço para o Mobi, a Fiat poderia dar um banho de loja no Uno e posicioná-lo onde hoje encontra-se o Palio. Prefiro o desenho atual da dianteira e traseira e seria uma pena este carro sair de linha por fim da marca, mesmo na Europa.

    • Felipe

      “Seria um ótimo carro para ser o Palio e tirar o Punto de linha.”
      Sim e não, rs… O Ypsilon é derivado do 500 e Panda, ou seja… pequeno, bem pequeno.
      Vale lembrar que o Uno usa a plataforma do Panda alongada e adaptada para países emergentes (Simplificada).

      • Fernando Coelho

        Felipe, o Ypsilon tem 5 cm a menos de comprimento que o Palio (3,83m para o Y e 3,88m para o Palio), na largura os dois empatam (1,67m) bem como na altura (1,51m). São carros de dimensões semelhantes e o Y só perde do Palio no porta-malas (246L no Y e 290 no Palio), o espaço interno é o mesmo. O Ypsilon usa a mesma plataforma do 500 só que alongada a um carro de 4 portas, com 2,39m de entre-eixos contra 2,42m do Palio. O Palio atual usa a mesma plataforma do Uno, só que mais alongada. Ou seja, os dois são o mesmo carro, só o Palio leva um banho de loja e acabamento melhor. O Punto atual usa a plataforma alongada do Idea, que é antiga e defasada. Se 5cm fizerem tanta diferença, é só usar o mesmo artifício que a VW fez para o up! no Brasil, alongando o carro em relação ao europeu. Fonte de dados do Ypslon (site autoevolution). Fonte de dados do Palio (qualquer site nacional)

        • Felipe

          Então… Mensionei apenas o tamanho, mas pense… Além do investimento na alteração na plataforma e linha de montagem, haveria o “banho de loja”, o acabamento melhorado, o esmero a mais na montagem… Compreendo tudo o que você disse, Fernando. Mas o pessoal lá na Fiat só iria ler $ $$$$$$$$$ $$$$ $$ $$$$$$$$$. Logo, só nos resta o Mobi como novidade.

          • Fernando Coelho

            Infelizmente!

          • Fernando Coelho

            Se lançassem o próprio carro como Chrysler Ypsilon, como no Reino Unido, acho que racharia de vender!