Home Etc Qual é o melhor carro brasileiro de todos os tempos?

É difícil conseguir uma unanimidade para um assunto tão apaixonante! Primeiramente, o automóvel tem que ser ou ter sido montado no Brasil com maior índice de nacionalização possível. E quando do seu lançamento, ele deveria ainda estar sendo fabricado no país de origem, caso não tenha sido um projeto exclusivo para o Brasil.

E caso o projeto tenha sido adaptado ou criado para o gosto do brasileiro e – o que parece difícil mas não impossível – aperfeiçoado com relação ao carro que o originou, claro que isto o tornará ainda mais elegível. Outro critério muito importante para mim é que o carro tenha uma qualidade humana: maturidade, capacidade de gerar uma família, oferecendo pelo menos duas versões além da versão original de lançamento – duas portas, quatro portas, perua, picape, hatchback, cupê, conversível etc.

Boas vendas e desejo do público em ter um também são fundamentais. De que adianta um carro que só fez bonito na vitrine, mas que não aguçou o desejo de compra do consumidor? Ou que custava tão caro que poucos puderam ter? Por isto, outro critério é o fator “preço justo” dentro de seu segmento. E por fim, deve oferecer catálogos variados (básico, luxo, intermediário, superluxo, esportivo).

Opcionais disponibilizados de maneira prática e inteligente, sem fazer parte de um pacote em que para se ter um motor mais potente ou vidros elétricos fosse preciso comprar ar condicionado, direção hidráulica, retrovisor elétrico, revestimentos especiais, rodas de liga leve, sistema de som e alarme também são fatores decisivos aqui.

Séries especiais memoráveis também contam pontos (Ex. Santana e Quantum Sport, Monza Hi-Tech e 500 EF, Fusca Série Prata, Saveiro Sunset 1.8/S, Stilo Connect). A esta altura, estou certo que você já elencou em sua mente alguns candidatos. Estamos juntos.

Ainda não tenho finalistas em minha cachola, mas posso admitir que presente e passado povoam meus pensamentos. É impossível não pensar na família VW a ar (Fusca, Variant, Variant II, Brasília, Kombi, TL) e até no Fusca isoladamente, modelo este cujo apelido virou nome, o que indica proximidade, carinho junto ao público.

Neste ponto meu lado “fã clube” começa a se manifestar, na tentativa de tornar a análise menos fria e mais emocional. Tomo o controle do meu raciocínio, sem, claro, afastar de todo a emoção. Para alguns, já digo: Sinto muito. Meu eleito não é o Fusca ou outro membro da família VW a ar.

E então, dando continuidade ao meu critério preço justo, versões, opcionais e família de produto, lembro imediatamente de Gol e família (Voyage, Parati, Saveiro) e suas altas vendas e inúmeras versões, incluindo aí esportivas (GTi, TSi, GT e Turbo). Ao mesmo tempo lembro de Chevette e família (Chevy 500, Marajó, Hatchback e Sedan de duas e quatro portas e esportivas SR e GP). São igualmente confiáveis e trazem consigo uma virtude para quem adora carros: tração traseira.

Mas como havia dito anteriormente, por razões emocionais, critérios mecânicos próprios, recordações pessoais e pura preferência, muita gente deve ter pensado em Corcel, Belina, Del Rey e Pampa; Fiat 147, City, Oggi, Panorama (Por que não?) e, claro, Uno, Elba, Prêmio, Pick-Up e Fiorino. O mesmo raciocínio vale para Palio, Fiesta, Corsa e Peugeot 206/207 e agregados.

Aos que dirão que o duelo aqui parece pender para o lado das quatro grandes (Chevrolet, Fiat, Ford e VW), não posso deixar de concordar. O que ocorre porém é que décadas de história acabam contando também, pois estamos falando do melhor carro nacional de todos os tempos. E, logicamente que novas gerações já nasceram e cresceram em Toyotas, Hondas, Hyundais, Subarus, Renaults, Audis e Peugeots, entre outros, – mas este não foi o meu caso.

Será que toda regra merece uma exceção? Creio que não, a não ser que tenha no currículo um feito muito grande. O Chevrolet Monza, embora tenha oferecido versões hatchback, Sedan 2 portas, Sedan 4 portas e versões que iam do elementar SL ao elegante e refinado Classic, com direito a carroceria com pintura saia-e-blusa, ar condicionado, trio elétrico, motor 2.0, injeção eletrônica ainda na primeira geração e tudo o mais…pecou por não oferecer uma Station Wagon (perua, para os íntimos).

A Sulam, que transformava picapes cabine simples em dupla e carros comuns em conversíveis, deu uma mãozinha e lançou uma Perua Monza em 1985 com quatro portas e também um Monza Coversível. Porém, não era equipamento original de fábrica.

O grande feito no currículo do Monza? Ter sido o carro mais vendido do País em 1984, 1985 e 1986. Além de Fusca, Gol e Chevette, que foi o mais vendido por dois anos, o Monza conseguiu subir ao pódio, mesmo sendo um carro de categoria superior. Eu peguei esta febre do Monza, que chegou a ser vendido com ágio e que levou muita gente a adiar o sonho da casa própria para ter um!

A esta altura do campeonato me vejo tentado a criar duas categorias: A do Melhor Carro Brasileiro de Todos os Tempos 1) Com Tração Dianteira e 2) Com Tração Traseira. Mas resisto. Afinal, o Melhor é o Melhor! Number One só tem um.

E, aplicando meus critérios de família de produto, motorizações, recordações pessoais (memórias e viagens), índice de nacionalização muito alto, preço justo para a categoria,versões variadas incluindo uma inesquecível esportiva de verdade, projeto bem elaborado e melhorado em relação ao que lhe deu origem, anuncio aos Senhores que o Melhor Carro Brasileiro de Todos os Tempos foi construído tendo como base um carro alemão.

E teve mecânica e design inspirados em carros americanos (motores 2.5 de 4 cilindros, 3.8 e 4.1 de 6 cilindros, todos a gasolina e depois a etanol), receita que o deixou melhor que o Opel Reckord, que levava motores 1.8 e 2.2 de 4 cilindros. Seu nome, damas e cavalheiros, é: OPALA!

Carro este que oferecia bons torques a partir da motorização básica, mecânica confiável, lista de opcionais e versões que possibilitavam ao comprador levar um motor 6 cilindros em um carro básico ou um motor 4 cilindros em uma versão luxuosa. E um esportivo de verdade na versão SS-6 4.1 (250-S) de 6 cilindros, capaz de encarar muitos V8.

A versão SS-4 com motor 4 cilindros e 2.5 litros oferecia o mesmo visual com desempenho mais comedido, mas que não envergonhava devido ao bom torque. Esta “alma” mecânica, incluindo as transmissões, aliás, foi a mais utilizada em esportivos fora de série (Puma, Santa Matilde, Envemo Camper), adaptações de hot-rods, jipes e importados fora de linha.

Com relação ao “corpo”, na versão duas portas era um belo cupê. Com quatro portas era um belo carro executivo. Sua Station Wagon, a Caravan, com os bancos deitados, levava um colchão de solteiro. Foi a cama de muitos pescadores de ocasião. Também foi muito utilizada como ambulância e carro funerário devido às boas proporções internas. Houve estudos para uma picape Opala, que não veio à luz.

O Opala é como um mestre ou professor daqueles austeros que, mesmo não agradando a todo mundo, recebe o respeito geral. Quando aposentou há quase exatos vinte anos, saiu de cena com o glamour da versão Collectors e com direito à manifestação de fãs e admiradores na porta da fábrica. Ficou no mercado de 1968 a 1992. Sr. Opala e sua Senhora agora frequentam encontros de clássicos aos domingos e feriados, encantando a muitas gerações!

Então, caro leitor, feliz por ter sido o Opala meu eleito para o posto de melhor carro brasileiro de todos os tempos?

Por Gerson Brusco Gonzalez



  • JonathanAbud

    Dirijo a apenas 5 anos, não passei por muitos carros como a maioria daqui, mas o melhor carro que dirigi foi um Vectra B 2.2. Eu era louco pelo carro, me realizei quando tive um, e hoje tenho saudade da máquina.

    • _Pedroking

      tambem sou apaixonado por ele por ter design de extremo bom gosto bom acabamento um interior bonito é relativamente potente na versao 2.2 16v
      eu tenho um preto e digo que tem coisa no meu carro que o corolla nao tem até hoje como controle de traçao bancos de couro de verdade e um computador de bordo decente ,nao to comparando meu carro com um corolla até por que eu tenho pro dia a dia um cruze e o vectra é meu mas é reliquia pois é da familia desde 0km e hj tem 19000km

      • Filipe Augustus

        Se eu tenho o meu Vectra A 1993, e já acho ele melhor do que muito carro, imagina o seu com 19 mil KM rodados, deve ser fantástico.

      • KzR

        Cresci também na época do Vectra B. Meu tio tem (ou tinha) um Vectra Challenge. Ele já teve um 2.0 99 e eu achava lindo. Se hoje ainda considero o design do carro muito bonito, e descobri que muitos itens foram referências nele (alguns que eu nem sabia), por outro lado, acho que fez falta uma versão tão incrível como seu antecessor, que também é um grande carro. Achava o máximo a versão CD 2.2 16V do Vectra B antigamente. Soava como o supra-sumo da performance. Mas hoje é a versão GSi do Vectra A que ocupa este lugar.

    • EEQ1100

      Esse foi o grande carro da tua geração, com certeza!

    • afonso200

      Galaxie LTD 1983 ultimo ano de produção, meu avô tem um com 46mil km… branco, automatico ar, direção e o unico opcional da epoca, vidros eletricos na dianteira

    • bandaxadibar

      anos 70= FUSCA
      anos 80= MONZA
      anos 90= VECTRA 1
      anos 00= GOL
      atualidade= FUSION

      • JonathanAbud

        Hoje poderia ser o Insignia se tivesse vindo pra cá…

    • SilasCoul

      Também tive o vectra B. Carro maravilhoso, um dos melhores desenhos da história automotiva do país. Porém, acho q o melhor carro nacional que tive foi o ômega 4.1 em 94.

  • Marciomaster

    Dou meu voto Monza\Kadett

    • Sias

      Acompanho o relator…. Mas acrescentaria o Opala.

      • Hoosier 559

        Colocaria também o Chevette.

      • simoloko

        Acho que vocês não sabem o que foi o Omega CD quando saiu, no final de 1992.

        O Opala realmente se provou o que era: Um automovel de 1968 com vários apliques "tuning". Se, mesmo o Opala sendo um automovel de 24 anos ainda era uma referência em conforto e potência, imagina quando o Omega chegou? Meu pai, quando pegou um, não acreditava no que tinha em mãos – um recém lançado….

        • Marciomaster

          Ainda seguindo sua linha o omega australiano em 1998-1999, uma nova referencia em conforto e desempenho, um carro extremamente resistente.

        • BullittKowalski

          Eu também ia indicar o Omega como o melhor carro nacional de todos os tempos. Mas pra mim foi a primeira geração do Monza. Era um excelente carro, e teve um ano que ela chegou a vender mais que o Gol!

    • AventadorMan

      Kadett gsi branco conversivel ehhehe esse marcou época

      • CyborgPilot

        Concordo. Até hoje é um carro lindo e que chama a atenção. Mas também sou fã do Conversível na cor Vinho ou GSI com teto solar e bancos Recaro. Simplesmente show!

    • MecanicoDigital

      Concordo. O Monza foi campeão de vendas em 1984, 1985 e 1986. Na mesma época em que o gol também era fabricado. Só este fato (embora existam outros, na minha humilde opinião)já justifica o mérito. Concordo que os tempos eram outros, a economia era diferente, mesmo assim esses fatores não desmerecem o feito do carro, já que o Monza custava bem mais que um Gol. É como se hoje tivéssemos mais Chevrolet Cruze do que VW Gol (atual campeão), ou mesmo Chevrolet Celta, sendo vendidos nas concessionárias… A paisagem das ruas seria mais bonita.
      Tive por 7 anos um Monza SL/E 2.0 EFI a álcool 1993, e confesso que o carro marcou minha vida, deixou saudades.

      • Marciomaster

        Sim, tambem tive um monza SL\E 1.8 alcool 1990, carburado ainda, excelente carro, muito a frente dos demais na epoca.

      • CyborgPilot

        Eu tive um Kadett SLE/EFI 92 completo com cãmbio automático durante 6 anos. Pense num carro que tinha motor de sobra, conforto estabilidade e tecnologia que dava inveja aos outros nacionais da época. Até hoje tenho saudades do carro.

        • AventadorMan

          Não sabia que existia kadett automatico, sabia somente do monza

          • CyborgPilot

            O Kadett foi fabricado no Brasil durante o período de 1989 e 1998. O Kadett e a Ipanema automático de 1991 até 1995. O último Kadett saiu da linha de produção em 16 de outubro de 1998.

    • Herumor_

      tambem voto para o Astra… ops Monza/Kadett… mas o Opala foi outro carrao brasileiro…

  • Marciomaster

    Se quiser voto de tração trazeira vai de chevette

  • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

    Gurgel (qualquer modelo), por honra ao mérito. Tentar construir um modelo 100% nacional não é desafio pra qualquer Zé Mané, e isso o Sr. Gurgel o fez com louvor.

    • PauloPGomes

      Concordo plenamente, adaptações, face-lifts.
      Pra mim não são carros "brasileiros"
      Só o Gurgel tem esse mérito!

    • thiagolamim

      e o powertrain? acho que faltou né ?

      • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

        Mesmo sendo um powertrain de origem Vw, acredito que isso não tire o mérito da Gurgel. O motor do BR-800, utilizado depois no Supermini e no Moto Machine eu acho bem criativo – um motor Vw de 1600 cm3 que foi literalmente "cortado ao meio" para virar um 800 cm3.

    • flaviano22

      concordo e elogio o sr gurgel. votei no site do SBT como o maior brasileiro de todos os tempos..

  • jpmocellin

    Não concordo com a escolha do autor, e acho que o melhor carro genuínamente brasileiro foi o Gurgel BR-800 ou ainda o Carajás.

    • cavevolution

      Tem ainda o Vw SP2 e a família Puma.

    • KzR

      Mas pelos vários critérios que o autor elencou, então este não ia conseguir muitos pontos.

    • ArthurCobain

      Na minha opinião, o melhor de todos os tempos é o Ford Landau!

  • REUSAN

    Fiat 147 era do meu pai agora ta na minha garagem, onde tudo começou!
    Fusca fafá q era da minha mãe, e agora é da minha irmã!

  • Rods

    Gol Vintage e sua Guitarra por módicos 60k!

    (Agora podem jogas as pedras! kkkk)

    • Tripa-Seca

      Eu vou jogar!! Absurda sua escolha!! Sem critério nenhum!! Uma ofensa!!

      Todo mundo sabe que o Gol 1.0 é muito melhor!! heheh

      Abraços!

      • jpmocellin

        Melhor ainda se for aquele modelo Special de 2000, que nem calota tinha! auhauhauahauh

        • Tripa-Seca

          Calota? Isso é o de menos! Ele não tinha maçaneta de um lado do carro!

          • jpmocellin

            Sério mesmo? Dessa eu não sabia, dai sim é o cúmulo da economia nas carroças do nosso Brasilzão véio sem porteira!

            • millemiglia

              E o Gol BX que só tinha luz de ré de um lado?

              • GSi16V

                O Celta da primeira geração também só tinha luz de ré de um lado… haha

                • millemiglia

                  Sim, mas o Celta pelo menos tinha espelhos retrovisores dos dois lados. O Gol BX tinha só o do motorista (e isso por que era essencial, caso contrário viria sem…).

              • Leandro1978

                O Focus, o Passat, entre outros só possuem/iam luz de ré de um lado. O Gol BX não possuía luz de ré apenas de um lado. Ele NÃO possuía luz de ré. Era um opcional.

                • Rods

                  VWB!

                  A mesma desde tempos remotos…

        • Leandro1978

          Como não tinha calotas? E aqueles copinhos no centro, não contam?…rs…

          • http://www.noticiasautomotivas.com.br Roxmmp

            Verdade, tinha calotas normais e não as "Super Calotas Integrais", que em conjunto com vidros verdes, parachoque na cor preto Negro formavam um típico conjunto robusto e rústico.
            Abraços

        • JaoSilvestre

          opa….eu tive um desse…0-160 em módicos 18,3s a 6.5000 rotações, praticamente esguelando um motor que praticamente nem válvulas(?) tinha…é o carro do Fred Flinstone brasileiro…hahahahaha

    • MecanicoDigital

      Ele tá zoando ….

    • afonso200

      60 mil num gol, VW vaii …………… compra um cerato automatico, ou um azera semi novo com esse preço

  • gbaraujo

    Sim, sua escolha foi excelente. Eu nasci em 1984, e peguei as duas últimas gerações deste veículo, e eu era apaixonado por eles. Os Diplomatas duas portas, capota caramelo, portas sem moldura dos vidros, eram uma paisagem. E os comodoros pretos? Elegância e Conforto deveriam ser os nomes das versões dele, que de tão luxuosos e confortáveis, eram sempre os favoritos dos tribunais de de chefes do executivo e legislativo. Porém, por eu gostar de pegada esportiva, carro de mecânica boa, bom de freio, bom de curva, carro de corrida feito para andar nas ruas, eu optaria pelo Gol GTi quadrado. "Motorzinho" AP 2000i, com comando de válvulas envenenado, sistema de alimentação 2 estágios, até hoje detém a melhor marca de frenagem entre os nacionais SEM ABS, e fazia curva como poucos já no final dos anos 80. Hoje tenho um Corolla, mas um dia ainda vou em busca de um GTi quadrado para lembrar do tempo em que carros eram construídos com paixão, e não por máquinas sem coração.

    • PauloECosta

      Já andei nesse opala! Café com leite, banco da frente inteiriço e teto vinil! Era lindo. Carro do final dos anos 70! Saudades da infância.

  • TecoPadaratz

    "Fiat 147, City, Oggi, Panorama (Por que não?) e, claro, Uno, Elba, Prêmio, Pick-Up e Fiorino" podem concorrer aos carros mais feios já fabricados no Brasil….

    • Tripa-Seca

      Seu ódio não diminui um centavo do lucro da Fiat…

    • simoloko

      Vou te contar uma história…

      Certa vez, meu pai fez anúncio em uma rádio e pagou com um conjunto de sofá da loja. Chegou o dono da rádio com uma Panorama para buscar. Meu pai desdenhou, mas comeu a língua depois que o rapaz abaixou os bancos e levou o conjunto de sofá sem nenhum problema.

      Este era o Fiat 147 e sua família.

      • Tripa-Seca

        O primeiro carro a álcool, o primeiro a originar uma pickup, o primeiro com motor transversal…Desceu as escadarias da lapa…Atravessou a Rio-Niterói com 1 litro de combustível…
        Goste ou não da montadora, mas não negue a história…

        • Ramos

          Primeiro carro a Alcool, que por sinal era um lixo. So foi o primeiro so, e nada mais… Lançar só pra ser o primeiro e facil, dificil e fazer bem e obter sucesso…

          Considero como o primeiro carro a alcool o Corcel, pegava facil, náo pipocava e andava bem. Posteriormente os motores CHT que ate hoje rodam que e uma beleza. 147 nem existe mais, nem em museu acha devido ao fiasco.

          Primeiro motor transversal? e o carro so dava problemas, vivia mais na oficina…

    • BullittKowalski

      Até pra dar pitaco no melhor carro do Brasil vem um infeliz falando mal de carro x, marca y…

      Vocês precisam de uma mulher pra deixarem de ser chatos.

      • JaoSilvestre

        talvez o problema não seja esse…bom…deixa pra lá…

  • http://www.chinacartimes.com Analyst

    Melhor carro brasileiro… Com ou sem aspas no "brasileiro"? Por que se for brasileiro mesmo, as opções vão ser bem limitadas.

    Chamar carros montados por empresas estrangeiras no Brasil de brasileiros é o fim da picada. Isso só retarda a criação de uma montadora nacional de verdade porque o povo acha que esses transplantes são nacionais.

    Nos EUA, o Camry é o carro com maior índice de nacionalização (uns 90%), e é montado nos EUA.
    Mas ninguém o considera americano por isso; ele sempre foi e sempre será japonês.

    • rafthehay

      Analyst, acho que o Brasil é um caso muito peculiar nisso. Temos fabricantes estrangeiros com grandes operações no Brasil, incluindo um sem-número de modelos próprios criados em centro de estilo e adaptados ao Brasil. Na Argentina, por exemplo, as fábricas são as mesmas, mas eles não possuem produtos próprios. A Índia e a China, por sua vez, tem um porte mais parecido com o do Brasil: projetos próprios ou adaptados de fabricantes do hemisférios norte.

      Não acho que isso seja de todo prejudicial. Tome por exemplo a Ford, que possui uma operação separada na Europa com uma gama totalmente própria de modelos desenvolvidos lá. Convenhamos, o que que um Ford Ka, Fiesta, Focus, Puma, B-Max ou Sierra tem de americano? só agora esses carros estão chegando na terra do Tio Sam, em função da estratégia de unificação da empresa – que inclusive repercurte no Brasil.

      • rafthehay

        Só pra fechar, em tempos de globalização é praticamente impossível que uma empresa seja "isolada" em seu país. Mesmo grandes empresas nacionais, presididas por brasileiros e de capital local, operam com fundos de investimento, mandam seu dinheiro para outros lugares, entre outras coisas. Claro que todo esse meu argumento é um ponto de vista apenas.

    • BullittKowalski

      Pelo que vi você sabe pouco da história do automóvel no Brasil. O país teve várias marcas nacionais, o problema é que a maioria não segurou a concorrência com os estrangeiros ou foram engolidas por eles. Sim as 4 grandes estrangeiras do Brasil mandam muito aqui, mas ter uma fábrica de carros exige enormes volumes de investimento. Não é como ter uma fábrica de biscoitos. As nacionais apenas não aguentaram as crises econômicas, principalmente nos anos 80. Até marcas estrangeiras tiveram que sair (Dodge e Alfa Romeo).

      • http://www.chinacartimes.com Analyst

        E o que tem de errado com o que eu escrevi? Eu disse que se só considerassem marcas realmente nacionais, as opções seriam bem limitadas.

        Eu também disse que acho muito errado chamar carros montados por Volks e Fiats da vida no Brasil de "nacionais," como quase todo mundo faz

        Sim, exige bastante investimento… Mas se países como Índia e Malásia têm marcas nacionais com boa participação pelo menos no mercado local, porque o Brasil não tem?

        • JaoSilvestre

          Axo que pro brasil ter uma marca de capital nacional seria muito difícil, pensa…na época dos Gurgel, tinham o menor(com folga) preço do mercado, mas, não entregavam nada no que diz respeito á design(ok, design quarado típico da década de 80 e comeciiiiinho da 90, mas, peraí…). A mecânica não era própria nem nada…E não tô falando mal da Gurgel, apenas não tinha como se manter no mercado, agora…Brasileiro enfiou na cabeça que carro bom é volks ou importado, mudar essa mentalidade vai ser difícil…Acredito sim numa nova montadora essencialmente nacional, mas, de começo serão apenas carroças, até desenvolver um centro de design e tudo mais, demoraria muito mais tempo…E não sei se o brasileiro abraçaria a ideia, deixaria de comprar gols, celtas e afins pra comprar um puro sangue brazuca!

          P.S. Sinceramente espero tá muito enganado!!!

  • Nine Eleven

    Monza e Fusca. Sem dúvidas!

  • lipealfano

    votaria no fusca pela resistencia e o charme. Muito fusca rodando por ai ainda. Engraçado qeu vejo muito mais do classo que do itamar pelas ruas

    • JaoSilvestre

      O Itamar teve uma venda muito menor, foram apenas 3, 4 anos vendendo e não como antes…eu mesmo não lembro de ter visto algum itamar na vida…só por foto!

  • http://www.youtube.com/user/WithintheCloud?feature=guide D7V5

    (1) Puma GT
    (2) Willys Interlagos
    (3) GT Malzoni
    (4) Gol GT
    (5) Opala

  • Gabriel2000

    Qualquer VW gol,foi e é o mais vendido até hoje

  • UaDaFak

    Meu voto é para o FORD GALAXIE LANDAU 73

    • Tripa-Seca

      Excelente escolha!! Sem dúvida, o MAIOR carro Brasileiro!! heheh

      • JaoSilvestre

        e põe MAIOR nisso…hahaha

    • MecanicoDigital

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk … Eleito o MAIOR carro brasileiro, sem sombra de dúvidas, kkkkkkkkkkk

    • Euzi0

      Tenho um Landau 79 (:

      Então tehno que concordar com tua escolha rsrs

    • cavevolution

      Meu tio tinha um Landau. Esse sim era a barca!

  • Juliano1990

    Acredito que seria o OMEGA 1997 3.0

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Eçi manja…. não existe Omega 97 3.0….

    • pririmarvil

      Omega CD 3.0 vc só vai achar nos anos de 1993-1994, esse motor alemão só veio nesses anos, depois disso veio o 4.1 do opala preparado pela Lotus.

      • Juliano1990

        hehehe, desculpa ai!!

      • UaDaFak

        o 3.0 é que era preparado pela Lotus… o 4.1 era o mesmo do Opala, porém com injeção eletrônica multiponto e outras melhorias efetuadas pela própria chevrolet brasileira.

        • pririmarvil

          Dá uma pesquisada na net que você vai ver que foi o 4.1 preparado pela Lotus.
          O 3.0 vinha da alemanha, onde lá até tinha uma versão com 24 válvulas, mas que infelizmente não veio pra cá.
          Eu li sobre isso hoje mesmo, 25/04, dá uma olhada com calma, a injeção e vários outros itens foram preparados pela Lotus no 4.1 do opala. Ele até poderia ter vindo bem mais potente, mas deram uma capada vai saber porque!

    • cavevolution

      O Omega CD 3.0 foi fabricado até 1994. De 1995 até 1998 ficou o 4.1 derivado do motor do Opala, mas com melhorias tecnológicas e com menos custos de manutenção em relação ao 3.0 importado. Em 1999 chegou o Autraliano com motor 3.8 V6. E vendido até hojê como Omega Fittipaldi 3.6 V6.

      • JaoSilvestre

        sei lá, vejo o Omega hoje e não vejo graça NENHUMA nele, comparado ao 93, por exemplo…do lado daonde eu trabalhava, tinha uma suprema 95 e um omega 93 largados…completamente fudidos…dava dor no coração de ver…vontade de pegar aqueles carros e restaurar eles até ficar 0…

  • http://www.youtube.com/user/WithintheCloud?feature=guide D7V5

    (1) Puma GT
    (2) Interlagos Berlinetta
    (3) GT Malzoni
    (4) Gol GTS
    (5) Opala SS

  • Renato_Valente

    Meu voto também vai sem dúvidas, para o Opala. Toda vez que eu vejo um na rua, eu acho o desenho da carroceria dele muito atual. Parece que ele é um carro moderno. Sem contar as inúmeras virtudes do carro. Eu não vejo a hora de eu conseguir comprar o meu e reformar ele interinho, deixando o mais perto do original.

  • PONCIO PILATOS

    pra mim são, GOL GTI, mas o quadrado. PUMA fechada até 80 e KARMANN GHIA até 69.

  • 3ic

    monza, opala na minha opinião

  • Felix_S

    No meu caso o Opala tá mais pra uma boa lembrança de infância que outra coisa. Prefiro votar no Passat ou no Monza.

  • ale_das_auto

    GOL GTi

  • marcossadalamuller

    Sou chegado no Opala e Dodges V8, mas não tenho dúvidas que o melhor carro brasileiro, em termos históricos, até hoje é o Fusca.
    Fusca ajudou a motorizar o Brasil e não têm um conhecido seu que não tenha tido um Fusca. Um Best Seller. Foi um sonho de consumo pras massas que ainda não tinham um automóvel. Foi o primeiro automóvel da maioria.
    O segundo colocado, na minha opinião foi o Monza e o Passat. O Passat surgiu no Brasil em 1974 e foi uma revolução tecnológica jamais vista até então. Tinha uma dirigibilidade de um carro moderno, comparável com automóveis mais atuais populares. Sem falar na mecânica muito mais moderna que a concorrência, não dá pra comparar aliás, de tão moderna que era. O Monza também representou modernidade pros anos 80 e foi a época de ouro da GM. Um carro com uma dinâmica e desempenho muito moderna até pras os padrões atuais. E de quebra, foi o carro mais vendido entre os anos 1984, 1985 e 1986!!!!!! Seria como se hoje um Chevrolet Cruze vendesse mais que o Classic ou o Celta. Um carro longe de ser considerado barato e ser o mais vendido? Não dá pra imaginar, mas o Monza conseguiu.

  • Rud

    vectra B, Kadett, Gol (a robustez desse último é inegável)

  • CyborgPilot

    Eu escolho o KADETT como o melhor. Quando começou a fabricar no Brasil ainda era fabricado pela Opel na Alemanha. Teve numerosas versões no Brasil: SL, SLE, Turim, Lite, Sport, GLS, Conversível, GS, GSI, Station Wagon de 2 e de 4 portas (Ipanema). Teve versão 1.8 e 2.0, com cãmbio manual ou automático e a versão completíssima tinha tantos itens de segurança e conforto sem precedentes pra sua época. Quando o Kadett chegou ao Brasil, a industria automobilística local estava 5 anos estagnada sem lançar nenhum carro realmente novo.

  • Vitor_T

    BRASILEIRO MESMO eu daria para a Gurgel Motores…esse sim pode dizer que é um carro BRASILEIRO não meras variações do que era vendido lá fora e foi empobrecido pra ser vendido aqui…

    • BullittKowalski

      Mas a Gurgel usava peças e motores da VW. O único Gurgel totalmente nacional foi o BR-800, da arquitetura até o motor. E que era bem pobrinho.

      • Vitor_T

        Sim,mais mencionei a Gurgel pelo fato do entusiasmo em ser a primeira marca nacional de veículos,apesar do BR800 ser pobrinho,contava com algumas inovações no mínimo interessantes…como chassi em forma de gaiola…em caso de capotamento a segurança era maior…

  • simoloko

    Olha, brasileiro puro sangue, só Gurgel BR800. Mas cito os quais são poucos: Projetos nacionais

    GT Malzoni, DKW Fissori, VW Gol, VW Brasília, VW SP2, Brasinca Uirapuru, Chevrolet Brasil, Chevrolet Veranio/C14…

    Se eu for citar os melhores automoveis MONTADOS NO BRASIL, terei um critério: Não posso comparar um automovel de 1960 com um de 2010, mas DEVO comparar a qualidade do 1960 com outro da mesma década. E, com isto, fica esta minha lista:

    1-Ford Galaxie 500 – Muito à frente dos concorrentes em TUDO;
    2-Alfa Romeo 2300 – Era o melhor sedã médio brasileiro, em termos de tecnologia e engenharia;
    3-Chevrolet Opala – Foi um mito, em todas as épocas;
    4-Chevrolet Omega – Quando chegou ao Brasil, colocou por 5 anos um abismo de distância para qualquer concorrente;
    5-Chevrolet Monza – Durante os anos oitenta, o melhor automovel brasileiro.
    6-VW Fusca – Por tudo que representou – mesmo tendo sua engenharia ultrapassada pelo Willys/Renault Gordini, continuou no topo;
    7-VW Gol – Foi e ainda é um automovel muito resistente e de fácil manutenção;
    8-Chevrolet Vectra – Deixou para trás o superior Omega em quase tudo;
    9-Ford Escort – O primeiro automovel mundial da Ford sempre foi uma excelência em engenharia – só não foi superior por conta dos péssimos motores de origem Renault argentina, o CHT;
    10-Chevrolet Corsa – Trouxe tecnologia aos automoveis pequenos, que estavam estagnados por 10 anos desde a chegada do Uno.

    Se colocarmos quaisquer desses em relação aos outros de suas épocas, saberemos que foram superiores em praticamente TUDO. Hoje, temos muitos automoveis bons, mas nenhum consegue se destacar tanto em relação aos concorrentes, como esses fizeram em suas épocas.

    Todos automoveis de hoje estão em patamares iguais, com pouca vantagem para um em relação aos outros. Mas, no meu top 10, podem colocar qualquer um em relação à concorrência, que eles eram muito superiores.

    • Tripa-Seca

      Não acho o CHT péssimo. Era bom no que ele se propunha a ser: Um motor econômico.

      • simoloko

        Tem uma 4 Rodas que testou o Escort europeu antes de ser lançado no Brasil. Cara, você não imagina a diferença…

      • Sias

        A origem do CHT não é argentina…
        http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2012/03/ve

        • simoloko

          Eu conheço o CHT melhor do que vocês imaginam. Acontece que a Renault tinha acordo com a Ford (que comprou a Willys e herdou o projeto que seria o sucessor do Gordini e virou o Corcel I) naquela época, e trazia o CHT da Argentina – o mesmo dizer acerca do Ford Falcon 6 cil que é conhecido como argentino, ou o Ford V8 302 apelidado de "Canadense".

          Sou fã da Renault antiga e tive um Gordini III ano 1963. Apenas reconheço que este motor CHT argentino era muito inadequado para o Brasil, em comparação com o motor usado pela Ford na Europa.

          O Escort Hobby com motor AP era uma maravilha!

          Ps. Fico contente por citarem uma matéria do Auto Entusiastas, do qual faço parte.

          • Sias

            Tivemos dois CHT em casa (pré -CHT): Corcel I 1.4 (ainda conosco) e uma Belina II 1.6. Concepção simples e muito econômicos. O Corcel I consegue médias de 15km/l na estrada com um carburador DFV com 35 anos de uso.

            • simoloko

              Esta economia é assustadora! Faz tudo isto mesmo? Sendo assim, é mais econômico do que um Honda Fit mono.

              Minha mãe teve 2 Corceis novos, nos anos setenta. Eu estou à procura de um GT XP 1972, igual a um que ela teve.

              Quem sabe um dia eu ache um a bom preço…

    • Bikudin

      CHT um péssimo motor? Vc deve estar louco, ja tive 4 Escort, um1984,1985,1990 e 1993, todos CHT, o mais rodado era o de 1985, 200.000 km e ainda ia muito longe, não baixava oleo e nem batia nada, como vc pode falar q era um péssimo motor? Todos estes carros q citei, nenhum me deram problemas de motor, sem contar na economia no alcool, foi o melhor motor a alcool ja feito na época, dava partida de manhâ sem injetar gasolina tranquilo. o de 1990 estava tão regulado q chegava a fazer 10 km de alcool na cidade, coisa q hj nenhum motor faz nem 1.0.

      • simoloko

        Tem gente que acha Gol um carrão, enquanto eu acho o CHT uma porcaria. Todo mundo da família que teve um reclamava dele na GASOLINA, especialmente porque esquentava muito em trechos de serra – eram um Corcel II e um Scala.

        Minha família sempre teve casa/apto em Ubatuba e casa em Campos do Jordão. Em trechos de serra, esses motores esquentavam demais.

        • Bikudin

          Engrassado eu tive 4 Escorts com motor CHT a alcool e nunca esquentou, subi serras muitas e muitas vezes e com todos esses carros, isso é falta de cuidados, tem gente só quer andar, coloca água em vez de colocar aditivo e ai trava a valvula e esquenta, assim como pode acontecer com qualquer carro, motor CHT é tão porcaria q é o único q troca o conjunto camisa e pistôes sem retificar o Bloco, usa corrente de distribuição, q bela porcaria heim? Eu tb acho q o Gol é um bom carro, das cavernas, mas é bom, motor AP éra ótimo tb.
          Não adianta comparar um Corcel II com Escort, o motor era o mesmo mas o sistema de arrefecimento era bem diferente, eles poderiam colocar um motor AP no mesmo sistema de arrefecimento do Corcel II q iria esquentar do mesmo jeito e aí vc ia dizer, o mtor AP não presta.

    • JaoSilvestre

      só não concordo com o Vectra, ainda que um excelente carro, ser melhor que um ômega, mas, bela lista!!!

  • Tripa-Seca

    Tempra Stile Turbo. Ou Tempra Ouro, ou Tempra Turbo, ou Tempra…Pode ser qualquer carro, desde que seja o Tempra!! heheh

    Edit: Vou lembrar do primeiro carro (E meu primeiro carro) com trava elétrica, vidro elétrico, direção hidráulica, ar, painel completo, cinto pirotécnico (Exitei em usar essa palavra, mas aparentemente, está certa), tudo no mesmo carro…Claro, roda (de liga leve) de 3 furos, câmbio com curso de dar inveja a muito trator, motor francês mais forte que uma galinha…
    Fico em dúvida entre o Tempra Stille ou Del Rey Ouro.

    • thales_sr

      Acertou no pirotécnico, errou no "exitei", que o correto é "hesitei".

      • Tripa-Seca

        heheh…É que "saí" da página onde estava o pirotécnico! heheh…Por isso, exitei!!
        Mas valeu a correção…

    • BullittKowalski

      O Tempra era muito espaçoso. E ainda é um carro muito bonito, envelheceu bem.

    • JaoSilvestre

      "motor francês mais forte que uma galinha…" tô rindo demais, Tripa…valeu!!!hahahahaha

  • mbarbosa697

    Sem duvidas o melhor foi o Omega!O que representou na epoca do auge,era coisa de outro mundo.

  • sandrieco

    nunca tive nenhum dos citados mas:

    Omega 3.0
    Vectra GSi 96
    Opala SS
    Maverick V8
    Escort XR3 95

  • netto_57

    1º Opala/Caravan

    2º Gol GTS/GTi Quadrados

  • Miroengenharia

    Galera, não resta dúvida, como o i30 não pode entrar na lista o melhor carro brasileiro de todos os tempos até o apocalipse é o Tucson Flex! :'(

    Mas falando sério, gosto do Gol GT, GTS, GTi e GTi 16V. Meu irmão mantém até hoje um GTS 93 para uso diário. O motor nunca foi aberto e soa como um 0km.
    Tem outros na minha lista como D20, Diplomata, Tempra Stile, Karmann Ghia, mas gosto mesmo do Gol.

  • renato

    Agile Wi-Fi

    • Tripa-Seca

      Você não pode estar falando sério…O LT é muito melhor…

      • renato

        Tripa, por pouco tempo! Em breve chega o Agile Easytronic… Esse sim vai ser matador.

    • BullittKowalski

      Montana Bluetooth.

      • JaoSilvestre

        Chevy 500…e aí?

  • WagnerRalloFerreira

    Opala, Caravan e Maverick…..Também não são da minha "época", mas quando pequeno já dirigi uma caravan 6 cilindros….motorzão incrível, não dá nem pro cheiro para os carros atuais, carros com cara de carro…. Sugiro que o Éber contabilize os carros citados aqui, pra posteriormente colocar em um ranking….

  • Hoosier 559

    Todos os carros da GM até a década de 90 eram senhores carros.

  • André Luiz

    Opala.

  • Riverraid2600

    Saudade dos carros eu não tenho. Tenho saudade e do preço dos carros, nem se compara a grana que temos que juntar para comprar um Cruze e a que na época conseguia comprar o Monza ou Kadett.

    • Leandro1978

      Eram tão ou mais caros que hoje. É ilusão achar que um carro que custava, no início dos anos 2000, R$ 10.000 era barato, pois não era. Era tão caro quanto um que custa R$ 25.000 hoje. Por exemplo, o Celta foi lançado em meados de 2000 e custava algo em torno dos R$ 13.000. O sala´rio mínimo na época era de R$ 151. Para comprar o GM zero, eram necessários pouco mais de 86 salários mínimos. Hoje, um Celta de entrada custa R$ 26.000, o dobro, porém são necessários 41,8 salários mínimos (R$ 622) para comprá-lo. Então, é ilusão pegar os preços de 10, 15 anos atrás e comparar com os de hoje achando que, por serem menores, eram menos caros.

      • thales_sr

        O calculo correto, a meu ver, seria comparar com a inflação acumulada. O salário mínimo subiu acima da inflação. Mas quem compra carro normalmente ganha mais que um salário mínimo.

    • Tripa-Seca

      Comparativamente, os carros de 32 eram muito mais caros, sabia?

    • simoloko

      Um Monza 0km custava bem mais do que um Cruze custa hoje em dia. Os preços dos automoveis subiram muito.

      Muita gente conseguiu comprar seu primeiro automovel 0km de 10 anos para cá. A frota nacional era de um automovel para 12 pessoas. Hoje, o número é um para quatro pessoas.

      Leandro1978 foi perfeito no comentário.

  • Hoosier 559

    Inegável também é o Corsa, que trouxe modernidade, bom acabamento, design e qualidade para as pessoas de menor poder aquisitivo!

    • cavevolution

      Quando o Corsa 1.0 chegou em 1994, revolucionou a ideia do carro popular no Brasil. Competiu na época contra Vw Gol 1.0 (quadrado), Fiat Uno Mille, Ford Escort Hobby 1.0 e descontinuou o Chevette Junior 1.0 em 1993.

    • simoloko

      Trouxe o ágio também!

  • LuccasVillela

    Muito dificil, mas acho que por estarem a frente do seu tempo, destaco, dos recentes:

    -Fiat Tempra
    -Fiat Marea
    -Fiat Stilo (pra mim continua mais bonito que o Bravo, apesar dele também ser belo)
    -Citroen Xsara Picasso
    -Peugeot 206
    -Renault Scénic (primeira minivan do brasil)

    • gui_wd

      Boa, temos que ver pela inovação e pela época.
      Xsara Picasso oferecendo 4 airbags de série há nada menos que 11 anos.
      Diria o Vectra B tbm, por ter lançamento quase junto na Europa e tecnologia.
      Diria o Polo pelo refinamento do projeto e o brasileiríssimo Best Seller EcoSport

      • simoloko

        O Chevette (Kadett "C") saiu por aqui antes da Europa. Bons tempos…….

      • LuccasVillela

        Sim, fora o interior do Xsara Picasso que ainda é moderno (Exceto detalhes como a maçaneta que acho muito velha e outras pequenas coisas, como o tom de verde), mas que mudando detalhes, ainda se tem um interior moderno. Sem duvidas é um carro a frente do seu tempo.
        Vectra B também concordo. E o EcoSport também merecia, por inaugurar um segmento.

        Polo não concordo muuuuito, mas também não discordo. Acho mais válido o Fox (por inaugurar a era dos "altinhos") e o Logan (por inaugurar o segmento de compactos como espaço de médios. Maaaas, acho que esses que eu citei acima, mais o Vectra B se destacam muito mais que o Polo, Fox e Logan.

        /Falo da década de 90 pra cá, pq nasci em 91 e nunca tive paciência pra ir consultar muuuito da década de oitenta pra lá.

        /EDIT: Esquecemos do Corsa, que em 94 era muuuuito mais moderno que seus concorrentes. Apesar de que, na minha opinião pessoal, sempre foi feio (só gostei da nova geração de 2002), é um carro muito mais moderno que os carros da época, só ganhou um rival altura com o Palio, em 96.

        • gui_wd

          Concordo, trocaria o Polo pelo Fox, este foi totalmente concebido no Brasil sobre uma base muito moderna na época, a do Polo.
          A 1a fase do Fox era fraca, mas honestamente, a 2a melhorou muito.
          Minha idade também não permite avaliar antes dos anos 90, mas sei que as coisas eram muito mais atrasadas do que hoje, os modelos duravam muito mais recebendo retoques.
          A Xsara Picasso pode estar antiga nas linhas e nos detalhes, mas tem um conceito bem moderno ainda hoje.
          O EcoSport, nunca dirigi nem nada, mas sei além de inaugurar um segmento, fazer um grande sucesso, é um caso raríssimo de modelo nacional que tem continuidade numa 2a geração, e uma grande evolução em todos os sentidos ao que parece vem aí.

  • gui_wd

    As pessoas tem que ver o contexto. Na época o país era fechado. No começo pode ter sido bom, mas já na época os modelos fora da país mudavam em poucos anos, mas esse carro ficou nada menos que vinte anos em linha recebendo tapas no visual.
    Isso ficou nítido com a diferença abismal entre ele e os modelos pós abertura de mercado, no período que coexistiram.
    Para mim ele é o símbolo de uma indústria estática, de baixo investimento e de um país exilado.
    Vejamos hoje, se a GM é mal falada por seus carros de 15 a dez anos, visto o classic ou a jurássica Zafira de 11 anos, e os "monzatecs". Como usando a razão, eleger o carro simbolo do maior atraso nacional o melhor? Vinte anos com os mesmos motores e mesma carroceria, como isso seria visto nos dias de hoje hein?
    Imaginemos o até hoje belo Vectra B recebendo retoques, seriam ainda 16 anos, e como já estaria atrasado.
    O mundo na épca continuava a girar e inovar, menos a GMB e o Opala, eles faziam o que até hoje é praxe na ind. nacional, retocar para tapear e prolongar. Como isso é visto hoje? Basta ler este blog. Precisamos contextualizar , na época era Brasil "ilha", nao tinha opção nem informação, então amava-se o que tinha como o melhor do mundo.
    Emocionalmente entendo a escolha, nada mais que isso.

  • marcello7007

    Tempra turbo
    uno turbo
    marea turbo
    gol gts
    gol gti
    kadett gs
    Uno turbo foi um dos melhores anda muito.

  • Renatc_

    O Opala sem dúvida foi um dos maiores brasileiros de todos os tempos, mas não o "Maior" na minha opinião.
    Segue minha opinião:

    Carros genuinamente brasileiros mesmo:

    1º) IBAP Democrata
    2º) Aurora 122-C Turbo
    3º) FNM-2000 JK
    4º) Gurgel BR-800

    Obs.: todos tem versões "únicas", mas se enquadram em alguns critérios.
    (e todos injustiçados pela política injusta e falta de incentivo do país).

    No geral:

    1º) Fusca e seus derivados a AR (TL, Variant, VW1600, Kombi, SP1 e SP2)
    2º) Opala/Caravan
    3º) Familia Gol Quadrada (Foi até exportada para vários países, como os EUA)
    4º) Família Corcel /Belina
    5º) (mais recente) – Família Palio (Que levou a Fiat a liderança naciona e até com um "meio esportivo – o 1.8R)

    Com base nesses critérios do autor.
    Na minha Opinião mesmo, como fã de esportivos, estariam ai: Passat GTS Pointer, Gol GTI/GTS/GT, Maverick GT, Uno/Tempra/Marea Turbo, Kadetti GSi etc rs.

    • BullittKowalski

      O IBAP Democrata vendeu tão pouco que fica difícil dizer que ele foi o maior. O Aurora também.

      É como dizer hoje que o Lobini é o melhor carro nacional. Pode até ser, mas eu deixaria fora carro com comercialização limitada.

  • O_Corsario

    É sério mesmo que o NA publicou este texto?
    Vergonha alheia.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Vergonha de que, posso saber?

      • simoloko

        Eber, acredito que ele se julga na condição de fazer um texto melhor… será?

      • O_Corsario

        Claro que pode, inclusive acho bacana o seu interesse.
        Achei o texto sem sentido e com pouco embasamento.
        Não existe "um" carro melhor, até porque o "melhor" depende do momento histórico e do critério de cada um.
        Aí vc me dirá, "mas ele disse qual o melhor no critério dele". Ok, e?… O que isso agrega?
        Sinceramente, sabe que acompanho o NA há muito tempo, e embora seja apaixonado pela história automotiva e tudo o mais, aqui o objetivo parece mais ser o de gerar polêmica ou listas sem sentido que outra coisa.
        Veja que nem entrei no mérito da escolha, mas sim da idéia por trás.
        Espero que reconheça isso como uma crítica construtiva, ok?
        Abraços!

        • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

          Faltou então a você separar o que é opinião do NA e o que é texto feito por autores que publicam opiniões pessoais aqui no site. Quando um texto tem no final "Por Fulano de Tal", significa que é o texto de um colaborador que escreve matérias esporadicamente para o site, a opinião dele não é necessariamente a do site. Nós nunca elegeríamos um carro brasileiro melhor de todos os tempos, pois isso é opinião pessoal.

          O ponto que você citou de que no NA o objetivo seja de gerar polêmica ou de fazer listas sem sentido não é verídico. Só quem faz um texto sabe a motivação que tem, e se uma lista parece sem sentido para você, tem muito sentido para outro leitor. Agora, é como o leitor acima falou, se você achou o texto sem embasamento, que tal fazer um bem embasado e mandar para ser publicado?

          De qualquer forma, não acho que seja o caso de um texto tão ruim ou tão vergonhoso assim a ponto de justificar você escrever o que escreveu, da maneira que fez. Se tem alguma reclamação a fazer, mande um email para nós ao invés de escrever um comentário desses, sem nenhuma explicação com relação ao porque de sua postura.

          Uma crítica construtiva com certeza não teria como conteúdo "É sério mesmo que o NA publicou este texto? Vergonha alheia." Uma crítica construtiva detalharia respeitosamente o que está errado no texto e como ele poderia ser melhor.

          • O_Corsario

            Entendo seu ponto, e acho que vc entendeu o meu. Não vou fazer uma dissertação para dizer que não gostei do texto, mas se incomoda vou maneirar na objetividade e pegar mais leve.

            • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

              Obrigado pela compreensão…

              • O_Corsario

                E vice-versa.
                Abraços!

        • Snoop

          Críticas construtivas serão sempre reconhecidas. Mas as gratuitas e infundadas (essa é sua segunda só nessa semana) não serão aceitas. Se lembre que o site é particular e não temos obrigação de ficar lendo qualquer coisa que as pessoas queiram escrever sem tomar nenhuma atitude. “Quem fala o que quer…”

          P.S.: Sinta-se livre para fazer um texto “melhor” e enviar para o site (como já fez sobre seu Polo), seja sobre esse assunto ou qualquer outro. Sua opinião será respeitada da mesma forma.

  • Sias

    São tantos modelos citados que a escolha é difícil:
    Opala
    Maverick
    Karmann Ghia
    Corcel
    Passat
    Monza
    Gol GTI (quadrado)
    Omega
    Landau

  • JulienAvril

    Maverick 302, Galaxie, Gol (gti, gts, 1.0T) …..

  • PabloBahia

    Pra mim foi o Chevette. Ele proporcionava o mesmo prazer de dirigir de um Opala 4.1, num tamanho melhor pra guiar, com a maravilhosa tração traseira, e de preço MUITO mais em conta do que o sedã super luxuoso, isso fez do modelo ( que era muito bonito, principalmente nos ultimos modelos ) um ícone de fácil reconhecimento até por leigos.

    • Gregori_Costa

      Unico carro que já tive e que deixou saudade.

    • Hoosier 559

      Verdade! Têm uma dirigibilidade ótima! Um belo carro.

  • bedotRJ

    Na minha opinião, não há UM MELHOR, mas há três modelos que revolucionaram significativamente seus segmentos e o mercado como um todo quando foram lançados: Opala, Passat e Corsa. Foram carros que expuseram as rugas da concorrência num piscar de olhos. Então são os três que teriam o meu voto numa eleição desse tipo.

  • Gregori_Costa

    Gol, o que vem eng…. quero dizer, apaixonando os brasileiros a mais tempo merece esse titulo.

    • JonathanAbud

      Das Auto.

  • lucca

    Ficaria entre Galaxie ou Omega A.

  • jeremias88

    OPALA

    revolucionou no seu tempo e levou seus conceitos e peças a vários outros. Seu sucessor Omega foi tão bom quanto.
    já tive um PUMA GTB com mecanica de Opala (logico) e era um Excelente carro.

  • ernestojr

    Omega e Corsa … Fora as D20

  • EEQ1100

    Eu voto Fusca e Opala

  • JonathanAbud

    É fácil notar como a maioria das pessoas aqui citou um ou mais modelos da Chevrolet. Pra vocês verem, uma marca que tinha nos seus carros o próprio marketing, ser o sonho de consumo dos brasileiros. Hoje só vemos desta mesma marca carros que vão de feios a trágicos (salvo algumas exceções). Eu sou fã da Chevrolet, aquela que fabricava sonhos, e não a nossa atual e triste realidade…

    • Marciomaster

      jonathan, creio que a GM ainda seja sonho de consumo de brasileiros, até dos que não gostam, mas os tempos são outros, tempos em que se muda o desenho de um carro quase todo ano (face lifts), existem os carros da moda, a informação é rapida (era da informatica), então mesmo um astra sendo um carrão, por 44 mil, saiu de linha. Os feios agile e cobalt vendem 5.000, 6.000 unidades mês respectivamente. Então a GM volta para moda e mantem a confiabilidade mecanica que existe, afinal existe uma procura do consumidor por novidades, não tão belas, visto as vendas de Jac's,logan, doblo, versa, march etc. O cruze, o mais belo e melhor do segmento, mas a concorencia é grande e o sonho…..camaro.

      • JonathanAbud

        Eu ainda sonho com um Chevrolet, mas esse ainda não pintou oficialmente por aqui. Se chama Corvette. Mas concordo com seu ponto de vista. Hoje os tempos são outros. Como não sou muito conhecedor de como era o mercado dos anos 90, não sei se a exigência do brasileiro era maior que agora, ou o que aconteceu para que os produtos de uma mesma marca caíssem a qualidade e mesmo assim fossem bem aceitos.

  • mt_com1982

    Opala
    Ícone !!!!

  • thiagolamim

    GENNNNTXIIII e o gol rallye ? com sua suspensão elevada feita para o rally.
    kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marcus

    dificil dizer qual o melhor, o mais correto seria dizer o melhor no seu tempo, os carros que estabeleceram padrões para seus concorrentes, nessa lista eu colocaria o 1 Fusca 2 Uno 3 Civic (cada um a sua época)

  • 3dimensional

    Deu até preguiça de responder, tal os mil requisitos do autor….mas vá lá…

    Opala foi um carrão, é fato. Mas prefiro deixar um pouco o saudosismo de lado e avaliar mais tecnicamente.
    Deixando o fator preço de lado(sendo que quase nenhum carro era necessariamente barato no lançamento) e levando em conta, ter sido nacional(pelo menos grande parte), ter tecnologia, prazer ao dirigir, potência, segurança, beleza, ou seja, todos os principais fatores que fazem um verdadeiro carro de sucesso, sem pensar 2x, vou de GOLF GTI 180 da geração 4!

    "Haters gonna hate", eu sei…mas é o meu voto.

  • vini123456

    E cadê o Omega, Civic Si, A3, Tempra Turbo e Marea Turbo nessa lista ai? Lógico que o Opala é mitológico, mas não podemos esquecer desses carros que foram marcantes em suas respectivas épocas e categorias…

    • 3dimensional

      É a galera tá sendo mais nostálgica mesmo…ficaram vários nacionais de peso de fora, como o que eu citei e os que você citou.

    • cavevolution

      Honda New Civic Si 2.0 16v 192hp 2007-2011. Esse ainda é o carro! O único que tentou bater ele foi o Vw Golf GTI 1.8T 2009, que só dava pau no SI com combustível Premium. Com gasolina normal, só dava SI!

  • Vero_2011

    Achei legal seu comentário de "esportivo de verdade"…
    Para que as pessoas mais novas no ato de dirigir e conhecimento automobilístico, antigamente os esportivos eram esportivos mesmo!
    Muito diferente do que fazem hoje em dia, colocam alguns apliques, uns nomes ou siglas bonitos, mudam as cores dos bancos, pegam a roda de liga leve da versão mais top e pronto, taí o esportivo! Como é o caso da série SS da GM, uma verdadeira enganação.
    Pintam algumas borrachas em vermelho, colocam um tecido com costura (ou imitação de costura) diferente, trocam o emblema da roda por um escrito SS e voilá, está pronto o esportivo e por um "pouquinho" de reais a mais, tipo uns 7 ou 8 mil.
    Aí você abre o capô e tá lá o 1.4 (ou o VELHÍSSIMO 1.8) SUPER PORTENTE.
    Lembro do Opala SS (este sim Super Sport de verdade), do Gol GSI 2.0… E, por que não, do Uno 1.6R (era meu sonho de consumo, nunca realizado)?
    Até a tão falada Hyundai tentou nos enganar mentindo na potência do Veloster (bonitinho, mas ordinário!)…
    E antes que eu me esqueça, o repórter esqueceu de um dos meus favoritos, o VW Passat, não esta geração mais nova, trazida da Alemanha desde a década de 90, mas daqueles antigos… Tá certo que não teve variação na carroceria, mas era um CARRÃO!

    • O_Corsario

      O PAssat foi um tremendo divisor de águas, incrível como um carro tão importante foi tão esquecido por aqui.
      Agora, a questão dos esportivos… ACho que é uma conjunção de fatores: a performance dos carros evoluiu muito, hoje praticamente qualquer carro atinge 120km/h e fica lá, então um "esportivo" em relação ao modelo normal que lhe dá origem acaba tendo uma potência que poucos vão usar de verdade. Outro fator é que a preferência hoje cai mais no estilo SUV que no estilo esporte. E finalmente, vivemos na era da aparência. As pessoas preferem um carro com as conveniências e desempenho do modelo normal mas com roupa esporte que outro com as desvantagens dos esportivos (normalmente consumo mais alto, manutenção mais cara, etc).

  • Salazar1966

    Não tem para ninguém!
    É o Fusca.
    Hoje, depois de tanto tempo fora de linha, continua sendo um dos mais roubados e de maior comercialização, incrível

  • Rafael_rec

    Os carros que eu já tive foram: Polo Classic, Palio 1ª geração, Celta, Corsa hatch e sedan nova geração, Clio, Fiesta Supercharger, Fit e Classic. Desses eu posso dizer que o mais confortável para dirigir era o Fiesta, seguido do Clio. Em termos de motor, o melhor foi o Corsa sedan com o seu flexpower 1.8. Ali sim andava, mas em compensação eu vivia no posto para abastecer.

    • cavevolution

      O ruim do motor GM 1.8 Flexpower é o alto consumo de combustível. Tirando isso, ainda é um ótimo motor.

  • subzero99

    Difícil einh ???
    Bem, vou escolher por um da minha época, e/ou que tive o prazer de andar (não dirigir, porque era muito pequeno)
    <p align="center"><img src="http://img291.imageshack.us/img291/6029/coupe88c.jpg&quot; />

  • cavevolution

    Meus votos para os nacionais:

    # VW GOL GTI 89 – pioneiro da injeção eletrônica no país.
    # GM KADETT GSI 93 – aquele painel digital era show!
    # FIAT TEMPRA 16V 93 – primeiro nacional com motor 16v.
    # GM OMEGA CD 3.0i 92 – literalmente absoluto.
    # GM VECTRA GSI 94 – Esse tragou o Tempra 16v sem dó.
    # HONDA CIVIC SI 2009 – sem auxilio de turbo para ser potente.

    Mas se fosse pra fazer um "funil" dessa turma, Ficaria entre o Vectra GSI e o Civic Si.

    • SilasCoul

      Ótimas lembranças

  • Bikudin

    Não poderia faltar o Fusquinha… he he he

  • ubiratamuniz

    Opala SS-6 1980. Sempre me lembro desta foto da capa da QR:

    <img src="http://parachoquescromados.files.wordpress.com/2010/07/1980.jpg"&gt;

    Agora, falando sério, é meio difícil dizer qual é o "melhor de todos os tempos". Tem tanto critério a ser analisado: tem carros ótimos que vieram "fora do tempo" (como os últimos Miuras, clássicos dos fora de série), carros brasileiros que chegaram a ser ofertados no exigente mercado norte-americano (Voyage), ótimas idéias que empacaram na burocracia e/ou falcatruas (Gurgel/Democrata). tem carros de altíssima tecnologia que foram objeto de desejo de muitos(ex: Omega CD) e carros que foram o "sonho acessível da classe média" (Santana e Monza). Temos os "esportivos de verdade" (Gol GT/GTS/GTi, Passat TS/GTS, Monza S/R, Maverick GT, Opala SS-6, Interlagos, Puma GTB/AMV, XR3, Uno 1.5R/1.6R, Uno, Tempra e Marea Turbo, etc.) Outros têm seu mérito em terem sido o primeiro carro com que muitos brasileiros tiveram contato (Fusca) ou por serem um projeto genuinamente nacional – ainda que de uma multinacional (Brasília e SP2). Dá até pra botar o camburão (Veraneio) na lista, por sua confiabilidade e anos a fio de serviço às forças policiais e militares, e até a Kombi, há exatos 55 anos carregando o Brasil nas costas.

    Na real, "não existe" "o" melhor carro brasileiro de todos os tempos. Existem vários melhores, cada um com seus méritos e defeitos.

    • KzR

      Eu por outro lado concordo que o Opala merceu o posto porque, pelos vários critérios que o autor veio enumerando e classificando, o Opala foi o que marcou mais pontos. Foi um dos poucos carros aqui que atingiu vários setores ou nichos, como o dos luxuosos, dos familiares, dos esportivos. Sem falar do conforto do modelo e da boa mecânica que o modelo trouxe consigo. Mecânica esta que fora a base de um modelo altamente brasileiro e que adoraria possuir: o Puma GTB S1/S2.

      Mas concordo com você nesta sua última frase. Existem vários melhores, mas cada um no seu nicho de atuação.

  • MArcelo1985

    Que chato esqueceu do Tempra primeiro carro com motor 16v, Fiat Uno Turbo, primeiro carro turbo nacional

    • ricardo78scs

      02 porcarias…

  • andreHHX

    Maverick GT V8.

  • X11auto

    Essa é uma comparação sem nexo, cada ídolo na sua época, mas se é para chutar um entre todos os tempos, então é o Fusca!

  • KzR

    O Opala sempre foi para mim um grande carro. Até eu ver melhor um de perto e idiotamente concluir que o carro é enorme.
    Esse SS da foto é o exemplar que eu gostaria de ter na garagem. E de preferência com um belo 250S debaixo do capô.

  • fabiollima

    Opala realmente é o CARRO, dirigi um diplomata 4.1 alcool automático, meu amigo, o carro é um avião em todos os sentidos, ele "comia o asfalto". E outra era tão macio que não precisava reduzir para passar em quebra-molas. Sinto muita saudade dele, queria ver era um Camaro bater um opala 4.1…
    Mas o consumo… fazia 2 a 3km/l, não aguentamos e vendemos logo, pois o custo era altíssimo.

  • http://www.noticiasautomotivas.com.br Roxmmp

    Nossa essa é difícil hein.
    Acho que cada um dos carros abaixo tem seu mérito e são/foram marcantes na história automotiva do Brasil:
    Opala (Diplomata e SS), Omega 4.1, Corsa, Fusca, Karmann Ghia, Kadett GSi, Chevette, Gol (GTi), Tempra Turbo, Uno Turbo, Marea Turbo, Vectra B e Vectra A GSi, Civic Si entre outros acho que foram os de maior destaque.
    Sonhos de consumo: Vectra B, Civic Si, Gol GTi (quadrado), Fusca, Karmann Ghia, Opala SS e Omega 4.1

  • ricardo78scs

    Fico com o trio de ferro: Opala SS-6, Dodge Charger R/T e Maverick GT.
    Menção honrosa para o Omega CD: último carro grande nacional, último 06 cilindros e último tração traseira.
    Bons tempos que não voltam mais.

  • FordCorcel

    Acho que pelo critério geral, sem dúvida é o Fusca. Mas na minha opinião XR3. Tinha uns 18 anos e meu avô tinha um. (e eu como faltava grana….um Fiat Prêmio). Cansei de nas noites de sexta e sábado largar o Prêmio com meu vô e cair na "night" a bordo do XR3 com teto solar…..PQP!!!! Era só alegria, gata do lado, galera babando……tempo ótimo, que ficou no passado……vou de XR3 sem piscar!!

  • YoOdEx

    Melhor carro é muito relativo. Melhor de fato, acho que teriamos de considerar os modelos mais atuais, que de fato serão melhores que carros dos anso 70. Mas olhando carro/tempo/acesso, a coisa fica interessante.

    Acho assim que o melhor carro brasileiro foi o Fusca. Não que ele seja melhor que um Opala por exemplo, mas como eu disse.. analisando tempo, o carro em si e o acesso do publico acho que não tem pra ninguem. O Fusca movimentou milhares de famílias com resistência e economia. Foi algo revolucionário na sua época. Voto nele pela versatilidade do modelo!

  • markinmoura

    Galaxie, Dodge dart e Maverick.

  • leo_bsb

    a pergunta correta é qual foi o menos pior carro brasileiro de todos os tempos.

    – o melhor carro feito no Brasil de todos os tempos foi o mercedes classe C que nem era vendido aqui.

  • http://www.facebook.com/leasilsan leasilsan

    Carro brasileiro?

  • SilasCoul

    Omega A

  • higojoseph

    Éééé……………………………………………………………………………………… não sei………………………………… isso me deu até dor de cabeça de pensar viu

  • mmbdp

    Passat Pointer 1.8.

  • AutomotiveEngg

    1. Chevrolet Omega CD 1993-98
    2. Dodge Charger, Ford Maverick GT e Chevrolet Opala SS6, todos 1976
    3. Chevrolet Vectra GSI 1994
    4. VW Passat GTS 1985-88
    5. VW Gol GTI 1996-99

  • VWPerformance

    http://www.streetcustoms.com.br/revistas-carros/c
    http://www.opala.com.br/site/images/stories/colec

    Preciso falar mais alguma coisa?
    Para mim, Gol GTI 1989 Azul Monâco AP 2.0, primeiro carro com injeção eletrônica no Brasil!
    OBS:
    Eu, APzeiro até o último fio de cabelo, tenho que admitir, Opalas são clássicos, ainda terei um SS na minha garagem.

  • Jason V.

    Não há como negar: O Opala foi um grande carro no nosso mercado. Teve seus altos e baixos, mas foi um carro de respeito. Concordo, sim, que figura entre os mais notórios.

    Mas não penso que se possa escolher apenas um como o melhor automóvel já fabricado aqui. Os critérios são muito amplos, e vários carros poderiam preenchê-los. O Fusca, o Gol, o Monza, até mesmo o próprio Mille foi marcante no seu tempo.

    O melhor carro é aquele que você tem vontade de ter, de dirigir, não importa a marca. Desde um fusca antigo, até um Santana (outro grande carro), houve muita mudança. Acho que é nisso que devemos basear a nossa opinião sobre bons carros.

    Gostei do texto como um todo. O autor mostra um conhecimento excelente, e portanto não está falando "nas coxas". Gosto dos argumentos que ele usa. Mas não acho que um só carro sustente esse prêmio.

    Sou apaixonado por Opala, Dodge, Maverick, Galaxie, carros de um porte muito bom, e que marcaram época. Mas penso que a história ainda está sendo escrita. Acho que no futuro, muita gente vai lembrar do seu Celta, Vectra, Gol, Voyage (novo) entre outros modelos com certo "carinho", lembrando de algum detalhe, ou por ter sido o primeiro carro que teve.

    Enfim… Cada geração terá os seus favoritos.

  • diegomfelipe

    O Golf GTI e seu irmão, o A3 180, foram os dois melhores nacionais.

  • josenum

    kombi, sem duvidas!

  • Adriano_Silva

    É o Fusca sem a menor duvida, faz parte da historia de quase todas as famílias do Brasil sem falar nas variações que foram feitas utilizando sua mecânica, ou seja, era e é alem de tudo uma referencia.

  • junior250s

    Primeiramente, sou um apaixonado por opalas, mas tenho que dizer umas verdades, realmente o opala é um carro brasileiro, mas é uma cópia melhorada do Opel Rekord, que é o ponto que invalida a nacionalidade dele, o fusca não é um projeto brasileiro, é um projeto alemão, muitos outros carros que nossos companheiros citaram tb não são projetos brasileiro, são projeto vindos de fora e adaptados para nosso país, os unicos que são genuinamente braisleiros são os gurgel, santa matilde, que mesmo assim tem peças que são de outros veículos não projetados aqui, e não vão pra frente pq são veículos que não tem um bom projeto e não tem incentivo do governo para continuar a produção, resumindo, o brasileiro não projeta nada pq as vezes tem preguiça de fazer algo inédito e faz um frankstein, ou então qdo tem um bom projeto o governo não incentiva!!! Então pessoal não podemos eleger o melhor carro brasileiro de todos os tempos, mas sim o carro que melhor se adaptou ao mercado brasileiro de todos os tempos!!!

  • junior250s

    E outra, cada um tem um gosto diferente, um momento diferente que viveu com cada modelo, então logicamente não teremos um carro específico pq cada um tem um pensamento!!!

  • Roberto Bessa

    Chevette e Opala sempre!

  • Lucasdutra

    kadet conversivel e gol quadrado (independente das versões ) são os melhores

  • telmo

    DODGE CHARGER R/T, o único super esportivo de nivel internacional, SEM DÚVIDA.

  • carlos

    o melhor carro é aquele que voce tem as melhores recordaçoes e no meu caso tenho saudades do monza!

  • WANDERLEI

    OPALA, CORCEL 2, MONZA, OMEGA, ESSES SAO OS TOPS DE SUAS EPOCAS, E MENÇAO HONROSA PARA FUSCA, DEL REY E VECTRA.

  • marcelo shulipa

    Realmente OPALA é uma máquina,noa podemos esquecer do Maverik,que é meu sonho de consumo.

  • Junior

    Por todos os critérios mencionados a escolha lógica só pode ser o gol e sua família pois foi desenvolvido para o Brasil teve todas carrocerias e ainda ampla gama de acabamentos e motorizações que inclusive foram usadas em modelos fora de serie como miura por exemplo.

  • paulo

    pena que esqueceram o santana, pois tenho um que é maravilhoso e não quero outro !!!!!!

  • Tripa-Seca

    Bem, de fato, o Vectra tinha desempenho melhor (2.0 8v aspirado contra 2.0 8v aspirado), e um rodar mais agradável que o Tempra, devido ao empobrecimento do conceito Alfa Romeo do italiano.
    Mas ele compensou com as primazias: O cabeçote multi válvulas, a sobre alimentação, que fazia ele andar junto com o monstro Omega, e um interior mais agradável que os alemães (Aliás, comentei outro dia: Exceto o Monza, e em menor grau o Ômega, que Chevrolet tinha o interior agradável, moderno? O Monza estava uns 20 anos na frente do Del Rey, que para mim era o segundo em interior. Mas em compensação, o Vectra B, para mim um dos melhores carro nacionais, estava uns 20 anos atrás do Marea).
    Além disso, a frente em cunha, o porta-malas excessivamente alto, o painel…Sou apaixonado pelo carro, ainda hoje.
    Sobre o Gigante Guerreiro Galaxie, faço minha as suas palavras. Você acertou em cheio.

  • simoloko

    Você acha o Vectra B inferior ao Marea?

    Eu tive uma 2.4 20V 2001, ano em que recebeu novo motor, novas rodas e nova grade. Era um canhão, mas não fazia curva e tinha uma engenharia mecânica muito delicada e enjoada. Era um automovel bom, mas muito caro de se manter e horroroso de se fazer curvas, totalmente o oposto do Vectra, que tinha suspensão multilink e era um tesão de curvas. Nunca tivemos um em casa, infelizmente: Quando saimos do Santana m.i, fomos para esta Marea, nova, no final de 2001. O Vectra era meu sonho de consumo em 1997, mas minha mãe comprou um Santana m.i ao invés dele (a diferença de preço era de 4 mil, o que seria uns 15 mil nos dias de hoje).

  • Tripa-Seca

    Não, me referi apenas ao interior (Precisamente, bancos, painéis das portas dianteiras, painel e quadro de instrumentos). Nisso, o Marea batia (E ainda bate em qualquer um, exceto o Focus) no Vectra.

  • simoloko

    O Focus tinha um interior impecável, o que não se repetiu na segunda geração – só o painel de instrumentos era melhor nesta.

    Eu acho o interior dela bem acabado, mas o painel é meio estranho, né?

    <img src="http://images.orkut.com/orkut/photos/QQAAAL6N_EG4TSviVRH2jlCw82vjH2FWW2Ca3Dvf100zqadVtT_-naLCZ-iiyZVOBcWzycyuvLQAwKvuge87rqclOBVAbiT1qDs42hDl1KUMMDH0AJtU9VD3C9RP7nfdXhQE0zKPI1lG2g_vWw.jpg"&gt;

  • Werwolf_L5

    eu acho esse painel lindo, principalmente o velocimetro e o conta-giro, mas ai é questao e gosto neh. Pra mim o marea é superior ao vectra, mas em suspençao e estofamento (couro de verdade) o vectra da um show no marea

  • HSFort

    Se você sente saudades desse motor, que tal adquirir uma Grand Cherokee ano 1995? É exatamente o mesmo motor.

  • JaoSilvestre

    agora a porra ficou séria!